– Ufa!

Dia 30 de aproximadamente 150 vencidos. Graças a Deus.

Tentando ser “pãe” na ausência da mamãe, que está se sacrificando por todos nós (motivo em: https://wp.me/p4RTuC-Bm4).

Domingo puxado, cuidando com muito carinho das minhas crianças, faltando bastante tempo para quaisquer outras tarefas (mesmo sendo dia de descanso).

Até amanhã!

– Dois lances polêmicos no 1o tempo de Palmeiras 2×0 São Paulo (parcial).

Raphael Claus corretamente não marcou pênalti de uma bola que bate na mão grudada no corpo de Éder. Igualmente o lance de Marcos Rocha não foi, 4a feira passada.

A questão é: por que raios o VAR tem que chamar?

No Brasil, o árbitro de vídeo é um sujeito metido, aparecido, que atrapalha o jogo e quer caçar erros. Eu me ENVERGONHO de ver um lance assim, vai contra o Espírito da Regra do Jogo.

Sobre o segundo gol do Palmeiras: se a infração fosse precedente ao gol (ou seja: o último lance antes de sair o gol), o VAR teria que chamar. Mas a jogada continuou e existiu uma sequência, ficou “lance vencido”. Acertou Claus de novo, falando pelo protocolo do árbitro de vídeo (Ali, importante: o Árbitro Assistente poderia ter ajudado, mas somente na imediatez do ocorrido).

Os motivos disso (VAR intrometido) acontecer, abaixo, extraído do Blog Pergunte Ao Árbitro:

Sabemos que o árbitro de vídeo, função criada para ajudar a arbitragem em lances pontuais determinados em protocolo, está sendo mal usado no Brasil. No mundo, o VAR é rápido e não apita o jogo. Aqui, ele é demorado, histérico (vide os gritos na cabine nos áudios disponibilizados no último Choque-Rei) e re-apita as partidas.

E qual o motivo disso acontecer?

Para explicar, uma lembrança: em 2014, quando se discutia os lances de movimento antinatural da mão na bola, eu conversei com árbitros da Pré-Temporada sobre o que foi orientado. E eles foram unânimes no discurso (que imediatamente achei equivocado): “Vai ficar mais fácil marcar a falta ou o pênalti, pois na dúvida, dá para interpretar como movimento antinatural”. Apesar da minha contestação, e de verificar que, principalmente na Europa, a Regra permanecia como prioritariamente “Intenção”, e dentro dela o lembrete de que era para verificar uma intenção disfarçada, um movimento antinatural para se tirar proveito da jogada, aqui tudo estava sendo colocado como antinatural (até a mão de proteção no rosto). Virou queimada…

Caso você tenha dúvida sobre lances da mão na bola e por quê erramos, de maneira bem didática, convido a leitura neste post: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2019/08/09/o-que-mudou-ou-nao-na-regra-da-mao-na-bola/

  • Por quê eu lembrei desse fato para falar do VAR? 

Porquê igualmente houve, na Pré-Temporada paulista (mas já tinha ocorrido em orientações da CBF) a seguinte colocação, com palavras aproximadas:

“O VAR não vai chamar um árbitro à toa. Se ele está na cabine, mais tranquilo, descansado e concentrado, ele pode ver erros e decisões de maneira diferente do que o árbitro. Se for para chamar o árbitro e a decisão não ser diferente, nem adianta chamar. Se chamou, é porque tem algo de errado. Além do mais, existe VAR, AVAR e mais cabeças para ajudar o árbitro lá na cabine”.

Lêdo engano…

Primeiro: nos prendamos aos protocolos, que significa: o VAR atua conferindo as situações que lhe foram confiadas, como confusão de cartões para atletas identificados equivocadamente, conferências de gols, agressões e erros crassos, entre as principais.

Segundo: o VAR não tem que interferir em lances interpretativos onde não veja erro absurdo. E erro absurdo não é dúvida de interpretação, é equívoco claro e evidente.

Terceiro: muitas vezes, o árbitro tem a visão mais aberta do que as câmeras, está num posicionamento privilegiado em campo onde a imagem de TV, ao invés de ajudar, pode confundir. Nenhuma câmera substitui o que o árbitro está vendo (a não ser que instale uma câmera no uniforme do juiz).

Quarto: estar na cabine, na frieza do lance, sem sentir o calor da partida, nem vibrar no mesmo ritmo / frequência do jogo, faz com que não se tenha a real dimensão da força de um empurrão, de um chute, de uma dividida ou de um puxão, maquiando a imagem.

Portanto, quando a gente verificar que o árbitro está indo para a cabine, saibamos que a chance dele mudar a opinião dele (mesmo estando correta) é enorme, justamente pela justificativa de que “se o VAR chamou, provavelmente ele está certo”e que essa mentalidade é equivocada perante a IFAB, sendo uma coisa exclusivamente brasileira.

O MAIS IMPORTANTE: para entender o que se quer do VAR de verdade, leia esse texto, abaixo, e se atente ao item 3 de Lukas Bradhttps://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2019/11/05/o-que-a-ifab-pede-ao-var-e-o-que-o-brasil-faz-com-ele/

Fifa se diz 'extremamente satisfeita' com arbitragem da Copa e implantação do VAR - ESHOJE

MOSCOW, RUSSIA – JUNE 21: Video Assistant Refereeing (VAR) Room at the Internatinal Broadcasting Centre on June 21, 2018 in Moscow, Russia. (Photo by Joosep Martinson – FIFA/FIFA via Getty Images), extraído de: https://eshoje.com.br/2018/07/fifa-se-diz-extremamente-satisfeita-com-arbitragem-da-copa-e-implantacao-do-var-ae/

– Compartilhe leitura.

Muitas pessoas tomam boas iniciativas de ajudar o próximo. Uma delas é a “Estante Solidária”, onde você deposita livros a fim de que quem não possa comprá-los, possa os ler gratuitamente.

Alguma alma de bom coração lotou essa aqui, em Bragança Paulista, entre o Jardim Europa e Jardim Primavera: doou uma quantidade significativa!

Parabéns ao anônimo, que faz o bem sem olhar a quem e ainda promove a Cultura e a Educação do nosso país.

Olhe abaixo:

– Dia do Padroeiro dos Doentes Incuráveis e Portadores de HIV: São Luís Scrosoppi

Hoje é dia do padroeiro dos doentes incuráveis, dos portadores do vírus HIV e dos caridosos: São Luís Scrosoppi.

Com a busca incessante de ajuda incondicional aos pobres, sempre buscando promover a Caridade, tornou-se Santo por João Paulo II, após milagrosa e inexplicável cura de um devoto sulafricano. Abaixo, extraído de iTerço:

SÃO LUÍS SCROSOPPI

Luís nasceu em 4 de agosto de 1804, em Udine, cidade do Friuli, no Norte da Itália. Foi o último dos filhos de Antônia e Domingos Scrosoppi, cristãos fervorosos que educaram os filhos dentro dos preceitos da fé e na caridade. Aos doze anos, Luís ingressou no seminário diocesano de Udine, e, em 1827, foi ordenado sacerdote.
A região do Friuli, a partir de 1800, mergulhou na miséria em conseqüência das guerras e epidemias, o que serviu ao padre Luís de estímulo para cuidar dos necessitados. Dedicou-se, com outros sacerdotes e um grupo de jovens professoras, à acolhida e à educação das “derelitas”, as mais sozinhas e abandonadas jovens de Udine e dos arredores. A elas ele disponibilizou todos os seus bens, suas energias e seu afeto, sem economizar nada de si. Quando foi preciso, ele não hesitou em pedir esmolas. A sua vida foi, de fato, uma expressão palpável da grande confiança na Providência Divina.
Com essas senhoras, chamadas de “professoras”, hábeis no trabalho de costura e de bordado, que estavam aptas à alfabetização, dispostas a colocarem suas vidas nas mãos do Senhor para servi-lo e optando por uma vida de pobreza, padre Luís Scrosoppi fundou a Congregação das Irmãs da Providência. Mas notou que necessitava de algo mais para dar continuidade a essa obra. Por isso, aos quarenta e dois anos de idade, em 1846, tornou-se um “filho de são Felipe” e, através do santo, aprendeu a mansidão e a doçura, qualidades que lhe deram mais idoneidade na função de fundador e pai da nova família religiosa.
Todas as obras feitas por padre Luís refletiram sua opção pelos mais pobres e necessitados. Ele profetizou certa vez: “Doze casas abrirei antes da minha morte”, e sua profecia concretizou-se. Foram, realmente, doze casas abertas às jovens abandonadas, aos doentes pobres e aos anciãos que não tinham família. Porém Luís não se dedicava apenas às suas obras de caridade. Ele também oferecia seu apoio espiritual e econômico a outras iniciativas sociais de Udine, realizadas por leigos de boa vontade. Era dele, também, a missão de sustentar todas as atividades da Igreja, em particular as destinadas aos jovens do seminário de Udine.
Depois de 1850, a Itália unificou-se, num clima anticlerical, e os fatos políticos representaram um período difícil para Udine e toda a região do Friuli. Uma das conseqüências foi o decreto de supressão da “Casa das Derelitas” e da Congregação dos Padres do Oratório, de Udine. Após uma verdadeira batalha, conseguiu salvar as “Casas”, mas não conseguiu impedir a supressão da Congregação do Oratório.
Já no fim da vida, padre Luís transferiu a direção de suas obras às irmãs, que aceitaram a missão com serenidade e esperança. Quando sentiu chegar o fim, dirigiu suas últimas palavras às irmãs, animando-as para os revezes que surgiriam, lembrando-as: “… Caridade! Eis o espírito da vossa família religiosa: salvar as almas e salvá-las com a caridade”. Morreu no dia 3 de abril de 1884. Toda a população de Udine e das cidades vizinhas foram vê-lo pela última vez e pedir-lhe ajuda do paraíso celeste.
No terceiro milênio, as irmãs da Providência continuam a obra do fundador nos seguintes países: Romênia, Moldávia, Togo, Índia, Bolívia, Brasil, África do Sul, Uruguai e Argentina.
Padre Luís Scrosoppi foi proclamado santo pelo papa João Paulo II em 2001. Nessa solenidade estava presente um jovem sul-africano que foi curado, em 1996, da Aids. Por esse motivo, esse mesmo pontífice declarou São Luis Scrosoppi padroeiro dos portadores do vírus da Aids e de todos os doentes incuráveis. O jovem sul-africano que se curou desse vírus entrou no Oratório de São Felipe Néri, tomando o nome de Luís.

bomba.jpg

Imagem extraída da Internet, autor desconhecido.

– A sombra de Jorge Jesus ronda o Flamengo novamente?

Com o vice-campeonato conquistado, através do empate com o campeão Fluminense, Paulo Sousa passou a ser ainda mais contestado na Gávea.

Mas é culpa dele? Ou “só dele”? Ou não é dele, mas dos jogadores e da diretora? Ou “também deles”?

Enquanto Jorge Jesus estiver desempregado, sua sombra sempre será perene contra qualquer treinador

Jorge Jesus nega futebol saudita e não descarta o Flamengo | Futebol | iG

Extraído de: https://esporte.ig.com.br/futebol/2022-03-31/ex-flamengo–jesus-nega-futebol-saudita-e-nao-descarta-o-flamengo.html (Foto: divulgação).

– Sol ou chuva?

Chuva ou sol: o que teremos para daqui a pouco?

Com o veranico do começo da tarde, tá com um jeitão que vem água…

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#entardecer #sun #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #nuvens #clouds

– Nunca publique na Internet sem estar bem emocionalmente. Você poderá ficar sozinho no futuro…

Escrever sob forte emoção, sem equilíbrio emocional ou simplesmente “com vontade de polemizar”, pode trazer sérios problemas nas Redes Sociais. 

Se alguém ofende seu semelhante nela, com a rapidez da Web, mesmo que apague certamente será visualizado por um grande número de pessoas. 

Aliás, há pessoas que se esquecem que as publicações, quando públicas, são lidas e ficam aparentes para outras que não gostariam. E aí o cidadão ofendido, desrespeitado, mesmo que ali não responda, sabe o que aconteceu. 

Me impressiona a falta de inteligência de quem possa crer que o mundo gira em torno dele, e que suas verdades são únicas e as dos outros, invalidadas. 

Respeitar a opinião alheia é importante, não significando concordar ou não. Podemos pensar o inverso do nosso próximo, mas isso não quer dizer que ele deva ser desrespeitado.

Aliás, críticas ao trabalho profissional de alguém ou simplesmente desvalidar uma opinião que você não concorda, normalmente é algo feito com o estômago. Aí o sujeito cai em si, vê as idiotices escritas e resolve “disfarçar” a cáca. 

Quem apaga comentários nas redes sociais, sabe que algo está errado e que pode sofrer consequências. Desde injúrias até ameaças, o Facebook, o Twitter e outras Redes estão cheias de pessoas que as tratam como “antissociais” – embora esses “apagadores” exijam que os outros sejam partidários socialmente de seus ideias. 

Pobre mundo virtual, que revela o íntimo das pessoas do mundo real…

Cá entre nós: quando você verificar que alguém promove desavenças e ofensas, e tentar ajudar a pessoa (trazendo-a para a razão e para as regras do exercício de cidadania) mas ela simplesmente não só ignorar como agir contrariamente… torça para que outra pessoa a ajude, pois a birra dela (que no fundo, sabe que está errada) impedirá que a humildade o faça voltar ao bom senso e permitirá que a arrogância a domine. 

Não respeitar o próximo, ofender a dignidade alheia e desmerecer o trabalho honesto de qualquer um, faz com que o indivíduo se torne isolado, sozinho e triste. Como ele não pedirá desculpas – justamente pelo ambiente que ele próprio criouse torça para que ele saia desse transtorno de relacionamento com as menores sequelas possíveis. 

Quando uma pessoa qualquer te chama a atenção, ela pode estar errada ou não. Mas quando amigos insistem no cuidado com as palavras mais de uma vez, aí é outra história…

Que haja tempo para a cegueira social não acabar com as relações (ou com os amigos). Um pedido de desculpa, um “e aí, fui mal” ou uma autocrítica sempre fazem bem, evitando morrer sufocado por ele próprio.

Nas redes sociais, “é tudo lindo... é divino... é maravilhoso!” - Jornal de  Brasília 

Imagem extraída de: https://jornaldebrasilia.com.br/blogs-e-colunas/pragmatica/redes-sociais/

– Colorido infinito.

De outra semana: a incrível cor do horizonte, numa bonita manhã!

Por mais dias assim… nossas lentes agradecem!

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #inspiração #mobgrafia #XôStress

– Qual a prioridade para hoje: Decisão ou Família?

Eu sei que temos Palmeiras x São Paulo decidindo o Campeonato Paulista hoje. Mas é obvio que, estando sem a patroa querida em casa, com os vovôs e vovós aqui, e tendo duas lindas filhas, a família é a prioridade incontestável.

Se der, assisto. Se não der, tudo bem. O que me importa é: estar com minhas pessoas queridas!

– O lindo sol dominical.

Olhe só o que o sol andou fazendo por aqui hoje cedo… um incrível amanhecer bragantino, com muita luz para o domingo!

Viva a natureza e a sua beleza.

📸 #FOTOGRAFIAéNOSSOhobby
#amanhecer #morning #sol #sun #sky #céu #natureza #horizonte #fotografia #paisagem #landscapes #inspiração #mobgrafia #XôStress #BragançaPaulista

– Domingo é dia de Missa: o Evangelho da mulher adúltera.

Hora de rezar. Hoje, o Evangelho é o da adúltera que seria apedrejada e Jesus questiona os julgadores: “quem não tiver pecado, que atire a primeira pedra”!

Temos essa consciência também (de que todos somos pecadores)?

– Bom dia, domingo (4 de 4).

🌅 05h50 – Desperte, Bragança Paulista, com um clarão muito bonito.

Que o domingo possa valer a pena!

(E há de valer, creiamos nisso).

🍃🙌🏻 📸 #clouds #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

– Bom dia, domingo (3 de 4).

🌺 Fim de cooper!

Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza da natureza. Hoje, com essas delicadas plantas coloridas.

Curta Flores! Elas nos desestressam e aliviam a mente.

🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

– Bom dia, domingo (2 de 4).

🙏🏻 Enquanto vou correndo, fico meditando e faço uma prece:

“- Ó Virgem Maria, carinhosamente chamada de Nossa Senhora e Nossa Mãe, rogai por nós que recorremos a vós. Hoje, em especial, pelos que estão aflitos. Amém.”

Reze, e se o que você pediu for para seu bem, Deus atenderá.

⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

– Bom dia, domingo (1 de 4).

👊🏻 Olá amigos! Tudo bem? Sem preguiça para levantar, mesmo sendo domingão?

Por aqui, tudo pronto para suar mais uma vez em busca de saúde. Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária endorfina (sempre controlando o cortisol)?

Pratique esportes. Sempre!

🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running #Adidas #Asics #Mizuno 

– 33º dia da Quaresma: Liturgia Diária – 03/04/2022 – I Domingo da Paixão.

Domingo de 1ª Classe – Missa Própria – Estação em S. Pedro No lugar em que S. Pedro seguiu o exemplo de seu Mestre, morrendo na cruz, quer também a …

Continua em: Liturgia Diária – 03/04/2022 – I Domingo da Paixão