– A impressionante construção de uma estrutura para a Copa.

Se na Copa do Mundo do Brasil as distâncias mais longas entre um estádio e outro eram de 2.100 km (se falando individualmente de cada Seleção, já que sabemos que a distância das sedes mais distantes – Manaus a Porto Alegre – são bem maiores) na Copa do Catar, devido ao tamanho pequeno do país, não passará de 55 km.

Sabe o que mais me impressiona? As construções gigantescas “no meio do nada”, estando no deserto, já que além da pequena extensão territorial, há também a baixa população no país asiático.

O que chama a atenção também é que os estrangeiros são os grandes construtores dos estádios. Nepaleses, por exemplo, invadiram o Catar (a fim de ganhar valores baixos, sem condições de segurança na contratação e no trabalho).

Falando sobre a vizinhança, o Catar é uma nação amiga do Hamas, embora tenha boa relação com o Ocidente. Estão rompidos diplomaticamente com os catarianos: Arábia Saudita, Egito, Iêmen, Líbia, Ilhas Maldivas e Emirados Árabes Unidos.

Já pensou se num sorteio teremos Catar x Arábia Saudita? Vizinhos (de fronteira fechada) e com muitas rusgas sérias.

Se o país não fosse “propriedade” do Sheik Tamim bin Hamad al Thani, o bilionário dono do PSG (e muitos alegam que deva ter seu saldo ultrapassado 1 trilhão de dólares, na soma de seus negócios assumidos e os “em nome de outrém”), nem a a FIFA tão corrupta, duvido que o Mundial de 2022 fosse lá.

Logicamente que o parágrafo acima se refere à compra de votos da sede, tão discutida até hoje… Enfim, aguardemos o que será essa Copa.

Resultado de imagem para Catar, Canteiro de Obras

Anúncios

– Vicente Cândido chama os contrários da Copa 2014 de “míopes”?

Há 7 anos… olha só o que publicávamos neste blog. Uma pérola de 2012! Abaixo:

E o artigo do deputado Vicente Cândido (PT-SP) na Folha de São Paulo desta terça-feira, 04/05 (pg03)? Ele reclama dos críticos da Copa de 2014, falando sobre as benesses do Mundial e a soberania do país sobre a FIFA.

Para quem é leigo, pode até acreditar que a Copa do Mundo, daqui a 2 anos, será a salvação de todos os males do paísDemagogia pura… Parece que ele subestima nossa inteligência. Abaixo:

MIOPIA CONTRA LEGADO DA COPA

Não faz sentido dizer que o país virará protetorado de interesses mercantis da Fifa. Cada acordo com ela está sendo amplamente discutido.

Por Vicente Cândido

É consensual que o maior desafio de sediar a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014 é otimizar as possibilidades de deixarmos um legado positivo e permanente, que reverta benefícios à sociedade e, especialmente, às populações mais carentes.

Como relator do projeto de lei 2.330/2011, a chamada Lei Geral da Copa, sempre mantive esse objetivo no grau mais elevado. Muitos dos demais envolvidos também trabalham nesse sentido.

A leitura do artigo do deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ), publicado nesta Folha no último dia 15 (“Estado Futebolístico de Exceção”), pode causar impressão contrária.

Essencialmente, porque o deputado parece ser, por princípio, contra a Copa no Brasil. Só isso pode explicar o teor de suas críticas, influenciadas pela desinformação sobre o arcabouço legal que vem sendo construído.

Chico Alencar acusa um suposto “servilismo contumaz” brasileiro, além de cobrar transparência nas informações. Mas os assuntos da Copa de 2014 talvez sejam os de maior visibilidade hoje, com ampla cobertura dos órgãos de imprensa.

Por isso, são de conhecimento público os compromissos assumidos com a Fifa. Cada ponto é largamente discutido no Congresso Nacional, na mídia e na sociedade -afinal, nosso povo respira futebol.

Além disso, tudo é acompanhado em detalhes pelo Tribunal de Contas da União, pela Controladoria Geral da União e pelos veículos de comunicação.

A afirmação de que a Lei Geral da Copa produz “um despejo de famílias” sem construção ou entrega de moradias substitutas não tem amparo na realidade.

Afinal, o país conta com o maior programa social de Habitação da nossa história -o Minha Casa, Minha Vida-, que exige o desenvolvimento de infraestruturas complementares às obras de estádios. Ora, esses avanços são evidentes passos de promoção da cidadania.

Dizer que o país virará um “protetorado de interesses mercantis” é igualmente despropositado.

Nossa soberania jamais será objeto de transação política -aliás, o noticiário revela a firme posição do governo nesse sentido.

Da mesma forma, afirmar que o Inpi vira um “cartório particular” é ilação infeliz. Como relator, aprendi muito em matéria de direitos autorais e tenho certeza de que só defenderemos as empresas nacionais, na concorrência, se modernizarmos a Lei da Propriedade Industrial.

Contrariamente ao que disse o deputado, em nenhum momento ferimos a Lei das Licitações, que prevê mecanismos para agilizar o processo de contratação em situações específicas. A lisura é também garantida pela fiscalização dos órgãos responsáveis.

Finalmente, é risível a imaginária “afronta a princípio defendido pelos liberais de todos os matizes: o da iniciativa privada”, mencionada por Chico Alencar, bem como o efeito de “nutrir a caixa registradora da Fifa”.

Ele diz isso simplesmente porque boa parte do lucro destina-se às seleções participantes, à formação de atletas e ao desenvolvimento do futebol brasileiro. E porque estão previstas zonas de exclusividade comercial, de defesa do direito dos patrocinadores a uma possível concorrência predatória nos locais dos eventos, sem violar o direito de estabelecimentos circundantes. Isso é defender a propriedade privada.

A miopia de alguns impede a visão de futuro e bloqueia iniciativas propositivas, obscurecendo a oportunidade ímpar de aproveitar a sinergia para construirmos legados permanentes para o esporte e a economia nacional. Infelizmente, é preciso lutar contra isso também.

Resultado de imagem para Brasil 2014 logo copa

– Lembram-se de Caniggia?

Achei essa pérola em meu blog e atualizo a postagem. Muito curiosa:

Loiro, cabeludo e bom de bola. Assim era o carrasco Caniggia, que hoje aposentado resolveu dar uma entrevista à revista Placar (Ed 1388, Março/2014). E vejam que timaço ele montou como “Seleção de todos os tempos”:

Goycochea/ Cafu, Ruggeri, Ayala e Maldini/ Di Stefano, Cruyff, Pelé e Maradona/ Messi e Ronaldo.

Sobre Leonel Messi, declarou que:

Precisa vencer pela Argentina, já é um dos melhores de todos os tempos (…) Mas há um fato que Leo não pode igualar, que é erguer o Napoli como Diego [Maradona].

E sobre Pelé, o argentino disse:

Para mim, ele está por cima de todos, seguido por Diego e Cruyff. Foi perfeito”.

O time dele é bom! Mas nunca me esquecerei que aos 14 anos, quando eu estava em viagem de passeio na Argentina (1990), o vi eliminar a Seleção Brasileira da Copa da Itália ao lado de vários hermanos fanáticos…

Traumático e irritante!

Maradona-e-Caniggia-1989.jpg

– Os Novos Mundiais da FIFA e o Catar para 2022!

Novidades e Curiosidades para o futebol: Gianni Infantino, o presidente da FIFA (que insiste em chamar a entidade de “Nova FIFA”), quer um Mundial de Clubes com 24 equipes e a Copa do Mundo com 48 seleções (se possível, já para 2022). Isso Jean foi debatido nos últimos dias. Mas duas coisas importantes sobre o Mundial de Clubes:

– A UEFA não vai topar nem 12 e nem 8 clubes. Não é vantajoso nem lucrativo desvalorizar suas equipes contra times mais fracos em datas adicionais. Duvido que vingará.

– Deixou-se no ar que “agora será Mundial de Clubes de verdade”. Os outros (os da FIFA e os não organizados pela FIFA) não eram? Eu sempre disse que a Toyota Cup era Intercontinental e que o World Club FIFA era uma “Copa das Confederações de Clubes”. Ambos não eram mundiais “pra valer”, mas eram o que se tinha e que se deveria considerar. Até mesmo a Copa 51 do Palmeiras e a Copa Rio 52 do Fluminense deveriam ser reconhecidos como títulos mundiais. O que não pode é desmerecer TODOS os outros sumariamente. O futebol, afinal, existia antes da FIFA e da “Nova FIFA”.

Várias coisas importantes sobre o Mundial de Seleções:

– A reunião da FIFA aconteceu justamente na semana em que se descobriu que houve corrupção de quase 4 bilhões de reais para o Catar “comprar a sua escolha”.

– Não se sabe se conseguirá aumentar o número de sedes do Mundial (estuda-se acrescentar Omã e Kwait), mas a única coisa garantida é que, ao menos, 32 países estarão no Catar.

– Esse texto, abaixo, publicado na Revista Superinteressante, é extremamente curioso e informativo: algumas coisas que devem ser evitadas durante o Mundial de 2022.

COMO IR PARA A COPA DO MUNDO DO CATAR

Por Marcelo Testoni

  1. Por lei, é proibido fazer gestos obscenos (mostrar o dedo do meio dá até cadeia) ou mesmo beijar na boca em público. Na rua, carícias também não são recomendáveis – se alguém se incomodar com abraços e afagos pode até chamar a polícia.
  2. Fotografar mulheres locais sem autorização, nem pensar. Muito menos cumprimentá-las com as mãos – só acenando mesmo.
  3. Em praias públicas e próximas às cidades, traje de banho é vetado – biquíni ou sunga, só se você se hospedar num resort internacional. Também é proibido usar shorts acima do joelho e roupas curtas, decotadas, com os ombros ou a barriga de fora.
  4. Bebidas alcoólicas em público são proibidas.
  5. Uma refeição, em média, custa S$ 70.00

bomba.jpg

– A menor renda do Estádio Mané Garrincha!

Real x Santa Maria jogaram no último final de semana pelo Campeonato Brasiliense no Estádio Mané Garrincha-DF (que custou quase 3 bilhões de reais, depois de apurado os valores de desvios de verbas).

Público?

Total de 60 torcedores, com renda de R$ 510,00.

É mole? Que baita elefante branco...

Resultado de imagem para Mane Garrincha estadio

– Mercedes Benz Stadium: o palco da final de 2026?

Vi e me impressionei: o vídeo do Mercedes Benz Stadium, em Atlanta – EUA.

Lá, “joga soccer” pela MLS o Atlanta United e joga futebol americano pela NFL o Atlanta Falcon.

Assista e diga: não é o estádio mais moderno do mundo?

Dificilmente a final da Copa de 2026 não será jogada lá…

Filme em: https://youtu.be/RDyNvr8Pz-o

– Lusail Stadium está saindo do papel?

Um estádio para 80 mil pessoas que está sendo construído JUNTO COM UMA CIDADE! É mole?

Eu sempre tive o pé atrás com a Copa do Catar 2022, cercada de corrupção, mas há coisas que não dá para deixar de ficar boquiaberto e para isso o príncipe local não vai economizar. Está erguendo o Estádio de Lusail, juntamente com um município ao redor dele! 

O ponto positivo é: depois do Mundial, como ficará ocioso, o Lusail Stadium vai virar um hospital, escola e shopping integrados!

Sobre essa coisa incrível (e um vídeo da tradição, cultura e tecnologia de lá, abaixo),

Extraído de: https://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,catar-revela-projeto-do-estadio-mais-importante-da-copa-do-mundo-de-2022,70002647869

CATAR REVELA PROJETO DO ESTÁDIO MAIS IMPORTANTE DA COPA DO MUNDO DE 2022

Lusail Stadium terá capacidade para receber até 80 mil torcedores e tem previsão de ficar pronto em 2020

O projeto do estádio mais importante da Copa do Mundo de 2022, no Catar, foi oficialmente apresentado neste sábado, em um evento de gala realizado na Marina de Lusail, cidade que fica a 15 quilômetros ao norte de Doha, a capital do país.

A arena, que terá capacidade para receber até 80 mil torcedores, tem previsão de ficar pronta em 2020. E neste sábado o Comitê Organizador do Mundial permitiu o acesso de alguns jornalistas convidados às obras de construção do local, que deverá abrigar o jogo de abertura, a grande decisão da Copa e vários outros jogos da competição que ocorrerá daqui a quatro anos.

Inspirado na antiga tradição do artesanato do Oriente Médio, o projeto do estádio revelou que o mesmo terá formas arredondadas, será predominantemente dourado em seu exterior e contará com um teto branco com um design moderno. O estádio Lusail será uma das oito arenas que abrigarão partidas da Copa, sendo que, no ano passado, o Khalifa International Stadium se tornou o primeiro a ficar pronto para a competição.

De acordo com a previsão dos organizadores, outros dois estádios estão programados para terem as suas obras finalizadas no começo do próximo ano: o Al Wakrah Stadium e o Al Bayt Stadium.

“Já se passaram oito anos desde que conquistamos os direitos de sediar a Copa do Mundo de 2022 e pedimos ao mundo que esperasse algo incrível. Com este impressionante design do nosso estádio (de Lusail), hoje estou orgulhoso de mais uma vez estar cumprindo essa promessa”, afirmou o secretário-geral do Comitê Organizador da Copa de 2022, Hassan Al Thawadi, durante o evento deste sábado, no qual também destacou que a arena principal do Mundial fica no coração de uma nova cidade que está sendo erguida em função do Mundial.

“Lusail é uma cidade para o futuro, e uma vez que a Copa do Mundo acabar, será como cada um dos nossos outros sete estádios – uma parte crucial do legado do torneio, que se transforma para se tornar o coração de uma nova comunidade”, reforçou.

Após a Copa, as 80 mil cadeiras do estádio de Lusail serão retiradas e doadas. E a arena deixará de servir para o futebol para ser transformada num espaço que contará com escolas, lojas, instalações esportivas e clínicas médicas. Será a consequência óbvia para dar utilidade a um local que não possui tradição futebolística importante e nem clubes de relevância no cenário mundial.

A secretária-geral da Fifa, Fatma Samoura, também exibiu empolgação com o projeto do principal estádio da Copa durante o evento deste sábado. “Estou muito feliz por ver o compromisso continuado do Catar com a excelência no espetacular estádio Lusail”, ressaltou a dirigente. “Os estádios do Catar estão entre os mais atraentes já vistos e o local desejado para a final é absolutamente lindo. Eu particularmente aprecio o fato de que a cultura do Oriente Médio é refletida em vários outros projetos de Lusail e estou ansiosa para ver os fãs de futebol de todo o mundo descobrirem a cultura e a história desta região”, reforçou.

A Copa do Mundo de 2022 está marcada para ocorrer entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro, sendo que a Fifa planeja poder ampliar o número de seleções da competição de 32 para 48 a partir desta próxima edição do evento.

Resultado de imagem para Lusail Stadium

Assista o vídeo abaixo:

– A Infelicidade do Fenômeno!

EXATAMENTE HÁ 5 ANOS… DEVE TER SE ARREPENDIDO, NÃO? Republico:

Craque dos gramados, Ronaldo Nazário não tem sido feliz em algumas declarações e atitudes como cartola.

Ontem, em Londres, num evento, ele representava o Comitê Organizador Local da Copa-14, e quando indagado sobre os protestos durante a Copa das Confederações (se poderiam acontecer novamente no Mundial), disse que:

Acho que desde o início os protestos direcionados à Copa do Mundo foram inventados. A gente continua provando com dados, informações e com todas as obras que estão sendo feitas graças ao Mundial que a Copa é um benefício importante para o País.

E ele nem ficou constrangido! Caramba… que mundo o Fenômeno está vivendo?

Hoje ele mora em Londres. Será que esqueceu do dia-a-dia no Brasil?

Aliás… a Copa do Mundo será um benefício real a quem? Ao povo, aos politicos ou aos dirigentes da CBF e FIFA?

ronaldooculos1010getty.jpg

– A provocação da P&G contra Unilever (CR7 versus Neymar) retirada do ar.

Após o vídeo patético de Neymar pedindo desculpas por “cair excessivamente” durante os jogos da Copa do Mundo, numa ação publicitária bancada pela Gillette (uma empresa da Unilever), eis que a Procter & Gambe ironizou o concorrente através da sua marca de shampoos masculinos Clear, com nada mais do que Cristiano Ronaldo atuando e dizendo que:

Se você tem problema com queda, não precisa pedir desculpas. É só usar Clear Queda Control“.

Pois é: como as quedas de Neymar foram discutidas mundialmente, aproveitou-se um outro craque para promover shampoo anti-quedas!

Que sacada interessante! Entretanto, após ser acusada de ironia e oportunismo, a P&G retirou a propaganda para que não se levantasse um debate ético.

Assista em: https://youtu.be/6LBZMmxcd-c

Empresa usou Cristiano Ronaldo para provocar concorrente e Neymar

 

– Pogba e Neymar: sobre FOCO

Viram o que o campeão mundial de futebol, o francês Pogba respondeu sobre os cuidados do seu cabelo durante a Copa do Mundo (após ser questionado por um fã via Instagram)?

Disse que:

“Eu queria estar em paz, focado na minha performance e não no meu visual“.

Foi para Neymar e seu cabeleireiro? Acho que não. Mas que serviu, ô se serviu…

DjYtxqCX4AcAtuS

– Neymar fora dos TOP 10. Justo ou não?

A FIFA divulgou os escolhidos para o The Best, levando em conta o desempenho dos jogadores do mundo inteiro no período da temperada européia (iniciada no semestre do ano passado), terminando com a Copa do Mundo.

Nessa relação, pode-se observar que:

  • Novamente só aparecem os atletas que jogam em clubes europeus (predominando clubes ingleses e espanhóis);
  • Somente um sulamericano e um africano na lista;
  • Nenhum brasileiro na relação.

É lógico que se observa a continuidade, pela enésima vez, da dupla Messi + Cristiano Ronaldo. Mas me chamou a atenção a ausência de Neymar.

A lista, composta por Cristiano Ronaldo, Kevin De Bruyne, Antoine Griezmann, Eden Hazard, Harry Kane, Kylian Mbappe, Lionel Messi, Luka Modric, Mohamed Salah e Raphael Varane, não teria lugar para Neymar Jr?

Será que a polêmica das quedas e simulações do brasileiro na Copa do Mundo o prejudicaram tanto assim? A propósito: se não fosse o Mundial da Rússia, Neymar figuraria entre os 10?

Claro que tudo é hipotético, mas deve-se pensar e refletir bem sobre isso.

Aproveite e vote na lista dos 10: quem é o melhor? Abaixo:

– Ghiggia e sua Frase de Efeito

Há 3 anos, morria Alcides Ghiggia, o homem que fez o 2o e decisivo gol a favor do Uruguai, na final da Copa do Mundo de 1950 contra a Seleção Brasileira, promovendo o inesquecível Maracanazo.

É dele a frase:

Somente 3 pessoas conseguiram silenciar o Maracanã: o Papa, Frank Sinatra e Eu.

Não dá para contestar…

bomba.jpg

– O erro de Nestor Pitana em França 4×2 Croácia, a emoção na cabine da Globo e o impensável Catar 2022!

Sabidamente, Massimo Bussaca e Pierluigi Colina (presidente da CA-FIFA e responsável pelo VAR, respectivamente), com pesar, orientaram os árbitros a duas coisas que recrimino totalmente:

Evitar “dar cartões” para tirar os astros do espetáculo. Ora, desde quando o juiz tem que “pajear” atleta? Se merece o Amarelo ou o Vermelho, tem que levar! Se vai ficar fora de uma final de Copa do Mundo( por exemplo) o problema é do jogador. E muito se viu de “poupar” cartões.

Valorizar o VAR. É muita infantilidade crer que com tal alto investimento, o equipamento seria deixado de lado. Na verdade, só foi duas vezes desprezado: no Brasil x Suíça e em alguns momentos de Brasil x Bélgica. Teria sido pelo desprestígio político da CBF e pela marra de Neymar / ou má vontade dos árbitros com ele? Não duvido.

Dito isso, afirmo: o pênalti de “bola na mão” foi ridículo em França x Croácia. Pitana errou em final Copa do Mundo! E aqui não faço juízo se isso determinou a história do jogo, mas não foi uma “mão na bola intencional”, tampouco movimento disfarçado / antinatural.

O fato de ver, rever e demorar a tomar a decisão de marcar o tiro penal é outro ponto a ser criticado. Teria sido uma forma de valorizar o Árbitro de Vídeo?

Repito o que eu disse no nosso pré-jogo do Campeonato Paulista da 2ª divisão pela Rádio Difusora: O VAR É ÓTIMO PARA O FUTEBOL, DESDE QUE O MATERIAL HUMANO (QUEM USA AS IMAGENS) TENHA COMPETÊNCIA.

Para mim, muito abaixo do esperado a atuação do árbitro argentino. A propósito, insisto: se Ricardo Teixeira estivesse na CBF com o prestígio de outrora, era “bola cantada” a escalação do brasileiro Sandro Meira Ricci na decisão, que apitou muito bem o Mundial (e independente da força política ou não da CBF, Ricci fez por merecer ter tido tal honraria).

Quatro observações rápidas da final:

1- Fiquei feliz pela vitória do time miscigenado da França. Nós, brasileiros, somos formados por imigrantes de todo o mundo, e os franceses, em outro contexto histórico e geopolítico, idem. A vitória dessa equipe multirracial é uma conquista da igualdade social.

2- Foi de arrepiar Casagrande, na Globo, dizer: venci por me manter sóbrio”! Quem nunca usou drogas, não deve experimentar, pois a luta é grande. Casagrande foi gigante!

3- Arnaldo César Coelho vai se aposentar, e a lógica será a promoção de Leonardo Gaciba a número 1 da Vênus Platinada. Quem será o novo ex-árbitro a ser contratado pela emissora? E não nos esqueçamos: Arnaldo abriu as portas para essa nova função no Brasil e dele e por ele surgiram dois bordões: “A Regra é clara” (mas nem tanto) e “Pode, Arnaldo”?

4- Enfim, que venha o Catar, que continuo achando algo inimaginável… o que os catarianos farão com tantos estádios depois da Copa? E a rede hoteleira do pequeno país para hospedar tanta gente? Sobra dinheiro por lá, é sabido, mas… os EUA conhecem bem a história de como deve ter sido a escolha da nação do bilionário sheik Tamim bin Hamad Khalifa Al Thani (que faz do Catar uma pátria com proprietário).

Aliás, sabia que a distância máxima de um estádio a outro será de apenas 55km, e a distância mínima de 4,5km? Dará para assistir vários jogos da Copa do Mundo em um mesmo dia, em arenas diferentes. Impensável na Rússia ou no Brasil, países de tamanhos continentais.

24554584-2

– A Final da Copa do Mundo

Ok, eu sei, neste domingo é dia final da Copa do Mundo (França x Croácia), mas meus compromissos de trabalho e a carga de cobrança que tenho “de mim sobre mim” me exigem dedicação.

Tentarei assistir a finalíssima, mas a jornada na labuta será cruel. Mesmo assim, ótimo domingo e bom jogo para quem estiver ligado na TV.

Ops: torcida? A minha vai para a França, e por um motivo bem específico: a faceta multirracial e cultural do time, vencendo o preconceito racial e migratório.

Resultado de imagem para final da copa

– A Inalação de Amônia por parte dos Jogadores da Rússia.

Recentemente, o mundo soube sobre as diversas tramoias que a Rússia praticava dopando (com a ciência ou não) os seus atletas em muitas atividades esportivas. Medalhas, conquistas e rendimentos todos obtidos de maneira ilegal, à base de drogas.

Eis que durante a Copa do Mundo, alguém fotografou diversos atletas cheirando um “algodãozinho” suspeito, posteriormente descoberto pela FIFA com a ajuda da Wada (Word Anti-dopping Agency) de que era amônia.

Dr Eduard Bezuglov, médico da Seleção Russa, negou que isso seja dopping, e disse que usar qualquer substância amoníaca melhora a condição cardiovascular e dá ânimo aos jogadores, não sendo condenando ou relatado em regulamento esportivo qualquer.

Com tal histórico, eu não aceitaria qualquer coisa dos russos em meu vestiário, caso fosse adversário deles. Vai que é a mesma água que Maradona ofereceu ao Branco numa Copa do Mundo…

Imagem relacionada