– Santos 1×3 Grêmio e a expulsão de Geuvânio

O árbitro Felipe Nunes da Silva protagonizou um lance que, por erro dele próprio, causou a expulsão do jogador santista Geuvânio na partida deste domingo.

Geuvânio estava fora de campo, pedindo para entrar. O Grêmio estava com a posse da bola, quase no meio de campo. O árbitro estava atento ao lado esquerdo do ataque gremista (portanto, direito da defesa santista), onde alguém descia pedindo a bola. Eis que ele se vira e olha para Geuvânio pedindo para entrar na lateral do gramado, e o autoriza com o gesto claro e habitual (não há dúvida da autorização). Provavelmente, o árbitro recebeu o aviso via rádio do 4o árbitro de que o atleta esperava a autorização – o que é costumeiro no jogo.

Felipe, com certeza, não se atentou que existia do lado direito do ataque gremista um jogador sozinho, pronto para sair ao ataque. E é nesse momento que Geuvânio retorna, nesta mesma zona do campo.

Aparentemente, o árbitro estava desatento quando houve a permissão e não percebeu de que a bola poderia ser tocada ao lado direito do ataque gaúcho para o jogador que estava sem marcação. Ou seja, o juizão fez a leitura errada do jogo e perdeu o “timing” da autorização.

Para surpresa geral, na roubada de bola de Geuvânio, ele paralisa o jogo e aplica o Cartão Amarelo por entrar sem autorização, que é o procedimento correto exigido pela regra do jogo caso tivesse retornado sem permissão. E como já tinha Amarelo…

Para mim, o árbitro ficou com medo de sair um gol (que era possível) e, logo ao perceber seu equívoco e para evitar maiores reclamações, cometeu um 2o erro, “fazendo de conta que não permitiu” a entrada de Geuvânio.

E o homem é aspirante à FIFA…

IMPORTANTE: NA SÚMULA, o árbitro relata o que as imagens de TV desmentem. Escreveu ele:

Expulsei, devido ao segundo cartão amarelo, aos 28 minutos do primeiro tempo, o sr. geuvânio santos silva, no11 da equipe do santos fc. após receber atendimento médico devido a um sangramento na boca, retornou ao campo de jogo sem receber a minha autorização. após expulso o jogador repetiu por algumas vezes: “o quarto árbitro me autorizou”. fato este que também não ocorreu.”

bomba.jpg

– Quais serão as sedes do Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo?

Não vi o documento, mas ouço que a Conmebol já comunicou aos países que participarão das Eliminatórias da Copa do Mundo, que DEVERÃO ESCOLHER APENAS DUAS CIDADES SEDES PARA AS PARTIDAS.

E agora, políticos da CBF?

Pela lógica, Rio de Janeiro e São Paulo seriam escolhidas pela importância futebolística e econômica. Mas serão?

No Rio de Janeiro, é “batata” que seria o Maracanã. E em São Paulo, em qual estádio? A Arena Corinthians ou a Arena do Palmeiras? Ou ainda o Morumbi?

O Nordeste, onde a torcida aplaude bastante, seria uma opção em detrimento da “torcida exigente” paulista?

Mas gaúchos e mineiros, com seus belos estádios ficarão de fora?

E o lobby a ser feito por Brasília pelos políticos de lá, a fim que se tenha utilidade o bilionário e ocioso Estádio Nacional Mané Guarrincha?

Façam suas apostas…
bomba.jpg

– Jogos Regionais 2015 Jundiaí: o que vale é competir!

Os Jogos Regionais que estão acontecendo em Jundiaí são competições oportunas para levar nossas crianças a conhecerem as diversas modalidades esportivas, evitando a monocultura futebolística que impera no Brasil.

Eles incitam à confraternização entre as delegações, a festa das torcidas e, principalmente, o Espírito Esportivo!

No Handebol, Jundiaí venceu Mairinque por 73×0. Parece vexatório, mas o que vale é competir! Se vitória/derrota fácil ou apertada, não importa. Vale apenas a disputa sadia e honesta.
bomba.jpg

– Santo de casa não faz milagre?

Se você não sabe de onde vem tal dito popular, saiba que é do Evangelho de hoje (Mc 6, 1-6).

Naquele tempo, Jesus foi a Nazaré, sua terra, e seus discípulos o acompanharam. Quando chegou o sábado, começou a ensinar na sinagoga.

Muitos que o escutavam ficavam admirados e diziam: ‘De onde recebeu ele tudo isto? Como conseguiu tanta sabedoria? E esses grandes milagres realizados por suas mãos? Este homem não é o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, de Joset, de Judas e de Simão? Suas irmãs não moram aqui conosco?’ E ficaram escandalizados por causa dele.

Jesus lhes dizia: ‘Um profeta só não é estimado em sua pátria, entre seus parentes e familiares’. E ali não pôde fazer milagre algum. Apenas curou alguns doentes, impondo-lhes as mãos. E admirou-se com a falta de fé deles.

Jesus percorria os povoados da redondeza, ensinando.

Pois é: muitas vezes, não valorizamos o que está próximo de nós, ou desconfiamos de alguém pela proximidade que temos dela.

Na verdade, há aqueles que ainda nos dias de hoje discriminam pessoas pela sua origem, condição financeira, geográfica, raça ou sexo.
bomba.jpg