– Tim Maia, 75 anos!

Se vivo fosse, Tim Maia faria 75 anos.

Ah se ele tivesse se cuidado… Relembre seu vozerão, abaixo:

Anúncios

– Freddie Mercury, 71? Não, as drogas não deixaram…

Da minha geração, não há quem não gostava da banda Queen e do seu líder Freddie Mercury. “Whe are the champions”, “Radio Ga Ga” e outros tantos sucessos inesquecíveis, são canções icônicas.

Porém, o cantor morreu de AIDS, provavelmente por ter a adquirido em uso de seringas compartilhadas por viciados como cocaína (ele era usuário assumido).

Uma pena. Já imaginaram se ainda fosse vivo? Hoje, celebraria 71 anos.

É dele esse suposto poema sobre sua relação com narcóticos:

UM LOUCO AMOR

Quando eu a conheci tinha 16 anos.

Fomos apresentados por um carinha que se dizia meu amigo.

Foi amor à primeira vista.

Ela me enlouquecia.

Nosso amor chegou a um ponto que já não podia mais viver sem ela.

Mas era um amor proibido.

Meus pais não aceitavam.

Fui repreendido na escola e passamos a nos encontrar escondidos.

Mas aí não deu mais, fiquei louco.

Eu a queria, mas não a tinha. Eu não podia permitir que me afastassem dela.

Eu a amava: Bati o carro, quebrei tudo dentro de casa e quase matei a minha irmã. Estava louco, precisava dela.

Hoje tenho 39 anos; estou internado em um hospital.

Sou inútil e vou morrer abandonado pelos meus pais, amigos e por ela.

Seu nome? COCAÍNA!

Devo a ela meu amor, minha vida, minha destruição e minha morte.

bomba.jpg

– 28 anos sem o Maluco Beleza!

Um gênio, poeta e doido partiu há 28 anos.

Êta Raul Seixas… Se as drogas não tivessem acabado com ele, a metaformose ambulante continuaria por aí, sendo a Mosca na Sopa de muita gente que insiste em ser Camboy Fora da Lei! Valeu simpatia. Quem sabe daqui a 10.000 anos a gente se vê, pegando a linha do Metrô 783… Mas não estarei lá naquela sua Sociedade Alternativa não, hein?

Brincando com suas letras e canções, da inspiradíssima Gita a tantas outras, minha preferida é essa:

TENTE OUTRA VEZ

Veja!
Não diga que a canção
Está perdida
Tenha fé em Deus
Tenha fé na vida
Tente outra vez!…

Beba! (Beba!)
Pois a água viva
Ainda tá na fonte
(Tente outra vez!)
Você tem dois pés
Para cruzar a ponte
Nada acabou!
Não! Não! Não!…

Oh! Oh! Oh! Oh!
Tente!
Levante sua mão sedenta
E recomece a andar
Não pense
Que a cabeça agüenta
Se você parar
Não! Não! Não!
Não! Não! Não!…

Há uma voz que canta
Uma voz que dança
Uma voz que gira
(Gira!)
Bailando no ar
Uh! Uh! Uh!…

Queira! (Queira!)
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz
De sacudir o mundo
Vai!
Tente outra vez!
Humrum!…

Tente! (Tente!)
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!
Tente outra vez!…

Vídeo em: http://www.youtube.com/watch?v=Ef7jUQOCjS0&feature=fvst

url.jpg

– E Viva o Dia do Rock!

Yeah! Para quem curte, saiba porque hoje é uma data tão especial! Extraído da Wikipédia:

DIA DO ROCK

O dia 13 de julho é conhecido como Dia Mundial do Rock. A data foi escolhida em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o “dia mundial do rock”. O evento também ficou conhecido por contar com grandes artistas do gênero, como Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2 entre outros.

bomba.jpg

– Aniversário de Gilberto Gil e Frase Marcante

Gilberto Gil assopra as velhinhas hoje. Gênio musical, mas de certas polêmicas criadas. Me recordo que exatamente há 5 anos, declarou que os intelectuais da Bossa e os adeptos jamaicanos do Reggae usaram as propriedades da Canabbis para potencializar suas obras.

Ah, não vale nem comentar. Em suma: fumar maconha deixa o sujeito inteligente?

