– O Incêndio no Museu da Língua Portuguesa

Que pena. Um dos museus mais bacanas que já visitei é o Museu da Língua Portuguesa, na Região Central de São Paulo. Moderno, interessante e interativo, hoje está sofrendo um incêndio.

Abaixo, extraído de: Folha.com

INCÊNDIO DE GRANDES PROPORÇÕES ATINGE MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA

Um incêndio de grandes proporções atinge o Museu da Língua Portuguesa, na região central de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (21). Não há informações de feridos. O local não estava aberto para visitas. 

Acredita-se que o fogo tenha começado por volta das 16h30 no primeiro andar do museu e rapidamente passou para os andares de cima. Parte do telhado de todo o prédio histórico, que abrange também a Estação da Luz, já foi destruída.

Segundo o Corpo de Bombeiros, 37 carros e 97 profissionais estão no local para combater as chamas. As causas do incêndio ainda não foram divulgadas. Por volta das 17h10, a corporação relatou ter controlado o fogo.

A CPTM informou que, por motivo de interferência externa, os trens não estão circulando entre as estações Luz e Palmeiras-Barra Funda, bem como entre as estações Luz e Brás. O metrô está funcionando normalmente. 

Por motivo de segurança, o acesso à estação Luz foi fechado. A empresa recomenda que os passageiros recorram ao metro. Mas quem precisa usar as linhas da CPTM, deve se dirigir à estação Brás ou Palmeiras-Barra Funda. 

O trânsito na Praça da Luz, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), está totalmente bloqueado, nos dois sentidos.

Em entrevista à “Globo News”, a curadora do Museu da Língua Portuguesa, Isa Ferraz, disse que o incêndio não representa necessariamente uma perda ao acervo. Segundo ela, há cópias dos documentos armazenados em outros locais.

“Meu único alívio é que esse museu é totalmente baseado em um acervo audiovisuais e interativos. Ou seja, não há nada dentro dele que seja totalmente perdido”, disse o curador Marcello Dantas à rádio “CBN”. “Mas é uma perda gigante de formação para a cidade.”

Sobre o museu

Inaugurado em março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa é composto por três pavimentos dedicados à valorização e difusão do idioma (patrimônio imaterial). Reúne exposições sobre as origens, a história e as influências sofridas pela língua, bem como promove cursos, palestras e seminários sobre o tema.

O espaço fica aberto a visitas de terça a domingo, das 10h às 17h. Estava em cartaz a exposição “Esta Sala é uma Piada”, que reunia mais de 100 obras entre charges, caricaturas e histórias em quadrinhos, selecionadas do 42º Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

O edifício é considerado um patrimônio histórico do século 19, inspirado na construção inglesa. Em 1946, um incêndio teria destruído boa parte do prédio, que foi restaurado em 2006. O projeto de restauração chegou a custar R$ 37 milhões.

Anúncios

– As crianças pobres e doentes visitadas pelo Papa Francisco

Dias atrás, o Papa Francisco esteve na África, em visita pastoral. De surpresa, na República Centro-Africana, foi a um hospital infantil de carentes no município de Bangui.

As imagens dizem algo que nossos corações não querem ouvir: são crianças como as nossas; mas doentes e abandonadas pela família!

Veja (duvido que não se sinta compaixão delas): 

bomba.jpg
bomba.jpg
bomba.jpg

– Felipe Mello versus Biglia: só o Cartão Vermelho é suficiente?

O brasileiro Felipe Mello não consegue apagar sua fama de violento. Ontem, no duelo entre Internazionale 1×2 Lazio, ele quase arrancou a cabeça do seu adversário Biglia num golpe de Kung-Fú.

Assista o lance e diga: somente o cartão Vermelho é suficiente para puni-lo?

– O Pobretão Bumlai: R$ 0,01 no banco?

O amigo íntimo do presidente Lula, o agropecuarista José Carlos Bumlai, teve as contas bloqueadas pela Justiça. E o rastreio do juiz Sérgio Moro detectou apenas 3 contas: a maior de pouco mais de R$ 4.000,00, e a menor com R$ 0,01 (um centavo!).

Para quem declarou ter emprestado milhões ao PT, de onde veio a grana?

bomba.jpg

– Nenê: Libertadores ou Série B?

O mais ilustre atacante que nasceu para o futebol no Paulista de Jundiaí, o jundiaiense Nenê, de fato está de bem com a vida.

Nesta última sexta-feira, fez uma doação significativa de alimentos para o Fundo Social de Solidariedade, além de se reunir com o Prefeito Pedro Bigardi. No sábado, esteve no Centro Esportivo Romão de Souza prestigiando um evento de futsal.

É bom ver um filho da terra trilhar um ótimo caminho. Quando novo, Nenê abusava das simulações de falta e de reclamações excessivas (apitei vários jogos treinos-dele, tanto como Sub 20 quanto profissional). Felizmente, os treinadores que teve conseguiram corrigi-lo, e de tal forma, por sua técnica, foi para o Santos, Palmeiras e Europa. E como um banho de cultura só faz bem, Nenê amadureceu demais no Exterior. Em Mônaco, fez amizade com Felipe Massa e Galvão Bueno, seus vizinhos de apartamento. No Paris Saint Germain, após o príncipe catariano comprar o time e trazer estrelas como Ibraimovich e outros tantos craques midiáticos, o levou para jogar em seu time no Oriente Médio a um salário muito compensador para que trocasse a França por Doha.

Hoje, no Vasco, após ter recusado uma proposta do Santos (Nenê queria o salário que Robinho ganhava, e a contraproposta foi muito inferior), tem duas opções:

Jogar a Série B no Vasco, onde se tornou ídolo, e curtir o Rio de Janeiro, cidade que gostou bastante;

Disputar a Libertadores da América, seu sonho declarado. Para isso, seu empresário Gilvan Costa tem negociado com dureza: Nenê estaria indo de fato ao Palmeiras? É bem possível. O problema é que ele tem um altíssimo salário no Vasco (mais de R$ 300 mil, acima do teto do clube cruzmaltino) e está com os recebimentos em dia. O Palmeiras ofereceu menos, mas continua negociando.

Na última semana, surgiram as supostas sondagens do São Paulo (no começo de semana) e do Corinthians (no final de semana) – ambos que jogarão a Libertadores. Teria fundamento tais propostas? Me parece mais uma pressão do empresário que negocia com o Palmeiras do que oferta real.

Nenê tem contrato até dezembro de 2017, não tem cláusula que o libera do Vasco sem ônus caso o time caia para a Série B, mas sim para saída a um clube do Exterior.

Minha opinião pessoal? Se o Palmeiras liberar uma grana para o Vasco e para o empresário, Nenê voltará ao Palestra Itália em 2016.

bomba.jpg

– Miss Universo 2015 e a gafe do Apresentador!

Um verdadeiro mico: o apresentador Steve Harvey comandava o Miss Universo nesta noite de domingo direto de Las Vegas. Eis que chega o momento de aclamar a vencedora e ele anuncia Ariadna Gutiérrez, a Miss Colômbia, como nova Miss Universo!

Confetes, aplausos, gritos na torcida. Veio a faixa, a coroa e… ôh-ôh. Não é que ele anunciou a Miss errada?

O mestre de cerimônia, muito constrangido, precisou corrigir e dizer que errou no nome da ganhadora, e chamou a Miss Filipinas Pia Wurtzbach como nova Miss Universo. Então, houve uma cerimônia de “descoroação” da colombiana.

A cara dela diz tudo:

bomba.jpg

– O Papai Noel trará o quê para seu time?

Se você pudesse escrever uma carta ao Papai Noel pedindo a ele alguns presentes ao seu time de futebol, quais seriam?

  1. Jogadores consagrados ou jovens promessas?
  2. Títulos mesmo jogando mal ou boas apresentações?
  3. Vitórias a qualquer custo ou fair play em campo?
  4. Cartolas velhacos ou dirigentes éticos?
  5. Treinador caro e experiente ou técnico barato e emergente?
  6. Estádio lotado com ingresso acessível ou arena confortável e custosa?
  7. Torcida organizada cantarolando ou sócio-torcedor mais acomodado?
  8. Galáticos com as finanças sacrificadas ou time barato e contas em dia?

Enfim… o futebol ultimamente ficou chato. Falamos de STJD, tapetão, briga entre torcidas, estádios da Copa superfaturados e outras tantas coisas!

Se fôssemos pedir alguns presentes para o futebol, sem dúvida minha lista teria como prioridades:

1) Espírito Esportivo – como as pessoas se esqueceram que acima de tudo o futebol é esporte, vale lembrar que perder também faz parte do jogo.

2) Honestidade – e aqui vale a ética, os bons modos e o desejo de disputar sem manipulações ou trambiques.

3) Paz e Conforto – minha filha de 6 anos diz a todos que torce para o seu “Paulistinha do Coração”, em referência ao Paulista de Jundiaí. Ela já assistiu no Estádio Jayme Cintra o Galo Tricolor pela Copa Paulista, pois o movimento nas arquibancadas é mais calmo. Mas confesso: a levar aos jogos contra times de torcidas organizadas briguentas é irresponsabilidade que não cometerei por um simples motivo: a violência que cega os fanáticos. Além disso, como um pai pode levar sua filha a um banheiro de estádio? Os chamados banheiros-famílias são ilusão no Brasil, só existem em shoppings e o coitado do pai se vê em maus lençóis.

E você, o que pediria ao Papai Noel para o futebol?

Caixa_de_Presente.jpg