– E se nossa cabeça de hoje estivesse no corpo de ontem? Ter uma mente jovial e sadia!

Calma, não é nenhuma analogia a experimento ou metamorfose qualquer que abordarei. Falarei sobre ter a experiência de vida e a sabedoria sensata que se tem quando mais maduro, somada com a disposição, ânimo e vigor da juventude. Para muitos, “cabeça de 40 num corpo de 20”!

Fico pensando: eu não fiz nada grave ou de muito errado na minha fase jovem (embora eu ainda seja jovial de alma). Sempre procurei ser ponderado, mesmo com os impulsos normais da mocidade. Mas com 43 anos, a gente está mais calejado e reflete muitas coisas ao ver jovens radicais, que não viveram ainda nada na vida, debatendo política, por exemplo, como se fossem “senhores da razão”.

Aí eu me auto-questiono: se eu vejo os erros do excesso da imprudência e falta de vivências dos moços, me cobro para ter ouvidos sempre abertos aos mais velhos que já viveram coisas que eu não vivi.

Isso não significa ser antiquado ou retrógrado, mas sábio e prudente. E lembrando: claro que os jovens tem boas ideias, criatividade e visões inspiradoras – e isso deve ser valorizado sempre! Mas conciliar a experiência com a jovialidade é o ideal!

Assim, repito: a maturidade ajuda a otimizar as “visões de mundo” que temos, e a juventude nos dá fôlego / hormônios / ímpeto para colocar as coisas em prática.

É por isso que devemos ter um espírito jovem, hoje e sempre, para nunca nos acomodarmos em nosso conhecimento contínuo e nos propósitos da vida.

bomba.jpg

Anúncios

– Sabedoria Humana e Sabedoria Divina

Você sabe qual é a diferença de ser sábio aos olhos dos homens e sábio aos olhos de Deus?

Que tipo de sabedoria você deseja no dia-a-dia?

Basicamente, São Tiago nos explica bem didaticamente neste trecho o que é a verdadeira sapiência que devemos almejamos. Compartilho:

LEITURA DA CARTA DE SÃO TIAGO (TG 3,13-18)

Caríssimos, quem dentre vós é sábio e inteligente? Que ele mostre, por seu reto modo de proceder, a sua prática em sábia mansidão. Mas se fomentais, no coração, amargo ciúme e rivalidade, não vos glorieis nem procedais em contradição com a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto. Ao contrário, é terrena, materialista, diabólica! Onde há inveja e rivalidade, aí estão as desordens e toda espécie de obras más. Por outra parte, a sabedoria que vem do Alto é, antes de tudo, pura, depois pacífica, modesta, conciliadora, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem fingimento. O fruto da justiça é semeado na paz, para aqueles que promovem a paz.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

bomba.jpg

– Você volta ou não atrás de decisões tomadas?

Conta-se (portanto não sei se é verdade) que um dia perguntaram a Juscelino Kubitschek sobre voltar atrás em várias de suas decisões – se seria fraqueza, sinal de demagogia ou falta de convicção.

Respondeu então o presidente brasileiro:

“Costumo voltar atrás sim, não tenho compromisso com o erro”.

Quando mudamos nossas opiniões e convicções, fazemo-nos por qual motivo: debilidade no que cremos ou certeza de arrumarmos e evitarmos equívocos?

Ninguém deve ser um poste para manter uma posição dura / surda / imutável.

bomba.jpg

– Sábio ditado de Rui Barbosa!

Certa vez disse Rui Barbosa (intelectual brasileiro, político, ministro, entre tantas coisas que esse grande homem foi no Brasil do começo da República):

Não se deixe enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem”.

Pois é: o que tem de picareta na sociedade, independente de idade, sexo, ou raça…

RUI-BARBOSA-564539_385471408173206_1176576914_n.jpg