– Feliz Páscoa!

Feliz Páscoa!

Hoje é dia de estar com a família e celebrar com a alegria a Ressurreição de Cristo!

Boas confraternizações, repletas de paz e orações.

Resultado de imagem para Pascoa

Anúncios

– Sábado de Aleluia e Malhação de Judas!

Hoje à noite será um dia especial para os cristãos: a Festa da Vigília Pascal!

Quando criança, lembro-me que ao meio-dia se promovia a “Malhação de Judas“. Os tempos são outros, quase não se vê essa brincadeira. Mas…

Quem representaria Judas Iscariotes do século XXI?

Pra mim, não há dúvidas: os políticos corruptos. E pra você?

judas1.jpg

– Viva Santo Expedito e emite-o!

Hoje é dia de Santo Expedito, o santo das causas urgentes. Conta-se que, propenso a se converter ao cristianismo, o Diabo o tentava para que deixasse para depois. E ele, sem titubear, dizia: HOJE!

Que não deixamos para amanhã o que é necessário fazer hoje!

Extraído de: SantuárioSantoExpedito.com

VIDA DE SANTO EXPEDITO

Era um militar, comandante da 12º Legião Romana baseada em Malitene, na Capadócia (atual Armênia), legião esta intitulada “Fulminante” devido a gloriosa vitória contra os bárbaros às margens do rio Danúbio, e composta em sua maioria de cristãos.

Tocado pela graça de Deus, converteu-se ao cristianismo, mesmo sob ameaças de perseguição do Imperador Galério, e resolveu mudar de vida. Foi então que o demônio lhe apareceu, sob a forma de um corvo e lhe segredou: “Cras … cras … cras”, palavra latina que significa: amanhã … amanhã … amanhã; isto é, deixe para amanhã, não tenha pressa, adie sua conversão. Mas Santo Expedito, pisoteando o corvo, esmagou o gritando: “Hodie“, que significa hoje, nada de protelações … é pra já!

Pelo seu próprio nome, o santo é invocado nos casos que exigem solução imediata, nos negócios em que qualquer demora poderá casas prejuízo. Protetor da juventude, os estudantes a ele recorrem para ter êxito nos exames. Santo Expedito não adia seu auxílio para amanhã. Ele atende hoje mesmo ou na hora que precisar de sua ajuda. Mas ele espera que também não deixemos para amanhã nossa conversão.

Tendo se recusado a adorar os deuses pagãos, foi flagelado e depois decapitado em 303, na cidade de Melitene, no dia 19 de abril, data em que é celebrada sua festa. Santo Expedito é representado de pé, vestido de soldado romano, com uma capa vermelha, tendo na mão esquerda a palma do martírio e na direita uma cruz, onde está escrito: HODIE. Esmaga com o pé direito um corvo, junto ao qual aparece a palavra CRAS e tem no chão, ao lado do pé esquerdo, o capacete militar romano, simbolizando que deixou de lado a carreira militar para empunhar a cruz, símbolo do cristianismo. Seu culto, iniciado no locar do martírio, passou para Alemanha Meridional, Itália, especialmente na Sicília, onde é padroeiro de Aci Reale. Venerado no sul da França e na Espanha, sua devoção no Brasil vem sendo cada vez mais difundida.

bomba.jpg

 

– 6a Santa é dia de guarda, não de feriado!

Nada de farra!

Hoje, para os católicos, não é dia de festa, é dia de reflexão.

Bacalhau? Mas se é para fazermos jejum para buscarmos o autocontrole e sentirmos a fome de nossos irmãos miseráveis, compadecendo-nos deles, e com o que economizamos ajudarmos ao próximo, um almoço caro não faz sentido.

Churrasco? Repito o mesmo parágrafo acima…

Que essa Sexta Maior seja de Moderação, Oração e Introspecção. É assim que neste dia age o cristão, sentindo as dores do Cristo que por nós morreu em uma cruz!

bomba.jpg

– Lava-Pés e a Instituição da Eucaristia

Hoje é um dia de excepcionais ritos do tempo litúrgico nesta Quaresma. Recorda-se a Instituição da Eucaristia, quando Jesus dividiu o pão e o vinho e conclamou aos discípulos a repetirem o ato como Memorial do seu próprio Corpo e Sangue a ser derramado por Ele. Também temos o exemplo do serviço à Igreja e ao próximo, onde o próprio Cristo lavou os pés dos apóstolos como sinal de Servidão e Humildade.

Em tempos de tanta arrogância social, quando o TER e o PODER se tornam símbolos de sucesso, onde a corrupção tem vencido, relembrar e celebrar tais passagens bíblicas é inspirador e santo.

bomba.jpg
bomba.jpg
bomba.jpg

– A 4a feira Santa e a Missa dos Santos Óleos

Hoje, quarta-feira, estamos num dia especial da Semana Santa. Costumeiramente, só há uma única grande celebração diocesana, onde os bispos reunem os sacerdotes para abençoar os óleos sagrados.

Saiba mais em: https://www.a12.com/jovensdemaria/artigos/crescendo-na-fe/voce-sabe-o-que-e-a-missa-dos-santos-oleo

MISSA DOS SANTOS ÓLEOS

Hoje, as dioceses se reúnem em suas catedrais para a celebração da Missa dos Óleos Santos. Mas, você sabe qual o simbolismo desse momento para a Igreja?

Durante esta celebração, se abençoa o óleo dos catecúmenos e dos enfermos e se consagra o óleo do Santo Crisma, daí, a celebração ser também chamada de ‘Missa dos Santos Óleos’.

Após o término do rito, os padres voltam para suas comunidades e levam a porção dos óleos para que possa ocorrer a prática dos sacramentos dos seus fiéis.

Nela também se renovam as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, sendo também chamada de “Missa da Unidade”, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja.

O bispo, se necessário, pode antecipar a celebração. Em algumas dioceses, ela é celebrada na Terça-feira Santa. 

Entenda o significado dos óleos:

– Óleo dos Catecúmenos: Concede a força do Espírito Santo aqueles que serão batizados para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal.

– Óleo dos Enfermos: É um sinal utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

– Óleo do Crisma: É um óleo utilizado nas unções consacratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do néo-sacerdote.

Resultado de imagem para missa dos oleos santos crisma

– Nós na Via Sacra!

Um momento muito edificante em família: participamos da Via Sacra em nossa comunidade, relembrando nas dores de Jesus em seu Calvário, o sofrimento do povo esquecido (conforme a CF2019: Fraternidade e Políticas Públicas).

Dessa forma, pedimos ao Pai tão misericordioso que possamos ser piedosos com que nos ofendem, solícitos a quem nos pede ajuda, prontos para servir sem interesse, e, com a graça divina, perdoados para recebermos a Eucaristia dignamente na Páscoa.

Enquanto isso, que possamos praticar o jejum, a caridade e a oração nesse tempo tão forte para a conversão que é a Quaresma.

– Domingo de Ramos

Começamos a Semana Santa com esse abençoado Domingo de Ramos, festividade em que lembramos a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, saudado pelos fiéis com ramos de palmeiras, humildemente montado em um jumentinho, pronto para seus derradeiros dias.

A pergunta é: próximo da Festa Maior da Cristandade, a Páscoa da Ressurreição, você aproveitou e fez valer bem o Tempo da Quaresma para a sua vida? O que mudou nesse tempo forte de introspecção e reflexão?

bomba.jpg

Abaixo, o clique da Missa do Domingo de Ramos de hoje, 14/04/2019 – 07h00, na Catedral Nossa Senhora do Desterro em Jundiaí/SP:

– O que você sentiria se tivesse os pés beijados pelo Papa?

O paupérrimo Sudão, bem como o recém criado Sudão do Sul, vivem em meio a pobreza extrema e conflitos. Recentemente os dois países tiveram intervenções militares e guerra civil.

Nessa semana, o Papa Francisco recebeu autoridades do país mais novo, e o tuíte da Rádio Bandeirantes assim descreveu a manchete do fato:

“Papa beija os pés de líderes do Sudão do Sul e pede preservação da paz. Francisco fez um apelo para que líderes do país se comprometam a formar um governo de união no mês que vem.”

