– Além do assédio a pacientes pós-cura espiritual, João de Deus é acusado de estuprar a filha! Que maluquice…

Parece roteiro de filme de terror. O médium João de Deus, famoso por suas curas espirituais e admirado internacionalmente pelo seu “poder de fé”, a cada dia é denunciado por mais e mais crimes. Agora, até sua filha testemunhou violência sexual.

O religioso tão amado por alguns (beirando idolatria) começou a ruir sua reputação com os testemunhos de mulheres que o acusavam de assedio sexual travestido de “ritos de purificação”.

Relembre o caso aqui: https://professorrafaelporcari.com/2018/12/10/mais-um-lider-religioso-acusado-de-abuso-sexual-agora-joao-de-deus/

Que semana triste para os que tem fé (seja qual for ela): da queda do ícone espírita que atendia inocentes fiéis querendo curas ao atentado covarde à Igreja Católica em Campinas durante a Missa (sobre esse assunto, em: https://wp.me/p4RTuC-mCp).

Extraído de: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/12/12/filha-acusa-joao-de-deus-de-abusar-dela-quando-era-crianca.htm

FILHA ACUSA JOÃO DE DEUS DE TER ABUSADO SEXUALMENTE DELA QUANDO CRIANÇA

“Ele é manipulador. Ele é mau. Ele é estranho, é diferente. Eu já pedi muito a Deus que ele se arrependesse do que fez e faz”, afirmou Dalva Teixeira no vídeo. Segundo ela, sua mãe havia tido um relacionamento breve com o médium e ela só conheceu o pai quando tinha 10 anos. “[Quando o conheci], ele tirou minha roupa toda, tirou a dele e ficou a noite inteira me molestando”, afirmou.

De acordo com Dalva, os casos de abuso se repetiram por quatro anos. “Isso foi até os 14 anos, quando então eu me casei para sair de casa.” Ela conta que o pai reagiu com violência ao saber do casamento. “Me bateu muito, muito. Eu fui parar no hospital.”

Dalva processou João de Deus, pedindo uma indenização de R$ 50 milhões. O processo corre em segredo.

Um dos filhos de Dalva, Paulo Henrique Ronda, também gravou entrevista em 2016 e disse ter sido espancado a mando do avô por ter ido à Justiça contra ele. “Bateram em mim e no meu irmão. Eram pistoleiros, e um deles disse: ‘Não é para matar. É só para dar um susto para eles saberem que estão mexendo com peixe grande'”, afirmou.

O jornalista Thiago Mendes, que gravou a entrevista, disse que foi aconselhado por familiares a não exibi-la na época. “Foi por isso que eu guardei e agora, com [os outros casos] vindo à tona, eu decidi publicar”, afirmou.

A Record exibiu ainda um segundo vídeo, gravado por Dalva em 2017, em que ela aparece ao lado do pai e afirma nunca ter sido abusada por ele. O vídeo foi divulgado ontem pela defesa de João de Deus. Segundo a reportagem, os advogados de Dalva informaram que ela teria sido coagida a gravar esse segundo o vídeo.

Médium nega prática de crimes

O advogado de João de Deus, Alberto Toron, afirmou ao jornal “Folha de S.Paulo”, na segunda, que o médium recebeu com “indignação” a notícia de que é acusado de crime sexual e está à disposição das autoridades para esclarecimentos.

Em nota enviada ao programa “Conversa com Bial”, a assessoria de imprensa do médium negou as acusações contra ele. “Há 44 anos, João de Deus atende milhares de pessoas em Abadiânia, praticando o bem por meio de tratamentos espirituais. Apesar de não ter sido informado dos detalhes da reportagem, ele rechaça veementemente qualquer prática imprópria em seus atendimentos”.

da Band News

Resultado de imagem para joao de deus abuso sexual

Anúncios

– A tragédia na Catedral de Campinas

Eu sou uma daquelas pessoas que, na folga do almoço, procura conversar com Deus e ir à Missa. Na Praça da Sé em São Paulo, na Matriz de Jundiaí ou na Catedral Metropolitana em Campinas, sempre há celebrações eucarísticas nesse horário, visando atender os fiéis católicos que ali podem querer comungar ou simplesmente fazer sua oração.

