– Os nômades digitais estão em alta e ocupando o lugar da turma do home office.

Home Office? Trabalhar em casa? Ótimo, dizem muitos.

Mas e se você poder trabalhar onde quiser, e não necessariamente na sua residência?

Veja só que legal a nova tendência,

Extraído de: http://www.jj.com.br/jundiai/nomades-digitais-trocam-os-escritorios-por-mundo-livre/

NÔMADES DIGITAIS TROCAM OS ESCRITÓRIOS POR ‘MUNDO LIVRE’

Por Kátia Appolinário – ksantos@jj.com.br

Trabalhar é preciso, mas ser escravo do espaço corporativo é apenas uma opção. Isso porque as tecnologias digitais permitem ultrapassar os limites do escritório e fazer de qualquer lugar no mundo um ambiente de trabalho. É isso o que fazem os nômades digitais, colaboradores que a partir do trabalho remoto conciliam a arte de viajar com as responsabilidades profissionais.
O que diferencia o nômade digital de um funcionário que faz home office, por exemplo, é justamente a ausência de um endereço fixo e a liberdade de poder colocar o pé na estrada levando o “escritório” em dispositivos portáteis. E essa prática tem se tornado mais frequente do que se imagina.
De acordo com pesquisa feita em 2016 pela SAP Consultoria em RH, verificou-se que 68% das corporações já utilizavam tecnologias digitais para realização do trabalho remoto, sendo que dentre estas, 89% adotam o teletrabalho nômade ou itinerante.
Esse foi o caminho escolhido pelo especialista em marketing digital Victor Hugo Lopes, de 24 anos, que em dez meses conheceu 15 países e mais de 28 cidades da Europa, África e Oriente Médio. “Fui trabalhar na Polônia através da proposta de uma empresa de publicidade online. Como meu trabalho é basicamente por uma plataforma digital, após o término das minhas tarefas, eu ficava livre para viajar desde que eu ficasse com o meu computador logado”, explica o jovem, que por meio do nomadismo, já fez check-in no Marrocos, Letônia, Israel, Itália e Alemanha.
Para o jornalista e analista de mídias internacionais, Márcio Souza, de 37 anos, ainda que o termo “nômade digital” seja novidade, foram várias as vezes em que ele conciliou o exercício profissional com viagens através do benefício do trabalho remoto. “Eu já viajei muito enquanto trabalhava, já fui para o litoral de São Paulo, Cuiabá e para Minas Gerais, por exemplo. Não vejo nenhum ponto negativo”, afirma.
Além de reduzir os custos para a empresa e aumentar a produtividade, o trabalho remoto beneficia também os funcionários e a comunidade.
“O teletrabalho melhora a qualidade de vida; evita o deslocamento e acaba resultando em mais tempo livre para o lazer”, afirma Cléo Carneiro, Presidente da Sociedade Brasileira do Teletrabalho e Teleatividades (Sobratt) e associado do Grupo de Consultoria em Teletrabalho (GCONTT).
Tradutor, web designer, assessor de imprensa e investidor de ações são algumas das profissões que podem ser exercidas através do trabalho remoto. “Quase todas as áreas da empresa podem adotar o teletrabalho, com exceção das áreas que demandam a presença das pessoas, como por exemplo, as funções de operação manual’’, afirma Cléo Carneiro.
Mas o ingresso à vida profissional nômade exige treino e planejamento. “Sempre me certifico se meu destino oferece uma boa conexão de internet e um ambiente propício para o trabalho. Ter um planejamento financeiro e um seguro de saúde internacional também são cuidados importantes a serem tomados”, instrui Victor, que mesmo tendo passado por momentos de dificuldade no exterior, não troca o trabalho remoto pelo comodismo rotineiro do escritório fixo. “Até das ‘roubadas’ você passa a gostar! Eu acabei desenvolvendo minhas próprias artimanhas”, complementa o jovem, valendo-se de que “a melhor parte da experiência é, literalmente, a experiência”.

bomba.jpg

Victor Hugo já conheceu 15 países: “Sempre me certifico se meu destino oferece uma boa conexão de internet”. Foto: Divulgação.

– Neymar e as Polêmicas do Carnaval

Cá entre nós: cada vez que a crítica mais reclama das baladas de Neymar, ele mais parece provocar! Seria birra?

Com muito dinheiro e com o “burro na sombra”, está pouco se preocupando pelo fato das queixas de anti-profissionalismo e de que não se cuida das lesões.

Pudera, já conquistou muito. Jogar bola pra quê?

Eu discordo desse comportamento dele. Se está se recuperando da operação, não deveria “dançar até o chão” em Salvador e se expor na Sapucaí como ele fez. 

Taí um dos motivos pelo qual, aparentemente, com todo o seu talento não conseguirá ser chamado de melhor do mundo. Infelizmente para quem gosta de futebol; irrelevante para seus “parças”.

Resultado de imagem para Neymar no carnaval

– Quem disse que Carnaval é Feriado?

Quem decretou que é feriado no Carnaval?

Carnaval, por incrível que possa parecer, é dia útil de trabalho. Conceder folga ou não depende do patrão (ou se o município que você reside assim entender)

E aí? Vai peitar os foliões?

Não dá… é Custo-Brasil!

Extraído de: http://www.guiatrabalhista.com.br/tematicas/carnaval.htm

LEGISLAÇÃO

A Lei nº 9.093/95, que dispõe sobre feriados civis, estabelece que sejam feriados somente aqueles declarados em Lei Federal ou Estadual, quando se tratar da data magna do Estado.

São considerados também feriados religiosos os dias de guarda conforme o costume ou tradição local declarados em Lei Municipal, os quais não poderão ser em número maior do que 4 (quatro) dias no ano, já incluso neste, a sexta-feira da paixão de acordo com o art. 2º da referida lei.

Não obstante, a Lei nº 10.607/2002, que dispõe sobre os feriados nacionais, alterou o art. 1º da Lei nº 662/49, concomitante com a Lei 6.802/80, estabelecendo que sejam feriados nacionais os dias:

1º de janeiro → (Confraternização Universal – Ano Novo);

Sexta-feira da Paixão → Data móvel (art. 2º da Lei nº 9.093/95)

21 de abril → (Tiradentes);

1º de maio → (Dia do Trabalho);

7 de setembro → (Independência do Brasil);

12 de outubro → (Nossa Senhora Aparecida);

2 de novembro → (Finados);

15 de novembro → (Proclamação da República); e

25 de dezembro → (Natal).

ENTENDIMENTO

Com base na legislação não há dúvidas quanto aos feriados nacionais uma vez que estão expressos em Lei Federal.

Quanto aos demais feriados que a Lei Federal outorga aos municípios, há que se verificar quais os feriados municipais estão expressos em lei, limitados ao total de 4 (quatro) feriados no ano.

Partindo desse pressuposto, se não houver uma lei municipal estabelecendo que o carnaval seja feriado, o trabalho neste dia será normal e o não comparecimento ao trabalho, acarretará prejuízos salariais ao empregado. Haverá prejuízo da mesma forma no caso da quarta-feira de cinzas.

Normalmente temos os possíveis feriados determinados por lei municipal, observado o limite acima, os quais podem variar dependendo dos respectivos costumes ou tradições de cada região:

Corpus Christi → Data móvel

Aniversário da Cidade → Data determinada pelo município

Carnaval → Data móvel

Padroeiro(a) da Cidade → Data determinada pelo município

Outros → Data determinada pelo município.

Resultado de imagem para Carnaval é feriado?

– Kanu deveria ficar quieto!

Somente hoje vi a entrevista / depoimento de Rodrigo, o jovem jogador do Santos FC (que é um menino mesmo) sobre as ameaças de que Kanu lhe deixaria aleijado.

Kanu, do Oeste de Itápolis, foi um dos protagonistas de um violento BAVI tempos atrás (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-lFa). Claro que tal tática de querer desequilibrar o adversário que é melhor do que ele é relativamente comum (assim como aquelas de que “eu ganho muito mais do que você” ou “olha só onde você joga e onde eu jogo“), mas não gosto nenhum pouquinho.

Mas pense bem: o inexperiente Rodrigo, com o histórico de jogadas violentas de Kanu (também nesse Paulistão), ficaria temeroso ou não de apanhar?

Não adianta falar que é só o juiz aplicar a Regra, pois se quebrar a perna do rapaz, de nada adiantará o cartão vermelho.

