– A cultura do Fair Play na Eurocopa.

Assistiram o lance de “boa educação” em Inglaterra x Escócia?

Penso: isso aconteceria na Copa América também?

Veja, extraído de: https://www.agazeta.com.br/colunas/wallace-valente/uma-aula-de-cultura-e-educacao-em-jogo-de-futebol-pela-eurocopa-0621

UMA AULA DE CULTURA E EDUCAÇÃO EM JOGO DE FUTEBOL PELA EUROCOPA

Por Wallace Valente

Uma aula de cultura e educação na partida entre Inglaterra x Escócia pela Eurocopa. O jogador O’Donnell, da Escócia, fez falta em uma disputa de bola no alto e saiu de perto do jogador alemão, que ficou caído. O árbitro espanhol Antônio Mateu Lahoz chamou a atenção do escocês e o fez voltar e levantar o adversário do chão.

– 51 anos do Título da Seleção Brasileira de 1970

É de arrepiar! Hoje, 51 anos do melhor futebol já jogado no mundo.

Em fase de “questionamento da beleza do jogo” do Escrete Canarinho atual , assisti no YouTube os gols de Brasil 4×1 Itália em 70, com o áudio do estádio. Que diferença…

Áureos tempos…

Sensacional, assista em: https://www.youtube.com/watch?v=eXz3_WVsQto

– Patrick de Paula agredido na festa clandestina? Jogadores não aprendem…

Uma das coisas mais cobradas pelos quarto-árbitros nos vestiários de jogo, é a retirada de brincos, alianças e joias quaisquer antes de entrar em campo. E Patrick de Paula foi à partida contra o América com um piercing, demorando 6 minutos para retirá-lo depois do flagra (deixando sua equipe jogar com 10).

Nesta madrugada, para piorar, foi pêgo em uma balada clandestina no Tatuapé (com outros jogadores, a confirmar) e acabou sofrendo agressões de torcedores.

O erro dentro de campo e o exemplo negativo de Lucas Lima (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-vyk) de nada serviram?

E o que o Palmeiras fará agora com ele, além de Rony, Gabriel Menino e Breno (que supostamente estavam juntos? E os protocolos tão cobrados?

O vídeo de hoje em: https://twitter.com/fredyjunior/status/1406834032881639426?s=21

– E se fosse verde? A chuteira do Jô em Bahia x Corinthians.

Acompanhando o Tricolor Baiano contra o Timão pelo Campeonato Brasileiro, e na segunda tela lendo os comentários pelo Twitter, me impressiona uma polêmica irracional: a cor da chuteira do atacante Jô.

Para mim, é “azul piscina”. Mas pode ser que dependendo da tela, a imagem fique meio esverdeada e traga à luz tal discussão.

E se fosse verde, qual o problema? Por que é a cor do rival Palmeiras? Então pinte a cor do gramado da NeoQuímica Arena de verde, ué (eu sei que a Regra não permite, foi apenas em tom de ironia).

Já ocorreu essa mesma situação com os ramos verdes da italiana Cirio no São Paulo, com o vermelho da Coca-Cola no Grêmio e o DDD 21 da Embratel que mudou de cor na camisa do Corinthians. 

Isso acontece apenas para agradar os fanáticos e alimentar certas bobagens. Pare com isso, estamos no século XXI! Aliás, os jogadores das equipes rivais, muitos deles são amigos e caem na farra juntos. E torcedor discute por essa coisa pequena.

Chega de fanatismo, que deturpa a realidade e nada mais é do que um desvio de comportamento, nunca uma virtude. Por exemplo: sou de Jundiaí e não posso assistir jogos em Bragança Paulista pela rivalidade de antigamente? O torcedor do Primavera de Indaiatuba não pode ter um clube grande da Capital pois só se permite torcer para um? Não posso dizer que Lionel Messi é melhor jogador do que Neymar por que ele é argentino?

obviedades, há vaidades e há idiotices em tudo isso. Imagine outras polêmicas, como um jogador que se assumisse gay ou falasse bem de um adversário… não tenho paciência para essas intolerâncias.

Abaixo, a chuteira da polêmica:

Oh! Louco meu - Que chuteira enJÔada

– Flamengo 2×3 Red Bull Bragantino: o jogo dos ousados e a impiedade com Ceni.

