– Registros antigos que trazem saudade!

Fuçando uma caixa de documentos antigos (que fora da minha saudosa Vó Nória e com carinho cuidada pela minha também querida mãe), eis que revi documentos da minha “Bisa Barroca” – minha Bisavó por lado materno.

E olha cada coisa curiosa: encontramos 3 nomes diferentes para a “Dona Elzira”:

Argilia Isabel de Souza (na carteira de trabalho dela – a lembrança que tenho da minha Bisavó é exatamente desse rosto):
bomba.jpg

Alzira Estinaslau da Silva (numa segunda via de casamento dela):
bomba.jpg

Alzira Josepha de Souza (na CTPS da minha avó Nória, filha dela (a vó não se chamava Honória, mas Onolpha).
bomba.jpg

E já que ficaremos sem saber “qual documento” valeria como correto (pois em nenhum tem o sobrenome de casada – “OLIVEIRA”, e também porque falei da minha vó Nória, olha aí a linda foto do casamento dela com meu vô Manelão (Pedro Pansarin), na Capela Nossa senhora Aparecida (a Igreja da Ermida):
bomba.jpg

Como minha mãe era zelosa, olha a foto que ela guardava do meu pai! Sim, Milton Porcari (e hoje vovô Lili), teve cabelo um dia! kkk
bomba.jpg

Ê tempo bom que deve ter sido o do auge da Ermida, não?

Anúncios

– Sábado de muitos cliques!

Boa tarde! Só acessei o computador agora, e por um motivo bem justo: curti a manhã em meio a Natureza.

Em várias poses, para apaixonados por fotografia como eu (clicadas por mim mobgraficamente).

Primeiro de tudo – ir correr. Clique 1:

bomba.jpg

Durante a corrida, rezando para Nossa Senhora das Graças da gruta do Patury! Clique 2:

bomba.jpg

Depois de correr, alongando embaixo do pé florido de ipê amarelo. Clique 3:

bomba.jpg

Admirando o amanhecer das 05h45… Clique 4:

bomba.jpg

amanhecer das 06h00… Clique 5:

bomba.jpg

… e o amanhecer das 06h30 com Brushstoke App. Clique 6:

bomba.jpg

Cuidando do jardim com essa maravilha toda vermelha. Clique 7:

bomba.jpg

Descobrindo o sono da cigarra (como elas cantam nessa época do ano!). Clique 8:

bomba.jpg

Colhendo cerejas deliciosas (nosso pezinho caprichou nesse ano). Clique 9:

bomba.jpg

Preparando uma deliciosa salada de frutas para as filhinhas e a esposinha. Clique 10:

bomba.jpg

Enfim, curtindo a filhinha, sempre curiosa, enxergando longe. Clique 11:

Terminando e desejando um ótimo sábado a todos. Como é bom curtir fotografia, um hobby relaxante! Ótimo sábado!!!

– Clareando a 5a feira!

Bom dia!
Manhã bem fresca para buscar a #adrenalina. Vamos correr?
#Fui #RunningForHealth #run #cooper #saúde #corrida

Correndo e Meditando, hoje no #SagradoCoração de #Jesus.
#Fé #Santidade #Catolicismo #Cristo #PorUmMundoDePaz

Fim de #cooper – suado, cansado e feliz, curtindo a beleza das #flores.
#corrida #running #flowers #CorujãoDaMadrugada #alvorada #flor

Desperta, #Jundiaí!
Ótima 5a feira a todos.
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #manhã #morning #alvorada #natureza
#horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #FotografeiEmJundiaí

S’imbora curtir o dia das #crianças.
Será que essas garotinhas vão estar dispostas a bagunçar?
Olha só a carinha da mais novinha… kkk
Hora de acordá-las!
#criança #família #bebê #paidemeninas #baby #sono

Ótima 5a feira de feriado ou de trabalho para todos!

– Uma boa 2a feira para nós!

Ôba! Restaurado pelo descanso dominical, começamos mais uma semana. Vamos buscar endorfina com um bom cooper? Nossa foto-motivação:

bomba.jpg

Com a boa corrida, suando e meditando nas coisas que nos elevam ao Céu. Hoje com a Sagrada Família: Jesus, Maria, José. Nossa foto-meditação:

bomba.jpg

Depois de gastar a adrenalina, vale o relaxante alongando entre as roseiras do nosso jardim. Desta feita, ao lado da rosa branca. Nossa foto-inspiração:

bomba.jpg

Chega de atividade física, hora de trabalhar. E para o serviço render, a paisagem vai conosco. Nossa foto-contemplação:

bomba.jpg

Ótima segunda-feira a todos!

Ops: não poderia deixar de publicar a Estelinha curtindo a nossa roseira vermelha com o brilho do sol da manhã. Ela já pegou gosto em sentir o perfume das flores. Nossa foto-fofurice:

bomba.jpg

– Agradecendo a Deus pelo Batismo da Maria Estela!

Com alegria, ontem batizamos a Estelinha, onde ela deixa de ser pagã e passa a ser cristã.

Alguns registros da linda celebração na Capela Nossa Senhora Aparecida (Bairro da Ermida, Jundiaí-SP) – templo católico onde as bisavós da Maria Estela também foram batizadas.

Abaixo:

bomba.jpg

bomba.jpg

bomba.jpg

bomba.jpg

Vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=UNkblMeEYmg

– O Comércio de Bebês para adoção via Facebook!

Onde é que chegaremos?

Leram a respeito de grupos de “compra e venda de crianças” pelas Redes Sociais?

Assombroso…

Extraído de: https://vejasp.abril.com.br/cidades/rede-adocao-clandestina-facebook/

MP DESCOBRE REDE DE ADOÇÃO CLANDESTINA DE BEBÊS PELO FACEBOOK

Grupos pedem e ofertam crianças com naturalidade; caso veio à tona com denúncia de um casal arrependido de ter entregado a filha

Por Adriana Farias

No dia 28 de agosto, o núcleo de investigação do Ministério Público de São Paulo na Barra Funda denunciou à Justiça dois advogados por falsidade ideológica na realização de uma adoção clandestina de bebê na capital. Durante nove meses, os promotores monitoraram uma série de páginas do Facebook que intermedeiam encontros entre pais e interessados em recém-nascidos, burlando a fila pública de adoção.

É a primeira vez que a equipe reúne provas suficientes para confirmar a irregularidade. A lei que rege o assunto foi endurecida em outubro do ano passado, quando a prática passou a ser classificada como crime de tráfico de seres humanos, com pena prevista de quatro a oito anos de prisão. “Antes era necessário haver violência ou abuso, agora a simples fraude na adoção pode ser enquadrada nesse delito”, explica o promotor José Reinaldo Guimarães Carneiro.

Durante um mês, VEJA SÃO PAULO teve acesso às conversas entre usuários do grupo fechado Meu Bebê Não Usa Quero Doar, que se passava por uma comunidade para a troca de roupinhas infantis. Ali, pedem-se e ofertam-se crianças com uma naturalidade assustadora (leia quadro ao fim do texto). Foi em uma página semelhante a essa, chamada Doar Bebê, que o casal Rebeca, de 20 anos, então no quarto mês de gestação, e Higor, 23, entrou no ano passado quando decidiu entregar a filha (eles concederam entrevista com a condição de não ter o sobrenome divulgado).

Moradores de um bairro pobre da Zona Leste e pais de outras duas crianças, eles se viram sem condições financeiras de sustentar o terceiro rebento. “A ideia era entregar a neném a uma família que pudesse lhe oferecer o melhor”, justifica Rebeca.

Em conversas na rede, eles conheceram a advogada Elisabete dos Santos, que intermediou o contato com o casal de também advogados Eliseu Minichillo de Araujo e Cristiane Aparecida Sanches, interessado na bebê. Elisabete, Rebeca e Higor encontraram-se pessoalmente três vezes, uma delas no Shopping Aricanduva, e acertaram os detalhes da entrega, que seria realizada sem o pagamento de dinheiro.

A bebê nasceria em uma clínica particular em Santo André onde o esquema estaria acertado. Araujo registraria a criança como pai e, após um ano, entraria com um pedido de guarda para sua mulher, a fim de tentar regularizar a situação. Esse processo é ilegal. “De cada dez casos de adoção, pelo menos um ocorre dessa forma”, conta a juíza Monica Arnoni, da 7ª Vara da Família.

O plano deu errado porque Rebeca entrou em trabalho de parto antes do previsto e a criança acabou nascendo às pressas dentro de um carro do Uber no estacionamento do Hospital Municipal Dr. Alípio Corrêa Netto, em Ermelino Matarazzo, em 25 de agosto do ano passado.

Araujo e Elisabete tentaram manter o negócio e, passando-se por parentes da mãe biológica, conseguiram tirar a recém-nascida da maternidade. Em nota, a Secretaria de Saúde afirma que a criança deixou o local com a mãe e o “namorado”, e diz estar colaborando com as investigações do Ministério Público.

