– A Anulação do Casamento no Religioso e a “Motu Propio” do Papa Francisco

Alguma confusão sobre a carta papal de Francisco sobre a possibilidade de anular o casamento na Igreja Católica, divulgada dias atrás. Não é que o Papa facilitou o divórcio de matrimônios, mas sim que estará desburocratizando o cancelamento de enlaces que comprovadamente foram (ou são) problemáticos. Ao invés dos casos irem para Roma, com altíssimo custo, poderão ser resolvidos pelas Conferências Nacionais em 1a estância, gratuitamente.

Isso não quer dizer que se vulgarizou o casamento, mas sim que nenhum casal que não vive um santo matrimônio (seja por alguém ser vítima de engano, desengano, ou qualquer equívoco de outrora) possa dissolver um Sacramento que não foi realmente celebrado na prática diária.

Extraído de: IstoÉ.com

“PAPA TORNA GRATUITO PROCEDIMENTO DE ANULAÇÃO DE CASAMENTO”

O papa Francisco reformou nesta terça-feira, 8, o procedimento da Igreja Católica para anular os casamentos e o tornou mais simples, rápido e gratuito. Em um “motu propio” (carta papal), o pontífice decidiu que somente uma sentença bastará para a anulação, em vez das duas que eram necessárias até agora.

O recurso ao Tribunal da Sede Apostólica Romana, a Rota, continuará sendo possível, mas excepcionalmente. O papa decidiu também que o procedimento será gratuito para todos, com a ajuda das Conferências Episcopais. Além disso, um procedimento mais curto se destinará para os casos de cancelamento mais evidentes. Outro “motu propio”, com conteúdo similar, foi publicado para as igrejas orientais.

A reforma democratiza o trâmite de anulação do casamento católico, porém não modifica os motivos que justificam as anulações. O papa reafirmou o princípio da indissolubilidade do casamento e negou qualquer frouxidão.

bomba.jpg

– Pesares ao filho de Valcke, que deve estar sofrendo aqui no RJ!

Jérôme Valcke é secretário-geral da FIFA desde 2007. Agora, descobriu-se que ele fazia parte de um esquema fraudulento ganhando muito dinheiro com venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

Lembram-se que ele queria dar um “chute nos fundilhos” devido ao atraso das obras?

Aliás, essa Copa teve um pouco de tudo no quesito PICARETAGEM: estádios com a desconfiança de superfaturamento, problemas com os ticketes, elefantes brancos construídos, influências políticas e tantas outras coisas.

Como deve estar a cabeça de seu filho, Sebastien Valcke? Contratado pela CBF para ser Diretor Internacional de Marketing dos Amistosos da Seleção Brasileira, vê atualmente seu contratante, José Maria Marin, preso na Suíça; convive com Marco Polo Del Nero, o atual presidente que não pode sair do país sob risco de ser grampeado pelo FBI, e agora o pai, que após ser acusado foi demitido da FIFA.

bomba.jpg

– Queria o PIB da China…

A China divulgou dias atrás a expectativa do pior crescimento do PIB nos últimos 24 anos: 7,23%!

Que inveja… Quando é que tivemos esse índice?

Lá, apesar da ditadura comunista e as péssimas condições de trabalho, existe progresso social em andamento. Quem sabe até conseguem a democracia em médio prazo! Mas… e aqui?

É para refletirmos…

bomba.jpg

– O Delicado Momento do Futebol e da Arbitragem: O que se deve mudar?

Dias atrás comentamos sobre as exigências realizadas pela Comissão Nacional dos Clubes à CBF (vide em: http://wp.me/p55Mu0-yr). Em resposta, a CBF prometeu ser pioneira no mundo e usar imagens de vídeo em jogos (falamos também: http://wp.me/p55Mu0-yt).

O certo é que o assunto cansou. Seria desejo real de melhora ou apenas demagogia clubística? Como o Corinthians é líder, Grêmio e Atlético sugeriram um favorecimento deliberado (que entendo inexistente, escrevemos isso em: http://wp.me/p55Mu0-xV)

Recentemente, o presidente do time gaúcho Romildo Bolzan ofereceu um dossiê de mudanças! Para o bem dos co-irmãos e do futebol em geral ou em benefício a sua própria agremiação?

Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG, está neste mesmo pacote de mudanças do futebol e da arbitragem. Mas por quê quando os erros são a favor da sua equipe o entusiasmo diminui?

