– Dia Nacional do Combate ao Fumo

Quem nunca experimentou, que não experimente!

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo. Fico a vontade para falar do assunto, já que infelizmente o maldito cigarro matou meu avô Manelão.

O fumo adoenta a pessoa, incomoda e não traz nenhum benefício.

Respeito o fumante, mas detesto o ato de fumar. Se o fizer, faça sem incomodar aqueles que querem ter boa saúde.

Aliás, olha que curioso: enquanto o Governo gasta muito dinheiro em campanhas contra o cigarro, contraditória e concomitantemente discute a liberação da Maconha.

O que podemos dizer?

29 DE AGOSTO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

Imagem extraída da Web, autoria desconhecida.

– Coisas que desrespeitam o contribuinte paulistano!

Um garagista (sim, o manobrista de garagem) custa R$ 23.500,00 mensais para a Câmara Municipal dos Vereadores de São Paulo.

Valor muito alto, não? Um operador de copiadora (o cara da “xerox”) recebe R$ 9.800,00. Um engraxate? R$ 10.400,00!

Enquanto isso, um professor da rede municipal recebe R$ 3.500,00 por 40 horas / aula…

Pode?

bomba.jpg

Imagem extraída da Web, autoria desconhecida.

– Ninguém defendeu o presidente da Caixa?

Aparentemente, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, estava fazendo um bom trabalho à frente do banco. Mas… 

As denúncias de assédio sexual fizeram ele pedir demissão. E não vi ninguém negando ou o defendendo,

E agora, José?

Tudo tem que ser esclarecido. E que fase desses senhores do Governo…

Caixa vai fazer o microcrédito por todo o Brasil", diz presidente da CEF

(crédito: ED ALVES/CB/D.A.Press)

– Judiciário x Executivo: vai dar problema…

Essa briga entre Bolsonaro e o STF (especialmente com o Alexandre de Moraes) vai dar problema, não?

Isso é o que se espera? Que os poderes “vivam harmonicamente” entre si?

Sem juízo de certo ou errado aqui, mas com a preocupação de que tudo funcione corretamente.

– Rodrigo Pacheco é o Presidente do Brasil hoje (oficialmente). E se você assumisse o país por 1 dia?

O presidente Jair Bolsonaro está em viagem na Guiana.

O vice-presidente Hamilton Mourão, que deveria assumir o posto mais alto do comando executivo do país, está viajando também.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, idem.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, é quem assume a chefia do Brasil nesse momento. 

Se ele não pudesse, o presidente do STF, Luiz Fux, assumiria.

Óbvio que Pacheco fará apenas atividades protocolares. Mas e se você tivesse a chance de, por 1 dia, ser o presidente do país: o que faria?

Como Rodrigo Pacheco se movimenta para protagonizar as eleições de 2022 |  VEJA

Imagem extraída de: Cristiano Mariz/VEJA, em: https://veja.abril.com.br/politica/como-rodrigo-pacheco-se-movimenta-para-protagonizar-as-eleicoes-de-2022/

– Precisamos de um ótimo administrador público!

Li, gostei, retrata o que penso e por isso compartilho: o texto sobre a capacidade e necessidade de ser um bom administrador público, sem folclorismos ou questões emocionais, escrito há dois anos pelo advogado e professor Douglas Mondo em seu Facebook.

O manifesto escrito e retratado abaixo é perfeito! Sem partidarismo, ideologia ou fanatismo. Somente a cobrança da HONESTIDADE e da CAPACIDADE DE GESTÃO (independente do nome que comanda o país).

Aqui:

MITOS – NÃO TENHO PESSOAS COMO MITOS POLÍTICOS

Um ótimo administrador público é aquele que planeja e desenvolve políticas públicas em prol de seu país e de seu povo.

Atualmente, com déficit público nas alturas, corta custo desnecessário, enxuga máquina pública, privatiza bens possíveis sem interferência desastrosa, desenvolve políticas de incentivos às empresas, não interfere nas relações trabalhistas com intuito de prejudicar os trabalhadores, promove reformas essenciais para tirar o peso do Estado sobre a produção de bens e serviços.

Diminui os privilégios corporativistas, principalmente da classe Política.

Desenvolve a educação com salários justos, e a saúde com planejamento e atendimento satisfatório à dignidade humana.

Faz a reforma da previdência com equidade e justa para todas as pessoas e categorias profissionais.

É isso aí! Sem mitos!

Só posso aplaudir tais palavras, pois cada linha vai de encontro com o que eu acredito. Mas qualquer um que diga algo crítico contra B vira, pelos radicais, a favor de L. E se você também criticar L, é porque você é B. Como se fossem dois deuses infalíveis pelas suas tropas de adoradores.

Ops: não precisa escrever que B é Bolsonaro e L é Lula, não?

Imagem relacionada

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida.

– Tentando entender: a Motociata serviu para…?

Qual o propósito de, num feriado nacional (quando as estradas ficam lotadas), fechar a principal rodovia que liga a Capital ao Interior?

A motociata do presidente Jair Bolsonaro fez a Anhanguera, em Jundiaí, travar. E custou aos cofres públicos (link com a matéria abaixo da foto) cerca de 1 milhão de reais!

Nesse evento de diversão, fico pensando: quem sobrará para votar? No Lula, o corrupto que está destilando ódio no discurso? Aliás, pouco repercutiu as críticas dele à classe média. No Dória, com toda a sua vaidade? No próprio Bolsonaro, que dá uma no cravo e outra na ferradura?

Estamos perdidos… essa própria Eleição vai ser sofrível.

O presidente Jair Bolsonaro

ISAAC FONTANA / ESTADÃO CONTEÚDO / 15.04.2022, extraído de: https://noticias.r7.com/brasilia/bolsonaro-encerra-motociata-em-sao-paulo-com-percurso-de-120-km-15042022

– Brasil, país de Primeiro Mundo?

Jim O’Neill, presidente do Goldman Sachs e que criou o termo BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) para se referir aos gigantes emergentes da economia, disse em 2014 que nós, brasileiros, chegamos ao desenvolvimento pleno:

“O Brasil não é mais um país emergente. Será uma das 5 maiores economias em 2050.”

Respeito-o e não acredito nessa felicidade próxima. Com nossos indicadores sociais (e em que pese a pandemia), estamos longe de sermos primeiro mundo…

Imagem4.png

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida. Quem conhecer, favor informar para crédito na postagem.

– E o Milton Ribeiro caiu…

Uma semana depois do vazamento dos áudios, Milton Ribeiro, o Ministro da Educação, caiu.

Demorou muito, não?

Falamos sobre essa coisa inadmissível em: https://professorrafaelporcari.com/2022/03/27/e-o-ministro-milton-ribeiro-vai-cair-ou-nao/

MEC: Cármen Lúcia autoriza inquérito para investigar Milton Ribeiro

Imagem extraída de: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2022/03/24/carmen-lucia-autoriza-inquerito-investigar-milton-ribeiro.htm, Crédito da Foto: Luis Fortes/MEC

– Gastos Surpreendentes com a Educação no Brasil.

O Instituto Brasileiro de Economia, departamento da FGV, fez uma pesquisa interessante: quanto o Governo Federal, somado aos Estaduais e Municipais, investem em Educação no país. O trabalho coordenado pelo economista Fernando Veloso trouxe o seguinte número:

– p/ cada aluno do ensino fundamental, houve o investimento de R$ 147,75 / mês;
– p/ cada aluno do ensino superior, houve o investimento de R$ 985,00 / mês.

Como curiosidade, nos países desenvolvidos, em média, o investimento tanto no ensino superior quanto no fundamental é quase equivalente.

Para você: tem a mesma sensibilidade de que há muito mais investimento público nas universidades do que no ciclo básico? A mim, sim.

E isso é bom? Fica a dúvida…

Resultado de imagem para Educação Infantil

Imagem extraída da Internet, autoria desconhecida. Quem conhecer, favor informar para o crédito.

– A vergonha do Cartão Corporativo. Cem anos?

Vale para qualquer presidente (de qualquer ideologia): não é uma vergonha que os gastos do cartão corporativo do Governo sejam protegidos por 100 anos?

Quem de nós estará vivo para reclamar de alguma irregularidade? E quem da Presidência estará vivo para responder por algum crime praticado por ele?

Nenhum político vota contra seus interesses pessoais. Nestas horas, os partidos esquecem suas desavenças e “jogam juntos” para manter a mamata…

Fabiano Contarato apresenta projeto que regula uso dos cartões corporativos  — Senado Notícias

Imagem extraída de: EBC, da Agência Senado, em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/07/29/fabiano-contarato-apresenta-projeto-que-regula-uso-dos-cartoes-corporativos

– A defasagem do preço dos combustíveis no Brasil.

Aproximadamente, o barril de petróleo subiu de R$ 430,00 para R$ 520,00 no mercado internacional, e esse aumento não foi repassado pela Petrobrás, na gasolina ou no diesel.

O que isso significa?

Que, assustadoramente, o preço dos combustíveis fósseis está 20% defasado!

Não é só o medo de um aumento como esse que assusta. O fato do Ocidente parar de importar da Rússia, anunciado ontem, também é um grande problema.

A pergunta é: o Governo segurará o aumento do preço dos combustíveis (que já está caríssimo para nossos bolsos) até quando?

Preparemos nossos bolsos…

Senado vota projetos para controle de preço dos combustíveis

Imagem extraída de Poder 360, crédito de Sérgio Lima, em: https://www.poder360.com.br/congresso/senado-vota-projetos-para-controle-de-preco-dos-combustiveis/

– Arre! Bolsonaro corrige o erro e assina decreto para verba destinada à Saúde Menstrual.

Demorou, mas se desfez a cáca (talvez pela repercussão negativa e com a provavelmente queda do veto no Congresso): as mulheres carentes terão absorventes fornecidos pelo Governo, em um programa de Saúde Menstrual (Bolsonaro havia vetado meses atrás, por conta de custos).

Nós, homens, não temos ideia do quão desagradável é a questão do ciclo menstrual e a vergonha das meninas que não tem dinheiro para comprar absorventes. Da falta às aulas na escola ao constrangimento pela situação, tal problema não poderia ser ignorado.

Tardou, mas o erro foi corrigido.

– O Presidente Jair Bolsonaro e a homenagem ao Soldado Comunista.

É claro que um Chefe de Estado deve ter uma postura irrepreensível onde estiver. E o presidente Jair Bolsonaro, hoje, em visita à Rússia, cumpriu um protocolo usual: visitar o túmulo e homenagear o “soldado soviético desconhecido”, representado ali pelos militares comunistas mortos durante a Segunda Guerra Mundial.

Não é irônico que, tantas críticas que ele faz ao Comunismo, estar ali prestando honras a um dos grandes símbolos da extinta União Soviética?

Aliás: detesto qualquer coisa anti-democrática e qualquer regime totalitário. Discussões sobre comunismo, socialismo e capitalismo me cansam! O Mercado deve regular a Economia e o Governo assegurar condições mínimas para a população, como Educação, Segurança e Saúde – e sem rótulos ou ideologias.

Brazils President Jair Bolsonaro (3rd R) attends a wreath-laying ceremony at the Tomb of the Unknown Soldier by the Kremlin Wall in Moscow, Russia on February 16, during an official visit to Russia. (Photo by MAXIM SHEMETOV / POOL / AFP) Caption – (crédito: MAXIM SHEMETOV / POOL / AFP)

– Nem Lula, nem Bolsonaro, nem… nem… mas quem?

Para a Eleição Presidencial de 2022, procuro um candidato honesto, competente e que tenha credibilidade. Mas quem?

Gostei da reflexão deste texto, extraído de: https://brasildelonge.com/2022/01/19/ditadura-de-esquerda-ou-de-direita/

DITADURA DE “ESQUERDA” OU DE “DIREITA”?

Por José Horta Manzano

Faz tempo que me pergunto como é possível um contingente de cidadãos darem crédito ao capitão e se disporem a votar nele.

Pra não deixar ninguém enciumado, me pergunto também como é possível que tanta gente acredite no Lula e se disponha a votar nele.

Depois dos males que esses dois já causaram no passado, no presente – e da ameaça que representam para o futuro do país –, não há mais o que provar. Não precisa fazer um desenho. Seja qual for dos dois, é desastre anunciado.

Com o antigo presidente, tivemos corrupção explícita e partição do país em categorias de indivíduos classificados conforme a cor da pele. É culpa dele se o Brasil caminha perigosamente para se transformar em república racialista, um tipo de sociedade em que cada habitante tem forçosamente de se encaixar numa etiqueta: ou é branco ou é negro, sem nuance. (Alguém pensou nos extremo-orientais?) Antes da ascensão do lulopetismo, nosso país era colorido; depois da passagem dos ‘barbudinhos’ pelo poder, retrocedemos à era do preto e branco.

Com o atual presidente, temos corrupção disfarçada de “orçamento secreto”, rachadinhas e partição do país em categorias de indivíduos classificados conforme a ideologia ou a religião. Bancadas religiosas no Congresso, presidente que se ajoelha diante de bispo autossagrado, orçamento secreto com bilhões distribuídos aos amigos do rei, presidente considerado persona non grata no mundo civilizado – estão reunidos todos os ingredientes da perfeita republiqueta de bananas.

Um dos dois apoia ditaduras sanguinárias ditas “de esquerda”; o outro apoia ditaduras sanguinárias ditas “de direita”. Se algum arguto leitor souber qual é a diferença entre uma ditadura “de esquerda” e uma “de direita”, que levante a mão. Ou que mande uma cartinha para a Redação.

Este blogueiro considera que qualquer ditadura é regime autoritário e liberticida que opera para transformar os habitantes em autômatos, gente sem criatividade, sem esperanças, sem ânimo, sem iniciativa e sem futuro. Quando se trata de ditadura, “de esquerda” ou “de direita” são etiquetas que não fazem sentido.

Que diferença há, no espectro político, entre um Hitler e um Stalin? O primeiro prometeu o paraíso a seu povo e o obrigou a ser massacrado sob bombas caídas do céu. O segundo prometeu o paraíso a seu povo e o obrigou a ser massacrado por tanques de guerra vindos do Oeste, sendo que os poucos cidadãos que sobraram foram despachados para o desterro na Sibéria.

Entre um Nicolas Maduro (Venezuela) e um Bashar El-Assad (Síria), quem é “de direita” e quem é “de esquerda”? E que diferença faz, se ambos condenam o próprio povo ao extermínio – um pela fome, o outro pelos gases asfixiantes?

Tudo o que o Brasil não precisa é de presidente apoiador de ditadura nem de presidente conivente com esse tipo de regime. Tanto Bolsonaro quanto o Lula propõem que o país continue eternamente mergulhado num passado de atraso.

E ainda tem gente que se dispõe a apoiar um ou outro desses dois. Como é que pode?

Foto: Crédito no link acima, de: https://brasildelonge.com/2022/01/19/ditadura-de-esquerda-ou-de-direita/

– Feliz Aniversário, Silvio Santos!

Hoje é aniversário de um ícone da TV Brasileira: 91 anos de Senor Abravanel, o Sílvio Santos, que continua firme e forte na TV.

Mas… e se ele tivesse concorrido à Presidência da República em 1990 e vencido? Lembram-se do episódio? E o Brasil escolheu Collor… (inclusive eu, enganado pelo discurso de país moderno e honesto pelo Caçador de Marajás!).

A questão é: já repararam que quem se torna presidente envelhece rapidamente? Repare no FHC e no Lula, na posse e no encerramento dos mandatos: abatidos, cansados, envelhecidos não só logicamente pela idade.

Será que Sílvio Santos teria pique para seus programas?

bomba.jpg

Foto: Reprodução Internet.

– “Melhor perder a vida do que a liberdade” ou “perder a dignidade humana do que o cargo de ministro”?

Que pisada na bola do Ministro Queiroga com sua frase infeliz. Se você não sabe o que aconteceu, um link interessante em: https://g1.globo.com/saude/noticia/2021/12/07/melhor-perder-a-vida-do-que-a-liberdade-diz-queiroga-veja-analise-de-frases-e-medidas-sobre-viajantes.ghtml

Lamento ler que ele disse: “Melhor perder a vida do que a liberdade”, num contexto inapropriado sobre o passaporte das vacinas.

Será que é melhor perder a dignidade humana do que o cargo de ministro?

E eu que pensei que ele era um cara sensato quando assumiu o cargo… a primeira impressão foi ótima, até havia escrito sobre isso aqui: https://professorrafaelporcari.com/2021/03/28/parabens-ministro-da-saude-dr-marcelo-queiroga-mas-o-presidente-aprovou-o-discurso/

Decepção. É o estupra mas não mata” do Maluf, versão “Saúde”?

Comissão de Assuntos Sociais (CAS) realiza audiência pública interativa para tratar sobre o PLS 264/2017.

Foto: Geraldo Magela / Agência Senado, extraída de: https://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2021-03/bolsonaro-anuncia-marcelo-queiroga-como-novo-ministro-da-saude

– O Presente da Petrobrás: Gasolina a R$ 4,00 e chegamos ao 87o. aumento de preço!

Esse por tem 4 anos e… a gasolina está quase há 7 reais na minha região. Relembrando:

Pois é… sem muito alarde, a Petrobrás promoveu o seu 86O e 87O reajustes nos valores dos combustíveis (respectivamente, na 4a e na 6a feira). Desde que implantou sua política de preços flutuantes (01 de julho de 2017) o preço disparou, fazendo a gasolina atingir a inimaginável marca de R$ 4,00 / litro.

Mas não nos preocupemos, pois o Governo Federal diz que a inflação é bem menor do que 1% ao mês… (estou sendo irônico, lógico que não acredito nesse índice).

Imagem extraída de: https://goias24horas.com.br/27905-gasolina-em-goiania-e-a-6a-mais-cara-entre-as-capitais-e-um-assalto-e-procon-e-mp-nao-fazem-nada/amp/

– O próximo presidente será o chefe eleito por uma minoria.

Nenhum presidente da República é eleito pela maioria dos brasileiros. Ele é eleito pela maior parte dos votos dos brasileiros, o que é muito diferente: ou seja, não significa que mais da metade dos eleitores escolheu alguém, mas que a maior parcela do todo (o que pode fazer, sabemos disso, que um presidente eleito tenha menos votos do que os dos outros candidatos somados, juntamente com brancos / nulos).

Em 2022, tudo leva a crer, acontecerá isso novamente. Repare: na pesquisa eleitoral divulgada hoje da Quest/Genial (eu me preocupo muito com os órgãos e metodologias), Lula e Bolsonaro polarizam novamente. Mas o grande “candidato oculto” é o “nem-nem” (mais de 30%), termo que se refere ao eleitor que não quer nenhum dos dois. E como não há um nome forte para a 3a via, esses votos se dispersam e acabam não incomodando (por enquanto) os dois que estão à frente.

Penso: por falta de nome honesto, de credibilidade e com competência, teremos o próximo presidente com menor número de votos percentuais (se comparados ao todo, não só aos válidos) da história.

– Recuo, Presidente? Se socorreu ao ex-presidiário… Temer!

Bolsonaro nunca foi preso como Lula. Mas se socorreu nesta tarde a Michel Temer (que já foi preso depois de deixar a presidência), a fim de escrever uma carta “dando o dedinho” a Alexandre Moraes (que ele próprio o chamou de canalha).

Recuou… por isso que deve ter declarado que “nunca seria preso”…

Estamos perdidos, amigos. Não temos um político nesse país que seja honesto, tenha credibilidade, seja competência e que possa ser um estadista!

Abaixo, a repercussão da decepção dos apoiadores do presidente, inclusive Allan dos Santos, blogueiro número 1 da sua trupe que “lamentou”.

Em: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2021/09/09/bolsonaristas-lamentam-carta-de-bolsonaro-game-over.htm

ALLAN DOS SANTOS, MALAFAIA: BOLSONARISTAS LAMENTAM CARTA DE BOLSONARO

Nas redes sociais, bolsonaristas lamentaram o conteúdo da carta aberta divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na qual recua de discurso golpista em manifestações do 7 de Setembro e diz declarar respeito às instituições brasileiras. O documento foi redigido após encontro o ex-presidente Michel Temer e Bolsonaro, que buscava conselhos para administrar bloqueios de caminhoneiros e para tentar contornar a crise com STF (Supremo Tribunal Federal).

“Game over [ou fim de jogo, na tradução livre]”, resumiu o blogueiro Allan dos Santos, um dos principais aliados de Bolsonaro até então. “Inacreditável”, acrescentou, em outra mensagem, ainda parecendo não acreditar na carta divulgada pela presidência.

“Se era xadrez 4D, parece que Bolsonaro tomou um xeque-mate de uma rainha tridimensional. Depois da demonstração de força do povo, o presidente demonstra fraqueza. Situação bem complicada para os patriotas. Bolsonaro pode ter assinado sua derrota hoje…”, escreveu o jornalista Rodrigo Constantino. “O sistema declarou guerra ao povo. O presidente sucumbiu ao sistema.”

“Continuo aliado, mas não alienado. Bolsonaro pode colocar a nota que quiser. As minhas convicções são inegociáveis”, protestou o pastor Silas Malafaia.

A carta é um recuo de Bolsonaro, em meio a uma crise institucional com o STF e com o Congresso e a uma paralisação de caminhoneiros que ganhou força ontem. No documento, Bolsonaro suaviza o tom ao citar o ministro Alexandre de Moraes, alvo principal dos seus ataques no feriado da Independência.

Intitulada “Declaração à Nação”, a nota oficial do governo Bolsonaro foi divulgada momentos após uma reunião com ex-presidente Michel Temer, em Brasília. No encontro, um dos assuntos tratados foi a paralisação de caminhoneiros, que o governo tenta controlar — em 2018, quando era presidente, Temer lidou com uma greve da categoria. E foi Temer quem indicou Moraes para o STF.

No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer: 1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar. 2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news. 3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia. Trecho da nota divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro

O movimento de racha entre apoiadores de Bolsonaro deu os seus primeiros sinais após o chefe do Executivo enviar um áudio para ser distribuído nos grupos de caminhoneiros, pedindo que a tal paralisação fosse interrompida.

O apelo do presidente surpreendeu os motoristas, que, a princípio, duvidaram de sua autenticidade. Até mesmo o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ), fiel representante dos delírios bolsonaristas e um dos alvos do inquérito do STF sobre manifestações antidemocráticas, garantia que a mensagem era fake.

A partir daí, o feitiço virou contra o feiticeiro, conforme ressaltou o colunista do UOL Chico Alves. O que se seguiu nos grupos de WhatsApp e Instagram foi uma chuva de críticas pesadas dos motoristas ao ocupante do Palácio do Planalto. Os termos usados vão desde “decepção” até palavrões dos mais cabeludo.

– Bolsonaro e a confusão dos Conselhos, além do mau exemplo dos jornalistas.

E ontem, durante as manifestações, muita gente se assustou com a convocação do Conselho da República, dito e prometido pelo presidente Bolsonaro, pois seria uma atitude drástica. Depois, soube-se que ele se confundiu: é o Conselho Consultivo, formado por Ministros, Presidentes de algumas estatais e outras Instituições.

Aliás, já falamos das manifestações nesse link: https://professorrafaelporcari.com/2021/09/07/o-direito-de-se-manifestar/.

Algo que me incomoda: jornalista estando em manifestações (a favor ou contra), e depois indo falar na rádio ou na tv fazendo sua análise “equilibrada. Ora, não é como um juiz de futebol torcendo para o Corinthians na arquibancada, comemorando gol, e no jogo seguinte tendo que apitar jogo do Timão em Itaquera? Por mais que possa ser honesto e isento, precisa DEMONSTRAR isso.

– Não lhe causam medo as “prévias” das manifestações?

Dia 07 de setembro, que costumeiramente é uma data cívica de desfiles, pode ser um dia complicado em 2022 pelas manifestaçõBrasiles.

Gente a favor e contra Bolsonaro sairá às ruas, e o medo é: quando radicais de um lado se encontrarem com os radicais do outro. Parece “torcida organizada de futebol” – e, reitero, estou falando dos fanáticos, não dos eleitores ponderados que possam estar no movimento.

O melhor nesse dia? Ficar em casa, estar em lugares seguros e não entrar nas Redes Sociais. Faz bem para o Equilíbrio da Mente…

– Dia Nacional do Combate ao Fumo

Quem nunca experimentou, que não experimente!

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo. Fico a vontade para falar do assunto, já que infelizmente o maldito cigarro matou meu avô Manelão.

O fumo adoenta a pessoa, incomoda e não traz nenhum benefício.

Respeito o fumante, mas detesto o ato de fumar. Se o fizer, faça sem incomodar aqueles que querem ter boa saúde.

Aliás, olha que curioso: enquanto o Governo gasta muito dinheiro em campanhas contra o cigarro, contraditória e concomitantemente discute a liberação da Maconha.

O que podemos dizer?

– A Vaidade dos 3 Poderes.

Em alguns momentos, a harmonia que deveria existir entre Legislativo, Executivo e Judiciário, parece ser uma grande utopia.

Veja só:

1- Alguns deputados (como os que foram presos), ameaçam com discursos indevidos (mas não praticáveis) as instituições democráticas. Estão errados, pois incentivam e fomentam saudosistas da ditadura.

2- O presidente, vira-e-mexe, ameaça com bobagens do tipo: “se não mudar o sistema de votação não vai ter Eleição”. É ameaça ao Sagrado Direito do Voto? Pare com isso!

3- Os juízes, para piorar, se sentem acima do bem e do mal e, a cada crítica recebida, ameaçam os outros poderes como as prisões citadas, abusando da autoridade.

Fico imaginando: ao mesmo tempo que se faz mal uso da Liberdade de Expressão, contraditoriamente se mostra a anarquia que o país está, com atitudes aitatoriais.

Não é uma loucura? Anarquia e Ditadura em meio a vaidade, deturpando a Democracia.