Resultado de imagem para kanu

foto: Globoesporte.com

– Encerrando as considerações sobre o Santo Antão Fake

A maioria dos católicos não gostou do desfile dos Gaviões da Fiel, e eu me incluo nesse rol. Claro, maioria não é totalidade, e respeito aqueles que entenderam ser livre expressão poética o tema da origem do tabaco. 

Minha opinião já expressei na postagem publicada em: https://wp.me/p4RTuC-mTY . Dessa forma, em um país democrático, quem gostou pode aplaudir e quem não gostou pode vaiar. Tudo bem. Só não vale forçar que “quem desgostou tenha que gostar”. 

Dentro do respeito a todas as crenças, a mistura de temas que envolvam Cristianismo (aqui em particular o Catolicismo, por explorar a devoção – que não é adoração – a Santo Antão), Umbanda, Espiritismo, Esoterismo ou qualquer profissão de fé, sempre será explosiva e polêmica.

De novo: quem gostou aplauda, quem não gostou pode vaiar ou mudar de canal. Mas irrita a quem vive uma religião ver algo deturpado da sua prática. A história do monge eremita Antão, que combateu o arianismo (conheça em: https://wp.me/p4RTuC-mHL) é diferente da alegoria e arte da Escola de Samba. Fisicamente retratado como Jesus (claro, para que ele se parecesse com Cristo sem ter semelhança alguma nos registros históricos) somando-se a um conto mítico (ou místico, se preferir). E com um sacerdote parecendo-se com Santo Antão junto ao Cristo-caído (ou Antão-Fake) ao lado do Diabo. 

Vitória do bem sobre o mal? Vacilo do bem antes de vencer o mal? Dualidade de forças do bem e do mal?

Pra quê o católico praticante precisa ser invadido dessas questões dúbias?

A resposta é simples: o carnavalesco criou sua própria narrativa usando elementos da nossa fé para o seu público: o torcedor de Escola de Samba. E o fez ao gosto do seu contratante, ao desgosto do que cremos. 

Não entenda a releitura desse samba-enredo como uma obra de evangelização ou catequese cristã. ELE NÃO TEM NADA DISSO. É apenas uma ficção, onde, pela enésima vez ressalto: aplauda quem goste, vaie quem não goste. 

Só não me faça engolir que o cara da avenida é o mesmo Santo Antão dos católicos, nem me obrigue a louvar algo que ofenda meus princípios religiosos.

Se alguém faz “arte” ofendendo os homossexuais, negros, pessoas de crenças de raízes africanas, por exemplo, corretamente (e deve ser assim) se taxará de intolerante. Mas quando o capeta vence o Jesus/Antão (mesmo depois deixando no ar que o resultado final foi o contrário), é cultura e não ofende a fé cristã? Como assim? Não é intolerância também?

Nunca se aceitará que o mundo vive em vários momentos uma Cristofobia disfarçada de liberdade de expressão.

Compartilho algo que expressa o que penso, de Aleteia.org: https://pt.aleteia.org/2019/03/04/padres-zezinho-e-gabriel-vila-verde-reagem-a-desfile-blasfemo-da-gavioes-da-fiel/?fbclid=IwAR11mSONUkJ4qAMdmZ3B1KIawIn6vZ_sIBgL_R6PXSGOyQ_Kwn8rEI1Lvus

PADRES ZEZINHO E GABRIEL VILA VERDE REAGEM A DESFILE BLASFEMO DA GAVIÕES DA FIEL

Pe. Zezinho: “E se alguém procurar um juiz, perderá a causa!”. Pe. Gabriel: “O cristão que acha isso normal pode cuspir na Cruz”

Em seu desfile carnavalesco deste ano, a escola de samba Gaviões da Fiel, ligada ao clube paulista de futebol Corinthians, apresentou a figura do diabosupostamente enganando Santo Antão. A representação do santo, porém, se baseia nas características tipicamente atribuídas a Jesus Cristo em Sua Paixão, o que gerou grande debate entre os cristãos. Foi com as características de Jesus que o santo dos primeiros tempos do cristianismo teria sido derrotado pelo diabo, de acordo com a “releitura” da escola de samba.

