– Não use o nome de Deus para assustar o próximo ou ganhar vantagem.

O Papa Francisco, nessa última semana, alertou para que as pessoas não utilizem o Santo Nome de Deus para terrorismo ou extremismo, a fim de ganhar benesses pessoais ou aproveitar-se de uma situação.

Disse o Pontífice:

“Peço a todos que parem de instrumentalizar as religiões para incitar ao ódio, à violência, ao extremismo e ao fanatismo cego”.

Abaixo, extraído de: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/08/22/papa-francisco-pede-que-se-pare-de-aterrorizar-as-pessoas-usando-o-nome-de-deus.ghtml

PAPA FRANCISCO PEDE QUE SE PARE DE ATERRORIZAR AS PESSOAS USANDO O NOME DE DEUS

O papa Francisco fez um apelo em suas redes sociais neste sábado (22) para que se pare de “aterrorizar as pessoas” usando o nome de Deus.

“Deus não precisa ser defendido por ninguém e não quer que o Seu nome seja usado para aterrorizar as pessoas. Peço a todos que parem de instrumentalizar as religiões para incitar ao ódio, à violência, ao extremismo e ao fanatismo cego”, postou.

E prosseguiu:

“Deus não te ama porque te comportas bem; ele simplesmente te ama e basta. Seu amor é incondicional, não depende de ti.”

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o dia 22 de agosto como Dia Internacional das Vítimas da Violência em relação à sua Religião ou Crença.

A decisão foi adotada em maio de 2019 com o apoio do Brasil, Canadá, Egito, Jordânia, Nigéria, Paquistão, Polônia e Estados Unidos.

No texto, a ONU expressa “séria preocupação pelos contínuos atos de intolerância e violência baseados na religião professada ou nas convicções pessoais”, que atingem membros de comunidades religiosas e minorias.

Papa Francisco, durante audiência virtual no Vaticano, em 19 de agosto — Foto: Vatican Media/Handout via REUTERS

Papa Francisco, durante audiência virtual no Vaticano, em 19 de agosto — Foto: Vatican Media/Handout via REUTERS

– 21 anos da tragédia: o 11 de Setembro que NUNCA deveria ter existido…

Ao rever as imagens que recordam o trágico 11 de setembro de 2001, me lembro do dia em que tudo aconteceu. Dá um angústia imaginar que o ser humano chega a isso…

E atentemo-nos: não foram só as Torres Gêmeas, mas também a tentativa no Pentágono!

O que o fanatismo faz… POR QUÊ?

BxRpPHBIcAArWiJ.jpg

– Onde ser católico é um risco…

A Nigéria tem sido um lugar onde o Cristianismo enfrenta desafios. Católicos são perseguidos por terroristas e pouco se repercute.

Há 3 anos, morria queimado vivo Don David Tanko, que estava a caminho de um encontro para… mediar a paz entre guerrilheiros. E o que aconteceu depois disso?

Nada.

Extraído de: https://www.vaticannews.va/pt/mundo/news/2019-09/nigeria-presidente-condolencias-assassinato-sacerdote.html

ASSASSINATO DE SACERDOTE É CHAMADO PARA ENFRENTARMOS CONFLITO, DIZ PRESIDENTE DA NIGÉRIA

Padre David Tanko foi assassinado em 29 de agosto quando se dirigia ao povoado de Takum, onde participaria de um encontro para mediar um acordo de paz destinado a por fim ao conflito entre as populações Tiv e Jukun.

“O assassinato de um sacerdote católico enfatiza a urgência de enfrentar esse conflito duradouro e embaraçoso. Em nome do governo federal e de toda a população do país, apresento minhas condolências à comunidade católica, ao governo e ao povo de Taraba, pelas perdas decorrentes da violência que abala as comunidades”, disse o presidente da Nigéria Muhammadu Buhari, em uma declaração após o brutal assassinato do jovem sacerdote David Tanko, assassinado nas primeiras horas de 28 de agosto enquanto estava a caminho de uma reunião de mediação para por fim aos confrontos entre as populações Tiv e Jukun nos Estados de Taraba e Benue.

O governo federal não ficará apenas observando

A esse propósito, o presidente nigeriano pediu “aos governadores de Taraba e Benue, aos chefes tribais tradicionais e aos líderes religiosos que se reunissem com urgência para acabar com os persistentes e violentos confrontos entre Jukun e Tiv”.

O Chefe de Estado também garantiu que o governo federal pretende fazer sua parte e que “não ficará parado olhando, enquanto as divisões entre as populações Tiv e Jukun arruínam suas relações”.

O presidente Muhammadu Buhari afirmou ter observado com “apreensão e descrença a maneira como o ódio e o fanatismo residem na alma humana, instigando os irmãos a matarem-se uns aos outros”.

“O progresso é impossível onde a violência e a destruição dominam a vida cotidiana”, acrescentou o presidente Buhari, que reconheceu que “a violência entre Tiv e Jukun é um dos problemas mais persistentes e difíceis da Nigéria a serem resolvidos na Nigéria”.

A solução duradoura para o conflito depende do desejo de diálogo

Depois de ter assegurado que o governo federal “não deixará as comunidades envolvidas abandonadas à própria sorte”, o presidente enfatizou que “o deslocamento de forças seguranças pode fornecer somente uma solução temporária. A solução a longo prazo, e duradoura, depende da vontade daqueles que estão envolvidos em ouvir a razão e em dar uma chance à paz.”

“É hora de os líderes dos grupos étnicos se encontrarem e elaborarem um plano para uma paz duradoura. O impacto dessa violência persistente na vida social e econômica das pessoas é incalculável”, concluiu.

Várias regiões da Nigéria vivem em condições de insegurança. Em 30 de agosto, foi realizado um dia especial de oração pela paz nas Dioceses da Província eclesiástica de Owerri.

(Agência Fides)

Nigerian priest killed as car set ablaze | Catholic News Agency

Imagem extraída de: https://www.catholicnewsagency.com/news/42145/nigerian-priest-killed-as-car-set-ablaze

– Cá como lá, o radicalismo político assusta: Cristina Kirchner e o revólver na cara!

Cristina Kirchner foi uma péssima presidente Argentina, e é amada e odiada pelos mais fanáticos do país vizinho. Algo parecido com o que acontece no Brasil, com amantes e críticos ferrenhos de Lula e Bolsonaro.

Porém, nada justifica a violência. Se aqui vimos uma horrível tentativa de assassinato com Adélio esfaqueando Jair Bolsonaro, igualmente assustador foi o bandido que colocou um revólver na cabeça de Kirchner, que saiu fisicamente ilesa pois a arma (mesmo carregada) falhou.

Que absurdo tais coisas acontecerem… o extremismo, seja qual for, não leva a nada positivo.

Sobre o ocorrido, em: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/09/01/quem-e-o-brasileiro-suspeito-de-tentar-matar-cristina-kirchner.ghtml

Saiba quem é Cristina Kirchner, vice-presidente argentina vítima de  atentado | CNN Brasil

Imagem extraída de: Natacha Pisarenko/Pool via REUTERS, de: https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/saiba-quem-e-cristina-kirchner-vice-presidente-argentina-vitima-de-atentado/

– O mundo se calará?

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (publicação extraída do twitter da Rádio Jovem Pan):

  • 6,7 milhões de pessoas fugiram da Síria,
  • 6,8 milhões da Venezuela,
  • 7 milhões da Ucrânia.

Mais de 20 MILHõES de REFUGIADOS, somente de 3 países. E o mundo nada faz?

A importância das lágrimas para seu olho

Imagem extraída de: https://centrodavisaonet.com.br/post/a_importancia_das_lagrimas_para_seu_olho.html

– Pobre povo afegão…

A cada notícia que leio sobre o povo afegão, me questiono: o que será dessa gente? E das mulheres de lá? A mais recente é: depois de 1 ano da saída dos EUA, um protesto por educação às meninas é reprimido pelo governo local.

Desde o tempo de Alexandre, o Grande (Macedônia) que aquela região é invadida e a população fica ainda mais sofrida. Eles foram explorados por imperialistas britânicos, comunistas soviéticos e capitalistas americanos. Mas, sem dúvida, a pior das torturas é o Talebã, intimamente ligado a Al Qaeda.

  • Quando terão liberdade para ser uma nação independente, e as pessoas serem simplesmente cidadãos ou sonharem em ter voz?

E, o que me dói mais: as meninas! Deixarão de serem exploradas, não usarão mais as burcas e poderão estudar?

Que mundo é esse… o duro é ler gente que descreve o grupo terrorista como “libertário”.

Venda de burca dispara e mulheres protestam no Afeganistão: veja vídeo | Exame

Imagem extraída da Web.

– Bandido Pobre e Bandido Rico, Criação e Educação.

O que difere um bandido pobre de um rico, se ambos cometem crimes?

Talvez, apenas a sua condição econômica.

Dias atrás, ouvi uma autoridade policial (na Rádio Bandeirantes, mas não consegui ouvir seu nome e patente) falando sobre os menores delinquentes, provindos de periferia. Sobre eles, ponderou que:

Há uma geração de adolescentes e jovens criados com valores de bandidos. Eram crianças que se acostumaram a frequentar cadeia, vendo os parentes detidos lá e que viam no ato do banditismo um caminho a ser herói. Ser ladrão se tornou sonho para alguns! Onde estariam os valores morais que deveriam ser ensinados em casa?

Pois é: muitas vezes, quem deveria ensinar os bons valores talvez não esteja por lá, sendo que se torna preocupante o futuro dos filhos de pais e mães bandidos.

Entretanto, como justificar o aumento de criminosos na classe média? Alguns, erroneamente creditam a criminalidade a um fator econômico ao invés de educacional. Porém, vê-se em destaque as chamadas “gangues de playboys”: adolescentes e jovens que cresceram com boas condições financeiras, e que enveredam para o crime a fim de se sustentarem com prazeres e vaidades: dinheiro para ostentação de carros, participação em baladas e consumo de drogas.

Estes mais abastados financeiramente caíram em desgraça por qual motivo?

Fica nítido que o problema é educacional. Não adianta caros colégios se a primeira educação, a básica, formadora e influenciadora – a do lar – possui falhas gravíssimas ou inexiste. E que tantos batedores de carteira, playboys ou políticos corruptos cometem o mesmo crime: o de desrespeitar a dignidade humana.

Do mesmo jeito que um criminoso atira gratuitamente simplesmente pelo medo de reação da vítima, criminosos do colarinho branco sugam as verbas de hospitais carentes e já capengas. A estes, a vida do cidadão de bem nada vale.

Dificuldades dos professores no Brasil exigem mudanças urgentes na educação

Imagem extraída de https://professorheldernogueira.com.br/dificuldades-dos-professores-no-brasil-exigem-mudancas-urgentes-na-educacao/

– Fuzuê e Pressão antes dos jogos de futebol: cansou!

Fogos de artifício nas janelas do hotel, ônibus apedrejado, ameaças diversas… Flamengo x Atlético Mineiro teve de tudo, não?

Tudo desnecessário e que vai contra o espírito esportivo. Providências serão tomadas somente quando alguém morrer?

Em tempo: tudo isso vale para o pós-jogo também: vide a invasão em campo na Vila Belmiro para bater no goleiro Cássio (Santos x Corinthians).

Imagem: reprodução do Uol em seu twitter (ônibus do CAM apedrejado).

– Shinzo Abe: vítima de um maluco…

Nesses tempos de intolerância, assusta ver o que acontece mundo afora.

O ex-primeiro ministro japonês Shinzo Abe, após discurso com um candidato que apoiava, foi baleado no coração por um atirador que estava no local.

O que ele fez para merecer isso?

Meu Deus…

Sobre o ocorrido e a captura do criminoso, aqui: https://noticias.r7.com/internacional/ex-primeiro-ministro-japones-shinzo-abe-morre-apos-ser-baleado-durante-discurso-08072022

Ex-primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, durante visita à Japan House no Rio de Janeiro — Foto: Bruno Kelly/REUTERS

Foto extraída de: Bruno Kelly/REUTERS

– Fernanda Lima e os filhos.

Leio que Fernanda Lima, modelo e atriz da Rede Globo, levou tempos atrás os seus filhos para passearem nos EUA. Ao contrário do que possa ser uma viagem de lazer familiar, o motivo era outro, segundo a moça:

Eu queria mostrar para as crianças uma realidade sem medo, para que elas vissem que existem lugares onde há regras e as pessoas se respeitam”.

Não podemos criticá-la. Afinal, por mais que sejamos patriotas, é inegável que a violência é alta (lembrando que estamos falando de assaltos e outros crimes).

Imagem: reprodução Web

– A solução para a crise é o número menor de prisões?

Ouviram essa?

Para resolver o problema dos presídios é só prender menos, para que se tenha mais dignidade e espaço suficiente!”.

A frase foi dita por uma defensora pública (ouvi na rádio, só peguei o primeiro nome: Vivian), e se refere à situação caótica dos presídios brasileiros.

A solução da crise carcerária, então, é “prender menos”??????

Não seria melhor educar o povo, coibir a bandidagem, fazer campanhas anti-drogas, desestimular a corrupção e a desonestidade…?

A ideia é de, em prendendo menos, dar mais conforto aos presos. Respeito que exista direitos humanos, mas não se pode confundir quem está pagando o preço da criminalidade com um hóspede mimado. Aí não dá.

bomba.jpg

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– Intolerância e Paixão do torcedor.

Da lua-de-mel dos torcedores do Fortaleza com o time (que passou de fase na Libertadores da América), para a ignorância!

Assista em: https://twitter.com/futebol_info/status/1537863331599597568

https://platform.twitter.com/widgets.js

– Rezemos pelos irmãos católicos da Nigéria.

Na cidade de Owo, na Nigéria, há a Igreja de São Francisco, onde católicos celebraram no domingo a festa do Pentecostes.

Lotada, terroristas (supostamente jihadistas), invadiram o templo durante a Missa e mataram 50 pessoas (até o último número atualizado). Uma barbárie indescritível, onde idosos e crianças foram vitimados covardemente.

Por muito menos, o mundo se estarrece. Por que aconteceu na África pobre, passa sem repercutir tanto?

Triste… sobre o ocorrido, em: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/06/05/homens-armados-matam-grande-numero-de-fieis-em-igreja-na-nigeria.ghtml

Ataque contra igreja católica no domingo na Nigéria deixou pelo menos 21 mortos

Imagem: AFP, extraída de: https://www.istoedinheiro.com.br/ataque-contra-igreja-catolica-no-domingo-na-nigeria-deixou-pelo-menos-21-mortos/

– A Impaciência ou o Fanatismo dos Torcedores na mudança da Grandeza das equipes.

Brigar por futebol vale a pena?

Vez ou outra nós vemos aficcionados torcedores invadirem treinos de seus times do coração para protestarem. É fanatismo puro.

Será que a pressão que desce das arquibancadas ao campo é aceitável ou exagero?

Sou contra toda a forma de violência. Torcedor deve incentivar o seu time durante o jogo, e após ele, vaiar. Mas nada de transformar em ações práticas de agressão.

O treino é local de trabalho. Não gosto de momentos de briga nesse local. Mas pensemos: será que não está mudando a “feição” dos clubes brasileiros?

No começo do século XX, Bangu, América, São Cristóvão, Canto do Rio e Bonsucesso eram forças no futebol carioca. Aqui em São Paulo, tínhamos o Ypiranga, o Germânia, o Jabaquara…

Alguns encerraram as atividades, outros apequenaram-se. Hoje, temos novos clubes em destaque nos regionais: Audax e Red Bull, entre outros.

Será que daqui 30 anos, teremos os mesmos clubes que hoje ou ontem foram protagonistas? Quem era o Água Santa há 10 anos? E o São Caetano, há 20?

Aceitar novas realidades é importante. Noroeste, Marília, Paulista, Mogi Mirim e São José não são mais importantes coadjuvantes na 1a divisão de seus estados. Guarani e Portuguesa deixaram de serem importantes times da 1a nacional. Qual o futuro deles?

Aliás, qual o destino dos estaduais?

Sempre aprendi que quando estamos em um momento histórico, não percebemos que estamos fazendo história. E o fato a ser historiado no futuro é: o futebol brasileiro está em transição, seja no peso das camisas, na administração dos clubes e nas táticas dentro de campo. Se o final dessa mudança será positivo ou não, só o tempo dirá! E isso traz a reflexão: são lúcidos os protestos de torcedores ou são em vão, pois eles de nada adiantarão?

bomba.jpg

– Talibã obriga as mulheres a usarem burca novamente.

Que mundo é esse, que em pleno século XXI as mulheres são obrigadas a usarem burca para saírem às ruas?

No Afeganistão, os terroristas do Talibã obrigaram novamente o uso. E, aos poucos, se percebe que tudo voltará a ser como no período do “Antes do 11 de setembro”…

Triste demais.

Talebã quer que as mulheres, no Afeganistão, voltem a usar a burca

Imagem extraída de: https://www.correiodobrasil.com.br/taleba-mulheres-afeganistao-voltem-usar-burca/

– Torcida única em Flamengo x Palmeiras. Necessário ou não? Um breve histórico da medida polêmica.

Quando perdeu-se totalmente o controle das torcidas organizadas de futebol no estado de São Paulo, as autoridades públicas, preocupadas com a violência, decretaram que nos clássicos envolvendo os 4 grandes deveria-se permitir a torcida do mandante em seu estádio, ficando os torcedores adversários, teoricamente, em casa e/ou em seus barracões.

Respirando fundo, entendo que como era um momento crítico, dava para se aceitar a ideia. Era uma medida emergencial, até que algo duradouro e correto fosse feito. Como, por exemplo, prender os marginais que armavam as confusões e dar novamente segurança.

Tudo isso começou em 03 de abril de 2016, após a morte de uma pessoa que não tinha nada a ver com o jogo Corinthians x Palmeiras no Pacaembu, vitimada por uma briga envolvendo torcedores das duas equipes. O Secretário de Segurança de São Paulo, Alexandre de Moraes (que é atual Ministro do STF) mais o Promotor do Ministério Público, Paulo Castilho, tomaram essa decisão acatada pelas demais entidades.

Depois de 6 anos da medida emergencial, o que foi feito DE FATO para que a situação fosse normalizada? Afinal, a ideia de Torcida Única, acatada por muita gente (inclusive eu) era provisória. Ou simplesmente as autoridades se acomodaram na decisão e nada fizeram?

Mortes e brigas, lamentavelmente, continuam ocorrendo às vésperas de grandes clássicos, mesmo com torcida exclusiva do mandante. E o mais complicado: a solução paliativa passou a ser perpétua, não arranjando nada definitivo que acabasse com o problema.

Nesta 4a feira, Flamengo x Palmeiras jogarão com torcida única. Estamos chegando no momento que não mais apenas no estado de São Paulo, mas sim em outras praças, haverá tal acomodação judicial e de segurança pública?

Repito: entendi como necessária a decisão de torcida única pelas circunstâncias emergenciais da época, mas depois de tanto tempo, algo deveria ter sido feito. Ou a Polícia, 6 anos depois, ainda está despreparada para cuidar das torcidas organizadas?

Por fim: seria a lei, cheia de brechas e impunidades, que faz esse cenário ocorrer?

Análise: Os quatro grandes de SP em quatro tópicos na pré-temporada

Arte extraída de: https://www.spfc.net/news.asp?nID=140690

– Os 18 torcedores briguentos presos em Santos x Coritiba. E quem pagará a reforma da UPA?

Em plena Páscoa, vários torcedores de Santos e Coritiba brigaram nas ruas da Baixada Santista. Apenas 18 foram presos (9 de cada time). E além da bagunça, vandalizaram uma UPA.

O que o Pronto Socorro público tem a ver com esses caras? Quem pagará os prejuízos?

Se estivéssemos num país sério, esse pessoal só seria liberado (se é que já não foram) após os consertos e um julgamento justo (mas rigoroso).

Cansa, toda a semana, ver violência no futebol.

Briga entre torcedores de Santos e Coritiba rende caos e vandalismo; veja os vídeos

Torcedores de Peixe e Coxa espalharam selvageria no litoral paulista, imagem extraída de. Foto: Reprodução (extraída de: https://www.bandab.com.br/esporte/times/coritiba/briga-torcedores-santos-coritiba-videos/).

– A agressão do treinador na bandeirinha.

O técnico da Desportiva Ferroviária (ES), Rafael Soriano, agrediu covardemente a bandeirinha Marcielly Netto.

Não sei o que motivou o fato, e nem quero saber. Qualquer tipo de violência é injustificável!

Aliás, tal covardia não pode ficar apenas com punição no campo esportivo. Quem não tem equilíbrio emocional, não pode trabalhar no futebol.

Veja, em: https://twitter.com/RodrigoBuenoTV/status/1513262376572837893

Ou abaixo, no vídeo:

https://platform.twitter.com/widgets.js

– Cássio e a covardia dos bandidos.

Puxa, que situação desagradável sofreu o goleiro Cássio, do Corinthians, não?

Um bandido que enviou ameaças, falando como bandido, ameaçando como bandido e com vocabulário de bandido (afinal, quem age contra alguém como ele fez, é bandido – é só ouvir o áudio).

Pra quê alguém brigar por conta de futebol? É só esporte, e tais atos mostram fanatismo.

O mais curioso é: o goleiro é ídolo do clube, tem um comportamento correto e é cobrado como indisciplinado. Será que ele “toma gols” por que quer?

Insisto com uma tese de outras postagens: se fosse uma SAF (se o Corinthians tivesse dono): como o clube agiria neste caso onde um funcionário é ameaçado por um torcedor radical?

Cássio diz que Corinthians "nem pensava" em cair para Inter

Foto de: Marcello Zambrana/Agif / Gazeta Press, extraída de: https://www.terra.com.br/esportes/futebol/copa-do-brasil/cassio-admite-que-corinthians-nem-pensava-em-cair-para-o-inter,80c52fbb2f703650a22a857941b4eac2571yjxya.html

– Que feio, Abel Braga!

Puxa, sempre tive muito respeito e admiração pela pessoa do Abel Braga. Mas, ao ver o desdenho dele com o ocorrido no Ninho do Urubu… decepcionante.

Não foi o Fluzão que passou algo parecido (após a eliminação da Libertadores) como o que aconteceu com o Mengo?

Para quem não viu, aqui: https://esportes.r7.com/futebol/abel-braga-ironiza-protestos-no-ct-do-flamengo-que-se-f-eles-08042022

Abel Braga ironizou a crise no Flamengo e os protestos no Ninho: "Me desculpa e que se f... eles"

ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO – 21/03/2022

– 100 anos de brigas de Torcidas no Futebol.

Há 100 anos, o escritor Lima Barreto (quem nunca leu a brilhante obra “Triste Fim de Policarpo Quaresma”?) escrevia sobre algo que persiste nos dias de hoje: a briga entre Torcedores de Futebol!

Incrível, parece atual, mas foi escrito em 1922! Extraído do acervo do Centro Cultura São Paulo, publicado na Revista “Careta”.

FOOT-BALL

Por Lima Barreto

Não é possível deixar de falar no tal esporte que dizem ser bretão.

Todo dia e toda a hora ele enche o noticiário dos jornais com notas de malefícios, e mais do que isto, de assassinatos.

Não é possível que as autoridades públicas não vejam semelhante cousa.

O Rio de Janeiro é uma cidade civilizada e não pode estar entregue a certa malta de desordeiros que se querem intitular sportmen.

Os apostadores de brigas de galos portam-se melhor. Entre eles, não há questões, nem rolos.

As apostas correm em paz e a polícia não tem que fazer com elas; entretanto, os tais footballers todos os domingos fazem rolos e barulhos e a polícia passa-lhe a mão pela cabeça.

Tudo tem um limite e o football não goza do privilégio de cousa inteligente.

bomba.jpg