– Análise da Arbitragem de Paulista 2×2 São Caetano

Jogo muito corrido, disputado e faltoso. Foram 7 Amarelos e 2 Vermelhos, com 46 faltas. O 1o tempo foi mais fácil para a arbitragem, o 2o nem tanto.

Márcio Roberto Soares esteve seguro, concentrado, sem ser espalhafatoso. Soube ser discreto. Gostei do que vi, em especial a sua qualidade em aplicar muito bem a lei da vantagem por duas vezes, em ataque do São Caetano.

Os cartões foram todos muito bem aplicados, mas um ficou faltando, abaixo descrito. (vide ao final da postagem).

Três lances polêmicos:

1- Jader (PFC) avança na área, parte para o drible e Sandoval (SCE) tenta lhe roubar a bola. Houve um leve contato físico, sem desequilibrar o atleta que se jogou. O árbitro corretamente aplicou cartão amarelo.

2- Felipe Piovesan (PFC) chuta a bola para o gol e Bruno Recife (SCE) “defende a bola”, a espalmando. Pênalti bem marcado mas faltou o segundo cartão amarelo (que resultaria na expulsão do jogador).

3- No final da partida, no meio do bololô, sobra um braço do atleta do São Caetano na bola. Bateu involuntariamente ou foi movimento antinatural da mão na bola? Lance dificílimo!

O bandeira Claudenir Donizete, embora pareça estar acima do peso, é o “falso gordo”. De todas as vezes que o vi em Jayme Cintra (e foram algumas), sempre trabalhou muito bem! Ajudou o árbitro na marcação de faltas quando precisou e foi bem nos impedimentos.

Abaixo, nossos rascunhos dos cartões durante a partida:

23m – Jader X Sandoval – o atacante vai para o drible, o zagueiro disputa a bola e Jader força a queda. Não houve contato físico SUFICIENTE para a infração, o atleta abdicou da continuidade da jogada. Juizão marcou simulação corretamente e aplicou Cartão Amarelo.

35 minutos – Mamadeira está no contra ataque e é empurrado por Paulo Fernando. Cartão Amarelo bem aplicado.

44m – Brener dá um carrinho em Junior Alves e é advertido por cartão amarelo. Correto.

51m – Neto reclamou acintosamente de uma bola que não saiu na lateral, gesticulando e falando demais com o bandeira 2. Corretamente ele aplicou cartão Amarelo e marcou tiro livre indireto.

53m – Amarelo para Arthur do Paulista, por falta temerária na lateral.

58m – Amarelo para Bruno Recife por falta temerária no ataque do Paulista

70m – Neto, aquele mesmo do Cartão Amarelo por reclamação ao bandeira, matou o contra-ataque de Felipe Piovesan, quando partia sozinho em ataque. Recebeu vermelho.

75 m – Edinho chuta vantagem para Cleber. Não há vantagem, volta o lance e marcou a falta.

77 m -Bruno Recife cai após o chute de Piovesan e desvia a bola usando a mão intencionalmente. Foi pênalti. Faltou Vermelho pois Bruno tinha Amarelo.

78 m- Sandoval empurra o jogador do Paulista , discute com todo mundo, ameaça agredir e é contido pelos seus companheiros. Não teve jeito – vermelho.

85m – Edinho – Amarelo por reclamação.

91m – uma bola que bateu (ou foi rebatida pelo uso antinatural das mãos)? Realmente o lance é duvidoso.

Paulista 2×2 São Caetano (Parcial)

Público: 1020 pagantes

Renda Líquida R$ 6020,00+

Renda Bruta R$ 3766,75 –

bomba.jpg

– A Mosquita da Dilma!

Assim como há a palavra jornalistA e não jornalistO, nem enstudantA ou estudantO (mas sim estudante), parece que a presidentE Dilma, inspirado no inventado presidentA, resolveu inovar didaticamente.

Em uma escola, falou para as crianças sobre o Zika Virus, alertando-as para os perigos da Dona MosquitA!

Áudio em: https://soundcloud.com/radioatividadejp/topnews-presidente-dilma-mosquita-e-mosquito

Ou clique abaixo:

bomba.jpg

– São Paulo dos anos 90 e da atual década de 10!

Que coisa o Tricolor Paulista, não? Em crise política, esportiva e financeira.

POLITICAMENTE porque Leco, o atual presidente, parece estar sem rumo no clube. Amarrado a alianças, tentando reconduzir a algum caminho pós-Aidar e refém de parceiros como Torcida Organizada e outros desafetos que viraram afetos.

ESPORTIVAMENTE pois o time não se acerta, joga mal com Centurión, acrescentando a sonolência de Ganso e a falta de carisma (e de futebol) de Michel Bastos. Bauza já começa a ser cornetado, sendo que, na verdade, o time é fraco.

FINANCEIRAMENTE um desastre, pois estouram as notícias nos jornais de que o clube deve salários da carteira, direitos de imagem e até pagamento de prêmio pela classificação à Libertadores!

Lembro-me que em 1993, o Estadão trouxe uma matéria mostrando o Laboratório de adaptação de atletas à altitude, preparando o time para jogar na Bolívia (e ganhar seus jogos, como fez). Era exemplo de vanguarda, cientificismo no futebol e modelo de estruturação.

Acho que os torcedores do clube do Morumbi devem estar saudosos desses áureos tempos…

bomba.jpg

– Brilho das Cores em mais um bom sábado de vida!

Cores fortes no meio do mato no sábado que desperta.

Azul e branco do céu de nuvens com o verde-marrom da terra.

Quer Natureza de beleza mais generosa? 🌿

Eis o meu lugar!

Que seja um bom dia a todos.

bomba.jpg