– E terminou o dia azul!

O azul sempre me motiva! E o dia de hoje foi marcado por esse lindo céu, embelezando a Serra do Japi (abaixo):

Viva a natureza e sua beleza!

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Os Elementos mais Presentes nas Reuniões

Nas empresas, sempre há aquelas “figurinhas carimbadas” que se tornam marcantes. Compartilho uma matéria bacana sobre os tipos mais comuns, suas características e como lidar com eles.

Extraído de Revista Superinteressante, ed Dezembro/2012, pg 86-89, por Bruno Garattoni

SALA DE GUERRA

Os tipos mais comuns nas reuniões – e como você pode lidar com eles

1) O REVOLTADO: Está insatisfeito com a empresa e quer angariar companheiros de luta. Faz pose de irritado e reclama de praticamente tudo.

COMO LIDAR: Ignore o sujeito. Não tome as dores dele. Se você der corda, ele irá tumultuar a reunião, e acabará reclamando até você.

2) O PUXA-SACO: Não tem idéias próprias e fica quieto até que o chefe abre a boca. Aí, começa a concordar com todos os argumentos dele.

COMO LIDAR: Elogie a ideia do seu chefe e estimule o puxa-saco a desenvolvê-la. Ele não vai conseguir e se enforcará com a própria corda.

3) O PUXADOR DE TAPETE: Em vez de propor coisas novas , parece mais interessado em detonar todas as sugestões que você está dando.

COMO LIDAR: Responda com dados e argumentos objetivos. Se isso não for possível, mude de assunto.

4) O TÍMIDO: Costuma ter boas sugestões, mas não abre a boca. Quando vira centro das atenções, fica vermelho e balbucia argumentos que ninguém entende.

COMO LIDAR: Ajude-o a desenvolver a própria idéia. Se for você o tímido, lembre-se que é apenas uma reunião.

5) O HUMORISTA: Fica interrompendo a reunião com piadinhas que já contou trocentas vezes e não tem a menor graça.

COMO LIDAR: Continue o que estava dizendo. Se você pedir para o sujeito calar a boca, ficará com fama de mal-humorado.

6) O TAGARELA: Fala sobre o que sabe e o que não sabe, tem opinião sobre tudo. Monopoliza as discussões e se acha o dono da verdade.

COMO LIDAR: Evite bater de frente com ele: isso só fará o sujeito falar ainda mais. Dirija-se aos demais participantes para o rumo da conversa.

7) O WORKAHOLIC: Trabalha muito e conhece tudo da empresa, mas tem pouca paciência com a opinião dos outros. Pode ser grosseiro.

COMO LIDAR: Tenha paciência, principalmente se ele estiver certo. Se ele for indelicado com você, rebata com bom humor.

A importância de uma sala de reuniões atraente - DESK Coworking ...

– Regina Duarte entrou e já saiu!

Deve ser difícil trabalhar sem ingerência em Brasília. Ao menos, é o que aparenta a cada saída de membro do Governo Bolsonaro.

Dessa vez, foi a vez de Regina Duarte desembarcar da Secretaria de Cultura.

Quem será o próximo?

Aliás, Regina só perdeu: deixou a Rede Globo, se indispôs com colegas de profissão e protagonizou um papelão na CNN… e, infelizmente, deixará as portas abertas para os terraplanistas que ali estavam conhecidamente.

Será que Regina Duarte se apaixonou por Bolsonaro?, pergunta ...

– Os Albinos, a iniciativa contra o preconceito e à favor da saúde.

Quando eu era pequeno e sem saber o que era albinismo, pensava que essas pessoas eram estrangeiras no nosso país. Nem imaginava o que era a doença, nem que os negros poderiam sofrê-la também.

Mais do que isso: protetor solar, para eles, é remédio, e as autoridades pouco fazem…

Compartilho essa matéria da Revista VejaSP, ed 26/04, sobre esse assunto importante. Abaixo:

CUIDADO À FLOR DA PELE

Programa inédito no país ajuda albinos a tratarem da saúde e a lidar com o preconceito social

Por Mariana Zylberkan e Sara Ferrari

Em 2011, quando estava grávida de sua filha Beatriz, a professora Fernanda Quintiliano ouviu uma frase aterradora de uma médica que a acompanhava na gestação. “Ela me disse que eu não deveria pôr filhos albinos no mundo, pois havia um risco imenso de eles contraírem câncer de pele”, relembra.

Ela e o marido, o técnico em segurança do trabalho Flavio André Silva, possuem o distúrbio genético do albinismo e o transferiram às duas filhas — a caçula, Clarice, tem 1 ano. O único integrante da família de Osasco, na Grande São Paulo, que não apresenta a condição é Augusto, 6, adotado em 2011. “Eu sabia que nossos filhos biológicos seriam albinos, e não via problema nisso, mas esse comentário me deixou bastante assustada”, conta ela.