Um momento que incomodou e ofendeu particularmente muitos cristãos que se manifestaram na internet foi a hora em que o suposto Santo Antão cai ao chãocom os braços estendidos em forma de cruz. É quando o intérprete do diabo impõe sobre ele o seu tridente, em postura vitoriosa do mal.

A alegação da escola de samba de que a figura caída ao chão era a de Santo Antão e não a de Cristo passou longe de “colar” para os cristãos – até porque havia no mesmo desfile uma enorme alegoria do santo representado como um homem careca e de roupas longas, sem qualquer semelhança com o passista coroado de espinhos e trajando apenas um tecido enrolado ao quadril.

Católicos e evangélicos reagiram com severas críticas nas redes sociais. Entre os comentários que mais repercutiram estão os de dois sacerdotes bastante queridos pelos brasileiros: o pe. Zezinho, muito famoso pelas suas catequeses e composições musicais católicas, e o pe. Gabriel Vila Verde, muito ativo no Facebook em defesa da fé e dos valores da família e da vida.

Eis os comentários destes dois sacerdotes:

Pe. Zezinho: “Fizeram, fazem e farão”

Transcrição:

Quem lê minhas páginas entende porque tomo ou não tomo posição diante de temas polêmicos. É que lecionei comunicação por 32 anos e leio Sociologia e História Universal. E sei o suficiente de Código Civil e Penal para saber se vale a pena repercutir o que vai pelas novelas ou pelo carnaval.

O episódio do desfile da GAVIÕES DA FIEL, que não vi, mas que alguém me mostrou, é uma dessas polêmicas criadas para conseguir debates, como algumas novelas da Globo. Fizeram, fazem e farão. E quanto mais protestos houver, mais eles serão lembrados.

O Governo, os Juízes e a PF nada farão. Por isso, mostrar Jesus sendo derrotado pelo demônio, embora não seja Jesus, mas Santo Antão, e no final, alguém vence e o povo se dividirá entre vitoria do diabo ou de Jesus… é bem isso que o carnavalesco queria.

Estão falando da sua ousadia. E os Gaviões da Fiel serão lembrados. E era isso que queriam.

Sugiro que, se debate ou discussão houver, que os cristãos orientem seus fiéis para saberem como reagir. Mas nada acontecerá a quem bolou este desfile. E se alguém procurar um juiz, perderá a causa!

Já fizeram isso com filmes sobre Jesus, Maria, Maria Madalena, Judas, o Papa e os padres e também pastores e rabinos. Protestar vai dar mais ibope para o carnavalesco.

Fez, faz e fará! Como nas novelas da Globo, a arte é desafiar e ganhar um pouco mais de Ibope. Isto, a longo prazo pode funcionar: mudar de canal ou de torcida pode dar certo para católicos e evangélicos irados. Mas acontecerá aos poucos. O povo às vezes se cansa de ofensas contra sua fé ou contra a sua família. Mas leva tempo!

A maioria não reagirá, como tudo neste Brasil. E daí? Foi apenas um teatro de sambódromo…

*

Pe. Gabriel Vila Verde: “Sabe onde está tua fé e o teu temor a Deus? Na lata do lixo!!!”

Em seu perfil no Facebook, o popular sacerdote compartilhou uma sequência de comentários críticos ao desfile:

Transcrição:

Todos os anos, é comum encontrar figuras de demônios nas escolas de samba. Esse ano eles foram mais longe: dramatizaram a vitória de satanás sobre Cristo. O cristão que acha isso normal pode rasgar o batistério, queimar a Bíblia e cuspir na Cruz.

Todos os anos, “ele” tem o seu lugar de honra. Para os céticos e atualizados, é só uma brincadeira inofensiva e mal interpretada pelos “fanáticos” cristãos.

Quem vier na minha página defender essas encenações do diabo no carnaval, vai ser bloqueado SIM. Vá defender suas incoerências no seu perfil. Não estou no Facebook para ter seguidores nem curtidas, mas para falar o que penso e o que creio. Fica aqui quem gostar do que eu publico! Está avisado? Beleza!

Se falarem mal do político de estimação, vira bicho. Se falarem mal do time preferido, se zanga. Se vê uma paródia com Jesus no carnaval, acha lindo e normal. Sabe onde está tua fé e o teu temor a Deus? Na lata do lixo!!!

 

carnaval 2019 Santo Antão Jesus

Segundo a “justificativa” da escola de samba, estas duas figuras seriam a mesma pessoa: Santo Antão

– Carta Aberta de um Não Eleitor, Não Militante, Não Sindicalizado e Não Entusiasta do SAFESP (nem de COAFESP ou órgão apócrifo).

Sei que no dia 25 de março ocorrerão eleições no Sindicato dos Árbitros do Estado de São Paulo. Aurélio Sant’Anna Martins, do Vale do Paraíba e ex-árbitro contemporâneo a minha época será um dos concorrentes (com a ex-árbitra Regildênia, Fabrício Porfírio, Marco Andrade Mota, Alex Alexandrino e outros corretos membros em sua chapa).

Nunca fiz campanha a ninguém. Não farei agora (até porque não voto). Mas por ter certa respeitosa liberdade e nenhum impedimento de me relacionar com essa candidatura, algumas perguntas pertinentes:

Prezado Aurélio, durante e pós-campanha…

Não mudará o nome de Aurélio para Aureliozinho para ganhar simpatia?;

Não vai promover (ou pedir que árbitros promovam) cervejada eleitoral?;

Não vai pedir para gravarem vídeo dizendo que “o Aurélio mudou minha vida”?;

Não apagará da Internet a campanha para ficar sem rastreamento do que foi dito?;

Não precisará pedir a amigo que convoque reunião de árbitros, pesagem dentro de um salão ou qualquer obrigação que fará árbitro viajar de todo o estado coincidindo com sua presença e uma urna no local?;

Não será picareta em dizer que se sacrificará e abrirá mão do seu tempo e dinheiro pelos colegas árbitros (isso seria demagogia barata, tem que trabalhar remuneradamente, com horário e transparência, sem se fazer de vítima);?

Não trabalhará de empregado junto aos que você tem que cobrar, evitando a incompatibilidade de cargos?;

Não fará favor gratuito às entidades que escalam árbitros, como suposto abnegado pela arbitragem e disfarçadamente exercendo seu desejo pessoal?;

Não abaixará a cabeça ou desviará de arquibancada quando ver alguém honesto e conhecido, fazendo de conta que não viu a pessoa e nem por ter medo de ser cobrado?;

Não estará concomitantemente no Acre e em São Paulo; nem nos confins de qualquer estado do Nordeste ou em reunião de outra entidade, pois sabe que foi eleito para SP e em SP estará?;

Não visitará árbitro em teste físico e ficará abraçando apaixonados pela categoria, devolvendo favores em escalas?;

Não menosprezará iniciantes da carreira e nem se fará prestativo somente na campanha?;

Não cairá no ridículo em mandar seus árbitros sindicalizados seguirem X ou não seguirem Y nas Redes Sociais, tentando desqualificar àqueles que você tem repulsa?;

Não gastará dinheiro em coisas que não dizem respeito à arbitragem, nem em lugares que mancham a imagem de um esportista ou até mesmo de uma pessoa honrada?;

Não se embebedará nem estará em inferninhos da vida usando do cargo?;

Não patrocinará textos de blogueiros com matérias em prol-Aurelio, nem difamatórias aos que emitem alguma opinião concretamente justa contra-Aurelio?; 

Não impedirá uma auditoria total e a publicidade dos fatos, nem terá medo de uma Lava-Jato do futebol?;

Não criticará ninguém com os termos de “tenista” ou “frentista”, como se fosse algo pejorativo, e sugestionando seus subordinamos a evitarem tais pessoas?; e,

Não pulará do barco quando a corda começar a arrebentar para curtir a vida e deixar de lado as promessas de campanha?

Caro Aurélio, antes que alguém possa escrever ou dizer que estou atacando fulano ou beltrano com esses questionamentos a você (não estou atacando outros candidatos, nem o atual presidente ou a entidade SAFESP), saiba que são somente palavras direcionadas à sua candidatura, sem citar nomes de ninguém além do seu, a fim de ter certeza de que está consciente das coisas que pode enfrentar, acertar ou errar. 

Que os desafios sejam encarados para o enfrentamento e que a preocupação em sempre fazer o certo (isso inclui comportamento ético, democrático e digno) sejam perenes e a necessidade de fugir das tentações, da vaidade, da ganância do poder e do dinheiro (isso é uma reflexão ao candidato Aurélio e seus pares de chapa a se atentarem incessantemente) tornem-se lembretes diários. 

Reforço: torço que os candidatos à Eleição do Safesp estejam preparados e que ela seja uma disputa elegante, respeitosa e repelida dos bajuladores de cargos e pessoas nojentas ao mundo da democracia e da educação / bons costumes. 

Em tempo e em linguagem bem direta: se você ganhar, não seja vingativo com quem perdeu / àqueles que perderam (seja justo apenas), pois algo muito triste seria imaginar a tentativa de prejudicar a carreira de alguém por envolvimento político OU NÃO O ENVOLVIMENTO DE.

O texto é longo, mas as preocupações com o futuro do Safesp são do mesmo tamanho. Novamente desejo boa sorte aos candidatos e que essas palavras de um NÃO ELEITOR, mas ex-árbitro sindicalizado à entidade POR OBRIGAÇÃO da FPF (isso é ridículo que tenha que ser submetido), possa apenas trazer a reflexão de uma conduta transparente e exemplar. E como não sou mais membro do Safesp, me recuso a dizer o que acho “que tenha sido as outras gestões” (tanto que em momento algum cito aqui os nomes dos outros gestores). 

Felizmente vivemos uma democracia onde todos podem se candidatar e o respeito deve andar de mãos dadas com a liberdade de expressão.

Insisto às patrulhas e exploradores: as perguntas pertinentes desta postagem são a você, Aurélio, a fim de, em caso ganhando, se policiar. Não sei o que aconteceu ou o que acontece nos bastidores do Sindicato dos Árbitros de São Paulo desde 2010 (e nem quero saber, tenho coisas muito mais importantes a fazer), por isso escrevo bem a vontade.

Se eu fosse eleitor, não votaria na chapa do Aurélio, pois não desejo que sofra com problemas gástricos. Eu votaria em branco. E se ganhar, não me convide a cargos (lógico que não me convidará) e não terá meu apoio situacionista nem minha oposição radicalista. Sou como árbitro de antes de 01.06.2019 com as regras antigas: NEUTRO.

Atenciosamente,

Rafael Porcari. 

– Cachorro pode pegar gripe?

Olha só que bacana: a revista Recreio publicou uma reportagem bem didática sobre gripe canina.

Para você (como eu) que gosta especialmente das raças tipo “Toy”, vale a leitura:

Extraído de: http://recreio.uol.com.br/noticias/curiosidades/cachorro-pode-ficar-gripado.phtml#.WMm9mhjOqb8

CACHORRO PODE FICAR GRIPADO?

Pode, sim. Os sintomas mais comuns são secreções no nariz e nos olhos (meleca mesmo!), tosse, espirros e até febre e falta de apetite. Se o seu cãozinho tiver sintomas assim, leve-o ao veterinário. E lembre-se de isolá-lo do contato com outros animais e não deixá-lo dormir em locais descobertos. Também é legal conversar com o veterinário sobre vacinas que podem evitar a doença. E sabia que humanos não pegam gripe de cães, nem cachorros pegam gripe de pessoas? Mesmo assim, é importante lavar as mãos depois de cuidar do bicho.

bomba.jpg

– O que esperar da 3a? Em 7 cliques:

👊🏻Bom dia, 3a feira!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde.
Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina?
🏃🏻
#Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running #nike #adidas #puma

bomba.jpg

🙏🏻Correndo e Meditando:
“Ó Jesus, vivo e presente em todos os sacrários da face da Terra, socorrei-nos. #Amém.”

#Fé #Santidade #Catolicismo #JesusCristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺Fim de cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das flores.
🏁
#corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento #nofilter

🌅Desperte, Jundiaí.
Que a jornada diária possa valer a pena!
🍃
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #AmoJundiaí

😀 Nem precisa de legenda para dizer que são sorrisos puros e sinceros de quem brincou no Parque ainda de manhã, não?
❤️
#felicidade #família #diversão #paz

🐢 E como não curtir uma sessão de fotos no Parque Botânico Eloy Chaves?
A natureza ajuda demais!
🦆 🐟 🦢
#tartaruga #pato #ganso #lago #natureza #bebê #fotografia #photography

Ótima 3a feira para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby