– Pitacos da Manhã / Madrugada 1: Cristina Kirchner.

Cristina Kirchner, ex-presidente da Argentina e atual vice, foi condenada a 6 anos de prisão por corrupção.

Alguma surpresa?

Mais uma personalidade política populista que se mostrou lobo em pele de cordeiro

Michelle chama Kirchner de "condenada"; Gleisi sai em defesa

Imagem extraída de: https://www.poder360.com.br/governo/michelle-chama-kirchner-de-condenada-gleisi-sai-em-defesa/

– A Reflexão sobre uma sociedade corrupta, por Ayn Rand

Ela nasceu na Rússia e fugiu do Comunismo. Viveu nos EUA e se tornou filósofa: essa foi a história da judia Ayn Rand, que disse essa sábia verdade:

Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.

Para quem escreveu isso em 1920, parece conhecer bem os dias atuais…
bomba.jpg

– Lula e Bolsonaro não tinham vergonha de Roberto Jefferson…

Roberto Jefferson, o tumultuador político mais notório da atualidade (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-HoZ), é o “nome do momento”. E após as críticas do presidente Bolsonaro, que o chamou de bandido, houve uma declaração de que nunca tirou foto com ele. Mas tirou sim, veja:

Na Imagem: Roberto Jefferson abraçado ao presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto – Redes Sociais/Reprodução (texto e foto extraídos de “Veja”, em: https://veja.abril.com.br/coluna/radar/lula-surfa-no-festival-de-bizarrices-da-prisao-de-roberto-jefferson/

Também Lula tirou foto com ele, quando o PTB era base aliada do presidente da época. Roberto Jefferson, inclusive, foi preso por corrupção por fazer parte do mensalão petista.

Na Imagem: “O então deputado Roberto Jefferson ao lado do ex-presidente Lula e dos ministros à época José Dirceu (Casa Civil) e Mares Guia (Secretaria de Relações Institucionais) Aílton de Freitas – 14/10/2004″ (texto e foto extraídos de “O Globo”, em: https://oglobo.globo.com/politica/eleicoes-2022/noticia/2022/10/nas-redes-apoiadores-de-bolsonaro-associam-roberto-jefferson-a-lula.ghtml).

A verdade é: Roberto Jefferson esteve onde o poder estava, e os presidentes que o abraçaram nunca tiveram vergonha dele (até ele ser preso…).

– O debate do 2º turno na Band: deu Lula ou deu Bolsonaro?

Muitos ataques e poucas propostas no Debate da TV Bandeirantes, com os 2 candidatos se criticando bastante e criando suas narrativas.

Lulistas dirão que Luís Inácio venceu. Bolsonaristas dirão que Jair Messias foi o vencedor. E pra você, quem ganhou?

Para mim, o ponto alto foi a pergunta do Josías de Souza, que questionou sobre os métodos de Lula e Bolsonaro na hora de “comprar apoio do Centrão”!

Para quem não assistiu o debate, aqui: https://youtu.be/iYVk1CeIs60

– Nunca perder a Honestidade! Você tem queda “para ser desonesto”?

A Revista Época, dias atrás, trouxe uma interessantíssima matéria, intitulada “Somos todos um pouco trapaceiros”, por Daniel Venticinque. Nela, se discute o livro “A mais pura verdade sobre a desonestidade”, do psicólogo israelense Dan Ariely.

O livro fala sobre o fato de todas as pessoas terem uma queda, em certo momento da vida, para a desonestidade. E a culpa vem das situações cotidianas, que trazem naturalmente à tona esse defeito humano. Seriam 5 fatores para a desonestidade e outros 5 para a honestidade. Abaixo:

5 FATORES QUE NOS FAZEM TRAPACEAR DEMAIS

1- CAIR NA PIRATARIA: as pessoas que usam produtos falsificados tendem a ser mais desonetas em outros aspectos da vida. O sucesso desse pequeno deslize nos torna propenso a arriscar deslizes maiores.

2- SER MALTRATADO: para quem sente que não foi respeitado, a desonestidade pode ser uma revanche. Quem não é bem tratado por um vendedor raramente devolve o dinheiro se ele errar o troco para mais.

3- DAR ASAS À CRIATIVIDADE: além de ter uma tendência a questionar regras, as pessoas cujas profissões exigem criatividade são melhores para inventar desculpas e para bolar maneiras de desobedecer às leis.

4- FAZER O BEM PARA OUTROS: quando o desonesto beneficia outros além do trapaceiro, trapacear fica ainda mais fácil. O mal-estar da trapaça é compensado pela sensação de fazer o bem.

5- LIDAR COM VALORES VIRTUAIS: ver alguém cometer um ato desonesto aumenta muito as chances de fazermos o mesmo naquela situação. É a regra do “todo mundo faz”, que já entrou para o folclore da política brasileira.

