– Falta de Etanol em Breve? Parece que sim…

O Estadão de hoje trouxe a preocupante notícia (link em: http://is.gd/Kdh11o): se não reduzirmos 9% o consumo do álcool combustível (etanol) até maio de 2012, faltará produto nas bombas dos postos no Brasil.

Safra baixa, exportações e outras situações problemáticas que trazem dificuldades à venda do produto no mercado interno, forçando o aumento do valor do produto nas bombas.

Consumidores… atenção aos preços!

– Vamos fazer a Copa do Mundo em 2 meses!

E o Ministro Aldo Rebello?

Sexta-feira, talvez um pouco aborrecido, ele desabafou em um evento.

Questionado sobre atrasos na Copa do Mundo, disse que:

Se o Brasil quiser, pode fazer a Copa do Mundo em 2 meses”.

Questionado novamente sobre qual seria o estádio da capital paulista, disse:

O Morumbi podia ser sede, sem problemas”.

Questionado pela 3ª vez, sobre oficialmente o Itaquerão ter sido escolhido ao invés do Morumbi, respondeu:

A escolha foi da FIFA, nunca nossa”.

Ah… quantos ‘causos’ devem estar sobre a penumbra das negociatas escusas dessa Copa do Mundo.

E você, acredita que daria para fazer uma Copa em 2 meses?

– Eco-empreendedor de Sucesso

No último final de ano, a Revista Veja publicou um suplemento especial sobre SUSTENTABILIDADE. E me chamou a atenção à história de sucesso de um “empreendedor-verde” de sucesso, o vietnamita foragido de guerra e radicado numa favela brasileira, Thái Quang Nghiã.

Sabem quem é ele? Fundador da fabricante de sandálias Goóc!

Olha que história bacana (pg 40, 22/12/2010)

DE NÁUFRAGO A MILIONÁRIO DA RECICLAGEM

Quando o vietnamita Thái Quang Nghiã chegou ao Brasil, em fevereiro de 1979, não entendia nem falava uma única palavra em português. Meses antes, ele fora resgatado em alto-mar no Sudeste Asiático por um navio da Petrobras. Thái decidiu fugir de sua terra natal para escapar da perseguição do governo comunista. “Falei mal do regime e fui parar no campo de concentração”, diz. Com o exílio concedido pelo Brasil, o vietnamita abrigou-se em uma favela no Rio de Janeiro. Ele partiu logo depois para São Paulo, onde viveu de pequenos bicos em várias empresas. Sua vida mudou quando recebeu algumas máquinas de costura como garantia de um empréstimo que não fora pago por uma colega de trabalho. Thái passou a fabricar bolsas. O negócio cresceu de tal forma que ele teve a ideia de produzir calçados a partir de pneus, semelhantes aos que eram usados pelos combatentes na Guerra do Vietnã. Thái fundou a Goóc, que produz 300 milhões de pares de sandália por ano usando 800000 quilos de pneus velhos, principalmente de caminhões. Em 2009, o faturamento da companhia foi de 30 milhões de reais.

– A Abstinência do Running

Faz 12 dias que não corro, devido a minha lesão no menisco. Estou subindo pelas paredes, é uma verdadeira crise de abstinência! Em breve, sai o resultado da minha ressonância magnética e aí veremos se opero ou não.

Sabe onde “pega”? A sensação de invalidez! Ver pessoas correndo, praticando exercício de maneira saudável ou mesmo observando uma caminhada, e eu aqui com imobilizador no joelho… Putz, haja paciência!

Já me deram até 90 dias de recuperação. Socorro…

Olha aí o danadão!

– Minha Graça com Pequenas Coisas

Sabe o que é passar a manhã inteira no estaleiro, e sair da toca só para trabalhar?

É dose… Mas há momentos que até mesmo essa parada forçada é importante. Hoje, por exemplo, fiz algo maravilhoso: fantasias de papel com a minha princesinha Marina!

Posso estar baleado, dolorido, triste… que esse sorriso cura tudo!