– E se você estivesse nesse voo?

Eu não sei se é verdadeiro esse vídeo (abaixo) ou se foi montagem, mas que impressiona…

Imagine, caso seja real, como os passageiros estavam!

No link em: https://twitter.com/VicenteMarcelao/status/1484951065409765381

https://platform.twitter.com/widgets.js

– Campeonato Mundial de… Aviãozinho de Papel!

Uma das coisas mais bacanas que eu gostava de fazer quando criança era avião de papel. E não é que existe até mesmo um torneio mundial dessa brincadeira?

Extraído de: https://super.abril.com.br/ciencia/manual-como-fazer-o-aviao-de-papel-perfeito/

MANUAL: COMO FAZER O AVIÃO DE PAPEL PERFEITO?

Brincadeira de criança? Existe até campeonato mundial dos aviõezinhos. Aprenda a fazer um modelo recordista e as técnicas usadas pelos competidores.

Antes de tudo, é precisa saber que existem diversos tipos de aviões: os que ficam mais tempo no ar, os que fazem acrobacias, etc. Na internet, há uma infinidade de vídeos e tutoriais que mostram como fazê-los – até a Nasa tem um. Escolha os modelos que mais te agradarem e vá testando.

Abaixo, a gente ensina a montar o avião recordista em distância: 69 metros! A dobradura é do americano John Collins, que realizou a façanha em 2012. Dá uma olhada no vídeo do momento do lançamento:

Será que você chega perto?

Dobrar aviões de papel vai além da brincadeira: existe até um campeonato mundial para isso, o Red Bull Paper Wings. Os atletas podem disputar em três categorias (Distância, Tempo de Voo e Acrobacias). Heitor Souza, competidor brasileiro do torneio, falou com a SUPER sobre as técnicas que o pessoal usa em competições – e deu dicas para um bom aviãozinho:

Dobradura firme
Use cartões ou pedaços de plástico para reforçar as dobras do papel. Isso melhora a sua aerodinâmica. Pressionar objetos pesados ajuda a dar a forma desejada ao avião.

Material de apoio
Réguas ajudam a achar a medida exata de dobras mais difíceis. Usar um pouco de cola ou fita dupla face ajuda a unir as asas do avião.

Excesso de carga
Use folhas adequadas para não deixar o seu avião pesado: papel sulfite A4 ou folhas de caderno dão um resultado bacana.

Na hora do lançamento…
…Segure o papel próximo ao bico e preste atenção no ângulo, que deve estar entre 45 e 60 graus. Se o seu avião foi feito para planar bastante tempo, jogue-o para cima, a um ângulo de 90o.

– 51 anos de Spectreman!

Estamos envelhecendo mesmo! Não é que há exatos 51 anos começava a produção do seriado Spectreman?

Hoje, quem assistir, achará bizarro. Mas para as crianças daquela época como eu… era sensacional vê-lo contra o terrível Dr Gori!

Extraído do HistoryChannel Brasil, quando fez 50 anos:

50 ANOS DE SPECTREMAN

No dia 2 de janeiro de 1971 teve início a produção original do seriado Spectreman, uma série de televisão japonesa de ficção-científica. Sua produção seguiu até 25 de março de 1972, totalizando 63 episódios. No Brasil, a produção foi ao ar entre os anos de 1981 a 1982 pela Rede Record. Entre 1983 e 1990, a série foi transmitida pelo SBT.
A trama do seriado é em torno da luta do androide Spectreman contra o cientista Gori e seu auxiliar, Karas — ambos homens-macaco. Fora as batalhas do bem contra o mal, Spectreman também abordava questões relacionadas aos problemas causados pela poluição.

Imagem extraída de: http://www.shoujo-cafe.com/2021/01/cinquenta-anos-de-spectreman.html

– O que o Brasileiro buscou no Google em 2021?

O Google divulgou algumas curiosidades sobre o seu buscador no Brasil. Os usuários do nosso país buscaram em 2021 na sua base de dados (os 10 mais) as seguintes palavras:

  1. Marília Mendonça
  2. Eurocopa
  3. Palmeiras
  4. Libertadores
  5. Brasileirão
  6. Corinthians
  7. Copa do Brasil
  8. MC Kevin
  9. Copa América
  10. Lazáro Barbosa

Perceberam que entre os Top 10 estão 7 citações do futebol e 3 pessoas que morreram?

Já na busca por “significado de termos / perguntas, a relação dos 10 mais pesquisados foi:

  1. O que é Cringe?
  2. O que é Basculho?
  3. O que aconteceu com o WhatsApp?
  4. Politraumatismo?
  5. O que estuda a gelotologia?
  6. Comorbidade?
  7. Talibã?
  8. O que é Estigma?
  9. O que aconteceu com Mc Kevin?
  10. Imunossuprimidos?

Sinceramente, alguns termos aqui são surpreendentes para mim… Você buscou muitos desses itens aqui citados?

Address URL Changes in Chrome - RHYNO Networks

Imagem extraída de: https://rhynonetworks.com/address-url-changes-in-chrome/

 

– A Origem dos “Pés Rapados”.

Quando o cara é pobre, jocosamente se chama ele de “pé-rapado”. Mas por quê?

Por um fato histórico da cultura de nosso país, onde o termo correto seria “pé raspado” e que por vício de linguagem virou “rapado”.

Ainda assim: independente de ser “raspado” ou “rapado”, como surgiu?

Muito curiosa a explicação que remonta ao tempo do Brasil Colônia, extraída de “O POVO” on line.

(Link em: https://www.opovo.com.br/noticias/curiosidades/2018/07/voce-sabe-como-surgiu-a-expressao-pe-rapado.amp.html)

COMO SURGIU A EXPRESSÃO PÉ-RAPADO

Sinônimo de pessoa de origem humilde, “pé rapado” é uma expressão utilizada há muito tempo pelos brasileiros. Mas você sabe como surgiu o termo?

Apesar de não ter uma data específica que possa identificar o início da expressão, na segunda metade do século XVII o poeta Gregório de Matos dedicou esses versos a uma mulher baiana que lhe havia pedido um cruzado para consertar os sapatos:

“Se tens o cruzado, Anica,
Manda tirar os sapatos,
E senão lembra-te o tempo
Que andaste de pé rapado”

Os mais pobres eram os que tinham os pés mais sujos de barro, afinal os que tinham mais condições se locomoviam à cavalo, de charrete ou de liteira, precisando andar bem menos. Aqueles que eram muito mais pobres raspavam a sola do próprio pé, afinal andavam descalços. Dai surge a expressão, primeiramente nas zonas rurais.

Durante a Guerra dos Mascates, em 1710, o termo era ulilizado para se referir de forma depreciativa às tropas da aristocracia ruralista, pois estas combatiam o exército português descalços, enquanto a cavalaría ostentava botas que combinavam com o uniforme. 

O pesquisador regionalista Luís da Câmara Cascudo escreveu em seu livro Locuções Tradicionais do Brasil que o termo é um sinônimo de “descalço, de pés nus, pé no chão”, uma metonímia para designar a população de origem mais humilde.

unnamed

– A Marvel de antigamente e os Desenhos mais “Toscos”

Olha que curioso: o UOL Cinema trouxe uma matéria muito bacana dos desenhos mais “antigos e supostamente fracassados” da Marvel!

Quem gosta de desenhos dos anos 60 e 70, vai se deliciar!

Clique em: https://cinema.uol.com.br/listas/flintstones-e-a-coisa-os-desenhos-toscos-da-marvel-nos-anos-60-e-70.htm

Aqui uma pérola (as demais no link acima): CLUBE MARVEL, que hoje conhecemos como Vingadores, em: https://www.youtube.com/watch?v=3peTODrEpws

– Hambúrguer de heróis.

Fui a uma lanchonete e… pedi um X-Superman (ou algo parecido). Olhe só quanto Bacon:

E quando você vê o cardápio… que legal!

Uma hamburgueria legitimamente geek em Campo Limpo Paulista/SP (The Geeks Burguers). Criatividade e bom sabor. Mas minha dieta… esqueça.

– Cerveja? Não…

Puxa vida, nessa brincadeira tão bobinha, as pessoas que leram essa mensagem da figura (e que eu presenciei) entenderam “Cerveja”! Até minha filha de 12 anos (que obviamente não bebe) demorou para ler “Cereja”😱😱😱😱.

Como pode? De pronto, entendi o correto. Ou é uma pegadinha sugestionada demais?

Imagem

– A Origem do Jogo da Velha?

Jogo da Velha? Por quê esse nome?

Saiba: esse tradicional jogo só leva esse nome no Brasil, e ele surgiu dos… bordados!

Abaixo, extraído de: https://super.abril.com.br/blog/oraculo/por-que-o-jogo-da-velha-tem-esse-nome/

POR QUÊ O JOGO DA VELHA TEM ESSE NOME?

Essa é mais velha que suas avós Lourdes e Maria José.

Os primórdios do jogo remontam à Antiguidade, embora esse não fosse o nome usado naquela época. A expressão brasileira deriva de um costume de idosas britânicas.

No século 19, era comum as senhoras se reunirem para jogar noughts and crosses (zeros e cruzes) enquanto bordavam e conversavam. Foi assim que o passatempo virou “jogo das velhas” e depois simplificado para “jogo da velha”. Mas também pode chamar de cerquilha, jogo do galo ou tic-tac-toe.

Imagem extraída de: http://jornalheiros.blogspot.com/2016/08/jogo-da-velha.html

– Por quê Sábado e Domingo não tem feira?

Curiosidade: por quê só nós (países de língua portuguesa) temos “Feira” de segunda a sexta nos dias da semana? E por que não tem no domingo?

Se feira quer dizer “festa”, por quê não poderíamos chamar o sábado e domingo de “sábado-feira” e “domingo-feira”?

Explicações extraídas da Revista Galileu (citação em: http://is.gd/CImPfZ)

POR QUÊ SABADO E DOMINGO NÃO TEM FEIRA?

por Marcelo Zissu

Porque Deus quis. Ou, para não repetir a resposta irritante da sua avó, porque a Igreja quis. Durante o Império Romano, os dias tinham nomes de divindades — o que ainda é seguido no inglês, francês, italiano e espanhol: dia do Sol, sunday, dia de Vênus, vendredi ou viernes. Como o Vaticano não gosta que seus fiéis citem outros deuses, impôs um critério mais técnico: usar “segundo”, “terceiro”, seguido do sufixo “feira” — que vem de “dia de festa” em latim, mas incorporou o sentido de “dia de semana”. Dois dias foram considerados especiais. O domingo veio de dies domini (“dia do senhor” em latim) e o sábado, do hebraico “sabbath” (descanso). Ninguém sabe por que todos os países latinos seguiram a ordem sobre o fim de semana, mas só Portugal obedeceu sobre os dias normais.

Arte-imagem extraída de: https://escolakids.uol.com.br/portugues/ponto-de-interrogacao.htm

– #tbt 2: Legolândia.

Foi há 5 anos, mas… vale lembrar

Ferraris, carros diversos, aviões, tratores e outras máquinas em forma de Lego?

Sim, isso existe e está em lugares históricos de Roma!

Sensacional. Abaixo:

Extraído de: https://vivimetaliun.wordpress.com/2016/11/23/veiculos-de-lego-gigantes-invadem-as-ruas-de-roma-e-transformam-o-ordinario-em-extraordinario/

VEÍCULOS DE LEGO GIGANTES INVADEM AS RUAS DE ROMA E TRANSFORMAM O ORDINÁRIO EM EXTRAORDINÁRIO

Nós crescemos construindo um mundo de fantasia e obras arquitetônicas ousadas utilizando os tijolinhos de LEGO. Mas e se essas mesmas criações invadissem nosso espaço cotidiano? O arquiteto e fotógrafo italiano Domenico Franco transformou sua paixão por LEGO em obras de arte inusitadas com o projeto “LEGO Outside LEGOLAND”.

Ele construíu em tamanho natural caminhões, helicópteros, carros de corrida e trens e inseriu estes veículos nas ruas de Roma como se fizessem parte da paisagem urbana.

As superfícies lisas do plástico e as cores brilhantes dos veículos fazem com que as obras se destaquem e, ao mesmo tempo em que parecem tão reais, também é impossível deixar de olhar duas vezes para elas.

domenicofrancolego7

Franco começou o projeto em 2014 quando colocou os veículos de LEGO em pontos conhecidos da cidade: um helicóptero em frente ao Coliseu e um trem na Porta Maggiore.

O objetivo é transformar contextos comuns em extraordinários“, explica Franco em seu site. “Obrigando os brinquedos a saírem das paisagens idílicas e politicamente corretas pertencentes às cidades perfeitas e idealistas com o objetivo de incutir vícios, virtudes e desejos típicos dos seres humanos”, explicou.

domenicofrancolego1

domenicofrancolego2

domenicofrancolego3

domenicofrancolego4

domenicofrancolego5

domenicofrancolego6

domenicofrancolego8

domenicofrancolego9

domenicofrancolego10

domenicofrancolego11

Todas as fotos © Domenico Franco

– O clube do “1% mais rico” de cada país.

Qual o valor do patrimônio líquido que você precisa ter para fazer parte do “1% mais rico” do Brasil?

Veja cada valor impressionante,

Extraído de: https://comoinvestir.thecap.com.br/quanto-e-preciso-para-fazer-parte-do-1-mais-rico-em-2021/

QUANTO É PRECISO PARA FAZER PARTE DO CLUBE DO 1% MAIS RICO DO SEU PAÍS?

por André Fogaça

O clube do 1% mais rico é citado com frequência, mas você sabe quanto é preciso para fazer parte desse seleto grupo de indivíduos? O Relatório de Riqueza da Knight Frank define os valores para entrar nesta comunidade em diferentes países e territórios.

A pesquisa realizada pela consultoria imobiliária do Reino Unido oferece uma perspectiva única sobre riqueza global, propriedades de primeira linha e investimentos.

Segundo o relatório mais recente, de 2021, no Brasil você precisa de US$ 280 mil de patrimônio líquido para fazer parte do clube do 1%, algo em torno de R$ 1,4 milhões.

Em Mônaco, região com maior concentração de super-ricos no mundo, o ponto de entrada para o clube de 1% do principado é de US$ 7,9 milhões. Quase 29 vezes a mais do que o necessário no Brasil.

O segundo lugar com o ticket mais alto para os 1% mais rico é a Suíça, onde são necessários US$ 5,1 milhões de patrimônio.

Seguido pelos Estados Unidos, país com o maior número de indivíduo com patrimônio líquido ultra-alto (UHNWI), definido pelo estudo como pessoas com um patrimônio líquido de mais de US$ 30 milhões. Lá, seu ingresso para o status de 1% vale US$ 4,4 milhões.

Fechando o top 5 estão Cingapura, em quarto lugar, com US$ 2,9 milhões, a entrada mais alta da Ásia.

Empatados com US$ 2,8 milhões estão Nova Zelândia, Hong Kong e Austrália.

E em quinto está a Irlanda, com US$ 2,6 milhões para fazer parte do 1% mais rico do país.

Na América Latina, a Argentina é o país com entrada mais alta, de US$ 360 mil. No continente Africano, o mais alto é o da África do Sul, em US$ 180 mil.

Os dados também destacam como a pandemia ampliou a diferença entre países ricos e pobres.

O ponto de entrada para o 1% mais rico de Mônaco é quase 400 vezes maior do que no Quênia, país com a pior classificação entre 30 países avaliado no estudo da Knight Frank.

Para fazer parte dos mais ricos no Quênia é necessário apenas US$ 20 mil.

Veja quanto você precisaria ter para estar entre o 1% mais rico em cada país (em dólares):

quanto você precisaria ter para estar entre o 0,1% mais rico em cada país (em dólares)

Clube do 0,1% mais rico

O Relatório de Riqueza 2021 da Knight Frank também analisou a riqueza necessária para ficar nos 0,1%, os ultra-ricos de cada país.

Para fazer parte do grupo dos 0,1% mais ricos no Brasil é necessário ter um patrimônio líquido de US$ 1 milhão, aproximadamente R$ 5,2 milhões.

O valor necessário para ser do grupo de 1% mais rico no Brasil é suficiente para integrar o clube do 0,1% mais rico na Índia, Indonésia, Filipinas, Nigéria e Quênia.

Os EUA estão no topo da lista com mais de US$ 25 milhões exigidos, seguidos por Mônaco, com US$ 22,2 milhões, com a Suíça em terceiro, US$ 16,6 milhões.

– Os Carros dos famosos jogadores de futebol: quais são eles?

Qual é o modelo da Ferrari do Messi? Quais são os carros que o Neymar tem? E a coleção de veículos do Cristiano Ronaldo?

Muito curioso esse vídeo mostrando a relação de jogadores de futebol com seus carros. Para quem gosta de futebol e automóvel, um “prato cheio”!

Em: https://www.youtube.com/watch?v=V3SstLzeEjk

Acréscimo: Pep Guardiola, o grande treinador, tem bom gosto de veículos mas não sabe dirigir!!!

– A origem da lenda da Loira do Banheiro.

Várias gerações já ouviram falar sobre “A Loira do Banheiro“, uma das muitas lendas urbanas populares.

Mas você sabia que essa loira existiu?

Compartilho, extraído de: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2021/10/amp/4955135-loira-do-banheiro-morte-misteriosa-em-mansao-de-sp-deu-origem-a-lenda.html

LOIRA DO BANHEIRO: MORTE MISTERIOSA EM SP DEU ORIGEM À LENDA 

por Thays Martins

Crianças de todo o Brasil, provavelmente, já tiveram medo de ir ao banheiro da escola e se deparar com a “Loira do banheiro”. O que muitos não sabem é que a lenda nacional surgiu de uma história real que aconteceu no século 19.

Tudo teve início com a morte de uma jovem de 26 anos que morou em uma mansão em São Paulo. Na casa, de muros altos e elegância arquitetônica, hoje funciona a escola Escola Estadual Conselheiro Rodrigues Alves, que leva o nome do quinto presidente do Brasil, que nasceu na cidade. Reza a lenda, que até hoje os alunos veem a loira do banheiro pelas janelas do prédio. O edifício, que fica em Guaratinguetá, é tombado como monumento estadual de valor histórico e arquitetônico desde 1985.

O mistério

Na mansão viviam o Visconde de Guaratinguetá e sua filha, Maria Augusta. Em 1880, a jovem, que tinha 14 anos, foi forçada a se casar com o Conselheiro Dutra Rodrigues, que era 21 anos mais velho.

Pouco após se casar, com apenas 18 anos, ela fugiu para Paris com o dinheiro obtido vendendo suas jóias. Morreu na Europa e seu corpo foi trazido ao Brasil de navio. Na viagem, o caixão da jovem foi violado por ladrões que queriam as jóias que estavam com o corpo. Com isso, o atestado de óbito dela sumiu e até hoje a causa da morte dela é desconhecida.

O corpo de Maria Augusta ficou exposto na casa em uma redoma de vidro enquanto o túmulo, onde ela está enterrada no cemitério de Passos, ficava pronto. O túmulo da jovem hoje é um ponto turístico na cidade.

Uma das versões para a morte de Maria Augusta é que ela morreu acometida pela raiva, que registrava muitos casos na Europa na época.

Anos depois, a mansão onde Maria Augusta viveu foi consumido por um incêndio considerado misterioso, em 1916. Na época, o prédio já tinha virado escola e teve que ser reconstruído. Em alguns depoimentos da época, testemunhas afirmam ter ouvido um piano tocar. O instrumento era tocado por Maria Augusta e até hoje é mantido na escola. Ainda hoje existem dúvidas sobre a origem do incêndio.

A lenda

A lenda descreve uma jovem loira, vestida de branco com algodão no nariz que aparece depois de ser invocada no banheiro. O rito para chama-la varia de lugar para lugar, mas pode ser chama-la três vezes em frente ao espelho ou dar descarga, por exemplo. A lenda urbana também pegou alguns elementos da lenda norte-americana Maria Sangrenta.

Na escola, a figura de Maria Augusta é conhecida por todos. Em uma revista comemorativa de 90 anos da instituição, em 1992, há um capítulo só sobre a história de Maria Augusta.

Em 2018, a história virou pano de fundo para o filme de comédia Exterminadores do Além contra a Loira do Banheiro. O longa de Fabrício Bittar é estrelado por Danilo Gentilli, Léo Lins e Dani Calabresa.

reprodução – Maria Augusta, a jovem que deu origem a lenda da loira do banheiro

– Próspera: uma cidade privada!

E se existisse uma “cidade-privada”, como seria?

Um exemplo real: Próspera! Veja abaixo, extraído de: https://exame.com/mundo/conheca-prospera-cidade-liberal-honduras/?fbclid=IwAR3UkyFnV8MvNPvZi0dRaP4DvT70iWMnUh_6MaHviuqcOQq–2jF6aO-K_Y

PRÓSPERA, A CIDADE-ESTADO LIBERAL EM HONDURAS GOVERNADA POR UMA EMPRESA PRIVADA.

Impostos baixos, polícia e justiça privatizadas, estado mínimo e voto na base das propriedades: conheça a cidade-estado liberal de Honduras que está catalizando a atenção do mundo

Por Carlo Cauti

Imagine uma cidade futurista, hiperconectada e baseada no “estado mínimo” liberal.

Uma cidade-inteligente em uma das mais belas ilhas de Honduras, administrada por uma empresa privada com suas próprias leis, juízes e polícia particulares.

Esse projeto futurista está sendo construída, e se chama Próspera. Uma cidade ideal, que já ganhou o apelido de “Hong Kong do Caribe”.

Próspera surgiu da visão futurista de dois “libertários tecnológicos”: venezuelano Erick Brimen e o guatemalteco Gabriel Delgado.

Ambos descendentes de famílias abastadas que, depois de terminados os estudos nos Estados Unidos e ganharam experiência trabalhando em start-ups, compraram um terreno na ilha de Roatán, em frente ao litoral de Honduras, para criar uma cidade única.

No papel parece quase uma utopia.

Mas ela está sendo construída pela empresa norte-americana Honduras Próspera Inc., é uma das quatro Zonas de Emprego e Dsenvolvimento Econômico de Honduras (ZEDE), desejada pelo governo conservador do presidente Juan Orlando Hernández para atrair investimentos privados, especialmente do exterior.

Muitos fundos de investimento, como o Pronomos Capital, administrado por Patri Friedman, neto do economista prêmio Nobel Milton Friedman, e financiado, entre outros, por Peter Thiel, cofundador do PayPal, estão entre os financiadores do Próspera.

A cidade passará de uma vila de 23,5 hectares a um centro urbano com milhares de habitantes em uma década, e poderá se estender até a costa atlântica de Honduras.

Próspera será uma cidade inteligente localizada em frente a um dos mares mais bonitos do mundo. Superconectada e hipermoderna, com edifícios futuristas desenhados pelo estúdio de arquitetura Zaha Hadid.

A cidade terá uma peculiaridade: apesar de estar em território hondurenho, será considerada como uma cidade-estado independente, sendo administrada pela iniciativa privada.

Ou seja, Próspera será governada por investidores privados, que podem escrever suas próprias leis e regulamentos, projetar seus próprios sistemas judiciários e gerenciar suas próprias forças policiais.

A ambição é se expandir através de Roatán em mais locais de Honduras e, em seguida, em toda a América.

De acordo com o jornal local “La Tribuna“, Próspera oferece uma nova abordagem visionária à governança, com uma estrutura legal e regulatória pró-negócios construída sobre as melhores práticas de outras zonas econômicas especiais de sucesso em todo o mundo.

“O objetivo da cidade-estado liberal é atrair investimentos estrangeiros diretos, garantindo, o ao mesmo tempo, direitos humanos e sustentabilidade ambiental.”, escreveu o jornal.

Entretanto, de acordo com seus detratores, Próspera seria “um estado dentro do estado”, com suas próprias leis e administração não democrática.

Para obter a residência, é preciso pagar uma cota anual de US$ 260 por ano para os hondurenhos e US$ 1.300 para os estrangeiros.

Mas apenas pagar não é suficiente. É também necessário assinar um “pacto de coabitação”, uma espécie da constituição liberal da cidade.

Todos os serviços públicos serão fornecidos por uma empresa privada, centralizados e automatizados por meio do eProspera, um portal on-line baseado no sistema e-Estônia desenvolvido pelo país europeu.

Do conforto de suas casas, constantemente online, os “Prosperanos” poderão pagar impostos, abrir empresas, fazer negócios e comprar imóveis. Até votar digitalmente.

Os moradores, porém, poderão eleger apenas cinco dos nove membros do conselho de administração da cidade, dois dos quais são eleitos diretamente pelos proprietários dos imóveis, com poder de voto proporcional à área possuída.

Em suma, quem comprar mais terrenos vai ter mais votos.

Os restantes quatro conselheiros serão escolhidos pelos fundadores da Próspera.

Até o sistema jurídico será privatizado e autônomo em relação ao resto de Honduras, administrado por um Tribunal Arbitral de Resolução de Conflitos, com juízes norte-americanos aposentados.

Uma parcela dos hondurenhos, entretanto, não está demonstrando tanto entusiasmo com a ideia.

Várias manifestações foram realizadas ao longo deste ano nas principais cidades do país, na base do slogans “Honduras no se vende, Honduras se defende”.

Os manifestantes querem o cancelamento do “Lei Orgânica das Zonas de Emprego e Desenvolvimento Econômico”, e interromper a construção das chamadas “Cidades Modelo” como Próspera. Mas o governo, aparentemente, não vai mudar o rumo desse projeto.

Próspera: a cidade-estado liberal governada por uma empresa privada (Próspera Economic Development Platform/Internet)

– Fordlândia: o vilarejo mal-assombrado

Quando a Fordlândia (cidade construída pela FORD para produzir seus insumos no meio da Floresta Amazônica) completou 80 anos, publicamos sobre ela aqui: https://professorrafaelporcari.com/2008/07/08/80-anos-de-fordlandia/ . Abaixo, um repost muito interessante do que é hoje a cidade. Segue:

A vila construída por Henry Ford que hoje é mal-assombrada (clique no link em destaque para continuar).

Fordlândia: o vilarejo mal-assombrado

– 44 anos que Pelé parou!

O tempo passa: em 01 de Outubro de 1977, Edson Arantes do Nascimento jogava profissionalmente pela última vez!

Extraído de: https://seuhistory.com/hoje-na-historia/ultima-partida-de-pele-como-jogador-profissional

ÚLTIMA PARTIDA DE PELÉ COMO JOGADOR PROFISSIONAL

O dia 1o. de outubro de 1977 marcou a despedida de um dos maiores ídolos futebol mundial. Vestindo a camisa do Cosmos, de Nova York, o rei Pelé decidiu que era hora de dar adeus aos gramados. Depois de uma carreira de glórias pela seleção brasileira e pelo Santos, ele chegou ao time norte-americano aos 35 anos, em 1975, com o objetivo de difundir o esporte no país. Pelo Cosmos, Pelé conquistou o título de campeão norte-americano de 1977. A despedida oficial do Rei foi justamente contra o Santos, em um confronto em Nova York que muitos consideram que só existiram perdedores. O Rei foi um deles, pois não fez seu último gol da carreira pelo Peixe, clube que o projetou para o sucesso. Pelo contrário, Pelé acabou marcando pelo Cosmos na derrota do Santos por 2 a 1. O Cosmos, mesmo vencendo o jogo, perdia seu grande craque e relações públicas. Contudo, o futebol foi o grande derrotado, já que um dos maiores jogadores da história encerrava ali sua vitoriosa carreira.

– Preste atenção, senhor Pintor!

Olhe aí que bobeada de quem pintou essa placa (tirei a foto há pouco, 31/08/2021, às 13h): na Rodovia Edgar Máximo Zambotto, no trecho entre Jarinu e Campo Limpo Paulista, foi colocada um alerta de sinalização. E ao invés de “Adicional” na faixa… ocorreu um erro de português constrangedor!

Abaixo:

ATUALIZANDO: O DER vai trocar a placa amanhã, segundo o JC: https://jundiai.portaldacidade.com/noticias/cidade/ops-erro-inusitado-de-escrita-em-paca-de-sinalizacao-na-regiao-vira-meme-3715

– Anos 80, em sua essência:

Ao rever essas imagens do vídeo abaixo, pensei: e não é que vi e usei boa parte de tudo isso?

Algumas memórias bacanas de produtos comuns à infância em 1980, a seguir:

https://platform.twitter.com/widgets.js