– Como se Proteger nas Dificuldades?

Muitas vezes passamos por dificuldades no dia-a-dia. Além dos problemas cotidianos, existem nossas próprias fraquezas e pontualidades. Nesses últimos dias, por exemplo, tenho sofrido com a impaciência, pois, confesso, ando estressado com tantas coisas.

Nesses momentos, vale uma reflexão encorajadora, extraída de um bíblico texto de São Paulo:

Revistam-se de todas as armas de Deus para que possam resistir quando forem atacados, e para que depois de terem feito tudo continuem firmes. Mantenham-se pois firmes, cingidos com o cinturão da verdade e protegidos com o colete da justiça de Deus. Que os vossos pés estejam calçados com o zelo em anunciar o Evangelho da paz. E sobretudo a fé, pois é um escudo que vos protege contra o fogo disparado pelo inimigo sobre as vossas vidas. Também é necessário o capacete da salvação, assim como a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.”

Efésios 6,13-18

Belíssimo, não? Precisamos dos Dons do Espírito Santo para que seus Frutos possam brotar. E, para isso, precisamos estar de bem com Deus, com o próximo e conosco mesmo.

bomba.jpg

– Dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Como bom devoto de Nossa Senhora, não posso deixar de publicar: hoje é dia de uma das mais belas invocações marianas- a de Maria do Perpétuo Socorro!

Conheça sua história (extraído de CançãoNova.com):

NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Tal devoção Mariana começou a ser propagada a partir de 1870 e espalhou-se por todo o mundo. Trata-se de uma pintura do século XIII, de estilo bizantino. Segundo a tradição, foi trazida de Creta, Grécia, por um negociante. E, desde 1499, foi honrada na Igreja de São Mateus in Merulana.
Em 1812, o velho Santuário foi demolido. O quadro foi colocado, então, num oratório dos padres agostinianos. Em 1866, os redentoristas obtiveram de Pio IX o quadro da imagem milagrosa. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi colocada na Igreja de Santo Afonso, em Roma. De semblante grave e melancólico, Nossa Senhora traz no braço esquerdo o Menino Jesus, ao qual o Arcanjo Gabriel apresenta quatro cravos e uma cruz. Ela é a senhora da morte e a rainha da vida, o Auxílio dos cristãos, o socorro seguro e certo dos que a invocam com amor filial.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

bomba.jpg

– Viva São João Batista!

Hoje é dia de São João Batista, primo de Jesus, o precursor do Messias. Aquele que abria caminhos e endireitava as veredas, à espera do Salvador. Herodes o matou e entregou a sua cabeça em uma bandeja à cunhada, sua amante, pelos motivos de que denunciava o pecado e lutava pela Justiça e Amor (não o confunda com São João, o Evangelista, Apóstolo de Cristo).

Viva São João Batista, que nos ensina a servidão ao Cristo e a lutar pela Paz, Pureza e Justiça.

url.jpg

– O motivo dos Arautos do Evangelho estarem sob observação das Autoridades da Igreja Católica

Semana passada, falamos sobre uma manchete sensacionalista contra o grupo católico “Arautos do Evangelho”, onde se falava até de “Pacto com o Diabo” (relembre aqui: http://wp.me/p4RTuC-j4u).

Agora, a Folha de São Paulo publica e o UOL reproduz a reportagem “menos sensacionalista”. Dessa feita, ouviram os dois lados.

Compartilho abaixo, extraído de: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/06/22/denuncia-de-ritual-de-exorcismo-poe-grupo-catolico-brasileiro-na-mira-do-vaticano.htm?cmpid=tw-uolnot

DENÚNCIA DE RITUAL DE EXORCISMO PÕE GRUPO CATÓLICO BRASILEIRO NA MIRA DO VATICANO

  • Reprodução
    Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, ex-líder dos Arautos do Evangelho, realiza ritual

    Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, ex-líder dos Arautos do Evangelho, realiza ritual

Uma série de vídeos que apresentam rituais de exorcismo e reuniões para discutir conversas de padres com o que seriam “demônios” incorporados em fiéis colocaram o grupo religioso católico brasileiro Arautos do Evangelho sob escrutínio do Vaticano.

O UOL teve acesso a nove vídeos gravados por integrantes do grupo há cerca de um ano e meio e que foram compartilhados fora do grupo neste ano. Nestas gravações, há cenas de um monsenhor falando em latim e realizando um ritual que seria para tirar o que ele chama de demônio do corpo de duas adolescentes. Em outro, um membro dos Arautos lê um relatório que narra o diálogo entre um padre e um “demônio” que estaria incorporado em uma mulher.

Fiéis católicos denunciaram ao Vaticano a prática de rituais não condizentes com os dogmas católicos. A organização Arautos do Evangelho é um grupo subordinado ao Vaticano e surgido de uma dissidência da TFP (Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade) nos anos 90. Eles negam qualquer prática que não seja autorizada pela hierarquia eclesiástica da Igreja Católica (leia mais abaixo).

De acordo com o monsenhor José Correa, chanceler da Diocese de Bragança Paulista (interior de SP), região administrativa da Igreja Católica onde fica a principal casa dos Arautos, diversas denúncias acompanhadas dos vídeos chegaram ao conhecimento do bispo Dom Sérgio Aparecido Colombo, responsável pela diocese, em meados de abril, e foram remetidas para o Vaticano.

O bispo Colombo emitiu comunicado no início de maio afirmando que nenhuma pessoa na região da Diocese possui autorização da Igreja Católica para fazer rituais de exorcismo canônico, uma prática litúrgica rara, mas oficial da Igreja Católica, que depende de formação e autorização específicas. Hoje o Brasil possui cerca de 30 padres autorizados a realizar rituais de exorcismo oficialmente, de acordo com as regras do Direito Canônico.

“O bispo convocou representantes dos Arautos, que negaram qualquer prática irregular”, afirma Correa. Segundo ele, foi recomendada “moderação” ao grupo. Além disso, as denúncias com os vídeos, o alerta do bispo e as respostas dos Arautos foram encaminhados para a Nunciatura Apostólica no Brasil (representação do Vaticano no país), que mandou o material para o Vaticano, em Roma.

O caso foi revelado na semana passada pelo projeto “Vaticano Insider”, do jornal italiano “La Stampa”. Se for levado adiante pela congregação, em última instância pode provocar uma “visita apostólica”, ou seja, quando uma comissão do Vaticano vai a algum lugar fazer uma investigação mais aprofundada.

O que mostram os vídeos?

  • Reprodução

Em dois dos vídeos que provocaram a polêmica, jovens do sexo feminino participam de um ritual comandado pelo monsenhor João Scognamiglio Clá Dias. Nas imagens, as jovens, vestidas com a túnica característica do grupo, são tratadas como se estivessem possuídas por demônios. Ao final do ritual, é assumido por eles que foram curadas. É possível ver Dias lendo orações em latim e dando tapas diversas vezes na cabeça e no rosto das jovens atormentadas, na maioria das vezes com folhas de papel.

Em outros dois vídeos, o líder dos Arautos discute em uma reunião privada com outros membros supostas conversas que padres ligados ao grupo teriam tido com demônios (termo usado por eles) incorporados em fiéis durante rituais que não são mostrados. 

Em uma das reuniões filmadas, é dito que monsenhor Dias exorcizou uma jovem ao final de uma missa, na medida em que ela apresentaria sinais de estar possuída. Em meio ao ritual, segundo conta um integrante dos Arautos em vídeo, “o demônio teria feito revelações ao padre”, por meio da jovem que eles chamam de X durante a discussão. Insatisfeitos com o conteúdo das revelações, os Arautos teriam chamado X novamente e “invocado” o que seria este demônio de volta a ela, “para explicar melhor” o que havia dito antes. “Este é o demônio mais capaz que já resistiu entre nós”, diz o monsenhor Dias durante a discussão gravada.

Em outra reunião filmada, o grupo discute um relatório feito por um padre sobre o que ele teria “ouvido de um demônio”. Na leitura do documento, feita a um grupo de membros dos Arautos, é mencionado um episódio que fala da morte do papa Francisco. 

“Para nós, este é um assunto encerrado”

Em meio à polêmica, o líder máximo do grupo, monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, renunciou. De acordo com o padre Alex Barbosa de Brito, representante dos Arautos, o afastamento de Dias nada teve a ver com o caso dos vídeos e já vinha sendo considerado por ele havia pelo menos dois anos.

“Ele comunicou o conselho em 28 de abril, bem antes da reunião na Diocese de Bragança e o comunicado do bispo”, diz padre Alex. “Não há polêmica, não há investigação, o que existe são pessoas que não gostam da gente e ficam inventando histórias para tentar nos prejudicar. Já esclarecemos tudo ao bispo e para nós este é um assunto encerrado.”

Segundo um representante dos Arautos, padre Alex, os vídeos que parecem registrar rituais de exorcismo na verdade são uma bênção de libertação, que qualquer padre pode dar a qualquer fiel que peça isso a ele.”

O UOL procurou o padre Valeriano dos Santos da Costa, diretor da Faculdade de Teologia da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) para falar sobre o assunto. “Fiquei sabendo da história mas não vou opinar”, diz o padre. “Uma bênção de libertação pode ser muitas coisas, mas não conheço os detalhes da história.”

  • Frederic Jean – 8.fev.1993/Folhapress

    Plínio Correa de Oliveira, em foto de 1993

Os Arautos do Evangelho são um grupo oficialmente ligado à Igreja Católica que nasceu de uma ruptura no seio da TFP (Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade) após a morte do fundador Plínio Correa de Oliveira, em 1995. De acordo com a CNBB, trata-se de uma Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício. Fundada em 1960, a TFP era um grupo católico da sociedade civil ultraconservador de direita que promovia marchas e protestos contra a reforma agrária, entre outros temas, nas décadas de 1980 e 1990. Neste século, perdeu protagonismo e membros para os Arautos.

