– E começará o Horário de Verão!

Xi… Na virada deste sábado para domingo começará o Horário de Verão. Respeito quem goste, mas eu detesto!!!

Acordar com o dia bem escuro, ir embora ainda com calor e clarão… Muito cansativo!

E nas salas de aula? Não há professor que aguente as “primeiras aulas” ainda com sol.

O novo horário é ótimo para quem pode curtir a tarde/noite numa caminhada, tomando um chopp ou algum outro programa. Para quem ainda está no trabalho, é horrível.

url.jpg

– Que Pioneiro Negativo e Caro, Galo…

Está na Coluna Painel da Folha de São Paulo (17/10, pg B8): o Paulista Futebol Clube foi a 1a equipe profissional a ser acionada pelo Sindicato dos Atletas e notificada pela Federal Paulista de Futebol sobre o item que pune com perda de pontos o atraso salarial de jogadores. Isso aconteceu em 2013 com o atacante Marcelo Macedo.

Embora o Galo de Jundiaí não tenha perdido pontos naquela oportunidade, nesta semana a Justiça Trabalhista decidiu que o time tem que pagar a Marcelo Macedo por direitos de imagem atrasados a quantia de R$ 200 mil!

Se no decisivo jogo contra o Nacional a renda foi negativa (prejuízo de quase R$ 3 mil) e as verbas da Série A2 mal ajudam o time a se manter no dia-a-dia, como faz para pagar essa conta (que só é uma das muitas que o querido Tricolor Jundiaiense deve)?

De fato, não está fácil fazer futebol… Que o pessoal do Novo Paulista tenha paciência e inteligência para lidar com tantos problemas.

bomba.jpg

– Testemunhal do Árbitro sem ser 1o de Abril!

Registre-se: essa publicação não é brincadeira de mau gosto tampouco pegadinha. Vamos lá:

Ricardo Marques Ribeiro, árbitro FIFA-MG e que foi muito mal na partida entre Vasco 1×1 Chapecoense na 5a feira (e que depois do erro crasso no último FlaFlu onde foi anunciado como suspenso mas continuou a ser escalado), resolveu falar!

Liberado pela Comissão de Arbitragem da CBF, presidida por Sérgio Correa da Silva, o árbitro teve autorização (pela 1a vez no Brasil) de falar sobre erros técnicos e situações de jogo de uma partida que apitou (os árbitros são vetados de falar sobre os jogos que atuam). Em entrevista ao Diário Lance para o jornalista Felippe Rocha, justificou todas as decisões contestadas explicando didaticamente (mas não convencendo), reafirmando que em todas houve decisão correta.

O que mais me chama a atenção foi a seguinte louvação gratuita ao seu chefe:

A Comissão de Arbitragem tem total autonomia para escalar árbitros, é idônea, séria e quer o bem do futebol (…) Somos comandados por um homem sério, de bem. O Sérgio Correa está transformando a arbitragem brasileira. O Sérgio vem fazendo um trabalho pioneiro no Brasil, junto com os instrutores e procuramos seguir a filosofia”.

Quem lê, pensa que estamos tendo uma revolução positiva! Não questiono a honestidade da Comissão, mas algo quase tão importante quanto ela: a competência.

E aí, o que você pensa sobre tudo isso?

Deixe seu comentário:

bomba.jpg