– Caipiras tão bonitos…

E essa foto do “parzinho” de festa junina da minha filhotinha? Esses dois não parecem “mini-adultos”?

Que fase maravilhosa da vida… e que delícia essa época de festejos caipiras.

– Festa Junina sem Santos? Uma novidade…

Parece exagero, mas não é. São João e outros santos católicos das festas além das joaninas – sejam em épocas juninas ou julinas – são retirados das menções por conta de coerência religiosa a quem não confessa a mesma fé.

Diferente! Extraído de:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/06/23/festa-sem-joao-evangelica-adapta-a-junina-com-musica-gospel-e-crentao-sem-alcool.htm

FESTA “SEM JOÃO” EVANGÉLICA ADAPTA A JUNINA COM MÚSICA GOSPEL E “CRENTÃO” SEM ÁLCOOL

Santo Antonio, São João e São Pedro. As festas juninas estão entre as celebrações mais populares do país, mas contêm o elemento religioso, do catolicismo, que costumava afastar evangélicos das comemorações.

Há ainda elementos de festa pagã –os cultos solares, que já aconteciam na Antiguidade nos dias de solstício de verão no hemisfério Norte– e sincretismos religiosos –é o início do ano agrícola para os indígenas brasileiros, que cultivavam o milho, um dos principais integrantes da mesa junina– abominados pelas igrejas evangélicas.

O fim dessa resistência, no entanto, foi ensaiado e já é praticado em comunidades evangélicas do Nordeste ao Sul, sem no entanto elementos que remetam ao que os adeptos desaprovam.

As fogueiras, por exemplo, nem sempre são acesas. Os santos não existem (a Festa de São João virou a de “Sem João, com Cristo”) e as bebidas não incluem álcool. O quentão (cachaça fervida com gengibre) virou o “crentão” (algum suco fervido com gengibre). Há até o vinho crente, feito com suco de uva.

“O crentão é um quentão sem álcool. Não tem mastro, não tem fogueira. Alguns pastores, que são muito radicais, acham que tudo o que não é evangélico é errado. Mas aproveitamos uma festa boa e tiramos aquilo que pode ter erro e fazemos a festa apenas para a congregação”, afirma o pastor Cristiano Mendes, 34, da Congregação Luterana São Paulo, de Curitiba.

Segundo o pastor, a ideia é apenas ter a caracterização caipira e as comidas. Foi criada a pedido do movimento jovem da igreja para arrecadar fundos para os departamentos de jovens, atrair vizinhos e ter o seu lucro.

“A festa junina é uma tradição brasileira. Não é só da Igreja Católica. É feito na igreja, mas sem conotação cristã. Acontece o culto jovem e depois é a confraternização. A gente ia mudar o nome para festa caipira. É uma oportunidade de confraternização, sem estar ligado aos santos. Falam em festa de são João, mas não são para o santo em si”, afirma o pastor Cristiano. “Acredito que possa ter [algo pagão], mas nunca fui em uma que tenha tido. É só uma cópia do que acontece no Nordeste.”

Alguns pastores, que são muito radicais, acham que tudo o que não é evangélico é errado. Mas aproveitamos uma festa boa e tiramos aquilo que pode ter erro

Cristiano Mendes, pastor da Congregação Luterana São Paulo, de Curitiba

Em São Bernardo do Campo (SP), a Bola de Neve Church fará no sábado (24) a Festa do Crentão. No ano passado, o evento reuniu 1.400 pessoas, segundo a organização. O tema de 2017 é bem distante do universo junino: Bollywood, o polo cinematográfico indiano, inspirado na Hollywood norte-americana.

“Amendoim, no máximo”

Em Itamotinga, no interior da Bahia, a festa do Sem João surgiu como alternativa aos retiros realizados nesta época do ano. “A maioria das igrejas saem em retiro espiritual, mas a nossa nunca saiu”, afirma Andressa Caldas, 23, líder do grupo de louvor da Igreja Batista da cidade. “É um encontro com jovens. Ninguém leva roupa caipira; é uma reunião, um encontro. A gente faz oficina para meninos e meninas, as dinâmicas, um período de louvor, tem outros jovens. A comida típica que a gente come é amendoim, no máximo. Tomamos apenas refrigerante”, diz.

Ela cita uma passagem da “Bíblia” para expor sua contrariedade às festas tradicionais de São João. “Em uma passagem, a filha de Herodes [Salomé] pede a cabeça de João Batista. E muitos gritam [quando veem a cabeça decapitada]: ‘Viva são João’. João é um grande homem de Deus, e a gente não comemora. Por isso tiram a cabeça dele e falam isso”, diz. Os três livros bíblicos que citam a decapitação de João (de Mateus, Marcos e Lucas), no entanto, não têm essa menção.

Diácono da Igreja Presbiteriana do Brasil em Funcionário IV, em João Pessoa (PB), Diego Monteiro Pacheco é um dos organizadores do “Sem João, Com Cristo” da igreja, que será realizado no dia 1º de julho. “Não comemoramos, só aproveitamos a data para ficarmos em comunhão, palavra e oração. A nossa maior preocupação é quanto a nossos jovens não se sentirem atraídos pelos festejos pagãos e acabarem indo para outra comemoração além da igreja. Por isso alugamos um local, onde possamos ficar um pouco distante dos festejos, e lá glorificar a Deus”, diz.

Na igreja na capital paraibana, Monteiro diz que há alguns limites, relacionados a alguns hábitos da festa tradicional. “Não vemos mal algum em comer comida de milho e usar camisa quadriculada. Isso é de cada pessoa. Mas não fazemos nada que engrandeça outros significados. A quadrilha, ela tem um significado pagão forte, e nossa intenção não é trazer isso à tona, e sim glorificar a Deus.”

Na Bola de Neve Church da capital paranaense, a festa ainda não aderiu ao nome “Sem João, com Cristo”. “Rola músicas cristãs no ritmo de festa junina, oração… Enfim, é uma comunhão só que a caráter. Sempre convidamos pessoas que não são pessoas evangélicas. Às vezes, tem quadrilha. E tem o nosso crentão, com suco. É bom, sim”, diz Ana Paula de Oliveira, 33.

Tem quadrilha? Às vezes…

As danças de quadrilha, quando existem, são com o forró da banda gospel Shallom. “Festa de crente oferece comida, festa do mundo oferece cachaça; festa de crente termina com alegria, festa do mundo quando acaba é sem graça; festa de crente tem hora pra terminar, festa do mundo só termina quando há faca”, diz a letra de “Incompatibilidade”, sucesso nos arraiais adaptados “É uma música polêmica, porque trata de forma descontraída [das diferenças entre as festas]. A gente costuma abrir alguns eventos [com ela]. É um tanto diferente, a gente trata o assunto que, para nós, é uma verdade: o cara toma bebida alcoólica, e aí acontece um acidente”, afirma o proprietário da banda, Sandro Sacramento.

Segundo o músico, os convites para as festas de Sem João, com Cristo vêm acontecendo com frequência de cinco anos para cá. “É mais como uma estratégia no segmento evangélico”, diz. “Neste mês de junho, muitos jovens não têm outra atividade e se desviaram da religião nesse período: se sentiram tentados por uma festa junina, tomaram um gole de cerveja e foram atraídos pelo ritmo. E a gente quer mostrar que o forró não está restrito ao segmento secular, que a palavra de Deus pode estar inserida. É se reunir, ouvir um pé de serra com a família, botar os brinquedos com as crianças.”

Festa de crente oferece comida, festa do mundo oferece cachaça; festa de crente termina com alegria, festa do mundo quando acaba é sem graça; festa de crente tem hora pra terminar, festa do mundo só termina quando há faca [continua no link acima].

barraca-de-sem-joao-com-cristo-oferece-crentao-e-vinho-crente-para-os-frequentadores-1498151600970_300x420

Imagem extraída do link acima.

– Tenha o hábito de romper hábitos para melhorar o aprendizado!

A dificuldade de aprendizado é um grande problema para muitas pessoas. E para você?

Talvez a questão seja simples: apenas mudar o hábito!

Compartilho ótimo texto, extraído de Época Negócios, ed Janeiro, pg 90

TENHA O HÁBITO DE ROMPER HÁBITOS

O cérebro precisa de situações variadas para entender e lembrar

por Márcio Ferrari

Seguir horários fixos, fazer os mesmos itinerários, ter uma mesa de trabalho, comer nas horas certas e curtir os amigos de sempre pode dar conforto. Mas, segundo Benedict Carey, reporter de ciência do The New York Times e autor do recém-lançado “Como Aprendemos”, a rotina limita a habilidade cerebral de desenvolver conhecimentos e habilidades.

Como é impraticável jogar tudo para o alto e viver cada dia de um modo diferente, Carey sugere que estejamos atentos para variar hábitos – como mudar o caminho de casa para o trabalho de quando em quando – e para isso, três regras:

1) Dividir o tempo de aprendizado em dois – Em vez de estudar duas horas hoje, melhor estudar uma hora hoje e uma amanhã – a capacidade de lembrar das informações dobra, diz. A ideia por trás disso é que o cérebro só retém o que parece útil. Se voltarmos ao tema de ontem, é sinal de que não queremos que aquele conhecimento fique “trancado” na mente.

2) Mudar o ambiente de trabalho – Levar o material de leitura ou estudo para a mesa de um café, por exemplo, fará o cérebro “acordar” de novo para o aprendizado

3) Distrair-se quando houver um bloqueio de entendimento – Em geral, o bloqueio acontece porque o cérebro está insistindo na tecla errada. É melhor parar e começar de novo mais tarde.

bomba.jpg

Imagem extraída da Web

– Machado de Assis, eterno!

E hoje se comemora o 182o ano do nascimento de Machado de Assis.

Disse ele: 

“Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouca importa; o essencial é que saiba amar”.

Teria sido ele o maior escritor do Brasil? Será que as gerações futuras discutirão isso ou outros gênios surgirão? Há aqueles que dizem que Paulo Coelho o superará/superou… não concordo.

1.jpg

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida. Quem conhecer o autor, informar para crédito na postagem.

– Hoje é dia de Portugal. Viva Camões!

Celebra-se hoje o dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas. Motivo? São dois:

1) É o dia de falecimento do poeta Luís de Camões, que propagou mundo afora a língua que falamos.

2) Também é dia do Santo Anjo da Guarda de Portugal, protetor da nação lusitana.

Sendo assim, dia 10 de Junho é feriado na nossa Pátria-Mãe. E o mais curioso é: quando Portugal viveu a ditadura, era o Feriado do “Dia da Raça”. Em tempos politicamente corretos, tal título não seria adequado…

Ainda: com tantos assassinatos à língua portuguesa, como a criação de demagogos verbetes e termos (“Presidenta” me dói…), vale um dos poemas de Camões:

Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói, e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;

É um andar solitário entre a gente;

É nunca contentar-se de contente;

É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;

É servir a quem vence, o vencedor;

É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor

Nos corações humanos amizade,

Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Qualidade indiscutível!

Luís de Camões | Caricatura (com imagens) | Luis de camoes ...

 

– Bailão na Ermida!

Que relíquia!

Minha Ermida querida, na Zona Rural de Jundiaí, onde meu padrinho “Mirtão Barroca” promovia seus bailes para ajudar a comunidade…

Um convite de 50 anos (reparem no vocabulário da época):

Imagem

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida (quem souber a origem, informar para o crédito).

– O cardápio do Estádio Nacional para Brasil x Japão.

O jornalista Danilo Lavieri está na Ásia cobrindo a Seleção Brasileira, que enfrentará o Japão nesta 2a feira cedo.

Uma curiosidade: o cardápio do Estádio Nacional, postado por ele. Veja só, abaixo, e escolha sua guloseima (eu prefiro amendoim daqui do Brasil…):

– Multas para pedestres que usam telefone celular enquanto caminham!

Ôpa: multa para quem atravessar a rua com celular?

Calma, é lá na Califórnia… e foi uma ideia de anos atrás.

Mas e se fosse aqui no Brasil?

Extraído de: https://t.co/uP22jhYZJA

CIDADE NA CALIFÓRNIA VAI MULTAR QUEM ATRAVESSAR RUA TECLANDO OU FALANDO AO CELULAR

Multa, que começa a ser cobrada em agosto, pode chegar a R$ 1.622.

Uma cidade da Califórnia, nos EUA, proibiu os cidadãos de teclarem enquanto atravessam a rua.

A cidade de Montclair informou que a proibição está valendo desde 3 de janeiro.

Também fica proibido falar ao celular ou usar fones de ouvido durante a travessia.

O administrador Edward Starr disse que copiou a lei de uma semelhante aprovada ano passado em Honolulu, Havaí.

