– Na união, seremos mais fortes!

Do Papa Francisco para os fieis, via Twitter:

“Rezemos juntos para que o Senhor nos dê a graça da unidade entre nós. Nas dificuldades deste tempo, nos faça descobrir a comunhão entre nós, a unidade que é superior a qualquer divisão”.

Precisamos disso: união! De pessoas das diferentes crenças, dos diversos conceitos políticos, das raças, dos sexos… enfim: de uma humanidade unida.

Se nos dividirmos, tudo ficará mais difícil!

bomba.jpg

– Adorar Jesus na Eucaristia!

Quinta-feira é dia reservado pela Igreja Católica à Adoração ao Santíssimo Sacramento. Sendo assim, rezemos:

ORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO por Santo Afonso de Ligório.

Senhor meu Jesus Cristo, que pelo amor que tendes aos homens, estais de noite e de dia neste Sacramento, todo cheio de piedade e de amor, esperando, chamando e recebendo todos os que vêm visitar-Vos; eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento do altar.

Eu vos adoro do abismo do meu nada e vos dou graças por todos os benefícios que me tem feito; especialmente por vós mesmo dardes a mim neste sacramento; por me terdes concedido como advogada vossa Mãe Santíssima, e por me terdes chamado a visitar-vos nesta igreja.

Eu vos saúdo, pois hoje, o vosso amantíssimo Coração, e a minha intenção é fazê-lo por três motivos: primeiro, em ação de graças por esta grande dádiva; segundo, para compensar-vos de todas as injúrias que tendes recebido, neste Sacramento, de todos os vossos inimigos; terceiro, com intenção de adorar-Vos, nesta visita, em todos os lugares da terra onde vossa presença sacramental está menos reverenciada e em maior abandono.

Meu Jesus, eu vos amo de todo o meu coração; pesa-me de ter, no passado, tantas vezes ofendido a vossa divina bondade.

Proponho, com o auxílio de vossa graça, nunca mais ofender-vos para o futuro.

E, no presente, miserável qual sou, eu me consagro todo a Vós e renuncio toda a própria vontade.

Recomendo-vos as almas do purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e da Bem-aventurada Virgem Maria.
Recomendo-vos também todos os pobres pecadores.

Finalmente, desejo unir, meu querido Salvador, todos os meus afetos com os de vosso amorosíssimo Coração; e, assim unidos, os ofereço a vosso Eterno Pai e lhe peço em vosso nome que por vosso amor os queira aceitar e atender. Amém.

bomba.jpg

– Dom Odilo no Roda Viva!

Uma ótima entrevista do Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, ao Programa Roda Viva da TV Cultura, na última 2a feira.

Sem fazer media, objetivo e incisivo, o líder religioso mostrou a visão católica de temas importantes para a sociedade, não fugindo nem mesmo aos temas ditos “mais penosos” à Igreja.

Para quem não teve oportunidade de assistir, em: https://www.youtube.com/watch?v=hqDe-WMA_TM

– Oração da Noite:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Deus amado e querido; Trindade Santa que sois Pai, Filho e Espírito Santo: obrigado por mais um dia vivido, de ter me permitido gozar todas as coisas temporais e atemporais. Agradeço, principalmente, por ter me acolhido e amado hoje, pois sou um servo fraco e pecador. 

Pai Todo Poderoso, louvado seja pelo dom da vida, pela nossa casa, pela nossa família e pela nossa saúde. Obrigado por, mesmo eu sendo indigno, me ter dado pessoas maravilhosas para conviver. Perdoe pelos meus erros e minhas falhas, especialmente pelas vezes que me esqueci que a Providência Divina é infinita. Se o Senhor ama até os passarinhos e outras criaturas da natureza, como abandonaria nós, seus filhos? Ama-nos tanto, que deu seu Filho Amado, Jesus Cristo, como Redentor do Mundo!

