– A certeza da impunidade expressada por Ricardo Teixeira!

À Folha de São Paulo de hoje, o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira descartou fazer um acordo de delação premiada com o FBI e declarou o seguinte:

Não existe esse acordo. Tem lugar mais seguro que o Brasil? Qual é o lugar? Vou fugir de quê, se aqui não sou acusado de nada? Você sabe que tudo que me acusam no exterior não é crime no Brasil. Não estou dizendo se fiz ou não.”

Taí. A sensação de impunidade que emana do povo se transforma em certeza de liberdade aos acusados.

Será que Marco Polo Del Nero e outros cartolas do futebol que não saem do Brasil comungam do mesmo pensamento do Dr Ricardo?

Aliás, o que será que cochichavam nesta foto mais antiga postada?

bomba.jpg

– O destaque negativo da última rodada foi Lucas Fonseca no Bahia 0x1 Flamengo

Viram o lance duplo de picaretagem do atleta Lucas Fonseca, no jogo da Fonte Nova pela Rodada 10 do Brasileirão 2017?

Lucas Fonseca (BAH) dá um pulo para antecipar a bola e na sequência dá um bico nela. Na queda, o jogador do Baêa atinge propositalmente seu adversário Guerrero (FLA). O atleta do Mengão, revoltado, protesta contra ele com os braços, que pela distância não o atinge. Mas não é que Lucas Fonseca simula grosseiramente ter sido atingido, apesar de estar longe?

Teria Guerrero poderes sobrenaturais?

Veja só que pastelão no vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=lbM7Fvz_a9M

Obs: O relato da súmula foi perfeito do árbitro Igor Junio Benevenuto, bem como a expulsão de Lucas Fonseca e a advertência a Guerrero: 

“Golpear ou tentar golpear um adversário com uso de força excessiva fora da disputa da bola – Por atingir com um chute na coxa o seu adversario de n.09 sr. Jose Paolo Guerreiro Gonzales da equipe do C.R. Flamengo na disputa da bola. Informo que o mesmo já havia sido advertido anteriormente por contestar contra as decisões da arbitragem. (segundo cartao amarelo).”

Só faltou um outro cartão amarelo a Lucas pela péssima interpretação de simulação, logicamente irônico e impossível de se aplicar, pois o atleta já fizera por merecer a expulsão.

 

– Levir e Luxemburgo são atuais?

No sábado tivemos a vitória do Sport Recife em cima do Santos na Vila Belmiro. E duas coisas precisam ser discutidas:

  • Levir Culpi, de boas entrevistas, é um treinador atualizado? Ou está no Peixe por ser um “reformador de elencos” que barra estrelas, reconhecidamente?
  • Vanderlei Luxemburgo, outrora estrategista e de currículo vencedor, é um técnico que conhece o que há de mais novo mundo afora? Ou está no Leão por ser um “cara de nome”, que chama os holofotes para si?

Não desdenho de nenhum dos dois nomes (respeito-os muito), apenas questiono: eles têm estudado? Eles estão a par de tudo o que há de mais moderno? Estão em boa fase?

Vale refletir… eles estão “configurados” ao futebol moderno?

– Diego Souza: vale tudo isso?

O bom jogador Diego Souza está sendo namorado pelo Palmeiras. Para voltar ao time no qual já jogou, o Sport pediu 15 milhões de reais pelos seus direitos federativos. Até aí, normal: é uma negociação cara (embora, sejamos justos: não é um craque na acepção da palavra, mas sim um atleta muito bom).

O detalhe é: diz-se que no Sport ele recebe R$ 450 mil, e no Palmeiras ganharia R$ 800 mil!

Cá entre nós: não é muito dinheiro? Quanto receberiam Zico, Rivelino, Tostão, e outros atletas no auge, se fossem jogadores hoje?

bomba.jpg

– Roger e a Filha deficiente visual: quanta emoção!

Que coisa sensacional: Luís Roberto, narrador da Globo, presenteou a filha do Roger (Botafogo-RJ) com um quadro 3D contando a história do gol para que a menina, que é cega de nascença, “enxergasse com o dedo“.

Vale todos os elogios! Incrível. 

Assista em: https://www.youtube.com/watch?v=KAaBL44D59E

– Os clubes estão ficando menores que os atletas?

Vi e achei que rende uma boa discussão: alguns clubes de futebol estão perdendo torcedores para admiradores de atletas?

Tudo pelos negócios através do marketing: assim como os clubes têm escudo, jogadores de ponta tem logomarcas!

Veja e reflita: será que os atletas não estão (ou um dia estarão) suplantando os times de futebol (por mais paradoxo que isso possa parecer) através de seus fãs?

Olha alguns exemplos de logos reconhecidas:

– Cristiano Ronaldo ou Eusébio?

Sempre me questionei se o atacante Cristiano Ronaldo havia superado o Pantera Negra Eusébio, maior ídolo esportivo de Portugal.

Não pude ver Eusébio jogar, só alguns vídeos, mas ele era um “quase Pelé” no esquadrão do Benfica.

Eis que hoje fui avisado por quem viu os dois em campo (e jogou contra Eusébio): TOSTÃO! Aliás, Tostão é quem melhor analisa e escreve sobre futebol hoje, em minha modesta opinião. E o tricampeão do mundo disse na Rádio Bandeirantes à Cláudio Zaidan e Bernardo Ramos: “ambos são gênios, mas Cristiano Ronaldo é mais completo, pois faz gol de todo jeito”.

Questionado ainda sobre Messi, ele complementou: “Messi é mais clássico, prefiro ver ele jogar, mas Cristiano Ronaldo é mais fazedor de gol, finaliza muito mais. Mas tenho o Messi como melhor”.

Não vou discutir!

bomba.jpg

– Somente coincidência a permissão de 6 mudanças na Libertadores?

Talvez seja apenas uma coincidência. Mas a Conmebol permitirá a troca de 6 jogadores para a próxima fase da Libertadores da América.

O curioso é: justo agora que o River Plate foi pego com dois atletas no Dopping?

É claro que o número alto de mudanças será justificado pelo fato de que o torneio é mais comprido e a janela internacional desmontará muitas equipes. Mas sabendo do histórico da entidade… Olhos abertos!

bomba.jpg

– Os Clubes da Libertadores NÃO querem o VAR na competição!

Leram a Coluna “De Prima” do Jornal Lance de hoje?

As equipes brasileiras que estão classificadas para a próxima fase da Libertadores da América não querem a utilização do árbitro de vídeo na competição.

Motivo?

Eles crêem que o tempo de treinamento para os árbitros que trabalharão com esse equipamento é insuficiente para o bom uso.

Em tempo: o árbitro brasileiro que mais tem trabalhado na Libertadores é Wilton Pereira Sampaio (que apitará Grêmio x Corinthians no próximo domingo). Já Sandro Meira Ricci é o brasileiro que tem atuado como VAR pela FIFA na Copa das Confederações. Esses dois juízes seriam utilizados pela Conmebol para a função de vídeo-árbitro na Libertadores, se for mantida a ideia da Conmebol.

Me preocupa o seguinte: Juan Antonio Pizzi, treinador da Seleção Chilena, disse em um dos jogos da Copa das Confederações neste ano: “o grande problema do árbitro de vídeo é a cultura”, ao falar sobre as reclamações de determinados selecionados e a passividade de outras equipes.

Imaginaram em alguma das “Arenas Havaianas” (em referência aos estádios ruins e aos chinelos arremessados pelos torcedores selvagens de alguns clubes sulamericanos) quando o jogo ficar parado e a decisão for pró-clube visitante?

E você, o que acha: deve-se utilizar o VAR nas próximas fases da Libertadores ou não?

A propósito, Gianni Infantino, presidente da FIFA, está feliz com o vídeo-árbitro e tem embaixo dos braços um “pacotão de mudanças da regra a ser estudado”. Clique aqui para conhecê-las (será um novo esporte?), em: http://wp.me/p55Mu0-1vC

bomba.jpg

– Onde tantos estrangeiros terão vaga no SPFC?

No Brasil, entre titulares e reservas, uma equipe pode relacionar no máximo 5 jogadores estrangeiros (antes, quando eles não tinham “invadido o Brasil”, o limite era de 2 e ninguém dava bola para isso).

Reparo que o São Paulo Futebol Clube tem em seu atual elenco 6 jogadores: Diego Lugano, Cueva, Arboleda, Jonatan Gómez, Buffarini e Lucas Pratto (e supostamente teria interesse em um 7o estrangeiro: Calleri).