Por enquanto, quem desobedecer a lei levará apenas uma advertência, mas a partir de agosto haverá multas: US$ 100 (R$ 324) para a primeira vez, US$ 200 (R$ 649) para a segunda dentro de 12 meses e US$ 500 (R$ 1.622) para as demais.

bomba.jpg

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– A grande descoberta arqueológica do século XXI!

A Arqueologia é algo que fascina! E vejo essa incrível descoberta no Egito: 200 sarcófagos e 150 estátuas, além de um papiro de 9 metros.

O que será que descobriremos nessa maravilhosa descoberta histórica?

Abaixo, extraído de: https://jovempan.com.br/noticias/mundo/egito-revela-descoberta-arqueologica-gigantesca-papiro-de-nove-metros-e-uma-das-pecas.html

EGITO REVELA DESCOBERTA ARQUEOLÓGICA GIGANTESCA, INCLUINDO PAPIRO DE NOVE METROS

Mais de 200 sarcófagos e 150 estátuas de bronze foram encontradas e vão ser levadas para o Grande Museu Egípcio.

por KHALED DESOUKI / AF
Sarcófagos encontrados em um esconderijo que data do período tardio egípcio (por volta do século V aC) são exibidos após sua descoberta por uma missão liderada pelo Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, no cemitério de Bubastian na necrópole de Saqqara, a sudoeste da capital do Egito

Arqueólogos descobriram na necrópole de Saqqara, no sul do Cairo, no Egito, 250 sarcófagos e 150 estátuas de bronze. As peças foram apresentadas nesta segunda-feira, 30, e fazem parte do último de uma série de achados notáveis na região. As autoridades asseguram que essas descobertas facilitarão a “reescrever a história” deste período. Uma das 150 estátuas descobertas é do arquiteto, vizir e médico Imhotep, que também foi o inventor da pedra esculpida que revolucionou o mundo antigo, segundo o diretor do Conselho Supremo de Antiguidades do país, Mostafa Waziri. “Encontrar a tumba de Imhotep é um dos principais objetivos da missão arqueológica que já fez quatro temporadas de explorações arqueológicas no sítio”, acrescentou Waziri.

Além da estátua de Imhotep, outras de bronze que representam as divindades do panteão egípcio “Osiris, Isis, Hator, Ámon Min, Nefertum e Anúbis” foram reveladas, indicou o Ministério do Turismo e Antiguidades em comunicado. Em um dos 250 sarcófagos em madeira com múmias do século V a.C, está um papiro intacto e selado que foi transferido para o laboratório do museu egípcio da praça Tharir, no Caio, para ser restaurado. Com cerca de nove metros de comprimento, o papiro inclui certamente capítulos do Livro dos Mortos, segundo o diretor. Waziri assinalou que os sarcófagos seriam levados para o novo “Grande Museu Egípcio”, perto do planalto de Gizé, que as autoridades egípcias esperam inaugurar este ano após muitos adiamentos. Em janeiro de 2021, Egito já havia descoberto novos “tesouros” arqueológicos em Saqqara, entre eles 50 sarcófagos do Novo Império, de mais de três mil anos.

Veja mais imagens

O rosto de um dos sarcófagos encontrados em um esconderijo que data do período tardio egípcio (por volta do século V aC) após sua descoberta por uma missão liderada pelo Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, no Bubastian cemitério na necrópole de Saqqara, a sudoeste da capital do Egito
Estatuetas e estatuetas representando gatos e divindades egípcias encontradas em um esconderijo que data do período tardio egípcio (por volta do século V aC) são exibidas após sua descoberta por uma missão liderada pelo Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, no cemitério de Bubastian na necrópole de Saqqara, sudoeste da capital do Egito
Estatuetas representando as deusas egípcias (da esquerda para a direita) Ísis (Iset) e Néftis (Nebet-Het) encontradas em um esconderijo que data do período tardio egípcio (por volta do século V aC) são exibidas após sua descoberta por uma missão chefiada pelo Supremo do Egito Conselho de Antiguidades, no cemitério de Bubastian na necrópole de Saqqara, a sudoeste da capital do Egito
Créditos: KHALED DESOUKI / AFP
O rosto de um dos sarcófagos encontrados em um esconderijo que data do período tardio egípcio (por volta do século V aC) após sua descoberta por uma missão liderada pelo Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, no Bubastian cemitério na necrópole de Saqqara, a sudoeste da capital do Egito

– Não existindo o preservativo masculino…

… o que aconteceria ao mundo?

Olhe só que curioso: uma reportagem de como seria provavelmente nossa sociedade se não tivesse sido criada a Camisa de Vênus?

Ops: para os mais jovens, é o nome da “camisinha”.

Extraído de: https://super.abril.com.br/comportamento/e-se-todo-mundo-parasse-de-usar-camisinha/

E SE…TODO MUNDO PARASSE DE USAR CAMISINHA?

Por Ana Carolina Leonardi

Você chega ao pronto-socorro e encontra um conhecido. “Essa onda de gripe me pegou”, você puxa papo. “Vim só tratar uma clamidiazinha”, ele responde. Nenhum dos dois pisca. O papo segue normalmente. O diálogo parece de outro mundo – e é.

Vem de uma realidade paralela em que a população inteira abandonou a camisinha. Olhando para o mundo real, nem é difícil imaginar o motivo. A verdade é que desde que a camisinha surgiu, há 3 mil anos, com os egípcios enrolando suas partes íntimas com retalhos de linho, muito pouco mudou no “design” do preservativo. A camisinha ficou, sim, mais fina. Mais higiênica. Mais barata. Mais eficiente. E nem assim pegou como deveria. Apenas 5% dos homens no mundo usam preservativos com uma mínima regularidade. Os solteiros são mais assíduos, porém igualmente inclinados a abandoná-los ao primeiro sinal de compromisso. Só um em cada dez casais, diz a ONU, se interessam por eles. E o medo das doenças sexualmente transmissíveis, diferentemente do que se pensa, não é um grande motivador: mesmo com tanta oferta de camisinha a preço de banana, 100 milhões de pessoas por dia são diagnosticadas com DSTs. Muito por isso, a dimensão imaginária na qual a camisinha foi ostracizada é bem menos hipócrita que a nossa. Um mundo sem camisinha teria mais gente, claro. 15% das mulheres dependem só dela para evitar a gravidez. Isso significa 275 milhões de mulheres em idade fértil. A probabilidade de engravidar em um ano de sexo completamente desprotegido é de 85%. Seriam 233 milhões de pessoas a mais no mundo (…). O inusitado é que já existem tecnologias sendo testadas para tornar a camisinha obsoleta. Uma delas é um spray, em desenvolvimento pela Universidade de Oregon (EUA): você aplica sobre o pênis com algumas horas de antecedência. Ele se transforma só na hora H em um preservativo 100% sob medida. E 0% inconveniente. Enquanto nada disso fica disponível na farmácia, por favor, não pare de usar camisinha.

Resultado de imagem para Camisinha

Imagem extraída de: https://www.mulheresempreendedoraspi.com.br/site/vida-saudavel/vacina-que-cura-hiv-tem-resultado-positivo-em-teste-humano/

– Baby Fusion, Sling e Exterogestação

Uma das práticas mais amáveis das mães para com os seus bebês, fortalecendo o instinto natural da maternidade e ajudando o pequeno a se desenvolver, é o uso do sling – algo simples e ao mesmo tempo primordial para ajudar na exterogestação.

Aliás, praticantes da arte do Baby Fusion conhecem bem esses termos e conceitos. 

Compartilho, abaixo, algumas explicações (vide maiores informações no Instagram de @priscilaporcari.babyfusion).

EXTEROGESTAÇÃO vs SLING

por Priscila Porcari Ferreira

Você sabe a relação de Exterogestação X Sling ?

Vou te contar: o campo da neurociência vem crescendo cada vez mais e estudos nos mostram a importância do colo para o bebê recém-nascido.

O bebê nasce com determinada quantidade de ligações neurológicas e precisa continuar fazendo essas ligações para se desenvolver. Se o bebê fosse nascer com essas ligações suficientes maduras para ele ser “completo”, ele teria que nascer de 12 meses e não de 9 meses. A sábia natureza fez com o que o bebê nascesse de 9 meses para ter a cabeça ainda pequena e passar com tranquilidade pela via de parto. E portanto, os 3 meses restantes seriam de exterogestação, ou seja: ele se desenvolve fora do útero. Quem é mãe sabe que os 3 meses do bebê é um “marco”. O bebê muda, os sorrisos surgem, as cólicas desaparecem.

A mãe que proporciona o colo nesse e nos outros períodos seguintes está oferecendo para seu filho uma relação de inteligência mais benéfica ao longo do seu desenvolvimento até a sua vida adulta.

É ai, que entra o sling. O sling do tipo “wrap” vem como um facilitador do colo e instrumento poderoso; com ele, conseguimos remeter o bebê ao ambiente em que ele estava dentro do útero. Acolhido, escutando os sons da mãe, a movimentação de ir e vir na posição quase que fetal… há troca de temperatura, há o cheiro e batimentos cardíacos de coração com coração. O Bebê se acalma, relaxa, se sente protegido, amado e seguro. É aonde ele quer e precisa estar. A mãe se sente confiante, satisfeita e com as mãos livres para conseguir realizar outros afazeres…

Há quem acha que Sling é coisa da moda ou da modernidade…. mas o conceito de “carregar” é ancestral, em algumas tribos e etnias as mães permanecem com o seu bebê no colo o tempo todo. Com a ajuda de algum aparato semelhante a um sling, o bebê tem livre acesso ao seio da mãe e vê o mundo no mesmo ângulo que ela. E não é preciso ir tão longe, por exemplo: na época das nossas avós não existiam carrinhos, cadeirinhas vibratórias com luzes, músicas etc…. elas amarravam o bebê em qualquer tecido e saiam para trabalhar na roça. O que a “modernidade” nos trouxe foram estudos com as fisioterapeutas e pediatras para que a colocação do bebê no sling respeitassem a fisiologia dele, garantindo conforto e segurança para seu desenvolvimento, pois o tecido “molda” o corpinho do bebê garantindo o aconchego ideal. Na verdade, o que o bebê precisa é de um bom colo, aconchego e amor. Vejam alguns mamíferos: os macacos e os cangurus…as mães andam com suas crias agarradas nelas… e isso é extremamente natural.

Se eu pudesse dar um conselho para uma gestante, seria: tenha um sling! Arrisco dizer que é o melhor item do enxoval de um bebê, e não só para o período da exterogestação (o sling geralmente suporta ate 20 kg em media). Então, dê colo… muito colo e acolhimento para o seu bebê.

Obs: O sling é muito diferente do canguru que grandes marcas comercializam (aqueles rígidos em que o bebê fica com o corpo solto e pendurado pela pelve). Isso é muito sério! Cabe aqui um outro post sobre o assunto (que farei em breve).

CONTATO (Instagram): https://www.instagram.com/priscilaporcari.babyfusion/?igshid=1qml25a2bknjl.  (@priscilaporcari.babyfusion).

Sling x Exterogestacao

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– “Não falamos do Bruno”!

Muito bacana! Fomos na Casa da Cultura de Bragança Paulista assistir “Encanto”, um teatro musical baseado no filme da Disney.

Que sucesso! Especialmente nas canções da menininha Mirabel. Aqui: um trecho que todas as crianças sabem de cor e salteado: “Não falamos do Bruno”:

Em: https://youtube.com/shorts/fFzeFHYx408?feature=share

– Ótimos e curiosos jogos antigos (RARIDADE).

Amigos, algo sensacional!

 

Meu amigo Ivan Gutierrez enviou uma seleção de jogos, gols e entrevistas históricas do futebol, desde os vídeos mais recentes até àqueles dos tempos em que não existia TV no Brasil!

 

Por exemplo: Domingos da Guia e Leônidas da Silva na Copa de 38; amistosos do Paulistano em 1925; Fla-Flu da década de 20! Abaixo:

 

Seleção Francesa 2 x 7 Paulistano (extinto clube de São Paulo) – amistoso em Paris, com Friedenreich, em 1925.
http://www.youtube.com/watch?v=D1kXX1nfXTk



Brasil 6 x 5 Polônia – Oitavas de Final da Copa do Mundo de 1938, na Itália,com Leônidas e Domingos da Guia.
http://www.youtube.com/watch?v=cecyhZCKu1w


Brasil 2 x 0 Iugoslávia – Primeira Fase da Copa do Mundo de 1950, com entrevistas de Barbosa, Bauer e Zizinho.

 http://www.youtube.com/watch?v=nocsH6NSOsA


Brasil 1×2 Seleção do Sul – Amistoso em 1983, com Pelé, que já havia parado de jogar desde 1977.
http://www.youtube.com/watch?v=w58uBRH_9y0


Brasil 1×0 Escócia – Torneio Sesquicentenário da Independência do Brasil, em 1972, com Gérson, Jairzinho, Tostão, Rivellino, etc…
http://www.youtube..com/watch?v=bJ2EV3c_2AY


Brasil 1×0 Tchecoslováquia – Amistoso em 1971, com Gérson, Tostão, Rivellino, etc…
http://www.youtube.com/watch?v=Eliy2TnLpG4


Brasil 2X2 Iugoslávia – Despedida de Pelé na Seleção Brasileira, em 1971, no Maracanã (RJ) – Só o Hino Nacional.
http://www.youtube.com/watch?v=_tJ70D3iBC4


Brasil 2×1 México – Amistoso em 1968, no Mineirão, com Pelé, Gérson e Jairzinho.

http://www.youtube.com/watch?v=Rz2ntNzh5q0


Brasil 6×2 Colômbia – Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1970
http://www.youtube.com/watch?v=u-AEcsgitLQ


Brasil 3×3 Iugoslávia – Amistoso em 1968
http://www.youtube.com/watch?v=bNNX5-9Zcv0


Brasil 3×0 Iugoslávia – Torneio Sesquicentenário da Independência do Brasil, em 1972, com Gérson, Jairzinho, Tostão, Rivellino, etc…

http://www.youtube.com/watch?v=23GqQlz_TJc


Brasil 1×0 Portugal – Torneio Sesquicentenário da Independência do Brasil, em 1972, com Gérson, Jairzinho, Tostão, Rivellino, etc…

http://www.youtube.com/watch?v=_X621wX3lLg


Brasil 3×0 Argélia – Amistoso em 1965 – Erroneamente o vídeo diz que é em 1964.

http://www.youtube.com/watch?v=JtigxBO-Wj8


Brasil 1×2 Alemanha Ocidental – Amistoso em 1968, com Tostão, Gérson, Jairzinho e Cia.
http://www.youtube.com/watch?v=sAlpnh7ooyE


Brasil 2×1 Alemanha Ocidental – Amistoso em 1963, com Gilmar, Lima, Zito, Mengálvio, Dorval, Coutinho, Peé e Pepe (todos do Santos F.C.)
http://www.youtube.com/watch?v=9L7ogb_r5BA


Amistoso em 1989 – Com Pelé (que não jogou), Rivellino, Zico e Cia.
http://www.youtube.com/watch?v=nCSq-7z4zFc


Brasil 5×0 Holanda – Seleção Brasileira Masters (Luciano do Valle) – Copa Zico 1990

http://www.youtube.com/watch?v=QInv5eVD8eg


Brasil 3×0 Itália -Seleção Brasileira Masters (Luciano do Valle) – Copa Zico 1990

http://www.youtube.com/watch?v=lNuTWFbiq4A


Brasil 2×1 Alemanha – Seleção Brasileira Masters (Luciano do Valle) -Copa Zico 1990

http://www.youtube.com/watch?v=gL6NfUHwyGI


Brasil 1×2 Resto do Mundo -Amistoso em 1990, na Itália- Festa do 50° Aniversário de Pelé, que jogou!!!

http://www.youtube.com/watch?v=i70xvJguzxk


Brasil 1×2 Resto do Mundo -Amistoso em 1989 -Despedida de Zico da Seleção Brasileira.

http://www.youtube.com/watch?v=tfNLUkGiZyQ


Seleção Brasileira treinando na época de Pelé – Não era 1958 como diz o vídeo. Se vê pelo rosto de Pelé, que aqui nesse vídeo não tinha só 17 anos. Você não acha?
http://www.youtube.com/watch?v=xCXcaNJjJhw


Seleção de 1970 na Concentração.

http://www.youtube.com/watch?v=62wNvXb3wQA


Garrincha e Roberto Carlos (cantor), jogando sinuca.
http://www.youtube.com/watch?v=zNoASIwq5sI


Garrincha, em Pau Grande, sua cidade natal, em 1966.
http://www.youtube.com/watch?v=t59vZojUHQk


Mazzola (Altafini) confessa que se arrependeu de ter deixado o Brasil logo após a Copa do Mundo de 1958, na Suécia, e ter trocado a Seleção Brasileira pela Italiana.

http://www.youtube.com/watch?v=XTt1Q_Pbdqs


Brasil 2×1 Uruguai -Taça do Atlântico – 1976 -Jogo que teve uma briga generalizada e que levou Rivellino a sair correndo em direção ao vestiário, caindo de bunda na escadaria do mesmo.
http://www.youtube.com/watch?v=UzKGtg_-y74


Documentário, fantástico, sobre Ademir de Menezes, o “Queixada”.
http://www.youtube.com/watch?v=k_K8PXhcbbs


Documentário, fantástico, sobre Zizinho, o “Mestre Ziza”.
http://www.youtube.com/watch?v=qrRQbTtgEeA


Matéria sobre Leônidas da Silva, o “Diamante Negro”.
http://www.youtube.com/watch?v=-eZO-xDmOcA


Matéria sobre Domingos da Guia, o “Divino Mestre”

http://www.youtube.com/watch?v=0I3REVfnhX4


Entrevista com Zizinho no “Bola da Vez” da ESPN Brasil.
http://www.youtube.com/watch?v=kPgZa3J894A


Matéria sobre Heleno de Freitas

http://www.youtube.com/watch?v=Gyjdp_G-Eic


Matéria sobre Garrincha

http://www.youtube.com/watch?v=PjlfJ_YRThY


Matéria sobre Garrincha e o goleiro Barbosa.
http://www.youtube.com/watch?v=i1zWqSBnQZw


O adeus de Mestre Didi

http://www.youtube.com/watch?v=W6dh1ublVFw


Flamengo 0x1 Botafogo, em 1964, última partida de Nílton Santos pelo Botafogo.
http://www.youtube.com/watch?v=VzMcEUHjE7E


Fluminense 2×1 Vasco da Gama, em 1926.
http://www.youtube.com/watch?v=9v6ROadicRE


Fluminense 3×2 Sporting – Lisboa, em 1928.
http://www.youtube.com/watch?v=Wuk3aGO2cpI


Flamengo X Fluminense, década de 20.

http://www.youtube.com/watch?v=d5NofNPBAuM


Vasco da Gama – 1948

http://www.youtube.com/watch?v=ywMMuqU0ds8


Real Madrid 3×4 Vasco da Gama, em 1957.

