– Assuntos que já cansaram e nos trazem stress:

Temas que, confesso, cansei de ler, ouvir e escrever (e fazem mal à mente):

1. A pandemia, número de mortos e reclusão,

2. A briga política de pró e contra bolsonaristas,

3. A data da volta às aulas,

4. Fake News,

5. Emprego, desemprego e demissões, e

6. Falta de dinheiro.

Sinceramente? Me entristece todas essas coisas, e que algumas delas, vivemos na pele!

É a vida. Sigamos em frente. 

Um pequeno desabafo faz bem…

Proibido Falar Alto - Imagens Brasil

– Explicando as cores vibrantes do amanhecer e entardecer da semana:

Tanto o nascer quanto o pôr do sol estão extremamente coloridos desde a 3a feira. Maravilhosos, especialmente para quem gosta de fotografar.

Mas por quê acontece tal fenômeno da natureza?

Abaixo, extraído de: https://vejasp.abril.com.br/cidades/porque-por-do-sol-cores-vivas-sao-paulo/

POR QUÊ O PÔR DO SOL GANHOU CORES TÃO VIVAS

O céu da capital paulista ganhou tonalidades mais vivas nesta terça-feira (14). O fenômeno chamou atenção nas redes sociais, que foram inundadas por fotos do belo pôr do sol que pode ser visto por toda a cidade.

Existe uma razão para o intenso vermelho-alaranjado que chamou atenção inclusive dos leitores da Vejinha, que mandaram pela #vejasp, no Instagram, dezenas de fotos do momento. Buscamos o Instituto Climatempo para uma resposta.

A meteorologista Joselia Pegorim afirma que durante todo o dia, o céu na cidade estava com uma coloração esbranquiçada: uma intensa camada de nuvens médias e altas cobriam a capital, e os raios solares pouco conseguiram ultrapassar a barreira.

Então quando o sol começou a ficar próximo da linha do horizonte, com o final do dia, como sempre, ele refletiu seus raios na base, ou seja, na parte de baixo dessas nuvens. Mas como a concentração hoje era acima do normal, o fenômeno foi intensificado, e por isso a coloração ganhou tons ainda mais fortes.

“Com o sol já baixando no horizonte, os raios solares chegavam bem inclinados atravessando uma camada maior da atmosfera, onde se concentra a camada de poluentes. Mas a poluição não diminuiu com a redução da atividade humana nesta quarentena? Sim, diminuiu, mas não acabou. O lado “bom” da poluição é esta interação com os raios solares que geram essas cores surpreendentes no céu”, explica também Joselia.

IMG_4633