5 ATITUDES QUE NOS TORMAM MAIS HONESTOS

1- DAR SUA PALAVRA: É antiquado, mas funciona. Assinar um temo de responsabilidade ou se comprometer a seguir um código de ética é um bom lembrete mental para evitar a tentação da trapaça.

2- TER FÉ: discursos e símbolos religiosos nos tornam menos propensos à trapaça, por estar associados à boa conduta. Não é por acaso que a música gospel é pouco atingida pela pirataria.

3- CRIAR UMA CULTURA DE HONESTIDADE: quando a desonestidade é malvista e há poucos maus exemplos maus exemplos a seguir, trapacear fica mais difícil. Isso explica por que a trapaça é mais difundida em alguns países.

4- MANTER A TRANQUILIDADE: como a trapaça é uma tendência natural, ser honesto exige esforço. Evitar o cansaço mental ajuda a manter a compostura diante de uma oportunidade de trapacear.

5- CONTRATAR FISCAIS DESINTERESSADOS: Trapaceamos menos quando somos fiscalizados. Mas os fiscais precisam ser isentos. Quanto maior o contato deles com quem fiscalizam, maiores as chances de que todos caiam na trapaça.

E aí: concorda com eles ou não? Deixe seu comentário:

Caixa de Histórias 33 - A mais pura verdade sobre a desonestidade • B9

Imagem extraída de: https://www.b9.com.br/shows/caixadehistorias/caixa-de-historias-33-mais-pura-verdade-sobre-desonestidade/

– Cara de Pau!

“Nós fizemos um grande trabalho de moralização nas empresas desse país, especialmente na Petrobras”.
SILVA, Luís Inácio (à Simone Tebet).

Eu quero um candidato honesto, competente e que transmita credibilidade. Por enquanto, não vejo ninguém com essas características…

– O Golpe da “Bomba Louca”

O que você acha se a Bomba de Combustível continuasse contabilizando o abastecimento mesmo depois de encerrado?

Será que precisamos chegar ao cúmulo de cobrar “mangueiras transparentes”, a fim de garantir que o golpe não seja consumado?

Veja só o golpe da “Bomba Louca” em alguns postos:

– Os Golpes de Emails Ditos Solidários.

Crescem cada vez mais os golpes pela Internet. Alguns nacionais outros estrangeiros. Chegam a ser ridículos! Sempre os recebo, mas alguns, traduzidos por máquinas, são risíveis!

Abaixo alguns exemplos:

Caro amado

Com todo o respeito,

Eu sou a senhora, Jessie Daniel que sofreu envelhecimento. Sou viúva que sofre de doença de longa duração (câncer). Atualmente, estou internada em um hospital privado. Eu tenho algumas informações que eu herdei de meu falecido marido Daniel Wright, que morreu mais tarde em um acidente de trânsito.

Quando meu marido estava vivo, ele depositou a quantia de US $ 3.500.000.00 (três milhões e quinhentos mil dólares) em um banco. Atualmente, esse dinheiro ainda está no banco.

Meu médico me disse que eu não iria durar os próximos três meses, devido ao problema do câncer. Eu preciso de uma pessoa temente a Deus e muito honesto e organização que pode usar estes fundos para a obra de Deus. Meu falecido marido deu instruções de que este fundo deve ser utilizado para fins de caridade, como a construção de escolas, orfanatos, lares, hospitais, etc.

Tomei esta decisão porque não têm qualquer filho que herdará esse dinheiro e eu w formiga Go estaria misericordioso comigo e aceite minha alma. Com Deus todas as coisas são possíveis. Por favor, se você seria capaz de utilizar esses fundos para a obra de Deus gentilmente me responda.

Eu quero que você me enviar a seguinte informação é como abaixo.

O seu nome completo ————————-

Seu endereço ——————————–

Seu País ————————————

Your Age ————————————

Profissão ———————————–

Seu sexo ————————————

Assim que eu receber a sua resposta vou dar-lhe o contacto do Banco. Eu também irá emitir uma carta de autoridade que vai provar que o presente beneficiário deste fundo.

Na esperança de receber a sua resposta. Permanecer abençoado no Senhor.

Obrigado,

Sra Jessie Daniel

Outros são menos nocivos, mas tanto quanto idiotas pela tradução das máquinas/programas usados pelos aproveitadores:

Olá, 

Bom dia, eu sou Larissa e a minha empresa é Qingdao Zhengshengyuan industry Co.Ltd, que é uma empresa profissional de plástico. 

Forneço materiais de plástico, o preço é barato, mas tem boa qualidade. 

Por favor comunica comigo.

Obrigada

Larissa

Qingdao Zhengshengyuan industry Co.,Ltd.