São Missas intimistas, com pouca gente e muito espiritualizadas. E, ao ler o ocorrido hoje em Campinas (um atirador invadiu a Igreja na Missa do Almoço e matou 4 pessoas, ferindo outras, e se suicidou na sequência), pergunto: a troco de quê?

Um terrorista? Um louco fanático? Um perturbado endemoniado?

Que as vítimas descansem em paz e seus familiares sejam confortados

Resultado de imagem para catedral Campinas

– Mais um líder religioso acusado de abuso sexual: agora, João de Deus!

Para ser bem transparente antes do texto que escrevo abaixo: sou católico, praticante, andando com os “pés no chão e o coração no céu”; contra qualquer fanatismo e proselitismo, tentando (na medida do possível) ajudar a nossa Igreja que é SANTA e PECADORA a viver na Graça da Santíssima Trindade, de maneira respeitosa às outras crenças e no diálogo interreligioso e ecumênico – que é saudável a qualquer membro das diversas denominações religiosas.

Digo isso pois, a cada escândalo que possa haver crimes sexuais envolvendo padres e bispos (sejam eles quais forem, como os horrendos casos dos EUA e Chile), entristeço muito e penso: “foi fruto da fragilidade humana na fraqueza da fé ou da tentação demoníaca que atrapalha a missão daqueles que são ordenados?”.

Muito se lê sobre abusos no Cristianismo (acusações de pedofilia no Catolicismo e de charlatanismo em ramos Evangélicos Neopentecostais). Claro, não se pode generalizar, são laranjas podres no meio de pessoas que querem promover o bem.

O que me impressiona são as recentes revelações de erros de “líderes religiosos” de discursos impactantes e admirados por pessoas poderosas no meio político e no meio artístico. No prazo de três meses, dois casos gravíssimos inimagináveis!

O primeiro, em Setembro, envolvendo o guru brasileiro conhecido como Sri Prem Baba, que virou Pop Star de celebridades, faz palestras corporativas para graduados grupos, lidera o movimento Awaken Love (Despertar do Amor) e foi acusado de assédio sexual. Curiosamente, as vítimas ouviam o discurso de “desapego de atividade sexual” e o próprio hinduísta pregava a abstenção, da mesma forma como ele praticava ela. Após tudo isso, Prem Baba confessou que o celibato que ele dizia pregar, de fato, não era uma coisa definitiva, e tentou classificar os casos de relacionamento sexual das denunciantes como atos consentidos e independentes de orientação de fé.


O segundo, surgido nesse começo de Dezembro, mostra as acusações contra João de Deus, o médium internacional reconhecido pelas estrelas internacionais. O homem considerado por muitos um sucessor de Chico Xavier, ícone do espiritismo, foi denunciado por várias mulheres alegando que, apesar de terem visto curas espirituais, também eram levadas a uma sala particular e assediadas, onde ele fazia com que as mulheres pegassem em seu pênis e o masturbasse (com a orientação do próprio João de Deus de que não era um assédio sexual, mas um rito de purificação e transmissão de energia). E, pouco-a-pouco, surgiram (e continuam surgindo) novas denúncias, que poderiam envolver até mesmo menores de idade, além de uma moça que relatou a sua revolta contra o médium após perceber que estava sofrendo assédio e, questionando o ato, tinha ouvido a resposta que a “entidade ejaculou” num processo sobrenatural. A Federação Espírita se pronunciou preocupadíssima com a situação.

Outras das inúmeras denúncias que surgiram e ocorreram no templo em Abadiânia – GO, em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/12/denuncias-de-assedio-por-joao-de-deus-geram-medo-em-cidade-do-interior-goias.shtml

Novamente a pergunta: POR QUÊ isso ocorre a tantas pessoas que dizem servir a Deus e acabam escandalizando a sociedade?

Resultado de imagem para João de Deus

– Que vergonha, Conmebol!

E o pedido do árbitro Andrés Cunha para que na decisão da Libertadores entre River x Boca os atletas desfrutassem do momento e “se jogasse apenas futebol?Faltou combinar com a torcida, hein?

