– Ufa! A alegria de tirar uma placa de “Aluga-se”.

Até que enfim! Não é segredo que estamos de mudança. Já confidenciei que por questões profissionais da nossa família, estou saindo de Jundiaí (é a primeira vez, acreditem, que mudo de CEP!) e estou indo para Bragança Paulista. Porém, devido ao mercado agitado de imóveis, foi uma epopeia conseguir uma casa.

Ora os preços são altos, ora não se encontra o tamanho desejado. Quando achamos alguma propriedade com preço acessível, falta algo nela: problemas de dormitório, vizinhança ou manutenção. Quando encontramos a ideal na questão da estrutura, vem a dificuldade da localização e outros empecilhos.

Depois de 3 meses procurando uma casa… aleluia! Conseguimos acertar um novo lar.

Que ele seja abençoado como o que sempre moramos. Que a felicidade seja plena e a família se adapte.

Prontos para 2021 (ou finalzinho de 2020)! Na foto, a tão aguardada “retirada da plaquinha”:

– Aumentando a fé! Não se deixe desanimar.

Quantas vezes acabamos vacilando com as coisas que cremos? Quem nunca se deixou levar pelo desânimo?

Uma coisa é fundamental na vida de qualquer um: recarregar as “baterias da fé!”.

Em: https://www.youtube.com/watch?v=Xqmf1nfMZ5E

– Quem quer comer uma torta?

Se você está com fome, eis a oportunidade de comer algo bem gostoso: uma “torta-coração”, especialidade da Maria Estela no “alto de seus 3 anos”!

Brincadeiras à parte, o mais legal não é a receita carinhosa, feita com amor e criatividade (e muita massinha), mas sim o rostinho satisfeito pela sua “obra de arte”. Olhe só:

Imagem

– Admiro sempre as pessoas que lutam!

A vida é uma grande luta.

Pessoas honestas dificilmente lutam sozinhas. São humildes e lutam ao lado da família, dos amigos e de Deus.

Caso se sintam sozinhas na luta, ainda assim nunca deixam de batalhar.

A estas, sempre existirá o sentimento de garra, gana, gratidão e a graça da labuta.

– Nick Vujicic, o exemplo maior de superação!

Tetra-amelia é uma doença rara em que a pessoa nasce sem braços e pernas (os quatro membros). E Nick Vujicic, 34 anos, atleta australiano paraolímpico, é uma das vítimas dessa enfermidade.

Entretanto, ele trabalha como palestrante motivacional, exerce uma missão evangelizadora cristã e adora abordar o tema “esperança”.

Sempre alegre, Nick só lamenta uma coisa: não poder abraçar Dejan e Kiyoshi, seus dois filhos!

Um tapa na cara de muita gente (como eu) que às vezes reclama da vida…

bomba.jpg

bomba.jpg
bomba.jpg

– Uma vitória ao recomeço da Qualidade de Vida

Fiz há dois anos – e refiz ontem. Vale a pena esse exercício que conto abaixo:

Somos reféns dia-a-dia dos relógios, smartphones, computadores e, principalmente, dos afazeres em horários marcados e de outros inesperados.

Talvez a maior dificuldade que eu sinta é: administrar o tempo! Não que eu não o faça, mas cansa fazer.

Pois bem: em busca da qualidade de vida e de poder tentar o gozo de uma jornada mais “vivida” e menos “tão trabalhada”, dei-me ao luxo (sim, é ironia) de passar o dia de ontem sem relógio!

Ufa, que alívio. Tentar viver o dia sem se preocupar com “que horas são”, é maravilhoso!

A próxima etapa a ser vencida: passar um dia sem telefone!!!

– Mudar!

Hoje, eu e a Andréia demos mais um grande passo na mudança programada em nossas vidas para 2022.

Um casamento é assim: fazemos planos, mas Deus oferta outros projetos e nos ajuda nessas alternativas, permitindo nossos “Sim” ou “Não”.

Tudo o que acontecer, há de se ter diálogo, cumplicidade e respeito. E sigamos em frente!

– Lembre-se de TODOS os momentos!

Ouvi isso na homilia do saudoso Pe Celso, aqui da Paróquia São João Bosco, e registrei para nunca esquecer:

“Em todo momento ruim, lembre-se dos momentos bons. E em todos os bons momentos, lembre-se dos ruins”.

Perfeito. É assim que devemos agir: não nos esquecermos que os momentos ruins passam, e na bonança, lembrar de valorizá-los. Isso é buscar o equilíbrio, manter-se longe de euforias passageiras e estar comprometido com a realidade.

QUESTIONAMENTO – Quais lembranças são marcantes em sua vida? – Ensinando  Sempre

– Vida caipira, distraindo da pandemia.

Seis meses preso em casa e meu pai “pirou”. Resolveu conversar com o burrinho! E não é que eles se entenderam bem…?

Aliás, hoje também mais gente se divertiu no meio do mato: coelhos e patinhos brincando soltos, juntos com Miguel e Estela (crianças e animais: a combinação perfeita).

Vida que vale a pena ser vivida, amigos!

– Jardinagem é o nosso hobby

Ok, assumo: curto o mato, o verde e as flores!

É no jardim que meu stress some. Por isso que capricho com as minhas roseiras, sempre ajudado bastante pela minha filhota. 

Essa roseira desabrochou hoje. A mente já arejou só de admirá-la

Coisas simples que encantam! 

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby