– Militantes de Bolsonaro no vento frio, e o Deputado no Catar, curtindo a Copa?

Quer dizer que admiradores do presidente Bolsonaro passam frio, tomam chuva e ficam em frente aos Quartéis, e Dudu Bolsonaro, o deputado, em pleno dia útil de trabalho, está faltando no serviço e curtindo a Copa do Mundo no Catar?

E há quem possa achar isso normal?

Veja:

– Todo exagero, para cima ou para baixo, deturpa a realidade.

Apesar de alguns insistirem que o Fernando Haddad será o Ministro da Economia por ter “Doutorado em Economia na USP, ele não é Doutor nem Pós-Doc (como a jornalista do vídeo diz), mas tem Mestrado (veja seu Lattes na Capes).

Assista esse pequeno vídeo de menos de 1 minuto, e repare: os excessos “contra e a favor” sempre deturpam – e podem virar até Fake News.

Em: https://youtu.be/2RIFIHHFeH8

Ops: acho que deveria ser obrigatório o candidato à Presidência definir toda a sua equipe ANTES das Eleições, a fim de que o eleitor possa escolher de maneira mais transparente as propostas.

– Cada Xarope nesse Brasil…

Alguns querem parar o país entendendo que o relatório das Forças Armadas alegou fraude nas Eleições. Confesso que ao ler, não interpretei isso…

Outros, querem colocar busto para Alexandre de Moraes em praças. É mole?

Enlouquecemos? Ou só são os extremistas (independente de lado)?

Veja só: https://olivre.com.br/deputado-do-pt-quer-construir-bustos-de-alexandre-de-moraes-em-pracas-publicas?amp=1

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

– Teorias conspiratórias da “não-posse” de Lula.

As eleições se realizaram, gostemos ou não, com a vitória de Lula. Eu ainda acho que não temos uma pessoa honesta, competente e que transmita credibilidade no Brasil, e lamento a polarização de Luís Inácio e Bolsonaro.

Porém, num país civilizado, não se pode forçar situações. E vejo um monte de teorias alucinadas na Web… que Alexandre de Moraes está com a prisão decretada, que houve a interferência da CIA no processo eleitoral, que Bolsonaro venceu com 65% dos votos já no 1o turno, e que segunda-feira os militares tomarão o poder após uma greve geral.

Para com isso… não se leve a sério essas coisas.

Preocupemo-nos em coisas mais reais: ao invés de golpe ou fraude, a fiscalização de um presidente corrupto que voltou ao poder. Veja José Guimarães (do inesquecível episódio do Dólar na Cueca) logo no primeiro discurso após a vitória. Ou o apoio de Geddel Vieira Lima, o homem da mala de dinheiro!

Gastemos tempo com o que é verdade (e temível), não com delírios. Afinal, negou-se tanta coisa e agora acredita-se em tantas outras…

Negacionismo Científico e Teorias da Conspiração

Imagem extraída de: https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/negacionismo-cientifico-e-teorias-da-conspiracao

– No fundo, trocamos seis por meia dúzia.

O Brasil trocou uma “lunaticocracia”, formada por um bando de radicais, pela volta de uma “cleptocracia“, formada por um bando de corruptos.

Geddel Vieira Lima, o da mala de dinheiro vivo, estava ao lado de Lula no discurso da vitória. Mas quem é Bolsonaro para falar sobre dinheiro vivo?

A corrupção de Lula no Mensalão, Petrolão, Máfia dos Sanguessugas, conluio de Construtoras e Bancos (e por mais que alguns se esforcem em negar esses fatos, o dinheiro não “criou pernas e foi para o estrangeiro sozinho”, já que foi repatriado pela Lava-Jato), proporcionou o surgimento de Bolsonaro. E Bolsonaro, com a cloroquina, a teimosia e birra na pandemia, recriou Lula (somado ao fato de brigar com o STF que, evidentemente, “descondenou” Luís Inácio para concorrer nas Eleições).

Em suma: trocamos o populismo de Esquerda pelo da Direita, e agora voltamos no mesmo lugar de antes. Passamos por corrupção, intolerância e incompetência, e ainda… festejamos!

O Brasil está perdendo desde que nos polarizamos. Simples.

Eu desejo um nome honesto, competente e que tenha credibilidade para 2026. Não vi em 2022. Vou torcer para que Lula não faça cáca e nem remonte o esquema de corrupção, da mesma foram que torci para Bolsonaro não fanatizar o Brasil e criar uma teocracia à moda dele. Afinal, precisamos torcer para que o país dê certo (apesar desses senhores políticos).

Os presidenciáveis Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) disputam o segundo turno neste domingo (30) - Ricardo Stuckert e Divulgação/Palácio do PlanaltoImagem extraída de: https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2022/10/29/atlas-pesquisa-segundo-turno-lula-bolsonaro.htm, por Ricardo Stuckert e Divulgação/Palácio do Planalto.

– Teremos 4 tristes anos para o Brasil (independente de quem for o novo presidente)

Agora: 19h12. Tudo indefinido na apuração para Presidente da República. Mas uma coisa é certa: o país se dividiu.

Diz-se que toda a unanimidade é burra, e isso é uma verdade popular. Entretanto, a divisão 50-50 como vemos, torna o país ingovernável. Não sei quem ganhará para presidente, mas é lógico que quem já perdeu foi o país.

De novo, 4 anos de “eles contra nós”, de Esquerda contra Direita (e vice-versa).

No mundo imaginário, seria ótimo quem quiser Lula ou Bolsonaro como seu líder, que o tenha – assim não teríamos briga. Mas é ilusório isso…

Em tempo: o vencedor terá a maioria dos votos válidos, mas matematicamente, a sua votação será menor do que o desejo da maioria dos eleitores (pois se conta os votos adversários, dos “tanto-faz” que não escolheram e/ou dos que anularam, além dos faltosos).

Imagem extraída de: https://qualidadeonline.wordpress.com/2014/06/04/os-requisitos-para-a-bandeira-brasileira/

– Isso faz alguém mudar o voto?

Eu e minha família curtindo a paz à beira do Lago do Taboão, e de repente… surge uma carreata política!

Pode ser 12, 13, 15, 22, 45, 50, 171… mas que isso não faz eleitor algum mudar o voto, não faz! Bolsonarista continua votando em Bolsonaro, lulista em Lula e outros em Outros. Simples.

Veja o vídeo com o áudio ligado: https://twitter.com/rafaelporcari/status/1586360732177702913

https://platform.twitter.com/widgets.js

– Dualidade Extremista Política? Isso é ruim para a democracia…

Nunca tivemos uma dualidade política tão tomada pelo fanatismo no Brasil quanto agora. A Direita e a Esquerda radicais obrigam a pessoa responder “na lata”: Bolsonaro ou Lula?

Se você critica um, automaticamente te rotulam como “simpático a outro”. Nada disso, existem inúmeras outras correntes e formas de se pensar e viver sem extremismo ou, por incrível que possa parecer, com maior ainda em alguns casos.

O certo é: não se rotule o próximo e respeite quem pensa diferente de você. O grande problema em nosso país tem sido a discordância de opiniões (que deve ser válida) baseada no ódio (ao invés do respeito).

Resultado de imagem para Extrema Direita ou Extrema Esquerda

– Pitacos da Noite 2: Inserções de Rádio decidem?

Se você está acompanhando a história das “inserções de Bolsonaro e Lula nas rádios”, viu que o Ministro Alexandre de Moraes simplesmente tirou o corpo fora.

Não sei até onde está ou não ocorrendo picaretagem, mas… essas inserções decidem tanto assim?

Não nos enganemos: o certo sempre será o certo, só que não se use subterfúgios para melar alguma coisa que pode ser resolvida – e digo isso para todos os lados.

– E a briga política…

… cansa!

De um lado, Direita Radical. Do outro, Esquerda Radical!

Já perceberam que os eleitores moderados de Bolsonaro e Lula não arranjam briga, e que o barulho é provocado pelos fanáticos?

Pobre Brasil… Eu quero um candidato honesto, competente e que tenha credibilidade. Não acho um!

– Lula e Bolsonaro não tinham vergonha de Roberto Jefferson…

Roberto Jefferson, o tumultuador político mais notório da atualidade (vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-HoZ), é o “nome do momento”. E após as críticas do presidente Bolsonaro, que o chamou de bandido, houve uma declaração de que nunca tirou foto com ele. Mas tirou sim, veja:

Na Imagem: Roberto Jefferson abraçado ao presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto – Redes Sociais/Reprodução (texto e foto extraídos de “Veja”, em: https://veja.abril.com.br/coluna/radar/lula-surfa-no-festival-de-bizarrices-da-prisao-de-roberto-jefferson/

Também Lula tirou foto com ele, quando o PTB era base aliada do presidente da época. Roberto Jefferson, inclusive, foi preso por corrupção por fazer parte do mensalão petista.