Fico pensando: o que passa pela cabeça de uma pessoa quando vê o Papa, sucessor de Pedro, chefe da Igreja e representante de Cristo AJOELHADO e BEIJANDO seus pés?

Caramba… fiz o seguinte exercício: parei minhas atividades, respirei fundo e me coloquei no lugar do dirigente da foto (repare a imagem das pessoas ao lado). Puxa, é assustador se passar por ele.

A imagem abaixo do gesto simples mas extremamente tocante para quem o recebe:

– A Revolução do Bem pelos Focolares

Chiara Lubich, fundadora do movimento católico “Focolares”, deixou esse dito:

A Nossa Revolução não consiste simplesmente em combater o mal, mas em fazer o bem”.

Correto! A Paz, o Bem e o Amor são maiores do que uma simples antítese.

bomba.jpg

– O que te escraviza no dia-a-dia?

Neste tempo de Quaresma, a Liturgia da Igreja Católica nos convida à conversão, ao abandono das práticas antigas que sejam indevidas e à reconstrução de uma pessoa melhor.

Hoje, a Boa-Nova anuncia que devemos nos manter livres, vivendo na Verdade (em Deus, sem mentiras, à Luz do Espírito Santo, colhendo os frutos da não dependência ou da libertação das amarras).

Enfim: o que te escraviza hoje? Qual o seu vício a ser eliminado? O que há de melhorar no nosso comportamento?

Abaixo, a linda e necessária leitura:

EVANGELHO DE SÃO JOÃO 8,31-42

Naquele tempo, Jesus disse aos judeus que nele tinham acreditado: “Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Responderam eles: “Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém. Como podes dizer: ‘Vós vos tornareis livres’?”
Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. O escravo não permanece para sempre numa família, mas o filho permanece nela para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres. Bem sei que sois descendentes de Abraão; no entanto, procurais matar-me, porque a minha palavra não é acolhida por vós. Eu falo o que vi junto do Pai; e vós fazeis o que ouvistes do vosso pai”.
Eles responderam então: “Nosso pai é Abraão”. Disse-lhes Jesus: “Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão! Mas agora, vós procurais matar-me, a mim, que vos falei a verdade que ouvi de Deus. Isto, Abraão não o fez. Vós fazeis as obras do vosso pai”.
Disseram-lhe, então: “Nós não nascemos do adultério, temos um só pai: Deus”. Respondeu-lhes Jesus: “Se Deus fosse vosso Pai, certamente me amaríeis, porque de Deus é que eu saí, e vim. Não vim por mim mesmo, mas foi ele que me enviou”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

A126BAD7-BBD0-4799-84E1-2FA0E5CB5055

– Os Muçulmanos do Nordeste Brasileiro

Itabaianinha é uma cidade do interior do Sergipe que já foi manchete de vários programas de TV (alguns sensacionalistas) por ter um grande número de pessoas portadoras do nanismo. Agora, ganha destaque pela “conversão coletiva” de cristãos em islâmicos.

Maomé ganha muitos adeptos mundo afora, especialmente devido a imigração de refugiados árabes. Mas no Brasil, o fenômeno é diferente.

Abaixo a explicação, extraído de: Folha de São Paulo: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/03/isla-ganha-seguidores-e-muda-cara-de-cidade-no-agreste-nordestino.shtml

ISLÃ GANHA SEGUIDORES E MUDA CARA DE CIDADE NO INTERIOR NORDESTINO

Ex-pastor evangélico funda mesquita e trabalha para difundir o nome de Alá

Por Karime Xavier

​Por uma estrada sinuosa, deixando uma fila interminável de coqueiros para trás, chega-se a Itabaianinha, no interior do Sergipe, após rodar 118 km desde Aracaju. Ali, na cidade de 40 mil habitantes, o céu está cheio de nuvens branquinhas. Algumas até parecem prometer chuva, mas ela não vai chegar.

Em certa medida, o cenário faz Dedé se lembrar das fotos e dos vídeos da Arábia Saudita que ele vê pela internet. De tão árida e quente, a terra ocre poderia ser a de Meca. A diferença é que, para pedir chuva, o nordestino reza para Padre Cícero. Já a turma do Dedé reza para Alá.

“Eu comecei cortando o batismo em nome da Trindade, depois cortei a Trindade, daí o povo começou a me chamar de doido aqui na cidade.”

Foi dessa maneira que Dedé, o ex-pastor evangélico José Renato de Jesus Vieira, 50, presidente fundador da Religião Islâmica de Itabaianinha, começou a transição de seu rebanho.

A cidade, que ficou conhecida no país por ter uma população considerável de anões devido a uma mutação genética, é agora também terra de muçulmanos no Nordeste.

Todos os dias, eles podem ser vistos orando em direção à cidade sagrada de Meca, como o Alcorão (o livro sagrado do islã) manda fazer cinco vezes ao dia.

Convidado por um amigo para ir até Aracaju e conhecer o islã, Dedé ficou em dúvida. Afinal de contas, era pastor. Já na primeira conversa com um seguidor da religião, porém, ele conta que se “encontrou”.

Dedé passou dois anos pesquisando em redes sociais e na própria Bíblia — pois ainda não tinha o Alcorão — o que era aquela religião.

A ideia de um único deus, Alá, foi determinante para sua escolha — o islã, com o cristianismo e o judaísmo, forma o tríptico de grandes religiões monoteístas do mundo e tem o segundo maior séquito (o cristianismo tem 31% da população global, e o islamismo, 23%, segundo um estudo de 2010 feito pelo Centro de Pesquisa Pew, nos EUA).

Então pastor, ele começou a transição de seu rebanho evangélico de forma gradual. Além de cortar o batismo em nome da Trindade e a própria Trindade, remanejou o protagonismo de Jesus, que passou a ser tratado como um profeta de Deus — a forma como ele é descrito no Alcorão — e não como o próprio Deus, na descrição da Bíblia.

Rosineide Alves Ferreira Vieira, 49, mulher de Dedé, diz que começou a achar estranho o comportamento do marido. “Ué, Jesus era um Salvador, agora ele não salva mais?”

Segundo Dedé, “houve um tombo na consciência e pensamento do povo”. “Eu parava um tempo e voltava, daí já abria a mente deles e todos começaram a entender e aceitar que precisariam usar véus, não comer carne de porco, orar cinco vezes ao dia e fazer o Ramadã.”

Essa transição durou dois anos, e a conversão coletiva — que eles preferem chamar de reversão — ocorreu no dia 24 de julho de 2017. A comunidade muçulmana de Itabaianinha tem, atualmente, 37 adeptos, além de 8 crianças e 10 futuros muçulmanos que aguardam a reversão.

Com ajuda de outro irmão, Dedé conseguiu levar um xeque (autoridade religiosa) para sua mesquita, o moçambicano Ali Momade, 36.

Na rotina de Dedé e Ali, estão as visitas a casas nos arredores da cidade para apresentar o Alcorão. Assim, começaram a propagar o islã.

No início, essas ações não foram bem vistas. “Havia gente de outras religiões que fazia até jejum para que o islã não conseguisse adeptos por aqui”, diz. “As pessoas achavam que Alá era um boneco de Buda”, diz Rosineide.

Para o xeque Ali, o interesse pela religião islâmica cresceu muito após os atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA, quando quase 3.000 pessoas foram mortas por terroristas pilotando aviões.

Ele diz que ao pesquisar quem eram os muçulmanos em um impulso de curiosidade, muitos gostavam dos preceitos e se convertiam. Segundo ele, o islã —termo que em árabe significa “submissão voluntária a Deus”— é um código de vida que serve tanto no campo político quanto social.

Para seguir à risca esses códigos, adaptações são necessárias, como a adoção dos véus e lenços, que o próprio xeque “importa” de São Paulo (o Alcorão recomenda que as mulheres se vistam com modéstia fora de casa, o que costuma ser interpretado como esconder corpo e cabelos).

Em meio ao tom pastel quase monocromático do sertão, os lenços coloridos sobressaem nas cabeças femininas.

Mas, além de curiosidade, os véus também geram preconceito. Josete Guimarães dos Santos, 52, uma das convertidas de Itabaianinha, diz que é comum ser chamada de “mulher bomba”. Ela afirma não ligar, pois acredita estar agradando a Alá.

Os hábitos alimentares também causam confusão. Muçulmanos não comem carne de porco, que consideram impura. Bebidas alcoólicas são proibidas e o abate de animais para consumo precisa seguir regras (é a carne halal).

Após a reversão de Neilma Santana, 22, filha de evangélica, houve uma pequena revolução em sua casa. “Sempre comi galinha sufocada (morta por estrangulamento) em casa, mas depois do islã, só posso comer galinha sangrada (por corte)”, diz. “Então para agradar a todos, matamos sempre duas galinhas.”

Se Neilma achou um meio de adaptar a dieta, o relacionamento ainda carece de oração. Ela vive com um rapaz não convertido e se pergunta se isso é permitido por Alá. Antes que alguém responda, dispara: “Não pode. Mas como se diz? Tudo tem seu tempo”.

Captura de Tela 2019-04-09 às 05.39.27

Mulheres nordestinas convertidas no mercado em Itabaianinha / SP (fot: Agência Folha)

– O Supermercado da Fé

Cada vez mais a fé tem se tornado um produto. Na cidade de São Paulo, a cada 2 dias, surge uma nova igreja em algum ponto estratégico. As opções são várias, e, claro, dentro de um Estado democrático em que vivemos, não há problema algum, já que a liberdade religiosa é garantida a qualquer cidadão.

Qualquer um pode crer (ou não crer) no que quiser. Entretanto, na mesma proporção se torna assustadora a quantidade de casos de charlatanismo, ou seja, pessoas que exploram a inocência e a boa-fé das outras e se aproveitando do nome de Deus ou do deus que queira anunciar em proveito próprio.

Compartilho material interessante da TV UOL (reproduzido, pasmem, há 10 anos), que abordou esse assunto com números muito parecidos como o de hoje. Dessa forma, sobre esse tipo de proliferação e o mercado da crença, clique em: A Fé Sob Medida em SP

bomba.jpg

– Quando querem confundir católicos de pouca fé! A ICAT e o discurso que ilude os fiéis.

Recebi esse vídeo há pouco tempo (embora verifico que tenha mais de um ano de exibição), onde há uma entrevista com Dom Marcelo Goldstein, da Igreja Católica Brasileira (ICAT, nenhum vínculo com o Vaticano), é o padre exorcista das celebridades”.

O religioso diz que “espíritos são enviados por outras pessoas ou pelo Diabo (alguns até por bebidas, dinheiro ou bens materiais) e que precisam ser doutrinados para irem ao céu”. É uma espécie de “espiritismo católico”que reza para o Papa Francisco mas confunde os fiéis, pois se intitula como Igreja Católica mesmo não sendo Apostólica Romana (sendo de um ramo, como citado acima, de “Apostólica Tradicional”. Enfim: é separada da Santa Mãe Igreja, mas quer dar a entender que estão unidos a Roma.

O Bispo da ICAT, por fim, diz que usa água lustral (com sal) para os rituais, por ser mais forte do que a água benta.

Curioso, diferente, mas ferindo em vários aspectos a fé católica verdadeira. Uma “armadilha” para pessoas de imaturidade na fé e que se deixam levar por discursos muito bem elaborados, mesmo que parecidos em alguns aspectos do que cremos.

Assista em: https://youtu.be/vM1xCmkxh9E

– Quaresma: como tem sido e o que você tem feito?

Estamos no Tempo Quaresmal, época de conversão, introspecção, reflexão.

Tempo de rezar, ajudar e se abster mais! Rezar é se relacionar com Deus; ajudar é se relacionar com o próximo; abster-se é relacionar consigo próprio. Enfim: oração, caridade e jejum.

A propósito do JEJUM, não é para trocar carne e comer bacalhau ou camarão! É abdicar de algo que você gosta muito e reverter esse esforço em prol de outros. Se você gosta de dormir por uma hora depois do almoço, abra mão desse momento de relaxamento e reserve essa uma hora para bater papo e fazer companhia para idosos em um asilo, por exemplo.

A seguir, 40 atitudes legais para se fazer por dia na Quaresma: