– Entardeceu e o sol apareceu!

Ao menos, um pouco de azul na tarde desta terça-feira tão cinzenta! Não estava tão frio durante a manhã, apesar da garoa. Mas depois veio o nevoeiro, tudo ficou escuro e… gelou!

Há pouco, um pouquinho do calor do astro-rei:

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Os motivos aos quais Neymar pode se dar mal brigando com o PSG!

Enfrentar um dos homens mais ricos do mundo pode ser problemático... Neymar pensou nisso?

Guardadas as proporções, Romero ficou todo seu restante de contrato sem jogar pelo Corinthians por desavenças entre as partes. Acontecerá o mesmo com o brasileiro do PSG, que ousou chamar Barcelona de “casa dele” e disse que o seu maior momento esportivo foi a vitória contra o próprio PSG?

O jornalista Fábio Piperno escreveu um texto sobre esse enfrentamento com perfeição. Vale a leitura:

Do FACEBOOK de FÁBIO PIPERNO:

Neymar pode ter provocado o personagem errado. O craque tenta driblar a resistência do PSG para mudar de endereço. Mimado e egocêntrico, procurou a pior forma para convencer seus patrões. A tática do enfrentamento leva o jogo para um campo em que os donos do clube parisiense são craques.

O PSG é apenas uma das muitas joias da coroa ostentada pelo dono do Catar, o emir Tamir bin Hamad Al Thani. Ele tem apenas 37 anos. Mal sentou no trono e iniciou uma série de mudanças. Para tanto, não hesitou em quebrar tradições. Uma delas foi a nomeação de Hessa Al Jaber para chefiar o poderoso ministério da Informação, Comunicação e Tecnologia. Até então, uma mulher no estratégico cargo era algo impensável.

Há dois anos, o Catar vem sendo pressionado pelo boicote diplomático do quarteto de vizinhos formado por Arábia Saudita, Emirados Árabes, Bahrein e Egito. Nada que comova o Catar!

Para levantar o boicote, os vizinhos exigem do emirado o fechamento da rede Al Jazira, da base militar turca instalada no Catar, o fim das relações com o Irã e rompimento com grupos como Hizbollah e Fraternidade Muçulmana. Nada que mova um músculo de preocupação do emir.

O país foi pressionado principalmente por europeus a desistir de sediar a Copa do Mundo de 2022. Não deu bola para ninguém e continuou investindo pesado. Faz jorrar dinheiro no deserto para transformar areia em uma nova cidade. Lusail custará cerca de US$ 45 bi e terá toda a estrutura que o dinheiro pode comprar, além de um estádio suntuoso.

O PSG fez de Neymar um dos jogadores mais bem pagos do mundo e com direito a nome projetado na Torre Eiffel. E agora leva uma rasteira do jogador, que se esquece que só poderá vestir outra camisa se o clube concordar. O emir Tamir é um apaixonado por esportes. Ama badminton. Aprendeu a gostar de futebol. Investe muito dinheiro nisso. Também ama a falcoaria. Ficou abatido há não muito tempo quando Ali, seu falcão favorito, morreu em uma caçada no Casaquistão.

Neymar não é Ali. Não é capaz de comover um governante vaidoso. Nem de intimidar quem enfrenta vizinhos poderosos. Mas pode sofrer retaliações de quem não hesitaria a colocar em prática a Lei de Talião para abater um craque rebelde.

Resultado de imagem para Neymar e sheik

 

– O gol anulado em Fluminense 1×1 Ceará e o “acerto inseguro” do árbitro Douglas Marques da Flores

Viram que confusão no lance do gol anulado do Ceará no Maracanã?

Se o juizão considerou que foi falta, errou. Pra mim, foi impedimento e se anulou por esse motivo, acertou, cumprido muito bem a Regra do Jogo. Mas confesso: é a primeira vez que vejo 4o árbitro e árbitro juntos na cabine do VAR. Houve um “mini-simpósio” para a decisão, e talvez isso, somado à demora, tenha avolumado as críticas, mesmo com o acerto. Pareceu uma decisão insegura – insisto: porém correta.

Vamos lá: aos 58 minutos, o Ceará tem a posse de bola e ela é lançada ao ataque. Felippe Cardoso corre na direção da bola estando em impedimento. Antes de alcançá-la, Mateus Gonçalves, que veio de trás e ultrapassa o zagueiro, a domina e faz o gol. Mateus não está em impedimento nem Felippe a toca. Entretanto, durante a disputa, Felippe Cardoso cruza a frente do defensor (bem à frente mesmo) na hora que ele disputaria com Mateus. É o clássico “interferiu contra um adversário” da Regra do Impedimento.

Eu não consigo enxergar falta nesse lance, somente impedimento. Mas fica o detalhe: “de novo” o envolvido foi o árbitro paulista Douglas Marques Flores? Que coisa… sempre ocorre uma confusãozinha em jogo dele. Agora, até quando acerta!

Assista ao lance discutido em: http://globoesporte.globo.com/tempo-real/videos/v/var-anula-gol-do-ceara-marcado-por-matheus-goncalves/7767459/

Sobre o histórico de erros do juizão em lances do Paulistão nas divisões menores, em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2018/05/09/analise-pre-jogo-da-arbitragem-para-paulista-fc-x-sao-jose-ec-rodada-06/

Sobre o erro do mesmo árbitro no CSA 0x2 Flamengo nesse ano: https://professorrafaelporcari.com/2019/06/13/csa-0x2-flamengo-e-o-incrivel-penalti-nao-marcado/