Que jogão no Maracanã, não? O Flamengo perdeu para o Red Bull Bragantino por 3×2, e mesmo com os números expressivos apesar da derrota, Rogério Ceni é criticadíssimo nas Redes Sociais.

Considere: a partida foi bem disputada e os dois jovens treinadores (o técnico visitante Mauricio Barbieri treinou e armou o time, mas não pode dirigi-lo pois estava suspenso) colocaram suas equipes para buscar a vitória (fato raro nesse Brasileirão, onde as equipes – como Palmeiras, Corinthians e tantas outras – entram para não perder). Como reclamar?

A verdade é: ganhando ou perdendo, jogando bem ou mal, Ceni vive a antipatia pelo seu estilo “paulista” e seu comportamento “profissional demais”. Claro, some-se a sombra de Renato Gaúcho, que assombra o cargo de muitos técnicos brasileiros.

Uma eliminação na Libertadores da América causaria a demissão de Ceni e a contratação de Renato, encerrando esse lenga-lenga, ou isso poderia acontecer antes?

É incrível que com o percentual de aproveitamento do Flamengo a discussão seja essa…

De novo: parabéns ao Massa Bruta, que ganha voos mais altos com seu parceiro Toro Loko (uníssonos em equipe) e a lamentar os desdenhos de outros clubes que criticam clubes-empresas sérios.

– Maradona, Messi e Pelé, diferenciados por Tostão.

Há 2 anos… repost:

Tostão deu uma entrevista ao jornal El País e falou sobre Messi. Segundo o Tricampeão Mundial (e certamente um dos ex-jogadores que melhor comenta futebol no país), Messi está acima de Maradona (comparou El Píbe como um “Ronaldinho Gaúcho melhorado, artisticamente falando”, mas não contestou sua generalidade). Ao mesmo tempo, cita duas diferenças entre Pelé e Messi: a força física seria uma delas, mas a principal seria a força psicológica. 

Tostão explicou: 

“Quando o jogo ficava difícil, Pelé ficava uma fera (…) Ele não era um líder em campo, mas tinha força psicológica. Quanto maior a dificuldade, mais agressivo Pelé ficava. Acho que isso é uma vantagem sobre Messi”.

E não é verdade?

Se pisassem no calo do Negão… misericórdia! Isso ainda falta a Messi.

Sobre Ronaldinho Gaúcho e Maradona citados: o brasileiro, se optasse em ter sido mais profissional, levaria o dobro de Bolas de Ouro e estaria igualmente como Messi em questão técnica a ser discutida (o que faz no auge sempre foi assombroso). Maradona, ainda, por milésimos, penso estar à frente de Messi por um fator: o poder de decidir dentro das 4 linhas. A Copa de 86, foi impressionante (embora o VAR de hoje poderia ter estragado a festa hermana).

Aliás, se o VAR existisse antes, a Copa de 62, 66, 86, 94, 02… todas elas provavelmente teriam resultados diferentes, frente a correção dos lances capitais em jogos importantes.

Resultado de imagem para Messi pelé

– Que campeonato é esse, dona FPF?

Enfim a Federação Paulista de Futebol divulgou como será o Campeonato Paulista da Segunda Divisão de Profissionais Sub23 (na prática, a 4a divisão estadual). Para mim, uma surpresa a formatação dele!

Considere:

  1. O torneio começará no final de Agosto e, os dois finalistas jogarão no máximo até o final de Outubro. Ou seja: 2 meses. Quem for eliminado antes, se contentará com 5 jogos em casa e 5 fora (portanto: 10 datas em um pouco mais de apenas 1 mês).
  2. A ideia de mata-mata entre o 1º x último classificado, 2º x penúltimo, e assim por diante, permitindo a vantagem de melhor campanha em caso de empate, é ótima.
  3. A tradicional União Barbarense pediu licença, idem ao Amparo. O novato Colorado de Caieiras entrou no torneio.

Fico pensando: teremos equipes buscando o retorno às suas tradições em disputar grandes torneios, desejando o acesso nessa divisão (caso do Paulista), outras buscando a sobrevivência (como o América de S. J. do Rio Preto), várias apenas sendo coadjuvantes costumeiramente (como os times de Suzano, o ECUS e o USAC) e algumas apenas cumprindo tabela sem fazer jus (como o Atlético de Mogi, que até WO já deu). Diante disso, é perceptível: o desnivelamento técnico e de grandeza dos times será enorme! 

No papel, Mogi-Mirim, Rio Branco, XV de Jaú, América e Paulista são os times que já estiveram na A1 e serão os favoritos. Em tese, ainda, pela história e pelas conquistas, “O” grandão da divisão (e aqui sem tom de arrogância, mas pelos indicadores) será o próprio Paulista FC. Os demais, sem nenhum demérito, são clubes que regulamente habitam a A3 e a Bezinha.

Fico decepcionado pois, em tempos de pandemia, organizar um campeonato profissional que durará no máximo 2 meses é um desrespeito a todos os profissionais! Há quanto tempo os clubes estão sem calendário, e a FPF nada fez? Aos grandes da A1, levou partidas até para fora do estado de SP. Aos que estão fora do holofote, abandonou. Essa divisão deveria ser integralmente bancada financeiramente pela FPF, estendida para que os clubes possam ter trabalho e gerar emprego (que é uma das principais funções do futebol profissional). Ao contrário, o business é tratado como futebol amador!

Me recordo (e já escrevi várias vezes): em 2005, numa reunião que participei com os árbitros em pré-temporada para o Paulistão daquele ano, Reinaldo Carneiro Bastos disse repetidamente: “A FPF só existe por conta dos clubes. São os clubes a nossa razão de existir. Respeitem os clubes”.

Nunca me esqueci desse discurso demagogo…

Enfim: boa sorte às equipes e torçamos para o sucesso do Galo!

Paulista FC - YouTube

– Tá tudo errado na relação Palmeiras, Lucas Lima e Torcidas Organizadas.

No tempo do presidente Paulo Nobre, as Torcidas Organizadas do Palmeiras não tiveram tanta permissão de influenciar no dia-a-dia do clube. Na atual gestão e com o atual patrocinador principal, voltaram a ter voz.

É uma relação perigosa! O que fazer agora no episódio “Lucas Lima na balada”?

Para quem não soube, nesta última noite, o jogador foi flagrado numa festa (obviamente clandestina, estamos em pandemia) e quase apanhou dos torcedores organizados, que cobraram para ele “cair fora” do Palmeiras. Veja aqui: https://palmeirasonline.com/2021/06/18/lucas-lima-e-flagrado-em-festa-clandestina-e-cobrado-por-palmeirenses-veja-video/

Considerações:

  1. Um jogador de futebol não pode ter esse comportamento, afinal, existem protocolos sanitários no Brasileirão.
  2. Torcedores Organizados não podem ter poder de polícia, e tais ameaças são crimes. Será feito BO por parte do atleta?
  3. Jogador e torcedores estavam sem máscaras. Ali, se existir alguém contaminado, passou Covid para todos os demais por perdigotos, já que a intimidação foi cara-a-cara, “salivando na fuça” do outro.
  4. O que leva um trabalhador, com o frio que está fazendo, em semana útil de serviço, estar na madrugada “caçando” jogador de futebol? Ou é maluco, ou desempregado, ou fanático (e fanatismo não é virtude, é desvio de comportamento).

Enfim: todos errados! Lucas Lima, se desejar, pode tranquilamente pedir rescisão de trabalho por assédio moral, além de processar os seus intimidados.

Terá coragem o Palmeiras de punir o jogador pela indisciplina quanto à escapada do protocolo, e pedir indenização por qualquer motivo aos Torcedores Organizados?

Aguardemos.

Em boa fase pelo Palmeiras, Lucas Lima está a um gol de igualar sua melhor temporada | Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

– O exagerado Will sobre Pedrinho.

Will Dantas é empresário do jovem jogador Pedrinho, ex-Corinthians. E “detonou” o treinador Jorge Jesus, do Benfica, porque ele não privilegiava o seu atleta como deveria (que saiu do Benfica e foi para o Shakhtar).

