– Há 3 anos….

… tive a alegria de entrar de braço dado com uma noiva, e eu não era o noivo!

Levava, com satisfação, a minha madrasta para o enlace matrimonial com o meu pai.

Como é bom SER, TER e VIVER a família!!!

Relembrando esse dia feliz:

Agradecemos de coração aos nossos parentes e amigos que compartilharam tamanho momento de felicidade conosco, na Cerimônia e nos Festejos do Matrimônio do meu pai, seu Lili, com minha boadrasta, a tia Lalá!

Sentimo-nos honrados e nossa família transborda de alegria!

Casamento1

Compartilho, abaixo, o lindo Salmo cantado pela Marina Porcari ao vovô e à vovó:

(Lindinha e afinada)

O AMOR JAMAIS ACABARÁ – A – A

O AMOR JAMAIS ACABARÁ

NÃO SERÁ UM PALACETE, NEM SERÁ UMA MANSÃO

ESSA CASA PEQUENINA, É O VOSSO CORAÇÃO

O AMOR JAMAIS ACABARÁ – A – A

O AMOR JAMAIS ACABARÁ

MESMO SENDO PEQUENINA, SEM CORTINAS E SEM FLOR

ESSA CASA VAI SER LINDA, SE DEUS FOR O CONSTRUTOR

O AMOR JAMAIS ACABARÁ – A – A

O AMOR JAMAIS ACABARÁ

O TIJOLO PACIENTE, O CIMENTO DA UNIÃO

A FAMILIA CONSTRUINDO, O ALICERCE NESSE CHÃO

O AMOR JAMAIS ACABARÁ – A – A

O AMOR JAMAIS ACABARÁ

 

Anúncios

– Honestidade Flexível?

Pesquisa americana mostra: tendemos a ser mais honestos quando somos lembrados que deve existir honestidade; que existe o vírus da desonestidade e que ele é contagioso; e que nossos princípios mudam conforme o cenário. 

Será que você concorda com esses resultados e outros mais polêmicos ainda?

A matéria sobre esse assunto intitulado Moralidade Total Flex está aqui: bit.ly/OFvJC5

 

– O Gol anulado em Ajax versus Real Madrid

Não assisti os jogos da Champions League desse meio de semana, mas recebi esse lance importante e histórico do Ajax contra o Real Madridque se tornou o primeiro gol anulado na competição através do uso de VAR.

O vídeo está abaixo, e ao assistí-lo… Nossa, que lance difícil!

Não estou convencido de que o jogador do Ajax fez essa carga realmente faltosa sobre o do Real. A primeira coisa a se perguntar (principalmente para a Escola de Arbitragem Europeia) é: foi um lance que beneficiou o suposto infrator e que realmente o adversário ficou inoperante? Lá, essa jogada não costuma ser falta. Aqui no Paulistinha (nas últimas gestões) é “perigo de gol”.

Pensemos pelo outro lado: e se fosse ao contrário, ou seja, o jogador do time espanhol pulando daquele jeito no do holandês, marcaria-se pênalti?

Uma coisa é certa: o VAR teve que ser rápido na tomada de decisão!

Complemento: alguns amigos crêem ter sido impedimento pela suposição do comentarista Mauro Beting. Não foi, o Mauro deixa tudo no condicional para ver o que estava acontecendo. Além disso, há a mão levantada do árbitro que está fazendo um gestual que está parado. Ele não estava marcando impedimento, ele estava indo ao monitor nesse momento.

 

– Nunca desista dos seus sonhos!

Um dos escritos de maior vendagem de Augusto Cury, um psiquiatra renomado e que se popularizou, traz essa perfeita constatação:

Quem é incapaz de questionar as próprias verdades, não tem mais nada a aprender. Seu conhecimento se transforma num cárcere”.

Uma perfeita reflexão para aceitarmos nossa debilidade. Embora eu sempre tenha um pouco “o pé atrás” com livros de auto-ajuda (pelo excesso de má publicações), é inegável a excelência do prof Cury. A propósito, estou lendo “Nunca desista dos seus sonhos”, e é muito bom!

bomba.jpg

– Como é ter um “presente de corrupção”?

Poderia ser de político do PT, do PSDB, não importa o nome da partido ou do representante. A ideia é: como é triste ver nosso país mergulhado em crimes de corrupção e o funcionamento da máquina das empreiteiras desonestas.

Aqui o exemplo do famigerado Sítio de Atibaia, que resultou na segunda condenação do ex-presidente Lula (insisto: poderia ser outro nome de outra ideologia, mas o mote a discutir é: a ganância e a vontade de levar sempre vantagens nefastas…).

Abaixo: https://epoca.globo.com/o-sitio-de-atibaia-23435625

O SÍTIO DE ATIBAIA

Espaço que Lula usava como refúgio originou a segunda condenação do ex-presidente: mais 12 anos e 11 meses de prisão

por Gustavo Schmitt

Quando investigadores chegaram a Atibaia, no interior paulista, e entraram no sítio alvo da Operação Lava Jato, há pouco mais de dois anos, não tiveram dúvidas da ligação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-primeira-dama Marisa Letícia com o lugar. A propriedade podia estar em nome de Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios de Fábio Luís da Silva, o Lulinha. Mas os principais usuários eram mesmo Lula e Marisa.

O local era a casa dos bichos de estimação de Marisa, alguns vindos de Brasília. Havia pavão, pato, ganso, peru e marreco. Havia remédios de farmácias de manipulação em nome do casal, presentes e anotações. No lago, um bote de pesca tinha a inscrição Lula e Marisa. No Instituto Lula, funcionários costumavam se referir ao sítio de Atibaia de forma natural, sem censura. Até mesmo alguns petistas que torcem o nariz para a condenação de Lula no caso do tríplex no Guarujá, no litoral paulista, reconhecem que o caso do sítio era difícil de defender. Tão difícil que Lula foi condenado a mais 12 anos de prisão em primeira instância na quarta-feira 6 de fevereiro.

As digitais do ex-presidente estavam presentes desde a compra da propriedade, no segundo semestre de 2010, último ano do segundo mandato. A aquisição foi formalizada no escritório de advocacia de Roberto Teixeira, amigo de longa data de Lula. Fernando Bittar, um dos donos oficiais do sítio, é filho de Jacob Bittar, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores na década de 80. Fernando cresceu com os filhos de Lula e os tinha como irmãos.

Quando Lula ainda era presidente, Marisa pediu a José Carlos Bumlai, empresário próximo à família e acusado de ter se beneficiado de contrato superfaturado na Petrobras, para que ele fizesse melhorias na propriedade. Diante da lentidão das obras sob responsabilidade de Bumlai, Marisa pediu, em 2010, para que a Odebrecht ajudasse. Um dia antes de Lula deixar a Presidência, Emílio Odebrecht avisou ao então presidente que a obra seria entregue em breve. “Ele (Lula) não fez nenhum comentário, mas também não mostrou nenhuma surpresa (…). Entendi não ser mais surpresa”, disse Odebrecht ao Ministério Público Federal em depoimento de seu acordo de colaboração premiada.

Seguindo a velha máxima que reforma é fácil de começar e difícil de sair — ainda mais se há alguém pagando —, Lula e Marisa pediram, em 2014, para Léo Pinheiro, presidente da OAS, dar um jeito na cozinha, que era velha e pouco atraente. Projeto com cara de revista aprovado, tudo foi trocado, do telhado à geladeira. De tão moderna, a cozinha passou a destoar do restante da casa, de modo geral bastante rústica.

Durante as investigações do caso, o Ministério Público Federal encontrou fotos de Lula no sítio acompanhado de Pinheiro. Após ser preso e se transformar em candidato a delator na Lava Jato, o ex-presidente da OAS afirmou, em audiência em novembro do ano passado, que Lula se comportava como proprietário do sítio e real beneficiário das obras. Pinheiro ainda declarou que foi Lula quem o convidou para falar sobre as obras do sítio. Declarou que foi ao sítio com o então diretor da OAS Empreendimentos, Paulo Gordilho, condenado por lavagem de dinheiro. Nessa época, a OAS estava “prestando” serviços no sítio e no litoral. Pinheiro disse que Lula “já tinha conhecimento dos serviços que nós vínhamos fazendo no tríplex do Guarujá”. Relatou ainda que o petista pediu aos funcionários da OAS que não usassem uniformes durante a obra para não chamar a atenção.

