– De quem esperaremos a defesa da paz mundial?

Nesses dias de conflito entre EUA, Coréia do Norte, Síria, Rússia, China, Líbia e tantos outros desacordos sociais e guerras, uma reflexão pertinente:

Não espere paz em um mundo que gasta trilhões de rublos, yenes e dólares com armas e ogivas nucleares. Nem num coração egocêntrico.”

Padre Zezinho, SCJ

Perfeito. Dependeremos de Putin e Trump para a promoção da paz? É claro que não. A paz começa em casa, no respeito ao próximo, dando exemplo de cidadania e educando nossas crianças para o convívio harmônico.

Como confiar a segurança mundial a líderes loucos e poderosos?

bomba.jpg

– Por quê alguém inventou o míssil?

Há certas respostas que são complicadas. E muitas vezes as crianças as procuram e encabulam seus pais na hora da explicação; mas não por constrangimento dos adultos pela pergunta em si, mas sim pela inocência dos pequenos.

Brincando de “papai herói” e “filhinha heroína” com minha filhota, ela perguntou:

Pai, por quê alguém inventou o míssil, se faz mal para as pessoas?

Nem sei de onde ela tirou a dúvida, mas a resposta foi: “Porque nem todas as pessoas têm bom coração, e alguns vilões não conseguem entender o amor e querem destruir os outros“.

E ao ouvir seu comentário, aí fiquei sem o que falar:

Mas como alguém pode fazer mal a outra pessoa por maldade, eu não entendo!“.

Caramba… eu também não. Só sei que queria que ela – e todos os adultos – tivessem sempre um coração puro e infantil. Assim teríamos um mundo de paz!

url.jpg

– O Discurso de Trump sobre a Venezuela. É pra valer ou somente chantagem militar?

Será que a ditadura de Nicolás Maduro, que censura a oposição e deixa sem recursos a população, acabará por conta do uso bélico dos EUA?

Donald Trump é sabidamente austero. Quando há dias declarou que poderia fazer uso da força militar para acalmar Caracas, o sinal de alerta sobre a América do Sul foi ligado.

Será que a intervenção americana nos hermanos acontecerá o é apenas discurso para amedrontar os malucos chavistas?

bomba.jpg

– Os 72 anos da Bomba de Nagasaki e os questionamentos pelo lado dos japoneses

No dia 08 recordou-se a 2a bomba atômica lançada pelos EUA contra o Japão. No dia 06, a 1a bomba atingiu Hiroshima (1945).

Nos livros de história sabemos do ataque japonês na base americana do Hawaí e de tudo mais que se fala sobre a aliança com a Alemanha e a Itália. Mas… o que pensavam os japoneses que comandavam o país? Por que uma aliança com o nazi-fascismo? Nunca vi ninguém falar sobre isso.

Vejo muita gente falando da necessidade das bombas para acabar com a Segunda Guerra Mundial. Mas o comportamento dos políticos locais também não era fundamental para o estabelecimento da paz?

bomba.jpg

– Bombas Atômicas Mundo Afora!

Leio na Galileu (reportagem de André Bernardo, pg 17, ed Out/2012) que 9 países tem a bomba atômica, e que juntas totalizam 19 mil armasUm décimo delas dizimaria a população do planeta.

A mais letal delas é a B83, dos EUA, e que equivale a 692 bombas de Hiroshima!

Assustou? Eu também.

O homem é tão inteligente para fazer armas, estratégias de guerra… e a o mesmo tempo tão incompetente para vacinas contra o câncer, contra a AIDS…

Triste.

imgres.jpg

– O Papa, Trump e o Protocolo exigido para as mulheres

Muita coisa para se falar sobre as visitas internacionais do presidente americano Donald Trump, que fez uma viagem mundo afora que o deixou dias ausente da Casa Branca.

Trump visitou os 3 lugares com maior concentração de seguidores das 3 grandes religiões mundiais, e, estrategicamente, falou sobre a paz em todas elas: Israel (Judaísmo), Arábia Saudita (Islamismo) e Vaticano (Cristianismo). Foi uma oportunidade ímpar para que se discutisse uma trégua em diversos conflitos, especialmente no Oriente Médio.

Dará certo? Difícil, mas a torcida é para que sim. Trump esteve hoje na Itália, na reunião de cúpula do G7, onde não aceitou discutir questões ecológicas.

Circulou uma foto em que o Papa Francisco estava com a cara “amarrada” ao lado de Trump. Claro, viralizou, mas foi um instante curioso – nada de constrangimento ou má vontade. E nessa viagem soube-se ainda que, curiosamente, apenas 7 mulheres não ordenadas possuem o direito de vestir roupas brancas na frente do Papa!

Inimaginável tradição? Pode ser. Mas é um costume antigo que poucos conheciam.

Abaixo, extraído de: http://segredosdomundo.r7.com/quem-sao-as-unicas-7-mulheres-do-mundo-que-podem-usar-branco-na-frente-do-papa/

QUEM SÃO AS ÚNICAS 7 MULHERES DO MUNDO QUE PODEM USAR BRANCO NA FRENTE DO PAPA?

Entenda o “privilégio do branco”

O direito de usar branco em encontros e audiências com o Papa é chamado de “privilégio do branco”. Esse direito está reservado a princesas e rainhas católicas e especialmente em encontros importantes no Vaticano, como audiências privadas, canonizações, beatificações ou missas especiais.

O protocolo diz ainda que qualquer outra mulher que não tenha o “privilégio do branco” deve usar um vestido preto sem decote e com mangas compridas e uma mantilha preta na cabeça ao se encontrar com o Papa.

Durante visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao papa, por exemplo, suas filhas Melanie Trump e de Ivanka usavam vestidos preto de mangas longas e véus cobrindo a cabeça.

Quem são as mulheres com o privilégio do branco?

Princesa Charlene do Mônaco

Rainha Letizia da Espanha

Rainha emérita Sofia da Espanha

Rainha Matilde da Bélgica

Rainha Paola da Bélgica

Grã-duquesa Maria Teresa do Luxemburgo

Princesa Marina de Nápoles

Papa Francisco

Apesar de ser um protocolo do Vaticano, fotos recentes revelam que o atual Papa Francisco é mais flexível que seus antecessores. Em 2014 a a rainha Elizabeth, da Inglaterra, “visitou” o Papa usando um vestido lilás, e não preto como manda a regra.

– Nossas crianças maravilhosas

Minha filhinha Maria Estela nasceu pré-matura. Hoje, ainda deveria estar na barriga da mamãe. Após muitos dias na UTI, foi para a Semi e de lá para o quarto. Agora em casa, temos a noção do “peso a recuperar” (e que irá conseguir, pois não tem nenhum problema de saúde ou má formação).

A primeira foto é dela (abaixo) com a irmãzinha Marina (acima), ambas quando chegaram no lar-doce-lar. O detalhe é que mesmo parecendo no tamanho, a Marina tinha 2 dias nessa foto e a Estela 30!

bomba.jpg

Essa outra é mais curiosa: o primo-irmão dela, Miguel, é 2 ½ meses mais velho. Mas compare o tamanho do gigantão com a pequenina: são, teórica e carinhosamente, de outra espécie. kkkk

bomba.jpg

Que Deus abençoe nossas crianças!

– Boas Coisas no Coração

Dias atrás, ouvi esta linda e verdadeira observação a respeito do dia-a-dia materialista das pessoas:

Cada vez mais, estamos atarefados e presos a compromissos. Não temos tempo para relaxar. Nos concentramos demais no trabalho e ‘demenos’ em Deus. Vamos acumulando coisas, obrigações, tarefas e desejos que poderiam ser adiados ou nem existirem, e sufocamos o pouco espaço que destinamos às coisas do Céu.

Puxa, isso é muito sério mesmo. Nos poucos minutos que as vezes reservamos para conversar com Deus, misturamos tanta coisa em nossa mente que nosso coração não produz nada. E a espiritualidade e o desapego aos bens terrenos ficam sem chances de aflorar. Assim, a fraternidade não brota e nos tornamos escravos dos compromissos.

Seria bom se o nosso propósito de vida fosse o mesmo de grandes santos, como José Maria Escrivá: “TUDO O QUE FAZER, FAÇA DE MANEIRA CRISTÔ.

Às vezes nos esquecemos dessa grande verdade… Eu próprio devo esse Mea Culpa.

images.jpg

– Hoje é o Domingo da Misericórdia!

Os domingos posteriores a Festa da Páscoa são conhecidos como “Domingo da Misericórdia”; dia de perdão, caridade e serviço. A data foi instituída pelo saudoso Papa João Paulo II, hoje santo da Igreja Católica.

Cá com meus botões: o mundo não seria diferente se todos os dias tivéssemos esse propósito?

jesus_misericordia_confio_em_vos.jpg

– Você acredita que Trump resolverá a paz no mundo com a força das armas?

Ao ver as repercussões negativas dos mísseis lançados pelos EUA na Síria, e a movimentação de turcos, chineses e principalmente Putin, o todo-poderoso da Rússia, fico pensando: a guerra se resolverá com mais guerra?

Se alguém falar que sim (e muitos dirão ser um mal necessário), por quê não criar uma força de paz multinacional comandada pela ONU para assegurar a garantia de estabilidade na região?

bomba.jpg

– E se perdoássemo-nos mais?

E se fôssemos mais tolerantes? Ou em caso de briga, independente se a pessoa está certa ou errada, procurasse a paz com o próximo

Vejo pessoas que se recusam a conversarem a fim de acordos por conta da vaidade. Brigam, se maltratam e fazem perderem a razão em decorrência da falta de diálogo. 

Já perceberam que os desacordos acontecem muitas vezes pela falta de perdão, por birra ou simplesmente por não cederem um pouco de cada lado?

Minha filha mostrou essa cartinha “do Lobo Mau à Chapeuzinho Vermelho“. E na inocência de uma fábula infantil vemos uma lição para a correção do nosso ego…