– Foi tudo bem para evitar o Rebaixamento?

As “divisões inferiores” do futebol brasileiro são preocupantes. Times falidos, suscetíveis a esquemas e arranjos.

Não assisti ao jogo relatado abaixo, mas conheço a integridade do pessoal dos “Jogos Perdidos”, que retuitou a notícia. Vergonha!

Aliás, o que teve de ambulância indo embora do estádio, problemas para início de jogo e outras tantas coisas na última rodada…

Segue na imagem:

– Dia 31 é para Lamentar a existência de Marighella e Ustra, as estrelas-heróis dos radicais!

Quanta polêmica criada por uma ordem do presidente Bolsonaro aos militares (para que comemorem nos quartéis a data de 31 de Março, o começo de um golpe de estado contra João Goulart (Jango).

Quem é de extrema direita vai dizer que não existiu ditadura. Quem é de extrema esquerda vai dizer que os militares brasileiros matavam todos os inocentes. É o triste fanatismo que observamos em nosso país.

Claro que se você estudar de verdade, sem viés ideológico, verá que existia uma perigosa aproximação do Brasil com a União Soviética e os comunistas, numa provável revolução de esquerda. E verá que existiu a contra-revolução, a de direita, que a freou. O problema é que os militares assumiriam o poder transitoriamente, mas só largaram o Governo na década de 80.

Os dois lados geraram bandidos.

A esquerda, por exemplo, Mariguella, que escreveu em seu “Manual do Guerrilheiro Urbano” (uma literatura terrorista) que o “guerrilheiro deve atacar o sistema de impostos, mas não pode somente transtornar o sistema de coletas de impostos, mas o braço da violência revolucionária também deve se dirigir contra o Governo”.

O Coronel Brilhante Ustra foi sua versão de direita, tão violento quanto ele. Torturava sem dó nem piedade, fazia com que muitos fossem judiados e… se fossem inocentes equivocadamente detidos? Sem contar aqueles mortos por suas ordens simplesmente por serem vós contrária, mesmo que pacificamente.

Enfim: o Brasil não suporta mais esse discurso de ódio tanto da direita quanto da esquerda, que gera uma enxurrada de críticas a quem consegue se manter sensato.

Chega de aguentar gente com político de estimação, “bajulador de Bolsonaro” ou “paga-pau de Lula”. O país precisa de pessoas competentes, honestas e que demonstrem valores sociais.

Resultado de imagem para marighella ustra

Ustra ou Marighella? (Ops: o esquerdista não era negro, como retratado no filme de Wagner Moura).

– Quando querem confundir católicos de pouca fé! A ICAT e o discurso que ilude os fiéis.

Recebi esse vídeo há pouco tempo (embora verifico que tenha mais de um ano de exibição), onde há uma entrevista com Dom Marcelo Goldstein, da Igreja Católica Brasileira (ICAT, nenhum vínculo com o Vaticano), é o padre exorcista das celebridades”.

O religioso diz que “espíritos são enviados por outras pessoas ou pelo Diabo (alguns até por bebidas, dinheiro ou bens materiais) e que precisam ser doutrinados para irem ao céu”. É uma espécie de “espiritismo católico”que reza para o Papa Francisco mas confunde os fiéis, pois se intitula como Igreja Católica mesmo não sendo Apostólica Romana (sendo de um ramo, como citado acima, de “Apostólica Tradicional”. Enfim: é separada da Santa Mãe Igreja, mas quer dar a entender que estão unidos a Roma.

O Bispo da ICAT, por fim, diz que usa água lustral (com sal) para os rituais, por ser mais forte do que a água benta.

Curioso, diferente, mas ferindo em vários aspectos a fé católica verdadeira. Uma “armadilha” para pessoas de imaturidade na fé e que se deixam levar por discursos muito bem elaborados, mesmo que parecidos em alguns aspectos do que cremos.

Assista em: https://youtu.be/vM1xCmkxh9E

– Entendeu o Cariocão?

É por isso (também) que o futebol está chato: entenderam o Regulamento do Campeonato Carioca?

Confuso demais! A brincadeira, abaixo, do “Olé do Brasil” é bem oportuna.

Parece que quanto mais complicar, melhor para a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. Proposital?

– O Equilíbrio Profissional, tão necessário a nós!

Recentemente, ouvi no quadro Mundo Corporativo da Rádio CBN, entrevista do jornalista Heródoto Barbeiro com o autor do livro “O sucesso está no equilíbrio”, Robert Wong.

Resumo-a em um adjetivo: Sensacional.

Primeiramente, o autor não pede para ser apresentado como professor, autor, escritor, consultor… Simplesmente, quer ser apresentado como “Ser Humano”. E ao longo, descreve a relação dos profissionais com sua vida pessoal. Especialmente àqueles que sacrificam a saúde pela carreira. Mais: retrata como os excessos prejudicam o dia-a-dia de todos, mesmo dos mais consagrados administradores.

Uma frase batida, mas verdadeira, é ressaltada a todo instante: o administrador deve trabalhar para viver, nunca viver para trabalhar.

Talvez até pelo momento em que me encontrava emocionalmente, ao ouvir a matéria, identifiquei-me com essa necessidade e lembrei-me de muitos que provavelmente pensassem da mesma forma. Talvez queiramos nos tornar excepcionais profissionais, e em alguma seara consigamos, mas a que custo? Se não nos sentimos prejudicados, a quem prejudicamos? Aos nossos familiares? A nós próprios, inconscientemente? Sou eu um workaholic (viciados em trabalho)? Seremos todos nós workaholics, devido as necessidades do trabalho? Lembramo-nos de que somos “Seres Humanos” e também cansamos, nos estressamos, “surtamos” como gostam de dizer alguns?

De fato, o equilíbrio emocional, a sensibilidade, a necessidade de estar não só em dia com os valores profissionais, mas principalmente os emocionais, espirituais e demais, sejam quaisquer esses valores, é fundamental para o bem estar pessoal. E, por tabela, também o será na vida profissional.

Para quem não teve a oportunidade de ouvir, abaixo o link da ótima entrevista da Rádio CBN:
http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/editorias/mundocorporativo.asp

Resultado de imagem para equilibrio emocional

– O pênalti anulado em São Paulo 0x0 Palmeiras

Muita confusão sobre o lance do pênalti marcado de Reinaldo (SPFC) em Dudu (SEP). O árbitro Vinícius Furlan entendeu que o são-paulino empurrou o palmeirense e marcou tirou penal. Errou, foi simulação, Dudu se jogou. Raphael Claus, o VAR, avisou o árbitro da dúvida e ele foi rever no monitor, desmarcando-o.

Tudo certo no procedimento?

Tirando a demora, sim. Os lances de pênaltis estão no Protocolo do VAR, e devem ser sempre revistos. Ele, na dúvida, informa o árbitro do lance em questão, e é o próprio árbitro quem confirma ou não o que marcou na sua interpretação.

Houve uma certa confusão pois o comentarista da Rede Globo, Sandro Meira Ricci, disse que não deveria chamar o VAR em lances de interpretação. Errou no comentário, já que em penais, deve sim!

Já disse que a demora foi ruim, mas algumas outras coisas a serem ditas: Vinícius Furlan deveria ter experiência suficiente para interpretar corretamente na primeira visualização tal lance, em especial por estar perto da jogada (veja como ele marca convicto o pênalti).

Confesso que não vi a sequência. Mas Dudu simulou a queda (queda involuntária não foi, ele se jogou) e deveria receber o Cartão Amarelo. Recebeu?

Aprendemos a ver no estádio um novo momento: a comemoração de pênalti desmarcado. Vai ser frequente no Brasileirão…

 

– Aquilo que alguns estudantes gostariam de ouvir sobre bebidas. Sabe o quê é?

As desculpas podem deixar de ter sentido por parte dos beberrões. É que nos EUA uma universidade realizou uma pesquisa cujo resultado diz: Estudante que bebe é mais feliz!

E aí? Ficou feliz?

Extraído de: http://t.co/ZTSbZr1ToQ

ESTUDANTES QUE BEBEM SÃO MAIS FELIZES

Reclame, proteste, chore ou comemore, mas assuma: dentro da nossa vida social as bebidas alcoólicas quase sempre são convidadas de honra. E é durante a faculdade, quando a maioria já passou dos 18 anos, que acontecem as maiores extravagâncias – afinal, ter um porre e ir pra aula de ressaca é bem diferente de encarar uma reunião ‘séria’ com a cabeça latejando e o estômago girando que nem liquidificador. Mas, claro, sempre existem as exceções, aquele pessoal que quase nunca tem histórias pra contar bebe. Só que eles se sentem menos felizes do que os beberrões. Quem diz é a ciência.

Lá pelos Estados Unidos, pesquisadores de sociologia da Universidade Colgate entrevistaram 925 jovens universitários, para saber sobre os hábitos etílicos deles. E, entre os participantes, quem bebia bastante (mais de 4 drinks por festa para as mulheres, ou mais de 5 drinks para os homens) se sentia mais feliz que os abstêmios, principalmente com a vida social.

Dá para adivinhar fácil o motivo, né? Segundo a pesquisa, a bebedeira está associada a status. Quem não bebe é careta, chato; beber é cool. Aí quem participa das festas regadas à cerveja barata e vodka de garrafa plástica (ui..) paga de bacana entre a galera. É o que diz a pesquisa. (Tá, mas o álcool também deixa qualquer um mais sociável, aí fica bem fácil fazer amigos – mas é só passar um pouquinho do limite para você ficar marrento e insuportável)

E você, o que acha: quem bebe é realmente mais feliz?

Resultado de imagem para Bebidas embriagar

– Ótimo domingo começando em meia dúzia de cliques mobgráficos!

Bom dia!

Ontem ficamos ausentes do nosso bate-papo devido à empresa Vivo, que presta um péssimo serviço na manutenção da Fibra Ótica e acha natural deixar o cliente por mais de um dia sem Internet. Feito o desabafo, cá estamos de volta!

Para começar bem o dia, em fotografias, um despertar inspirador. Assim, bem cedinho, fui correr:

Durante o treino, conversando com Deus (aliás, a Liturgia desse domingo nos lembra o amor providencial e incondicional do Pai no Evangelho do Filho Pródigo). Desta feita, pedindo a São José, patrono das famílias, a fim que eu seja um bom homem em meu lar.

Pós-treino, alongando no jardim. E aqui temos duas oportunidades de contemplar a natureza. A primeira, entre nossas roseiras:

A segunda, com nossas quaresmeiras. Olhem só quantos tons de roxo!

Terminada toda atividade física, para o bem do corpo, da mente e da alma, ficar admirando por 5 minutinhos o sol nascendo:

Pronto. Inspirado, é hora de curtir as pessoas queridas. E se a fotografia é meu grande barato, fica aqui uma de ontem bem engraçada: alertei minha caçulinha que precisava ser uma menina boazinha, mas ela não me obedeceu… olha só o que aconteceu (adianto: é brincadeira apenas):

”Bem que meu papai avisou… se eu não me comportasse, ele iria falar para a cegonha me devolver à loja que fui comprada. Esse dia chegou!”, disse ela.

#FotografiaÉnossoHobby

– Amanhecer no Parque Botânico

Olhem só o amanhecer no Parque Botânico Eloy Chaves, aqui em Jundiaí, dias atrás: pato, ganso, tartaruga e peixes tomando o “sol da manhã”!

Ótimo sábado para todos, despertando com essa bela imagem da natureza clicada abaixo:

#FotografiaÉNossoHobby

 

– Mundo mais perigoso até nas Estrelas!

A Índia testou e derrubou nesta semana um satélite através de um potente míssil de defesa. Narendra Modi, o premier indiano, exaltou a nação pois se tornou, segundo ele, a mais nova potência espacial do planeta.

Somente os EUA, a China e a Rússia possuíam mísseis antissatélites. Na foto, o  poderoso Akash!

Tenho medo dessas coisas…

bomba.jpg

– A polêmica do Novo Mundial de Clubes da FIFA: o que você pensa?

Até com certa exaustão, muito se discutiu sobre o Mundial de Clubes em sua nova versão, proposto pela FIFA. Mas o que você pensa sobre ele? Aliás, perceberam que a entidade está menosprezando todos os outros já realizados?

Quais eram os torneios que davam a sensação de que o vencedor era Campeão Mundial de Clubes de Futebol ao longo da história?

Para a FIFA, somente os dela. Isso significa que as Copas Rio de 51 e 52 nada valeram, nem a Copa Intercontinental UEFA-Conmebol de 1960 a 1979 (jogos na Europa e na América do Sul), tampouco a Toyota Cup de 1980 a 2004 (quando passou a ser jogo único no Japão). E tudo isso somente pelo fato de que não foram organizados pela FIFA? Mas não existia futebol naquele período então?

A FIFA é a principal organizadora de eventos do futebol no mundo, mas não é a dona do esporte. Claro, não vai reconhecer ligas, entidades e outras iniciativas que concorram aos seus interesses financeiros. E por ser sabidamente tão corrupta e interesseira, não deve aceitar que exista futebol fora do ambiente FIFA.

Em Outubro de 2017, a própria FIFA reconheceu os Intercontinentais. (Relembre em: https://wp.me/p4RTuC-l1O). Nessa mesma época, deu caráter “Mundial” aos outros eventos (como a Taça Rio) sem o aceite pleno dele (detalhes em: https://wp.me/p4RTuC-hSz).

Em tese, só existem os campeões intercontinentais dos outros torneios antes dela, e mundiais a partir de 2005 (acrescentando o de 2000). Mas o próprio presidente da FIFA Gianni Infantino põe em descrédito os da própria entidade ao dizer que “teremos um REAL MUNDIAL de Clubes a partir de 2021”.

Ou seja: para ganhar dinheiro com algo novo, vale até desvalorizar seu próprio produto a ser retirado da prateleira!

bomba.jpg

– 6a Colorida!

🌅 06h00. Desperte, Sexta-Feira!

Com cores vibrantes, que a jornada possa valer a pena.

🍃 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Ao menos, um intolerante mal educado resolveu reconhecer o erro?

Eu não sabia desse feliz desfecho: dias atrás, Gabriela Moreira, da Sportv, foi ofendida covardemente por mais um daqueles desrespeitosos cidadãos que pensam “tudo poder nas Redes Sociais”. Um fanático torcedor de futebol escreveu coisas impublicáveis quanto à sua honra.

Diante da enorme repercussão na mídia, houve uma humilde e correta demonstração de arrependimento do mesmo, pedindo desculpas pela sua estupidez.

Vale a pena ler toda a história, no link em: https://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/2019/03/23/gremista-chama-reporter-da-globo-de-vadia-e-se-arrepende-apos-reacao/

bomba.jpg

– A precoce febre consumista: pobres pais cujas filhas gostam de LOL…

Há, “de vez em vez” (ou seja, sempre!), modismos entre as crianças. Agora é a vez da fase das bonequinhas LOL, que custam uma fortuna! Caras, caríssimas, “carésimas” (me ajudem a inventar qualquer termo para dizer que são caras mesmo).

Pois bem, uma associação quer denunciar o fabricante ao Ministério Público pelo incentivo ao consumismo na infância. Quem conhece, sabe que as meninas ficam malucas pela série de acessórios e cores que acompanham os brinquedos.

Sinceramente, penso que o mercado e a educação que os pais dão às crianças é que deve regular a relação…

Sobre esse fato, em: https://emais.estadao.com.br/blogs/ser-mae/esquecam-a-momo-e-vamos-falar-sobre-a-boneca-lol/

bomba.jpg

– Por mais Tadeus em todas as áreas do Futebol!

Apenas 1’46” de muito sentimento e razão!

Tadeu, goleiro da Ferroviária, disserta sobre consciência tática, disposição, respeito à camisa, profissionalismo, torcida e… gratidão!

Em um vídeo curto, tudo o que um torcedor gosta (e precisa, pois tais palavras e ideias andam escassas) ouvir:

Assista em: t.co/pJ9YgxdyP3

https://t.co/pJ9YgxdyP3?ssr=true