http://www.youtube.com/watch?v=hesqCPCEamc


Bate papo com Nílton Santos.
http://www.youtube.com/watch?v=9Ll7zIMd_HY


Homenagem a Nílton Santos.
http://www.youtube.com/watch?v=opjAy6GHYng


Djalma Santos no “Juca Entrevista”.
http://www.youtube.com/watch?v=1dq-AQSFeFc


Coutinho, parceiro de Pelé no Santos F.C., no “Juca Entrevista”.
http://www.youtube.com/watch?v=2JxUYFpmuyk


Matéria sobre o goleiro Manga.
http://www.youtube.com/watch?v=BGr6yZsMglc


Homenagem ao Santos F.C. de 62/63.
http://www..youtube.com/watch?v=iMWIZcuLTsM


O goleiro, Gilmar dos Santos Neves.
http://www.youtube.com/watch?v=JbR7supU8mc


Luizinho – “O Pequeno Polegar”.
http://www.youtube.com/watch?v=6I1oVZEdjio


Clubes brasileiros que representaram a Seleção Brasileira.
http://www.youtube.com/watch?v=JQRpaOS84CM


Zagueiros Artilheiros
http://www.youtube.com/watch?v=nJV_J5B2HJc


Trio de Ferro X Argentinos, em 1948.
http://www.youtube.com/watch?v=mi8wVFTy3r0


Canhões do Futebol Paulista

http://www.youtube.com/watch?v=mesf07mSIaU


Lula falando do Corintians de 1954, Vasco da Gama de 1958, Garrincha e Ademir da Guia.
http://www.youtube.com/watch?v=2G8tcCBbzLU


Música homenageando Canhoteiro, o Garrincha da ponta-esquerda.
http://www.youtube.com/watch?v=aUgURzunXpY


Brasil 2×0 Inglaterra, no Maracanã, em 1959, com show de Julinho Botelho.
http://www.youtube.com/watch?v=cDBjtMJjQZc


Entrevista com Aparício Pires, jornalista que colocou o apelido de DINAMITE no craque do Vasco da Gama, em 1971.
http://www.youtube.com/watch?v=l3S5ReKMbFg


Corinthians 1×1 Palmeiras, em 1954.
http://www.youtube.com/watch?v=yX2O2cpZRQ0


Brasil X Zaire, Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, jogador do Zaire corre antes do juiz apitar a falta e chuta a bola.
http://www.youtube.com/watch?v=Q3MOCFYDTKc


Brasil 4×5 Bolívia, na Copa América de 1963 – “RARIDADE”

http://www.youtube.com/watch?v=wYkXmWmsA-g


Brasil x Peru, gol peruano, na Copa América de 1975,

http://www.youtube.com/watch?v=n4uDEmUf7nk


Seleção Brasileira na Concentração, em 1985 – Parte 2
http://www.youtube.com/watch?v=BH3Te3xFBo0


Brasil 1×1 Chile, Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990 (Itália), em Santiago (Chile). Nesse jogo, Romário começou a brigar antes do início da partida e foi expulso ainda no primeiro tempo. Mas o incrível é o gol do Chile no final do jogo.
http://www..youtube.com/watch?v=m0b_6T3G2i4

Ronaldo (Fenômeno) é convocado para a Copa do Mundoo de 1994, nos Estados Unidos.
http://www.youtube.com/watch?v=YJzRIO6RZdQ


O corte de Romário na Copa do Mundo de 1998, na França.
http://www.youtube.com/watch?v=Lh-RbRVy3uI


Zico explica a convulsão de Ronaldo “Fenômeno”, em 1998, na Copa do Mundo, da França.
http://www.youtube.com/watch?v=4bTu6MC6yqg


Seleçaõ Brasileira chega ao Haiti em 2004.
http://www.youtube.com/watch?v=sWHVXkIQnUg


O Brasil na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra. Matéria em Espanhol.

http://www.youtube.com/watch?v=WTQHW8V0xPY


A Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1954.
http://www.youtube.com/watch?v=Nahg2ZXsQAs


Brasil 6×1 Espanha, na Copa do Mundo de 1950, no Brasil.
http://www.youtube.com/watch?v=esy9N7dNTeU


Brasil 7×1 Suécia, na Copa do Mundo de 1950.
http://www.youtube.com/watch?v=snM2_rgW2MI

Arquivo espetacular, não? Acervo sensacional!

Resultado de imagem para Futebol antigo

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– Comida saudável: os Insetos Comestíveis!

Uma nova onda de alimentos nutritivos está surgindo: a dos insetos!

Desde a qualidade proteica dos mesmos até às questões ecológicas, o consumo de grilos, por exemplo, pode ser uma tendência em breve no Brasil.

Compartilho, extraído de: https://revistapesquisa.fapesp.br/2020/04/07/insetos-comestiveis/

INSETOS COMESTÍVEIS

Por Suzel Tunes

Um novo ramo do setor agropecuário está se instalando em Piracicaba. Na cidade paulista que é considerada o vale do agronegócio brasileiro por concentrar cerca de 40% das startups do setor está sendo montada uma biofábrica para a criação de grilos. O projeto de um sistema semiautomatizado para a produção em larga escala de Gryllus assimilis foi criado pela startup Hakkuna. O objetivo da empresa é obter matéria-prima em escala industrial para a produção de barras proteicas à base de farinha de grilo, produzidas de forma artesanal pela Hakkuna desde 2015. “A criação de insetos no Brasil ainda é muito artesanal. Nosso projeto busca reduzir o trabalho humano e padronizar a produção”, conta o sócio-fundador da startup, o engenheiro de materiais Luiz Filipe Carvalho.

A bióloga e doutora em entomologia Patrícia Milano, do Departamento de Entomologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), também se prepara para disputar o mercado de insetos comestíveis. Em 2016 ela criou a Ecological Food, cujo negócio é a venda de insetos para fabricação de ração animal. Com suporte do programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresa (Pipe), da FAPESP, e da incubadora EsalqTec, pertencente à Esalq-USP, Milano desenvolveu uma dieta específica para grilos e baratas.

“Os resultados foram excelentes. As melhorias no sistema de produção de insetos resultaram em organismos com maior valor nutricional, sem encarecer a produção”, afirma. Agora, Milano pretende dar continuidade ao projeto, aperfeiçoando a metodologia de criação de algumas espécies com vistas à alimentação humana. A Ecological Food fica em Limeira (SP), a cerca de 40 quilômetros de Piracicaba.

