– O quanto você está pagando hoje de impostos nos combustíveis!

O preço da gasolina – e em especial do diesel – viraram motivo de discussão nesses últimos dias. Até onde a Petrobrás tem independência suficiente para regulá-los sem a interferência das decisões do Governo?

Fora isso, veja: o quanto custou o preço médio dos combustíveis e sua variação na fonte, SEM IMPOSTOS.

Depois de compará-los, lembre o quanto você pagou nas bombas… olhe que absurdo a carga tributária! Abaixo:

capturar.png

 

Anúncios

– Corinthians x São Paulo: Clayson se intimidará com Claus? Não precisa, mas…

Todas as atividades no futebol devem ser bem pensadas. Digo isso pois Clayson, após o término do jogo de ida da semifinal do Paulistão 2019 entre Santos x Corinthians, foi flagrado ofendendo o árbitro da partida com os dizeres “Chupa, Claus, filho da puta”.

Pois bem: o TJD-SP iria julgá-lo na segunda-feira e remarcou para esta 4a. Se o jogador for liberado para a finalíssima entre Corinthians x São Paulo, terá como árbitro… o próprio ofendido, Raphael Claus!

Sorte do corintiano é que Claus é um cara correto, não guardará rancor e não vai querer “desforrar” o “chupa” proferido, nem lembrará de que sua progenitora foi difamada pelo atleta. Todo juiz de futebol, na verdade, pensa sempre em seu bom desempenho dentro de campo, e creio que isso acontecerá.

Mas será inevitável questionar: e a conduta de Clayson? Estará ele “intimidado” pela situação? Tomará muito cuidado com o que fará, com receio do juiz? E em palavras mais claras: vai ter medo do Claus e “sumir do jogo”?

Não precisa se assustar, Clayson. Mas aja com correção e profissionalismo. Simples. Até porquê Raphael Claus é hoje o melhor árbitro do Brasil com méritos dentro de campo.

Imagem relacionada

– O certo e o errado na Internet

Quantas vezes ouvimos falar que a Internet é a “janela do mundo”? Que ela é o exemplo concreto da Globalização? Que sem internet um estudante não conseguirá nada? E tantas outras frases apológicas sobre a Rede Mundial de Comunicação por Computadores…

Mas, segundo levantamento feito recentemente por uma associação científica norte-americana, divulgada por diversas mídias, somente 6% das informações divulgadas na rede são úteis e verdadeiras. Os outros 94% de dados são falsos, sem comprovação científica, com apologia a crimes e outras barbaridades mais. E é esse o ponto de discussão: o que é bom e o que é ruim na Internet? Como filtrar os bons sítios ou sites que devemos nos relacionar?

É claro que a Internet não é só informação ou trabalho, mas também diversão e entretenimento. Vide as comunidades virtuais, como Facebook, ou modismos, como Second Life. Mas muitas vezes as inutilidades formam erroneamente a mente das pessoas, bitolam ou deturpam a índole e os propósitos dos menos esclarecidos.

A Internet é ótima, basta saber usá-la. Ou é péssima, pois engana, mente, e vicia. A propósito, é grande o números de grupos, na mesma medida do bem-sucedido Alcoólicos Anônimos, que surgem com o nome de Internautas Anônimos.

Resultado de imagem para certo ou errado

– O desrespeito em não se pagar o salário em dia no mundo do futebol!

O futebol não pode ser um mundo a parte na sociedade (embora muitos teimam que seja). As regras de convivência, educação, civilidade e respeito devem ser uníssonas no mundo.

Me pesa ouvir algumas informações como:

  1. “Na arquibancada eu posso xingar o juiz. Isso é normal.
  2. No estádio posso brigar com o adversário porque ele torce para outro time. Isso é normal.
  3. Nas redes sociais escrevo o que eu quiser e contra quem eu quiser sobre futebol. Isso é normal.
  4. No meio da torcida posso chamar de macaco, bicha, viado e filho-da-puta. Isso é normal.
  5. No meio dos negócios do futebol, pagar atrasado é normal. Afinal, futebol é, comparado a alguma empresa, algo anormal!”