Quem serão os dois que “sobrariam”, já que na lista dos 5 estarão incluídos os que estão entre os titulares e reservas na súmula do jogo?

bomba.jpg

– 12 anos que o Paulista FC conquistou a Copa do Brasil

Data Inesquecível: rememore a reportagem da Rede Globo sobre a conquista do Paulista frente o Fluminense pela Copa do Brasil 2005 (12 jogos ao total, contra 6 adversários da A1).

(Infelizmente, o time caiu para a 4a divisão estadual e aguarda calendário até Abril de 2018!)

Em: https://www.youtube.com/watch?v=clNpqeMiy40

– Mil Gozito, a paródia de Depacito (por Túlio Maravilha)!

Sensacional! O irreverente Túlio Maravilha lançou a música “Mil Gozito”, fazendo a alusão à canção Despacito e com uma letra extremamente engraçada.

Veja que figuraça, em: https://www.youtube.com/watch?v=lpKVtMbnoLU

– A Polêmica de Leandro Donizete: falta de profissionalismo?

Leandro Donizete chiou no Santos FC por não ser titular. O jogador, que não se firmou titular, ao saber que continuaria como reserva com Levir Culpi se recusou a participar do próximo jogo do Peixe.

Peraí: o cara ganha R$ 300 mil / mês e faz “mole” para ficar no banco?

Primeiro: tem que ganhar a vaga dentro de campo (independente de salário). Segundo: há de ser profissional…

Ô dinheiro mal gasto do Santos, não?

bomba.jpg

– Eu estava dando crédito a Luxemburgo…

Nos anos 90, Vanderlei Luxemburgo era incontestável estrategista. No começo dos anos 2000, trabalhei algumas vezes em jogos com ele na função de 4o árbitro e fiquei impressionado como ele falava com os boleiros e mudava o jogo.

Dando sempre valor a quem venceu e tem experiência, queria crer (para o bem do futebol) que o Luxa não estivesse ultrapassado ou que não era verdade a história de que só sabia trabalhar com jogadores estrelas. Ledo engano…

Não bastasse os problemas extracampo (cassinos, polêmicas com empresários e declarações estapafúrdias – como a de que Guardiola seria somente “marketing” e que ele, Vanderlei, não precisa mais aprender nada no futebol), há pouco disse que entraria na Política. Ato contínuo, assumiu o Sport-PE e não consegue bons resultados.

Será que é hora de admitir: Luxemburgo FOI um grande treinador de futebol no passado?

bomba.jpg

– As Futuras Mudanças das Regras do Futebol em Discussão!

Estamos vendo muita confusão com pequenas mas significativas mudanças nas regras e orientações no futebol, como, por exemplo, a questão do impedimento (precisa-se de “bula” para as novas interpretações).

Mas se você acha isso “radical demais”, saiba: a International Board redigiu uma proposta de estudos para a alteração profunda do futebol chamado de “Play Fair, em alusão à expressão Fair Play, dividindo as mudanças em “viáveis a curto, médio e longo prazo”. Com isso, se deseja que o futebol alcance a melhora de 3 pontos:

  1. respeito do comportamento do jogador,
  2. aumento do tempo de bola rolando e
  3. a legitimação dos resultados (fim dos erros de arbitragem).

O documento original, em inglês, pode ser acessado no PDF que segue: http://www.play-fair.com/data/Strategy_Paper_EN_150dpi_Doppelseiten.pdf (ops: o arquivo é bem pesado, tenha acesso a uma boa conexão para acessá-lo).

Algumas das propostas são:

– Faltas, escanteios e tiros de meta poderiam ser cobrados para o próprio jogador (não precisará que outro atleta toque a bola, pode sair jogando sozinho),

– Aplicação de Cartões Amarelos e Vermelhos para os membros de Comissão Técnica (quantos treinadores levariam amarelo no Brasileirão, não?),

Acabar com o rebote do pênalti. Se a bola não entrar no gol, reinicia-se o jogo com tiro de meta.

– Só se poderá encerrar o 1o e o 2o tempo com a bola parada, nunca com a bola rolando,

– A mudança do tempo de jogo para 2 tempos de 30 minutos, com o árbitro paralisando o seu cronômetro a cada interrupção, sendo que os torcedores acompanhariam o relógio do juiz através de cronômetros no estádio (o relógio do tempo de jogo voltará!).

Cobranças de pênalti alternadas (bate o time X, depois duas vezes o Y, depois se faz a repetição ao inverso).

E aí, o que acham das idéias? Teriam mais algumas?

bomba.jpg