Telefone: +86-0532-66828111

Fax:     +86-0532-66828111

skype:   zsyindustry

Endereço: No.27 Estrada deFulong de Cidade de Qingdao de Província de Shandong da China.

Pior são aqueles que tem aviso de “chave de segurança do banco”, anexos e outros truques para instalar cavalos de tróia.

Uma grande curiosidade: os inventores disso são descobertos? Presos? Punidos?

bomba.jpg

– Janones e a Rachadinha.

Esse Brasil é um caso sério… ô país cheio de hipocrisias…

O deputado federal André Janones, que até a semana passada era candidato à Presidência da República (e que abandonou sua candidatura para apoiar Lula, fazendo inclusive uma live com ele), foi denunciado por um ex-assessor por “rachadinha”.

Com prints do seu grupo privado de WhatsApp, mostrou-se que o “pedágio” era de 60%!

A ironia: o denunciante se chama Fabrício, xará do mesmo envolvido no caso de Flávio Bolsonaro…

Extraído da Isto É, em: https://istoe.com.br/o-candidato-da-rachadinha/

– A Política é o mais alto grau da Caridade. Acredite!

O Papa Francisco soltou mais uma de suas maravilhosas reflexões, corroborando Pio XI:

A Política é o grau mais alto da Caridade.

Sem dúvida, é! A raiz originária da Política traz o significado de que a sua prática é estar entre as pessoas. Ou seja, “fazer política” é a “arte de se relacionar”.

O problema é que no Brasil a Política tomou outro sentido: o do Poder, da Ganância e da Corrupção. Mudamos o termo para Politicagem e misturamos tudo!

Já imaginaram se os políticos brasileiros fossem integralmente honestos em todas as esferas? Claro, devem existir os corretos, mas são tantos os escândalos de desvios de dinheiro que perdemos o senso e não cremos na lisura das negociações e projetos dos nossos deputados, por exemplo.

Sem dúvida, se a Política fosse vivida em nosso país como lembrada pelo Papa Francisco, teríamos um Brasil mais justo, mais santo, mais rico e mais solidário.

Imagem extraída de: https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2019-11/suharyo-papa-convida-convivencia-catolicos-indonesios-frente.html

– Punições para “inglês” ver.

Sabe aquela “punição de mentirinha”, só para dar satisfação?

Pois bem: o Andradina, que teve um jogo considerado suspeito de manipulação (teve até tentativa de gol contra de calcanhar), foi suspenso preventivamente pela FPF, assim como 4 atletas.

O que irrita é: toda denúncia enviada, curiosamente, tem a pena divulgada logo após o time ter seu campeonato encerrado – e que dura até o início do próximo certame. Ou seja: ele fica suspenso exatamente no período que estará inativo…

Sobre o jogo citado: https://ge.globo.com/sp/tem-esporte/futebol/noticia/2022/06/29/tribunal-suspende-andradina-e-quatro-atletas-por-suspeita-de-manipulacao-de-resultados-em-sp.ghtml

Pin em GINO

Imagem extraída de: https://br.pinterest.com/pin/714242822151289611/

– E prenderam o ex-Ministro da Educação Milton Ribeiro.

Que país é esse… não importa se é Esquerda ou é Direita, corrupto é corrupto e ponto final.

Em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2022/06/pf-mira-ex-ministro-e-pastores-ligados-a-bolsonaro-em-operacao-sobre-verba-do-mec.shtml?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral

EX-MINISTRO E PASTOR LIGADO A BOLSONARO É PRESO EM OPERAÇÃO “BALCÃO DO MEC”.

Milton Ribeiro saiu do governo após suspeitas sobre atuação de pastores na liberação de verbas no Ministério da Educação

A Polícia Federal realiza na manhã desta quarta-feira (22) uma operação contra o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores suspeitos de operar umbalcão de negócios no Ministério da Educação e na liberação de verbas do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Ribeiro e ao menos um dos pastores, Gilmar Santos, já foram presos.

A PF também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços de Ribeiro, de Gilmar e do pastor Arilton Moura —esses dois últimos são ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e apontados como lobistas que atuavam no MEC.

A ação desta quarta-feira foi batizada de Acesso Pago e investiga a prática de “tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos” do FNDE.

Com base em documentos, depoimentos e um relatório da CGU (Controladoria-Geral da União) foi possível mapear indícios de crimes na liberação de verbas do fundo. Ao todo, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e cinco de prisões em Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal.

No mandado de prisão de Ribeiro, o juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal em Brasília, lista os crimes investigados e que podem ter sido cometidos pelo ex-ministro. São eles: corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

O magistrado também determinou que o ex-ministro de Bolsonaro seja transferido para a superintendência da PF no Distrito Federal.

Os dois pastores, Gilmar e Arilton, são peças centrais no escândalo do balcão de negócios do ministério. Como mostrou a Folha, eles negociavam com prefeitos a liberação de recursos federais mesmo sem ter cargo no governo.

Os recursos são do FNDE, órgão ligado ao MEC controlado por políticos do centrão, bloco político que dá sustentação a Bolsonaro desde que ele se viu ameaçado por uma série de pedidos de impeachment e recorreu a esse apoio em troca de cargos e repasses de verbas federais.

O fundo concentra os recursos federais destinados a transferências para municípios.

Prefeitos relataram pedidos de propina, até em ouro.

Em áudio revelado pela Folha, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro disse que priorizava pedidos dos amigos de um dos pastores a pedido de Bolsonaro.

Na gravação, o ministro diz ainda que isso atende a uma solicitação do presidente Bolsonaro e menciona pedidos de apoio que seriam supostamente direcionados para construção de igrejas. A atuação dos pastores junto ao MEC foi revelada anteriormente pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Ribeiro deixou o cargo no fim de março, uma semana após a revelação pela Folha.

Gilmar Santos e Arilton Moura negociavam, ao menos desde janeiro de 2021, a liberação de empenhos para obras de creches, escolas, quadras ou para compra de equipamentos. Os recursos são geridos pelo FNDE, órgão do MEC controlado por políticos do centrão.

Os pastores gozavam de trânsito livre no governo, organizavam viagens do ministro com lideranças do FNDE e intermediavam encontros de prefeitos na própria residência de Ribeiro.

Ambos tinham em um hotel de Brasília uma espécie de QG para negociação de recursos. Ali, recebiam prefeitos, assessores municipais e também integrantes do governo.

Gilmar Santos preside uma entidade chamada Convenção Nacional de Igrejas e Ministros de Assembleias de Deus no Brasil Cristo para Todos, da qual Arilton aparecia como secretário. Os religiosos tinham relação com o presidente Bolsonaro desde antes de intensificar a agenda no MEC.

Em 18 de outubro de 2019, primeiro ano do governo, participaram de evento no Palácio do Planalto com o presidente e ministros. Ambos somaram 45 entradas no Palácio do Planalto. Estiveram outras 127 vezes no MEC e no FNDE.

Ambos negam irregularidades, bem como o ex-ministro e integrantes do FNDE.

Com o centrão no comando, o FNDE virou uma espécie de balcão político, com atuação dos pastores, explosão de empenhos para atender políticos aliados ao governo Bolsonaro, ausência de critérios técnicos e até burla no sistema.

Enquanto o governo atendeu aliados, o MEC travou a liberação de R$ 434 milhões do FNDE a prefeituras de todo o país. Os valores se referem a obras em 1.369 prefeituras, que, embora aptas a receber dinheiro federal, o governo não efetivou as transferências.

O FNDE é controlado por indicações de partidos do centrão. O presidente, Marcelo Lopes da Ponte, era assessor de Ciro Nogueira (PP-PI), atual ministro da Casa Civil de Bolsonaro e um dos líderes do bloco de apoio à atual gestão federal.

As diretorias do fundo também são loteadas. O diretor de Ações Educacionais do FNDE, Garigham Amarante Pinto, por exemplo, é indicação do PL, partido de Bolsonaro, e políticos do centrão sustentam Gabriel Vilar na diretoria de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do fundo.

FolhaJus+

Receba no seu email as notícias sobre o cenário jurídico e conteúdos exclusivos: análise, dicas e eventos; exclusiva para assinantes.

Também com dinheiro do FNDE, o governo destinou R$ 26 milhões para a compra de kits de robótica para escolas de pequenas cidades de Alagoas que sofrem deficiências de infraestrutura básica, como falta de salas de aula, de computadores, de internet e até de água encanada.

Os municípios beneficiados tinham contratos com uma mesma empresa de aliados do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), responsável por controlar em Brasília a distribuição de parte das bilionárias emendas de relator do Orçamento, fonte dos recursos dos kits de robótica.

As denúncias de um “balcão de negócios” no Ministério da Educação entraram na mira de parlamentares, que tentaram instalar uma CPI no Senado. O governo, no entanto, conseguiu melar a criação da comissão.

Quem é quem

Milton Ribeiro
Pastor de uma igreja presbiteriana em Santos (SP), foi o 3º ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro. Chegou ao cargo em julho de 2020 após a demissão de Abraham Weintraub. Sem experiência em políticas públicas, foi escolhido como forma de aceno para a base religiosa que apoia o governo. Saiu do governo em 28 de março de 2022, uma semana após a Folha revelar áudio em que ele fala em priorizar um dos pastores a pedido de Bolsonaro.

Gilmar Santos
Preside, de Goiânia (GO), uma entidade chamada Convenção Nacional de Igrejas e Ministros de Assembleias de Deus no Brasil Cristo para Todos. Ao lado de Arilton Moura, negociava liberação de verbas federais da Educação com prefeitos, mantendo forte interlocução no MEC, FNDE e no Planalto. Santos é pregador com quase quatro décadas de carreira, com bom trânsito em igrejas em várias regiões do país. Ele é tratado como chefe pelo pastor Arilton Moura.

Arilton Moura
É também pastor e aparecia como secretário da convenção nacional presidida por Gilmar Santos, a quem trata como chefe. Ao lado de Gilmar Santos, negociava liberação de verbas federais da Educação com prefeitos, mantendo forte interlocução no MEC, FNDE e no Planalto. Já foi nomeado para um cargo comissionado na liderança do MDB na Câmara dos Deputados e também transitou em gabinetes petistas, como o de Ana Júlia Carepa, que governou o Pará de 2007 a 2011. Também vive em Goiânia (GO), assim como Gilmar.

Milton Ribeiro é preso em Santos

Imagem extraída de: https://www.poder360.com.br/educacao/pf-prende-ex-ministro-milton-ribeiro-em-santos/

– Diferenciando Política e Politicagem.

Conversando com um amigo, falávamos da necessidade de se fazer Política no Brasil.

Sim, Política com P maiúsculo, aquilo que faz bem ao próximo, desinteressadamente. É a chamada “arte de se relacionar”.

Infelizmente, hoje se pratica a “politicagem”, prática corrupta e que acaba com o país!

Portanto, diferenciei a Política da Politicagem, os bons (raros, é verdade) Políticos dos Politiqueiros.

bomba.jpg

– Por quê a Rede Globo é “Globolixo” para Lulistas e Bolsonaristas, mas não foi em outros tempos?

Há 1 ano…

O Chanceler Ernesto Araújo, ontem, em entrevista ao “Morning Show” da Rádio Jovem Pan, quando questionado sobre as ofensas do presidente Bolsonaro contra a imprensa, justificou que são necessárias para mostrar a repulsa do Governo sobre a narrativa que é feita. Generalizou negativamente o papel dos órgãos de informação e manteve o discurso de tentativa de validar “teorias da conspiração”.

Voltei ao tempo! Lembrei-me do Lulopetismo a cada crítica feita contra o corrupto ex-presidente. Na época, no auge do PT (paralelamente ao Mensalão e Petrolão, esquemas muito bem montados de assalto aos cofres públicos), os fanáticos apaixonados de Lula xingavam a Revista Veja, a Folha de São Paulo e a Rede Globo, criando o termo “Globolixo”. Não faz tanto tempo assim para que isso tenha caído no esquecimento.

Hoje, a cada manchete do Jornal Nacional mostrando equívocos de Bolsonaro (especialmente contra a Pandemia), o termo dos fanáticos é… “Globolixo”!

Peraí: a Globo mostrava a verdade contra Lula e servia aos antipetistas. Hoje, inverteu-se a lógica?

Que Brasil pilhado e fanatizado… Memória seletiva?

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

A propósito, achei essa imagem, acima, do Prof Hemerson Pistori (em: https://pistori.weebly.com/blog/globolixo) que representa muito bem tudo isso! Escreveu ele:

GLOBOLIXO???
Não é uma mera coincidência que tanto Lula quanto Bolsonaro insultem ferozmente a imprensa e detestem, particularmente, o meio de comunicação mais influente do país. Líderes populistas e autoritários somente se sustentam com base na mentira, desinformação e manipulação. Contam sempre com um grande grupo de fanáticos que nunca aceitam que nada de negativo seja dito de seus ídolos e se alimentam do ódio e de um falso discurso que divide a sociedade entre os “do bem” e os “do mal”, quando de fato tanto o bem quanto o mal teimam em se espalhar democraticamente por todos os lados.

– As denúncias da CNN contra a CBF.

É tão difícil achar alguém que transmita credibilidade para administrar a CBF?

As denúncias que surgiram nessa manhã contra o presidente Ednaldo Rodrigues, envolvendo ética, favorecimentos e compras de votos, abaixo:

Extraído de: https://www.cnnbrasil.com.br/esporte/presidente-da-cbf-e-acusado-de-favorecimento-de-familiares-e-de-compra-de-votos/

PRESIDENTE DA CBF É ACUSADO DE FAVORECIMENTO DE FAMILIARES E COMPRA DE VOTOS

Ednaldo Rodrigues teria contratado empresa em que a filha atua como executiva de vendas para fornecer kits de higiene durante evento da CBF

Por Marcos Guedes e José Brito, da CNN.

Pouco mais de um mês após ser eleito o novo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues Gomes, enfrenta uma série de denúncias de má gestão, que vão desde a contratação da empresa da filha para fornecimento de produtos de higiene para a CBF, até a nomeação do genro para cargo de direção no futebol brasileiro.

Os atos teriam sido cometidos enquanto Ednaldo era o presidente interino da entidade em substituição ao ex-presidente Rogério Caboclo, afastado após denúncias de assédio sexual e moral. Em 23 de março desse ano, como candidato único, ele foi eleito para mandato que vai até 2026, após ter quase que a totalidade dos votos

A CNN obteve acesso à denúncia enviada ao Conselho de Ética da CBF que narra os supostos atos e que mencionam que durante o período em que Ednaldo foi presidente interino da CBF, a empresa em que a executiva de vendas, Rafaella Galvão Brandt, filha dele, foi contratada para o fornecimento de kits de higiene durante um evento da entidade sobre a conscientização para a prevenção ao câncer de mama.

De acordo com a denúncia, Raffaela postou nas redes sociais fotos dos kits – composto por um hidratante, toalhas, um voucher para um spa e um card de auto exame das mamas – onde era possível visualizar o logo da CBF. A denúncia não menciona valores, mas aponta que a compra fere o código de ética da entidade.

A CBF foi questionada sobre o contrato com a empresa em que a filha do presidente atua e respondeu que a aquisição destes kits cumpriu todas as etapas e verificações previstas na política de governança e conformidade da entidade.

Distribuição de carros às vésperas das eleições
Ainda de acordo com a denúncia, Ednaldo também teria se utilizado de contratos da CBF para presentear presidentes das federações de futebol pelo Brasil para comprar votos para a eleição em que ele foi eleito ao cargo máximo do futebol brasileiro. Um desses contratos foi celebrado com uma montadora de veículos. O documento narra que diversos carros que faziam parte desse contrato com a CBF foram enviados para dirigentes às vésperas das eleições.

Sobre esse fato, a CBF informou que desconhece qualquer uso político e que “desde o início do contrato de patrocínio assinado entre a CBF e a Fiat, em 2019, a contrapartida recebida em veículos é distribuída anualmente aos integrantes da estrutura do futebol brasileiro, sejam clubes, federações, profissionais da arbitragem, vencedores do Prêmio Brasileirão e, inclusive, unidades são sorteadas entre funcionários da entidade ao final do ano”, em nota.

Outros negócios
Durante o mandato interino, Ednaldo também fez outros negócios em família e já no final do ano passado, teria nomeado o genro, Gabriel Brandt, para ser um dos representantes da CBF junto à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Desde então, Brandt ocupa o cargo de delegado de futebol e recebe, além dos pagamentos por partida em que atua, verbas para hospedagem, alimentação e deslocamento. 

A CBF, por sua vez, informou que mesmo sem ser funcionário da entidade, Brandt já prestava serviços desde 2013 em outros cargos e que a indicação dele para atuar em jogos da Conmebol aconteceu antes da posse do atual presidente da CBF, ocorrida em 25 de agosto de 2021. Reconduzido ao cargo depois da posse do sogro, ele comunicou à Conmebol que era genro do presidente, que respondeu que não havia conflito de interesses. Veja a íntegra da nota abaixo.

E-mail da Conmebol/ reprodução

A denúncia também aponta que Ednaldo teria aceitado uma oferta de um contrato que teria acarretado no prejuízo R$ 4 milhões aos cofres da entidade. Isso porque, de acordo com os documentos, a licença para comercialização de placas publicitárias da Supercopa do Brasil 2022 foi negociada por R$ 2 milhões em substituição a um acordo que teria acontecido anteriormente e que previa o pagamento de R$ 6 milhões. Para esconder o esquema, o contrato teria sido assinado em data retroativa.

A CBF informou por nota que o contrato de publicidade estática relativo à Supercopa do Brasil 2022 foi assinado pelas partes em 17 de dezembro de 2021 e que em 5 de janeiro de 2022, uma segunda proposta, englobando uma série de propriedades comerciais adicionais da Supercopa foi recebida pela Diretoria Financeira.

“Ainda que o valor apresentado pela empresa interessada fosse maior, a venda dos direitos anteriormente firmada impossibilitou o andamento da negociação para esta temporada, conforme parecer informativo da referida Comissão à Presidência da entidade”, finaliza.

Ednaldo Rodrigues Gomes assume a CBF, instituição que administra o futebol brasileiro, porém que segue com manchas de corrupção ao longo dos anos. Desde 2012, quando Ricardo Teixeira renunciou ao cargo de presidente da CBF por suspeitas de corrupção, nenhum dos outros sucessores – José Maria Marin, que acabou preso em 2015,  Marco Polo Del Nero, banido pela Fifa em 2018 e Rogério Caboclo, suspenso do cargo, terminou o mandato.

A CNN procurou Ednaldo, via CBF, para comentar sobre a denúncia no conselho de ética e para uma entrevista, mas a entidade informou que desconhece a tramitação de tal denúncia e que a “comissão de ética é um órgão independente e tem seu próprio sistema de funcionamento”.

Rafaella Brandt também foi procurada, mas não atendeu às ligações da reportagem e não respondeu às mensagens enviadas via aplicativo.

Gabriel Brandt também foi procurado por meio dos contatos declarados nos documentos da Conmebol, mas não retornou à reportagem.

Nota completa da CBF sobre indicação de Gabriel Brandt
“O Sr. Gabriel Brandt nunca foi funcionário da CBF e, assim como outros profissionais de todo o país, exerce a função de Supervisor de Imprensa em jogos de competições regionais, nacionais e internacionais desde 2013, tendo iniciado suas atividades na Copa das Confederações organizada pela FIFA no Brasil. No ano seguinte, atuou como oficial em jogos na Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. Na ocasião, não tinha qualquer vínculo com o atual presidente em exercício da CBF.
Sua indicação para atuar em jogos da Conmebol ocorreu em 15 janeiro de 2021, conforme ofício da Secretaria Geral da CBF número 137/2021, sendo este período anterior à posse do atual presidente da CBF, ocorrida em 25 de agosto de 2021. Essa indicação obedeceu integralmente aos critérios técnicos e de governança e conformidade estabelecidos pela entidade sul-americana, a qual o Sr. Gabriel Brandt reportou todas as informações.
No momento da recondução em dezembro de 2021, o próprio Gabriel Brandt, na apresentação da documentação solicitada, informou que era genro do presidente interino da CBF. A CBF, através da Diretoria de Governança e Conformidade, encaminhou em 07 de dezembro de 2021 uma consulta formal sobre o tema à Directoria de Ética y Cumplimiento da CONMEBOL, tendo recebido confirmação expressa de que não há conflito, conforme documento recebido em 09 de dezembro 2021.”, diz em nota.

Ednaldo Rodrigues, novo presidente da CBF
Lucas Figueiredo/CBF

– Marco Polo Del Nero banido do Futebol?

Há 4 anos…

A FIFA baniu por corrupção e por diversos outros motivos, segundo o seu comunicado, o presidente da CBF Marco Polo Del Nero.

É para se aplaudir, mas…

Quem disse que ele será preso?

Quem disse que ele pagará a multa que está sendo imposta a ele?

Na “maciota”, na surdina ou na sombra, continuará mandando no futebol brasileiro, pois, afinal, os omissos clubes de futebol assim permitem. Ou acham que Rogério Cabloco, eleito presidente da entidade a pedido do próprio Marco Polo, é o cara quem dará as cartas?

E ainda, há bem pouco tempo, existia gente puxando o saco dele, tirando foto, lambendo o **** do mandatário. Ridículo! 

Indefensável. Pena que a cartolagem nada fará.

Resultado de imagem para marco Polo Del nero

Imagem: divulgação Internet (quem souber a autoria, favor indicar para a citação).

– Explique logo, Bolsonaro, e acabe com as críticas sobre o Viagra (ou não).

Essa história do Exército gastar nosso dinheiro para comprar Viagra e Prótese Peniana é uma vergonha! Quais as justificativas?

Se o presidente Bolsonaro e seus militantes insistem que ele não pode ser responsabilizado, que venha a público e cobre as explicações dos responsáveis. Ou fará como Lula “cansou de fazer” a cada escândalo do Mensalão e Petróleo, dizendo: “eu não sabia”?

A minha geração não esquece das desculpas esfarrapadas do ex-presidente petista quanto seus pares estavam enrolados. Estamos repetindo o filme agora?

Foto: Adriano Machado / Reuters, extraída do UOL.

– E o Milton Ribeiro caiu…

Uma semana depois do vazamento dos áudios, Milton Ribeiro, o Ministro da Educação, caiu.

Demorou muito, não?

Falamos sobre essa coisa inadmissível em: https://professorrafaelporcari.com/2022/03/27/e-o-ministro-milton-ribeiro-vai-cair-ou-nao/

MEC: Cármen Lúcia autoriza inquérito para investigar Milton Ribeiro

Imagem extraída de: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2022/03/24/carmen-lucia-autoriza-inquerito-investigar-milton-ribeiro.htm, Crédito da Foto: Luis Fortes/MEC

– E o Ministro Milton Ribeiro, vai cair ou não?

Olha, “a corda vai arrebentar” para o Ministro da Educação, Milton Ribeiroa pressão pelos áudios vazados é grande e não é fácil ele se defender.

