– Eduardo Cunha versus Dilma: é chantagem pra valer?

Vivemos um ridículo momento da Política Brasileira. Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, após mentiras e muito dinheiro depositado no exterior, pode ser deposto do cargo. E para manter-se, depende do apoio da bancada do PT, que negocia a não abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Quer dizer que é o “toma lá, dá cá”?

Não existe a preocupação de vingar a honestidade, tampouco de fazer valer a ideologia do partido? O que impera é a negociata e o jogo de interesses. Enquanto isso, o Brasil…

Em tempo: há pouco, o PT anunciou que votará contra Cunha no conselho de Ética; em contrapartida, Eduardo Cunha acatará a abertura do pedido de impeachment de Dilma.

bomba.jpg

Anúncios

– Análise da Arbitragem de Palmeiras 2×1 Santos

Vamos falar da arbitragem de Heber Roberto Lopes na decisão? Basicamente, existem duas avaliações:

  1. Perfeita tecnicamente, apitando forte/firme, tendo uma colaboração muito maior dos atletas do que Luís Flávio teve na Vila Belmiro; ou
  2. Cômoda, permitindo todo o tempo do mundo para atendimentos, contagem de barreira, ansioso para ir aos pênaltis com apenas1 minuto de acréscimo, evitando complicações nos minutos finais.

Excelente trabalho dos bandeiras Marcelo Van Gassen e Emerson Carvalho; este último, preciso no 1o gol palmeirense, que estava em mesma linha (a referência são as partes jogáveis dos atletas; mão e braço de atacante não contam).

Três coisas me chamaram a atenção:

  1. o choro incontrolável de Dudu;
  2. o ritual religioso-fanático dos atletas (Deus abençoa um time e amaldiçoa o outro?);
  3. os pênaltis mal batidos desperdiçados.

Parabéns ao Palmeiras pela Conquista. O treinador Marcelo Oliveira evitou um “tetra vice-campeonato da Copa do Brasil“. E Dorival Jr vai aguentar a “fumaça” por abandonar o Brasileirão pela Copa e perder a classificação para a Libertadores nas duas frentes.

Curiosidade: o Paulista de Jundiaí continua sendo a única equipe da Copa do Brasil a vencer o torneio enfrentando em todos os seus jogos somente equipes da Série A do Brasileiro. Infelizmente, depois da conquista, caiu da Série B para a C até estar fora de qualquer divisão nacional, além de ser rebaixado da série A1 para a A2 no estadual. Com o Santo André, outro time pequeno a vencer, aconteceu o mesmo.

bomba.jpg

– Caiu Arthur. Não caiu o Cel. Mas muda algo?

Me dá nojo! Escrevo abaixo com o estômago embrulhado.

Caiu Arthurzinho. Arthur Alves Júnior, secretário-geral da ANAF (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, presidente do SAFESP (Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo), tesoureiro da COAFESP (Cooperativa dos Árbitros do Estado de São Paulo) e braço direito do Coronel Marcos Cabral Marinho na CEAF-SP (Comissão de Árbitros de Futebol da Federação Paulista).

Após denúncias levantadas por Marcelo Marçal no site “Apito Nacional” de que Arthur praticava Assédio Moral e Sexual nas árbitras, Reinaldo Carneiro de Bastos, presidente da FPF, achou por bem demiti-lo.

Sempre foi incompatível patrão ser sindicalista. Como o cara que escala os árbitros na Federação pode ser o mesmo cara que defende os árbitros no Sindicato das injustiças de quem os escala? Foi sempre assim também com Sérgio Correa da Silva e a pergunta inevitável é: o Sindicato é um braço da Federação? Mas atenção: Arthur continua em todas as outras funções.

Marçal, o denunciante, foi defensor de Silas Santana e Arthur Alves Júnior; ou melhor: dos trabalhos em prol da categoria dos árbitros desses respectivos presidentes da Cooperativa e do Sindicato. Trabalhava como Webmaster na Cooperativa, e demitido, se rebelou e mostrou sua insatisfação em algumas postagens. Posteriormente, foi contratado por Arthur para ser o responsável pelo site do Sindicato.

Não importa os motivos e as relações profissionais/ pessoais dos aqui citados. Marçal recebeu denúncias de que havia assédio moral e/ou sexual das árbitras e bandeirinhas da FPF. Em 2009, tornou-se público que uma árbitra, à beira de um testemunho contra Arthur sobre esse fato, fraquejou na porta da emissora de TV. O caso só ficou como boato e nunca provado.

Agora, vêm a tona a história de que Regildênia de Holanda, árbitra FIFA de SP, havia comunicado o assédio a então membro da CEAF Sílvia Regina que repassou a informação ao Cel Marcos Marinho, presidente da CEAF. O Coronel apenas argumentou que Regildênia somente pedia escalas, e nunca houve nada de seu conhecimento. Há a suspeita de outros 10 casos.

Será que pelo fato de Arthurzinho ser seu braço direito na Comissão de Árbitros e também padrinho do seu último casamento, o Coronel fez vista grossa? E a credibilidade dele agora?

Aliás, curioso: pessoas que elogiavam Arthur, se FOTOGRAFAVAM com ele, TRABALHAVAM para ele e sabiam de tudo isso, agora se dizem surpresas ou acusadoras.

RIDÍCULO! Muitos se voltam contra Arthur só agora que perderam poder. Alguns que, após a queda, o acusam e o fazem depois que perderem mordomias, pois estavam com ele. A esses, meu lamento.

Aliás, aqui cito a relação umbilical de Arthur e a FPF, desde o tempo que houve marcação de um teste físico no Salão Nobre da FPF (sim, árbitros tiveram que se deslocar de todas as cidades do estado para um suposto treino DENTRO DO PRÉDIO da FPF), onde, chegando lá, havia uma balança para que os juízes se pesassem e o pedido para que votassem em Arthur na coincidente data de Eleição dos Árbitros, no mesmo dia e horário da pesagem, com a urna e o candidato único ali. Não deu outra: 260 votos a 0 foi o resultado (sobre o engodo, leia 3 artigos aqui: http://wp.me/p4RTuC-20o )!

Creio que árbitros jovens, que gravaram os vídeos nos eventos “Cervejada do Arthurzinho” dizendo que Arthur mudou suas vidas devem detestam lembrar desse episódio. Um deles, que apita clássicos na série A1, testemunhou a mim o arrependimento. Só que foram 5 árbitros “cabos-eleitorais” que participaram das gravações…

Importante: nesse imbróglio não há tantos mocinhos. Cuidado com suas impressões… É como Cunha pedir o impeachment de Dilma!

Aliás, o Cel Marinho continuará na presidência da CEAF e o Arthur na presidência do SAFESP, um vizinho de fundo de prédio do outro. Nada mudará!

A matéria aqui e uma das cartas abaixo: http://marcalneles.blogspot.com.br/2015/12/caiu-apos-graves-denuncias-de-assedios.html

bomba.jpg
bomba.jpg