– De que Jeito você quer morrer?

A Escatologia nos dá medo. Mas, sabemos, todos verão o “fim dos tempos” particularmente no dia de sua morte.

É assustador e também mórbido pensar de que jeito morreremos. Sem dor? Lentamente? De maneira fulminante?

Pois bem: o renomado Dr Richard Smith, médico-editor da conceituada publicação British Medical Journal, declarou que a melhor morte é a de câncer”!

Se arrepiou?

Ele justifica que tal falência é a ideal, pois não é rápida nem longa demais. Veja o que ele publicou:

Tumores cancerígenos são preferíveis do que a morte súbita, falência de órgãos ou a demência a longo prazo (…), [pois] é a morte no ‘melhor prazo possível’. Você pode dizer adeus às pessoas, refletir sobre sua vida, deixar últimas mensagens, visitar lugares e se preparar para, de acordo com suas crenças, encontrar o seu criador ou desfrutar do eterno esquecimento”.

Eu discordo. E você, o que pensa sobre isso?

Essa página vai mudar o jeito que você enxerga cemitérios - Emais ...

– Foi dia 02, mas a alegria estampa tudo!

Minha mulher tirou essa foto. Nunca pensei em fazer “30 e 14 anos”, confesso que é um número simbólico para mim. Tive conhecidos quando criança que, lembro-me, comemoraram 44 anos sendo “velhos“. Coisas da cabeça de alguém que nem sabia o que era a vida…

Que isso não se repita comigo! Desejo sempre ser jovem de espírito. E o carinho dessas duas maluquinhos ao meu lado explicam os olhos marejados!

Obrigado, Papai do Céu!

IMG_5188

– Nunca é tarde!

– Aos 24, Stephen King era zelador e vivia em um trailer.
– Aos 27, Vincent Van Gogh falhou como missionário e decidiu ir para a escola de arte.
– Aos 28, J.K. Rowling era uma mãe solteira suicida vivendo de bolsa auxílio.
– Aos 30, Harrison Ford era carpinteiro.
– Aos 37, Ang Lee era um pai caseiro que trabalhava em bicos.
Stan Lee não lançou sua primeira história em quadrinhos até completar 40 anos.
Samuel L. Jackson não conseguiu seu primeiro papel em um filme até completar 46 anos.
Morgan Freeman estreiou seu primeiro grande filme aos 52 anos.
Grandma Moses não começou sua carreira como pintora até completar 76 anos.

Seja qual for seu sonho, NÃO É TARDE para realizá-lo. Você NÃO é um fracasso por não ter conseguido fama e fortuna aos 20 e poucos anos. Quer dizer, está tudo bem mesmo que você nem saiba qual é seu sonho ainda.

Esqueça o senso comum, conselho de “amigos”, parentes, conhecidos e etc., de que você está velho para começar algo.

NUNCA diga a si mesmo que você é velho demais para isto,
NUNCA diga a si mesmo que você perdeu a chance,
NUNCA diga a si mesmo que você não é bom o suficiente.

Livre-se da PRESSÃO que VOCÊ mesmo se impõe.

Acredite: ESTÁ TUDO BEM !

A vida NÃO precisa ser resolvida aos 20 poucos anos de idade. Tudo DARÁ CERTO, no TEMPO CERTO. Tudo passa. Logo passa. Sempre passa! 👊🏻

0

– Como você lida com o Apego/Desapego às coisas da Vida?

“Aceitar o desapego de alguma situação que não deve, ou não pode voltar, é agir com inteligência”

José Renato Sátiro Santiago

Um texto interessante que vale a reflexão, extraído do editorial do blog do prof José Renato S Santiago, a respeito das coisas que valem a pena ou não, focando o desapego!

LEI DO DESAPEGO, AFINAL TODOS PODEMOS TER UMA PARIS

Creio que quase todos já ouvimos falar sobre um dos melhores filmes de todos os tempos, Casablanca. A drama gira em torno de Rick (Humphrey Bogart) e Ilsa (Ingrid Bergman).

Mesmo que o filme tenha sido assistido por milhões e milhões de pessoas, não irei cometer a indelicadeza de contar seu final.

Pelo menos irei tentar.

No entanto, gostaria de destacar uma parte do filme, onde Rick justifica sua decisão para Ilsa ao afirmar que: “Nós sempre teremos Paris”. Esta afirmação sinaliza a sua decisão, diante da impossibilidade de ficar com sua amada, Rick aceita ficar com a sua melhor lembrança, quando estiveram juntos.

Do ponto de vista da paixão e amor, melhor não entrar nesta questão. No entanto, sob a visão corporativa, cabe destacar a melhor das decisões. Longe de querer aceitar algo que não se deseja, Rick decide com a cabeça, que é como as decisões devem ser feitas.

Aceitar o desapego de alguma situação que não deve, ou não pode voltar, é agir com inteligência. Há efetivas situações que não irão voltar. É realmente necessário se desapegar. Deixar para lá, e ir em frente!

Nota-se que por mais que Rick e Ilsa não tenham ficado juntos, ops, acabei contando o final do filme, para a história, onde ficou Victor Laszlo nesta história?

Será que ao final da guerra, voltou para Tchecoslováquia? Abriu uma padaria? Teve filhos com Ilsa?

Na verdade acabou, para a história, como o “desmancha prazeres” do maior romance de todos os tempos.

Não importa, o que ficará para a história? É o que ficará para a história, não é mesmo. Sendo assim, por mais que não possamos chegar a algum lugar ou atender algum objetivo definido nos primórdios de nossa carreira ou vida pessoal, podemos nos desapegar desta, eventual, amargura e viver em nossa cabeça os tempos que tivemos em alguma Paris.

Resultado de imagem para Desapego

– Faça a sua auto-avaliação sobre sua toxidade nas Redes Sociais

Você leva as pessoas a agregarem ou a conflitarem?

Você busca o debate educado ou xinga por quê pensa diferente?

Você se considera um cara bacana na Web ou um chato a ser evitado?

E, principalmente, você faz bem ou você faz mal às pessoas com suas publicações?

Gostei muito desse meme (abaixo) pois permite a auto-reflexão: as coisas que nós falamos ou escrevemos, são tóxicas aos outros ou fomentam boas ideias e bons ideais?

Extraído de: http://namascaf.com/2020/03/31/humorzinho-se-voce-pudesse-comer-suas-palavrassua-alma-seria-nutrida-ou-envenenada/

– Boa ideia para relaxar?

Olá pessoal! Quem resolveu espairecer e vai dar um pulinho na praia? Acordou logo cedinho para encarar a viagem e curtir o mar…
Viva o nosso passeio!
.
.
.
Só que não… é lógico que estaremos em casa, quietinhos e protegidos. É uma simples pegadinha de 1o de Abril! Kk
🤣🤣🤣

Boa diversão para todos.

– Não mais do que um abraço!

O que você quer hoje? Agora? Neste exato momento?

Com toda essa pressão emocional, com pessoas repensando a carreira profissional, as relações conjugais e até mesmo o próprio sentido da vida, vemo-nos presos em nossas próprias casas. Quem tem pânico ou depressão, deve estar sofrendo demais, precisando reencontrar urgente o controle emocional. Àqueles que têm empatia para com os que sofrem, ainda conseguem entender a necessidade do momento.

Mas e quem está na rua passeando, alegre, saltitante e vacilante? Não se deu conta do risco que está correndo? Ou é uma forma de debochar do perigo ou disfarçar ou medo? Ou, ainda, de simplesmente ignorar o que está acontecendo?

Enfim: nesses tempos de gente pilhada aos nervos pela quarentena e caixões pilhados nos necrotérios pelo Covid-19, procurar a doçura dos gestos (como a simplicidade dos atos ou os sorrisos mais sinceros) é a vitamina revigorante para o bem-estar. Pode estar faltando dinheiro, mas não pode deixar de faltar a paixão. Ou melhor: compaixão! É o que o mundo precisa.

O que eu estou precisando agora? Sinceramente não sei. Acho que apenas desejoso que tudo volte ao normal. Mas se for pedir algo, quero um abraço bem gostoso, inocente, amoroso e puro – como a da minha filha Maria Estela na nossa cachorrinha Pepita.

Em tempo: um abraço dela mesmo, da minha caçula. Ou da filha mais velha. Ou ainda da Esposa Querida.

Quer saber? Das 3 juntas. Ou 4 (pode vir a cachorra também).

IMG_5023

– O Evangelho de hoje onde Cristo chora por Lázaro!

Neste 5o domingo da Quaresma, disse Jesus ao chorar a morte de seu amigo Lázaro e o ressuscitar: 

Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais.

Nesta mensagem tão esperançosa em dias tão desesperançosos que vivemos, compartilho a Homilia do Papa Francisco tão rica para nós. 

Abaixo, extraído de: https://saomamededeestedebraga.wordpress.com/2020/03/29/homilia-do-papa-os-que-choram/

OS QUE CHORAM

“Oração do Papa Francisco pelos que choram” – 29/3/2020

Penso em muitas pessoas que choram: pessoas isoladas, pessoas em quarentena, os anciãos sós, pessoas internadas e as pessoas em terapia, os pais que veem que, como falta o salário, não conseguirão dar de comer aos filhos. Muitas pessoas choram. Também nós, em nosso coração, as acompanhamos. E não nos fará mal chorar um pouco com o pranto do Senhor por todo o seu povo.
Comentando o Evangelho de João sobre a ressurreição de Lázaro, falou do choro de Jesus pelo amigo. Jesus chora com amor, chora com os seus que choram, chora sempre por amor, tem um coração repleto de compaixão. Hoje, diante de um mundo que sofre por causa da pandemia, somos capazes de chorar como Jesus? Muitos choram hoje. Peçamos a graça de chorar.
Jesus tinha amigos. Amava todos, mas tinha amigos com os quais mantinha uma relação especial, como se faz com os amigos, mais amor, mais confidência… E muitas, muitas vezes se detinha na casa destes irmãos: Lázaro, Marta, Maria… E Jesus condoeu-se com a doença e a morte de seu amigo. Chega ao sepulcro e comove-se profundamente e estremecido interiormente perguntou: “Onde o colocastes?” E Jesus chorou. Jesus, Deus, mas homem, chorou. Em outra passagem no Evangelho se diz que Jesus chorou:  quando chorou sobre Jerusalém. E com quanta ternura Jesus chora! Chora de coração, chora com amor, chora com os seus que choram. O pranto de Jesus. Talvez, tenha chorado outras vezes na vida – não sabemos -; certamente no Horto das Oliveiras. Mas Jesus chora por amor, sempre.
Comoveu-se profundamente e estremecido chorou. Quantas vezes ouvimos no Evangelho esta comoção de Jesus, com aquela frase que se repete: “Vendo, teve compaixão”. Jesus não pode ver as pessoas e não sentir compaixão. Seus olhos são com o coração; Jesus vê com os olhos, mas vê com o coração e é capaz de chorar.
Hoje, diante de um mundo que sofre tanto, de tantas pessoas que sofrem as consequências desta pandemia, eu me pergunto: sou capaz de chorar, como certamente o faria Jesus e o faz agora Jesus? O meu coração, se assemelha ao de Jesus? E se é demasiadamente empedernido (mesmo se) sou capaz de falar, de fazer o bem, de ajudar, mas o coração não entra, não sou capaz de chorar, pedir esta graça ao Senhor: Senhor, que eu chore contigo, chore com o teu povo que sofre neste momento. Muitos choram hoje. E nós, deste altar, deste sacrifício de Jesus, de Jesus que não teve vergonha de chorar, peçamos a graça de chorar. Que hoje seja para todos nós o domingo do choro.
Por fim, o Santo Padre terminou a celebração com a adoração e a bênção eucarística, convidando a fazer a Comunhão espiritual. 
Oração recitada pelo Papa:
Meu Jesus, eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós!

361C026E-3F54-4BD2-8D32-678F4F884175

– Santa Missa, mas só televisionada.

Nossa Igreja Doméstica, Familiar e Protegida de contágio do Covid-19!

Como a própria Diocese de Jundiaí orienta, participamos da Santa Missa em nosso lar, já que as Paróquias estão fechadas devido ao Novo Coronavírus.

Hoje, direto da Catedral NSra do Desterro, via Facebook Watch. Funcionou.

ImagemImagemImagem

 

– Sonhar é Preciso!

Nesses tempos turbulentos, muita gente têm dificuldade para dormir. E isso é perigoso, pois novos estudos mostram que além de descansar no sono, é necessário sonhar!

Os motivos para isso?

Abaixo, extraído de: https://istoe.com.br/por-que-e-preciso-sonhar/

POR QUE É PRECISO SONHAR

Pesquisa mostra que estamos sonhando pouco. Isso pode levar a graves problemas de saúde, entre eles dificuldade de memória e obesidade

Por Cilene Pereira

Um artigo científico publicado na semana passada no jornal da Academia de Ciências de Nova York acendeu um alerta em um campo da vida humana que parecia imune às circunstâncias históricas. De acordo com o trabalho, a sociedade vive uma epidemia silenciosa de perda dos sonhos. Estamos deixando de sonhar. Quem assina o estudo – uma revisão de pesquisas a respeito do assunto – é Rubin Naiman, especialista em sono e sonhos da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

O grande problema disso é que, a exemplo do sono, sonhar promove benefícios diretos à saúde mental e física. É também por meio dos sonhos que traumas podem ser tratados, fobias amenizadas e memórias consolidadas. “Se não sonhamos, não digerimos nossas experiências. É como uma indigestão psicológica”, disse Naiman à ISTOÉ. O ato está associado ainda à regulação de processos metabólicos importantes que, se não ocorrerem da forma esperada, podem levar à obesidade e diabetes.

RELAXAMENTO TOTAL
A falta de tempo para sonhar é resultado do crescimento das dificuldades que o homem moderno apresenta para dormir. A insônia é hoje um dos principais problemas de saúde pública mundial. No Brasil, estima-se que 36% da população sofram de insônia. Sem dormir, obviamente é impossível sonhar. Mas, mesmo dormindo, porém com qualidade ruim, também não se sonha. Para que os sonhos aconteçam, o sono precisa atingir o estado REM (rapid eyes moviment, em inglês), o mais profundo de todos os estágios. “Nesses momentos, o cérebro está em relaxamento total”, explica Naiman. “E consegue processar o que registrou durante o dia, tentando atenuar as emoções negativas e consolidando as memórias.”

A patente importância dos sonhos e, ao mesmo tempo, a constatação de que eles estão rareando, obrigam os cientistas a buscarem meios de estimulá-los. Os primeiros, mais óbvios, objetivam induzir o sono com mais facilidade. Nessa seara, destacam-se a ênfase na adoção de hábitos como os de manter os horários de se deitar e o uso de substâncias que auxiliam. Entre elas, estão a melatonina (hormônio que participa do ciclo circadiano) e suplementos com l-triptofano, aminoácido precursor da serotonina. O composto ajuda no tratamento da insônia.

Outra estratégia é a indução aos chamados sonhos lúcidos. Nesse caso, o indivíduo tem consciência de que está sonhando e é capaz de interferir em seu conteúdo. O recurso vem sendo estudado porque, aplicado corretamente, ajuda a apagar ou a atenuar sentimentos ruins relacionados às memórias, contribui no tratamento de traumas, fobias e para a melhora da performance esportiva por atletas. Nos sonhos, eles “treinam” força, equilíbrio e coordenação, entre outras habilidades. Segundo os resultados vistos até agora, há impacto positivo real no desempenho esportivo de cada um deles.

