– Começando a semana e matando a saudade!

Ufa! Metade do mês de férias e começando a semana. Começando de novo?

Minha segunda-feira será ótima, pois matarei a saudade da minha esposa Andréia e da minha filha Marina.

A patroa foi trabalhar por alguns dias na Holanda e fez escala na França (e levou a filhota na mala). O peito estava apertando por causa da ausência delas…

Que ótimo que retornarão e que viveram uma experiência incrível! E mandaram lindas fotos:

1.Olha o entardecer com vista na Torre Eiffel:

2.Ou ainda a Monalisa:

3.Enfim: que retornem logo pois amanhecerei no aeroporto!

Amo essas mulheres! ❤️

Anúncios

– Uma doce Foto-Legenda…

ELA, a Bebê:

“Quando você finge que dá uma pipoca para seu pai comer e na verdade não tinha nada! E ele nem desconfiou…”

EU, o Bobão:

É o “meu gosto mais gostoso de todos”, pois o sabor da “pipoca que não veio” é de “felicidade com brincadeira”. Que “gosto de nada” mais delicioso…

Uma selfie perfeita para meu coração de pai!…

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Divórcio com Festa

Todo ano acontecem alguns modismos na sociedade. Há pouco, a moda era “casamentos temáticos”, com motes dos mais diversos. Agora, a onda são as festas de libertação, ou melhor, festejos do divórcio!

Extraído da Folha de São Paulo, pg E3, por Vinícius Queiroz:

DIVÓRCIO COM FESTA

Relações públicas celebra fim de relação de 4 anos em “descasamento” com buquê de camisinhas para “garantir diversão” e bolo com noivo indo embora

Quando receberam o cartão para a festa da relações públicas Meg Sousa, 28, os amigos estranharam o convite e acharam que era piada. “Vai rolar a megafesta do meu divórcio. Afinal, nem toda separação precisa ser triste”, dizia.

Para comemorar o fim do casamento de quatro anos, ela reuniu 380 conhecidos -mais gente do que a cerimônia de união, que teve 130 pessoas- numa casa noturna da Vila Madalena, fechada só para o evento numa noite de sábado de maio, o mês das noivas.

A festa teve tudo do casamento: carro antigo com motorista, daqueles que levam as noivas à igreja, véu, vestido branco, bolo, docinhos, buquê, padrinhos -menos o noivo.

“Foi praticamente uma festa de casamento. Aliás, foi um descasamento, só não teve aliança”, diz Meg, que está sem namorado fixo desde então.

Como praticamente não é igual, a festa teve algumas peculiaridades. Em vez de flores, o buquê era feito de camisinhas abertas, “para que a solteira que pegasse o arranjo não se amarrasse, mas tivesse diversão pelo resto da vida”.

O bolo também teve uma simbologia: era partido ao meio, com a boneca da noiva, sorridente, segurando uma taça de champanhe, e o noivo, de costas, saindo com uma mala debaixo do braço.

E foram os próprios amigos mais próximos que ajudaram a organizar a festa e deram tudo. Um fez os convites, outro criou o site com informações da farra, um terceiro, dono de uma casa noturna, cedeu o espaço, outro fez o penteado e a maquiagem, e teve um ainda que fez os docinhos -“bem-separados”, “um coração partido para não restar dúvidas”, diz Meg.

Falecido

O ex-marido sabia da festa, foi convidado, disse que ia, mas como não se empolgou com a produção do evento, foi desconvidado de última hora.

A relação com o “falecido” (ela pede que ele seja chamado assim, sem nomes) é complicada e hoje eles só se falam para tratar da partilha dos bens.

Meg diz até que pensou em fazer lançamento de dardos na foto do ex-marido e colocar uma foto dele em rolos de papel higiênico, mas desistiu porque acabou por achar muito desrespeitoso e ofensivo.

Conhecida nas altas rodas de São Paulo, a banqueteira Vivi Barros diz já ter organizado há alguns meses uma festa de divórcio para 120 convidados.

“O objetivo dela era fazer uma festa para comemorar o divórcio, que foi litigioso e muito sofrido. E pediu várias coisas que o marido odiava e não poderia nem ver, como bacalhau. Tudo o que ele odiava, ela fez, até colocou um vestido curto vermelho, que ele a proibia de usar”, diz Vivi.

Enquanto as festas de divórcio viram moda no país, o Senado deve votar nos próximos dias, em segundo turno, uma mudança na Constituição que agiliza o processo de separação ao extinguir a etapa de dois anos entre o pedido e a homologação do desquite.