Na Imagem: “O então deputado Roberto Jefferson ao lado do ex-presidente Lula e dos ministros à época José Dirceu (Casa Civil) e Mares Guia (Secretaria de Relações Institucionais) Aílton de Freitas – 14/10/2004″ (texto e foto extraídos de “O Globo”, em: https://oglobo.globo.com/politica/eleicoes-2022/noticia/2022/10/nas-redes-apoiadores-de-bolsonaro-associam-roberto-jefferson-a-lula.ghtml).

A verdade é: Roberto Jefferson esteve onde o poder estava, e os presidentes que o abraçaram nunca tiveram vergonha dele (até ele ser preso…).

– Bolsonaro no Inteligência Ltda.

Para quem “ama” ou “odeia” o Bolsonaro (e para “isentões” como eu): O Rogério Vilela, do Inteligência Ltda, fez uma entrevista bacana com o presidente. E o bom é: ele já fez críticas ao atual mandatário e não vacilou em perguntas mais difíceis.

Trocando em miúdos: uma entrevista não-chapa branca.

Em: https://youtu.be/qbTzhB0akt8

– A arrogância é um mal da vaidade… né, Janones?

(IMPORTANTE – NESTA 6A FEIRA, DESCOBRIU-SE QUE A MENSAGEM TUITADA ABAIXO ERA FALSA!)

O deputado André Janones desafiou que “a live de Bolsonaro no Podcast Inteligência Ltda” não teria mais audiência da que a do Lula teve no “Flow”. Apostou, inclusive, seu mandato.

Perdeu, e perdeu feio. E estou muito à vontade para cobrar pois não tenho paixão por nenhum dos dois candidatos. Então… vai renunciar, Janones?

Abaixo, o tuíte arrogante (que serve de exemplo para que nunca tenhamos tais atitudes de fanfarrão).

– Você acredita que os eleitores que votaram em Lula ou em Bolsonaro no 1º turno, mudarão o voto?

Eu não! Nesse extremismo político, o cara é Lula ou é Bolsonaro de verdade. Portanto, nos debates, se os candidatos ficarem na mesma estratégia de sempre, estarão falando para quem já são seus eleitores e agradando somente a eles.

Para conquistar os indecisos e/ou quem votou em Tebet, Ciro ou Soraya, há de se mudar o discurso. “Falar para quem já é convertido, é chover no molhado.”

Arte e Imagem: Ricardo Stucker e Alan Santos/PR, extraído de: https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2022/10/01/ultimo-datafolha-ipec-o-que-pesquisas-apontaram-em-2018.htm

– O debate do 2º turno na Band: deu Lula ou deu Bolsonaro?

Muitos ataques e poucas propostas no Debate da TV Bandeirantes, com os 2 candidatos se criticando bastante e criando suas narrativas.

Lulistas dirão que Luís Inácio venceu. Bolsonaristas dirão que Jair Messias foi o vencedor. E pra você, quem ganhou?

Para mim, o ponto alto foi a pergunta do Josías de Souza, que questionou sobre os métodos de Lula e Bolsonaro na hora de “comprar apoio do Centrão”!

Para quem não assistiu o debate, aqui: https://youtu.be/iYVk1CeIs60

– A guerra de narrativas é: “quem leva mais”.

Multidões seguindo o presidente Bolsonaro, e nas Redes Sociais as publicações de seguidores dele, tripudiando: “isso a TV Globo não mostra”.

Leio agora uma postagem de uma multidão acompanhando o ex-presidente Lula e um recorte escrito: “isso a TV Record não mostra”.

Que ninguém nos ouça, mas não parece fanatismo demais? Cada um quer vender seu peixe e criticar o outro!

Imagem extraída da Web.

– O futuro presidente será o escolhido pela minoria da população.

O último dado oficial brasileiro mostra: nossa população é de aproximadamente 215 milhões de habitantes.

Desse total, são 156.454.011 eleitores (segundo o IBGE, 72% da população).

No último pleito,
57.259.504 votaram em Lula.
51.702.345 votaram em Bolsonaro.
32.672.798 (20,89 % dos habilitados) não foram votar.
9.316.711 votaram em Tebet , Ciro, Soraya, D’ Ávila, Kelmon, Péricles, Manzano, Vera Lúcia e Eymael.
5.452.653 votaram em Branco ou Nulo.

Ou seja: o eleito será escolhido pela maior parte das pessoas (das diversas partes possíveis), mas não pela maioria delas. Só teremos um presidente eleito pela maioria dos eleitores habilitados brasileiros se receber 78.202.006 votos.

Portanto, pela lógica, a maioria dos brasileiros terá escolhido (vejam só) outras opções do que o eleito (o adversário perdedor, somando os brancos e nulos, mais os eleitores que não forem votar).

Em resumo: o eleito (qualquer que seja) será um presidente da minoria da população.

História das eleições no Brasil - Brasil Escola

Imagem extraída de: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/historia-das-eleicoes-no-brasil.htm

– E você brigando por esses caras da Política?

Rodrigo Garcia encheu o saco de Tarcísio, e agora o candidato de Bolsonaro ri com o apoio do atual governador.

Ciro Gomes difamou Lula durante a campanha, e agora o PT recebe o apoio dele e de Tebet, que está no partido de Renan Calheiros.

No fundo, não são todos farinha do mesmo saco? E há quem aplauda tudo isso!

Farinha do mesmo saco, por Helvécio Reis

Imagem extraída de: https://www.maisvertentes.com.br/noticia/2039/artigo-farinha-do-mesmo-saco-por-helvecio-reis

– Um país dividido de pesquisas ilusórias.

As Eleições 2022 mostraram que demorará para o Brasil se unir e que o país está rachado. O “nós contra eles” é de mão dupla, tendo Lula como melhor cabo eleitoral de Bolsonaro e vice-versa.

Veja o mapa dos estados: são dois Brasis, um lulista e outro bolsonarista. As 3ªs vias inexistiram (isso é péssimo para a democracia) e viram um fenômeno interessante: a desidratação de Ciro Gomes, que ficou atrás dos ponteiros até no Ceará:

A derrota de candidaturas alternativas é algo preocupante. Mas existiram outros dois pontos a se observar:

A demora na votação: muitos não sabiam, mas o grande número de idosos na Eleição se referiu ao fato de que votar serviu como “prova de vida” ao INSS, e em alguns lugares isso foi incentivado, ao invés de procurar uma agência da Previdência Social.

Os erros dos institutos de pesquisa: de 8 a 80! De Lula vencendo no 1º turno pelo DataFolha à vitória garantida de Bolsonaro na Brasmarket. Algo deve ser feito para corrigir tanto equívoco! Aliás, DE NOVO, as pesquisas erraram feio no RJ para governador. E em SP, ninguém acertou também.

A lamentar que Jundiaí não fez nenhum deputado. Abaixo, os votos dos candidatos locais (que perderam votos para “forasteiros” no âmbito federal e estadual, como Suplicy, Boulos, Zambelli, entre outros…). A propósito, vemos a reeleição de Tiririca no Congresso.

Ô Brasil…

 

– Dias de distância das Redes Sociais?

Apaixonados eleitores no Facebook e no Twitter “quebram o pau” pelo 13 ou pelo 22. Não importa se é 171, 666 ou qualquer outra coisa. Nem no 12, no 30, no 44, no 15… neles, também não vejo esperança...

Sem brigas: votem no que for mais justo pela sua consciência, para poder cobrar depois. E respeite o voto do seu próximo.

Meu candidato? Eu quero alguém honesto, competente e que tenha credibilidade… tá difícil!

Arte e Imagem: Ricardo Stucker e Alan Santos/PR, extraído de: https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2022/10/01/ultimo-datafolha-ipec-o-que-pesquisas-apontaram-em-2018.htm

– Populismo não tem ideologia.

Leio que Bolsonaro é criticado por defender seu governo e fazer campanha eleitoral, no discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU.  Igualzinho o que fizeram Lula e Dilma Roussef!

Muda-se a roupa, mas o comportamento é o mesmo

– No fundo, são iguais…

Bolsonaro seria um Lula de Direita, e Lula um Bolsonaro de Esquerda?

Talvez sim. Respeito todas as ideologias políticas, mas uma coisa é inegável: ambos sabem “ganhar” o seu público eleitor com o discurso populista.

Para quem assistiu o atual presidente no Flow Podcast e o anterior no PodPah, percebeu: é linguajar do povão, de agradar quem pensa igual e sem se preocupar com demagogia ou não.

– Democracia? Nada disso…

Bolsonaro, na eleição passada, levou uma facada de um fanático político.

Lula, na eleição atual, está sendo bombardeado com fezes nos lugares onde vai, por fanáticos políticos. Agora, um dos arremessos atingiu o público (vide em: https://www.istoedinheiro.com.br/bomba-com-fezes-e-lancada-em-evento-com-lula-no-rio/).

Isso não é democracia! É vandalismo de doentes. Goste ou não dos candidatos, deve-se existir EDUCAÇÃO e respeito ao pensamento diferente.

Pesquisa para presidente: Lula tem 61% entre os mais pobres; Bolsonaro tem 50% entre mais ricos | Exame

Imagem extraída de: https://exame.com/brasil/pesquisa-para-presidente-lula-tem-61-entre-os-mais-pobres-bolsonaro-tem-50-entre-mais-ricos/