Na semana passada, o pesquisador australiano Denholm Aspy, da Universidade de Adelaide, anunciou ter testado com sucesso um novo método para permitir a ocorrência de sonhos lúcidos. Consiste na combinação de três recursos, entre eles um pelo qual a pessoa acorda depois de cinco horas e repete a si mesma que adormecerá, terá um sonho lúcido e se lembrará de seu roteiro. “Estamos perto de uma maneira bastante efetiva de indução dos sonhos lúcidos”, disse Aspy à ISTOÉ. “Eles poderão ser usados para beneficiar muita gente.”

bomba.jpg

– Agradar qual vovô?

Em casa, nos resta sorrir e desejar que a vida nos proporcione logo dias melhores!

❤️ (O papai sugeriu roupa de princesa para ela usar hoje, o Vovô Dito sugeriu uniforme do Corinthians e Vovô Lili do São Paulo. Um ficou feliz, outro bicudo com a Maria Estela! Kk)

– Pobres Médicos brasileiros…

Minha prima Mônica (Dra Mônica Franco de Oliveira) é médica. Ela, vocacionada como é, está trabalhando praticamente sem folga nesses últimos dias por conta do Covid-19. Com a ajuda de familiares, têm deixado os filhos em casa, no isolamento, e sai a cuidar da vida dos desconhecidos.

“É médica, a profissão exige isso”, você poderá dizer. Mas, neste terrível momento de incertezas, será que ela também não gostaria de estar com as pessoas queridas em resguardo, como muitos estão?

Mas vamos lá: o mote dessa postagem não é falar sobre ela, mas da classe que ela representa: os médicos do Brasil, que nesse momento se desdobram para ajudar e fazer além do que lhes é devido.

Quer um exemplo? Os Equipamentos de Proteção e Segurança! Nem todos estão tendo acesso a material de qualidade. Os EPIs do Exterior são completamente diferentes do que os fornecidos aos médicos daqui, trazendo indignação aos profissionais que acabam ficando bem mais desprotegidos do que seus colegas de outros países. Aliás, reflita: eles são a linha de frente, os primeiros a serem infectados por pacientes. Não se deveria pensa com muito mais carinho e zelo pela segurança deles?

Assim, valorize o médico que te consultar. Ame-o, respeito-o, reze por ele e pelos seus familiares. São mais do que merecedores! Embora, infelizmente, há aqueles que endeusam ídolos da Política ao invés de anônimos salvadores da Pátria.

– Hora de pensar no bem comum. Se recolha ao seu lar!

Não creia que o prejuízo financeiro vai sobrepor o prejuízo social. Descarte essa ideia e seja sensível / humano. Hora de pensar no bem comum e ficar em casa.

Reflita nessa observação em: https://youtu.be/h2nBnCmsVsE

– Qual das ondas será, ao final das contas, mais violenta? Sem resposta…

São de tamanhos e impactos diferentes, mas ambas terríveis. 

Uma mexe com a vida, o outro com o bolso, que de certo ponto, também mexe com a vida. E a vida, sabemos é inegociável.

Mas ao final dessa turbulência, qual delas terá trazido piores impactos, independente do tamanho?

Compartilho, extraído do Facebook do Prof Marcos Eberlin, esse comentário perfeito:

ONDAS

O grande perigo é exagerar no combate da primeira e substimar a segunda onda. Mas como? Hora de dobrar o joelho e pedir sabedoria aos nossos governantes. Ninguém, absolutamente ninguém, sabe qual a melhor estratégia!

Só Ele sabe, e é Ele que devemos invocar, na hora da angústia.

Que dobremos todos os nossos joelhos, não somos mais da esquerda ou da direita, crentes ou ateus, negros ou brancos, ricos ou pobres, SOMOS TODOS NAVEGANTES DO MESMO BARCO.

Que cesse o motim

E que Deus ilumine nosso comandante e sua equipe para que cheguemos todos a um porto seguro.

90659309_2753355581386549_7274497593701302272_n

– Sinais!

‪Quando o excesso de chocolate branco passa a ser preocupação, quando os brinquedos e a bagunça saem do ‬controle, quando as maluquices não cessam… é sinal que a mamãe irá puxar a orelha do papai!‬

A imagem abaixo diz tudo, não?

‪❤️‬ #amor #carinho #paidemeninas #homework