Naquele mesmo dia, no entanto, Rebeca e Higor se arrependeram e pediram a bebê de volta. Após três dias de tentativas frustradas de recuperá-la, acionaram a polícia, Vara da Infância e Conselho Tutelar. Uma semana depois, a pequena foi devolvida em uma delegacia. Araujo e Elisabete acabaram denunciados pelo MP, mas, até quarta (13), ainda não haviam sido citados como réus pela Justiça.

“Não houve maldade, só pensamos no bem da criança”, diz Araujo. Caso condenados, os dois podem pegar cinco anos de reclusão. “Só quis ajudar uma amiga a realizar o sonho de ser mãe”, afirma Elisabete. Como a lei brasileira não enquadra como criminoso quem doa o filho em caso de desespero, Rebeca e Higor não serão indiciados. A bebê completou 1 ano recentemente, e o casal está recebendo ajuda financeira de parentes e acompanhamento da Vara da Infância.

NEGOCIAÇÃO ÀS CLARAS

Postagens em páginas do Facebook

“Espero encontrar uma mulher decidida a doar seu bebê de 0 a 4 anos.” Clésia, em 10 de agosto

“Quero doar o meu filho.” Maria, em 2 de agosto

“Desejo adotar uma menina, busco em qualquer estado.” Livia, em 24 de julho

“Me perdoem o desabafo, mas não quero ficar com esse bebê.” Marli, em 30 de julho

“Estou querendo um bebê, pois não posso ter filhos, me chama no WhatsApp.” Ana Paula, em 24 de julho.

bomba.jpg

– Obrigado pela minha gordinha, Papai do Céu! Fase 2 conquistada!

Segunda etapa vencida: após 7 meses na barriga da mamãe (sendo os 10 derradeiros sem ganhar peso por problemas na gestação), 1 mês na incubadora da UTI dos seus 5 meses e ½ de vida e… finalmente a Maria Estela Porcari alcançou o peso de uma criança normal para a sua idade.

Como não comemorar, já que ela nasceu com 1 kg a menos do que deveria ter?

Agora, só falta alcançar a altura ideal!

IMG_0909

– Motivos que explicam porque sou CONTRA a Ideologia de Gênero

Aqui não entra radicalismo, conservadorismo, modismo ou qualquer outra coisa, a não ser a explicação clara e sensata sobre esse tema delicado. 

Assista ao vídeo sobre a Ideologia de Gênero, abaixo, e entenda um pouco melhor o que é isso. Penso exatamente como o professor dessa explicação: ​

 

– E se você escolhesse o Prazo de Validade do seu Casamento?

E essa agora?

O México está estudando a proposta de casamento com prazo de validade. A idéia é a seguinte: como o número de divórcios é grande, e o processo de separação é burocrático, um contrato de dissolução pré-estabelecido seria vantagem, segundo as autoridades. Caso o casal queira continuar o contrato por mais 2 anos, ele se torna auto-renovável por mais 2. Caso contrário, ele deixa de existir automaticamente.

E aí: idéia absurda ou, para os dias atuais, inteligente?

Deixe seu comentário:

imgres.jpg

– Você levaria sua filha para a encenação pornô do MAM?

O Museu de Arte Moderna (MAM) trouxe uma performance onde havia um homem nu. Mas diferente da mostra gaúcha de péssimo gosto Queermuseum, onde havia ofensas à religião, imagens de pedofilia e zoofilia abertas ao público, aqui o museu paulistano reservou um espaço com TODOS OS AVISOS do conteúdo que seria encontrado, já que La Bête (ou em português: A Besta) é uma encenação forte para menores de idade. Ou seja: um evento para adultos que simpatizam com tal obra, em ambiente fechado (não me incluo naqueles que entendem isso como “arte”, mas respeito quem pensa diferente). Entretanto, algumas mamães com crianças resolveram participar com suas filhas por lá. 

É culpa da Arte, do Museu ou das Mamães extremamente ultra-liberais o fato de tanta repercussão?

Imagine essa imagem (abaixo) se acontecesse na casa do vizinho; na rua; ou em um lugar qualquer… se uma inocente criança fosse incentivada a tocar um estranho pelado, como isso seria chamado?

Criança deve ser criança. Sempre!

Erotização precoce, aliás, é sinônimo de boa Educação? Desde quando?


Foto 1: La Bête exibida em Salvador-BA

Foto 2: La Bête exibida em São Paulo-SP