– Os diversos ambientes de trabalho.

Na imagem abaixo, uma comparação sobre os desejáveis e indesejáveis ambientes de trabalho.

Avalie: em qual você se encaixa atualmente?

– Daqui a pouco, tem um jogão aqui pertinho de casa…

Luzes do Estádio Nabi Abi Chedid estão todas acesas. Veja na foto abaixo.

Aqui de casa, uma vontade enorme de estar lá presente para acompanhar @RedBullBraga x @Atletico pelo @Brasileirao !

Aliás, esse jogo dá vontade de assistir: equipes sólidas, que buscam o gol e jogam de “cabeça erguida”.

Aguardemos o placar.

– Dia Nacional do Combate ao Fumo

Quem nunca experimentou, que não experimente!

Hoje é Dia Nacional de Combate ao Fumo. Fico a vontade para falar do assunto, já que infelizmente o maldito cigarro matou meu avô Manelão.

O fumo adoenta a pessoa, incomoda e não traz nenhum benefício.

Respeito o fumante, mas detesto o ato de fumar. Se o fizer, faça sem incomodar aqueles que querem ter boa saúde.

Aliás, olha que curioso: enquanto o Governo gasta muito dinheiro em campanhas contra o cigarro, contraditória e concomitantemente discute a liberação da Maconha.

O que podemos dizer?

29 DE AGOSTO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

– W.O. em Barcelona Esportivo x Paulista de Jundiaí! É a 4a divisão…

Marcado para o Estádio Nicolau Alayon, o jogo entre Barcelona Esportivo da Capela do Socorro x Paulista de Jundiaí (válido pela 4a divisão paulista) não aconteceu.

Motivo: W.O. Mas veja:

Estando as equipes em campo, não havia chegado a ambulância (o árbitro deve esperar PELO MENOS 30 minutos – antes disso não se pode cancelar a partida, mas pode se dar um prazo extra) . Mas com 23 minutos de atraso, ela chegou, e… o jogo não pode ser iniciado porque o Regulamento da divisão exige 2 ambulâncias – uma Tipo B e outra tipo D (a primeira, com motorista, dois enfermeiros e um médico; a outra, com um motorista e enfermeiro – ambas com uma série de equipamentos, incluindo desfibrilador). Está no artigo 33. Esperou-se quase 1 hora e a 2a ambulância não veio.

Pode-se questionar o exagero, mas está no regulamento. E, obviamente, a responsabilidade é do clube mandante de providenciar os veículos e profissionais. Não o fazendo, a partida não é realizada e vai para o Tribunal (onde se configurará WO – ou seja, 3×0 para o Paulista).

Duas observações:

1- Desde quando se vê duas ambulâncias com médico e enfermeiros à disposição dentro delas nessa divisão? Quantos jogos já ocorreram sem esse “padrão”? Fiquemos atentos nas próximas partidas.

2- O futebol está muito caro. Como bancar tamanhas despesas?

Acréscimo:

Amigos, não digam que o Paulista “está certo de se recusar a jogar” e que “fez bem em abandonar o campo”, como alguns estão fazendo pelas Redes Sociais. É mentira, quem inventou isso está distorcendo a situação e pode até prejudicar o time. Se fosse verdade isso, deveria esquecer os 3 pontos.
O Galo só foi para os vestiários pois o árbitro suspendeu a partida, pelo fato da 2ª ambulância demorar para chegar (não foi ato de rebeldia do time, mostrando que não queria mais jogar). Foi decisão da arbitragem de suspender o jogo!
Quando a 2a ambulância chegou não havia mais como credenciar os médicos e enfermeiros (se é que eles estavam ok).
Portanto: o Paulista foi para os vestiários pois o árbitro esperou o tempo regulamentar e o acréscimo dessa tolerância, onde o Barcelona não cumpriu as exigências para realizar a partida. Ele relatou tudo isso na súmula , que irá para o TJD e lá no julgamento deve configurar o WO , onde o Paulista terá vencido o jogo pelo placar administrativo de 3×0.
Se tivesse abandonando o jogo, o Paulista não só deixaria de ganhar os pontos como seria punido por tal fato.
Não sei quem tem o interesse de ficar dizendo que só não teve jogo pois o Paulista “bateu no peito e não quis jogar”. Se um advogado f. pega isso e consegue alguém mal intencionado para sacanear, vai dizer no TJD que o árbitro mentiu na súmula e que o Paulista é quem provocou o WO.

– 16h30 e o horizonte…

Que céu é esse?

Eu pensando que o azul-anil apareceria nessa tarde de domingo, mas… as nuvens reapareceram!

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #nuvens #clouds #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress #landscapes

– Lyiang Flat? Sobre a vida sobrecarregada dos jovens.

Jovens exaustos, abrindo mão de casamento e filhos, dedicando-se ao trabalho e priorizando uma ou outra responsabilidade, a fim de evitar o stress do cotidiano e levar uma vida mais simples.

Acontece com você tal sentimento?

Veja esse movimento no Sudeste Asiático:

Em: https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/exaustos-e-sem-esperanca-jovens-asiaticos-abdicam-de-rotina-sobrecarregada-e-metas-ambiciosas/

EXAUSTOS E SEM ESPERANÇA

Movimento “Lying Flat”, que na tradução literal significa “ficar deitado”, estimula que jovens troquem carreiras desgastantes pela simplicidade

Como um estudante do ensino médio crescendo em uma pequena cidade no leste da China, Li Xiaoming sonhava em se mudar para uma cidade grande onde pudesse ter uma vida melhor. Agora com 24 anos, Li só quer descansar.

Em todo o país, jovens como Li – que pediu para ser referido por esse pseudônimo porque teme a carreira e as repercussões políticas de suas opiniões – estão se cansando da feroz competição por faculdade e empregos, e da implacável corrida de ratos depois de serem contratados .

Eles agora estão adotando uma nova filosofia que chamam de “tang ping” ou “lying flat”, movimento que estimula uma rotina mais tranquila.

A frase aparentemente remonta a uma postagem no início deste ano em um fórum online administrado pelo gigante chinês de buscas Baidu. O autor daquela postagem, agora excluída, sugeriu que, em vez de trabalhar a vida inteira para conquistar um apartamento e valores familiares tradicionais, as pessoas deveriam seguir uma vida simples. Em outras palavras, apenas “fique deitado”.

A conversa sobre “ficar deitado” se espalhou rapidamente pela China, à medida que os jovens enfrentam uma intensa competição pelos empregos mais atraentes, especialmente em tecnologia e outras áreas de ‘colarinho branco’. Enquanto o país reprime a iniciativa privada, entretanto, o público tem se preocupado com o que muitos veem como uma cultura de trabalho estafante. Comum em muitas empresas de tecnologia e startups são as exigências de que as pessoas trabalhem quase o dobro – ou mais – do número de horas em uma semana de trabalho típica.

O interesse em “lying flat (ficar deitado)” explodiu nas redes sociais e atraiu o interesse de censores, que em alguns casos restringiram o uso do termo. Vários meios de comunicação estatais também se opuseram à conversa, sugerindo que os jovens deveriam se esforçar para trabalhar duro em vez disso.

Esse tipo de fenômeno, porém, não se limita à China. Em todo o Leste Asiático, os jovens dizem que ficaram exaustos com a perspectiva de trabalhar duro por uma recompensa aparentemente pequena.

Na Coreia do Sul, os jovens estão desistindo do casamento e da casa própria. No Japão, eles são tão pessimistas sobre o futuro do país que estão evitando posses materiais.

À medida que mais jovens ficam frustrados com a pressão implacável, eles dizem que querem – e em alguns casos estão – desistindo dos ritos de passagem convencionais, como se casar ou ter filhos.

Mercado competitivo

Li passava todos os dias no colégio estudando. Em seu vestibular, sua pontuação o colocou entre os melhores entre todos os alunos do último ano do ensino médio na província de Shandong. Ele está fazendo mestrado em uma das três principais faculdades de Direito da China e espera conseguir um emprego em um prestigioso escritório de advocacia internacional com sede em Pequim.