Luiz Filipe Carvalho e Patrícia Milano seguem uma tendência mundial. É crescente o interesse pelos insetos como alternativa alimentar. Segundo o holandês Arnold van Huis, um dos principais pesquisadores no campo da entomofagia (o uso de insetos como alimento por seres humanos), a base internacional de dados Web of Science revela um crescimento exponencial no número de artigos acadêmicos publicados sobre o tema, sobretudo a partir de 2015. Van Huis é professor da Universidade de Wageningen, localizada na cidade holandesa de mesmo nome, e editor da publicação científica Journal of Insects as Food and Feed.

Aumenta também o faturamento das empresas que apostam nos insetos como ingredientes para alimentação animal ou humana. A consultoria Meticulous Research avaliou em US$ 406,3 milhões o valor do mercado de insetos comestíveis em 2018 e prevê que ele deva triplicar até 2023. Um dos negócios mais bem-sucedidos é o da holandesa Protix, que recebeu aportes de investidores de US$ 50 milhões em 2017 para investir na criação de insetos destinados à produção de alimento humano e ração animal.

Insetos integram o cardápio humano há muito tempo. Estima-se que cerca de 2 bilhões de pessoas se alimentem desses animais no mundo

No Brasil, a Hakkuna e a Ecological Food pretendem surfar nessa onda. O projeto da Hakkuna para produção em larga escala de Gryllus assimilis iniciou sua primeira fase em março e visa desenvolver controles automáticos das condições ambientais da criação dos insetos, como níveis de temperatura e umidade. O contêiner que a empresa está estabelecendo em Piracicaba também irá dispor de sensores para controle de um alimentador automático – inicialmente, com ração de aves, até que a empresa desenvolva uma alimentação específica.

A Hakkuna, explica Carvalho, nasceu de um interesse pessoal por alimentação esportiva. “Sempre pratiquei esporte e sentia a necessidade de ter no cardápio opções de proteínas mais naturais e saudáveis. Em meados de 2015 comecei a pesquisar o que era feito no exterior e encontrei uma startup norte-americana, a Exoprotein, fabricando barras de proteína com farinha de grilo. Achei a ideia interessante e fui pesquisar quem fazia isso no Brasil. Não encontrei ninguém”, conta. “Então, comprei um curso on-line de criação de insetos, 100 gramas de grilos vivos e passei a testar produtos e o mercado. Assim começou a Hakkuna.”

Desidratados e transformados em farinha, os grilos apresentam-se como alternativa a alimentos e suplementos, como o whey protein, a proteína de soro do leite, bastante consumida por praticantes de atividades físicas. Segundo Carvalho, que tem como sócio no negócio o engenheiro-agrônomo Marcelo Romano Teixeira, os insetos saem ganhando na comparação: além dos mesmos aminoácidos essenciais, a farinha feita a partir deles ainda contém fibras e ácidos graxos ômega-3 e ômega-6, inexistentes no whey protein. Além da farinha proteica e das barrinhas, o empresário pretende comercializar snacks. Assim como a Ecological Food, a Hakkuna conta com suporte do Pipe e da EsalqTec, além do apoio da aceleradora GrowBio.

Apesar da crescente tendência recente, insetos estão no cardápio dos seres humanos há muito tempo. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), pelo menos 2 bilhões de pessoas ao redor do mundo alimentam-se de insetos. Mais de 1.900 espécies – destacando-se besouros, lagartas, vespas, formigas, gafanhotos e grilos – fazem parte da dieta tradicional de habitantes da Ásia, África e de comunidades indígenas na América Latina. Alguns estudos apontam que o hábito vem desde tempos pré-históricos.

A novidade é que eles começaram a chegar a restaurantes e prateleiras dos supermercados de grandes centros urbanos na Europa, Estados Unidos e, mais recentemente, no Brasil. A francesa Jimini´s foi uma das pioneiras. Criada em 2012, ela produz barras de cereais, massas e granolas à base de farinha de insetos, além de petiscos feitos com insetos desidratados e temperados, como larvas de tenébrio – uma espécie de besouro – com alho e ervas finas. Esses alimentos eram vendidos inicialmente pelo site da empresa. No começo de 2018, após a União Europeia aprovar e regulamentar o consumo de insetos, a Jimini´s passou a vender seus produtos na rede de supermercados Carrefour na Espanha, a preços que variam de € 2 a € 7. Os insetos são criados em fazendas europeias. Já a norte-americana Chirps importa matéria-prima para farinha, snacks e biscoitos da Tailândia, onde se calcula que existam 20 mil “fazendas de grilo” – o país é um dos líderes globais na área.

Com elevados teores de proteína, ferro e cálcio, os insetos apresentam vantagens nutricionais aliadas a um menor impacto ao meio ambiente

Na Alemanha, a BugFoundation vende hambúrgueres que levam 45% de uma mistura proteica feita à base de soja e larvas do besouro Alphitobius diaperinus, conhecido no Brasil como cascudinho. De acordo com os fabricantes, o sabor lembra sementes de girassol ou amendoim. Os animais são criados na Holanda, um dos primeiros países ocidentais a permitir a comercialização e o consumo de produtos alimentícios contendo insetos.

O veterinário alemão Nils Grabowski, chefe do Departamento de Higiene e Tecnologia de Insetos Produtivos da Universidade de Medicina Veterinária de Hannover, no norte do país, atesta que o mercado de insetos comestíveis na Alemanha é pequeno, mas aparentemente está crescendo. “A Alemanha é um país sem tradição real de entomofagia. Comer inseto era considerado um hábito curioso praticado por alguns povos extraeuropeus sem acesso à comida ‘real’ ou que precisam desse tipo de alimento para matar a fome. É claro que isso está longe da realidade. As pessoas não comem insetos porque precisam, mas porque querem”, declarou Grabowski a Pesquisa FAPESP.

Uma pesquisa na Tailândia, segundo ele, mostrou que a maioria das pessoas busca esses animais por causa do paladar. “Os tailandeses adoram comer insetos fritos com cerveja gelada”, conta. E as iguarias podem ser caras. “No México, certas pupas de formigas do gênero Liometopum, também conhecidas como ‘caviar asteca’, custam mais de US$ 50 [R$ 250] a porção de 30 gramas”, diz o veterinário. “Já um percevejo aquático gigante muito popular entre os tailandeses, Lethocerus indicus, é vendido pelo equivalente a € 0,20 [R$ 1,10] a peça. A demanda é tão alta que a Tailândia o importa de nações vizinhas.”

Grabowski coordena o projeto IFNext, em parceria com pesquisadores na Tailândia e no Camboja, cuja finalidade é desenvolver kits para a criação de grilos das espécies Gryllus bimaculatus e Teleogryllus mitratus e bichos-da-seda (Bombyx mori), além de novos produtos com essas matérias-primas.