Quando a criança completou 3 anos, Fernanda encontrou o Programa Pró Albino, que funciona há seis anos na Santa Casa de Misericórdia com o objetivo de oferecer atendimento médico e psicológico gratuito a portadores de albinismo. Hoje, o casal e as duas meninas fazem consultas a cada três meses na instituição, para a realização de exames e acompanhamento clínico.

O albinismo é uma condição genética associada à deficiência de melanina, pigmento que dá cor à derme, aos olhos e aos cabelos. Além de possuir características físicas próprias (veja o quadro na pág. 50), quem é portador dessa mutação está sujeito a ter doenças cutâneas, como tumores, e deficiência visual.

Estima-se que existam 1 000 albinos no Estado de São Paulo. Para receberem tratamento específico, todos deveriam se dirigir ao instituto da Santa Casa, o único centro médico do Brasil voltado para esse público. No entanto, apenas 220 pacientes estão cadastrados no programa.

Em 2011, quando foi lançado, eram 22. “No começo, pedíamos aos pacientes para nos indicar outros albinos”, conta a dermatologista Carolina Marçon. A médica faz parte de uma equipe de nove especialistas, entre eles oftalmologista e geneticista, pronta para atender a uma gama de necessidades, desde a detecção do nível de melanina até o aconselhamento genético e o suporte para exigir auxílio por invalidez em caso de deficiência visual.

Os beneficiados são ainda orientados a proteger-se dos efeitos nocivos do sol com o uso de protetor solar com fator 30, no mínimo, e ingerir suplementos de vitamina D, substância que não são capazes de produzir naturalmente. Uma vez detectada alguma lesão mais grave na derme, o procedimento de internação e cirurgia é realizado no próprio hospital.

A ideia de criar o programa surgiu nos departamentos de dermatologia e oftalmologia da Santa Casa para prevenir casos de câncer de pele precocemente. “Muitas pessoas chegavam aqui com a doença em estágio avançado”, explica Carolina. Um dos motivos é a falta de conhecimento sobre essa condição por parte dos próprios médicos.

“Na minha infância, passei por vários pediatras e nunca me disseram nada”, diz Fernanda, que só recebeu o diagnóstico correto aos 17 anos. Além dos problemas de saúde, essa população enfrenta diariamente o preconceito social. A assistente de produtos Rafaela Rosário relata que atrai olhares curiosos quando está ao lado do namorado, Livyston Fernandes, também albino.

Os dois se conheceram em uma rede social há dez anos. O casal procura levar a situação na esportiva. “A gente tira sarro e até manda um ‘joia’ ”, diverte- se. Há ainda ajuda para resolver problemas práticos.

O aposentado Miguel José Naufel teve de entrar na Justiça contra a prefeitura de Mococa, cidade a 270 quilômetros da capital, onde mora, para conseguir retirar um frasco de protetor solar por semana em um posto de saúde local. “Alegaram que era cosmético, mas para nós é como um medicamento. Preciso usar todo dia”, explica.

Há dois anos, o Programa Pró Albino foi reconhecido pela Associação Paulista de Medicina como uma das principais iniciativas sociais da área médica na capital. O plano agora é expandir o trabalho a outros hospitais do país. “O Estado do Rio de Janeiro e Brasília estão implantando projetos semelhantes”, diz Carolina. “Eles vão facilitar a vida de quem necessita viajar milhares de quilômetros para vir a São Paulo para o tratamento.”

OS GRAUS DO ALBINISMO

Tipo 1: é a versão mais intensa da condição genética. Tem como características cabelos brancos, pele pálida e olhos claros. A deficiência visual, causada pela incapacidade de produção da proteína que forma os nervos ópticos, é mais acentuada.

Tipo 2: os indivíduos têm cabelos loiros ou castanho claros e pele menos pálida.

Tipo 3: a pigmentação da pele e dos cabelos é avermelhada e os olhos são castanhos, mas existem problemas de visão.

Tipo 4: essa variação se assemelha fisicamente ao tipo 2, mas as dificuldades de enxergar são mais amenas.

images-2

Beatriz, Flavio, Augusto, Fernanda e Clarice (em sentido horário, a partir da esq.): consultas e exames de rotina (Alexandre Battibugli/Veja SP)

– A quebradeira financeira dos clubes de futebol não encontrou resistência?