Ao todo, a propriedade rural tem cerca de 173.000 metros quadrados, o equivalente a 24 campos de futebol. O imóvel tem uma casa principal e outras duas edificações anexas com quatro suítes. Há ainda um lago com dois pedalinhos em forma de cisne para os netos de Lula. Na entrada do sítio, em frente à piscina, uma imagem em miniatura do Cristo decorava um pequeno jardim. Além da cozinha, outro cômodo destoa na casa, a adega, que abrigaria os vinhos que Lula acumulou durante a Presidência. Em audiência na Justiça Federal de Curitiba em novembro, Lula se referiu à adega como “quarto de cachaças”. Não exatamente.

A principal característica do sítio é a discrição. Da estrada, nada se enxerga. É rodeado de mata preservada. Lula deu mostras do que queria do sítio ao reunir amigos para festas juninas, com todos vestidos a caráter. Um lugar sem grandes luxos para passar os finais de semana. Embora simples, o sítio de Atibaia era muito melhor que o Los Fubangos, uma chácara em Riacho Grande, em São Bernardo do Campo, que o petista frequentava antes de ser eleito presidente da República. O local fica próximo da Represa Billings, conhecida por suas águas turvas e poluídas.

O município de Atibaia é um conhecido destino de classe média, não atrai ricos ou famosos. Amigos do casal contam que o sítio era o sonho de Lula, e o apartamento tríplex no Guarujá de Marisa, que queria passar na praia as férias de verão com os netos.

Lula e Marisa, morta em 2017, sempre negaram, com veemência, serem os donos do sítio ou mesmo terem pedido qualquer reforma na propriedade. Após a condenação assinada pela juíza Gabriela Hardt, a substituta de Sergio Moro na Lava Jato de Curitiba, a defesa anunciou que vai recorrer, dizendo que Lula é vítima de perseguição política.

Vários pôsteres de Lula foram encontrados no sítio de Atibaia Reprodução
Vários pôsteres de Lula foram encontrados no sítio de Atibaia Reprodução
Outro pôster de Lula com Marisa encontrado no sítio de Atibaia Reprodução
Outro pôster de Lula com Marisa encontrado no sítio de Atibaia Reprodução

– O que foi que Mourinho viu ou achou?

José Mourinho foi um dos comentaristas da DAZN, plataforma digital que transmitiu via YouTube e Facebook o jogo entre River Plate (do Uruguai, não o famoso da Argentina) x Santos FC.

Será que ele gostou do jogo? Certamente, achou o jogo lento e com pouca qualidade técnica. Mas o que me desagradou (e até constrangeu) foi ver o pequeno estádio vazio!
Imagine o Santos jogando no Nicolau Alayon (o simpático campo do Nacional, na Comendador Souza)! Era mais ou menos isso, mas com arquibancadas tubulares ao invés de concreto. Ou, se preferir, a Javari em meio de um bosque. Mas sem torcida da casa! Havia apenas “meia dúzia” de torcedores do Santos na arquibancada, sendo o restante totalmente ocioso.

Uma pena. O Santos deveria encher o estádio pequeno, pois, afinal, é uma atração no país vizinho. Se eu sou uruguaio e gosto de futebol, iria na partida sem vacilar. Mas…

Será que quando viu as imagens do Estádio vazio, Mourinho estava em dúvida se se tratava do mesmo jogo internacional é importante que fora contratado para comentar? Só pela “timidez” e jeitão acanhado do campo, acho que o famoso treinador português deve ter imaginado que tinham trocado o sinal do jogo por um outro qualquer.

Resultado de imagem para River Santos

– 4 cliques para uma boa 4a feira

Olá amigos. Por essas bandas do Interior Paulista, a temperatura mudou bastante. Tudo nublado com a garoa indo-e-vindo.
Bem animado, fui para o cooper matinal diário. Motivando no clique 1:

Durante a atividade física, mantive-me conversando com Deus e meditando na memória de São Martiniano, um homem que buscou se libertar do materialismo mundano e se dedicar aos valores espirituais. Era chamado de “jovem eremita”. Refletindo no clique 2:

Terminada a corrida, fui alongar no canteiro de rosas do jardim aqui de casa. Veja o botão dessa roseira, uma arte da natureza! Contemplando no clique 3:

Enfim, aproveitando a manhã toda para colocar as pendências em dia, fui clicar no amanhecer e… tudo lusco-fusco. Assim, a foto se refere a um clique da semana passada, aqui na divisa entre Jundiaí e Itupeva. Admirando no clique 4:

Sendo assim, ótima 4a feira a todos!