A questão é muito mais ampla. Como mudar a arbitragem e os campeonatos? É trabalho para muitíssimas discussões, que não podem ser feitas ao calor da competição. Creio que temos alguns pecados importantes da Comissão de Arbitragem (citamos 7 deles em: http://wp.me/p55Mu0-xp).

Tudo se resume em algo muito simples: a maior parte dos nomes que estão no comando das entidades do futebol (CBF, Federações, Arbitragem, Tribunais) são os mesmos há décadas nessa estrutura que é viciada! Criou-se um monstrengo administrativo cuja caixa preta só poderá ser aberta por gente realmente independente (e que quando abrir, “federá ainda mais”).

Tirar Sérgio Correa da CA-CBF não melhorará a arbitragem a curto prazo, já que Marco Polo só colocará gente da sua confiança e com os mesmos vieses de incompetência e subserviência. A médio prazo, teríamos outros nomes de árbitros. A longo prazo, gente melhor preparada. Mas há que existir um pontapé inicial para mudar!

Já para a presidência da CBF, quem deve entrar no lugar do Marco Polo Del Nero? Quem pede o direito ao posto é Delfim Peixoto, o folclórico e polêmico “dono” da Federação Catarinense que há décadas reina por lá. Mas o deputado capixaba Marcus Vicente, outro vice, tem a confiança de Marco Polo para sua substituição, caso realmente se confirme o que se especula: que ele pedirá licença da presidência para se defender de um possível pedido de extradição do FBI.

Em suma: assim como na política, o esporte brasileiro está carente de nomes que tragam esperança!

bomba.jpg

– O Governo só pensa na CPMF?

De novo (pela enésima vez) temos propostas do Governo para se enviar ao Congresso, visando aprovar a CPMF (ou CPPrevi, ou qualquer nome que seja).

O Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, só fala em criar impostos, a qualquer sacrifício.

Cortar mordomias dos políticos, que são custosas ao cofre da União (e aos nossos bolsos), não é discutido?

Assim é fácil ter receita…

Antes, a proposta era de 0,20% e muitos políticos criticaram. Agora, para ter aceite dos governadores estaduais, o Governo Federal propôs 0,38% dividindo com os Estados!

Tudo por dinheiro!!!
bomba.jpg

– Renê Simões demitido. Rotina de quem é diferente?

Após 9 jogos, Renê Simões não é mais técnico do Figueirense. O carismático treinador que levou a Jamaica a uma Copa do Mundo não consegue emplacar uma sequência de trabalhos. Foi supervisor da base do São Paulo FC, onde encontrou problemas dos mais diversos. No Botafogo, não deram tempo suficiente de trabalho. Agora, em Santa Catarina, outro contratempo com os resultados.

Renê é notoriamente diferenciado. No Figueirense, criou um grupo de WhatsApp onde enviava vídeos dos adversários para os atletas, aconselhamentos extra-campo e discutia assuntos diversos. Jogadores relataram que ele sugeria até “dever-de-casa”, visando atividades educacionais para o crescimento cultural dos seus atletas (aulas de inglês, espanhol, etc.).

Será que o mundo do futebol está preparado para Renês, Osórios, e outros treinadores que buscam a ciência e a tecnologia em suas atividades?

bomba.jpg

– Terremoto no Chile sentido no Brasil?

A Natureza é impressionante. Na noite desta 4a feira, muitas pessoas relataram que os prédios balançaram na região da Avenida Paulista. E não é que foi um “reflexo” do terremoto de magnitude 8.3 ocorrido no Chile?

Deus do Céu… não estamos preparados para isso.

Compartilho um vídeo que circulou a noite postado pelo jornalista Flávio Gomes, mostrando o tremor em seu Apartamento.

Em: http://instagram.com/p/7tbZxnjxp6/

– Aidar ou Bourgeois?

Rodrigo Capelo, jornalista responsável pelo Blog “Época Esporte Clube”, da Revista Época, revelou que Alexandre Bourgeois, o CEO indicado por Abílio Diniz para comandar o São Paulo FC e demitido por Carlos Miguel Aidar, propôs uma economia imediata de R$ 44 milhões aos cofres do clube.

Como?

Não renovando os contratos de Rogério Ceni, Luís Fabiano e Alexandre Pato. E o valor aumentaria para R$ 75 milhões anuais em corte de gastos até 2017, mantendo 30 jogadores no departamento de futebol.

Seria uma correta atitude ou não?

Deixe seu comentário.

A entrevista completa pode ser acessada em: http://is.gd/AMRflp

bomba.jpg

– Aérea Indiana proíbe funcionários gordos de voarem?

E se sua empresa reclamasse do seu peso, mesmo sendo um ótimo profissional?

A Air-Índia está medindo o IMC dos seus funcionários. Já proibiu 125 tripulantes de voarem por excesso de gordura!

Extraído de: http://t.co/2c0yi3Ayx2

EMPRESA AÉREA INDIANA PROÍBE TRIPULAÇÃO ACIMA DO PESO DE VOAR

A empresa aérea estatal da Índia irá impedir que 125 tripulantes acima do peso voem, citando uma recomendação da autoridade de aviação civil do país.

Um representante da Air India disse à BBC que a decisão foi tomada com base no documento emitido pela autoridade em 2014. A empresa disse ter alertado 600 tripulantes a “entrarem em forma” no ano passado, mas que 125 não atingiram o peso requisitado, disse.

Autoridades de aviação confirmaram a recomendação, mas acrescentaram que ela era parte de um documento interno, e que eles não comentariam publicamente sobre o assunto.

Segundo eles, a sugestão havia sido feita diante de temores de que tripulantes fora de forma não conseguiriam atuar de forma eficiente em situações de emergência.

Normas internacionais indicam que o Índice de Massa Corporal (IMC) deve estar entre 18-25 para tripulantes homens e entre 18-22 para mulheres.

“Uma equipe acima do peso é um sinal de que uma empresa aérea não está em forma. Você precisa de uma equipe que seja inteligente e ágil que possa complementar a imagem da companhia”, disse o especialista em aviação Kapil Kaul.

No entanto, Tapan Sen, líder do sindicato nacional, negou haver leis que citem restrições de peso para tripulantes de cabine.

Esta não é a primeira vez que a Air India impediu funcionários de trabalharem devido a questões de peso. Em 2009, a empresa demitiu nove mulheres alegando questões de segurança, dizendo que a forma delas poderia “prejudicar a agilidade”.

Em 2004, a companhia envolveu-se em outra polêmica, ao dizendo que potenciais tripulantes e agentes não deveriam ter cicatrizes, acne ou qualquer marca no rosto.

bomba.jpg

– O Erro de Mamadeira!

Eric Mamadeira é mais um dos muitos humildes e promissores jogadores do futebol brasileiro. E como a maioria deles, tem a mente povoada por sonhos, que as vezes se tornam ilusões quando comparadas à realidade da formação educacional de cada um e oportunidades vislumbradas.

O jovem atacante do Paulista FC quase foi mandado embora do clube por José Macena, o gerente de futebol responsável por implodir o time da Série A1 para a A2 (e que conseguiu duas façanhas: rebaixou o Paulista de Jundiaí no meio do Paulistão 2014, e ao final do certame, fez o mesmo com o Oeste de Itápolis, sendo o único bi-rebaixado em um mesmo torneio no mesmo ano). O executivo-empresário queria mandá-lo embora para o interior do Mato Grosso. Foi impedido por Luiz Antonio de Oliveira, o Cobrinha, veterano repórter da Rádio Difusora que diariamente vive e respira o clube.

Na A2 em 2015, Mamadeira foi o grande destaque do time e, talvez, da competição. Dentro de campo, um diamante a ser lapidado. Fora dele, um garoto de comunidade pobre com um turbilhão de coisas na cabeça, necessitando de muita orientação.

Propostas chegaram ao clube de Jundiaí, sendo que as duas que mais chamaram a atenção: jogar o Brasileirão pelo Paysandu na série B ou pelo Guarani na série C. Aceitou a do vizinho campineiro e quase nada fez! Poucas oportunidades, se tornou “só mais um” no clube bugrino que passa um enrolado momento em sua história.

Na verdade, as raízes do berço em que nasceu o fizeram ficar por perto. Creio que se tivesse ido ao Norte, em um time melhor estruturado e com uma torcida apaixonada, onde seu estilo de jogo encaixaria bem, estaria se tornando ídolo por lá.

Provavelmente Mamadeira voltará para Jundiaí a fim de disputar a A2 2016 (ou quem sabe o restante da Copa Paulista 2015). O certo é: propostas surgirão novamente! Que ele saiba discernir bem o que quer e que não se torne um talento não vingado!

(foto extraída do JJ.com)
bomba.jpg