(Relembre essa postagem com as devidas considerações sobre a importância dessa decisão aqui: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2018/11/24/atletas-de-river-plate-e-boca-jrs-obedecerao-o-juizao-e-desfrutarao-do-momento-decisivo/)

Ridículo, cafajeste, vergonhoso e constrangedor o que foi visto na Argentina no sábado à tarde e entrando na noite. São seres humanos ou animais quadrúpedes disfarçados de bípedes se passando por gente que protagonizaram uma guerra do hotel dos Ximenes até o Monumental de Nuñes?

Mas sejamos justos: lembremo-nos da preocupação do Presidente Macri para que, nas finais, não desse “uma decisão portenha”, por culpa da segurança em Buenos Aires (que também recebe a reunião de cúpula do G20).

É claro e notório que os “hooligans argentinos” (ou barra-bravas) estavam esperando tal oportunidade para tumultuar, já que houve o episódio de gás pimenta contra o River Plate, anos atrás, e agora veio o contra-golpe. A solução de torcida única não adiantou. O que fazer agora? Jogo sem torcida? Cidade sem população? Estádio sem jogador? Sei lá. O certo é que as empresas de ônibus que transportam os atletas deveriam pensar em veículos blindados.

Uma sacada genial: vamos levar o jogo para a Europa, daqui uma semana? Do ponto de vista do marketing e da segurança, seria ótimo (embora seria também o atestado de incompetência da Conmebol…)! E ainda queremos fazer a Copa de 2030 por aqui! Imagine só…

Por fim, bem direto: o que vimos realmente foi a comprovação de que nosso continente está contaminado pela má-educação, péssima organização de eventos grandiosos, corrupção (ou foi “à toa” que queria-se obrigar os atletas do Boca Juniors a entrar em campo, mesmo com tapa-olho e muleta?), além, claro, da prova cabal de que a Conmebol faliu moralmente.

Se eu fosse algum líder de clube de futebol (infelizmente não temos nenhuma referência como dirigente), aproveitaria o momento, sugeriria que River e Boca boicotassem a final e promoveria o levante contra a Conmebol. É hora de criar uma Liga Sulamericana Profissional! “Com quem” e “como”, seria outro problema, óbvio…

– Um mundo insensível que nada faz? Sobre Amal Hussain.

Vi e me emocionei. Aliás, não tem como ser emocionalmente frio ao ler na Revista Veja dessa semana (Ed 2608, pg 32 e 33, na reportagem de Duda Teixeira), a história da garotinha Amal, de 7 anos.

Nascida no Iêmen, a menina era refugiada e morava em um barraca de palha. Sua família fugia dos bombardeios da Arábia Saudita contra os hutis, rebeldes apoiados pelo Irã (inimigos seculares dos sauditas).

Amal morreu pois não conseguia segurar nada em seu estômago. Bebia leite para sobreviver de 2 em 2 horas e vomitava depois.

Infelizmente a pobrezinha faleceu dessa forma trágica. E, curiosamente, seu some “Amal” significa “ESPERANÇA” em árabe!

Quantas crianças nesse estado se encontram mundo afora, enquanto os poderosos governantes insensatos desprezam tal situação, habituando-se a guerras, ódio e corrupção…

Pobre mundo cão.

– E enfim prenderam o Oliveira Júnior!

Quer dizer que Oliveira Jr, ex-investidor do clube de futebol Ituano, ex-agente do lateral esquerdo Roberto Carlos (que sempre o acusou de ter ficado com sua fortuna) e ex-político em Itu, estava escondido há tantos anos em Campina Grande?

Em: https://jornalnoticias.org/g1/ex-vice-prefeito-de-itu-condenado-por-homicidio-e-preso-na-paraiba/

EX-VICE-PREFEITO DE ITU CONDENADO POR HOMICÍDIO É PRESO NA PARAÍBA

O ex-vice-prefeito de Itu (SP) e empresário Élio Oliveira Júnior foi preso pela Polícia Militar na noite desta terça-feira (25) na cidade de Cubati, na região de Campina Grande. Ele foi condenado a 20 anos de prisão, em 2015, por homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio e era considerado foragido da Justiça. A condenação foi pela morte de um advogado em Itu, em 2006.

Segundo o comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, coronel Afonso Galvão, moradores de Cubati denunciaram Oliveira Júnior, por considerar a atitude dele suspeita na cidade. Abordado pela equipe da PM por volta das 10h desta terça-feira, ele apresentou um documento falso, com o nome de José Djalma Santos Dias.

Como a documentação estava regular, ele foi liberado. Porém, com auxílio da Polícia Civil, a verdadeira identidade dele foi descoberta. Os policiais ficaram esperando o ex-vice-prefeito voltar e fizeram a prisão, em cumprimento ao mandado de prisão da Comarca de Itu que estava em aberto, por volta das 18h, na casa onde ele estava morando, no Conjunto Novo.

Segundo o delegado seccional da 13ª Delegacia Distrital, Pedro Ivo Soares, Oliveira Júnior foi levado para a Delegacia de Picuí, onde, além de ter o mandado de prisão cumprido, vai ser autuado pelo crime de falsidade ideológica pelo delegado plantonista Fernando Zoccola. Nesta terça-feira, vai passar por audiência de custódia e ficará à disposição da justiça, provavelmente sendo transferido para São Paulo em seguida.

O advogado de Oliveira Júnior, Flávio Markman, disse ao G1 que está ciente da prisão, mas que só vai se pronunciar depois que se inteirar melhor da situação. Ele afirmou que a chegada de Oliveira Júnior em São Paulo está prevista para quarta ou quinta-feira.

Entenda o caso

O advogado Humberto da Silva Monteiro foi morto com dois tiros na cabeça, no Centro de Itu, em 2006. Ele estava no banco do passageiro de uma caminhonete dirigida pelo radialista Josué Dantas Filho, que também era funcionário da prefeitura. Os autores do crime atiraram também contra o radialista, mas erraram o alvo. Divergências políticas teriam motivado o crime.

Além de Oliveira Júnior, também teriam participado do crime Tiago Martins Bandeira e Eduardo Aparecido Crepaldi, que estavam na moto. Foram condenados Luís Antônio Roque, o Tonhão, e o ex-policial militar Nicéias Brito, que eram seguranças de Oliveira Júnior.

O ex-chefe de torcida organizada Força Jovem, do Ituano, José Roberto Trabachini, chegou a ser preso acusado de tentar contratar assassinos que cometeriam a ação, porém, ele foi o único inocentado pela Justiça.

Depois de deixar o cargo em Itu, Oliveira Júnior se elegeu vereador em Ribeirão Preto, cargo que ocupou até 2011, quando foi cassado por quebra de decoro parlamentar.

Oliveira Júnior estava foragido desde 2015, quando foi condenado a 20 anos de prisão. Ele apresentou documento falso à polícia, mas foi descoberto em Cubati, no interior da Paraíba. Ex-vice-prefeito de Itu, Oliveira Junior, era considerado foragido da Justiça (Reprodução/EPTV).

 

– O 11 de Setembro que NUNCA deveria ter existido…

Ao ver as imagens que recordam o trágico 11 de setembro de 2001, me lembro do dia em que tudo aconteceu. Dá um angústia imaginar que o ser humano chega a isso…

E atentemo-nos: não foram só as Torres Gêmeas, mas também a tentativa no Pentágono!

O que o fanatismo faz… POR QUÊ?

BxRpPHBIcAArWiJ.jpg

– Esquerda e Direita agem iguais no Brasil! Da santificação à demonização dos candidatos pelo radicalismo dos fanáticos.

Cansa tanta proliferação de Fake News, em especial as absurdas teorias conspiratórias criadas na Web sobre a facada de Bolsonaro.

Um matéria da Veja da semana passada mostrou: Esquerda e Direita agem igual, contratando divulgadores de notícias mentirosas pela Internet através da proliferação de “robozinhos postadores de falsas manchetes”. Fomentam matérias de apoio aos candidatos, e por aí a falsidade e a picaretagem vai.

Pior é ver gente inocente (e alguns com certa vivência) acreditando nas bobagens somente pelo fato de que “leu no Facebook ou no Twitter”.

É isso mesmo que no fundo ambos querem: ignorância do povo para dominá-los seja como for.

E sobre a facada de Bolsonaro e o radicalismo criado pelo fanatismo político, já escrevi aqui: https://professorrafaelporcari.com/2018/09/06/a-facada-em-bolsonaro-os-dois-lados-vao-aproveitar-da-situacao/

Confesso: dá nojo ver as postagens nas redes sociais nos últimos dias. Bolsonaro vai de mártire pacifista da democracia até o patamar de enviado do capeta para militarizar o país e ressuscitar a ditadura com seus métodos de tortura.

Da santificação à demonização, em apenas um clique. Impressionante o fanatismo.

Resultado de imagem para esquerda e direita

– Bandido Pobre e Bandido Rico, Criação e Educação.

O que difere um bandido pobre de um rico, se ambos cometem crimes?

Talvez, apenas a sua condição econômica.

Ouço uma autoridade policial (na Rádio Bandeirantes, mas não consegui ouvir seu nome e patente) falando sobre os menores delinquentes, provindos de periferia. Sobre eles, ponderou que:

Há uma geração de adolescentes e jovens criados com valores de bandidos. Eram crianças que se acostumaram a frequentar cadeia, vendo os parentes detidos lá e que viam no ato do banditismo um caminho a ser herói. Ser ladrão se tornou sonho para alguns! Onde estariam os valores morais que deveriam ser ensinados em casa?

Pois é: muitas vezes, quem deveria ensinar os bons valores talvez não esteja por lá, sendo que se torna preocupante o futuro dos filhos de pais e mães bandidos.

Entretanto, como justificar o aumento de criminosos na classe média? Alguns, erroneamente creditam a criminalidade a um fator econômico ao invés de educacional. Porém, vê-se em destaque as chamadas “gangues de playboys”: adolescentes e jovens que cresceram com boas condições financeiras, e que enveredam para o crime a fim de se sustentarem com prazeres e vaidades: dinheiro para ostentação de carros, participação em baladas e consumo de drogas.

Estes mais abastados financeiramente caíram em desgraça por qual motivo?

Fica nítido que o problema é educacional. Não adianta caros colégios se a primeira educação, a básica, formadora e influenciadora – a do lar – possui falhas gravíssimas ou inexiste. E que tantos batedores de carteira, playboys ou políticos corruptos cometem o mesmo crime: o de desrespeitar a dignidade humana.

Do mesmo jeito que um criminoso atira gratuitamente simplesmente pelo medo de reação da vítima, criminosos do colarinho branco sugam as verbas de hospitais carentes e já capengas. A estes, a vida do cidadão de bem nada vale.

Resultado de imagem para educação

– Violência gera violência. Armas na Faculdade com a Campus Carry ?

Você se sentiria a vontade andando em uma faculdade com alunos armados?

Eu, como professor, não.

Digo isso para lembrar que nos EUA foi permitido, tempos atrás, que os universitários andem armados para se protegerem. Há 50 anos, na Universidade de Austin, no Texas, um maluco matou dezenas de pessoas. Assim, a lei chamada de Campus Carry permite hoje que estudantes tenham armas para se defenderem de desequilibrados.

Boa ou má iniciativa?

Como pacifista, acho que não estamos preparados para andarmos com armas em qualquer lugar…bomba.jpg

– Qual o tipo de criação da Garotinha?

Quem, na infância, não gostava de Gibi?

Eu sonhava em ver meu nome publicado nas “cartinhas ao personagem” nas revistinhas em quadrinhos. Especialmente nas do Zé Carioca e do Cascão.

Eis que vejo uma carta de uma menina de João Pessoa, sugerindo que a Mônica cometa um bárbaro assassinato contra o Cebolinha!

É coisa antiga, lógico, mas pense: onde estão os pais dessa criança? O que se esperará dela quando adulta?

No final do recadinho, leia o que a Redação respondeu. “Deu ruim”, hein?

– Que fim levou? Sobre os 10 terroristas do ISIS no Brasil

Não custa pergunta: as vésperas dos Jogos Olímpicos 2016, terroristas brasileiros foram presos. Eles cometeriam ataques em nome da “causa” do Estado Islâmico. E onde eles estão hoje?

Rememorando a postagem desse mesmo blog:

10 TERRORISTAS BRASILEIROS DO ESTADO ISLÂMICO PRESOS EM NOSSO PAÍS

O Ministro da Justiça Alexandre de Moraes confirmou que 10 terroristas (todos brasileiros e ligados ao Estado Islâmico) foram presos após serem monitorados. Eles treinavam artes marciais, tiros e compravam fuzis – tudo para promoverem atentados durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

O curioso: eram lobos solitários, não se conheciam pessoalmente, combinavam ações por WhatsApp e Telegram, além de terem feito juramento à distância para a sua conversão e batismo ao EI.

Infelizmente, esses idiotas inspiram muitos outros… eles faziam parte de uma lista de 42 nomes monitorados pelas autoridades.

Pessoas assim, agora que estão presas, trazem à discussão: qual o seu destino?

Serão mantidas na cadeia eternamente, às custas do nosso dinheiro?

bomba.jpg

– Realidade Alternativa EUA X Brasil?

Leio que Fernanda Lima, modelo e atriz da Rede Globo, levou tempos atrás os seus filhos para passearem nos EUA. Ao contrário do que possa ser uma viagem de lazer familiar, o motivo era outro, segundo a moça:

Eu queria mostrar para as crianças uma realidade sem medo, para que elas vissem que existem lugares onde há regras e as pessoas se respeitam”.

Não podemos criticá-la. Afinal, por mais que sejamos patriotas, é inegável que a violência cresce aos olhos inoperantes das autoridades.

Resultado de imagem para Brasil x EUA

– A Impaciência ou o Fanatismo dos Torcedores na mudança da Grandeza das equipes.

Brigar por futebol vale a pena?

Vez ou outra nós vemos aficcionados torcedores invadirem treinos de seus times do coração para protestarem. É fanatismo, incoerentemente com os estádios vazios.

Será que a pressão que desce das arquibancadas ao campo é aceitável ou exagero?

Sou contra toda a forma de violência. Torcedor deve incentivar o seu time durante o jogo, e após ele, vaiar. Mas nada de transformar em ações práticas de agressão.

O treino é local de trabalho. Não gosto de momentos de briga nesse local. Mas pensemos: será que não está mudando a “feição” dos clubes brasileiros?

No começo do século XX, Bangu, América, São Cristóvão, Canto do Rio e Bonsucesso eram forças no futebol carioca. Aqui em São Paulo, tínhamos o Ypiranga, o Germânia, o Jabaquara…

Alguns encerraram as atividades, outros apequenaram-se. Hoje, temos novos clubes em destaque nos regionais: Audax e Red Bull, entre outros.

Será que daqui 30 anos, teremos os mesmos clubes que hoje ou ontem foram protagonistas? Quem era o Água Santa há 10 anos? E o São Caetano, há 20?

Aceitar novas realidades é importante. Noroeste, Marília, Paulista, Internacional e São José não são mais importantes coadjuvantes na 1a divisão de seus estados. Guarani e Portuguesa deixaram de serem importantes times da 1a nacional. Qual o futuro deles?

Aliás, qual o destino dos estaduais?

Sempre aprendi que quando estamos em um momento histórico, não percebemos que estamos fazendo história. E o fato a ser historiado no futuro é: o futebol brasileiro está em transição, seja no peso das camisas, na administração dos clubes e nas táticas dentro de campo. Se o final dessa mudança será positivo ou não, só o tempo dirá! E isso traz a reflexão: são lúcidos os protestos violentos de torcedores ou são em vão, pois eles de nada adiantarão?

bomba.jpg

– A PM e os bandidos nos morros cariocas.

Leio na Revista Isto É, ed 2522, Coluna Semana de Antonio Carlos Prado, a respeito do mega-assalto no Galeão, dias atrás::

US$ 1 milhão é o valor da carga com celulares Samsung que foi roubada de um dos terminais do Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro. Até quinta-feira 19, nenhum dos 3 ladrões fora preso – avisada que os celulares estavam no Morro da Maré, a PM alegou falta de segurança para ir ao local.

É mole? E olha que o Exército está por lá.

Fim do mundo…

Resultado de imagem para Morros cariocas favelas