– Cuidado com a Covid…

Carambola… Quantos casos de Covid por aí!

Estamos tendo um “mini surto”?

Ao menos, com boa parte da população vacinada, os sintomas serão menos severos e os prejuízos sociais e financeiros menores…

– Pandemia Fictícia?

Doeu. Paulo Figueiredo, no Morning Show da Jovem Pan, disse que houve uma “pandemia fictícia de Covid”…

Meu Deus…

Morreram quase 700 mil pessoas de “ficcção”/ mentirinha?

Não pode falar isso e ser levado a sério. Aliás, Paulo Mathias está dando uma aula de seriedade hoje. Parabéns pela lucidez.

– A Cepa mais letal de Covid, desenvolvida oficialmente em Laboratório.

E se alguém criasse um coronavírus mais letal e potente do que já conhecemos?

É isso que americanos fizeram em laboratório. Assustador!

Extraído de: https://www.metropoles.com/saude/eua-manipula-virus-da-covid-em-laboratorio-e-cria-cepa-mais-letal

EUA MANIPULA VÍRUS DA COVID EM LABORATÓRIO E CRIA CEPA MAIS LETAL

Pesquisadores da Universidade de Boston estão em meio a uma polêmica por terem inventado nova versão do Sars-CoV-2

Cientistas da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, estão sendo criticados por especialistas e infectologistas por terem desenvolvido uma cepa mais letal do vírus Sars-CoV-2 em laboratório. Para os críticos, os pesquisadores podem causar uma nova pandemia, com ainda mais mortes, caso o vírus saia do ambiente laboratorial.

De acordo com o Daily Mail, a equipe de Boston formou um vírus híbrido, combinando a variante Ômicron com a variante originária de Wuhan. Testada em cobaias, a nova cepa chegou a matar 80% dos ratos infectados com o novo vírus.

Shmuel Shapira, um dos principais cientistas do governo israelense, se pronunciou contra a prática de criação e manipulação de vírus letais. “Isso deveria ser proibido. É como brincar com fogo”, afirmou.

A manipulação proposital dos vírus com o objetivo de estudá-los e torná-los mais infecciosos ou letais é tida como sendo uma das possíveis causas para o início da epidemia de Covid-19. Um laboratório próximo a Wuhan, cidade onde os primeiros casos de Covid foram registrados, estudava os efeitos do coronavírus em morcegos quando os primeiros casos em humanos apareceram.

Nos Estados Unidos, a prática de manipulação de vírus para estudos é restrita desde 2017. A Universidade de Boston respondeu que a pesquisa conta com aprovação do Comitê Institucional de Biossegurança dos Estados Unidos e da Comissão de Saúde de Boston.

pesquisa em laboratório

Imagem extraída de Reptile8488/GettyImages, do link acima.

– Quantas pessoas nos deixaram pela Covid-19… o caso “Facebook”:

Minha página no Facebook atingiu o limite de 5000 amigos, e fui dar uma olhada nela para limpar possíveis perfis duplicados e alguns que eu possa não ter ciência do que estavam fazendo lá. E quando me deparei com a configuração de Amizades… levei um susto.

Muitos amigos que se foram pela Covid-19, que ainda estavam na minha lista, por conta dos perfis não serem administrados por nenhum familiar e se tornarem inativos. Outros que eu nem imaginava que tinham falecido! Sem contar os possivelmente deletados de parentes que encerraram a página.

Que estrago essa maldita pandemia fez, não? Quanta gente boa se foi…

Foto Noticia Principal Grande

Imagem extraída da Web.

– Covid na Coreia do Norte? A culpa é dos ETs!

Coisas que acontecem com um país onde a ditadura prevalece: a culpa de um surto de Covid na Coreia do Norte é dos… extraterrestres!

É mole?

Extraído de: https://jovempan.com.br/noticias/mundo/coreia-do-norte-culpa-coisas-alienigenas-por-surto-de-covid-19-proximo-da-fronteira-com-o-sul.html

COREIA DO NORTE CULPA “COISAS ALIENÍGENAS” POR SURTO DE COVID-19

A Coreia do Norte disse que o surto de Covid-19 no país começou depois que os pacientes tocaram em ‘coisas alienígenas’ perto da fronteira com a Coreia do Sul. A declaração foi dada nesta sexta-feira, dia 1º, e tem como objetivo ‘culpar’ o vizinho pela onda de infecções que atingiu o país. Os dois são grandes inimigos. A Coreia do Norte ainda ordenou que a população “lidasse vigilantemente com coisas alienígenas que vêm pelo vento e outros fenômenos climáticos e balões nas áreas ao longo da linha de demarcação e fronteiras”. Segundo a mídia estatal KCNA, um soldado de 18 anos foi o responsável por encontrar os materiais não identificados em uma colina próximo do condado de Kumgang e depois disso testou positivo para a doença. Desde abril, o país registrou 4,74 milhões de pessoas com o vírus.

morte por covid na coreia do norte

IMAGEM: Kyodo / Via Reiters.

– E quem não tomou vacina ainda? Pobre coitado…

Fico imaginando: se quem tomou 3 doses de vacina está sofrendo pra caramba com os efeitos da Covid (que ainda bem são minimizados), imagine quem tomou!

Taí a explicação de tantas mortes: a força do Coronavírus e o estrago das sequelas que ele faz. Sem vacina, tudo isso é potencializado (como foi no ano passado e retrasado).

Tomemos a vacina e vamos nos precaver. O danado do vírus ainda anda fazendo estragos…

Coronavírus: covid-19 não pode ser pensada só como doença respiratória, diz  epidemiologista - BBC News Brasil

Getty Images, imagem extraída de: https://www.bbc.com/portuguese/geral-52672009

– Precisamos voltar a usar máscaras!

Caramba, como os casos de COVID estão disparando! Todo cuidado é pouco, precisamos voltar a ter atenção com a prevenção.

Uma constatação: quando todos nós usávamos máscaras, nem gripe pegávamos (eu sempre me incomodei com elas, pois me sufocavam e não permitiam que eu ouvisse claramente a voz das pessoas – mas tinha que usar pois elas são necessárias).

Vamos nos proteger, pessoal!

– Crise na Indústria Automobilística.

Devido ao novo pico de COVID na China, faltam peças para a indústria de carros. Assim, como reféns de chineses que nos tornamos, falta automóvel para vender.

Pode?

Antes, as pessoas não tinham dinheiro mas havia oferta de veículos. Hoje, nem uma coisa, nem outra.

Mais fábricas podem parar e carros vão ficar mais caros, alertam especialistas

Imagem extraída de: https://autoesporte.globo.com/mercado/noticia/2021/03/mais-fabricas-podem-parar-e-carros-vao-ficar-mais-caros-alertam-especialistas.ghtml

– Histórico de atleta? Messi e os males da Covid.

Que Lionel Messi é um dos maiores craques da história mundial do futebol, ninguém duvida. Igualmente sobre sua condição de atleta exemplar e dedicado.

Eis que ele falou sobre o momento em que contraiu Covid:

“O Covid acabou comigo. Eu tive muita tosse, dores na garganta e muita febre. Fiquei com sequelas nos pulmões e passei um mês sem conseguir correr direito”.

Se com ele aconteceu isso, imagine conosco, pobres mortais!

Imagem extraída de: https://esportes.yahoo.com/messi-diz-que-real-madrid-164904247.html (Foto AFP)

– Máscaras de novo?

Durante a pandemia, apesar de me sentir incomodado e principalmente sufocado (além de não conseguir entender o que as pessoas falavam e não reconhecer alguns rostos), usava normalmente as máscaras para minha segurança contra a COVID (e para a do meu próximo também).

Quando houve a desobrigatoriedade… ufa! Que alívio. Parece ter sido uma libertação.

Ontem, fui a um consultório médico (onde se faz necessário usá-las). Puxa, que sensação ruim… parece que tudo estava de volta!

Cuidemo-nos para que a pandemia não resista. O incômodo das máscaras é muito desagradável.

– Pobre Coreia do Norte…

Com um ditador louco, paupérrimo pela insanidade de seus líderes, o povo norte-coreano sobre com a Covid. Segundo as informações não-confiáveis do Governo, é a “primeira onda”.

O que fazer? Ditaduras não contam a verdade nem se envergonham de erros…

Compartilho: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/05/15/lider-da-coreia-do-norte-descreve-surto-de-covid-como-grande-turbulencia-pais-registra-42-mortes.ghtml

Imagem extraída de: https://coronavirus.msf.org.br/o-que-e-covid-19/

– Os efeitos da COVID “longa”.

A imprensa divulgou uma pesquisa sobre os efeitos contínuos da COVID no brasileiro. Ou seja: quais sintomas duraram até 1 ano!

Dores de garganta, falta de paladar, insônia, mas principalmente: cansaço!

Que praga foi esse Novo Coronavírus, não?

– O lockdown na Coreia do Norte.

A ditadura comunista norte-coreana sempre negou a Covid-19 por lá. E, agora, oficialmente admitiu e decretou lockdown.

Como é um lugar extremamente fechado, ninguém sabe as verdades que acontecem lá. Mas cá entre nós: para tomarem tal decisão, é porque a coisa deve estar bem feia mesmo…

Enquanto o mundo parece se livrar disso, em alguns países (inclua-se a China) o pesadelo persiste.

– Que logo deixemos de usarmos as máscaras…

Vamos torcer para que essa realidade (da imagem abaixo), em breve, se concretize. Correto?

Que possamos dizer um para o outro: “lembra do tempo quando tivemos que viver usando máscaras e sem podermos nos abraçar”?

Que esse período acabe e nunca mais ocorra

Imagem

– O desrespeito no Concurso Público da Petrobrás, em plena Pandemia.

Prestei concurso público para vagas na Petrobrás neste domingo, e fiquei decepcionado com o que vi!

Meu local de prova foi o Câmpus Anhembi Morumbi, na Moóca, e estavam lotadas as ruas periféricas. Custa abrir a instituição com antecedência?

Como a entrada era por turma (a minha, das 13h às 13h15, sendo a prova às 14h), imaginei que existiriam cuidados preventivos contra a Covid. Neca! NINGUÉM pediu comprovante de vacinação em momento algum. Quem não estava vacinado, entrou normalmente. E se assintomático, passou Covid para outros…

Na sala 42085, que era a que eu estava, não abriam as janelas por conta de uma reforma no prédio. Não havia ar-condicionado e dois ventiladores tentavam suprir a demanda – e isso não é bom, pois o ambiente precisa ser arejado para se evitar Covid.

Por mais que as atenciosas fiscais Camila e Janólia pudessem nos ajudar em algo, o que poderiam fazer para resolver essa questão? Nada!

Pior: as carteiras (80 pessoas por sala) estavam uma atrás da outra, “grudadinhas”, sem distanciamento social algum. Um crime contra qualquer medida preventiva… Por quê tanta gente numa sala quente e apertada, sem ventilação natural para não correr o risco de contrair Covid?

Alguém teria que ser responsabilizado, não sei se o Cebraspe (organizador), a Anhembi-Morumbi ou a Petrobrás. Foi ridículo.

Petrobras (PETR4): Turma do STF forma maioria para anular caso trabalhista  bilionário contra a estatal - InfoMoney

Imagem extraída de: https://www.infomoney.com.br/mercados/petrobras-petr4-turma-do-stf-forma-maioria-para-anular-caso-trabalhista-bilionario-contra-a-estatal/

– Quando o Coronavírus agradece…

Saí há pouco da Anhembi-Morumbi, campus Moóca, do Concurso Público da Petrobras.

Salas com janelas fechadas e sem ar-condicionado (com um ventilador que não areja nada), 80 pessoas sem distanciamento de carteiras e nenhum pedido de comprovação de vacina!

A COVID agradece…

Menos irritado, comentarei mais tarde.

😡🦠

– Covid: a coisa não está fácil… Mas há medidas preventivas!

O que vejo de pessoas que contraíram Covid… não está fácil! Mas observo também algumas coisas que me impressionam: em Bragança Paulista, fui abastecer o carro e desci para ir à uma Loja de Conveniência. Uma moça de lá me abordou e pediu o comprovante de vacinação para comprar uma garrafa de água e um sorvete!

Exagero?

Talvez não. Ela está cumprindo o papel dela, a Prefeitura (que exige) idem e por aí vai. Quem se vacina também está ajudando a diminuir os números ou minimizar os males.

O problema é: quem aglomera, se descuida ou faz troça de tudo isso… Que acabe logo essa pandemia, se não todos nós enlouquecemos…

Entenda a diferença entre Coronavírus, Covid-19 e Novo Coronavírus —  Português (Brasil)

Imagem extraída de: https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/03/entenda-a-diferenca-entre-coronavirus-covid-19-e-novo-coronavirus

– Mais de 1000 óbitos diários por Covid. Não vamos bobear com a prevenção!

E o Brasil voltou a ter mais de 1000 mortes de Covid por dia…

O que dizer?

Defender a vacinação, o uso de máscaras e álcool gel, além do necessário distanciamento social. Se as pessoas não tivessem se vacinado, imagine que número absurdo teríamos de óbitos!

Que acabe logo a pandemia, ninguém aguenta mais.

Covid-19: mapa mostra transmissão 'extremamente alta' em todo o Brasil

Imagem: iStock, de Uol.com: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/bbc/2021/06/11/covid-19-mapa-mostra-transmissao-extremamente-alta-em-quase-todo-o-brasil.htm

– Tomei a 3a dose da Vacina. Tome você também!

Hoje tomei a dose de reforço da vacina contra a Covid (3a dose), essa praga que tanto está nos maltratando.

É sabido que as vacinas foram criadas basicamente para o Sars-Cov-2 e para a variante Beta. Conforme surgiram outras, a imunização diminuiu e novas doses foram necessárias. Agora, com a Ômicron, há a maior necessidade de vacinas e/ou uma nova formulação. E será assim se surgir uma nova variante (afinal, como qualquer vírus, até a erradicação, ele vai mudando).

As vacinas não são magia: são medicamentos preventivos, criados com alta tecnologia e muito investimento. Há 50 anos, por exemplo, alguém fazia um teste e viajava para o Exterior para comparar amostras, já que não existia fax, celular ou internet. Um confronto de ideias e pesquisas demorava meses e era presencial; hoje, minutos! Por isso, esqueça a bobagem de que uma vacina segura levaria “anos” (nunca tivemos tanta gente mobilizada e tanto conhecimento dispensado on-line para elas).

Vacine-se! Com maior imunização, tornamo-nos mais resistentes ao Covid e sentiremos poucos efeitos, caso sejamos contaminados. E continuemos com as medidas preventivas (distanciando-nos, usando máscaras e álcool gel), já que embora estejamos protegidos, a carga viral permanece e ainda assim somos vetores de transmissãoalgo que é perigosíssimo para aqueles que insistem em não se vacinarem.

– Não é hora de ser mais rigoroso com os protocolos nas arquibancadas de futebol?

Estamos vivendo uma nova onde de contágio de Covid por conta da variante Ômicron. E se você observar atentamente, muitos comércios estão com funcionários afastados, empresas aéreas com tripulação comprometida e outros problemas no dia-a-dia, tudo fruto de mão-de-obra em quarentena.

Nos estádios de futebol os jogadores, árbitros e imprensa estão sendo bastante cobrados. Mas nas arquibancadas… o torcedor parece não estar “nem aí”.

Neste final de semana, um idiota entrou dentro do estádio em Pernambuco e se “gabou” de estar positivado com Covid, e de lá mesmo postou nas Redes Sociais! O sujeito foi preso no dia seguinte.

Para quem frequentou os estádios logo após a liberação parcial de torcedores, viu um rigor bem grande no acesso. Agora, a coisa “afrouxou”. Nem todas as pessoas têm seus comprovantes de vacinação conferidos (e isso vale para cinema e teatro), e o uso de máscara somente fica na bilheteria e na catraca. Sabendo-se que a principal causa de contaminação é por perdigotos (gotículas da saliva), imagine quando há gritos de gol, xingamentos e outros momentos passionais?

Lembrando sempre: as vacinas, tão necessárias, aumentam a nossa imunidade, mas não impedem que sejamos vetores de disseminação. Dessa forma, a responsabilidade do torcedor em não se aglomerar, estar em dia com as doses do imunizante e principalmente, usar máscaras, é importante.

Não vemos nada disso na prática. Todo mundo se abraçando, esbravejando, comemorando e “cuspindo involuntariamente” durante o jogo. Aliás, existe até a incoerência da PM em não permitir a entrada com álcool gel nos estádios!

Com dor no coração, eu penso que, neste momento, deveria-se proibir a presença de público, até uma campanha realmente educativa acontecer, somando-se às práticas de prevenção efetivas.

E você, o que pensa sobre isso? Deixe seu comentário:

Jogar ou não jogar, eis a questão – DW – 28/04/2020

Imagem extraída de: https://www.dw.com/pt-br/jogar-ou-não-jogar-eis-a-questão/a-53266579

– O Carnaval é adiado em SP e no RJ.

E para a tristeza dos foliões, não teve jeito: os Carnavais de SP e RJ foram adiados para o feriado prolongado de Tiradentes.

Cá entre nós: com a variante Ômicron avançando, não tinha muito o que fazer. A questão é: e outras atividades, como o futebol? Vai esperar até quando para tirar a torcida das arquibancadas?

Falamos sobre isso em: https://professorrafaelporcari.com/2022/01/13/torcidas-de-futebol-e-covid/

Sambódromo do Anhembi, em São Paulo - Simon Plestenjak/UOL

Imagem de: Simon Plestenjak/UOL, extraída de: https://www.uol.com.br/carnaval/noticias/redacao/2022/01/21/carnaval-adiado.htm