Registros são bênçãos de libertação, diz padre dos Arautos

Segundo padre Alex, dos Arautos do Evangelho, o que os vídeos apresentam não são rituais de exorcismo. “Não é um exorcismo canônico, é um ato reservado e particular que qualquer padre pode conceder a qualquer fiel que assim pedir”, afirma o padre. “São bênçãos de libertação privadas e solicitadas por quem recebe”, afirma.

Sobre as reuniões onde são discutidas supostas conversar de padres dos Arautos com o que eles chamam de demônios, ele explica que foram retiradas do contexto e que os Arautos vão processar os responsáveis pela divulgação das imagens.

“Não implicou nenhuma mudança de rumos nos Arautos do Evangelho, seja em seu relacionamento para com a Sagrada Hierarquia e a sociedade civil, seja na atuação com a imensa quantidade de aderentes do movimento. O objetivo do encontro registrado era, simplesmente, intercambiar impressões a respeito de determinados fenômenos preternaturais, num ambiente de amena e distendida intimidade”, diz o padre Alex.

Segundo ele, o grupo concluiu depois que as “revelações” não eram verdadeiras. “Muitas vezes estes fenômenos têm explicações psiquiátricas, não eram uma possessão de verdade, outras são uma informação falsa dos demônios, que tentam nos enganar a todo momento.”

Argentino fez denúncias ao Vaticano e à Diocese de Bragança

Um dos fiéis católicos que denunciou os Arautos do Evangelho à Diocese de Bragança e ao Vaticano é o gerente de projetos argentino Alfonso Beccar Varela, 53. Varela é ex-integrante da TFP. “É uma instituição da igreja que tem crenças muito estranhas e que se alegra contemplando a hipótese da morte de papa, assim como uma visão apocalíptica da realidade”, diz Varela. “Fiz a denúncia por que considero um perigo para a Santa Sé, e os católicos em geral, um grupo ter práticas como essas.”

Segundo dados deles mesmos, os Arautos do Evangelho estão hoje presentes em 78 países e contam com cerca de 200 sacerdotes. No total, são 50.557 pessoas entre homens, mulheres e “terciários” (que não fazem parte do grupo, mas de alguma forma “orbitam” ao redor dele).

Quando Plínio Corrêa (o fundador da TFP) morreu, em 1995, houve uma cisão entre dois grupos da organização, que disputam até hoje na Justiça quem tem direito ao nome e aos bens da TFP –o caso começou em 1997 e hoje está no STF (Supremo Tribunal Federal). Enquanto a TFP minguava em meio à disputa judicial, os Arautos cresciam.

  • Lalo de Almeida/Folhapress

    A Basílica Nossa Senhora do Rosário, na serra da Cantareira, que pertence aos Arautos

Recentemente, os Arautos do Evangelho protagonizaram outra polêmica. Em 2008, inauguraram uma basílica de 60 metros de altura em um terreno de 96 mil metros quadrados na serra da Cantareira, em Caieiras, na Grande São Paulo. Moradores da região questionam o tamanho da obra em área de mata, mas os Arautos conseguiram todas as licenças necessárias para a construção.

O que acontece agora

“O prefeito da Congregação, cardeal Braz de Aviz, está realizando um inquérito”, afirma o vaticanista (estudioso especializado na Igreja Católica) Andrea Tornielli, em entrevista ao UOL. O italiano foi o responsável pela revelação na imprensa da história.

“Até agora não foi feito nenhum pronunciamento sobre a alguma decisão oficial sobre o caso. Mas fontes seguras no Vaticano confirmam tudo e a Santa Sé não se pronuncia, mas também não nega nada”, afirma o jornalista. “É difícil saber no que vai dar, por que o inquérito acabou de começar. Neste tipo de caso a visita apostólica costuma ser mais frequente, mas é difícil saber ainda.”

Agora, cabe à Congregação para os Institutos de Vida Consagrada, entidade com sede no Vaticano que é comandada pelo cardeal brasileiro Braz de Aviz, decidir se vai levar uma investigação adiante ou não. Ainda não foi divulgada nenhuma decisão sobre o caso. “Não cabe a nós decidir nada, apenas passamos para o Vaticano o que estava acontecendo para eles decidirem se há algo a ser feito”, diz Correa.

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) diz, por meio de sua assessoria de imprensa, que tomou conhecimento da polêmica e que o assunto foi incluído na pauta da reunião do Conselho Permanente que acontece até esta quinta (22).

Procurados pela reportagem para comentar o assunto, representantes da Nunciatura no Brasil não responderam aos telefonemas nem aos pedidos por e-mail. Também foram procurados o cardeal Braz ou algum representante da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada, sem sucesso.

bomba.jpg

– Pastor Cláudio Duarte, que falou mal de Nossa Senhora, pede desculpas.

Oriundo da Igreja Batista, Cláudio Duarte, pastor, é marcado pelo bom humor e irreverência de suas palavras. Porém, foi infeliz numa declaração anti-ecumênica e depois se desculpou. Viram a polêmica?

O pregador disse ter ido a uma Igreja Católica e durante a Missa ministrou aos presentes dizendo queMaria não é uma divindade (IMPORTANTE – Para os católicos, Maria também não é deusa, mas sim a primeira dos cristãos, por ser esposa do Espírito Santo, serva do Pai e mãe do Filho – tendo sido imaculada por todo o sempre pela Graça de Deus). Disse mais, abaixo:

“Esses dias fui pregar em uma Igreja Católica e falei que os protestantes muitas vezes ignoram a importância de Maria. Como eu vou dizer que Maria foi uma mulher qualquer se ela foi a única mulher nessa Terra que teve o privilégio de ouvir o Filho de Deus lhe chamando de mãe (…) Mas ninguém pode ser mãe de alguém que é mais velho (…) Ela não morreu virgem e não pecou por causa disso, ela era casada com o Zé.”

O pastor posteriormente disse que foi irônico, apenas brincou e não quis ofender ninguém. Assumiu ter sido infeliz nas suas palavras, embora, tenha dito que “os católicos presentes naquela missa deram risada com o que falou”.

Sinceramente, sabe o que penso?

O Pastor Cláudio Duarte tem sido um excepcional evangelizador e reconhecidamente entendeu ter errado em tocar no assunto tão querido aos católicos: a pura VENERAÇÃO (não é adoração) à Virgem Mãe. Ecumenismo é rezar nas semelhanças da Fé a Deus, que é o mesmo para cristãos (Pai), judeus (Yaveh), islâmicos (Allah).

Sem polêmicas desnecessárias.

bomba.jpg

– Os “Arautos do Evangelho” são acusados de pacto com o Capeta?

Leio e fico coçando a cabeça

Publicado na Folha de São Paulo de hoje, mas poderia ser no Notícias Populares… (recorte abaixo)

Quer dizer que um grupo católico quer MATAR o Papa e fez pacto com o Diabo? 

E ninguém foi ouvido ou procurado para entrevista? 

Hum… sem defender ou criticar os Arautos do Evangelho (citados abaixo), mas é meio, digamos, matéria exageradamente fantasiosa, não?

bomba.jpg

– Semana Jovem de Dom Bosco

Que tal passar a semana rezando, entre amigos, ouvindo coisas boas?

É essa a proposta na Paróquia São João Bosco. Participe, jovens

Abaixo: 

– Festa de Corpus Christi

Amigos, como nesta quinta-feira celebramos uma das mais magníficas festas cristãs, compartilho esse texto sobre origens e significado do dia de Corpus Christi.

Extraído de: http://franciscamalarranha.wordpress.com/2008/05/22/o-milagre-de-lanciano/ehttp://www.portaldafamilia.org.br/datas/corpus/corpuschristi1.shtml

Significado- O MILAGRE DE LANCIANO

Por volta dos anos 700, na cidade italiana de Lanciano, viviam no mosteiro de S. Legoziano os monges basilianos e, entre eles, havia um cuja fé parecia vacilante, e ele era perseguido todos os dias pela dúvida de que a hóstia consagrada fosse o verdadeiro Corpo de Cristo e o vinho o Seu Verdadeiro Sangue.

Foi quando, certa manhã, celebrando a Santa Missa, mais do que nunca atormentado pela dúvida, após proferir as palavras da Consagração, ele viu a hóstia converter-se em Carne viva e o vinho em Sangue vivo.

Sentiu-se confuso e dominado pelo temor diante de tão espantoso milagre.
Até que em meio a transbordante alegria, o rosto banhado em lágrimas, voltou-se para as pessoas presentes e disse:

Ó bem-aventuradas testemunhas diante de quem, para confundir minha incredulidade, o Santo Deus quis desvendar neste Santíssimo Sacramento e tornar-se visível aos vossos olhos. Eis aqui a Carne e o Sangue do nosso Cristo muito amado!”

A estas palavras os fiéis se precipitaram para o altar e começaram também a chorar e a pedir misericórdia. Logo a notícia se espalhou por toda a pequena cidade, transformando o Monge em um novo Tomé.

Aos reconhecimentos eclesiásticos do Milagre, veio juntar-se o pronunciamento da Ciência Moderna através de minuciosas e rigorosas provas de laboratório.
Após algum tempo de trabalho, exatamente a 4 de março de 1971, os pesquisadores publicaram um relatório contendo o resultado das análises:

– a Carne é verdadeira carne e o Sangue é verdadeiro sangue;

– a Carne é do tecido muscular do coração (miocárdio);

– a Carne e o Sangue são do tipo AB e pertencem à espécie humana;

– a conservação da Carne e do Sangue, deixados ao natural por 12 séculos e ex-postos à ação de agentes atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário.
Outro detalhe inexplicável: pesando-se as bolotas de sangue coagulado (e todas são de tamanho e forma diferentes) cada uma delas tem exatamente o mesmo peso das cinco bolotas juntas.

Deus parece brincar com o peso normal dos objetos.

Depois que foram conhecidas as conclusões dessa pesquisa científica, os peregrinos vêm de toda parte venerar a Hóstia que se tornou Carne e o Vinho consagrado que se tornou Sangue.

É bem uma prova direta de que Jesus Cristo ressuscitou verdadeiramente, de que a Eucaristia é o Corpo e o Sangue de Cristo glorioso, assentado à direita do Pai e que, tendo saído do túmulo na manhã de Páscoa, não pode mais morrer.

É assim que o Milagre de Lanciano, desafiando a ação do tempo e toda a lógica da ciência humana, se apresenta aos nossos olhos como a prova mais viva e palpável de que o “COMEI TODOS E BEBEI…”, mais do que uma simples simbologia como possa parecer, é o sinal Divino de que no Sacramento da Eucaristia está o alimento do nosso espírito, da nossa fé e da nossa esperança nas promessas de Cristo para a nossa Salvação.

******
CORPUS CHRISTI

A Festa de Corpus Christi, celebrada desde o século XIII, expressa a fé do povo católico, que enfeita as ruas para a procissão do Corpo de Jesus Cristo.

Corpus Christi é uma festa popular, na qual a comunidade se empenha em criar enormes extensões de tapetes coloridos, nos quais a fé é traduzida em arte.

História — A celebração de Corpus Christi teve início na diocese de Liège, na Bélgica, onde a festa começou a ser comemorada em 1246.

O dia dedicado ao Santíssimo Sacramento é a Quinta-feira Santa, quando Cristo celebrou a Santa Ceia com os Apóstolos e instituiu a Eucaristia.

“Não há tempo para darmos aquelas homenagens que Cristo merece, porque, logo em seguida, vem o luto da Sexta-feira Santa e toda a atenção dos fiéis é dirigida à Morte de Jesus na cruz e sua Ressurreição na Páscoa.

Então, a festa de Corpus Christi, é uma complementação da instituição da Santíssima Eucaristia na Quinta-feira Santa.

******

ORIGENS

A tradição de fazer o tapete com folhas e flores vem dos imigrantes açorianos. Essa tradição praticamente desapareceu em Portugal continental, onde teve origem, mas foi mantida nos Açores e nos lugares onde chegaram seus imigrantes, como por exemplo Florianópolis.

O barroco enriqueceu esta festa com todas as suas características de pompa. Em todo o Brasil esta festa adquiriu contornos do barroco português. Corpus Christi é celebrado desde a época colonial com uma profusão de cores, música expressões de grandeza. No Brasil, a tradição de se fazer os tapetes de ruas acontece em inúmeras cidades, geralmente com voluntários que começam os preparativos dias antes da solenidade e varam a noite trabalhando.

url.jpg

– Santo Antonio, Pai dos Pobres!

E hoje é dia de Santo Antonio (chamado por alguns “de Pádua” ou de “Lisboa” – locais onde viveu santamente).

Você sabia que a história de santo casamenteiro só existe entre nós? Santo Antonio é conhecido lá fora como “pai dos pobres”.

Pobre, humilde, desprovido de alta intelectualidade… mas magnífico nas questões de fé. Esse era o perfil deste santíssimo homem.

Santo Antonio, rogai por nós!

url.jpg

– Festejando a Santíssima Trindade

Hoje é dia de júbilo aos católicos. Celebra-se a Festa da Santíssima Trindade, sempre no domingo posterior ao Pentecostes.

O catecismo da Igreja explica: Deus é Uno e Trino – um só Deus em essência, mas três em pessoas, que se manifesta no Pai Criador, que ama tanto o mundo que nos enviou seu Filho Salvador, cujo amor ilimitado gera o Espírito Santo paráclito!

Portanto, adoremos a Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo (Santíssima Trindade) hoje e sempre.

bomba.jpg

– Dia de Celebrar Pentecostes – os dons e frutos do Espírito Santo!

Hoje é um dia especial para a Comunidade Católica: é dia de Pentecostes, onde se recorda a descida do Espírito Santo sobre Maria e os discípulos, impulsionando-os à Missão Evangelizadora.

Nas celebrações de hoje, se recorda que Ele nos dá 7 dons: Fortaleza, Sabedoria, Ciência, Conselho, Entendimento, Piedade e Temor a Deus. E através deles podemos colher 12 frutos: a Caridade, a Alegria, a Paz, a Paciência, a Longanimidade, a Bondade, a Benignidade, a Mansidão, a Fidelidade, a Modéstia, a Continência e a Castidade.

Vale refletir: como está a nossa relação com Deus? Estamos abertos ao Espírito Santo?

bomba.jpg

– Nossa Senhora da Visitação

Hoje a Igreja Católica relembra a Festa da Visitação de Nossa Senhora. É a solenidade que se recorda quando a Virgem Maria, mãe de Jesus, está grávida e visita sua prima Isabel (em algumas traduções, Elisabeth), que na velhice engravidou e gerou João Baptista.

Nos Evangelhos, conta-se que João estremeceu no ventre ao perceber a presença do Cristo Salvador, cheio do Espírito Santo. E nesse momento, Maria canta o belíssimo Magnificat, inspirado nos textos do profeta Isaías.

Lindíssimo!

MAGNIFICAT

A minh’alma engrandece o Senhor,
exulta meu espírito em Deus, meu Salvador!
Porque olhou para a humildade de sua serva,
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita!

O Poderoso fez em mim maravilhas,
e Santo é seu nome!
Seu amor para sempre se estende,
sobre aqueles que O temem!

Manifesta o poder de seu braço,
dispersa os soberbos;
derruba os poderosos de seus tronos
e eleva os humildes;
sacia de bens os famintos,
despede os ricos sem nada.

Acolhe Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,
como havia prometido a nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos para sempre!

Se preferir, ouça e assista em: https://www.youtube.com/watch?v=SBWbw9NTtwg

bomba.jpg

– Festa da Ascensão do Senhor

Neste domingo, a Liturgia celebra a festa do retorno de Jesus ao Céu. Após sua crucificação, Ele permaneceu ressuscitado por 40 dias entre nós e subiu ao Pai, conforme os Evangelhos.

E aí fica a reflexão para esse domingo: confiamos que um dia nós seremos levados ao Céu (não materialmente, mas no sentido da fé cristã de Ressurreição)? O que fazemos para esse merecimento? Como tem sido nossas ações?

Vale meditar sobre nossa conduta.

bomba.jpg

– Viva Nossa Senhora Auxiliadora

Neste 24 de maio, é dia de alegria aos devotos marianos: celebra-se o título de Senhora Auxiliadora à Virgem Maria!

Extraído de: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=232472

DIA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Esta invocação mariana encontra suas raízes no ano 1571, quando Selim I, imperador dos turcos, após conquistar várias ilhas do Mediterrâneo, lança seu olhar de cobiça sobre toda a Europa. O Papa Pio V, diante da inércia das nações cristãs, resolveu organizar uma poderosa esquadra para salvar os cristãos da escravidão muçulmana. Para tanto, invocou o auxílio da Virgem Maria para este combate católico.
A vitória aconteceu no dia 7 de outubro de 1571. Afastada a perseguição maometana, o Santo Padre demonstrou sua gratidão à Virgem acrescentando nas ladainhas loretanas a invocação: Auxiliadora dos Cristãos.

No entanto, a festa de Nossa Senhora Auxiliadora só foi instituída em 1816, pelo Papa Pio VII, a fim de perpetuar mais um fato que atesta a intercessão da Santa Mãe de Deus: Napoleão I, empenhado em dominar os estados pontifícios, foi excomungado pelo Sumo Pontífice. Em resposta, o imperador francês seqüestrou o Vigário de Cristo, levando-o para a França. Movido por ardente fé na vitória, o Papa recorreu à intercessão de Maria Santíssima, prometendo coroar solenemente a imagem de Nossa Senhora de Savona logo que fosse liberto.

O Santo Padre ficou cativo por cinco anos, sofrendo toda espécie de humilhações. Uma vez fracassado, Napoleão cedeu à opinião pública e libertou o Papa, que voltou a Savona para cumprir sua promessa. No dia 24 de maio de 1814, Pio VII entrou solenemente em Roma, recuperando seu poder pastoral. Os bens eclesiásticos foram restituídos. Napoleão viu-se obrigado a assinar a abdicação no mesmo palácio onde aprisionara o velho pontífice.

Para marcar seu agradecimento à Santa Mãe de Deus, o Papa Pio VII criou a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, fixando-a no dia de sua entrada triunfal em Roma.

O grande apóstolo da juventude, Dom Bosco, adotou esta invocação para sua Congregação Salesiana porque ele viveu numa época de luta entre o poder civil e o eclesiástico. A fundação de sua família religiosa, que difunde pelo mundo o amor a Nossa Senhora Auxiliadora, deu-se sob o ministério do Conde Cavour, no auge dos ódios políticos e religiosos que culminaram na queda de Roma e destruição do poder temporal da Igreja. Nossa Senhora foi colocada à frente da obra educacional de Dom Bosco para defendê-la em todas as dificuldades.

No ano de 1862, as aparições de Maria Auxiliadora na cidade de Spoleto marcam um despertar mariano na piedade popular italiana. Nesse mesmo ano, São João Bosco iniciou a construção, em Turim, de um santuário, que foi dedicado a Nossa Senhora, Auxílio dos Cristãos.

A partir dessa data, Dom Bosco, que desde pequeno aprendeu com sua mãe Margarida, a confiar inteiramente em Nossa Senhora, ao falar da Mãe de Deus, lhe unirá sempre o título Auxiliadora dos Cristãos. Para perpetuar o seu amor e a sua gratidão para com Nossa Senhora e para que ficasse conhecido por todos e para sempre que foi “Ela (Maria) quem tudo fez”, quis Dom Bosco que as Filhas de Maria Auxiliadora, congregação por ele fundada juntamente com Santa Maria Domingas Mazzarello, fossem um monumento vivo dessa sua gratidão.

Dom Bosco ensinou aos membros da família Salesiana a amarem Nossa Senhora, invocando-a com o título de AUXILIADORA. Pode-se afirmar que a invocação de Maria como título de Auxiliadora teve um impulso enorme com Dom Bosco. Ficou tão conhecido o amor do Santo pela Virgem Auxiliadora a ponto de Ela ser conhecida também como a “Virgem de Dom Bosco”.

Escreveu Dom Bosco: “A festa de Maria Auxiliadora deve ser o prelúdio da festa eterna que deveremos celebrar todos juntos um dia no Paraíso”.

ORAÇÃO À NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Ó Santíssima e Imaculada Virgem Maria,
terníssima Mãe nossa e poderoso Auxílio dos Cristãos,
nós nos consagramos inteiramente
ao vosso doce amor e ao vosso santo serviço.
Consagramo-vos a mente com seus pensamentos,
o coração com seus afectos, o corpo com seus sentidos
e com todas as suas forças,
e prometemos querer sempre trabalhar
para a maior glória de Deus e a salvação das almas.
Vós, entretanto, ó Virgem incomparável,
que fostes sempre a Auxiliadora do povo cristão,
continuai, por piedade, a mostrar-vos tal,
especialmente nestes dias.
Humilhai os inimigos de nossa Santa Religião
e frustrai seus perversos intentos.
Iluminai e fortificai os Bispos e os Sacerdotes,
e conservai-os sempre unidos
e obedientes ao Papa, mestre infalível;
preservai da religião e do vício a incauta mocidade;
promovei as santas vocações
e aumentai o número dos ministros sagrados,
a fim de que, por meio deles,
se conserve o reino de Jesus Cristo entre nós
e se estenda até os últimos confins da terra.
Suplicamo-vos também, ó dulcíssima Mãe nossa,
lanceis continuamente vossos olhares piedosos
sobre a incauta mocidade rodeada de tantos perigos,
sobre os pobres pecadores e moribundos;
sede para todos, ó Maria, doce esperança,
Mãe de misericórdia e Porta do Céu.
Mas também por nós vos suplicamos, ó grande Mãe de Deus.
Ensinai-nos a copiar em nós vossas virtudes,
e de um modo especial vossa angélica modéstia,
a fim de que, por quanto for possível, com nossa presença,
com nossas palavras e com nosso exemplo,
representemos ao vivo no meio do mundo
a Jesus, vosso bendito Filho,
vos façamos conhecer e amar,
e possamos por este meio salvar muitas almas.
Fazei mais, ó Maria Auxiliadora,
que estejamos todos unidos
debaixo do vosso maternal manto.
Fazei que nas tentações
vos invoquemos logo com toda a confiança.
Fazei, enfim, que o pensamento
de que sois tão boa, tão amável e tão querida,
a lembrança do amor que tendes aos vossos devotos,
nos conforte de tal modo que, na vida e na morte,
saiamos vitoriosos contra os inimigos de nossa alma,
e possamos depois unir-nos convosco no Paraíso. Amém.

Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por nós.

imgres.jpg

– Dia de Santa Rita de Cássia!

Amigos, hoje é dia de Santa Rita de Cássia! Conheça um pouco a história dessa magnífica serva de Deus:

PERFIL HISTÓRICO DE SANTA RITA DE CÁSSIA

Santa Rita nasceu em 1381 e morreu aos 22 de maio de 1457. Estas duas datas tradicionais foram consideradas corretas pelo Papa Leão XIII quando a proclamou Santa no dia 24 de maio de 1900.

Rita, filha única de Antonio Lotti e Amata Ferri, nasceu em Roccaporena, a 5 km de Cássia, e foi batizada com o nome de Margarida (MargaRITA) em Santa Maria do Povo, também em Cássia. Seus pais eram “pacificadores de Cristo” nas lutas políticas e familiares entre os Guelfi e os Ghibelini. Deram o melhor de si mesmo na educação de Rita, ensinando-a, inclusive a ler e escrever.

Aos 16 anos Rita se casou com Paolo di Ferdinando Mancini, jovem de boas intenções, mas vingativo. Tiveram dois filhos. Com uma vida simples, rica de oração e de virtudes, toda dedicada à família, ela ajudou o marido a converter-se e a levar uma vida honesta e laboriosa. Sua existência de esposa e mãe foi abalada pelo assassinato do marido, vítima do ódio entre facções.Rita conseguiu ser coerente com o Evangelho perdoando plenamente todos aqueles que lhe causaram tanta dor.Os filhos, ao contrário, influenciados pelo ambiente e pelos parentes, eram inclinados à vingança. A mãe, para evitar que se destruíssem humana e espiritualmente, pediu a Deus que tirasse a vida deles, pois ela preferiu vê-los mortos que manchados com sangue da vingança.

Ambos, ainda jovens, viriam a falecer em conseqüência de doenças naturais.

Rita, viúva e sozinha, pacificou os ânimos e reconciliou as famílias com a força da oração e do amor; só, então, pôde entrar no mosteiro agostiniano de santa Maria Madalena, de Cássia, onde viveu por 40 anos, servindo a Deus e ao próximo com uma generosidade alegre e atenta aos dramas do seu ambiente e da Igreja do seu tempo.

Nos últimos 15 anos Santa Rita teve sobre a testa o estigma de um dos espinhos de Cristo, completando, assim, na sua carne os sofrimentos de Jesus.

Foi venerada como santa imediatamente após a sua morte, como atestam o sacófago e o Códex miraculorum, ambos documentos de 1457-1462. Seus ossos, desde 18 de maio de 1947, repousam no Santuário, na urna de prata e cristal fabricada em 1930. Recentes exames médicos informaram que sobre a testa, à esquerda, existem traços de uma ferida óssea (osteomielite). O pé direito apresenta sinais de uma doença sofrida nos últimos anos, talvez uma inflamação no nervo ciático. Sua altura era de 1,57m. O rosto, as mãos e os pés estão mumificados, enquanto que sob o hábito de religiosa agostiniana existe, intacto, o seu esqueleto.

AS MENSAGENS DE SANTA RITA

Não existem livros, cartas ou diários escritos por Santa Rita. A sua mensagem provém de sua vida simples e heróica. Santa Rita é uma grande evangelizadora. Ela não anuncia a si mesma, mas o Senhor Jesus e a força do seu Mistério Pascal de cruz e Ressurreição. Santa Rita é a manifestação vigorosa do Espírito Santo, que fala e age também na Igreja e no mundo de hoje.

1. MENSAGEM ÀS MULHERES

Santa Rita, antes de mais nada, quer transmitir sua mensagem às mulheres de todas as idades e condições, porque ela conhecer pessoalmente os papéis femininos de filha, esposa, mãe, viúva e religiosa.

Santa Rita anuncia à mulher, o evangelho da liberdade, liberdade der ser ela mesma, de defender a própria dignidade e a de quem é mais fraco.

Ela proclama o evangelho da interioridade, porque sem esta, não existe liberdade, e as coisas passageiras podem facilmente seduzir e escravizar o coração.

Santa Rita encarna o evangelho do serviço, porque somente quem perde a própria vida por amor a encontra verdadeiramente.

2. MENSAGEM AOS CÔNJUGES

Santa Rita anuncia aos esposos o evangelho da fidelidade ao próprio cônjuge.

Ela proclama o evangelho do perdão, porque quem erra anda errante e somente será ajudado se não for condenado por nós.

3. MENSAGEM AOS PAIS

Aos pais, Santa Rita anuncia o evangelho da coerência, porque, de fato, só se é educador pelo exemplo.

Ela anuncia o evangelho da confiança, para que, a família, egoisticamente, não se feche ao futuro e não destrua a vida.

Ela proclama o evangelho da oração, porque abrir-se a Deus, significa construir a própria família sobre a rocha.

4. MENSAGEM AOS JOVENS

Santa Rita se dirige aos jovens de hoje como uma mãe aos próprios filhos.

Ela anuncia aos jovens o evangelho da esperança, porque a vida tem sentido, porque Deus nos ama e não nos deixa sozinhos.

Ela proclama o evangelho da obediência, porque somente partindo da humildade se constroem grandes coisas

Santa Rita anuncia aos jovens o evangelho da generosidade, porque com esforço próprio pode-se superar a lógica do ódio e da violência.

5. MENSAGEM A QUEM SOFRE

A quem sofre Santa Rita anuncia o evangelho da proximidade do Deus Crucificado, Consolador e Salvador.

Ela proclama o evangelho da fortaleza em carregar a própria cruz junto a Cristo.

Santa Rita encarna o evangelho da compaixão, porque sofre com quem sofre e socorre todo sofrimento com a sua poderosa intercessão.

6. MENSAGEM AOS CONSAGRADOS

À pessoa consagrada (religiosos e religiosas) Santa Rita anuncia o evangelho da alegria que surge da doação total a quem vale muito mais do que o cêntuplo: o Senhor Jesus.

Ela proclama aos consagrados o evangelho da comunhão, porque na tensão em configurar-se a Cristo “não mais exista homem ou mulher, e todas as divisões sejam superadas”.

Enfim, a todas as pessoas que encontra, Santa Rita anuncia o evangelho da paz universal, para que sejamos todos sempre irmãos e irmãs, filhos e filhas do mesmo Pai.

Fonte: www.santarita-oar.org.br

imgres.jpg