Escrevo isso por ler e, com sua autorização, publicar o texto do amigo Gabriel Goto, a respeito de como a Justiça não dá a devida atenção e nem tem equidade com o trabalhador do mundo do futebol em relação ao de uma empresa qualquer. Veja só se é “normal” tal descaso com os pagamentos de salários. Confira:

JUSTIÇA TRABALHISTA NO FUTEBOL ⚽️💸

por Gabriel Goto

É textão de desabafo sim! Leia até o fim, mas sem clubismo por favor!

Alguém está acostumado a trabalhar profissionalmente e não receber? Pois é… No futebol isso é “normal”.

Virou rotina falar que time A ou time B não está pagando salário e mesmo assim continua contratando mais funcionários (entenda-se atletas também).
Na empresa que você trabalha, você aceitaria ficar nessa condição?? De trabalhar por meses, se dedicar, deixar a família nos finais de semana e não ter o salário no fim do mês?

E por que no futebol, muitas vezes o funcionário que entra com processo pedindo SEUS SALÁRIOS ATRASADOS é marginalizado?

Não vejo nenhum veículo de comunicação querendo falar com ex-funcionários para saber como está a vida dele com a falta dos pagamentos… Entendo que falar com funcionário anônimo não dá “clique na matéria” e nem “vende jornal”. Assim, preferem falar com os jogadores.

Posso falar por mim… São 14 meses de salários atrasados + 2 férias + 13º salário… Será que isso afeta a vida financeira da minha família? Como diariamente eu me dedicava por, no mínimo, 14 horas diárias dentro do trabalho (sim, ninguém me forçava, mas era necessário pela demanda de trabalho), era a minha única fonte de renda. “Ah, mas como você aceitou?” Acreditando em falsas promessas, por acreditar em um futuro melhor e caindo no famigerado empréstimo bancário. Além, é claro, pelo vínculo afetivo que criamos ao longo do tempo dentro do clube, nos tornando um torcedor fanático lá dentro.

Além de mim existem outros vários exemplos que recebem um salário até mais baixo e que dependiam única e exclusivamente daquela renda. Como eles estão hoje? Nem queira saber…

Aí vamos falar da Justiça Trabalhista do futebol.

O que esse negócio é enrolado quando se trata de clubes de futebol é uma piada.
Assunto batido eu sei. Muita gente querendo “moralizar”, falando de “fair play financeiro”… Mas na prática, nada efetivo.

Qual a frase mais comum no meio do futebol? “Entrou na justiça contra o clube x. Esquece, não vai receber… Talvez esse dinheiro fique para seu filho ou para seu neto. Nem conte com ele”… Como assim??? 😰

Tenho vários amigos donos de empresa e vários amigos funcionários de empresas onde isso NÃO EXISTE. A empresa vacilou, não pagou, atrasou, não recolheu FGTS… Tá lascada! A resposta mais comum para os donos de empresa é: “Se prepara pra pagar porque na justiça trabalhista o empregado sempre ganha. A empresa sempre tem que pagar”.

E no futebol?? É outro mundo??

Como querem que o futebol seja respeitado e como pregam profissionalismo se na hora de mostrar que o clube é diferente, simplesmente “empurram o processo com a barriga”. E tá tudo bem. Vida que segue e vamos lutar pelo acesso, pelo título, buscar os melhores jogadores etc…

Tem muita coisa errada!

E muito funcionário e ex-funcionário sofrendo por aí, sendo constrangido por cobradores, bancos, escola dos filhos… Tudo por causa da irresponsabilidade de clubes que teimam em gastar mais do que arrecadam…

Meu processo está completando quase 5 anos e não vejo nenhuma expectativa. Nem do clube querer pagar e muito menos da justiça trabalhista agilizar.

Lembrando que atualmente eu presto serviço para um clube de futebol, que nada tem a ver com o clube que me deve.

E você, conhece algum funcionário (atleta também) que tem a receber de um ou mais clubes “profissionais” de futebol?

Com certeza conhece algum caso.

Essa é a vida.

“Ah Gabriel, não escreve isso, você vai sofrer retaliação”. Sim, só sofrerei retaliação de “gestores” com esse pensamento de “devo, mas quando der eu pago” ou de torcedores que sequer consomem produtos oficiais do clube, não pagam sócio-torcedor e só vão aos jogos porque ganham ingresso. Então tá.
Estamos tomando 7 a 1 na justiça trabalhista do futebol também…

Triste realidade.

ISSO PRECISA MUDAR.

56544577_2306192636068189_2351602995239583744_n

– A noção inexata dos preços

Para onde tudo vai?

Uma das coisas mais baratas que existe é macarrão, mas… nos comércios de artigos de luxo que anda em alta em muitos lugares, um pote de massas custa mais de R$ 100,00!

Há quem pague, mas uma massa caseira bem simples ainda é mais saborosa e gostosa.

– A 4a feira Santa e a Missa dos Santos Óleos

Hoje, quarta-feira, estamos num dia especial da Semana Santa. Costumeiramente, só há uma única grande celebração diocesana, onde os bispos reunem os sacerdotes para abençoar os óleos sagrados.

Saiba mais em: https://www.a12.com/jovensdemaria/artigos/crescendo-na-fe/voce-sabe-o-que-e-a-missa-dos-santos-oleo

MISSA DOS SANTOS ÓLEOS

Hoje, as dioceses se reúnem em suas catedrais para a celebração da Missa dos Óleos Santos. Mas, você sabe qual o simbolismo desse momento para a Igreja?

Durante esta celebração, se abençoa o óleo dos catecúmenos e dos enfermos e se consagra o óleo do Santo Crisma, daí, a celebração ser também chamada de ‘Missa dos Santos Óleos’.

Após o término do rito, os padres voltam para suas comunidades e levam a porção dos óleos para que possa ocorrer a prática dos sacramentos dos seus fiéis.

Nela também se renovam as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, sendo também chamada de “Missa da Unidade”, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja.

O bispo, se necessário, pode antecipar a celebração. Em algumas dioceses, ela é celebrada na Terça-feira Santa. 

Entenda o significado dos óleos:

– Óleo dos Catecúmenos: Concede a força do Espírito Santo aqueles que serão batizados para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal.

– Óleo dos Enfermos: É um sinal utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

– Óleo do Crisma: É um óleo utilizado nas unções consacratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do néo-sacerdote.

Resultado de imagem para missa dos oleos santos crisma

– Todas as divisões do Paulistão ganharão uma vaga a mais ou não?

Eberson Martins da Rádio 102 FM de Bragança Paulista, divulgou o novo uniforme da equipe formada pela fusão do Red Bull com o Bragantino. E, inevitavelmente, ao assumir o Massa Bruta, o Toro Loko tratou de repaginá-los.

Agora fica a questão: a vaga que sobrará em 2020 do Paulistão da A1 terá que ser preenchida, ou por alguém que compre o CNPJ do Red Bull Brasil (entenda essa situação aqui, nesta postagem em: https://wp.me/p4RTuC-n4d) ou pelo 3o colocado da A2 que terá o acesso.

Em subindo 3 equipes para a A1, num efeito repetitivo, sobem 3 para a A2 e 3 para a A3. E, claro, os clubes que estão nas divisões “de baixo” agradecem.

O certo é: em até 90 dias antes do início do Paulistão, de acordo com o Estatuto do Torcedor, isso tem que ser definido.

A propósito: nessa transição, retomando algo falado no início da nossa postagem, os uniformes do novo Red Bull Bragantino foram divulgados sem muita novidade. Em assumindo “de vez” a gestão e estando com a burocracia em dia, serão esses mesmos ou se modificarão para os tradicionais fardamentos utilizados na Áustria, na Alemanha ou nos EUA?

Gostou deles? Aqui: