– A jornada do Grêmio no Mundial de Clubes começa. Algumas considerações sobre o Torneio:

Sou um daqueles que torcerá para qualquer clube brasileiro que esteja disputando torneios internacionais. E, nesta 3a feira, o Grêmio-RS começará sua luta pelo bicampeonato mundial de clubes (lembremo-nos que o primeiro título veio da Copa Intercontinental Toyota Europa – América do Sul, que era a disputa que dava tal status na época, substituída pelo atual modelo).

Entretanto, algo que sempre me perturbou: o “Mundial de Clubes” não é Mundial de verdade. É “Copa das Confederações de Clubes”. Ou é concebível uma disputa para saber qual o maior time do planeta sem Manchester City, Barcelona, PSG, Juventus e outras importantes agremiações?

Reproduzo o que publiquei nesse mesmo blog no ano passado, quando o Kashima Antlers do Japão se sagrou o segundo melhor time do mundo (ou vice-campeão mundial de clubes de futebol, como você preferir), após ser derrotado para o Real Madrid na final.

Abaixo, extraído de: https://professorrafaelporcari.com/2016/12/15/as-questoes-provocativas-que-emanam-do-mundial-de-clubes-da-fifa/

AS QUESTÕES PROVOCATIVAS QUE EMANAM DO MUNDIAL DE CLUBES

Se o Kashima Antlers for vencedor do Mundial de Clubes da FIFA, que está acontecendo no Japão, será o legítimo Clube Campeão do Mundo em 2016. Mas indiscutivelmente não será o mais forte nem o melhor clube deste ano. 

Cá entre nós: o torneio é uma Copa das Confederações de Clubes, e em confronto único (mata-mata), tudo pode acontecer.

Claro, a ideia de uma verdadeira Copa seria utópica pois o calendário não permite; mas ao mesmo tempo, mais justa: um torneio mundial aos moldes da Copa do Mundo de Seleções, com fase de grupos e depois eliminatória. Aí sim teríamos uma verdadeira WorldCup de times, com Barcelona, Juventus, Manchester City, PSG, Benfica, Boca Juniors, Palmeiras, entre outros “grandões do planeta-bola”. 

Seria muito bacana a UEFA Champions League classificar (por exemplo) 5 equipes, a Libertadores 3, a Concacaf 2, e continentes com clubes menos expressivos (os da Ásia, África e Oceania), entrando em uma pré-fase. 

São ideias. Mas enquanto elas não se efetivam, esses torneios, como a Toyota Cup, Mundial da FIFA, Taça-Rio, que representam/representaram TORNEIOS INTERCONTINENTAIS, acabam/acabaram sendo considerados os Campeões do Mundo (mesmo que os vencedores, eventualmente, não representem verdadeiramente o Melhor do Mundo naquele ano de disputa). Ou alguém crê que a Grécia era a melhor Seleção da Europa quando tivemos a Eurocopa em Portugal? Só no futebol que nem sempre o melhor é o campeão.

Aliás, Raja Casablanca e Kashima Antlers, times anfitriões e aclimatados com as cidades-sedes, que vieram de fases anteriores, chegaram às finais. É o ônus dos demais adversários em aceitar tal molde de torneio. 

Para mim, reitero: se vencer o torneio, o Kashima Antlers será sim Campeão Mundial de Clubes 2016, mesmo que não seja o melhor time de futebol do planeta (em decorrência do torneio ser tão restritivo aos campeões continentais e do país-sede).

Imagine Messi ou Suárez sendo questionados e “trolados” pelo fato do simpático time japonês ser campeão mundial de 2016 e eles, tão famosos e paparicados, não ganhando nada (e nem disputando!).

Bobagem e paciência. Se respeite o vencedor.

bomba.jpg

Anúncios

– É imoral reajustar em 25% o IPTU de Jundiaí

Todos nós ouvimos falar que o Brasil está quebrado financeiramente, fruto de recessão, corrupção e má gestão. Isso vale para muitos estados (o Rio de Janeiro que o diga) e vários municípios.

Jundiaí, nossa rica cidade, assim como o resto do país, ‘rachou” politicamente. A péssima divisão entre esquerda-direita, comunistas-liberais ou “turma do PSDB-PT” (mesmo quando não sejam esses dois partidos no poder) faz com que a política se torne um verdadeiro Fla-Flu.

