– As críticas são inevitáveis. E como você as encara?

Aristóteles, o filósofo grego tão conhecido, um dia disse que “só há uma maneira de evitar críticas: não faça nada, não diga nada e não seja nada”.

  • Como elas são aceitas por você?

Particularmente, ouço as críticas e, se elas forem coerentes e de gente que conhece do riscado, reflito atentamente. Se for de hater, leio (pois até mesmo deles pode ter algo a melhorar) e respiro fundo, sem dar muita bola na maioria dos casos). Mas não podemos nos deixar influenciar a todo instante por elas!

– Uma carta para nós.

Passeando pelo Lago do Taboão, em Bragança Paulista, me deparei com uma… carta amarrada em uma árvore.

Pois é: ainda se utiliza tal meio de comunicação tão simpático. Na verdade, uma inteligente forma de se deixar um recado! Olhe aí na foto, abaixo:

Quando abri o envelope, uma mensagem de encorajamento e confiança em Deus. Veja que legal:

Não importa a religião, valeu a intenção de quem quis deixar o dia do seu próximo um pouco mais esperançoso.

– Pessoas de sucesso também têm problemas.

Gosto de algumas frases de impacto publicadas pela Forbes Brasil, e uma delas mereceu um print da tela. Explico:

Para muitos, ter sucesso é ter tranquilidade. Muitos pensam que os bem-sucedidos estão blindados de problemas. Ledo engano…

Gostei do pensamento abaixo:

– Fofoca Reversa?

Li a imagem abaixo e fiquei pensando: quem bolou essa ideia de “Fofoca Reversa”, foi espirituoso!

Toda e qualquer fofoca / mentira deve ser abolida dos nossos comportamentos. O que vale é: ser honesto e ético. SEMPRE!

Imagem

Imagem: extraída da Internet, autoria desconhecida (quem a tiver, publico aqui).

– Dias bons e dias ruins.

Por quê temos que ter dias em que nada parece valer a pena?

Por quê sentimo-nos, muitas vezes, inúteis?

Por quê mesmo dizendo o contrário, permitimos a desesperança em nossa rotina?

Por quê, independente da nossa vontade, vemos o mundo cinza, sombrio e com futuro duvidoso?

Há dias muito ruins, que passam e impactam. Você se sente desvalorizado, incapaz, sem perspectiva e abandonado. Nessas horas, é importante respirar fundo, espairecer e lembrar que tudo é cíclico!

A felicidade e a tristeza estão sempre muito próximos na “Roda Gigante da Vida”. Nem sempre elas são passageiras da nossa convivência, mas lugares que nós sentamos…

– Treine a sua mente!

Seu “emocional” é forte?

Muitas vezes, precisamos capacitar nosso cérebro para sermos resilientes.

Na imagem de Adriana Mendes de Souza, publicada no LinkedIn do Prof Efrain (citação na própria figura abaixo), uma mostra dessa necessidade com exemplos: 

– Não insista em permanecer onde o sofrimento te maltrata.

Não insista com a infelicidade!

Mudar de lugar / acomodação / situação se faz necessário. Precisamos de saúde emocional, e para isso, retirar-se do lugar nocivo é importante.

Gostei da mensagem abaixo:

Imagem extraída de: https://psicanalise682.wordpress.com/2018/12/14/