– Saiba o que dizer!

Avalie:

“Não é necessário dizer tudo o que se pensa, mas é muito importante pensar bem em tudo o que se diz”

(Autor desconhecido).

– Qual caminho você escolhe diariamente?

No dia-a-dia, você tem opção de decidir seu futuro. O presente permite que a estrada vindoura para o “expresso do amanhã” seja feita de várias possibilidades:

caminhos retos, tortuosos, curvilíneos; margens bonitas, feias, claras ou escuras; trechos aprazíveis, espinhosos ou assustadores.

Não importa, o que vale (e aqui deixando a literatura poética para usar a objetividade) é: como e por onde andaremos?

Precisamos sempre escolher o caminho da ética, da honestidade e da cidadania, independente dos fatores que podem nos distanciar das coisas que gostamos em favor da razão e da verdade – pois essas trazem um futuro com mais segurança e correção, dispensando-nos de contratempos que possam afetar nossa alma e mente.

Como tem sido a escolha dos seus caminhos?

– DEUS e a Pandemia. O que Ele tem dito a você?

Ouvi, durante a Missa deste final de semana, na homília do Padre Márcio Felipe (Catedral Nossa Senhora do Desterro, Jundiaí) o seguinte convite à reflexão: “Deus nos fala durante a pandemia. O que Ele está falando a nós?”.

Ótima perturbação ao nosso coração. Quantas vezes você não deve ter ouvido falar que “a Pandemia é coisa de Deus”, ou “Por quê Deus permitiu isso”, ou ainda: “Por quê Deus nos esqueceu”?

Nada disso. A pandemia é fruto dos homens, e a iluminação para que saibamos proceder neste momento tão difícil é de Deus. E, utilizando-se dela, Deus nos convida a sermos homens e mulheres melhores, solidários, caridosos, espiritualizados e comprometidos com o auxílio aos mais necessitados.

Deus não nos pune, Ele é amor.

E o que, no silêncio ou no interior do seu coração, Ele tem dito a você?

Caso não esteja escutando, pense: você tem deixado Ele falar contigo ou se tem feito de surdo ao chamado divino?

Vale a pena refletir!

Como ouvir a Voz de Deus? | Guerreiros de cristo, A última palavra,  Cartazes religiosos

– Lembre-se de TODOS os momentos!

Ouvi isso na homilia do saudoso Pe Celso, aqui da Paróquia São João Bosco, e registrei para nunca esquecer:

“Em todo momento ruim, lembre-se dos momentos bons. E em todos os bons momentos, lembre-se dos ruins”.

Perfeito. É assim que devemos agir: não nos esquecermos que os momentos ruins passam, e na bonança, lembrar de valorizá-los. Isso é buscar o equilíbrio, manter-se longe de euforias passageiras e estar comprometido com a realidade.

QUESTIONAMENTO – Quais lembranças são marcantes em sua vida? – Ensinando  Sempre

– Abandone o homem velho que existe dentro de você!

FÉ E VIDA – “Despeça-se de si!”

Sobre “abandonar o velho” e “buscar o novo”, à luz do Evangelho e de práticas positivas: preenchendo o buraco que deixamos com coisas boas!

Em: https://www.youtube.com/watch?v=2E46cE3Q48w