Digo isso pois TUDO é motivo para se criticar gestões anteriores (e não tiro a razão de quem critica, temos péssimos gestores do dinheiro público em todos os lugares e em todo o tempo da história) e, como solução prática, aumento de tarifas públicas e impostos.

Vide na esfera nacional: corte de investimentos em Educação e Saúde, medidas onerosas à maioria da população e nenhuma movimentação para o fim das regalias que envolvem os nobres deputados e senadores.

Se trouxermos tudo isso para nossa cidade de Jundiaí, o lamento se faz igual: se o cofre do município está quebrado (mesmo sabidamente sendo uma cidade rica e de inúmeras empresas aqui instaladas), não é justo que a população pague por um reajuste de 25% no Imposto Territorial Predial Urbano (IPTU).

Ora, há de se ter mais criatividade para resolver os problemas das finanças municipais: corte de cargos comissionados, redução de gastos desnecessários, enxugamento nas verbas de publicidade, etc, etc e etecetera. O que não dá é para o munícipe pagar a conta (como sempre se faz).

Hoje os vereadores votarão o aumento ou não de IPTU. Duvido que passe. Mas se passar, será vergonhoso. Repito: a população não pode pagar por má gestão anterior ou ter equivalência percentual nos reajustes dos deveres a saldar, se não há nas obrigações a receber.

bomba.jpg

– Que meu trabalho possa render nesta 3a feira!

Bom dia!

Hoje não terá a postagem daquela tríade motivacional / espiritual / contemplativa para começar a jornada. Afinal, dormi “mal pra chuchu” e resolvi espantar meus fantasmas escrevendo. Além disso, a madrugada está de céu com muitas nuvens, muito vento e, precedido de insônia, isso não combina.

Se ainda vou correr como de costume em outro horário?

Hoje não. Vou tirar o atraso de outros compromissos burocráticos para a labuta render. Mas mesmo assim desejo que seja uma ótima 3a feira a todos nós. Deixo um clique de uma das roseiras do nosso jardim com esse simpático besourinho para admirar.

bomba.jpg

– Os 13 novos ítens de segurança obrigatórios aos novos carros brasileiros.

Os automóveis vendidos em nosso país ganharão 13 novidades paulatinamente. Veja se você gosta delas, 

Extraído de: http://carros.uol.com.br

OS NOVOS ÍTENS DOS CARROS DO BRASIL

Contran divulga “listão” de equipamentos que serão regulamentados nos próximos quatro anos. Tem até tecnologia semi-autônoma

Não é preciso dizer que a legislação brasileira está atrasada em relação a mercados mais maduros no que diz respeito a segurança e eficiência dos carros vendidos e produzidos aqui. Por enquanto o que temos já em vigor é a obrigatoriedade de airbags dianteiros e freios ABS (antitravamento), além das metas de emissão impostas pelo Inovar-Auto.

Também já há a determinação de que todos os veículos produzidos aqui possuam pontos de fixação para cadeirinhas infantis infantis até 2020, e que saiam de fábrica com controle eletrônico de estabilidade até 2022. É muito pouco frente a países que já estão planejando um futuro recheado de veículos inteligentes e amigos do meio ambiente.

A fim de reduzir esse déficit tecnológico — e sem aguardar a chegada do cada vez mais enroscado Rota 2030 –, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou no fim de novembro a resolução 717, que aponta quais equipamentos de segurança serão regulamentados nos próximos quatro anos, incluindo prazos para publicação das resoluções que os tornarão obrigatórios.

Ao todo serão 38 novas regulamentações envolvendo veículos de diferentes categorias (leves e pesados com reboque e semirreboque). Objetivo do “listão” é dar previsibilidade para que a indústria possa se antecipar às medidas em tempo hábil. UOL Carros focará em apontar 13 itens voltados especificamente a carros de passeio. Confira a lista, ordenada pelo prazo estipulado (em meses) para que a regulamentação entre em vigor.

Observação 1: os prazos começam a contar 30 dias após a publicação da resolução. Na prática, estamos falando de 1º de janeiro de 2018. Importante ressaltar que eles se referem à conclusão dos estudos de regulamentação. Noutras palavras, quando a regulamentação for publicada será imposto um novo prazo, referente à obrigatoriedade efetiva de inclusão do equipamento.

Observação 2: a resolução se resume a passar a lista de itens a serem regulamentados, sem detalhamentos técnicos. O que faremos abaixo é interpretar e explicar, na medida do possível, o que significa cada item apontado na lista.

Observação 3: ainda de acordo com o Contran será possível até antecipar os prazos a depender da velocidade da formulação das propostas. Por outro lado, “nos casos em que os estudos técnicos comprovarem a inviabilidade do item, estes serão submetidos para deliberação”. Ou seja: pode haver atrasos ou mesmo retirada de alguns itens deste cronograma.

As futuras regulamentações

1) Alerta de frenagem emergencial — Avisa, por meio de sinais luminosos e/ou sonoros, que o veículo está perigosamente próximo a outro que trafega muito mais lento à frente. Modelos como Chevrolet Equinox e Ford Ranger já dispõem da tecnologia. Regulamentado em até: seis meses.

2) Sistema de visibilidade traseira — A popular câmera de ré. Não está claro se o Contran regulamentará também sensores traseiros de estacionamento ou de tráfego transversal. Regulamentado em até: seis meses.

3) Atualização de normativo sobre buzinas — Estabelecerá novos padrões de acionamento e sonoridade das buzinas. Regulamentado em até: seis meses.

4) Atualização de normativo sobre retrovisores — Estabelecerá novos padrões de dimensionamento e acionamento dos retrovisores. Regulamentado em até: seis meses.

5) Atualização de normativo sobre dobradiças e fechaduras — Estabelecerá novos padrões de acionamento e funcionamento de dobradiças e fechaduras das portas e porta-malas. Regulamentado em até: seis meses.

6) Atualização de normativo sobre proteção ao ocupante incluindo impactos frontal e traseiro — Estabelecerá novos padrões de segurança, provavelmente ligados a reforços estruturais de carroceria. Regulamentado em até: seis meses.

7) Aviso de afivelamento dos cintos de segurança — Promove avisos sonoros e/ou por luzes-espia no quadro de instrumentos sobre a necessidade de afivelar os cintos de segurança antes de o carro entrar em movimento. O Contran promete normatizar a inclusão de alertas não apenas do motorista, mas também para os demais passageiros. Regulamentado em até: seis meses.

8) Proteção para pedestre — Um dos itens mais vagos da lista. Não está especificado se a regulamentação será em relação à detecção preventiva de pedestres ou a uma norma estrutural que reduza as chances de sequelas em caso de atropelamento. Regulamentado em até: seis meses.

9) Impactos laterais — O Conselho promete divulgar duas resoluções a respeito: uma sobre impactos laterais e outra a respeito de colisões contra poste. Em ambos os casos espera-se a imposição de reforços estruturais nas portas e colunas laterais, e talvez a obrigatoriedade de airbags aterais e de cortina. Chegaríamos, enfim, ao momento em que modelos como Chevrolet Onix e Ford Ka deixariam de comercializados sem reforços na parte lateral na carroceria. Regulamentado em até: seis meses.

10) Aviso de manutenção em faixa — Emite um sinal, visual e/ou sonoro, alertando que o motorista está extrapolando involuntariamente os limites de sua faixa de rodagem. Já é utilizado em modelos como o Chevrolet Cruze. Regulamentado em até: 18 meses.

11) Frenagem automática emergencial — Auxilia o condutor a realizar a frenagem com pressão adequada e, em alguns casos, age sozinho para frear o carro a tempo de evitar ou minimizar os danos em caso de colisão. Regulamentado em até: 18 meses.

12) Veículos com acessibilidade — Estabelecerá a inclusão de equipamentos que facilitem o acesso das chamadas PCD (Pessoas com Deficiência). Não está claro se a regulamentação será geral ou voltada apenas a automóveis adaptados. Regulamentado em até: 18 meses.