Primeiro, ele é acusado de privilegiar pastores amigos para liberar verbas.

Segundo, pastores não-amigos denunciam que sempre tem negativas dele.

Terceiro, seu amigo Pastor Gilmar é acusado de pedidos de propina por toda parte (até 1 kg em Ouro num caso do Pará).

O que o presidente Bolsonaro está esperando?

Uma reportagem sobre isso em: https://educacao.uol.com.br/noticias/2022/03/25/prefeito-kelton-pinheiro-uol-news.htm

MEC: Cármen Lúcia autoriza inquérito para investigar Milton Ribeiro

Imagem extraída de: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2022/03/24/carmen-lucia-autoriza-inquerito-investigar-milton-ribeiro.htm, Crédito da Foto: Luis Fortes/MEC

– Lula e Alckmin mostram: todos farinha do mesmo saco…

Eu não me iludo com político! Nem Dória, nem Bolsonaro, Ciro, Moro, etc e etcetera.

Mas cá entre nós: é vergonhoso tudo o que foi dito pelos petistas para Geraldo Alckmin, quando ele foi governador, e tão constrangedor o que Alckmin já disse de Lula… Agora, juntos para a presidência.

  • E tem quem ame e brigue por esses caras?

Tenha dó. Ou é hipocrisia dos candidatos ou é o desejo ardente pelo poder, que encobre as indiferenças.

Chapa Lula-Alckmin lembra a aliança das Diretas Já - CartaCapital

Foto: Ricardo Stuckert, extraída de: https://www.cartacapital.com.br/blogs/fora-da-politica/chapa-lula-alckmin-lembra-a-alianca-das-diretas-ja/

– E a grana da Petrobras?

Assisti o Podcast Inteligência Ltda do Rogério Vilella, que entrevistou o ex-juiz Sérgio Moro. Nesta oportunidade, ele mostrou o quanto saquearam a Petrobras!

De dinheiro desviado na gestão do PT, a Operação Lava Jato recuperou R$ 6 bilhões! É um número concreto de assalto!

Quer mais?

A refinaria de Abreu e Lima, que custaria R$ 3,5 bi, custou R$ 15 bilhões, sendo que só consegue trabalhar com a metade da capacidade desejada…

Dizer o que? Naquele período, “meteram a mão tudo”. Hoje, vende-se a gasolina a R$ 8,00 para maximizar o lucro. Estamos perdidos!

Assista em: https://youtu.be/1rj2fbcLnuo

– Vão prender o Sheik?

Extraído de Jovem Pan Esportes no Twitter:

VAI SER PRESO? 🔴🔵

O Ministério Público da Justiça da Suíça pediu 28 meses de prisão efetiva para o presidente do Paris Saint-Germain e da companhia beIN Media, Nasser Al-Khelaifi, no julgamento dentro do contexto do “FifaGate”

🗞️Créditos: GE

Imagem

– No fundo, são farinha do mesmo saco…

Se o Renan Calheiros elogiou o fim da Operação Lava Jato, um marco contra a corrupção, era porque a mesma realmente tinha suas qualidades.

Aliás, petistas corruptos (e de outros partidos) só foram presos por conta dela. Bolsonaro festejou o fim dela também. E agora Renan

O que dizer?

Viva a Lava Jato! Se eles são contrários, é porque devemos aplaudi-la.

– Não sobra um político confiável!

Lula com o Mensalão e Petrolão, Bolsonaro com as Rachadinhas e Incompetência na Gestão da Pandemia, e Dória com sua Vaidade e sua Enlouquência: confiar em quem?

Leia essa notícia, da Record News:

PF vê superfaturamento de R$ 63 milhões em compra de respiradores feita pelo governo Doria
A operação iniciada nesta terça investiga a aquisição de 1.280 ventiladores pulmonares por US$ 44 milhões em abril de 2020, início da pandemia. O governo de São Paulo usou como intermediária a companhia americana (com sócios brasileiros) Hichens Harrison, que negociou com uma fabricante chinesa. A Polícia Federal cumpriu sete mandados de busca e apreensão para descobrir “por que foi contratada essa empresa, a preços tão altos, sob qual critério e por que o contratante não fechou diretamente com o fabricante”. O negócio aconteceu sem licitação, após decreto de estado de calamidade. O governo de João Doria disse, em nota, que ‘a compra foi fundamental para salvar vidas em um momento de inércia do Governo Federal e alta procura no mercado internacional'”.
Mais claro, impossível. Se estamos desesperados para que apareça um nome que orbite fora do espectro lulo-bolsonarista, o governador paulista certamente não o é
Médicos reavaliam uso de respiradores mecânicos | Coronavírus | G1