– Cotas Femininas (Ao Contrário) no Irã

Se aqui no Brasil se discute as cotas raciais, no Irã a discussão é outra: o Governo de Ahmadinejad quer barrar o excesso de mulheres em cursos universitários!

O regime teocrático islâmico iraniano entende que, em 77 cursos de ensino superior (Administração de Empresas, Ciências da Computação, Engenharia Elétrica e Engenharia Física em destaque), deve-se “equilibrar” o curso com mais vagas destinadas a homens. Assim, buscam inverter o atual quadro de 60% Mulheres contra 40% Homens nas faculdades do Irã.

Várias universidades, a fim de agradar o Governo, simplesmente FECHARAM vagas para as mulheres.

E aí: o que você acha dessa atitude radical? Logo, as autoridades iranianas deverão dizer que lugar de mulher é no fogão ou passando sua burca…

Lamentável.