A pressão para a volta dos campeonatos de futebol tem sido grande. As contas das equipes estão “arrebentadas” pelas circunstâncias que estão sofrendo. Porém, faça-se a observação: o Novo Coronavírus apenas escancarou essa situação, pois sem dinheiro (ou melhor: com as contas mal geridas) estavam faz muito tempo.

Com os altíssimos valores gastos mensalmente, crê-se que havia dinheiro em caixa para pagar tanto valor. Mas, claramente, descobriu-se que a fragilidade dos clubes era enorme (talvez não seja nenhuma novidade). 

O problema é: querem retomar sem a disposição dos gastos necessários, sem as precauções devidas e o quanto antes. Alto lá! É um risco tal lobby, como feito ontem por cartolas de Flamengo e Vasco (vide em: https://wp.me/p4RTuC-pQM).

Mais uma vez, parece que a proteção à humanidade perde espaço para a necessidade de cumprir tabelas esportivas – tudo isso administrado por dirigentes de clubes altamente questionados historicamente(e que estão desesperados).

Em tempo: a volta na Europa, tão cuidadosa que ocorre em alguns campeonatos, só é possível pois eles estão há muito mais tempo do que o Brasil vivendo esse horror. O decréscimo dos casos de Covid-19 leva tempo. Portanto, paciência por aqui!

Coronavírus: torcedor desenha máscaras de clubes espanhóis e ...

– Millôr sobre as diferenças de lado!

Millôr Fernandes, em 04 de Agosto de 2018, ao Pedro Bial em seu programa na Rede Globo:

A diferença fundamental entre Direita e Esquerda é que a Direita acredita cegamente em tudo que lhe ensinaram, e a Esquerda acredita cegamente em tudo que ensina”.

Não discuto. Concordo plenamente, com o acréscimo / correção como “Extrema Direita e Extrema Esquerda”.

Resultado de imagem para direita ou esquerda

– Dia de São Bernardino de Sena

A Igreja Católica celebra hoje a memória de um franciscano que é modelo para todos nós: Bernardino (em homenagem a São Bernardo), devoto da Virgem Maria, adorador da Eucaristia e eleito Patrono dos Publicitários (por divulgar tão bem as virtudes da espiritualidade cristã).

Sua história, abaixo, extraído de CançãoNova.com:

SÃO BERNARDINO DE SENA

Nasceu em Massa Marítima, na Toscana, Itália, no ano de 1380. Muito cedo, infelizmente, perdeu seus pais; mas, por outro lado, a Providência Santíssima agiu na sua formação através de tias cristãs fervorosas. Tanto que oraram, testemunharam, foram canais da Providência Divina para a vida de São Bernardino.

Numa vida de oração e penitência, ele discerniu seu chamado a uma vida consagrada, entrando para a família franciscana na Ordem dos Frades Menores. Ali, tornou-se sacerdote.

São Bernardino possuía muitas qualidades; muitas delas, sobrenaturais. Muitos dons, dentre eles, o carisma da pregação. Um homem zeloso, liderou o movimento da observância em prol de uma vivência radical do carisma franciscano. Quantas pessoas, na Itália, conheceram esse santo por causa da eficácia do nome de Jesus!

Grande devoto; tanto que nas leituras do ofício de hoje, encontramos um texto tirado de um de seus sermões: “O nome de Jesus é a luz dos pregadores, porque ilumina, com o seu esplendor, os que anunciam e os que ouvem a Sua Palavra. Por que razão a luz da fé se difundiu no mundo inteiro tão rápida e ardentemente, senão porque foi pregado este nome?”. Um grande pregador, ele reconhecia que tudo era graça na sua vida. Muitos puderam conhecer, através dos lábios desse pregador, o amor de Deus. Ele se expressou, revelou-se plenamente em Cristo Jesus na força do seu Espírito.

São Bernardino, como todos os santos e santas da Igreja de todos os tempos, foi conduzido pelo Espírito Santo. Centrado no mistério da Eucaristia, devotíssimo da Santíssima Virgem, ele se consumiu ao serviço da Palavra e do povo de Deus. No ano de 1444, ele partiu para o céu e intercede por nós para que sejamos todos servos da Palavra para glória e de Jesus.

BernardinoSena_20Maio-2

– A ideia do torcedor “manequim” é sensacional para os clubes faturarem um pouco!

Não poder ir ao estádio, mas se fazer representar lá! E, claro, pagando até ingresso. Essa é a ideia do Borussia Mönchengladbach que mereceu aplausos dos torcedores!

