– O Árbitro Gay da Final da Copa!

Em um esporte preconceituoso como o futebol, tal fato seria discutido (e muito): na Copa do Mundo de Rugby, no próximo sábado, o galês Nigel Owens, único árbitro assumidamente homossexual, apitará a final entre Nova Zelândia x Austrália!

Veja que curioso: Nigel é reconhecidamente competente, mas quase cometeu suicídio por “estar no armário”. Após revelar que era gay, declarou:

Minha vida mudou, minha arbitragem mudou. Se tem uma coisa que apitar exige, é que você esteja completamente concentrado nos 80 minutos. Se algo está mexendo com a sua cabeça, atrapalha. Um árbitro feliz é um árbitro bom.

E se fosse no futebol? E se um árbitro FIFA se revelasse homossexual?

No país em que a bandeira Ana Paula de Oliveira parou sua carreira após fotos sensuais na Revista Playboy e que o árbitro Guilherme Ceretta de Lima foi (segundo ele) prejudicado pela carreira de modelo (entre outras coisas), certamente se aqui exercesse seu ofício, Nigel teria consumado sua tentativa de tirar a vida, lamentavelmente…

E você, o que acha? O Futebol é ainda excessivamente conservador ou não?

bomba.jpg

– #SomosTodosValentina! Denuncie o Primeiro Assédio.

Valentina, uma inocente garota de 12 anos que participou do programa Masterchef Júnior da TV Bandeirantes, sofreu ataques de pedofilia pelo Twitter.

Imaginem a menina esperar repercussão positiva e a vaidade de aparecer na TV, e sofrer com esses tarados, bandidos, safados?

Imaginem ainda o PAI e a MÃE dessa coitada, ao lerem os textos desses criminosos?

Pergunta básica: esses malandros já estão na cadeia?

Não, infelizmente…

Diante disso, surgiu a campanha: DENUNCIE O PRIMEIRO ASSÉDIO!

Isso não pode passar em branco.

#SomosTodosValentina! #PrimeiroAssédio

bomba.jpg

– E a Festinha dos “Profissa’ do Mengão?

O título da postagem é irônico mesmo. Com uma crise instaurada na Gávea, tendo o capitão Wallace criticado o comportamento dos jogadores e uma má campanha indiscutível nos últimos jogos, não é que alguns boleiros do Flamengo fizeram uma “festinha privê”?

Paulinho, Pará, Marcelo Cirino, Anderson Pico e Everton estiveram numa churrascada reservada em uma chácara flagrados com bebidas (e como é que a foto vazou)?

Tudo bem que na hora da folga, o profissional tem o direito de fazer o que quiser. Mas… com a torcida cercando a delegação, em momento discutível, com cobrança de maior esforço e dedicação, não seria mais prudente o resguardo?

E você o que pensa sobre isso? Deixe seu comentário:

bomba.jpg

– Os Candidatos à presidência da FIFA

Enfim definiu-se quem concorrerá para substituir Blatter no comando da FIFA. São os candidatos:

1 – Ali Bin Al Hussein (Princípe da Jordânia),

2 – Musa Bility (Libéria),

3 – Jérôme Champagne (O número 3 da FIFA, Francês)

4 – Gianni Infantino (Candidato da UEFA, Italiano)

5 – Michel Platini (Presidente da UEFA, Francês, mas que está suspenso pelo comitê da FIFA),

6 – Salman Bin Ebrahim Al Khalifa (Sheik do Bahrein)

7 – Tokyo Sexwale (África do Sul).

8 – David Nakhid (ex-jogador de Trinidad e Tobago, cuja candidatura está em regularização).

Se recordarmos o último pleito, tivemos apenas um candidato declaradamente oposicionista: O príncipe Ali. Mas quem é ele?

Ali bin Hussein, príncipe da Jordânia, irmão do atual rei do país (Abdulla II), amante dos esportes, criador de uma liga paralela de futebol na Ásia e que posteriormente (e em comum acordo com os cartolas) foi fundida com a atual Confederação Asiática de Futebol. Recentemente, conseguiu convencer a International Board e fez lobby para liberar os “turbantes e véus para atletas muçulmanos” (as vestimentas de cabeça) em jogos profissionais. Estudou em colégios ocidentais e tem promovido programas de integração pela “Paz no Esporte” no Oriente Médio, incentivando a prática do Futebol Feminino com finalidade de diminuir a discriminação contra as mulheres árabes. Com apenas 39 anos, abandonou o 2o turno das eleições por se sentir ofendido ao perceber que os votos prometidos por pares do colégio eleitoral da FIFA migraram para Blatter.

Sinceramente, me parece ter um currículo “mais honesto e claro” do que os demais.

bomba.jpg

– Palmeiras 2×1 Fluminense e os Acertos de Daronco

Por vias diretas e indiretas, boa arbitragem de Anderson Daronco no jogo de volta da Copa do Brasil. Um “porém”: pareceu-me louco para acabar o jogo e ir para os pênaltis. Vai que algo confuso acontece nos acréscimos…

Importante: dentro do tempo regulamentar, pode-se acabar o jogo em qualquer situação, exceto no aguardo da cobrança de um pênalti. Se os acréscimos foram de 4 minutos, significa que a partida pode ser encerrada entre 49’00’ e 49’59’.

1- Pênalti de Wellington Silva em Gabriel de Jesus: perfeito! Toda infração deve ser marcada no lugar em que se consome; se um zagueiro fora da área dá uma cusparada e atinge seu adversário dentro da área, é pênalti. Se um atleta agarra seu adversário fora da área e continua o segurando dentro, é pênalti também. Isso é o princípio da falta continuada. Nada em se criticar o árbitro (como o presidente Peter Siemsem e o goleiro Diego Cavaglieri fizeram).

E era para Amarelo ou Vermelho?

Se o árbitro interpretasse que o gol era inevitável, Cartão Vermelho por impedir uma situação clara e evidente de gol; como entendeu que a bola seria defensável, Cartão Amarelo por agarrar adversário.

2 – 2 minutos de acréscimos no 1o tempo e Barrios pede um pênalti, alegando ter sido empurrado por Bruno Lopes. Nada foi marcado; entretanto, o atleta estava em posição de impedimento. Um acerto por vias tortas.

3 – Aos 90 minutos Dudu faz um gol em posição de impedimento, bem anulado.

Nos lances técnicos, nada para o Fluminense reclamar, diferente do pênalti mal assinalado em Zé Roberto no jogo de ida (vide aqui: http://wp.me/p55Mu0-BQ).

bomba.jpg

– Santos 3 x 1 São Paulo e a falta não marcada!

No português bem popular, foi um baile. O Peixe jogou fácil e ganhou com sobra do Tricolor. Mas que não se deixe passar batido: Lucas Lima fez falta em Ganso, no lance que originou o 2o gol.

Claro, ninguém vai reclamar, até pelo jogo em si. Não interferiu no placar nem mudou a vitória, mas vale o registro da bobeada de Luiz Flávio de Oliveira (que foi muito bem na partida exceto esse lance).

bomba.jpg