– Cobrar, independente do voto!

O Brasil já é presidido por Jair Messias Bolsonaro. Mesmo se fosse Fernando Haddad, Geraldo Alckmin, Marina Silva ou Amoêdo, a ideia cidadã deve ser de que:

  • se o seu candidato venceu, cobre-o, pois você depositou o voto nele.
  • se não foi o seu candidato que venceu, ao vencedor deve-se cobrar, pois, afinal, você não o queria e ele deve te convencer.

É nisso que mora a cidadania: o respeito ao direito do voto e à democracia, além da necessidade de torcer sempre para um Brasil melhor, independente do nome escolhido lhe agradar ou não.

Resultado de imagem para bolsonaro presidente

Anúncios

– Os Filhos de Bolsonaro e de Lula têm a mesma mãe: a Corrupção?

A história de que Fabrício Queiroz, ex-motorista de Flávio Bolsonaro, movimentou mais de um milhão e que recebeu depósito de assessores do agora senador, lembra aquela “lenda” que muitos dizem ser real e ninguém prova: o político contrata funcionários por um salário alto, e em troca recebe uma parte dele de volta.

A outra história, agora envolvendo Lulinha e registrada pelo jornalista Marco Vitale, que mostra como em um passe de mágica ele virou zelador de zoológico em “Midas” dos negócios através de investimentos suspeitos na Gamecorp, sendo chamado pelo seu pai de “Ronaldinho dos Negócios”, é outra coisa que nos faz acreditar em “cara-de-pau” dos corruptos. 

Enfim: sai Governo, entra Governo, e o povo se f… desculpe o desabafo, mas não consigo entender a lógica daqueles que defendem Lula, Bolsonaro, Aécio e tantos outros, como se fossem o próprio filho e imaculados de qualquer crime, irredutíveis com o conceito de que cometem ilicitudes Pior: aceitam a corrupção como “fato normal” ou “fazer o quê”!

Enquanto as pessoas terem “políticos de estimação”, nosso país está perdido. 

Em tempo: a estratégia de Lula é negar até a morte; a de Bolsonaro é de enfrentamento dizendo que se errou vai pagar. São duas formas de querer passar uma aura inexistente…

Resultado de imagem para bolsonaro e lula

– Sou a favor dos candidatos divulgarem seus ministros. Frota na Cultura, não!

Sempre disse que, nas Eleições do Mundo Ideal, dever-se-ia exigir que os candidatos à Presidência da República divulgassem durante a campanha seus Ministros. Dessa forma, o eleitor esclarecido teria um pouco mais de subsídio para escolher o Presidente do Brasil.

Segundo a Rádio Bandeirantes em seu twitter, o deputado e candidato ao executivo Jair Bolsonaro (PSL-RJ) declarou em tom de brincadeira ao ator Alexandre Frota:

Quero te ver Ministro da Cultura”.

É claro que não será. Mas esse agrado faz que a questão da qualidade da escolha dos homens e mulheres que estarão a frente do Ministério de quem pleiteia governar o país, sejam extremamente discutidos!

bomba.jpg

– Bolsonaro se filia ao PSL para concorrer a Presidência. Mas você se mancou quem é o presidente do partido?

Jair Bolsonaro, pré-candidato a Presidente da República, namorou o PEN (Partido Ecológico Nacional). A pequena sigla mudou o nome para Patriota a fim de receber o futuro presidenciável. Só que “na hora H” Bolsonaro se filiou ao PSL, que articulava para mudar de nome para Livres, mas que devido a adesão de Jair, dividiu-se.

O certo é que a proposta do presidente Luciano Bivar, do PSL, para aceitar a entrada do candidato, foi tão negociada que o próprio filho dele, Sérgio Bivar, que seria candidato a deputado federal pelo partido, deixou a legenda com a alegação de que o Partido Socialista Liberal vendia sua ideologia ao aceitar as condições dos bolsonaristas.

Mas sabem que é esse senhor, Luciano Bivar?

É aquele ex-presidente do Sport-PE, hiper-polêmico, que disse à imprensa ter subornado membros da CBF para que se convocasse Leomar (ex-jogador da equipe) na Seleção Brasileira. Na época, especulou-se que Bivar forçou a barra com o propósito de valorizar o jogador e pagar dívidas com Leão, também ex-treinador da equipe e que foi comandante da Seleção. No STJD, negou tudo o que disse (mas que ficou gravado nas grandes rádios).

Sinceramente?

Bolsonaro começa muito mal ao se associar a político que vem do meio do futebol. Dificílimo confiar em gente assim…

Aliás, reafirmo: tenho pena do nosso país com candidatos como Lula, Bolsonaro, Alckmin, Ciro… falta gente nova, competente e honesta para administrar o país (nenhum deles possuem as 3 virtudes citadas).

bomba.jpg
foto: Blog do Cleuber Carlos

– E se a Eleição para Presidente da República fosse entre os jogadores de futebol…

Nesta última segunda-feira, o UOL divulgou uma pesquisa com 111 jogadores de futebol a respeito das intenções de voto para a Presidência da República em 2018. Em resposta espontânea, houve o seguinte resultado:

Jair Bolsonaro: 20,72%

Lula: 5,4%

Luciano Huck: 2,7%

Tite: 1,8%

Em dúvida: 58,55%

Brancos ou Nulos: 7,2%

Sabemos que a categoria dos jogadores é desunida, vive de desigualdades sociais maiúsculas e que o universo da pesquisa (111 atletas) é bem contestável (se levarmos em conta o plantel de 25 jogadores só da 1a divisão/equipe, sem contar com as outras 3 divisões e os torneios regionais, são 500 eleitores). Mas… o que tal pesquisa lhe diz?

A mim, nada. Aliás, os dois mais citados são ruins demais para o meu gosto. O primeiro é radical, o segundo é marginal.

Deixe seu comentário:

bomba.jpg