– É suspeita ou não a ação do time chinês com Goulart?

O Guangzhou Evergrande pediu a volta (mesmo com lesão) do jogador Ricardo Goulart, que estava emprestado ao Palmeiras.

A equipe chinesa pagará R$ 2 milhões de indenização rescisória ao clube brasileiro, e para convencer o atleta (repito, mesmo com lesão), ofereceu quase o dobro do que já ganhava: R$ 5 milhões mensais! E, pasmem, por um contrato de 5 anos!

Na ponta do lápis, estará pagando R$ 300.000.000,00 ao jogador. Inacreditável tal valor para qualquer jogador de futebol.

Mais uma observação: o time da China não fez o mesmo com Paulinho e Barcelona?

Suspeito…

Resultado de imagem para Ricardo Goulart Time da China

Anúncios

– O Impulso do Consumidor em Promoções!

Vi na prateleira de um determinado mercado: Coca-Cola de 3 litros “em promoção”, a R$ 10,35. Porém, mais à frente, percebi que cada garrafa de 1,5 litro custava R$ 4,30. Assim, comprando 2 produtos que dariam a mesma quantidade em litros, me sairiam a R$ 8,60 (contra os R$ 10,35 da promoção).

No caixa, comentei que essa promoção estava equivocada, e expliquei a diferença de preços. E a funcionária me respondeu simplesmente: “mas é promoção, o senhor não quis levar mesmo assim?”.

Ou seja: ela nem prestou atenção nos valores, mas demonstrou que é mais uma daquelas pessoas que, ao falar o nome PROMOÇÃO, acha que a oferta é vantajosa e por impulso compra a mercadoria….

Resultado de imagem para Coca cola 1,5

– E não é que talvez a Conmebol tenha razão? Sobre a Regra de Elegibilidade dos Clubes para 2020.

OPS: Essa publicação foi feita antes da Conmebol “voltar atrás da decisão de proibir clubes da 2a divisão de jogarem seus torneios”. Mas a ideia, se bem analisada, era correta! Meu ponto de vista (respeitando todos os outros) e explicando os motivos abaixo:

Basicamente, a Conmebol impôs que os clubes que disputem a Libertadores da América e a Copa Sulamericana estejam na 1a divisão dos campeonatos de seus países. Na verdade, o chamado “documento de elegibilidade” diz que o clube tem que estar classificado por mérito esportivo, não pode estar punido pela Conmebol e:

“Estar disputando o torneio nacional de sua associação-membro na divisão principal em 2020 / não ter sido rebaixado nesse ano”.

E o que você entende por isso?

Num primeiro momento, que os clubes da série A do Brasileirão são os únicos que teriam a vaga, excluindo a Copa do Brasil e, se por ventura, fossem classificados por via de Copa do Nordeste ou outro torneio, também não poderiam (por serem regionais).

Ora, a CBF entende diferente. E nessa dou razão! Explico:

O Campeonato Brasileiro tem 4 divisões. Por lógica, os melhores da 1a divisão se classificam. Não teria como um time classificado por esse critério técnico ser rebaixado. Até aí, tudo bem. Mas e os da Copa do Brasil?

Esses (Paulista e Santo André, por exemplo) que estiveram na  Copa do Brasil e foram campeões, disputavam a Série B e jogaram a Libertadores. O Palmeiras, na sua última conquista da Copa do Brasil, também jogou a Libertadores no ano em que disputou a série B (havia conquistado a Copa do Brasil e caiu no Brasileirão). Como seria a situação deles hoje?

Disputariam normalmente, pois se classificaram pela Copa do Brasil – um torneio nacional, e que não tem rebaixamento! Não se privilegiou “qual ou quais torneios nacionais”. Se esse regulamento dissesse “não ter sido rebaixado no principal torneio do país”, aí a situação mudaria de figura.

Mas também dou razão para a Conmebol de querer os melhores times (em tese) na sua competição. Se ela organiza a Libertadores, quer os principais de cada país e com melhor futebol jogado, pois isso melhora a qualidade técnica, o interesse e os valores dos patrocinadores. Talvez a grande queixa seja justamente o número elevado de equipes de países mais fracos e que são meramente figurantes, sendo “zebras” ou “sacos de pancada”.

Enfim: talvez somente o Brasil e a Argentina estejam preocupados com isso, pois nos outros países, com menor número de vagas, esse risco não existe.

Resultado de imagem para libertadores sorteio oitavas 2019

– Meu inventário comportamental pela metodologia DISC

Realizei uma entrevista para a criação do meu inventário comportamental, através da empresa DomIneSCo – Soluções em Gestão de Pessoas. E achei espetacular!

Tal trabalho visa analisar o comportamento pessoal e profissionalse bom ou ruim – através da metodologia DISC (Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade), em relacionamentos na estabilidade e na instabilidade de situações diversas. Você explora suas potencialidades e fraquezas voltadas para a proatividade, autonomia, extroversão, animação, segurança, perseverança, acolhimento, vigilância e tantas outras. 

Por não ter nada comprometedor, publico sem ressalvas (abaixo). É algo muito bacana para as empresas que querem avaliar o comportamento de seus colaboradores sem medo de errar na busca de talentos!

A propósito, essa metodologia para a formação do inventário comportamental DISC foi criada pelo psicólogo Dr Willian Moulton Marston, inventor do polígrafo / detector de mentiras e da personagem do universo das HQs… Mulher Maravilha!

Taí o motivo da heroína ter o laço da verdade! Ou não, amigos nerds?

O meu perfil aqui: DISCRafael

octogonoDomIneSCo

– A Inter de Limeira virará clube-empresa? A experiência do Paulista FC

Nos anos 2000, minha dissertação de mestrado (“O Novo Processo Administrativo do Futebol Brasileiro Frente a Profissionalização do Gerenciamento dos Clubes”) abordava os vários tipos / modelos de gestão dos clubes de futebol.

Destacavam-se, na época, como exemplo maior a co-gestão Palmeiras/Parmalat (onde eram sócios que tocavam o time com cada um tendo sua área bem definida). Havia também a HMTF no Corinthians (aqui, uma terceirização do futebol por parte de um clube e um fundo de investimentos, com Kia Joorabchian à frente). No interior, alguns casos de terceirização do futebol se tornaram mais comuns (como acontece hoje em Jundiaí com a Kah Sports, através da Fut Talentos, que vem tendo sucesso desde que asusmiu).

Pois bem: nesta época em que se fala de fusões de equipes (Red Bull Bragantino), na abertura de “filiais” (veja o que o Citi Group vem fazendo: o Manchester City sendo a matriz e o NY Citi, Girona-ESP, Yokohama-JAP e tantos outros sendo clubes filiais / satélites) ou ainda a aquisição de grandes empresas comprando conglomerados esportivos (os chineses que compraram a Inter de Milão – que era da Pirelli, o Milan que era do magnata Sílvio Berlusconi), ainda resistem clubes associativos: (Barcelona, Real Madrid) ou os de resistência a novos donos (como a Juventus, que é historicamente da família Agneli, da FIAT).

E nesse “resistir”, muita coisa acontece! Para os grandes poderosos estrangeiros, o dinheiro entra. Para os pequenos do Brasil, haja criatividade e competência. Um desses casos tem sido a Internacional de Limeira (Campeã Paulista de 86), que ressurgiu da 4a divisão para a 1a regional (falando, em especulação, de contar com Adriano Imperador em breve).

Enrico Ambrogini será o CEO da Inter, tendo como missão profissionalizar os processos administrativos do clube e torná-lo um clube-empresa.

Mas que modelo?

Aqui em Jundiaí, ainda existe o Paulista Futebol Clube Ltda, onde a parte “empresarial” está devendo muito e isso afasta qualquer membro associativo de querer a presidência sem pensar milhares de vezes (Rogério Levada está de parabéns por assumir a responsabilidade). Na prática, quem preside a Ltda assume a co-responsabilidade das ações e pode ser processado. Um pouco diferente de S/A, onde se pulverizam ações societárias e você tem um presidente nomeado / contratado pelos acionistas (mas que também tem responsabilidades na gestão financeira).

Se os clubes-empresas forem bem administrados, não há o que temer! Tornam-se ainda mais valorizados. O problema é que quando tudo isso dá errado, pois uma empresa pode falir! Taí o motivo de muitos clubes NÃO DESEJAREM “SER EMPRESA”, pois o receio de faltar competência é grande.

A experiência do Paulista FC, enquanto empresa parceira da Lousano Fios e Cabos ou como Etti Jundiaí (da associação com a Parmalat) foram excepcionais. Andando com as próprias pernas como Ltda no período de 2000 – 2005, muito bom. O problema foi a associação com o Campus Pelé / Banco Fator, um tremendo desastre com efeitos até hoje…

O modelo bacana de time empresa hoje é o da Ferroviária de Araraquara, como Ferroviária Futebol S.A., com empresários locais sendo “partes de dono” da equipe.

CLUBE-SA

– Todos somos importantes.

Li ontem um tuíte do Papa Francisco que fala, em outras palavras, da sinergia do mundo e da importância de todos as coisas como dependentes um dos outros. Abaixo:

Cada criatura tem uma função, nenhuma é supérflua. Todo o universo é uma linguagem do amor de Deus, do seu afeto infinito por nós: terra, água, montanhas; tudo é carícia de Deus“.

Pense na humanidade: todos são importantes, ninguém é menor ou maior do que alguém. Homens e mulheres, de cada lugar ou realidade, são únicos e fazem parte de um todo – que é selado pelo amor do Criador.

Gosto muito da passagem em que Jesus fala em um dos Evangelhos, mais ou menos com essas palavras: “se o Pai cuida com carinho dos passarinhos, que são suas criaturas, o que não fará com seus filhos tão amados”?

Perfeito!

Imagem relacionada

– Até na rua o VAR está tendo problemas?

Que fase anda a arbitragem brasileira, hein? Ou melhor: que “roda”!

Não é que a cabine do VAR viralizou na 4a feira nas ruas do Maranhão, justamente por estar sendo transportada sem os cuidados necessários?

Pobre Brasil… não cumpre as regras de trânsito e ainda quer cumprir as regras do jogo?

Abaixo, extraído de: https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/05/22/carro-com-var-de-sampaio-x-palmeiras-que-viralizou-burlou-leis-de-transito.htm

CARRO COM VAR DE SAMPAIO CORRÊA X PALMEIRAS BURLOU A LEI DE TRÂNSITO

Por José Edgar de Matos

A empresa responsável por fazer o transporte da cabine do árbitro de vídeo (VAR) para o Estádio Castelão, em São Luís, palco do duelo de hoje (22) entre Sampaio Corrêa x Palmeiras, marcado para as 19h15 (de Brasília), quebrou leis de trânsito na foto que ganhou espaço na internet, horas antes do confronto. A estrutura foi flagrada na caçamba de um veículo na avenida Casemiro Júnior, na capital maranhense.

O UOL Esporte ouviu Mércia Gomes, 45 anos, especialista em Gestão e Direito Trânsito. A profissional apontou pelo menos duas infrações cometidas durante o transporte do VAR para o palco do duelo de ida da fase oitavas de final da Copa do Brasil.

O funcionário sem qualquer proteção na caçamba da caminhonete burla as leis do trânsito nos artigos 230, inciso II (infração gravíssima e apreensão do veículo) e 235 ( infração grave e retenção do carro), afirma a especialista após analisar a imagem que ganhou repercussão nas redes sociais.

“Conduzir pessoas nas partes externas dos veículos é proibido. (…) Somente é possível transportar objetos ou animais (considerados, pela legislação de trânsito, como carga viva) ou com autorização. A infração aplica-se ao ambiente completamente externo do veículo, sem qualquer proteção adicional, como sobre o teto ou o capô”, explicou, antes de destacar a segunda infração que consta no código.

“No caso da caçamba da caminhonete, também é proibido o transporte de passageiros (que configura infração de trânsito específica, do artigo 230, inciso II). É proibido conduzir pessoas nas caçambas dos veículos ou qualquer outro veículo como pick-up ou carrocerias abertas”, acrescentou Mércia Gomes, antes de explicar qual a maneira correta de realizar este transporte.

“Para conduzir passageiro, deve o mesmo sempre que adentrar no veículo, fazer utilização do cinto de segurança; portanto, neste tipo de veículo, o passageiro encontra-se sem qualquer segurança”, acrescenta Mércia Gomes.

A CBF, em contato com a reportagem, confirmou que a cabine na imagem será utilizada no jogo de hoje e destacou o erro no transporte.

Segundo a entidade máxima do futebol brasileiro, esta não era a “forma adequada” e recomendada para a cabine do VAR chegar ao estádio de Sampaio x Palmeiras.

A confederação contrata empresas para realizar este serviço para as partidas e exige o transporte de maneira reservada. De acordo com a entidade, não houve qualquer dano ao equipamento durante o traslado para o estádio Castelão, palco do duelo pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

var-sampaio-x-palmeiras-1558553543993_v2_615x300-2

 

– Por 11 bilhões de dólares, a brasileira Natura compra a internacional Avon!

Uau! Que negócio entre gigantes espetacular!

Já imaginaram o número de lojas, funcionários, distribuidores, faturamento e onde estará entrando a nova empresa formada pela Natura e Avon?

Impressione-se com a enorme corporação que está nascendo na área dos cosméticos, abaixo,

Extraído de: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/22/natura-anuncia-compra-da-avon.ghtml

NATURA ANUNCIA COMPRA DA AVON

Fechamento do negócio ainda depende de aprovações; companhia combinada tem valor estimado em US$ 11 bilhões.

A fabricante de cosméticos Natura anunciou nesta quarta-feira (22) a aquisição da Avon, em uma operação de troca de ações. Segundo a companhia, a operação cria o quarto maior grupo exclusivo de beleza do mundo.

A partir da transação, será criada uma nova holding brasileira, Natura Holding. Os atuais acionistas da Natura ficarão com 76% da nova companhia, enquanto os atuais detentores da Avon terão os demais cerca de 24%.

No negócio, o valor da Avon é estimado em US$ 3,7 bilhões, e o da nova companhia combinada em US$ 11 bilhões. Os papéis da Natura Holding serão listados na B3, a bolsa brasileira, e terão certificados de ações (ADRs) negociados na bolsa de valores de Nova York (NYSE). Os acionistas da Avon terão opção de receber ADRs negociados na NYSE ou ações listadas na B3.

Em comunicado, a Natura informa que a transação permanece “sujeita às condições finais habituais, incluindo a aprovação tanto pelos acionistas da Natura quanto da Avon, assim como das autoridades antitruste do Brasil e outras jurisdições”. A conclusão da operação é esperada para o início de 2020.

“A união de hoje cria uma força importante no segmento”, afirma em nota Luiz Seabra, cofundador da Natura. Acreditamos que os negócios podem ser uma força para o bem e, com a Avon, ampliaremos nossos esforços pioneiros para levar valor social, ambiental e econômico a uma rede em constante expansão”.

Já o presidente do conselho da Avon, Chan Galbato, afirma que “o Conselho da Avon está confiante que a Natura será uma parceira poderosa para a marca, ao mesmo tempo em que oferece mais escala, operações e oportunidades ampliadas para colaboradores e Representantes, além de tremendo potencial de ganho para acionistas de ambas as empresas”.

Negócios combinados

No comunicado enviado ao mercado, a Natura aponta que o negócio cria um grupo com mais de 6,3 milhões de representantes e consultoras, com 3,2 mil lojas.

“Com a Avon, a Natura &Co terá faturamento bruto anual superior a US$ 10 bilhões, mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países”.

A expectativa é que o negócio gere sinergias entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões anuais, “que serão parcialmente reinvestidos para aumentar ainda mais sua presença nos canais digitais e mídias sociais, em pesquisa e desenvolvimento, iniciativas de marca e expansão da presença geográfica do grupo”, diz a companhia.

As ações da Natura fecharam o dia em alta de 9,4%, atingindo o recorde de R$ 61,50. Já as ações da Avon saltaram cerca de 9%, cotadas a US$ 3,49.

Resultado de imagem para NATURA AVON

– 5 poses para a 5a feira:

Apesar da gripe, não pode faltar ânimo para a jornada. Que tal nos motivarmos para viver bem o dia? Em alguns cliques:

Vamos para o cooper diário (hoje bem básico, devido à recuperação)? Só não pode ter preguiça:

Correndo e Meditando no dia de São Juliano, chamado de “o Hospitaleiro”, decapitado por se recusar a negar Jesus Cristo.
Sua história e modelo católico em: bit.ly/1SM1mqQ

Fim de cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das flores – destacando essa linda roseira:

06h30 – Pausa para contemplar o infinito. Desperte, Jundiaí!
A quinta-feira amanhece belíssima. Impossível discordar…

E como hoje é dia de #tbt, vale recordar: todo sábado, para minha caçulinha, é dia de pizza. Aqui ela estava ligando do seu celular pedindo uma de “queixo”. Não seria “queijo”, filhinha? Aqui a fofurice para nossa lembrança fixar a doçura da vida.

Enfim, hoje há de ser uma grande 5a!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby