– Desejos de Boas Festas!

Nessa véspera de ano novo, desejamos aos nossos clientes e amigos do Auto Posto Harmonia muita paz e saúde.

Que 2016 seja melhor do que 2015 e pior do que 2017!

bomba.jpg

Anúncios

– Os 2 pênaltis de Real Madrid x Real Sociedad

Acompanhei o primeiro tempo de Real Madrid 1×0 Real Sociedad (placar parcial). E nos primeiros 45 minutos, dois pênaltis polêmicos.

No primeiro, Benzema entra na área, sente o seu marcador próximo e se joga. Não foi pênalti, mas o árbitro vê a queda e marca a penalidade. Errou.

No segundo, após o cruzamento de Bale, a bola bate na perna e na sequência no braço de Berchiche que dava um carrinho para interceptar a jogada. Pênalti corretamente marcado por movimento antinatural dos braços ou não?

Não podemos dizer que o atleta “correu o risco” da bola bater em seu braço, já que “correr risco” é ser imprudente, e uma das condições para se marcar uma infração por uso das mãos na bola é que obrigatoriamente deve ser um lance deliberado, nunca imprudente (muitos são levados a usar o termo incorretamente pelo mau uso da expressão por parte da Comissão de Árbitros da CBF – esqueça o “correu risco” e o substitua por “usar as mãos de maneira a buscar tocar a bola disfarçadamente“).

Enfim: houve o movimento antinatural dos braços do defensor? Por dar um carrinho com as mãos abertas, de maneira estabanada, você pode entender que no seu íntimo ele queria tocar a bola com as mãos, já que ampliou seu espaço com tal movimento dos braços. Mas considere: pelo fato da bola bater na perna do zagueiro e desviá-la, havia tempo para ele desviar o braço a fim de evitar o toque?

Se por um lado os braços excessivamente abertos trazem a dúvida da subjetividadepor outro o desvio da perna tira essa condição. A bola bateu rápida, sem tempo do desvio/ reflexo do jogador.

Eu não daria nenhum dos dois pênaltis, mas respeito quem interprete diferente o segundo lance. E você?

Em tempo: se Berchiche usou as mãos deliberadamente para interceptar o cruzamento, deveria ter recebido o cartão amarelo. E como já houvera recebido um cartão, deveria ser expulso.

Em tempo 2: a arbitragem espanhola sempre foi muito ruim. A chegada de estrelas que enriqueceram a Liga Espanhola não foi proporcional à pequena melhora dos árbitros. Mas quem somos nós, brasileiros, para falarmos isso hoje?

Convido aos amigos para assistirem aos vídeos FIFA 1, 4 e 7 que estão nesse link, e que ilustram melhor, em: https://pergunteaoarbitro.wordpress.com/2015/10/16/penaltis-de-movimento-antinatural-entenda-a-diferenca-do-que-a-fifa-quer-e-o-que-a-cbf-inventou/

 

bomba.jpg

– Ano Eleitoral de novo… a Chatice dos Candidatos!

O ano que chega será marcado pelas Eleições Municipais. Já repararam quanta gente que é pré-candidata a vereança e que, como ainda não pode fazer campanha oficialmente, coloca faixas e outdoors disfarçadamente com desejos de “Boas Festas”?

Infelizmente, vale tudo. É hora de sorrisos fingidos e tapinhas nas costas. De promessas vazias e mentiras deslavadas. De saber que não vai se cumprir e de engambelar o eleitor.

É essa a dura realidade. Sejamos sinceros: muitos se candidatarão para arranjar emprego, não para servir o povo. Devem ser poucos os que realmente entrarão no pleito sem o desejo de enriquecimento mas única e exclusivamente de fazer um mundo melhor.

Tenho inúmeros amigos e conhecidos que serão candidatos. Alguns eu sei que procuram benesses próprias; outros, sei que têm boa vontade.

Em quem votarei? Será por eliminação:

– Tem desejo real de ajudar o próximo?

– Reconhecidamente é honesto?

– É do bairro que vivo?

– Tem condições de ajudar de verdade?

Se tiver essas quatro características, poderá ter meu voto, independente do partido. Mas cá entre nós: aguentar o “papinho e a lenga-lenga” dos candidatos “profissionais” é um saco, hein?

Espero que os bons vereadores se reelejam e que os picaretas dêem lugar a novos e empenhados legisladores.

bomba.jpg

– As escalas para a Copa São Paulo de Futebol Junior: São Paulo x Paulista e outras considerações!

Já foram divulgadas as duas primeiras escalas para a Copa SP 2016. Para São Paulo x Paulista, apitará o jovem Lucas Mola, com experiência quase nula no torneio, e que na mesma Arena Barueri já foi 4o árbitro na Copinha no jogo São Paulo 5 x 1 Nacional.

Ok, a Copinha é para revelar árbitros e dar as primeiras oportunidades importantes. Gosto desse entendimento. Mas para Audax x Paulista, foi escalado (não é sorteio) Wander Escardine, muito mais experiente, que deveria estar na pré-temporada da A2, não sendo escalado para esse tipo de torneio, tirando oportunidade de novatos.

Para Paulista x Tiradentes, a FPF ainda não divulgou a escala. Estaria esperando o andamento das chaves para colocar árbitro mais experiente ou não? Provavelmente.

Me pesa ver nomes como Luiz Vanderlei Martinuccio, Douglas Flores ou Thiago Scarascati que estão na A1 e não precisariam tirar lugar de quem queira aparecer. Ou de José Roberto Marques, Maurício Fioreti, Douglas Marcucci, Alysson Matias e outros tantos veteranos sendo escalados. ELES TÊM MAIS TEMPO DE ARBITRAGEM NA CARREIRA DO QUE A IDADE DOS JOGADORES. Para quê o Cel Marinho fazer isso?

É para testar quem não precisa ser testado? Para provar a humildade de quem já está calejado desse tipo de situação? Ou apenas incompetência administrativa?

Insisto: a Copa SP de Futebol Júnior é para dar chances a novatos e o melhor deles fazer a final. Não deve ser torneio para dar ritmo de jogo à A1, tampouco para colocar em atividade árbitro de A2, A3 e série B.

A única competição que revelava árbitros, agora, sendo mal aproveitada… Como revelar se não se dá chance real?

bomba.jpg

– Walmart fechando lojas devido a crise econômica

Situação delicadíssima: o Walmart, maior supermercadista do mundo e 3o do Brasil, fechará lojas no país devido ao péssimo momento econômico.

Veja a nota da empresa, após mais uma unidade ser fechada no Paraná:

“Por conta do atual ambiente econômico no Brasil, a empresa tomou a decisão de fechar algumas unidades de Curitiba e no interior com baixo desempenho. Estamos oferecendo a possibilidade de transferência para todos os funcionários que têm interesse em continuar trabalhando em outras lojas e, quando não houver interesse, oferecemos apoio para recolocação profissional.  Presente no Paraná com um total de 40 unidades, a empresa mantém compromisso com o mercado paranaense, a fim de servir melhor seus clientes e garantir a sustentabilidade do negócio no longo prazo. Em 2015, investimos R$ 1,3 bilhão na abertura de novas lojas, reforma de unidades antigas e integração de sistemas no Brasil.”.

bomba.jpg

– Bons tempos do Futebol Brasileiro…

Que tal?

Carlos Alberto e o Gol incrível na Copa de 70, na Final contra a Itália. Talvez o mais belo conjunto de toques de uma equipe de futebol, culminando neste golaço.

Bons tempos em que o Escrete Canarinho era respeitado…

Abaixo (um colírio para quem gosta de futebol – com narração de rádio):

– Metas para o Ano Novo

Como é difícil traçar metas para o ano seguinte… Mais difícil, claro, são os objetivos a longo prazo.

Resolvi listar algumas coisas (às vezes, repetidas do ano passado). Não sei se vou conseguir realizá-las, mas vamos lá (não estão em ordem prioritária):

1) Emagrecer! Afinal, mesmo treinando diariamente após o encerramento da carreira como árbitro, o peso aumentou. Está controlado, mas gostaria de voltar a ter o peso do auge da minha forma física: 72 kg!

2) Aceitar novos convites para colunas e comentários de arbitragem. Eles surgiram, mas meu período sabático (quebrado várias vezes) me impediu. Agora, acho que entrarei de cabeça, oficialmente.

3) Arranjar mais tempo para a família. Já tenho feito isso, mas preciso de ainda mais!

4) Pagar as minhas dívidas e reduzir minhas despesas. (snif snif). Dói ver o meu saldo sempre no “Vermelhê”!

5) Ajudar mais nas pastorais da Igreja Católica. Sempre fui um leigo engajado, mas nos últimos anos os diversos compromissos me impediram de continuar em alguns. Tenho que voltar a frutificar os talentos e dons que Deus nos dá!

6) Aceitar outros convites para lecionar em outras Universidades. Quero arranjar mais tempo para a docência (que contraditório, acabei de reclamar de falta de tempo para a família!)

7) Escrever (ou melhor, continuar a escrever) o livro: “Por trás do homem de preto: aventuras e desventuras do apito, sobre casos e “causos” do futebol que vivi.

Mas, não posso também deixar de agradecer a Deus por 2015. Pelos meus empregos, pelas minhas experiências, pelos meus desafios e também pelos meus problemas. E, sem dúvida, agradecer a Ele pela minha família.

“Quero te dar graças, Senhor, de todo o coração, proclamar todas as tuas maravilhas, alegrar-me e exultar em ti, cantar salmos ao teu nome ó Altíssimo”. (l 9 [9A], 2-4)

Ótimo 2016 a todos nós!

– Dilma merece ou não sofrer o Impeachment?

Parece que o Brasil se tornou um país dividido. Quem não é Petista passa a ser automaticamente Peessedebista.

Ora, quem não compactua com a corrupção do PTprovada e comprovada, necessariamente é do PSDB?

Lógica burra, de quem tem visão micro do país e não aceita alternativas. Infelizmente, os outros partidos importantes do país além desses dois citados (como o PMDB, PP, e tantos outros) também estão infectados pela corrupção. E isso traz intolerância: vide o episódio que envolveu Chico Buarque, de tamanho desrespeito. Também discordo dos ideais do cantor, mas ser abordado por um playboy como foi é demais.

Enfim: as mentiras da presidente Dilma na campanha, os despreparos gerais, as pedaladas fiscais, o caso Pasadena, os roubos descarados das estatais, o círculo de bandidos do colarinho branco que a cerca...

Há aqueles que não querem a saída da presidente alegando que “não há provas” contra ela. Mas precisa ainda de algo a mais?

O impeachment, talvez, seja também simbólico e indiretamente ligado ao “modus operante” deixado como legado do ex-presidente Lula, ao qual se criou um burro culto divino, uma idolatria cega.

E você, o que pensa sobre isso?

bomba.jpg

– Copa SP de Jrs e o Mata-Mata que ao invés de desclassificar, classifica!

Coisa de gênio!

A FPF inchou tanto a tradicional Copa São Paulo de Futebol Jr, que a edição 2016 terá 112 clubes, divididos em 28 chaves (antes, eram grupos por ordem alfabética, mas agora não dá mais para nomeá-los de A a Z), classificando dois times de cada chave de 4.

Com tal número, passarão 56 times para a Fase 2, que jogarão em mata-mata. Para a Fase 3, restarão 28. E para as Oitavas de Final, 14 equipes classificadas por vencerem o mata-mata mais 2 clubes que perderem o mata-mata mas tiverem melhor campanha que os outros 12 eliminados.

Sensacional, não? O clube disputa a fase, perde em jogo eliminatório e as duas equipes do jogo se classificam. Deu para entender?

Pudera, tem que inchar mesmo, caso contrário não seria possível encaixar “tradicionais clubes” como o Boca Júnior do Sergipe (não é Boca Jrs da Argentina), o Pérolas Negras do Haiti, o Palmeira Potiguar (não é Palmeiras, é Palmeira mesmo), o Sabiá do Maranhão ou o Galvez do Acre.

Não dava para fazer uma fase “pré-Copa SP”, e os times mais importantes entrando depois?

bomba.jpg

– Enfim, a Vacina contra a Dengue está pronta!

A ANVISA aprovou e em breve estará à disposição da população: a Vacina contra a Dengue, após pesquisas e desenvolvimento do Laboratório Safoni.

Abaixo, extraído de: http://epoca.globo.com/vida/noticia/2015/12/como-funciona-vacina-contra-dengue-aprovada-pela-anvisa.html

COMO FUNCIONA A VACINA CONTRA A DENGUE APROVADA PELA ANVISA

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta segunda-feira (28) a primeira vacina contra a dengue no Brasil. A vacina, produzida pela empresa francesa Sanofi Pasteur, promete reduzir em até 93% os casos graves da dengue – aqueles que podem levar à hospitalização ou ao óbito. Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur, conversou com a reportagem de ÉPOCA e explicou como funciona a vacina. Serão três doses, uma a cada seis meses, para imunizar os pacientes. Segundo ela, a vacina é uma importante ferramenta para controlar a doença, mas isso não significa que a população deve se descuidar da prevenção – continua sendo importante não deixar água parada e eliminar os criadouros do Aedes aegypti. “É importante mostrar para as pessoas que a vacina não vai resolver o problema sozinha”, afirma Sheila.

ÉPOCA – A gente pode considerar que a vacina é completamente segura? Existe contraindicação?
Sheila Homsani –
 É uma vacina segura, tanto é que a Anvisa aprovou. Mas ela é contraindicada para menores de nove anos e não pode ser usada por gestantes, porque é de vírus vivo atenuado. É como a vacina de rubéola, que também não é indicada para gestantes. Pacientes imunodeprimidos, como os de HIV positivo, também não podem. Essas são as contraindicações. Para os outros casos, é uma vacina muito segura.

ÉPOCA – O que é uma vacina de vírus vivo atenuado?
Sheila Homsani –
 A vacina é feita com o vírus vivo da doença, mas a gente atenua, enfraquece esse vírus. Ele fica tão fraco que não pode causar a doença, mas permite que o nosso sistema imunológico reconheça a forma dele, o genoma. Com isso, cada vez que o vírus entrar em contato com o organismo, nosso organismo já sabe como ele é e já produz os anticorpos.

ÉPOCA – Como essa vacina será aplicada?
Sheila Homsani –
 É uma injeção. São aplicadas três doses, uma a cada seis meses. A partir da primeira dose ela já faz efeito, mas são necessárias três para que ela tenha um equlíbrio e uma boa proteção contra os quatro tipos de vírus de dengue que existem e para a proteção ser duradoura. Até agora a gente não observou a necessidade de mais doses de reforço. Então, são três doses para a vida inteira. Pode ser que, no futuro, a gente observe na prática que precise de mais alguma dose. Em princípio, não. Para toda vacina nova é assim, tem de ir observando.

ÉPOCA – E se o paciente tomar essas três doses, ele estará protegido dos quatro tipos de dengue?
Sheila Homsani –
 Ela protege contra os quatro vírus. A eficácia geral dela é em torno de 66%. A proteção contra o Tipo 4 é de 83%, contra o Tipo 3 é de 73%, contra o Tipo 1, 58% e contra o Tipo 2, 47%. Os quatro tipos podem causar a versão grave da dengue, mas a vacina protege 93% das formas graves, o que é muito bom. São aqueles casos que levam à hospitalização, ao óbito. Então, esse tumulto que existe hoje nos corredores dos hospitais, com pessoas em casos graves morrendo, isso não aconteceria mais.

ÉPOCA – Quando a gente fala que reduz em 93%, isso significa que algumas pessoas, mesmo tomando a vacina, podem ficar doentes.
Sheila Homsani –
 Pode ocorrer. Nenhuma vacina é 100% eficaz. Mas mesmo nesses casos em que a vacina não conseguiu proteger o paciente, ele vai ter uma dengue leve, será mais fraca.

ÉPOCA – Com essa aprovação da Anvisa, nós já podemos ter uma ideia de quando a vacina estará disponível para os cidadãos?
Sheila Homsani –
 Agora vai depender da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (órgão da Anvisa). É ela que define o preço. Quando ela fizer isso, a gente traz a vacina para o Brasil. Esse processo em média leva até três meses. É só isso que falta.

ÉPOCA – Estamos com um surto muito grande de dengue aqui no Brasil. Quando a vacina passar por essa última fase, teremos condição de produzir todas as vacinas necessárias?
Sheila Homsani –
 Nós temos uma fábrica em Neville, na França, com capacidade para produzir 100 milhões de doses, para o mundo inteiro. O que precisamos é saber com antecedência se teremos a vacina no calendário público, para ter as doses necessárias. Precisa ser com antecedência porque leva tempo para produzir essa vacina. Também é importante mostrar para as pessoas que a vacina não vai resolver o problema sozinha. A gente tem de continuar limpando os criadouros, não permitir a água parada. A vacina protege só contra a dengue, não protege contra zika ou chikungunya. Se as pessoas continuarem deixando água nos potinhos, vai continuar proliferando o mosquito. Todo mundo tem de fazer a sua parte.

O mosquito Aedes aegypti. Ele transmite o zika vírus, que pode causar microcefalia em bebês cujas mães foram infectadas na gravidez (Foto: Thinkstock)

 

– Triste Centro de Jundiaí. Mas poderia ser de Limeira, Americana, Campinas…

Ponteiros do relógio marcavam 11h30 no domingo. Fui ao PA Unimed Infantil da Rua Leonardo Cavalcanti e estacionei numa rua próxima. E me assustei com as redondezas…

Na Praça atrás da Igreja São Bento (Região Central de Jundiaí), onde eram os antigos parquinhos, havia 3 mendigos dormindo embaixo das árvores. Também perto dos desativados pontos de ônibus do Largo São Bento, no gramado, 1 casal de namorados (pareciam de classe média /alta) estavam fumando maconha próximo ao Russi. Do lado dos demolidos banheiros (atrás do prédio dos Cursilhos de Cristandade), 1 prostituta e 2 vagabundes se drogando com crack. Na espreita, visivelmente um trombadão observava o movimento.

Ao reparar naquelas pessoas, em pleno domingo na hora do almoço no Centro de Jundiaí, a desesperança toma conta. Qual é o futuro da sociedade? Como reverter esse quadro? De que jeito é possível e em quanto tempo?

Enfim, a culpa é de quem? Só das autoridades? Ou de cada um de nós?

Triste. Viver na Região Central virou um perigo.

bomba.jpg

– Cesar Vallejo, o Peralta?

O São Paulo FC iniciará 2016 em competições internacionais enfrentando o Universidade Cesar Vallejo (UCV).

Algumas curiosidades sobre o time:

– Cesar Vallejo foi um poeta do século XX. Peruano, neto de indígenas, esquerdista e de origem miserável, foi chamado por Eduardo Galeano de “poeta dos vencidos”.

– O time é um clube-empresa, de propriedade da universidade particular de mesmo nome, cujo dono é o professor César Peralta. Peralta foi prefeito de Trujillo, governador de La Libertad e atualmente é candidato à Presidência da República.

– Dinheiro não é problema para o clube, considerado um dois mais abonados financeiramente e sem dívidas vencidas. Para o jogo da Pré-Libertadores, já contratou cinco reforços.

Em que pese o fato de pouca tradição internacional, o que você pensa: o São Paulo FC é amplamente favorito ou não é bem assim? Haverá  alguma peraltice?

bomba.jpg

– Daronco, o melhor árbitro do Brasil segundo os jogadores! O pior é…

O Datafolha fez um levantamento junto aos jogadores dos principais clubes de futebol brasileiros sobre quem é o melhor árbitro hoje. E os resultados dos 3 primeiros colocados foram:

1- Anderson Daronco: 25,9%,

2- Heber Roberto Lopes: 22,2%,

3- Luiz Flávio de Oliveira: 17,5%.

Percebam que o árbitro brasileiro da última Copa do Mundo, Sandro Meira Ricci, que há tempos amargura uma fase ruim, não foi citado.

Já quanto o pior árbitro da atualidade, algumas curiosidades sobre os 3 piores colocados:

1- Ricardo Marques Ribeiro: 16,6%,

2- Heber Roberto Lopes: 10,1%,

3- Leandro Pedro Vuaden: 8,3%.

Repare que se para alguns Heber é o 2o melhor, para outros é o 2o pior. E que nosso árbitro que está sendo preparado para a Copa da Rússia 2018, Ricardo Marques Ribeiro, amarga a liderança negativa na opinião dos boleiros.

E a você: quem são os melhores e piores árbitros da atualidade?

bomba.jpg

– Depois do descanso…

… a volta!

Mini-férias de final de ano. Aliás, 2015 ainda não terminou, mas minha cota de 3 dias de descanso já acabou. Voltamos ao ritmo de trabalho.

Valeu a pena refrescar a cabeça durante o Natal. Sol e diversão são necessários. Minha filhota que o diga!

 bomba.jpg