– Tempos malucos!

Estamos em tempos “diferentes”, “complicados” e “alterados”. Li em algum lugar, e não consegui achar o autor, mas é verdade:

“Estamos numa época em que esclarecidos e sensatos devem ficar quietos para não ofender os ignorantes e radicais”.

E não é verdade? Haja paciência para discutir educadamente com quem não quer entender e vem com “pedras na mão”!

40 frases sobre ignorância que te farão refletir sobre mentes fechadas

– Morning!

🇺🇸 One of my favorite clicks: the sunrise so alive, that excites and inspires us! Here: Jundiaí/SP.

🇧🇷 Um dos meus cliques favoritos: o amanhecer de sol tão vivo, que nos anima e nos inspira! Aqui: Jundiaí/SP.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Bom dia, 4ª feira.

👊🏻 Bom dia!
Olá minha gente. Estar de pé bem cedo é bom para os #afazeres e ajuda a manter a #mente sadia.
Vamos suar num bacana #cooper?
🏃🏻 #Fui #RunningForHealth #run #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻 Correndo e Meditando:
“Ó #Maria Santíssima, sem pecado concebida, rogai por nós que recorremos a vós”. #Amém.”
#Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores. E nossa #rosa vermelha?
🏁 #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅 Desperte, #InteriorPaulista.
Que a #QuartaFeira possa valer a pena!
🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia 

#FOTOGRAFIAéNOSSAhobby

– Você prefere gato ou cachorro?

🇺🇸 I don’t like cats, I prefer dogs. But this one impressed me for his pose and for his obedience to the photo. What a look!!!

🇧🇷 Não gosto de gatos, prefiro cachorros. Mas esse me impressionou pela pose e pela obediência para a foto. Que olhar!!!

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– A artista solidária!

Que legal! Minha filha Marina se apresentou pelo Projeto Guri no Teatro Polytheama. Eis que após sua participação, saiu com o seu clarinete para fora do teatro e, sem ter nos contado nada, foi aos pipoqueiros em frente à entrada e resolveu “presentear” os humildes senhores com uma música.

Depois disso, ela nos contou: ficou com pena das pessoas pobres que trabalham e não tem oportunidade de assistir shows culturais. Por isso quis contribuir!

Puxa, pensarei duas vezes quando me recusar a compartilhar algo… devo agradece a Deus tal generosidade da nossa filha.

Aqui: https://www.youtube.com/watch?v=FMhuNFyqnw8

– E a Liga Brasileira, sairá do papel?

Ao ler que os clubes brasileiros pretendem aproveitar o momento de fragilidade da alta cúpula da CBF e criar uma Liga Brasileira de Futebol (imitando os grandes campeonatos mundo afora, que organizam as competições profissionais eles mesmos), me vem à mente dois pensamentos:

  1. Que ótimo! Uma empresa de entretenimento independente da Confederação, gerindo administrativamente conforme os seus interesses, e não subordinada a “Del Neros” e “Teixeiras” de então.
  2. Teriam eles competência para isso? Nunca eles se uniram pelo bem comum do coletivo deles, mas sempre pelo individual. Mudariam de postura agora?

Aguardemos o desfecho – ou até o Flamengo ou algum outro grande rachar com os demais.

Projeto prevê criação de liga para organizar campeonato brasileiro de  futebol - Notícias - Portal da Câmara dos Deputados

– Quem nasceu em 1900 e sobreviveu, é um vitorioso. E você, mais jovem, será?

Roda um texto nas Redes Sociais interessantíssimo sobre enfrentamentos de calamidades do século XX e sobrevivência dos nossos antepassados.

Vale a pena a leitura atenta e compare com a nossa comodidade:

Imagine por um momento que você teria nascido em 1900.
Quando você tem 14 anos, começa a Primeira Guerra Mundial e termina quando você tem 18 com um saldo de 22 milhões de mortos.
Logo depois aparece uma pandemia mundial, a gripe espanhola, matando 50 milhões de pessoas. E você está vivo e com 20 anos.
Quando você tem 29 anos sobrevive à crise econômica mundial que começou com o desmoronamento da Bolsa de Nova York, causando inflação, desemprego e fome.
Quando você tem 33 anos, os Nazistas chegam ao poder.
Quando você tem 39 anos começa a Segunda Guerra Mundial e termina quando você tem 45 anos com um saldo de 60 milhões de mortos. No Holocausto morrem 6 milhões de judeus.
Quando você tem 52 anos começa a guerra da Coreia.
Quando você tem 64 anos começa a guerra do Vietnã e termina quando tem 75 anos.
Uma criança que nasce em 1985 pensa que os seus avós não fazem ideia do quão difícil a vida é, mas eles sobreviveram a várias guerras e catástrofes.
Hoje encontramo-nos com todas as comodidades num mundo novo, no meio de uma nova pandemia.
A gente reclama porque por várias semanas devem ficar confinados em suas casas, com eletricidade, celular, comida; alguns até com água quente e um telhado seguro sobre suas cabeças. Nada disso existia em outros tempos. Mas a humanidade sobreviveu a essas circunstâncias e nunca perdeu a alegria de viver.
Hoje queixamo-nos porque temos que usar máscaras para entrar nos supermercados…
Uma pequena mudança na nossa perspectiva pode gerar milagres. Vamos agradecer (você e eu) que estamos vivos e vamos fazer tudo o que é necessário para nos proteger e nos ajudar uns aos outros.

(Texto de Autor Desconhecido, com alterações deste blog).

– A Insociabilidade pode fazer bem no trabalho?

Uma pesquisa curiosa: quanto menor a sociabilidade da pessoa ou quanto mais retirada for a moradia dela, maior é o indicativo de inteligência no trabalho!

Extraído de Época Negócios, Ed 111, Caderno Inteligência, pg 27

NÃO QUERO SER SOCIÁVEL

PARA ALGUÉM DE Q.I. ALTO, INTERAÇÃO COM OS OUTROS É PERDA DE TEMPO 

O inferno são os outros, decretou Jean-Paul Sartre em “Entre Quatro Paredes”, peça teatral de 1944. Mais de 70 anos depois, estudo de pesquisadores da London School of Economics e da Singapore Management University, publicado no British Journal of Psychology, parece reforçar a tese do pensador: embora tradicionalmente a socialização de grupos humanos tenha sido fundamental para a sobrevivência da espécie, os autores descobriram que, quanto mais densa a área habitada, menor é o grau de satisfação das pessoas – uma das causas óbvias, por exemplo, seriam as longas

distâncias entre a casa e o trabalho, percorridas em ruas congestionadas ou no transporte público lotado. Esta conclusão confirma estudos anteriores que detectaram o fenômeno do “gradiente de felicidade urbano-rural”: residentes em áreas rurais isoladas são mais felizes que habitantes de pequenas cidades, que por sua vez são mais felizes que os de cidades médias…

Entrevistando 15 mil pessoas entre 18 e 28 anos, a pesquisa revelou um dado interessante: QUANTO MAIOR O NÍVEL DE INTELIGÊNCIA DO ENTREVISTADO, MENOR É SEU GRAU DE INTERAÇÃO SOCIAL. Para essas pessoas, interações com os outros são perda de tempo que apenas as desviam de objetivos maiores, projetos ambiciosos ou estudos profundos, aumentando seu grau de insatisfação. Além disso, os mais inteligentes estariam mais habilitados a enfrentar os desafios impostos pelos novos tempos sociedade humana, como rápidas mudanças no mercado de trabalho ou na tecnologia da informação, dispensando a ajuda de outros.

Mas cuidado com o truque da insociabilidade forçada. Subordinados menos brilhantes muitas vezes se tornam mais frios e calculistas para parecer mais inteligentes do que são. Isso prejudica o ambiente no trabalho.

bomba.jpg

– A farra de Cueva às vésperas da Copa América.

Nas redes sociais, já se ironiza com o nome de “Covid Fest”, referindo-se à farra de Cueva (tão conhecido por suas indisciplinas) às vésperas do embarque da Seleção Peruana ao Brasil para a Copa América.

Assista abaixo e reflita: vale a pena ter um jogador assim no elenco?

Extraído de: https://br.bolavip.com/futebol/Copa-America-Christian-Cueva-perde-lugar-no-time-titular-do-Peru-apos-flagra-em-festa-20210614-0098.html

CUEVA PERDE LUGAR NO TIME DO PERU APÓS FLAGRA

Jogador foi flagrado em festa no fim de semana, antes de embarcar no Brasil para a disputa da Copa América. O técnico Ricardo Gareca o sacou do time titular.

Christian Cueva é bastante conhecido por seus problemas fora das quatro linhas do gramado. Nesta semana, ele ganhou (e causou) mais uma dor de cabeça para o seu time — desta vez, o Peru, que disputa no Brasil a atual edição da Copa América.

O meia foi flagrado em uma festa no sábado (12), e vídeos de sua presença na comemoração vazaram nas redes sociais e chegaram ao conhecimento do técnico Ricardo Gareca. Apesar de ter se explicado ao treinador, Cueva foi sacado do time titular, informou o “UOL Esporte”.

O vídeo de Cueva na festa (lembrando que aglomerações não são recomendadas por causa da pandemia do novo coronavírus) causou espanto nos meios de comunicação peruanos, que repercutiram a história.

Na gravação de poucos segundos, Cueva aparece rodeado de quatro homens e duas mulheres. Todos consumiam bebidas alcoolicas — pelas latas e garrafas na mesa — ao som de músiuca alta e muitos cigarros.

Ao se justificar com Gareca, o jogador afirmou que o vídeo não é atual. O treinador ouviu, mas preferiu tirá-lo do time por conta da imagem arranhada junto à opinião pública. Nos treinos, escalou Luis Enrique Iberico em seu lugar.

Veja o vídeo em: https://youtu.be/IVwgftu-lPU

– Hortênsias cor-de-rosa.

Esse clique quase passou batido: flores com a minha mini-jardineirazinha!

As hortênsias cor-de-rosa parecem gostar de mãos puras e delicadas…

Viva a natureza!

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#flowers #garden #inspiração #criança #mobgrafia #jardinagem

– O Editorial do Estadão sobre o pecado de Bolsonaro e a pura (e triste) realidade…

Eu lamento demais que a Política esteja trazendo tantas intrigas na sociedade brasileira. Pesa-me ter vivido anos de tanta corrupção sob a gestão de Lula (que, incrivelmente, ainda encontra adoradores e outros que não viveram aquele momento, mas o defendem).

Entretanto, o seu contraponto, o presidente Jair Bolsonaro, encontra igualmente inúmeros adoradores que não conseguem ver (igualmente aos esquerdistas do lulopetismo) mácula alguma. Por exemplo, a questão das “teorias conspiratórias” que ele demonstra ter a todo instante. “Tudo é contra ele”, e ele parece fomentar esse sentimento, nunca admitindo os erros. Vide a insistência com a cloroquina, aglomerações e desincentivo ao uso de máscaras de proteção.

O editorial do Estadão é “didático” quanto ao que me desagrada. Vale a pena ler:

Extraído de: “O Estado de São Paulo”, 14/06/2021, página 2.

EDITORIAL DO ESTADÃO

Ante o risco de insatisfação popular, muito concreto, Bolsonaro recorreu a quase todo o seu repertório de falsidades para que o País mude de assunto

O oitavo Mandamento diz que não se deve dar falso testemunho. No “evangelho” do presidente Jair Bolsonaro, contudo, esse mandamento caducou.

Ao discursar numa igreja evangélica em Anápolis (GO), na quarta-feira passada, Bolsonaro fez um sermão repleto de mentiras, tão evidentes que nem era preciso ser onisciente para perceber.

Bolsonaro voltou a afirmar que houve “fraude” na eleição de 2018, que ele venceu. “Eu fui eleito no primeiro turno. Eu tenho provas materiais, mas o sistema, a fraude existiu sim, me jogou para o segundo turno”, disse Bolsonaro.

A primeira vez em que o presidente alegou ter sido vítima de fraude na eleição foi em março de 2020. Na ocasião, disse que tinha “provas” e que as mostraria “brevemente”. Bolsonaro nunca o fez, porque não existem. Mas isso não tem importância: no “evangelho” bolsonarista, a verdade não é aquilo que encontra correspondência na realidade, e sim aquilo que Bolsonaro enuncia como tal. É questão de fé.

No mesmo sermão, Bolsonaro tornou a acusar governadores e prefeitos de “utilizar politicamente o vírus” da covid-19. Sem qualquer respaldo nos fatos, o presidente disse que as medidas de isolamento social para conter a pandemia se prestam a derrubá-lo: “Vamos fechar tudo, lockdown, toque de recolher, que a gente pela economia tira esse cara daí”. Bolsonaro disse que o querem fora porque “fez com que as estatais não dessem mais prejuízo”, “está começando a arrumar a economia”, “acredita em Deus”, “respeita seus militares” e “acredita na família”.

Em seguida, disse que “gente que estava ao meu lado” fez contas, a partir de um “acórdão do Tribunal de Contas da União”, e chegou à “constatação da supernotificação de casos de covid” por parte de Estados interessados em ter “mais recursos” federais. Segundo Bolsonaro, “se nós retirarmos as possíveis fraudes” da contabilidade de mortos por covid-19, “o nosso Brasil” será “aquele com menor número de mortes por milhão de habitantes por causa da covid”. Ou seja, o presidente está dizendo, em outras palavras, que milhares de médicos em todo o Brasil integram uma máfia dedicada a fraudar atestados de óbito para favorecer os planos de governadores corruptos.

Uma vez eliminada a “fraude”, disse o presidente, ficará claro que o Brasil teve poucas mortes por covid-19 porque adotou o “tratamento precoce”, com cloroquina e ivermectina, cuja ineficácia contra o coronavírus já foi amplamente atestada. Bolsonaro disse que não se investe nesse “tratamento” porque “interessa viver em cima de mortes, para se ganhar mais recursos”.

Para o presidente, é irrelevante se o tal “tratamento precoce” não tem comprovação científica. “Eu pergunto: a vacina tem comprovação científica ou está em estado experimental ainda? Está experimental”, disse Bolsonaro, naquela que talvez seja a mais nociva das tantas mentiras que contou no seu sermão. Ao questionar a segurança da vacina, já atestada pelas autoridades sanitárias regulatórias, Bolsonaro sabota todos os esforços para incentivar os brasileiros a tomar o imunizante.

Mas a epifania bolsonarista em Anápolis, malgrado suas repetidas referências a “milagres” e “Deus”, teve objetivos bem mais mundanos. Conforme a já manjada tática bolsonarista, era preciso inventar variadas polêmicas, em grande quantidade, para tirar a atenção do mais importante: a forte alta da inflação, anunciada no mesmo dia do sermão de Bolsonaro.

Se por um lado a inflação aumentou a arrecadação do governo, pois os tributos são cobrados em cima de preços mais altos, por outro a alta dos preços corrói a renda dos brasileiros, especialmente a dos mais pobres, que já convivem com forte desemprego. Ante o risco de insatisfação popular, muito concreto, Bolsonaro recorreu a quase todo o seu repertório de falsidades para que o País mude de assunto.

Em sua prédica mendaz, foi honesto uma única vez, quando disse que, ao ser eleito, “não sabia o que fazer”. Hoje, contudo, sabe muito bem: mentir dia e noite para ser reeleito. Se vai conseguir ou não, depende da credulidade dos eleitores.

– Sky.

Um entardecer de céu rabiscado!

O sol entre as nuvens mostrando sua beleza. Como não admirar?

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#paisagem #landscapes #sunset #inspiration #fotografia #mobgraphia #natureza

– Nativos e Imigrantes digitais, mais os mal-educados que se apropriam da Web.

O fenômeno da Internet, quando nasceu, era algo surpreendente para nós, mais velhos. Mas já há uma geração que não se surpreende com as maravilhas e possibilidades da Web: as crianças e os adolescentes, que nasceram com os computadores, tablets e smartphones no seu dia-a-dia. E isso fez com que todas as gerações, etnias, faixas de renda e níveis de comunicação pudessem comunicar entre si, indistintamente.

Porém, há aqueles que fazem o mau uso de tal possibilidade: pessoas mal educadas, trolls, ignorantes sociais e outros atores sociais que perturbam e nada agregam. Conheço gente que se viu obrigada a abandonar Facebook, Twitter, Instagram e outros meios de socialização por trollagem de gente que não aceita opinião de outrem. E nessa linha, Umberto Eco, pensador italiano, disse recentemente:

Redes Sociais deram voz à legião de imbecis

Hum… é pra refletir. Já encontrou gente assim na Internet? Infelizmente, há aqueles que, ao não concordarem com algo, atacam simplesmente por atacar!
bomba.jpg