– O péssimo discurso do agora ex-Secretário da Cultura Roberto Alvim.

Que coisa feia, não? O Secretário da Cultura, Roberto Alvim, foi anunciar o Prêmio Nacional das Artes e repetiu, ao pé da letra (trocando apenas Alemanha por Brasil) um discurso do ideólogo nazista Joseph Goebbels, um dos homens responsáveis pela propaganda ultranacionalista de Hittler.

Felizmente, foi demitido assim que se percebeu a cáca. Imagine o mal estar se ocorresse sua permanência, principalmente com o povo judeu, vítima do Holocausto, e que é parceiro do Governo brasileiro.

Fico me perguntando: quem sugere esses nomes ao Presidente Bolsonaro?

Uma pisada de bola digna daquela péssima entrevista de Lula à Playboy, onde declarou admirar Hitler, Che Guevara, Gandhi e o aiatolá Khomeini.

Recorde-a em: https://professorrafaelporcari.com/2018/04/18/perolas-da-internet-a-entrevista-de-lula-a-playboy-em-1979/

Resultado de imagem para Hitler

– Fanatismo Político: como entender tamanha cegueira?

Há 1 ano…

Uma das coisas mais incompreensíveis é: como cidadãos de bem se deixam contaminar pelo extremismo político!

Não sou Esquerdista (PT, PSOL, PCdoB), nem Direitista (PSL, PSDB, DEM), tampouco em cima do muro (PSD, PMDB, PP). Sou apartidário, mas não apolítico.

Nesta semana em que Palocci delatou que Lula recebia propina (dinheiro vivo) em caixas de uísque e que o motorista Queiroz ainda não “sarou” para explicar suas movimentações, vemos fanáticos se atacando e contra-atacando como se fosse discussão de bar, perrengue de time de futebol ou briga de rua.

Enquanto os dois lados continuam militando, pessoas resolvem acreditar que os valores incríveis de Flávio Bolsonaro foram fruto de venda de um apartamento em dinheiro vivo (com depósitos fracionados em caixa eletrônico!!!) e outras pedindo que se entregue o Prêmio Nobel da Paz a Luiz Inácio Lula da Silva!

O que está acontecendo às pessoas sensatas? Todo mundo enlouqueceu?

Pior do que tudo isso é gente jogando a culpa na imprensa, na oposição, mas teorias conspiratórias (já vi esse filme antes)… ou ainda caindo no vexame de argumentar que os valores dos escândalos atuais são pequenos em relação ao esquema que perdurou por anos.

Ora, não existe honesto ou meio honesto. Existe honesto e desonesto! Separar Flávio Bolsonaro de Jair é a mesma coisa que separar Lulinha de Luiz Inácio. Ou será que viramos uma nação de ingênuos?

À cadeia todos os que corrompem neste país, sejam eles quem forem. Ou se moraliza de verdade o Brasil, ou saíamos às ruas bater panelas. O que não precisamos nesse momento é de um “Lula de Direita” (nem o original, de Esquerda).

É tão difícil o eleitor que é traído e fica desolado assumir que está decepcionado? Por que a insistência em negar e tapar o sol com a peneira?

Acima, a brincadeira que viralizou dos #10yearschallenge, versão militantes brasileiros.

– Lula & Construtoras e Bolsonaro & Igrejas: a César o que é de César!

Lamento ver tanta demagogia há tempos no país. As benesses de Lula para as construtoras, com altos valores em corrupção e troca de favores (vide o dinheiro perdido para Cuba, Venezuela e nações “amigas”), se faz no mesmo grau de indignação com Bolsonaro e o desejo de “bancar” as igrejas e conquistar admiradores pelo populismo.

No episódio mais recente, me incomoda saber que qualquer denominação religiosa (se eu quiser montar meu templo e viver nele, já me encaixei no propósito), teria as contas básicas e impostos pagos com dinheiro público.

Lembremo-nos que Nosso Senhor Jesus Cristo, quando perguntado se era justo pagar os impostos, pegou um denário (a moeda da época) e mostrou a face do imperador nela. E disse: “A César o que é de César, a Deus o que é de Deus”.

Imagem relacionada

– Vanderlei Luxemburgo e a fala sobre manifestar-se sobre Política no Futebol.

Repercutiu muito pouco a fala sobre Política e Futebol de Vanderlei Luxemburgo à Folha de São Paulo logo quando foi contratado. Na oportunidade, falou sobre as críticas de Torcedores e Imprensa da relação entre o Palmeiras e o presidente Jair Bolsonaro. Ponderou muito bem o treinador, defendendo a liberdade de expressão e exaltando a necessidade de pessoas públicas se manifestarem:

“Eu não posso perder esse privilégio de ser um cidadão brasileiro dentro de uma democracia e de falar para todo mundo. Às vezes, as pessoas nos tratam de uma forma diferente. Acham que nós, pessoas públicas, deixamos de ser cidadãos.”

Em 2018, à Rádio Jovem Pan, Luxemburgo também falou sobre Política, criticando Sérgio Moro, chamando-o de “Durango Kid”, dizendo que ele “manda prender e manda matar” e que “o juiz passou por cima da Constituição”. Acrescentou que será “Lula sempre”.

Independente da opinião, contra ou a favor determinados políticos, o respeito à democracia e liberdade de expressão deve sempre existir.

Imagem relacionada

– Os 2 Extremos que não conseguem justificar Flávio Bolsonaro e o Instituto Lula.

O bolsonarista e o petista menos radicais sabem que há algo errado e entendem: a “rachadinha do Queiroz” e as “palestras do ex-presidente Lula” cheiram mal. Estão lúcidos que são calcanhares de Aquiles e que a evidência de corrupção existe.

Porém, os mais fanáticos insistem em não crer em falhas dos seus líderes adorados, tampouco nas picaretagens possíveis de quem os rodeiam. Criam a massa que obedece e crê piamente no que falam, nem ponderam as colocações.

Lula, que no começo da sua gestão parecia que pensaria diferente, usou o povo como massa de manobra e a bandidagem correu solta. Falso, alegava que “nada sabia” e ganhou destaque pelos discursos demagogos e complacência com bancos e empreiteiras. Trabalhou para os grandes, com propaganda para os pequenos.

Bolsonaro, que neste começo mostra fraqueza em criar pensamentos conexos e democráticos (principalmente pelos seus filhos), tem uma equipe econômica boa. Mas seu grande opositor é: ele mesmo.

Os dois ex-presidentes têm algo em comum: os cegos que, repito, rifam as amizades e a sensatez em nome da louvação aos políticos de estimação.

Resultado de imagem para lula bolsonaro

– O Revide dos EUA com a morte do Chefe da Guarda do Irã

Após a invasão promovida por uma milícia pró-iraniana à embaixada dos EUA no Iraque, os americanos revidaram com um ataque aéreo que matou a autoridade máxima da Guarda Iraniana (o Exército de lá), Qasem Soleimani, que estava no aeroporto de Bagdá.

Soleimani é o promotor das arruaças que visam distanciar o Iraque dos EUA e aproximar o país do Irã. Mas aqui o sentido das ações militares por parte dos americanos não é necessariamente de vingança militar, mas outros: política e financeira.

Financeira pois sabemos da importância econômica do petróleo (que já subiu de preço depois da confusão). Política pois há o pedido de impeachment do presidente Donald Trump, e sempre que os americanos passam por uma crise, promover uma guerra muda a sensibilidade do eleitor.

Aguardemos. São dois peso-pesados armamentistas brigando…

– Resolve logo, Bolsonaro!

Quem não deve, não teme! Sendo assim, por quê o Senador Flávio Bolsonaro não resolve logo as pendengas que lhe imputam crimes com laranjas: o caso da suspeita franquia de chocolate, o PM que pagou por gentileza o boleto de mais de R$ 16.000,00 ou ainda o famoso rolo do Queiróz?

Tudo isso só prejudica indiretamente (ou, para alguns, diretamente) o governo do seu pai, Jair.

Se está tudo em ordem, por quê criar obstáculos para investigação? Pelo procedimento do senador, dá a entender que tem coisa errada.

Com tristeza, Lula e Bolsonaro protegem os filhos envolvidos em corrupção e pactuam com a coisa. Lamentável…

Resultado de imagem para Flavio bolsonaro

– A coincidente viagem dos Ministros do TCU durante os jogos do Flamengo

Que país vivemos, não? Dois ministros do Tribunal de Contas da União resolveram de última hora participarem de um congresso no Catar justamente nos dias em que o Mengão jogará o Mundial de Clubes.

Irão com dinheiro público e poderão assistir os jogos do seu time in loco. Que coincidência!

Extraído de: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/ministros-do-tcu-marcam-viagem-para-o-catar-em-dias-de-jogos-do-flamengo-e-causam-revolta-entre-servidores/

MINISTROS DO TCU MARCAM VIAGEM PARA O CATAR EM DIAS DE JOGOS DO FLAMENGO

A viagem de dois ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) para o Catar, neste mês, tem causado revolta entre os servidores do órgão. As informações são da Revista Veja. De acordo com a publicação, Benjamin Zymler e Augusto Sherman irão até o país asiático para participar da 8ª Conferência dos Estados Partes da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, marcada para ser realizada entre os dias 16 e 21.

No entanto, a revolta dos servidores se deu pelas coincidências que envolvem a viagem. Os magistrados são torcedores do Flamengo, e a aprovação para viagem ocorreu três dias após a equipe carioca vencer a Copa Libertadores da América e garantir vaga no Mundial de Clubes, que será disputada no Catar, no mesmo período da conferência.

A segunda questão é que, Zymler e Sherman, acompanhados de um auxiliar do TCU , decidiram antecipar a partida e postergar o retorno ao Brasil. Segundo publicado pela Veja, Sherman viaja no dia 13, mesma data do embarque do Rubro-Negro para Mundial, e só retorna dia 23 de dezembro, dois dias depois do jogo da final. Zymler sai dia 9 e volta dia 22. O Flamengo estreia no dia 17, e disputa a final ou o terceiro lugar no torneio, no dia 21.

– Feliz Natal de Pré-Candidato é Sincero?

Puxa, vejo outdoor de um ilustre desconhecido em meu bairro, mas que tem cargo público, extremamente sorridente e desejando “Feliz Natal”.

A troco de quê?

Por quê a pessoa gasta um dinheirão com anúncios em ônibus e publicidade nos grandes corredores desejando “Boas Festas”, se não conhece uma pessoa sequer daquele lugar, não esteve lá e força o sorriso escancarado?

É tão artificial, cheira tanto a candidatura de vereador (não está explícito pois a legislação eleitoral não permite), que torna a mensagem muito falsa e vazia.

Se lá estiver (na Câmara), Feito estará: mais um político carreirista. Triste. E nessa época fazem isso: pedem voto onde nunca visitaram quando podiam fazer alguma coisa.

Vale votar Ao Bem do Indíviduo que aqui veio e trabalhou (ou seja: quem lutou pela sua região).

Imagem relacionada

– A questão da Torcida Única nos estados: Dória e Caboclo discutirão!

Ao jornalista Thiago Batista de Olim do Jornal de Jundiaí e Site Esporte Jundiaí, o Governador Dória contou neste último final de semana, durante a abertura do JORI (Jogos Regionais dos Idosos), que a CBF o convidou a discutir a questão da Torcida Única nos jogos no Estado de São Paulo. O desejo de Rogério Caboclo é extinguir a medida!

Extraído de: https://www.esportejundiai.com/2019/12/governador-vai-discutir-na-cbf-questao.html

GOVERNADOR VAI DISCUTIR NA CBF QUESTÃO DE TORCIDA ÚNICA EM 2020

O governador de São Paulo, João Doria Junior, vai se reunir com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, no dia 12 ou 13 de janeiro para tratar sobre a questão da torcida única em São Paulo. A reunião foi um pedido da entidade que cuida do futebol brasileiro. A revelação foi feita por Doria antes da cerimônia de abertura dos Jogos Regionais, no domingo (8), no ginásio do Bolão.

A CBF pretende resolver a questão da torcida única antes do inicio do Brasileirão do próximo ano, para que ache uma solução para todos os jogos terem torcidas visitantes – em São Paulo, nos clássicos existe o veto desde 2016.

Sobre os Jori, o governador fez elogios à organização de Jundiaí para o evento. “Foi o maior acerto a parceria entre o governo do Estado e a Prefeitura de Jundiaí para realização deste evento”, declarou.

Resultado de imagem para jori 2019 jundiai doria

Da esquerda para a direita: o Deputado Federal Miguel Haddad, o Governador João Dória Jr e o Prefeito de Jundiaí Luiz Fernando Machado, durante a abertura dos Jogos Regionais dos Idosos, no Ginásio do Bolão, em Jundiaí.

– Apaixonados por Lula e por Bolsonaro se calam contra o aumento do Fundo Partidário?

Enquanto bolsonaristas e lulistas brigam para se dizerem “arautos da justiça e da correção social”, os partidos políticos fazem a farra em Brasília.

Viram a imoralidade do aumento do Fundo Partidário, que tira recursos da Saúde e da Educação, dando mais dinheiro para as legendas?

Leia (extraído da Folha):

O aumento do fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões com corte de recursos em saúde, educação e infraestrutura uniu rivais como PSL e PT, além de ter sido respaldado por partidos do chamado centrão.
A medida teve o apoio de 13 partidos: PP, MDB, PTB, PT, PSL, PL, PSD, PSB, Republicanos, PSDB, PDT, DEM e Solidariedade. Eles representam 430 dos 513 deputados e 62 dos 81 senadores. Podemos, Cidadania, PSOL e Novo foram contra o aumento, mas não têm força política para barrar a investida
.”

Como não se revoltar com tamanho desrespeito? E aqueles que têm “políticos de estimação”, dirão o quê sobre essa imoralidade?

Pobre Brasil… Cadê MBL, CUT, os diversos movimentos de Esquerda e Direita extremistas?

É por isso que se deseja tanto montar novos partidos politicos. Entrar na Política parece ter virado um grande negócio…

– Dia Rubro Negro da Conquista das Américas?

Se você fosse munícipe do Rio de Janeiro e soubesse que o vereador da sua cidade desejasse criar um feriado “futebolístico”, o que faria?

Absurdamente lamentável a ideia do nobre político, abaixo, extraído de: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/12/02/vereador-do-rj-propoe-feriado-em-homenagem-a-libertadores-do-flamengo.htm

VEREADOR DO RJ PROPÕE FERIADO EM HOMENAGEM À LIBERTADORES DO FLAMENGO

No que depender do vereador Felipe Michel (PSDB-RJ), a cidade do Rio de Janeiro pode ganhar mais um feriado em novembro.

Michel criou um projeto de lei para que a cidade possa celebrar o “Dia Rubro Negro da Conquista das Américas”. O feriado seria celebrado no dia 23 de novembro.

O vereador, que já foi atleta do clube, pediu afastamento do cargo para assumir secretaria de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos da cidade do Rio de Janeiro.

No PL 1632/2019, Michel argumenta que a “data marcante marca o Rio de Janeiro e enche a todos de orgulho. Merecendo o devido reconhecimento”.

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro concedeu recentemente o título de cidadão carioca ao técnico português Jorge de Jesus.

Flamengo ergue a taça de campeão da Copa Libertadores da América 2019, em Lima - Marcos Brindicci/Jam Media/Getty Images

 

– Você não está preocupado com os rumos do Brasil?

Eu me assusto quando vejo Esquerda capitaneada por Lula & Convertidos querendo fazer bagunça e Direita liderada por Bolsonaro& Aliados falando de AI-5.

Um perigo para a Democracia esses dois extremos! Esquecem-se de pensar no coletivo, no Brasil como um todo, e apenas nos seus interesses partidários. Virou queda de braço, “discussão de 5a série”, birra e fanatismo.

Quem perde é a nação. Repito o que venho insistindo: mais ponderação, pois a sensatez se faz necessária (e de maneira urgente).

Resultado de imagem para brasil