– O desagradável encontro de uma ala da Igreja Católica oferecendo mídia positiva ao presidente Jair Bolsonaro

A imprensa livre, crítica e correta não faz jornalismo tendencioso (nem a favor, nem contrário). Li, e me entristeci, ao ver o Padre Reginaldo Manzotti junto com algumas emissoras de TV particulares de confissão católica na capa do Estadão, negociando verbas a troco de “mídia positiva” nos órgãos de comunicação que atuam.

Não é essa a posição da Igreja Católica (nem no Brasil, e nem no mundo). A propósito, a CNBB e a Rede Católica de Rádio divulgaram um importante esclarecimento preocupada com tal situação, mostrando que não se pode fazer algo assim, alertando sobre a unidade necessária à Igreja e repudiando tais ações.

Ufa! Que o catolicismo não se renda à politicagem (que é o mau uso da política).

Abaixo, em PDF, o texto. Gostei demais quando se atenta à estranheza do fato e recorda que: 

“A Igreja Católica não faz barganhas. Ela estabelece relações institucionais com agentes públicos e os poderes constituídos pautada pelos valores do Evangelho e nos valores democráticos, republicanos, éticos e morais”

EZ3RpRZWkAY8xuD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.