Mas quando se candidatou a empregos de pós-graduação e estágios em março, foi rejeitado em mais de 20 escritórios de advocacia internacionais na China. Em vez disso, ele se contentou com uma posição de trainee em um escritório de advocacia nacional.

“A competição entre eu e outros estagiários era muito intensa”, disse Li. “Quando vejo estudantes que ainda estão tentando entrar em prestigiosos escritórios de advocacia internacionais, me sinto exausto e sem vontade de lutar com eles”.

O estilo de vida “tangível” começou a ressoar com ele. Cansado de tentar chegar ao topo, Li decidiu “ficar deitado” fazendo o mínimo em seu estágio.

“Muitas pessoas que eram melhores do que eu trabalhavam mais arduamente do que eu, por isso me sentia ansioso”, disse ele. “‘Tang ping’ é … lutar contra o status quo, não ser ambicioso, não trabalhar tanto.”

Os defensores deste movimento também desenvolveram uma filosofia que vai além da postagem inicial do Baidu. Em um grupo na plataforma social Douban, alguém postou um manifesto descrevendo as características do estilo de vida “tangente”.

“Não vou me casar, comprar uma casa ou ter filhos, não vou comprar uma bolsa ou usar um relógio”, dizia o “manifesto”. “Vou afrouxar no trabalho … Sou uma espada cega para boicotar o consumismo.”

O grupo acabou sendo banido, depois de atrair milhares de participantes. Uma hashtag para o termo também foi censurada no Weibo, a versão chinesa do Twitter.

As pressões que os jovens enfrentam na China são altas. Um recorde de 9,09 milhões de estudantes se formou em universidades ou faculdades este ano, de acordo com dados do Ministério da Educação da China.

Mesmo depois de encontrar empregos, muitos trabalhadores lamentam os horários de trabalho intensos, especialmente em grandes empresas de tecnologia. A cultura, conhecida como “996”, refere-se ao trabalho das 9h às 21h, seis dias por semana. A cultura de trabalho excessivo foi criticada pelo tribunal superior da China na quinta-feira. Ela convocou empresas de uma série de setores que violavam as regras trabalhistas, incluindo uma empresa de postagens, não identificada, que ordenou aos funcionários que trabalhassem 996 horas.

Muitos jovens trabalham para essas empresas, de acordo com Terence Chong, professor associado de economia da Universidade Chinesa de Hong Kong (CUHK).

“Eles competem entre si”, disse ele. Portanto, mesmo que nem todos queiram trabalhar nessas horas, eles podem se sentir compelidos a fazê-lo para manter o ritmo.
Essas tensões não se limitam ao setor de tecnologia. Tony Tang – um professor universitário de 36 anos em Guangdong – disse estar cansado de trabalhar 12 horas por dia, sete dias por semana.

“Acho que estou sobrecarregado de trabalho”, disse Tang, que pediu para ser referido pelo pseudônimo de Tony Tang porque temia sofrer repercussões por suas opiniões. “Eles consideram o trabalho duro um tipo de coisa que o povo chinês deve fazer.”

O aumento do custo da habitação está aumentando a pressão. Medido por metro quadrado, o custo médio de uma unidade em um prédio residencial em Pequim mais que dobrou nos seis anos até 2019, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas da China. No mesmo período, o rendimento médio anual disponível na cidade aumentou 66%.

“Não importa o quanto eles trabalhem, é muito difícil comprar uma casa”, disse Chong, da CUHK. “Em uma sociedade [onde] você vê alguma esperança, se você trabalhar duro, então você pode … comprar [uma] casa e assim por diante, então você pode trabalhar duro. Mas a questão é se você não consegue ver nenhuma esperança, então você quer ‘ficar deitado’.”

Desistindo de namoro, casamento e filhos

Embora “ficar deitado” seja uma tendência relativamente nova na China, os jovens de outras partes do Leste Asiático dizem que há anos lutam contra frustrações semelhantes. Com apenas 22 anos, Shin Ye-rim desistiu de se casar, ter filhos ou ter uma casa.

“Acho que o maior problema é que os preços das casas estão subindo muito”, disse Shin, que estuda na prestigiosa Universidade Yonsei em Seul. Ela acrescentou que não sabia se poderia sustentar financeiramente uma criança.

Em 2011, um jornal sul-coreano cunhou a palavra “sampo” – literalmente “desistir dos três” – para descrever uma geração que desistiu de namorar, casar e ter filhos.

Em 2014, as relações interpessoais e a casa própria foram acrescentadas a essa lista, dando origem à geração “opo”, ou “desistir de cinco”. Mais sacrifícios foram adicionados desde então, eventualmente dando origem ao termo “n-po”.

– O lance de Diego Souza e Cássio no Grêmio 0x1 Corinthians: vale tirar o cartão da mão do juizão?

Um lance polêmico no Rio Grande do Sul: Diego Souza (GRE) parte para o ataque, vai em direção ao gol e ao driblar o goleiro Cássio (COR), sofre a falta fora da área. Há dois corintianos defensores à frente do atacante gremista, além de um terceiro defensor ao lado.

Avalie: se Diego não fosse derrubado após o drible (Cássio não visou a bola, visou o corpo numa ação temerária),

1- era “certeza” que sairia o gol?

Se sim, ao cometer a falta, o goleiro era merecedor de cartão vermelho por impedir uma situação clara de gol.

2- era “possível” que algum dos 3 adversários pudesse evitar o gol ou ainda lhe roubar a bola antes do chute?

Se sim, ao cometer a falta, o goleiro merecedor de cartão amarelo por ação temerária.

Aí vem outro detalhe da regra: contestar insistentemente a marcação de um árbitro com gestos (desde que não sejam ofensivos) é para cartão amarelo. Arrancar sua ferramenta de trabalho (como Diego Souza fez com Ricardo Marques Ribeiro ao “roubar-lhe” o Amarelo) já ultrapassa o tolerável. Não é uma agressão ao trabalho do juizão? Sendo assim, teria que expulsar o gremista.

Confesso: a falta de meritocracia nas escalas de arbitragem é algo assustador…

Diego Souza pega o amarelo da arbitragem e reclama em derrota do Grêmio para o Corinthians — Foto: Eduardo Moura/ge.globo

– Dia Nacional do Catequista!

Parabéns às pessoas de boa vontade que de coração se dedicam à Catequese e ensino religioso, sem esperar recompensa ou algo em troca, a não ser, a fé!

Hoje se celebra o Dia do Catequista (último domingo de Agosto), e o texto (abaixo) é de anos anteriores, mas está bem atual.

Extraído de: http://cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=11993

DIA DO CATEQUISTA

Ide e pregai o Evangelho a toda criatura!

A Igreja Católica celebra neste dia 25 o dia nacional do catequista. Na ação pastoral da vida eclesial é tão importante a missão do catequista, verdadeiros evangelizadores, que Jesus, antes de começar sua pregação, escolheu seus doze discípulos, que deveriam se espalhar pelo mundo inteiro, anunciando a boa nova, isto é, evangelizando as pessoas.

O número 12, na Sagrada Escritura, tem um sentido de totalidade, plenitude e, realmente, esses doze discípulos se multiplicaram em progressão geométrica e, entre eles, nós temos os catequistas, homens e mulheres dispostos a levar às crianças, aos adolescentes, aos jovens e aos adultos a mensagem de Cristo, promovendo a catequese renovada, à luz do Concílio Vaticano II.

Os catequistas e as catequistas lembram o próprio Senhor Jesus, pois, além de apresentarem o projeto do Pai a outras pessoas, pretendem formar novos discípulos missionários.

Nosso Senhor Jesus Cristo nos ajuda em seus métodos de evangelização, catequese e apostolado: Ele começa pela vida, em seus aspectos comuns, de forma a levar o povo à revelação do seu Evangelho.

Quando Ele disse a seus discípulos: “Ide e pregai o Evangelho a toda criatura”, estava iniciando com eles um trabalho de catequese, que foi multiplicado até os dias de hoje.

O mundo está tão conturbado com guerras, violência, ganância, egoísmo que pouca gente quer escutar a Palavra de Deus. É por isto que é muito louvável o trabalho do catequista nos nossos dias porque ele precisa abrir os olhos e os ouvidos das pessoas para a realidade sempre atual, em todos os tempos, da Palavra de Deus.

Que Deus, com largueza e profusão, abençoe nossos catequistas, homens e mulheres que, espontaneamente, se dedicam a transmitir ensinamentos cristãos. Que eles continuem no seu propósito de evangelizar e que consigam formar novos operários para a messe do Senhor, na escola da nova evangelização de discípulos-missionários.

Dom Eurico dos Santos Veloso, Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

url.jpg

– Alvorada Colorida hoje?

Como não temos sol hoje, vai o de um domingo passado!

Contra o lusco-fusco, vale o alaranjado de dias atrás…

Prefiro e preciso de céus coloridos. E vocês?

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress #Jundiaí

– Em Santos 0x4 Flamengo, pênalti ou não em Michael?

Há certas situações no futebol nas quais você não consegue entender, por conta de “erro bizarro”. A elas, você justifica como apagão”. Quero crer que foi isso que aconteceu na Vila Belmiro ao juizão, logo no reinício da partida.

Me refiro ao pênalti de Wagner Leonardo (SFC) em Michael (CRF), aos 3 minutos do 2o tempo: Bráulio da Silva Machado fez justamente o que a orientação da regra NÃO MANDA fazer. Explico:

Desde 2019, a FIFA pede que em lances de empurrão ou puxão de camisa, que os árbitros verifiquem se a ação de quem empurra ou agarra realmente desequilibra ou impede o adversário de jogar. Repare: um puxão de camisa só vira infração (falta ou pênalti) se ele de fato não permite a continuidade da jogada e o adversário fica impossibilitado de avançar.

Portanto, já faz 2 anos que “puxar a camisa” por si só não é falta: só será se impedir o prosseguimento do lance. Dessa forma, como exemplo, se alguém está no ataque e tem a camisa puxada, se esse atacante parar de correr e pedir a falta, não deve ser marcada a infração, pois ele deveria prosseguir para, caso não conseguisse dar continuidade ao lance, ter o pênalti / falta marcada. Ao parar e pedir a marcação, ele abdicou de jogar.

Avalie:

1 – o lance do santista desequilibrou ou impediu o flamenguista de jogar?

2- a queda do atacante foi “natural” ou forçada por ele próprio?

Nas duas situações, se vê que não foi pênalti: não havia força para o desequilíbrio e a forma como caiu foi uma interpretação mambembe.

Claro que, com o futebol apresentado por ambas equipes, o placar foi justo. Mas árbitro da FIFA não pode ser ludibriado e errar de tal forma (e com VAR).

Santos x Flamengo: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem | brasileirão série a | ge

– Perfume da Natureza.

Domingo perfumado!

Ah se eu pudesse compartilhar o cheiro desse manacá tão florido…

Apesar do céu cinza, hoje as flores estão bem vivas.

Imagem

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #manacás

– Bom dia, domingo (relaxando em 4 de 4):

🌅 06h00 – Desperte, nublada Bragança Paulista.

Que o domingo possa valer a pena (mesmo com o céu cinzento).

(E há de valer, só pelo fato de acordarmos e podermos viver…).

🍃🙌🏻 📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, domingo (contemplando em 3 de 4):

🌺 Fim de cooper! Valeu o treino e o esforço.

Estou suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas abaixo (são roseiras maravilhosas).

Curta flores! Elas nos desestressam.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, domingo (rezando em 2 de 4):

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece à Mãe de Jesus Cristo, nossa intercessora:

“- Ó Virgem Maria, carinhosamente invocada como Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós que recorremos a vós – em especial, pelos enfermos que tanto precisam de socorro. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, domingo (motivando em 1 de 4):

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem?

Já de pé para cumprir as tarefas diárias (mesmo sendo domingo). E desperto cedo por prazer!

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina controlar o cortisol?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #adidas #asics #nike #training #corrida #sport #esporte #running