Vejam só que sugestão bacana aos clubes brasileiros, quando a boa voltar a rolar pro aqui:

Extraído de: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-alemao/noticia/com-165-mil-manequins-vendidos-clube-alemao-anuncia-ate-espaco-para-torcida-visitante-em-mosaico.ghtml

COM 16,5 MIL MANEQUINS VENDIDOS, CLUBE ALEMÃO ANUNCIA ATÉ ESPAÇO PARA TORCIDA VISITANTE EM MOSAICO

Iniciativa de associação de torcedores do Borussia Mönchengladbach planeja preencher espaço nas arquibancadas do estádio enquanto futebol precisar ser com portões fechados

Portões fechados, mas arquibancadas lotadas. Ou melhor, preenchidas. O projeto do Borussia Mönchengladbach de ocupar as cadeiras do seu estádio com manequins personalizados teve um salto após o anúncio da volta do futebol na Alemanha. E agora há espaço até para a torcida visitante.

O clube anunciou que 4,5 mil imagens foram instaladas. Outras 12 mil foram encomendadas. Em suas redes sociais, o Gladbach compartilhou fotos de como estão ficando as arquibancadas do Borussia Park e mostrou até torcedores do Borussia Dortmund representados.

A ideia foi uma iniciativa de uma associação de fãs do clube germânico. Os manequins são de papelão em tamanho real e de torcedores de verdade da equipe. Os objetos são à prova d´água e vendidos por 19 euros (cerca de R$ 120). Além disso, o torcedor pagará mais 2,50 euros como se fosse um ingresso simbólico do seu avatar.

O Gladbach aceita torcedores de qualquer clube no projeto. Há portais disponíveis em alemão e inglês para adquiri seu manequim e um lugar no Borussia Park, que tem capacidade para 59 mil espectadores.

O Borussia Mönchengladbach está na quarta posição do Campeonato Alemão, com 49 pontos, e deve fazer seu primeiro jogo em casa após o retorno do futebol no país no próximo dia 23, contra o Bayer Leverkusen.

gladbach-mosaico-2

Iniciativa é de associação de torcedores do Borussia Mönchengladbach — Foto: Divulgação/Borussia Mönchengladbach

– As duas falas politizadas e egoístas de Lula e Bolsonaro mostram: o povo é para ser usado!

Parece que neste tempo pandêmico, estamos conhecendo (ou melhor, comprovando) as verdadeiras faces de nossos políticos.

Se no Estado de São Paulo, João Dória não aceita customizar procedimentos a cada município e, no excesso de precaução, peca em medidas generalistas coletivizando a megalópole com as cidades pequenas, no plano federal a coisa é pior: Bolsonaro e Lula usam e abusam de discursos demagógicos que encantam seus aficcionados (mas não iludem, felizmente, os poucos que se mantém sensatos).

Numa triste e infeliz brincadeira, sorrindo como se nada acontecesse, o presidente Jair Bolsonaro disse: 

“Quem é de Direita, toma Cloroquina; quem é de Esquerda, toma Tubaína”.

Quer dizer que o infectologista (ou epidemiologista) Dr Bolsonaro não poderia ao menos se conter nas brincadeiras de mau gosto e politizou mais uma vez a medicação que ainda está em estudo, receitando-a ideologicamente? Postura condenável de quem deveria ser um líder ponderado e unir a nação, independente de confissão política.

Por outro lado, viram a fala de Lula ao Mino Carta (da Carta Capital)? Estava até desacostumado em assistir tamanha cara-de-pau, peculiar ao corrupto ex-presidente. Disse ele: 

“Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises.”

Caracoles! Ele “festeja” no seu íntimo o insucesso da política do seu adversário usando a catástrofe como palanque? O “ainda bem (…) que criou essa monstro chamado coronavírus” deixa bem claro que a preocupação não é humanitária, mas eleitoral.

Triste Brasil, que não consegue ter um só líder agregador… O inimigo comum, que deveria ser a Covid-19, passou a ser aliado eleitoral. Meu Deus.!

Bolsonaro-e-Lula-ofc

– Passará e o sorriso voltará!

Recordar é viver!

Faz tempo que minha caçulinha não pode ir à casa da vovó e sentar-se tranquilamente no banquinho…

Isso passa. Há de passar. Oremos e façamos nossa parte!

🙏 ❤️ 👊🏻 #família #bebê #criança #esperança

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Começando a 4a feira em 4 cliques:

👊🏻 Bom dia!
Começando a manhã/ #madrugada com muita #disposição, procurando manter a #saúde em ordem.
Vamos correr?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #training #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻 Correndo e Meditando:
“Ó #NossaSenhoraDosAnjos, rogai por nós. #Amém.
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #Anjos #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #natureza. E nossas #flores delicadas?
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #flores #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅 Desperte, #Jundiaí.
Que a #QuartaFeira possa valer a pena, seja com #calor ou com #frio!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby