– O mau uso da “Regra dos Estrangeiros” nos times brasileiros: Bryan Ruiz e Romero.

Não gosto do excesso de jogadores estrangeiros nas equipes do Brasil. Já fiz algumas considerações oportunas sobre os prós e contras, falando de intercâmbio, revelação de atletas e oportunidades financeiras em: https://wp.me/p4RTuC-mzl.

Volto a esse assunto pois leio: o Santos FC possui 7 estrangeiros em seu elenco (podem jogar até 5). E uma questão me incomoda: o costa-riquenho Bryan Ruiz está por lá ainda, há 5 meses treinando sem jogar (pois não será aproveitado) e recebendo normalmente.

Quem banca esse prejuízo?

Se os clubes fossem S/A sérias, cabeças já tinham rolado e esse tipo de absurdo não aconteceria. Por que foi contratado? Quais as cláusulas tão impeditivas de encerrar o vínculo? Quem foi o responsável pelo mau negócio?

Quantos jogadores nessas mesmas condições estão por aí… Digo o mesmo de Romero, que foi muito bem pelo Corinthians e está sem jogar nesse semestre por conta do encerramento do seu contrato. Ora, se quer ir embora, que abra mão do vínculo. Se não é isso, seja profissional e jogue! Por quê o Corinthians aceita isso passivamente?

Há certas coisas inexplicáveis no mundo da bola… É difícil crer que tudo isso aconteça simplesmente por incompetência e não ter uma pontinha de dúvida imaginando algum rolo envolvendo empresários de atletas e de clubes…

bomba.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.