Cristo, Cordeiro de Deus, Deus Filho, Único, Fiel e Verdadeiro, louvado e bendito seja porque mesmo antes de eu nascer, aceitou a cruz pela remissão dos meus pecados. Tu és meu Senhor, meu Guia, meu Mestre e Salvador. Quero ser sempre seu discípulo, a fim de me tornar Sal da Terra e Luz do mundo. Não me deixe cair em tentação nos meus pensamentos desta noite, faz-me instrumento do seu amor. Perdoe-me pelas inúmeras vezes que me fiz surdo ao seu chamado e me fechei com um coração de pedra. O Senhor é a Água Viva que lava as minhas manchas, me cura e me salva. Está com o Pai e com Ele nos dá tantas bençãos e Graças enviando-nos o Paráclito Divino!

Ó Espírito Santo, força dos humildes! Iluminou-me na jornada que se encerrou, dando-me seus Dons para o serviço do Reino dos Céus já aqui nesta terra. Perdoa-me quando não usei meus talentos para o bem comum, ou quando me escondi do chamado da Evangelização. Capacita-me para que amanhã eu seja melhor do que hoje, para que minhas decisões, mesmo que incompreensíveis pela minha insignificância, sejam sábias pelo Auxílio Divino. Sabe o que é melhor para cada um de seus servos. Que eu seja dócil à sua ação em todos os lugares e momentos, e obrigado por já ter me permitido isso  nesse dia que terminou. Louvado, glorificado e adorado seja, ó Defensor dos Pobres, pois através do Senhor poderemos colher seus Frutos Celestiais. 

Enfim, Santíssima Trindade que é um só Deus em essência, trino em pessoas e infinito em misericórdia, abençoa minha família e amigos (cite-os nominalmente, se possível), ajude-me no meu trabalho, nos meus estudos e em todos os afazeres. Me faz desapegado do dinheiro e da vaidade, e socorre-me nas minhas contas e compromissos. Livra-me da violência urbana, física, mental e espiritual, dando-me a saúde da alma. Olhe pelos que sofrem hoje e usa-me como auxílio a estes necessitados. Pelos sem casa, sem terra, sem família e pelos abandonados, doentes e famintos, vele por eles por mais esta noite que se inicia. Obrigado por me ouvir e me abençoar desde cedo por tudo que vivi hoje. Que eu possa testemunhar pelos que não crêem ou perderam a esperança.

Pai Nosso que estais nos Céus, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossa ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação mas livrai-nos do mal. Amém.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio agora e sempre, por todos os séculos e séculos. Amém. 

Ó Maria, querida Mãe, Nossa Senhora e Co-redentora, cubra-me com seu manto de amor. A Senhora que é a Serva do Pai, a Mãe do Filho e a Esposa do Espírito Santo, me guardou no seu colo carinhoso e sempre intercedeu por minha família. Confio no seu contínuo socorro, pois é a Rainha da Paz. Ajude diariamente na minha conversão,  como já fez hoje, para que eu seja transformado por Jesus “de água para vinho” como pediu pelos noivos em Caná da Galiléia. Rogue por nós, ó Mãe amada, pois lhe venerando conseguirei com mais afinco a aprender servir o Cristo e adorá-lo!

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

Santo Anjo da Guarda, obrigado porque acompanhou-me por mais um dia, ó amigo inigualável que nunca me abandonou (mesmo quando eu lhe esqueço). Obrigado por estar ao meu lado no combate espiritual. Hoje, como toda noite, peço-lhe que me livre das trevas do pecado e guie-me no caminho da Luz Divina. Ajude-me para que eu tenha uma santa noite e um bom descanso.

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarda, me governa e me ilumina. Amém.

Boa noite.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Mensagens de Boa Noite de Deus - Compartilhe o Amor Divino! 💒

– Oração da Manhã:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Deus amado e querido; Trindade Santa que é Pai, Filho e Espírito Santo: obrigado por mais um dia a viver. Me permita gozar todas as coisas temporais e atemporais. Agradeço, principalmente, por me acolher e amar, pois sou um servo fraco e pecador. 

Pai Todo Poderoso, louvado seja pelo dom da vida, pela nossa casa, pela nossa família e pela nossa saúde. Obrigado por, mesmo eu sendo indigno, me ter dado pessoas maravilhosas para conviver. Perdoe pelos meus erros e minhas falhas, especialmente pelas vezes que me esqueço que a Providência Divina é infinita. Se o Senhor ama até os passarinhos e outras criaturas da natureza, como abandonaria nós, seus filhos? Ama-nos tanto, que deu seu Filho Amado, Jesus Cristo, como Redentor do Mundo!

Cristo, Cordeiro de Deus, Deus Filho, Único, Fiel e Verdadeiro, louvado e bendito seja porque mesmo antes de eu nascer, aceitou a cruz pela remissão dos meus pecados. Tu és meu Senhor, meu Guia, meu Mestre e Salvador. Quero ser seu discípulo sempre, para ser Sal da Terra e Luz do mundo. Não me deixe cair em tentação nos meus pensamentos neste novo dia que nasce, faz-me instrumento do seu amor. Perdoe-me pelas inúmeras vezes que me fiz surdo ao seu chamado e me fechei com um coração de pedra. O Senhor é a Água Viva que lava as minhas manchas, que me cura e me salva. Está com o Pai e com Ele nos dá tantas bençãos e Graças enviando-nos o Paráclito Divino!

Ó Espírito Santo, força dos humildes! Ilumina-me na jornada que se inicia, dando-me seus Dons para o serviço do Reino dos Céus já aqui nesta terra. Perdoa-me quando não usei meus talentos para o bem comum, ou quando me escondi do chamado da Evangelização. Capacita-me para que hoje eu seja melhor do que ontem, a fim de que minhas decisões, mesmo que incompreensíveis pela minha insignificância, sejam sábias pelo Auxílio Divino. Sabe o que é melhor para cada um de seus servos. Que eu seja dócil à sua ação em todos os lugares e momentos. Louvado, glorificado e adorado seja, ó Defensor dos Pobres, pois através do Senhor poderemos colher seus Frutos Celestiais. 

Enfim, Santíssima Trindade que é um só Deus em essência, trino em pessoas e infinito em misericórdia, abençoa minha família e amigos (cite-os nominalmente, se possível), socorre-me no meu trabalho, nos meus estudos e em todos os afazeres. Me faz desapegado do dinheiro e da vaidade, e ajude-me nas minhas contas e compromissos. Livra-me da violência urbana, física, mental e espiritual, dando-me a saúde da alma. Olhe pelos que sofrem hoje e usa-me como auxílio a estes necessitados. Pelos sem casa, sem terra, sem família e pelos abandonados, doentes e famintos, vele por eles por mais este dia que se inicia. Obrigado por me ouvir e me abençoar desde o nascer até o por do sol. Que eu possa testemunhar pelos que não crêem ou perderam a esperança.

Pai Nosso que estais nos Céus, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossa ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação mas livrai-nos do mal. Amém.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio agora e sempre, por todos os séculos e séculos. Amém. 

Ó Maria, querida Mãe, Nossa Senhora e Co-redentora, cubra-me com seu manto de amor. A Senhora que é a Serva do Pai, a Mãe do Filho e a Esposa do Espírito Santo, me guarde no seu colo carinhoso e sempre interceda por minha família. Confio no seu contínuo socorro, pois é a Rainha da Paz. Ajude diariamente na minha conversão, como já fez ontem e fará hoje, para que eu seja transformado por Jesus “de água para vinho” como pediu pelos noivos em Caná da Galiléia. Rogue por nós, ó Mãe amada, pois lhe venerando conseguirei com mais afinco a aprender servir o Cristo e adorá-lo!

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

Santo Anjo da Guarda, obrigado porque acompanhou-me por mais uma noite, ó amigo inigualável que nunca me abandonou (mesmo quando eu lhe esqueço). Obrigado por estar ao meu lado no combate espiritual. Hoje, como todo dia, peço-lhe que me livre das trevas do pecado e guie-me no caminho da Luz Divina. Ajude-me para que eu tenha um santo dia e uma boa jornada.

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarda, me governa e me ilumina. Amém.

Bom dia.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Bom Dia Abençoado de Deus – Mensagens de Bom Dia

– Por um pouquinho de coerência…

Os ônibus não estão limitados à capacidade de 35% de ocupação, e ao invés das empresas colocarem mais carros, estão lotados. Idem aos metrôs e trens, onde o Poder Público permite aglomerações – sem se preocupar em ajudar as pessoas a se manterem espaçadas nos vagões.

Leio que até o domingo (dia 18), Bragança Paulista continuará proibindo celebrações religiosas coletivas. Nem com 30, 20 ou 10%. Nem com álcool gel, distanciamento, e outros cuidados necessários. Proibido e ponto final.

Acontece que as escolas particulares estão liberadas, com as recomendações de segurança. Os Lagos onde se faz atividade física, idem. As lojas de material para construção, também.

Já experimentou ir a uma agência bancária no Centro? Há filas quilométricas… Lembre-se que a tecnologia nos permite fazer quase todas as atividades bancárias pela Web.

Ou algo mais objetivo: tente fazer alguma coisa nos Correios: “entupidos de gente”!

A questão não passa a ser o “libera tudo”, “fecha tudo” ou “classifique-se o que é essencial ou não”. Mas sim: a coerência do critério.

Em um templo de capacidade para 400 pessoas, se lá estiverem 25%, que são 100 distanciadas (e estariam bem distanciadas), de máscaras, em ambiente arejado, utilizando-se de álcool gel e com todos os cuidados necessários, onde estará o risco de contágio?

Ou a Ciência ficou deixada de lado, ou quem determina esses critérios é, de maneira clara, incompetente na avaliação. 

Sinceramente, não penso ser perseguição religiosa, mas burrice mesmo. Ou, para ser respeitoso, uma questão de má vontade.

E você, o que pensa sobre isso?

Fotos de Icono de escudo con la bandera de israel aislado en blanco,  Imágenes de Icono de escudo con la bandera de israel aislado en blanco ⬇  Descargar | Depositphotos

– A Revolução do Bem pelos Focolares

Chiara Lubich, fundadora do movimento católico “Focolares”, deixou esse dito:

A Nossa Revolução não consiste simplesmente em combater o mal, mas em fazer o bem”.

Correto! A Paz, o Bem e o Amor são maiores do que uma simples antítese.

bomba.jpg

– Domingo da Divina Misericórdia.

Os domingos posteriores a Festa da Páscoa são conhecidos como “Domingo da Misericórdia”; dia de perdão, caridade e serviço. A data foi instituída pelo saudoso Papa João Paulo II, hoje santo da Igreja Católica.

Cá com meus botões: o mundo não seria diferente se todos os dias tivéssemos esse propósito?

Hoje é celebrada a Festa da Divina Misericórdia

– A tradição da devoção à Virgem Maria aos sábados.

Os sábados são dedicados pelo Catolicismo às preces para Nossa Senhora. E você sabe por quê?

Abaixo, extraído do site da Comunidade Canção Nova, em: https://santuario.cancaonova.com/artigos-religiosos/figura-da-virgem-maria-no-sabado-santo/

A FIGURA DA VIRGEM MARIA NO SÁBADO SANTO

Por Áurea Maria

De acordo com a tradição Católica, o sábado é dedicado à Maria Santíssima, porque no Primeiro Sábado Santo Ela esteve sem Jesus vivo e por isso este foi o dia de sua fé absoluta e perfeita. Dia no qual a fé permaneceu apenas na Virgem Maria, de tal maneira que somente Ela, naquele dia, foi a única Igreja. De fato, Maria foi naquele sábado a chama ardente, a lâmpada inextinguível que iluminou com sua fé a terrível noite da Paixão (Pv 31,18). Enquanto tudo ao seu redor vacilava com medo, Ela ficou como coluna imóvel: Junto à cruz de Jesus estava de pé sua mãe (Jo 19, 25). Neste dia de trevas profundas e do abandono mais cruel, também foi o dia em que Sua fé brilhou de maneira mais sublime.

Foi durante a paixão de Jesus que Maria conquistou a coroa e mereceu estar associada à Sua redenção e, apesar do sofrimento atroz que enfrentou, guardou o recolhimento mais perfeito e o silêncio mais inefável. O Primeiro Sábado Santo foi o dia mais amargo para Nossa Senhora, no qual ela participou no mais alto grau do mesmo abandono e da mesma aflição misteriosa do Filho no Calvário. Nunca, como neste dia, Maria fez próprias, as palavras de Jesus: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?” (Mc 15,34). Assim sendo, pode-se afirmar que as palavras de São Paulo: “o justo vive pela fé” (Rom. 1,17), se aplicam de maneira excelente a Nossa Senhora, pois é a mais perfeita das almas depois de Jesus Cristo. 

“Bem-aventurada aquela que acreditou que se cumpriria o que lhe foi dito da parte do Senhor” (Lc 1,45)

De fato, nunca existiu nem haverá fé mais profunda que a dela: “Bem-aventurada aquela que acreditou que se cumpriria o que lhe foi dito da parte do Senhor” (Lc 1,45). Como no momento da Anunciação, também no da Paixão, seu ato de fé foi perfeito, visto que não deixou de acreditar que seu Filho fosse verdadeiramente o Filho de Deus, o próprio Deus, vitorioso sobre o diabo, sobre o pecado, sobre a carne. Entretanto, esse sublime ato de fé não terminou na Sexta-feira Santa, mas se estendeu e se intensificou durante todo o sábado, o dia em que a fé de Maria, como sua dor, atingiu seu auge. 

 Naquele Sábado Santo Maria compendiou em seu coração a fé da Igreja e, portanto, foi o Coração da Igreja, que vigiou com uma fé inabalável: naquele coração, naquele Sábado sagrado, diz São Boaventura, Deus construiu como em uma pedra mística sua Igreja. De acordo com inúmeros testemunhos de santos e doutores da Igreja, pode-se afirmar que, no terrível tríduo em que cessaram os batimentos do Coração do Redentor, toda a fé e toda a vida do Corpo Místico estavam encerradas no Imaculado e Sábio Coração de Maria e assim o Seu Imaculado Coração foi a Igreja. O Papa Leão XIII, afirma que Maria tem uma tarefa misteriosa de nos fazer alcançar a fé (Encíclica Adiutricem Populi, n. 5) e nela, como no fundamento mais nobre depois de Jesus Cristo – acrescenta São Pio X – repousa a fé de todos os séculos (Encíclica Ad diem illum laetissimum n. 5). 

São Luís Maria Grignion de Monfort assegura que, com o consentimento do Altíssimo, Maria conservou a fé na glória, para mantê-la na Igreja militante em seus servos mais fiéis. Afirma que, entre os principais frutos da verdadeira devoção a Nossa Senhora, está precisamente a participação na fé de Maria: fé autêntica, viva e animada pela caridade, sólida e imóvel como uma rocha, ativa, penetrante e corajosa. É, portanto, a fé que será a tua tocha ardente, a tua vida divina, o teu tesouro secreto de sabedoria divina e tua arma todo-poderosa da qual você vai se servir para iluminar aqueles que jazem nas trevas e nas sombras da morte, para atear aqueles que estão mornos e que precisam do ouro ardente da caridade, para dar vida aos que estão mortos no pecado, para ferir e derrubar, com suas palavras doces e capazes os corações de mármore e, finalmente para resistir ao diabo e a todos os inimigos da salvação (MONFORT, 2014)

Pode-se constatar que o pedido de Nossa Senhora em Fátima para honrar o sábado (dia de sua perfeita fé), pela prática da Devoção Reparadora dos Cinco Primeiros Sábados, está relacionado com a terrível perda de fé do gênero humano nos dias atuais. Assim sendo, a fé da Igreja ensina que na “escuridão” hodierna, a fé de Maria permanece como aquela cidade localizada na montanha (Mt 5, 14), como o arco-íris nas nuvens (Gn 9, 13), como a bandeira levantada entre as nações (Is. 62, 10) e como a tocha que brilha em um lugar escuro (1 Pd, 1,19). 

Peçamos ardentemente a Ela o dom da pureza e a integridade da fé para que a seu exemplo possamos permanecer incólumes na fé em Seu Filho e com Ele ressuscitar na glória. Que a fé de Maria brilhe cada vez mais nos nossos corações e o quanto antes, cumpra-se a maravilhosa promessa:  No fim meu imaculado Coração triunfará!

REFERÊNCIAS

LEÃO XIII. Carta Encíclica Adiutricem Populi. 05 set 1895. Disponível em: http://www.vatican.va/content/leo-xiii/pt/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_05091895_adiutricem.html. Acesso em: 09 abr 2020.

MONFORT, Luís Maria Grignion de. Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. 44. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

PIO X. Carta Encíclica Ad Diem Illum Laetissimum. 02 fev 1904. Disponível em: http://www.vatican.va/content/pius-x/en/encyclicals/documents/hf_p-x_enc_02021904_ad-diem-illum-laetissimum.html. Acesso em: 09 abr 2020.

SCHOKEL, Luís Alonso. Bíblia do Peregrino. Tradução de Ivo Storniolo, José Bortolini e José Raimundo Vidigal. São Paulo: Paulus, 2002.

maria-no-sabado-santo

– Quem reza, se fortalece. E quem canta, seus males espanta (literalmente)!

Em tempos de tribulações como o que vivemos, toda força espiritual é necessária. E estamos no Tempo Pascal (a Páscoa de Cristo foi no Domingo, mas a liturgia católica se avança pelos dias – é Oitava de Páscoa hoje).

Assim, mantenhamo-nos no mesmo intuito festivo, esperançoso, de fé e alegria (pois a “Alegria do Senhor é a nossa Força”).

Dizia Santo Agostinho: “quem canta, reza duas vezes”. Então cantemos, exultemos, como a tradicional canção da ressurrreição:

“Porque Ele vive, eu posso crer no amanhã. Porque Ele vive, temor não há. Mas, eu bem sei, que o meu futuro está nas mãos do meu Jesus que vivo está!”

Mais do que isso: tenhamos sempre a certeza que nossa vida tem sentido, e Deus nos ajuda a caminhar (independente do humor / ânimo que estejamos). Prova disso, por exemplo, o que a Carta de São Pedro nos diz:

“Fostes resgatados da vida fútil herdada de vossos pais, não por meio de coisas perecíveis, como a prata ou o ouro, mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha nem defeito. Antes da criação do mundo, ele foi destinado para isso”. 1 Pe 1,18-20.

Portanto… Ânimo, Coragem e Vida para todos nós!

A alegria do Senhor é sua força! - Bíblia

– Adoremos o Cristo Vivo em nosso meio!

Por quê às 5as feiras se adora Jesus na Eucaristia?

A resposta, extraído de Canção Nova . com:

Falar da adoração ao Santíssimo Sacramento é voltar ao acontecimento descrito pelo evangelista São Mateus (26,26-28): “Enquanto estavam comendo, Jesus tomou o pão e pronunciou a benção, partiu-o, deu-o aos discípulos e disse: ‘tomai, comei, isto é o meu corpo’. Em seguida, pegou um cálice, deu graças e passou-o a eles, dizendo: ‘Bebei dele todos, pois este é o meu sangue da nova aliança, que é derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados”.

Nestes versículos temos um grande acontecimento que vai mudar a visão das pessoas em relação à presença de Deus, que, de tão grande e poderoso que é, se rebaixa para se fazer presente na Eucaristia, o pão que alimenta o homem fisicamente agora passará a alimentá-lo espiritualmente.

Jesus, em uma quinta-feira, institui a Eucaristia, ou seja, com as Suas palavras disse: “Isto é o meu corpo”. A Sua presença está ali naquele pequeno pedaço de pão, dessa forma, todas as quintas-feiras, quando nos voltamos a adorar a Jesus que se faz presente na Eucaristia, recordamos a instituição que o próprio Senhor quis fazer em nosso favor (e aqui chamo a atenção: “em nosso favor”). Porque para Ele não faz diferença, mas quando nos colocamos de joelhos diante de algo tão pequeno e reconhecemos ali um Deus tão grande, que, por outro lado, se faz tão pequeno, com certeza, Jesus nos olha com um amor que ultrapassa qualquer barreira em nosso coração. Ele nos ama profundamente, pois quando nos deixamos nos envolver pelo amor de Deus, que vem ao nosso encontro no pequeno pedaço de pão, nos abrimos à ação de Deus em nossa vida.

Assim como em todas as sextas-feiras nos voltamos com mais carinho para a cruz, ou seja, um dia penitencial, na quinta-feira nos voltamos para a Eucaristia, porque neste dia Jesus a instituiu. Deste modo, podemos adorar a Jesus que se apresenta no Véu do Sacramento, em outras palavras, está escondido em um pequenino pedaço de pão, mas que, a partir deste lugar, quer derramar graças na vida de cada um que se aproxima d’Ele.

Abaixo, foto da Capela do Santíssimo Sacramento da Catedral Nossa Senhora do Desterro, em Jundiaí-SP:

– O Católico e a Política: o nome de Deus em vão!

Em 2013, no começo do seu pontificado, o Papa Francisco disse durante uma Missa:

Um bom católico se envolve em política, já que a política é uma das formas mais elevadas de caridade, pois ela serve ao bem comum”.

Perfeito!

O político eleito é para servir o povo, e não para ser servido. Entretanto, é lamentável ver o quanto usam o nome de Deus em vão para pedir votos. Aí vira demagogia, picaretagem e desvio da fé alheia.

bomba.jpg

– Brasil: uma Potência da Fé?

Foi de 13/04/2016, mas continua atual. Leia:

O Brasil se converteu em um centro mundial de catolicismo global, de pentecostalismo global e de movimentos afro-americanos globais. O Brasil está surgindo como potência econômica global, mas também está surgindo como potência religiosa nessas três religiões.

(José Canova, especialista em Sociologia das Religiões, em: http://is.gd/Y0T5gk)

Econômica, não mais. Mas e aí, somos uma potência da fé? Deixe seu comentário:

– Um Certo Galileu, versão estendida, com vários padres em um clip inspirador!

Quem nunca ouviu a espetacular canção do Padre Zezinho, SCJ, chamada: “Um Certo Galileu”?

Nestes tempos de pandemia, Padre Joãozinho tomou a iniciativa de convidar dezenas de padres (sim, muitos mesmo) e gravar por vídeo à distância a versão tão bonita que nos traz calmaria e esperança em tempos de pânico.

O resultado? Ficou ótimo!

Abaixo, extraído de: https://www.vaticannews.va/pt/mundo/news/2020-04/clip-de-padres-cantores-tem-mais-de-um-milhao-de-vizualizacoes.html

CLIP DE PADRES CANTORES TEM MAIS DE UM MILHÃO DE VISUALIZAÇÕES

Padre Joãzinho: ” Eu cheguei a essa conclusão, os homens, as pessoas vêem a aparência, mas Deus vê o coração. Nosso povo enxergou nessa união de padres que cantam e padres cantores um jeito para dizer para o seu povo, estamos juntos, Ele ressuscitou”.

Por Silvonei José

Uma música muito conhecida pelos fiéis e não fiéis brasileiros, Um certo Galileu, do padre Zezinho, ganhou destaque nos últimos dias através de uma iniciativa de um grupo de padres cantores que gravaram esse clássico da nossa música religiosa em plena pandemia, cada um no seu isolamento social. Padre Joãzinho um dos articuladores desse grupo de 30-40 padres que evangeliza com a música através do WhatsApp  fala que esse grupo foi reunido pela CNBB anos atrás e que de vez enquando continua se reunindo.

Agora  – disse Padre João à Rádio Vaticano – diante dessa situação terrível de pandemia, de clausura, de isolamento social nós ficamos imaginando como poderíamos dar a nossa ajuda para que a pessoas realmente sentissem um alento. Neste grupo participa o padre Zezinho, e tem esse clássico maravilhoso, Um certo Galileu. E nós – continuou o sacedorte cantor, compositor, escritor, catequista – dentro dos nossos limites técnicos, ninguém tinha um estúdio, ninguém tinha um microfone bom, todos também na clausura, nós gravamos, cada um do seu jeito. O Padre Ezequiel Dal Pozzo, do Rio Grande do Sul se dispôs a fazer a edição e nos mandou.

“Quando eu recebi, em pleno domingo de Páscoa, – disse ele – eu até achei um negócio muito simples, com diversos defeitos técnicos de captação de som e de edição de imagens. Mas por via das dúvidas divulguei e veio então a surpresa quando em menos de 24 horas no facebook o clip atingiu a marca de mais de um milhão de visualizações, e mais de mil comentários”. “Então lendo os comentários eu percebi que o nosso povo, para além da técnica, para além da perfeição da forma, procura o coração, a mensagem pura, a mensagem sincera. Então eu cheguei a essa conclusão, os homens, as pessoas vêem a aparência, mas Deus vê o coração. Nosso povo enxergou nessa união de padres que cantam e padres cantores um jeito para dizer para o seu povo, estamos juntos, Ele ressuscitou”.

Padre Joãozinho sai em defesa de Glenn Greenwald - Terça Livre TV

– Kassio Nunes Marques e a liberação dos Templos: você leu na íntegra a decisão?

Leio muita gente xingando e outros comemorando a permissão de celebrações religiosas por parte do Juiz do STF, Kassio Munes Marques. Mas você leu o despacho?

São 16 páginas, e preocupado em não criticar ou elogiar sem ter conhecimento da causa, resolvi ler o cansativo documento. E não é que (falando com a razão, sem paixão política, religiosa ou ideológica), ao contrário do que se vê nas manchetes, a decisão dele foi extremamente cautelosa?

Vamos lá: o juiz citou o transporte coletivo, mercados e farmácias como exemplos de serviços essenciais que continuam funcionando durante a pandemia, e lembrou que são maiores aglomerações do que as Igrejas e de difícil controle. Escreveu:

“Tais atividades podem efetivamente gerar reuniões de pessoas em ambientes ainda menores e sujeitos a um menor grau de controle do que nas igrejas. Daí concluo ser possível a reabertura de templos e igrejas, conquanto ocorra de forma prudente e cautelosa, isto é, com respeito a parâmetros mínimos que observem o distanciamento social e que não estimulem aglomerações desnecessárias”.

Mas não é verdade? Onde existem maiores aglomerações: nas igrejas ou nos metrôs?

As autoridades que haviam proibido celebrações religiosas são as mesmas que diminuíram o número de ônibus e vagões, superlotando o já lotado transporte público, ao invés de desafogá-lo.

No documento, se limita a ¼ da capacidade dos prédios, com todas as precauções, que se cumpridas, não provocam contágio:

  • uso de máscaras;
  • afastamento mínimo de 1,5m entre as pessoas;
  • o ambiente deve ser arejado com portas e janelas abertas;
  • limitar a lotação a 25% da capacidade;
  • disponibilizar álcool em gel e medir a temperatura na entrada nos templos.

Por fim, escreveu o Ministro:

“Reconheço que o momento é de cautela, ante o contexto pandêmico que vivenciamos. Ainda assim, e justamente por vivermos em momentos tão difíceis, mais se faz necessário reconhecer a essencialidade da atividade religiosa, responsável, entre outras funções, por conferir acolhimento e conforto espiritual.”

Aqui, o problema não é liberar qualquer atividade que seja: religiosa, esportiva, comercial ou de utilidade pública. É a POLITIZAÇÃO, o extremismo do “claro que não pode” versus o “lógico que pode”. Discute-se pouco, decide-se muito. A falsa impressão que muitos podem ter é que “liberou missa, culto, sessão espírita, ou qualquer outra manifestação” como era antes da pandemia, e não é nada disso.

Aí, corre-se o risco de generalizar a questão espelhando-se nos que usam a fé para ganhar dinheiro – lobos em pele de cordeiro que poderiam ter feito lobby por conta da queda do dízimo.

Sejamos parcimônicos para não cometermos injustiças. As medidas determinadas, se cumpridas corretamente, não trazem contaminação. Se não forem cumpridas, é lógico que trarão.

Abaixo, uma imagem para se refletir: padre Alex Motta, da Paróquia Santa Luzia, cuja igreja tem capacidade para mais de 300 pessoas (já contando o distanciamento, pois sem ele cabe muito mais gente), celebrando a Vigília Pascal de maneira on-line, solitário no altar, com o cálice contendo o Sangue de Cristo em suas mãos: há risco de contágio 75 pessoas em sua Missa, nas condições exigidas? Onde há a aglomeração nesse caso?

Para se evitar contratempos, e estando a uma semana do fim da fase emergencial, provavelmente muitos religiosos aguardarão para a retomada (algumas dioceses já sinalizam assim).