Os amigos de Meg, que no começo estranharam o convite inusitado, dizem que a festa foi a melhor a que já foram na vida. E pedem mais. Agora, ela já planeja a festa de um ano de divorciada para maio.

Resultado de imagem para divorcio

– A pureza de trepar nas árvores!

Nessa época de invasão digital em nossas casas, as antigas e pueris brincadeiras se tornam escassas.

Bolinha de gude? Pião? Boneca de Pano?

Cada vez mais essas diversões são trocadas pelos Tablets e Smartphones, sem praticar exercícios físicos nem relacionamento humano real, ao invés do virtual.

É por isso que subir em árvores, como minha filha Estelinha e meu sobrinho Miguelzinho estão fazendo na foto abaixo, deve ser algo a ser incentivado cada vez mais! Devemos sair do conforto do sofá e nos “sujarmos de terra”, ter contato com a natureza e com os amigos.

– Conselho de Bin Laden sobre Vida Matrimonial?

Há coisas incríveis por aí. Li essa “pérola” numa antiga edição de Época (16/05/2011, pg 32): é sobre quantas mulheres devemos ter!

“Uma é bom, como andar. Duas é como andar de bicicleta: é rápido, mas um pouco estável. Três é um triciclo, estável mas lento. E quando chegamos a quatro, ah! Esse é o ideal. Agora você pode passar todo mundo”.

É um conselho do terrorista morto pelos EUA, Osama Bin Laden, defendendo o casamento com 4 mulheres (o islamismo permite muitas mulheres a um homem).

Cada uma… mas não o vejo falando do número de sogras (brincadeira, hein – adoro a minha).

imgres.jpg

– 6 cliques para um sábado de paz!

Bom dia amigos! Me divertindo em cliques logo cedinho, unindo a paixão pela fotografia com a necessidade de ter inspiração!

Para tanto, fui fazer meu cooper matutino. Já correu também? Motivando no clique 1:

Durante o treino, conversando com o Céu pela intercessão do Imaculado Coração de Maria. Corpo, Mente e Alma devem estar sadios em plenitude… Meditando no clique 2:

Pós-treino, alongando no jardim. E a beleza e delicadeza das nossa roseiras? Contemplando no clique 3:

E para espairecer, 5 minutos admirando o infinito que amanhece. Você quem escolhe a foto melhor –

… o 4o clique do dia com a luz da alvorada:

… ou o 5o clique com o brilho imenso do sol:

Não importa qual o clique mobgráfico preferido, o que vale é esse sorriso, abaixo, que me fará feliz. Depois da atividade física, minha caçulinha Estela acordou e verdadeiramente se embebedou de leite! Que delícia!

O clique 6 de fofurice, bem engraçadinho da bebê, aqui:

Ótimo sábado a todos nós!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– O #tbt desta 5a é…. na ciclovia!

Hoje é 5a feira, dia de #tbt?

Então vai uma recordação da nossa super-pedalada na praia (Santos-SP), recentemente. A minha filha Marininha me surpreendeu em resistência nesse dia! Pedalou, pedalou, pedalou e não reclamou!

Pudera, o cenário de céu azul nos inspirou e, cá entre nós, andar de bicicleta por aqui é muito fácil…

Ótima Quinta-Feira para todos nós, de boas recordações e muita produtividade!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– O que fazer para perceber se o filho é problemático?

Leiam essa entrevista de Sue Klebold, a mãe do assassino Dylan Klebold, que com 17 anos matou 12 colegas num colégio de Columbine (EUA) a sangue frio, armado com armas, há 3 anos (Revista Veja, Páginas Amarelas, ed 22/06).

Ela disse que:

Pais de adolescentes sabem que não é fácil captar o que passa na cabeça de seus filhos. Nada levava a crer em suicídio ou assassinatos. Dylan foi hábil em esconder seus sentimentos”.

O que achei curioso foi o conselho que ela dá aos pais. Não sei se concordo com ela. Dona Sue aconselhou que:

Quando seu filho está sofrendo, não tente consertar as coisas por ele, nem pense fazê-lo sentir-se melhor. Isso é uma forma confortável de autoengano. Só fique em silêncio e ouça o que ele diz”.

Confesso que é um pouco confuso, difícil ou de prática duvidosa. Creio que depende de cada família e da educação em casa.

bomba.jpg

– Bom dia, dona 3a!

👊🏻Bom dia!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde.
Mesmo gripado, vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running #Adidas #Asics

🙏🏻Correndo e Meditando:
“Ó #BomJesus, socorrei-nos em nossas angústias. #Amém.”
#Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺Fim de #cooper – suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores. Hoje, com nossa #roseira de #pétalas grandes e belas.
🏁 #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅06h25 – Desperte, #Jundiaí, com suas cores bonitas!
Que a #TerçaFeira possa valer a pena.
🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia #AmoJundiaí

💖Ops: E para o dia ser perfeito, vou ficar com o sorriso da minha filhotinha menor: como não se envaidecer com a “cabelinho de milho”? 
🌽 #amor #família #alegria #felicidade #paz #family #PaiDeMeninas

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– 6 fotos para uma ótima 3a!

Bom dia pessoal!

Acordei com bastante pique para viver. E para começar bem a jornada, fui correr logo cedinho.

Meu clique da manhã / madrugada para motivar:

Durante a atividade física, vale a pena conversar com o Alto. Hoje, o fiz pedindo as bençãos divinas pela intercessão da Virgem Maria a Jesus.

O clique devocional abaixo:

Depois de suar, relaxando à beira do jardim com a beleza das flores. Sem filtro, junto a nossa rosa campeã.

Nosso clique contemplativo:

E como o amanhecer está nublado, vai um despertar bem colorido de outro dia qualquer para deixar a timeline bonita.

Aqui, duas opções:

O clique da Estrada Jundiaí-Itupeva de céu róseo-anil:

Ou o clique multicolorido da região da Serra do Japi com o sol ao fundo:

Enfim, chega de foto. A última, para que eu possa ter na memória um dia de paz, os sorrisos infantis e inocentes da minha caçulinha Estela e de meu sobrinho Miguel.

Meu clique de fofurice:

Ótima 3a feira pra todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– O investimento paternal sempre valerá a pena!

Sábio pensamento:

Chamamos os anos que um homem fica ao lado de seu filho até ele chegar a adolescência e vida adulta de ‘investimento paternal’”.

Stephen Kanitz,  http://blog.kanitz.com.br/2010/12/d.html

Não é a pura verdade? Investir nos filhos se resume a amar. E amar é capacitá-los para a vida. Para quem pode, estar ao lado dos filhos é pura Graça de Deus.

 

IMG_7141

– O perigo da dependência virtual das crianças hiper conectadas!

Um risco dos tempos modernos: crianças reféns da tecnologia, que se tornam viciadas em tablets e smartphones. Uma “overdose” virtual segundo especialista!

Extraído de: Revista Isto É, ed 2427, página 51, por Luldmilla Amaral

OS RISCOS DA INFÂNCIA NA REDE

Livro discute o uso da tecnologia pelas crianças e alerta para os perigos da dependência virtual

Especialistas em comportamento digital apontam que as crianças brasileiras são mais ativas do que a média mundial na internet, o que as tornam perigosamente dependentes dos ambientes virtuais. Celulares e tablets são cada vez mais usados para entreter os pequenos em situações de estresse, como refeições em restaurantes, por exemplo. Perfis em redes sociais também são criados muito precocemente. Diante deste cenário, já imaginou o que aconteceria se, de um dia para outro, todos os aparelhos eletrônicos deixassem de funcionar?  Essa é a proposta de Juliana Grasso, no recém-lançado livro “Amanhã, como será?”, da Tempo Editora.

Com foco no público infanto-juvenil, a publicação conta a história de Gabriel, um garoto de 11 anos dependente de computadores, tablets e smartphones que se vê completamente perdido após uma tempestade destruir todos os seus aparelhos eletrônicos. Com o acidente, o menino, que usava os dispositivos para estudar, se comunicar e brincar, precisa redescobrir as brincadeiras e alegrias de uma infância sem tecnologia. A autora  se inspirou nas experiências cotidianas para escrever o livro.

“A tecnologia está super disponível, tanto para adultos, quanto para crianças. Hoje, mesmo muito novinhas, elas assistem a vídeos pelo celular na hora de comer, o que faz muito mal”, diz Juliana. “É possível retomar as formas antigas de contato, aprendizado e recreação.” Para ela, essa overdose de tecnologia na infância pode transformar meninas e meninos em adultos antissociais e dependentes. Pesquisa “Kids of Today and Tomorrow – Um olhar Bem Próximo Sobre Essa Geração”, da Viacom Internacional Media Networks, valida essa afirmação. Ela indicou que, apesar de o cenário ser sombrio em praticamente todos os países desenvolvidos, as crianças brasileiras têm uma predisposição maior ao vício virtual.

“É possível retomar as formas antigas de contato, aprendizado e recreação”

Juliana Grasso

bomba.jpg