– E não é que talvez a Conmebol tenha razão? Sobre a Regra de Elegibilidade dos Clubes para 2020.

OPS: Essa publicação foi feita antes da Conmebol “voltar atrás da decisão de proibir clubes da 2a divisão de jogarem seus torneios”. Mas a ideia, se bem analisada, era correta! Meu ponto de vista (respeitando todos os outros) e explicando os motivos abaixo:

Basicamente, a Conmebol impôs que os clubes que disputem a Libertadores da América e a Copa Sulamericana estejam na 1a divisão dos campeonatos de seus países. Na verdade, o chamado “documento de elegibilidade” diz que o clube tem que estar classificado por mérito esportivo, não pode estar punido pela Conmebol e:

“Estar disputando o torneio nacional de sua associação-membro na divisão principal em 2020 / não ter sido rebaixado nesse ano”.

E o que você entende por isso?

Num primeiro momento, que os clubes da série A do Brasileirão são os únicos que teriam a vaga, excluindo a Copa do Brasil e, se por ventura, fossem classificados por via de Copa do Nordeste ou outro torneio, também não poderiam (por serem regionais).

Ora, a CBF entende diferente. E nessa dou razão! Explico:

O Campeonato Brasileiro tem 4 divisões. Por lógica, os melhores da 1a divisão se classificam. Não teria como um time classificado por esse critério técnico ser rebaixado. Até aí, tudo bem. Mas e os da Copa do Brasil?

Esses (Paulista e Santo André, por exemplo) que estiveram na  Copa do Brasil e foram campeões, disputavam a Série B e jogaram a Libertadores. O Palmeiras, na sua última conquista da Copa do Brasil, também jogou a Libertadores no ano em que disputou a série B (havia conquistado a Copa do Brasil e caiu no Brasileirão). Como seria a situação deles hoje?

Disputariam normalmente, pois se classificaram pela Copa do Brasil – um torneio nacional, e que não tem rebaixamento! Não se privilegiou “qual ou quais torneios nacionais”. Se esse regulamento dissesse “não ter sido rebaixado no principal torneio do país”, aí a situação mudaria de figura.

Mas também dou razão para a Conmebol de querer os melhores times (em tese) na sua competição. Se ela organiza a Libertadores, quer os principais de cada país e com melhor futebol jogado, pois isso melhora a qualidade técnica, o interesse e os valores dos patrocinadores. Talvez a grande queixa seja justamente o número elevado de equipes de países mais fracos e que são meramente figurantes, sendo “zebras” ou “sacos de pancada”.

Enfim: talvez somente o Brasil e a Argentina estejam preocupados com isso, pois nos outros países, com menor número de vagas, esse risco não existe.

Resultado de imagem para libertadores sorteio oitavas 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.