Como um bom agente que é, quem o ouve, imagina que temos o “futuro The Best da FIFA” em discussão. Não é bem assim… Pedrinho é um bom jogador com potencial. Ponto. Toda a louvação excessiva passa a ser propaganda de quem tem interesse em promovê-lo.

No vídeo abaixo, para o Esporte em Discussão da Rádio Jovem Pan, Will teve a oportunidade de falar o que quisesse. Mas os bons jornalistas do programa souberam fazer pertinentes questionamentos sobre alguns, digamos, superlativos que ele usou!

Quem não o conhece, que o compre. A propósito, na FOX Sports ele disse, quando Pedrinho estava no Corinthians, que o Barcelona via em seu atleta um substituto para MESSI… (e está gravado: https://professorrafaelporcari.com/2019/06/11/o-empresario-de-pedrinho-diz-que-o-barcelona-procura-um-substituto-para-messi-e/).

Sobre sua entrevista de hoje, em: https://www.youtube.com/watch?v=gSb0U6M31Es

– Pé alto é para expulsar? Se atingir a cabeça…

No Brasileirão, tivemos uma expulsão muito polêmica de Nestor na partida São Paulo x Chapecoense. Explicamos aqui: https://professorrafaelporcari.com/2021/06/16/a-expulsao-de-nestor-no-sao-paulo-x-chapecoense/

Pois bem: resumidamente, por quê em alguns casos de pé alto se deve expulsar?

Explico em: https://youtu.be/chbImiw0uf8

– Eita, bicho-homem: os anti-vacinas continuam explorando o caso Eriksen.

Não adianta o pronunciamento dos médicos, nem exames, tampouco provas. Quando os trolls querem tumultuar, fazem de tudo com insistência para divulgar suas mentiras.

Sobre o caso envolvendo Eriksen na Eurocopa, por exemplo, os anti-vacinas ainda estão se “deliciando” com as bobagens produzidas. Lamentável…

Um exemplo, extraído de: https://prophetpediain.wordpress.com/2021/06/15/anti-vaxxers-are-exploiting-christian-eriksens-terrifying-collapse/

ANTI-VAXXERS ARE EXPLOITING CHRISTIAN ERIKSEN’S TERRIFYING COLLAPSE

Just hours after Danish soccer player Christian Eriksen was resuscitated on the pitch after collapsing during a Euro 2020 game on Saturday, anti-vaxxers were using the incident to push the narrative that vaccines are dangerous.

The Problem with this theory is that Erikson hasn’t been Vaccinated.

Unfounded rumors received a significant boost when a Twitter account belonging to a Czech national called Lubos Moltl tweeted that a doctor from Inter Milan had told an Italian radio station that Erikson had received the Pfizer vaccine on May 31.

The tweet went viral and on platforms like Telegram, were any anti-vaxxers post updates, the rumor was taken as fact, and used to spread even more vaccine disinformation.

Moltl later deleted his tweet after Radio Sportiva tweeted a denial.

None of this true. Inter Milan’s director Giuseppe Marotta confirmed: “He didn’t have COVID and wasn’t Vaccinated either.”

In a message: “I’m fine – under the circumstances. I still have to go through some examinations in hospital, but I feel okay.”

He added: “I’m fine – under the circumstances. I still have to go through some examinations in hospital, but I feel okay.”

On Twitter, the claims about Eriksen’s collapse being linked to the vaccine are also being widely shared, including by former English soccer player Matt Le Tissier, whose verified account has over 500,000 followers.

The claims have made their way into other platforms, with many QAnon channels sharing baseless allegations linking Eriksen’s collapse to the Pfizer vaccine.

– A expulsão de Nestor no São Paulo x Chapecoense.

O são-paulino Rodrigo Nestor começou a ser expulso do jogo contra a Chapecoense no Morumbi em 2008, no Chipre acredite se quiser!

Calma, explico: naquele ano, a UEFA pediu aos árbitros da Liga dos Campeões que ali se reuniam para rigor máximo em lances de “pé alto” que atingissem a cabeça dos adversários. Sempre lembrando: considerando que ocorra uma disputa de bola e exista o contato.

A FIFA, no mesmo ano, elaborou uma série de vídeos de instrução mostrando que nas situações onde ocorre um lance como esse, o árbitro deve trocar o cartão amarelo por “ação temerária” para cartão vermelho por “força excessiva / jogo brusco grave”. Recordo-me, inclusive, de uma reunião na qual participei na FPF com orientação do Prof Roberto Perassi.

Pois bem: como avaliar / distinguir tais lances?

Quando ouvimos falar de termos como “solada, pé-alto, perna erguida” e outros, lembramo-nos de pronto de “lance ilegal no futebol”. Mas será que isso realmente procede?

Vamos lá: tecnicamente, falamos em “jogo perigoso”. Se um atleta disputar a bola com a perna erguida, por exemplo, pode atingir um adversário e lesioná-lo. Se não atingir, o árbitro deve marcar tiro livre indireto, sem aplicação de cartão. Se atingi-lo,

1 – Deve marcar tiro livre direto e não se pune com cartão, caso entenda que foi uma ação imprudente;

2- Aplica-se cartão amarelo, caso entenda-se jogada temerária;

3- Expulsa-se com o cartão vermelho, caso entenda força excessiva.

4 – Há ainda outra situação: quando dois atletas não se percebem, tocam-se, trombam e caem – aí é acidente de trabalho ou simplesmente casualidade, não ocorrendo infração.

Mas o grande problema é: como entender se uma perna erguida é ou não jogo perigoso?

Para fazer a avaliação, o árbitro deve considerar alguns fatores:

A- A bola está em que altura?

B- As pernas do jogadores estão erguidas ou não? Importante: um jogo perigoso pode ocorrer também no chão, com uma disputa de atleta que pratique um carrinho que atinja a bola com as travas, mesmo não atingindo o adversário.

C- Há disputa de bola ou o jogador está sozinho, sem levar risco a alguém?

D- A que distância os atletas estão para a disputa de bola?

E- O principal: o risco de lesão.

Some-se a tudo isso: desde 2020, há a orientação explícita para que se aplique cartão vermelho em jogadas que atinjam com violência a cabeça do adversário, por conta do risco de concussão (de acordo com o webinar de Leonardo Gaciba, chefe dos árbitros da CBF, independente se forem cotoveladas, socos, chutes ou tapas). Na cabeça, portanto, virou “área de alerta” para rigor aos árbitros.

Diante de tudo isso, avalie: Rodrigo Nestor mereceu o cartão vermelho pelas orientações ou não? Para mim, sim, pela orientação atual.

O lance aqui: https://twitter.com/goleada_info/status/1405295641425813512

ADENDRO: há um lance de um vídeo de treinamento aos árbitros da FIFA (2008 ou 2009), onde Adriano Imperador atinge um adversário de maneira idêntica a de hoje. Na oportunidade, o árbitro aplicou o Cartão Amarelo, e o vídeo corrige: RED CARD.

– O poder das marcas: CR7 vs Coca-cola!

Quando uma grande marca confronta com outra, algo certamente pode ocorrer. Foi o que aconteceu na coletiva da Eurocopa, quando o jogador Cristiano Ronaldo (notoriamente um atleta de vida saudável), fez “cara de quem não gostou” ao ver duas garrafas de Coca-cola em sua mesa e lembrou que prefere água (ele não bebe refrigerantes).

Por tal gesto, vejam que loucura, as ações da Coca se desvalorizaram e a empresa perdeu num só dia 4 bilhões de dólares!

Em tempo: a água que estava sobre a mesa também era um produto da The Coca-Cola Company. Assim, não foi algo “contra a empresa”.

Extraído de: https://exame.com/casual/gesto-de-cristiano-ronaldo-faz-coca-cola-perder-us-4-bilhoes

GESTO DE CRISTIANO RONALDO FAZ COCA-COLA PERDER US$ 4 BILHÕES

Durante entrevista coletiva na segunda-feira, 14, o astro português retirou duas garrafas da gigante americana mantidas à sua frente

Por André Martins

Cristiano Ronaldo parece não ser fã de refrigerantes e a demonstração pública disso custou bilhões para a Coca-Cola. Durante entrevista coletiva na segunda-feira, 14, o astro português retirou duas garrafas da gigante americana mantidas à sua frente.

Ao sentar para iniciar a coletiva antes do jogo de abertura do Grupo F contra a Hungria, o jogador, de 36 anos, retirou as duas garrafas, pegou uma de água e disse: “Água. Coca-cola …”, fazendo referência que o que se deve fazer é beber água.

O gesto de Cristiano teve um impacto negativo para a marca, que é uma das patrocinadoras da competição. Segundo o jornal espanhol Marca, o valor das ações da empresa caíram 1,6% na bolsa de valores 30 minutos depois da fala do jogador português. O valor da Coca-Cola passou naquele momento de US$ 242 bilhões para US$ 238 bilhões, com perdas totais de US $ 4 bilhões.

A agência Reuters procurou a Coca-Cola, mas não teve resposta.

As entrevistas coletivas de grandes competições esportivas, como a Eurocopa ou a Copa do Mundo, são a oportunidade dos organizadores associarem as marcas de seus patrocinadores aos principais jogadores do torneio. Desta vez, não deu certo.

Cristiano Ronaldo é conhecido por defender a importância de uma alimentação saudável, longe de açúcares e gorduras. O jogador não faz propaganda de nenhuma marca de refrigerante.

Com informações da Reuters.

– E a Liga Brasileira, sairá do papel?

Ao ler que os clubes brasileiros pretendem aproveitar o momento de fragilidade da alta cúpula da CBF e criar uma Liga Brasileira de Futebol (imitando os grandes campeonatos mundo afora, que organizam as competições profissionais eles mesmos), me vem à mente dois pensamentos:

  1. Que ótimo! Uma empresa de entretenimento independente da Confederação, gerindo administrativamente conforme os seus interesses, e não subordinada a “Del Neros” e “Teixeiras” de então.
  2. Teriam eles competência para isso? Nunca eles se uniram pelo bem comum do coletivo deles, mas sempre pelo individual. Mudariam de postura agora?

Aguardemos o desfecho – ou até o Flamengo ou algum outro grande rachar com os demais.

Projeto prevê criação de liga para organizar campeonato brasileiro de  futebol - Notícias - Portal da Câmara dos Deputados

– A farra de Cueva às vésperas da Copa América.

Nas redes sociais, já se ironiza com o nome de “Covid Fest”, referindo-se à farra de Cueva (tão conhecido por suas indisciplinas) às vésperas do embarque da Seleção Peruana ao Brasil para a Copa América.

Assista abaixo e reflita: vale a pena ter um jogador assim no elenco?

Extraído de: https://br.bolavip.com/futebol/Copa-America-Christian-Cueva-perde-lugar-no-time-titular-do-Peru-apos-flagra-em-festa-20210614-0098.html

CUEVA PERDE LUGAR NO TIME DO PERU APÓS FLAGRA

Jogador foi flagrado em festa no fim de semana, antes de embarcar no Brasil para a disputa da Copa América. O técnico Ricardo Gareca o sacou do time titular.

Christian Cueva é bastante conhecido por seus problemas fora das quatro linhas do gramado. Nesta semana, ele ganhou (e causou) mais uma dor de cabeça para o seu time — desta vez, o Peru, que disputa no Brasil a atual edição da Copa América.

O meia foi flagrado em uma festa no sábado (12), e vídeos de sua presença na comemoração vazaram nas redes sociais e chegaram ao conhecimento do técnico Ricardo Gareca. Apesar de ter se explicado ao treinador, Cueva foi sacado do time titular, informou o “UOL Esporte”.

O vídeo de Cueva na festa (lembrando que aglomerações não são recomendadas por causa da pandemia do novo coronavírus) causou espanto nos meios de comunicação peruanos, que repercutiram a história.

Na gravação de poucos segundos, Cueva aparece rodeado de quatro homens e duas mulheres. Todos consumiam bebidas alcoolicas — pelas latas e garrafas na mesa — ao som de músiuca alta e muitos cigarros.

Ao se justificar com Gareca, o jogador afirmou que o vídeo não é atual. O treinador ouviu, mas preferiu tirá-lo do time por conta da imagem arranhada junto à opinião pública. Nos treinos, escalou Luis Enrique Iberico em seu lugar.

Veja o vídeo em: https://youtu.be/IVwgftu-lPU