13) Gravador de dados de acidentes de trânsito — Seria uma espécie de “caixa preta”, similar à que existe em aviões. Ajudaria a investigar o desenrolar e as eventuais causas de acidentes. Regulamentado em até: 36 meses.

bomba.jpg

– As Apostas Frustradas da Máfia do Apito

Eu não conhecia o pessoal do site “Puentero Izquierdo“, mas fiquei muito bem impressionado sobre a ótima reportagem sobre a Máfia do Apito, com alguns detalhes revelados e não sabidos 12 anos depois do ocorrido episódio que manchou o futebol brasileiro.

Quer saber sobre o que faz hoje, por exemplo, Gibão (um dos cabeças e que contratou Paulo Danelon e depois Edilson Pereira de Carvalho)?

Está aqui, em: https://medium.com/puntero-izquierdo/as-apostas-frustradas-da-máfia-do-apito-7fcd10ad2b28

Aliás, sobre esse assunto, uma matéria especial da ESPN nos 10 anos do caso, além de testemunhal meu, em: https://wp.me/s55Mu0-espn

bomba.jpg

– Enfim a Arábia Saudita poderá ter Cinema!

Neste ano de 2017, duas revoluções na rigorosa vida dos sauditas: A Arábia permitiu que mulheres possam dirigir e, depois de 35 anos, liberou a abertura de salas de cinema!

Ainda bem que estamos no século XXI…

Extraído de: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/12/11/internacional/1512986577_424315.html

ARÁBIA SAUDITA AUTORIZA ABERTURA DE SALAS DE CINEMA

por Angeles Espinosa

Ministério da Cultura e Informação vai começar a conceder alvarás imediatamente e espera que os primeiros multiplex abram em março de 2018

A Arábia Saudita autorizou nesta segunda-feira a abertura de salas de cinema no reino pela primeira vez em quase quatro décadas. O Ministério de Cultura e Informação vai começar a conceder alvarás de forma imediata e calcula que os primeiros multiplex abram ao público em março do ano que vem. A medida, longamente esperada, é parte do programa de reformas lançado pelo príncipe herdeiro Mohamed bin Salman (conhecido pelas iniciais MBS) para modernizar o país. Prevê-se que o primeiro cinema de Riad seja inaugurado com a projeção de Born a King (“nascido rei”), primeira superprodução rodada no reino sunita, com direção do espanhol Agustí Villaronga.

“Isto marca um antes e um depois no desenvolvimento da economia cultural no reino”, declarou o ministro da Cultura e Informação, Awwad Alawwad. Em nota, ele antecipou também que a Comissão Geral de Meios Audiovisuais iniciou um processo para facilitar as autorizações necessárias. “Esperamos que os primeiros cinemas abram em março de 2018”, afirma o ministro, que preside essa comissão.

Estes serão os primeiros alvarás para a abertura de salas comerciais de cinema desde a sua proibição, no começo da década de 1980. Naquela época, a monarquia saudita, alarmada pela revolução islâmica do Irã e pela revolta de Meca, procurou se proteger reforçando seus laços com a cúpula religiosa wahabita, à qual concedeu enormes poderes em matéria educacional e de controle social. Esse pacto fez da Arábia Saudita um dos países com as normas mais anacrônicas do mundo.

A ausência de cinemas era só a ponta do iceberg de um sistema social que até agora proibia qualquer tipo de diversão em público. Entretanto, a conjunção de baixos preços do petróleo e a mudança geracional representada pela ascensão de MBS, o verdadeiro detentor do poder por trás do trono do seu pai, o rei Salman, motivaram uma reviravolta no reino. Necessitado de um novo modelo produtivo, o príncipe compreendeu que a mudança seria impossível sem reformas sociais radicais. Junto com a decisão de autorizar as mulheres a dirigirem carros, a medida anunciada nesta segunda-feira representa um dos pilares desse projeto.

“A abertura de cinemas servirá como catalisador para o crescimento econômico e a diversificação; ao desenvolver o setor cultural em geral, criaremos novos empregos e oportunidades de formação, além de enriquecer as opções de entretenimento no reino”, afirmou Alawwad.

Desde o lançamento do programa de reformas Visão 2030, os sauditas sabiam que a abertura de cinemas não era questão de se, mas de quando. Durante a recente visita desta correspondente a Riad, os interlocutores observavam que os projetos de vários shopping-centers atualmente já previam espaço para os cinemas multiplex. Também davam como certo que a honra de inaugurar esta nova fase caberia a Born a King, que na época estava terminando de ser rodado complexo palaciano de Atheriyah, na periferia da capital saudita.

Com um orçamento de 20 milhões de dólares (65,8 milhões de reais), a produção hispano-britânica Born a King narra a missão diplomática que Abdulaziz ibn Saud, o primeiro monarca saudita, encomendou ao seu filho caçula Faisal em 1919. Com apenas 13 anos, o príncipe foi enviado a Londres para convencer os ingleses a apoiarem o reino que Saud tentava fundar na Arábia. Realizar esse filme foi uma aventura sem precedentes, num país que não só carece de tradição cinematográfica como também é, ainda hoje, muito fechado ao turismo.

“Tivemos que inventar tudo, porque não havia infraestrutura”, dizia Villaronga numa pausa das filmagens. E referia-se literalmente a tudo, começando pela própria produtora que lhes prestou serviços de apoio, a Nebras Film, criada por um construtor que viu uma oportunidade de negócio num setor até então praticamente inexistente na Arábia Saudita.

Até hoje, apenas dois longas-metragens foram filmados no reino com atores sauditas: O Sonho de Wadjda, de 2012, e Barakah Yoqabil Barakah, de 2016. Num país onde 70% da população tem menos de 30 anos, só quem tem mais de 50 se lembra das salas que existiam em Riad e Jidá até a década dos setenta do século passado. Essa carência obriga os cinéfilos sauditas a peregrinarem a Dubai ou ao Bahrein, como faziam os espanhóis na época franquista indo a Biarritz ou Perpignan para ver filmes proibidos pela censura.

bomba.jpg

– PSG x Real, Chelsea x Barcelona

Que pena o sorteio dos “mata-matas” da UEFA Champions League. Dois jogões que poderiam ser as semifinais do torneio, mas que por culpa da bolinha se anteciparão.

Em especial, o jogo entre PSG x Real será divulgado como Neymar x Cristiano Ronaldo. E em tempos de novas boatarias sobre possível transferência do brasileiro ao time merengue (eu DUVIDO que Neymar volta tão brevemente à Espanha)…

Chelsea x Barcelona será outra grande disputa, embora o favoritismo, particularmente, entendo ser dos catalães.

Destes quatro times mais o Manchester City sairá o campeão. Não vejo força e futebol suficiente para os demais.

bomba.jpg

– Os cansativos usuários do Messenger e do WhatsApp: CHEGA DE GUIRLANDA E DE CORRENTE!

Não sou muito afeito aos grupos de Messenger e WhatsApp. Confesso: eles tiram o tempo e nos atrapalham na hora de consultar o que é sério e o que é bobagem. Vem tudo junto e misturado!

Essas boas ferramentas vêm acompanhadas de muitas idiotices. Por exemplo: correntes de “envie para X pessoas se não blábláblá”. Ora, isso é coisa de supersticioso!

A coisa mais chata atual é o tal de “enviei a 1a guirlanda”. Todo dia recebo uma meia dúzia! Que irritante, a pessoa manda mala-direta, não é algo personalizado e acha que está sendo bacana. É simplesmente mandar por achar que “é legal”.

Por favor, se você é meu amigo nessas duas redes (lembrando que no Twitter, G+ e Instagram felizmente isso não acontece), NÃO ENVIE essas coisas. Não curto correntes religiosas (isso é para quem tem fé fraca), não gosto de “30 bom-dias” da mesma pessoa em cada postagem (parece que há uma necessidade de se fazer aparecer), tampouco aprecio que entupam meu celular de fakenews (quanta gente compartilhando factoides inventados pela direita e pela esquerda – e muitos acreditam inocentemente).

Por isso, desculpem-me a franqueza: cansa receber guirlanda, corrente e mentiras. Isso atrapalha o dia-a-dia, Ok?

Não quero ser antipático, mas para o bom ritmo de atividade virtual, isso é necessário.

bomba.jpg

– Ótima Uma Semana que Começa tão Bela!

Bom dia. Mais uma oportunidade para se viver, abandonando o desânimo para um estágio de energia pura. E para isso, fui correr. Foto-motivação no clique 1:

bomba.jpg

Durante o cooper, pensando em Deus e rezando. Hoje, contemplando a Santa Cruz na qual se entregou Nosso Senhor Jesus Cristo (esse clique é da Missa de sábado à tarde na Capelinha de Nossa Senhora Aparecida no Bairro da Ermida, em Jundiaí). Nossa foto-meditação no clique 2:

bomba.jpg

Pós-treino, alongando entre as flores muito lindas do jardim, em especial essa de cores românticas. Nossa foto-inspiração no clique 3:

bomba.jpg

E depois da atividade física, curtir a natureza que nos dá tanta beleza em seu amanhecer. Céu colorido na foto-admiração no clique 4:

bomba.jpg

Ótima segunda-feira para todos nós, que seja tão boa e feliz como nesse dia gostoso durante o final de semana no qual passamos em família no meio do mato. Foto-fofurice no clique 5:

sab3

EXCELENTE DIA!

– O Famigerado Assédio Moral

Amigos, compartilho um interessante artigo do Prof José Renato Santiago, a respeito da definição e das conseqüências de algo, infelizmente, corriqueiro em algumas organizações: o assédio moral!

Extraído de: http://www.jrsantiago.com.br/edit.html

O FAMIGERADO ASSÉDIO MORAL

Algo que nos envolve, que nos pressiona, que nos sufoca…

A verdade é que muitas vezes o assédio moral, por ser formado por uma série de pequenas ações, torna-se algo difícil de explicar.

No entanto, a maneira como ele nos atinge é algo claramente notado.

De repente pequenos pedidos e solicitações começam a nos aborrecer.

Não sabendo ao certo o motivo de se haver a necessidade de desenvolver algumas atividades, passamos a questioná-las.

Primeiro internamente, sendo que logo a seguir, aparecerem outras demandas que não possuem qualquer relação com as anteriores.

A confusão começa a fazer parte de nossa mente, e passamos a duvidar cada vez mais de nossa capacidade de entendimento.

Nossa capacidade de discernimento do ponto de vista profissional começa a fraquejar.

Quando enfim decidimos expor as razões de nossas dúvidas junto aqueles que, a princípio, são nossos líderes, nada mais é acrescentado.

Neste momento é quando mais notamos uma certa carência, e o pior, nos culpamos por isso.

E o fluxo parece sempre ser o mesmo, não há diretrizes, tão pouco objetivos claros a serem atendidos, apenas a manutenção de uma falida relação de chefia / subordinado.

Como se o subordinado não tivesse qualquer espaço para desenvolver seu raciocínio e utilizar de suas competências da forma mais adequada.

Aí vem o desanimo, a falta de vontade que é um trampolim para o comodismo.

Muitas vezes, infelizmente, muito embora estejamos dentro de um lema corporativo de defender e valorizar as pessoas, com certa frequência muitos profissionais adotam atitudes que, de firme mesmo, tem apenas o interesse de usar as competências de seus colaboradores de maneira míope sem qualquer preocupação em valorizá-los.

“Pode deixar que penso por você…” ou “Sei bem o que estou fazendo”….passam a ser mais do que simplesmente frases, mas sim diretrizes que limitam a usar de forma pejorativa o que existe de melhor das pessoas.

Cabe a cada um de nós, funcionários, colegas de trabalho e até mesmo “chefes” nos atermos a forma pelo qual estamos construindo nossas relações junto as atividades que desenvolvemos.

Somos pessoas que possuímos nossos valores, temos nossas competências e sendo assim, temos que ser incluídos, ou ao menos informados, das decisões sobre as quais estamos envolvidos de alguma forma… ainda mais que as relações atuais de trabalho não podem se limitar a serem uma evolução das antigas relações existentes ente os senhores e seus escravos.

bomba.jpg

– O provocador Trump

Donald Trump, o polêmico presidente dos EUA, parece não se importar em ser manchete negativa. Aliás, quando ele some do noticiário, faz questão de querer voltar a criar cizânia.

É sabido que a capital política de Israel é Tel Aviv, pois Jerusalém, a cidade sagrada para muçulmanos, cristãos e judeus, não tem condição de ser o centro administrativo devido aos conflitos religiosos.

Tudo estava indo dentro do controle até que… Trump fez o pronunciamento que reconhece Jerusalém como a capital israelense-judia, desagradando aos outros não judeus que vivem na Palestina.

Pior: agora sabe-se, conforme divulgado neste final de semana, que o presidente americano fez pedido aos presidentes de nações do Ocidente para que mudassem também as suas embaixadas para lá.

Todos querem uma solução pacífica naquela região do mundo, e em especial um pedaço de Terra para que judeus possam viver sem confusão (aliás, no próximo ano deve-se atingir o mesmo número de judeus no mundo do que se existia no tempo do Holocausto – vejam só que loucura foi a sanha de Hittler), mas sem prejuízo aos seus vizinhos, que querem igualmente a paz.

A pergunta é: PRA QUÊ tumultuar, Trump?

bomba.jpg

– Um país que não acaba com a Corrupção e ainda tira verba de Pesquisa Científica e Educação

Que coisa, não? O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) demitiu 40 funcionários. Tal órgão é um dos mais plausíveis e de vanguarda do Brasil.

Motivo?

A crise econômica, que reduziu 42% o seu patrimônio.

Como desenvolver o país desse jeito? É a prova cabal que a situação econômica-política do país reflete diretamente em ciência e pesquisa – e por tabela na Educação.

Abaixo, extraído de: http://correio.rac.com.br/_conteudo/2017/12/campinas_e_rmc/504558-laboratorio-de-bioetanol-demite-40.html

LABORATÓRIO DE BIOETANOL DEMITE 40

Por Leandro Ferreira e Letícia Guimarães

Sede do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol: necessidade de redução de custos

O Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), instalado no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas, está sofrendo com os cortes de gastos. De acordo com o diretor-geral do CNPEM, Rogério Cezar de Cerqueira Leite, foram 40 demissões este ano, metade delas desde o último dia 23, sobrando 90 dos 130 trabalhadores que atuavam no local.

O laboratório desenvolve pesquisas com capital público e em parceria com a iniciativa privada sobre bioenergia, com foco especial no bioetanol, além de projetos e linhas de pesquisas de importância para o setor. Hoje, o CTBE ocupa posição de destaque no campo de pesquisa e desenvolvimento em bioenergia, assim como atua como peça central na discussão e desenvolvimento de novas políticas bíblicas.

Na última sexta-feira, autoridades de entidades ligadas ao setor de biocombustíveis enviaram uma carta ao ministro de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, reforçando o apoio às atividades do CTBE e solicitando alternativas para que o trabalho realizado não seja descontinuado. O documento também detalha a preocupação dos representantes destas instituições com os cortes que já foram feitos, inclusive do ex-diretor do laboratório, Gonçalo Pereira, e dos que ainda estão por vir. “Nos preocupa a fragilidade institucional de um laboratório com tal importância estratégica para o País”, informa um trecho da carta.

Segundo Cerqueira Leite, o primeiro bloco de demissões ocorreu devido ao término de um projeto financiado pela iniciativa privada que ressarcia parte dos salários. “Os demais funcionários foram desligados devido à reestruturação das frentes de ação do CTBE, as quais devem ser estrategicamente alinhadas à missão do CNPEM, que tem como prioridade promover atividades científicas de excelência. As duas situações são permeadas também pela necessidade de redução de custos.”

O diretor-geral do CNPEM informou que o orçamento este ano foi reduzido em 42%, em verbas que vêm do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCTIC). “Novas contratações só ocorrerão se houver aumento do orçamento.”

O CNPEM abriga também o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano). Segundo Cerqueira Leite, nestes laboratórios não está havendo cortes relacionados à redução de custos ou encerramento de convênios. “O orçamento do CNPEM deveria ser em torno de R$ 90 milhões e até agora recebemos R$ 54 milhões. O orçamento é do Centro e não por laboratório. Assim, todos os laboratórios nacionais sofreram com a redução orçamentária e tiveram que rever seus custos de operação.”

Para Gonçalo, que também foi demitido, a instabilidade no CTBE pode afetar o interesse de empresas privadas em contratarem pesquisas no laboratório. “Empresa exige estabilidade para investir”, afirmou.

bomba.jpg

– Um campeonato com a regra desrespeitada. Anule-se tudo!

Dias atrás, soube “por cima” que no Campeonato Amador de Jundiaí (minha cidade), não estava se respeitando a suspensão automática pelo Cartão Vermelho. Até então, eu achava que houvera sido um equívoco e explicava os motivos para condenar tal atitude.

Entenda todos os detalhes que dissertam sobre a não existência de “efetivo suspensivo” detalhadamente explicados no link em: https://wp.me/p55Mu0-1Qi.

E não é que durante a semana descobri ao acaso que tem sido uma praxe a vergonhosa “anulação de cartões vermelhos”?

Agora sei que dois casos aconteceram: o primeiro, a Ponte Preta da Agapeama (do meu amigo e competentíssimo Rodrigo Alves) jogou com um jogador tendo conseguindo “liminar que suspende cartão” contra o Estrela da Ponte no 1o jogo da semifinal; e, o outro caso, acontecendo neste momento em que escrevo: o Palmeiras (nosso querido Palmeirinha do Medeiros, do Vado, do Marcão e do saudoso Barrica) está também usando o mesmo artifício na 1a partida da final contra a própria Ponte Preta.

Vou deixar bem claro o que já está escrito na postagem recomendada no link acima: recebeu cartão vermelho, com ou sem efeito suspensivo, antes ou depois de um julgamento por Junta Desportiva, DEVE-SE cumprir OBRIGATORIAMENTE um jogo de suspensão. Quem inventou “efeito suspensivo” para a suspensão automática, ou, pior, criou uma “liminar” liberando os atletas, ou faz isso por pura ignorância ou por má fé!

Os clubes estão na dele, devem tentar sempre o melhor para seus treinadores; mas a Liga Jundiaiense não pode simplesmente cancelar / anular / suspender um cartão vermelho com uma canetada! É regra universal do futebol pela International Board sempre alertada pela FIFA, e qualquer coisa que se diga ao contrário, é demagogia barata para se defender ou enrolar o próximo.

Diante de tudo isso, entendo porque a Prefeitura Municipal de Jundiaí não quer dar dinheiro à LJF. Afinal, inventou-se essa absurda regra sabe-lá-Deus como e por quê, e ninguém faz nada.

Lamentável. Já que a entidade é filiada na Federação Paulista de Futebol (pelo menos, penso que ainda é), alguém deveria denunciar essa barbaridade ao TJD-SP.

Será que ninguém se sentiu prejudicado com essa arbitrariedade? Por quê os clubes do futebol amador aceitam isso numa boa? Tira-se, dessa forma, toda a respeitabilidade do torneio.

bomba.jpg

– #DezembroVerde contra a Paralisia Cerebral

Já ouvimos falar do Outubro Rosa contra o câncer de mama e o Novembro Azul contra o câncer de Próstata. Em Dezembro, a campanha é pelas crianças com Paralisia Cerebral.

Para saber mais dessa importante iniciativa, visite o site da instituição que mais cuida desses pequenos, a Cruz Verdehttp://www.cruzverde.org.br/.

bomba.jpg

– Domingando…

Minha rotina matinal para motivar os amigos, em 5 cliques:

👍🏻Bom dia!
Animado para um ótimo #cooper matinal. A mente, o corpo e a alma ficarão mais leves depois de suar.
Vamos correr?
🏃🏻 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #saúde #corrida
bomba.jpg

🙌🏻Correndo e Meditando:
“Ó #Jesus, Filho de #Davi, Leão da tribo de #Judá. Nosso #Deus, nascido da bem-aventurada #VirgemMaria por #Misericórdia do #Pai e Graça do #EspíritoSanto. Honra e Glória a Ti, Nosso #Senhor. #Amém.”
🙏🏻 #Fé #Santidade #Catolicismo #PorUmMundoDePaz
bomba.jpg

🌺Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, curtindo a beleza das #flores cor de #rosa. Aliás, esse botão é #lilás!
🏁 #corrida #running #flowers #CorujãoDaMadrugada #alvorada #flor #roseira
bomba.jpg

🌅Desperta, #Jundiaí!
Ótimo #domingo a todos.
🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #manhã #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy
bomba.jpg

☀️OPS: Não podia deixar de reparar – #Sol muito bonito de #natureza indescritível que vem nascendo.
Como não se inspirar com esse #céu alaranjado?
🌱 #inspiração #amanhecer #morning #fotografia #paisagem
bomba.jpg

Aproveitemos esse bom dia de vida!