– E se o Tite convocar…

Escrevi esse rascunho sem me preocupar com nomes ou novidades do treinador Tite para a Seleção Brasileira (que será convocada nesta quinta feira).

O técnico faz um bom trabalho, tem os atletas sob controle e, já classificado para a Copa do Mundo da Rússia, é normal que queira testar os jogadores que ainda não viu vestindo a Amarelinha.

Para mim, qualquer surpresa será  possível e não creio em convocações “suspeitas por favorecimentos a empresários”, como víamos anteriormente.

bomba.jpg

– Ghiggia e sua Frase de Efeito

Há 2 anos, morria Alcides Ghiggia, o homem que fez o 2o e decisivo gol a favor do Uruguai, na final da Copa do Mundo de 1950 contra a Seleção Brasileira, promovendo o inesquecível Maracanazo.

É dele a frase:

Somente 3 pessoas conseguiram silenciar o Maracanã: o Papa, Frank Sinatra e Eu.

Não dá para contestar…

bomba.jpg

– 3 anos do 7×1. E o que mudou?

Hoje faz exatamente 3 anos que a Seleção Brasileira foi humilhada e perdeu para a Alemanha por 7×1 na semifinal da Copa do Mundo.

Que os alemães eram melhores, tudo bem. Mas levar 7 em casa, e do jeito que foi, aí não tem desculpa.

Tenho certeza que tal vexame nos fez esquecer a perda da Copa de 50. Superamos um trama com outro pior!

E o que mais assusta é o fato dos cartolas serem os mesmos, a estrutura idem e, por incrível que possa parecer, Neymar, que era a referência única, praticamente continua solitariamente tendo o mesmo fator de protagonismo…

Será que o 7×1 foi pouco para que existam mudanças de fato?

Talvez ficar fora de uma Copa do Mundo, não se classificando pelas Eliminatórias, seja o nosso ápice de incompetência e o start para as mudanças começarem de verdade. Mas ficará para o Catar-22, pois Tite, com sua generalidade, superou tudo isso.

bomba.jpg

– O Ronaldinho que os mais jovens não viram em 2002

Converso com garotos que não se lembravam do jogador Ronaldinho, só do Ronaldo Nazário empresário, meio que antipático e demonstrando indiferença das coisas. 

Será que foi sempre assim?

Peço a permissão para usar e depois parafrasear a letra da conhecida canção:

(…) No tempo que Don Don jogava no Andaraí
Propaganda era reclame, ambulância era dona assistência,
Mancada era um baita vexame, e pornografia era só saliência,
Sutiã chamava porta-seio, revista pequena, gibi ih
No tempo que Don Don jogava no Andaraí (…).

Diante disso, recebi esse link do You Tube da final da Copa de 2002, quando o Brasil (já faz 15 anos!) venceu a Alemanha por 2×0 e sagrou-se Pentacampeão Mundial de Futebol. E veja só que curioso:

Ronaldo Nazário era Ronaldinho, Cabelo Cascão era distração,
Ronaldo Gaúcho jogava a sério, Felipão era atualizado,
Seleção era sinônimo de paixão,
Galvão trazia vitória com emoção!

Falando sério: que belo jogo se vê! A Seleção Brasileira com um Rivaldo inspirado, Marcos seguro no gol e o principal: Ronaldo (que era simplesmente Ronaldinho) esbanjava carisma e disposição! Que jogador fantástico, me lembrei do começo no Barcelona, com as arrancadas incríveis.

Assistindo esse jogo, vi algo que os mais jovens não viram: R9 magro, voltando para roubar a bola! No 1o gol do Brasil, ele tenta disparar, perde a bola, volta para disputar e a domina com um tranco legal. No Real Madrid e no Milan já não se via isso. Muito menos no Corinthians.

O vídeo, de 10 minutos aproximadamente, está abaixo. Vale a pena recordar (Galvão Bueno está inspiradíssimo):

– Polícia Federal prende corruptos da Copa nesta 3 feira

O deputado Henrique Alves (PMDB/RN) foi preso hoje por conta do desvio de 77 milhões de reais na construção da Arena das Dunas (Natal). Semana passada, foi preso Agnelo Queiroz (PC do B/DF), pelo mesmo motivo, só que no Estádio Mané Garrincha (Brasília).

E o que podemos dizer dos gastos bilionários do Maracanã (na gestão do ex-governador e agora presidiário Sérgio Cabral) e Arena Corinthians (conduzida pelo ex-presidente corintiano Andrés Sanches, construída pela Odebrecht, a pedido de Lula para Emílio Odebrechet – chamado de “presente a um amigo”)?

Em tempo: a instituição Corinthians, sendo tudo comprovado, é vítima do seu mau gestor, assim como o país Brasil é vítima de centenas de políticos corruptos.

Me recordo cada vez mais do falecido jornalista Israel Gimpel, ícone da Jovem Pan e correspondente da rádio no Rio de Janeiro, que sempre alertava: “as obras são para atrasar, aí surgem os contratos emergenciais e vai ser a farra do dinheiro”.

Sábias palavras… olha aí que quantidade de recursos públicos desviados e tramoias realizadas.

Eu sempre escrevi: nunca quis Copa do Mundo no Brasil, pensava (e ainda penso) que nosso país tinha (e tem) muitíssimas outras prioridades… E o dinheiro nosso vai voando para o bolso dos outros.

bomba.jpg

– Outra Copa do Mundo na América do Sul?

O Presidente da Conmebol, Alejandro Domingues, esteve reunido (na última semana) com dirigentes das diversas federações do continente no Chile, em um congresso da entidade. Lá, falou sobre o desejo pessoal de que a Copa de 2030 seja na América do Sul. Mas e se em 2026 ela ocorrer na América do Norte, com a fortíssima candidatura de México, Estados Unidos e Canadá?

Teria chance de seguidamente o Sul da América sediar um Mundial?

Mais ainda: sendo que o Brasil sediou recentemente em 2014, numa Copa tão inchada como deve ser em 2030, seria absurdo acreditar em uma tripla candidatura por aqui também? Argentina, Uruguai e Chile, ex-sedes, poderiam se reunir? Isso justamente no Centenário da Copa de 1930…

O que você pensa sobre isso? Lembrando que a Argentina e Uruguai, finalistas de 30, manifestaram em Outubro de 2016 o desejo de sediar o Mundial conjuntamente. No final do ano, também o Chile se anunciou desejoso, e, no último final de semana, foi a vez da China dizer que gostaria de ser sede da Copa comemorativa de 100 anos.

bomba.jpg

– A Copa de 2026 com 3 sedes é uma boa?

Pela 1a vez, teremos uma Copa do Mundo contemplando todos os países de um único continente: oficializou-se uma candidatura das 3 nações que formam a América do Norte: México, EUA e Canadá!

Pelo gigantismo que se tornou o Mundial, se faz necessário um número grande de cidades-sedes. Mas não contrasta com as dimensões diminutas do Catar, em 2022?

Culturas diferentes (a árabe com rigor moderado dos catarianos) versus a disciplina americana (somada à farra dos mexicanos). Aliás, um dos entusiastas dessa candidatura é Donald Trump. E não é curioso que o próprio Trump que fala tanto de construção de um muro segregacionista, apoie a união com seus vizinhos?

A propósito: se a Copa de 2018 não sair, o torneio volta ao país da edição anterior. Portanto, que cessem urgente os atentados terroristas na Rússia! Já não bastasse o estrago que foi feito em 2014…

bomba.jpg

– Deu no New York Times…

Na edição de 01 de abril de 2017 (semana passada), o New York Times trouxe uma matéria sobre a FIFA, na qual observa que apenas 1 dos dirigentes acusados de corrupção nos escândalos de futebol ainda não foi preso e continua no poder: Marco Polo Del Nero!

Além de ser muito inteligente e politicamente esperto (e ter bom gosto por jovens garotas), o velhote tem sorte: sendo a Copa na Rússia, se ele fizer um vôo sem escalas até Moscou, como algum agente do FBI o prenderá?

Assim, como a KGB não existe mais, Del Nero poderá além da Rússia visitar a Coréia do Norte, a China e talvez Cuba ou Venezuela!

E os clubes passivamente aceitam tudo… será que devem algum favor a esse homem?

bomba.jpg

– Parabéns Tite. Rumo à Rússia!

Excepcional a campanha de Tite nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Fez Phillipe Coutinho render o que rende na Inglaterra, insistiu com Paulinho que mesmo na China tem sido importante no time, ajudou a amadurecer Neymar (que está no caminho certo) e devolveu o carisma à Seleção Brasileira.

O Brasil continuará sendo o único país a participar de todas as edições de um Mundial, e a Argentina, sem Messi, ainda padece. Irá se classificar?

E que tenhamos em mente: não nos esqueçamos que os escândalos da CBF não cessaram com a chegada do treinador. Marco Polo Del Nero continua sendo alvo do FBI!

bomba.jpg

– O Ranking tem Critérios, mas…

Viram o novo ranking da FIFA?

A Argentina, que entra e sai da zona de classificação para a Copa do Mundo, é a Seleção número 1 do mundo, seguida pelo Brasil (que praticamente se classificou).

Será que o ranking retrata realmente as atuais forças do futebol mundial?

O Ranking da FIFA, em particular, tem vários critérios e metodologias respeitáveis. mas penso que deveríamos ter um ranking histórico e outro ranking anual. Acho que seria mais justo.

bomba.jpg

– O Futebol nas páginas policias e políticas

Não é nos Cadernos de Esportes dos Jornais ou nas Arquibancadas que se vê assunto sobre o Futebol jogado. É nas páginas policias e políticas.

Os temas são: Andrés Sanches, Arena Corinthians, Odebrecht e Corrupção; Marco Polo e Marin na corrupção da FIFA; Arenas do Mundial, Pezão/Cabral, e Maracanã como elefante branco; Internacional e o Tapetão contra o Vitória para tentar permanecer no futebol; entre outros tantos.

Hoje, o jornalista Jamil Chade publica no Estadão: Ricardo Teixeira, Marco Polo Del Nero e José Maria Marin movimentaram R$ 270 milhões em suas contas pessoais durante a Copa do Mundo de 2014, segundo o serviço de inteligência do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (COAF). E esse absurdo volume é somente no Brasil!

Imaginem a ‘bolada” que esses senhores não devem ter mandado para a Suíça e outros destinos, não?

bomba.jpg

– Análise Pré Jogo da Arbitragem de Brasil x Argentina

O superclássico entre a Seleção Brasileira versus a Seleção Argentina apitará o chileno Júlio Bascuñán, 37 anos. Um árbitro fraquinho…

Bascuñán, na temporada do Campeonato Chileno de 2014, foi chamado de “caseiro” pelo Audax Italiano, que o acusou de, em 5 jogos como visitante no campeonato local, perder todos (a equipe pediu punição eterna à Federação Chilena e ameaçou que não entrará em campo caso ele volte a ser escalado alguma outra vez em seus jogos). No último jogo, Bascuñán teria apitado o fim de jogo antes dos acréscimos anunciados quando o Audax estava em ataque.

Em 2015, trabalhou pela Libertadores em Danúbio x Corinthians (e foi muito mal). Voltou a apitar em 2016 no Monumental de Nunes em River Plate 1×1 São Paulo. Naquela ocasião, não deu um pênalti em Calleri, teve dificuldade na interpretação de faltas e, quando deveria expulsar PH Ganso, fraquejou.

Por fim, recentemente ele apitou Argentina x Uruguai e expulsou Dybala, sendo muito criticado por Messi (que não costuma reclamar da arbitragem), que disse: Não pudemos jogar pois o árbitro não deixou”.

Se ele irá bem hoje, no Mineirão?

Só Deus sabe.

bomba.jpg

– Brasil x Argentina é sempre imperdível

Antipatia ou não pela Seleção Brasileira, o certo é que toda partida desse clássico sul-americano (talvez o maior do mundo) é sempre alardeado com grande expectativa.

Apesar do horário, não dá para deixar de assistir. Neymar ou Messi, quem vai jogar mais no Mineirão? Tite ou Bauza, quem montará um esquema melhor?

Sinceramente, acho que o Brasil conseguirá uma boa vitória pois não vejo a Seleção Argentina bem dirigida nesse momento. Porém, vale o velho chavão do “poeta” Jardel: clássico é clássico e vice-versa.

Em tempo: Murici Ramalho comentará o jogo pela Globo. Antes de ouvi-lo, já sei que será melhor que Ronaldo Fenômeno.

bomba.jpg