Tenha santa paciência…

Gilberto Gil é craque como músico. Mas horrendo na defesa das drogas

gil.jpg

– Mil Gozito, a paródia de Depacito (por Túlio Maravilha)!

Sensacional! O irreverente Túlio Maravilha lançou a música “Mil Gozito”, fazendo a alusão à canção Despacito e com uma letra extremamente engraçada.

Veja que figuraça, em: https://www.youtube.com/watch?v=lpKVtMbnoLU

– Como surgiram as Notas Musicais

Na minha casa, todos tem noções musicais. Só eu que de música, nada sei. Porém, aprendi sobre como surgiu o tão famoso Do-Ré-Mi-Fá-Sol-La-Si e quero compartilhar, de tão interessante que achei!

As notas musicais surgiram do monge beneditino Guido d’Arezzo, no século XI. Ele se inspirou em um Hino a São João Batista, que houvera sido composto no século VIII.

Originalmente, ele observou a sonoridade da canção, e resolveu a partir das iniciais, adaptar no que chamamos de “notas”.

O primeiro esboço era: Ut-Ré-Mi-Fá-Sol-La-S

O Hino a São João era:

Ut queant laxis…

Ressonare fibris…

Mira gestorum…

Famuli tuorum…

Solve polluti…

Labii reatum…

Santi Iohannes.

Perceba que a primeira e a última nota foram trocadas. Mas isso aconteceu no século XVI, pois o músico Giovanni Bononcini não gostava da sonoridade. No lugar do Ut entrou Do (inicial de Dominus) e ao invés de S, Si (iniciais de Santi Iohannes).

(Extraído de Revista Superinteressante, ed  Jan/2013, pg 30).

imgres.jpg

– 120 anos de Pixinguinha!

No dia 23 de abril de 1897 nascia Pixinguinha, o pai de um dos ritmos mais prazerosos de se ouvir: o Chorinho! Por isso, hoje se celebra o Dia do Chorinho!

Carinhoso é o carro-chefe das suas obras-primas. Mas sabia que a letra da canção só veio anos mais tarde, com o compositor João de Barro?

Ouça essa maravilha: http://www.youtube.com/watch?v=EGWg4YpS1ls

– Parabéns Nando Reis! Drogas, não.

Estava ouvindo o ex-Titãs Nando Reis no Programa Morning Show da Rádio Jovem Pan. E questionado sobre as frequentes declarações de compositores que fazem canções sob efeito de drogas (que elas inspirariam), ele declarou:

Eu não posso dizer que usava para compor, já fiz boas a más canções com elas. Mas para você sair é difícil, foi uma luta para eu parar. Você não precisa da droga. Eu usava para fugir do mundo, mas para isso existe outras coisas como ginástica por exemplo. E as drogas fazem muito mal!“.

Se eu já o admirava, admiro muito mais!

Xô, drogas!

bomba.jpg

– O conceito de fidelidade de Zezé di Camargo

Puxa, só hoje li a entrevista do Mirosmar “Zezé” Camargo, o cantor que faz dupla com Luciano, à Revista Veja.

Confesso que não gosto muito dele nem do seu estilo musical (de música sertaneja, só se for caipira de verdade). Mas, claro, respeito e reconheço o talento do compositor.

Me surpreendo pela falta de bom senso do artista sobre assuntos particulares. Expor publicamente os problemas com a ex-esposa é deselegante. Pior ainda é assumir os erros dizendo-se certo.

Na publicação, esnobou ao dizer que ele e Zilu, sua ex-mulher, eram pobres mas só saíram da pobreza graças ao seu trabalho unicamente. Disse que saÍa com as fãs após os shows (e… é isso mesmo que você pensou), mas voltava sempre para a casa (e isso não é infidelidade no conceito dele). Que colocou um detetive para acompanhar sua atual namorada e, o mais incrível, que errou por brigar com o garçon de uma casa de prostituição onde levou a parceira para jantar, já que achou o champagne caro. Sim, admitiu que errou, mas o erro dele foi a briga pelo preço da bebida (não o local romântico onde “brilhantemente” resolveu levar a namorada).

A proporção de talento que possui é a mesma da insensibilidade…

bomba.jpg