Em nível mundial, os insetos inteiros ainda representam a maior parcela do mercado, sobretudo devido à maior disponibilidade e ao menor custo em comparação aos processados. No entanto, estima-se que o mercado das farinhas, barras e shakes de proteína de insetos terá maior taxa de crescimento nos próximos anos – o que se atribui à tendência das novas gerações de valorizar um estilo de vida saudável baseado em cardápios balanceados.

Para a FAO, a importância dos insetos é ainda maior. Fundamentais para a existência humana por atuarem como decompositores na cadeia alimentar, reciclando matéria orgânica, e como polinizadores, garantindo a reprodução de plantas, eles começam a ser vistos como uma solução sustentável para a crescente demanda por alimentos no planeta.

O aumento populacional e a escassez de recursos naturais justificam essa percepção. Segundo o documento Edible insects – Future prospects for food and feed security (Insetos comestíveis – Perspectivas futuras para alimentos e segurança alimentar), elaborado pela FAO, o mundo terá em 2050 cerca de 9 bilhões de pessoas e para alimentá-las a produção de alimentos precisará dobrar. Estima-se que a demanda por produtos agropecuários atinja 465 milhões de toneladas em 2050, diante de 229 milhões de toneladas em 2000. O relatório aponta que “alimentar as populações futuras vai exigir o desenvolvimento de fontes alternativas de proteína, como carne cultivada em laboratório, algas, feijões, fungos e insetos”.

Como opção proteica, os insetos apresentam vantagens nutricionais associadas a um menor impacto ambiental. “Eles têm teores de ferro, cálcio e proteínas acima dos valores encontrados em aves, bovinos e suínos. Sua produção requer menos água, emite pouca quantidade de gases de efeito estufa e pode ser realizada em prédios, evitando o desmatamento de grandes áreas”, enumera a entomologista Patrícia Milano. A pesquisadora já incorporou insetos ao cardápio e, sempre que pode, os oferece para degustação, fritos ou banhados no chocolate, a amigos, parentes, alunos e ouvintes das palestras que têm proferido em universidades, congressos e eventos de divulgação científica.

O documento da FAO aponta, ainda, que os insetos têm alta taxa de conversão alimentar, ou seja, conseguem transformar a ração consumida em massa corporal com muito mais eficiência. Gafanhotos convertem 2 quilos (kg) de alimento em um 1 kg de massa corporal, enquanto bois fazem essa mesma conversão na proporção de 10 para um.

Outra vantagem dos insetos na comparação com mamíferos e aves é o baixo risco de transmissão de zoonoses, contrariando o senso comum que os associa a doenças. De maneira geral, eles são seguros, desde que criados em condições controladas e processados corretamente. Foi o que constatou o veterinário Nils Grabowski, que fez uma análise microbiológica desses animais. O pesquisador alemão analisou 38 amostras de insetos em diferentes formas de preparação e concluiu que os secos apresentam maior número de bactérias do que os cozidos ou fritos.

Especialistas dizem que o Brasil pode se tornar um dos grandes produtores globais de insetos, com foco no mercado externo

Todas as amostras foram negativas para patógenos como salmonelas, Listeria monocytogenes, Escherichia coli e Staphylococcus aureus, segundo Grabowski, mas insetos secos e em pó continham alguns patógenos de origem alimentar, como bactérias e fungos. “O aquecimento e a secagem matam muitos tipos de microrganismos do inseto, mas alguns suportam esses tratamentos, especialmente bactérias de formação de esporos. Por isso a importância de um tratamento térmico eficiente para eliminar também os microrganismos que sobrevivem a ambientes quentes e secos”, aconselha o pesquisador.

Precaução extra deve ter quem for alérgico a frutos do mar. Os insetos, tal como os crustáceos – ambos integrantes do filo dos artrópodes –, têm um exoesqueleto à base de quitina, capaz de provocar reações em consumidores sensíveis. Mas quem pode comer, sem susto, camarão ou lagosta não deverá ter problemas ao ingerir gafanhotos ou lagartas – e até achar leve semelhança na textura.

SITE_Insetos-v2-0-1140

Alimentos convencionais e grilos desidratados (segundo pote a partir da esquerda): inseto é matéria-prima para nutrição humana

– Talibã obriga as mulheres a usarem burca novamente.

Que mundo é esse, que em pleno século XXI as mulheres são obrigadas a usarem burca para saírem às ruas?

No Afeganistão, os terroristas do Talibã obrigaram novamente o uso. E, aos poucos, se percebe que tudo voltará a ser como no período do “Antes do 11 de setembro”…

Triste demais.

Talebã quer que as mulheres, no Afeganistão, voltem a usar a burca

Imagem extraída de: https://www.correiodobrasil.com.br/taleba-mulheres-afeganistao-voltem-usar-burca/

– O excêntrico Ney Matogrosso.

Assisti a ótima entrevista do Ney Matogrosso ao Danilo Gentille!

É um pouco da história da música brasileira, carregada com as particularidades do cantor. Gostando ou não do artista, é interessante ver seu trabalho e sua visão (que não necessariamente agrada ou desagrada).

Em: https://youtu.be/OlkG-fTRLgg

– A apuração das campeãs do Carnaval mostra: não é uma festa para católico praticante participar.

Campeãs do Carnaval brasileiro:

São Paulo: Mancha Verde, falando de Iemanjá e o Planeta Água.

Rio de Janeiro: Grande Rio, falando de Exu e a sua desmistificação.

De fato, o Carnaval não é coisa pra católico… respeito todas as crenças e os irmãos ateus, mas por coerência, não combina um cristão festejar tais temas.

Ser tolerante não quer dizer viver a fé alheia. Simples.

– O dia da revanche dos boleiros?

Não sou da turma que entende sobre Carnaval, mas leio um monte de nome de escola de samba, todas ligadas às torcidas organizadas de clubes de futebol.

Quando vejo manifesto (como o mais recente de uma agremiação da Capital) que ameaçou seu time com o “Se não jogar por amor, vai pelo terror”, fico pensando: os jogadores poderão ir aos barracões e pressionar os foliões antes do desfile, com o dito: “Se não sambar por amor, vai pelo terror”?

Pau que bate em Chico, bate também em Francisco…

Imagem extraída de: https://batucadafemininablog.wordpress.com/2016/07/21/futebol-samba-e-carnaval/amp/