– Petrônio, que capricho!

Experimentei no jantar uma deliciosa linguiça com limão siciliano e ervas finas.

Sensacional!

Além de saborosa, o preço é baixo e a qualidade garantida pelo amigo Flávio.

Anote aí: Petrônio Artesanais, WhatsApp (11) 98654-0661 (Jundiaí).

 

– Alguém já perguntou a opinião dos jogadores sobre a volta forçada do futebol?

Leio que os cartolas e as autoridades públicas discutem a volta das partidas de futebol no Brasil. Portões fechados, jogadores testados e até condutas difíceis de se praticar são levantadas.

Muito debate está ocorrendo, mas… alguém leu se os jogadores (que são os atores principais) estão sendo consultados?

Gostei da fala de Raí, que acabou abordando sob a ótica do esportista (incrementando um pouco de política no meio).

Abaixo, extraído de: https://istoe.com.br/rai-pede-renuncia-de-bolsonaro-e-diz-que-sao-paulo-e-contra-retorno-do-futebol/

SÃO PAULO É CONTRA O RETONO DO FUTEBOL

O diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí, deixou de lado o seu discurso geralmente sem polêmicas e fez duras críticas ao Presidente da República Jair Bolsonaro. De acordo com o dirigente tricolor, o ideal seria que o político renunciasse ao cargo para evitar um processo de impeachment em razão de suas decisões.

“Se perder a governabilidade, eu torço e espero uma renúncia para evitar o processo de impeachment, que sempre é traumático. Porque o foco tem que ser a pandemia. (O impeachment) não é uma coisa que tem de se pensar agora, energia nenhuma pode ser gasta nisso, mas se estiver prejudicando ainda mais essa crise gigantesca de saúde, sanitária, tem que ser considerado”, disse o dirigente, em entrevista ao Globoesporte.com

Raí criticou a postura do presidente em relação a forma com que está combatendo a pandemia do coronavírus. “Um posicionamento atabalhoado, é o mínimo que se pode dizer. Naquele momento, por exemplo, que ele deu aquele depoimento em rede nacional… Ele está no limite, muitas vezes, da irresponsabilidade, quando ele vai contra todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde”, opinou.

O dirigente também deixou claro que sua irritação com Bolsonaro não se resume apenas pela forma com que ele está tratando a covid-19, mas também como administra o País. “Outro absurdo do Bolsonaro é inventar crises políticas ou de interesses próprios, familiares, no meio de uma pandemia. É inaceitável. Tenho certeza que muita gente concorda, inclusive alguns apoiadores do Bolsonaro. Ele foi eleito democraticamente, mas a própria democracia está conseguindo frear”, continuou.

O diretor afirmou que o São Paulo é contra o retorno precoce do futebol brasileiro, apesar da situação financeira delicada que o clube, assim como a maioria dos outros times pelo Brasil, vive. “É bom deixar claro e reforçar que a posição do São Paulo não é voltar rápido. É voltar ao seu tempo, com as orientações, e gradativamente, começando obviamente o treino sem uma data certa de quando o campeonato vai retornar.”

Mantendo um discurso direto e até fugindo de seu estilo de entrevistas, Raí reclamou até mesmo do presidencialismo. “Eu acho que isso me fez até questionar o presidencialismo. Estar sujeito a uma pessoa como essa, a um presidente como esse, que foi eleito democraticamente, mas que toma decisões que confundem completamente a população. Por causa dele, e aí o cálculo pode até ser feito, milhares de mortes a mais vão acontecer”, completou.

Raí pede renúncia de Bolsonaro e diz que São Paulo é contra retorno do futebol

– Não confie em Políticos. Na hora da Pandemia, confie em Médicos e na Ciência.

A pesquisadora que sequenciou geneticamente o Novo Coronavírus, a brasileira Ester Cerdeira Sabino, falou à Revista FAPESP (que é sensacional). Na matéria, ela abordou os cuidados contra o contágio e alertou sobre o pico ocorrer no final de abril / começo de maio.

Veja a reportagem toda em: https://revistapesquisa.fapesp.br/2020/03/12/ester-cerdeira-sabino-na-cola-do-coronavirus/

Nesse trabalho, ela fala da importância do isolamentomostrando que a pandemia dura mais com ela em dias, porém o número de mortos é muito menor (veja nas figuras ou no link).

Alerta, ainda, a gravidade das sequelas que provocam nas pessoas. Importantíssimo ler!

– Um bom dia de vida nesta 5a feira – em 4 cliques!

Pronto para o cooper diário, a fim de ter muita saúde e ânimo para manter a forma.

S’imbora correr?

Correndo e meditando no Cristo Eucarístico – Jesus que se deu como Cordeiro imolado, se fez Santo e nos fortalece como Pão Celestial – o seu Corpo repartido entre nós, p/ a expiação das nossas culpas e comum união c’Ele.

Pós-treino, alongando no jardim e curtindo a beleza das #flores! Aqui, bem estilizadas:

06h30 – o amanhecer está bonito, colorido e bem inspirador.

Que nossa jornada seja abençoada!

Ótimo dia para todos nós

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– E quando voltaremos a brincar no Litoral?

‪Ô vontade de ir à praia com a família…‬

Paciência! Tudo passa. Que chegue logo ao fim a pandemia para voltar a brincar na areia e pular onda com as crianças.‬

(‪Na foto abaixo, o #tbt de um dia bem gostoso no mar.‬)

– Adorando Jesus no Pão Celestial!

Toda 5a feira a Igreja Católica se dedica à Adoração da Eucaristia, o Pão dos Anjos, Alimento d’Alma!

Como não podemos fazê-la presencialmente nos últimos dias, a façamos onde quer que estejamos.

Que o Corpo Santo do Nosso Senhor Jesus Cristo nos fortaleça espiritualmente nesses tempos tão difíceis!

– O “E daí” que machuca muito!

Pobre povo brasileiro. Se livrou da corrupção da banda podre petista (que tiveram vários membros condenados e que estavam no poder) e elegeu um despreparado. Ao menos, é o que demonstra o presidente Jair Bolsonaro com as atitudes deploráveis de proteção aos seus filhos (atrapalhando a investigação da Polícia Federal sobre eles, mudando o delegado da PF). O presidente deve governar para o Brasil, e não para a sua família.

E como em momentos de crise se deve ter maior empatia com os que sofrem e mostrar a liderança, mais uma falha de Bolsonaro aconteceu. A noite, uma jornalista colocou a seguinte questão ao presidente: “A gente ultrapassou o número de mortos da China por covid-19”. O presidente, então, afirmou:

“E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”.

Putz, esse “E daí” é muito frio, insensível, extremamente evitável. Matou todo o resto da justificativa (que também foi ruim). Um líder deve ser conciliador e consolador! Dizer que estava triste também (ou não está?), falar que trabalhava forte para minimizar as irreparáveis perdas (ou não trabalha?) e que acreditaria que a união do povo com o Governo ajudaria a conter a pandemia com ações positivas (ou não acredita) são algumas das respostas recomendadas.

Se alguém me dizer que “ele respondeu de maneira sincera, com o coração”, como muitos fanáticos dizem, aí devo acreditar que ele é realmente insensível. Afinal, o coração dele não se tocou pelo momento sensível?

Lamentável e irresponsável.

Estado

– O futuro do Futebol poderá ser muito diferente na prática esportiva. Não é melhor esperar?

A insistência em jogar futebol profissional mesmo com o Covid-19 em alta, pode permitir o surgimento de um outro esporte sem ser o que conhecemos.

Vimos dias atrás a vontade da FPF em retornar os seus campeonatos (em: https://wp.me/p55Mu0-2w8). Falamos de algumas ideias estapafúrdias para que isso ocorra, como isolar atleta por 15 dias ou não ter contato físico algum durante o jogo, proibindo abraço em comemoração de gol (texto em: https://wp.me/p4RTuC-puS)

No Campeonato Holandês, já houve o encerramento do torneio (vide em: https://wp.me/p4RTuC-pyy) Nesta semana, na terra do bilionário PSG, o Campeonato  Francês também foi encerrado pela FFF (sem que tenha-se decidido campeão ou rebaixado).

Agora, leio que o importante médico Michel D’Hooghe, responsável pelas principais questões de saúde da FIFA, sugeriu que se aplique Cartão Amarelo para o atleta que cuspir em campo, pois isso poderia disseminar o Novo Coronavírus. Ora se, existe o risco, simplesmente não tenha futebol, ao invés de criar regras que deverão ser contestadas pelos jogadores e possivelmente não cumpridas.

Ao menos, o próprio Dr D’Hooghe usou o bom senso quando disse: o ideal é que não se faça futebol nem com portões fechados, pois existiria o risco dos atletas expostos, já que seria impossível manter a distância necessária entre eles de 1,5m.

Já imaginaram que tal medida (o distanciamento de 1,5m) for sido colocado como regra, assim como não cuspir?

A verdade é: enquanto existir risco de contágio entre os boleiros, não se realize futebol de jeito algum.

Extraído de: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/medico-da-fifa-quer-cartao-amarelo-para-quem-cuspir-no-gramado-quando-futebol-for-retomado.ghtml

MÉDICO DA FIFA QUER CARTÃO AMARELO PARA QUEM CUSPIR NO GRAMADO QUANDO FUTEBOL FOR RETOMADO

“(Cuspir) não é higiênico e é uma boa maneira de espalhar o vírus”, afirma Michel D’Hooghe, presidente do comitê médico da entidade máxima do futebol mundial

O retorno do futebol em meio à pandemia do coronavírus ainda está cercado de dúvidas e incertezas. Para Michel D’Hooghe, presidente do Comitê Médico da Fifa, além de protocolos de segurança, serão necessárias medidas punitivas aos atletas quando a bola voltar a rolar. Mais especificamente àqueles que cuspirem em campo.

– É uma prática comum no futebol e pouco higiênica. Por isso, quando o futebol voltar, penso que deveríamos evitá-la ao máximo. A questão é se isso será possível. Talvez com um cartão amarelo – disse D’Hooghe, em entrevista ao jornal inglês “Daily Telegraph”.

– (Cuspir) não é higiênico e é uma boa maneira de espalhar o vírus. E essa é uma das razões pelas quais temos de ter muito cuidado antes de a bola voltar a rolar. Não sou pessimista, mas neste momento sou muito cético relativamente a isso – frisou Michel D’Hooghe.

Esta não é a primeira vez que o presidente do comitê médico da Fifa manifesta algumas reservas quanto ao retorno do futebol nesta temporada. No início do mês, D’Hooghe pediu cautela na tomada de decisões sobre o regresso das competições, mesmo com portões fechados, uma vez que “é impossível que os jogadores respeitem uma distância de 1,5 m entre si”.

csm_120320_esp_coronavirus_no_futebol_-_foto_shutterstock_fbdedbd6ce

– Há 10 anos, o que ficou e o que vejo da carreira de árbitro?

Encerrei exatamente há 10 anos minha carreira de árbitro de futebol. Foram mais de 700 partidas trabalhadas, em diversas divisões e funções.

Eu gostaria de estar em atividade?

Claro, creio que não só eu, mas muitos aposentados do apito, que ainda apitam suas partidas em seu íntimo nos seus sonhos. Vestem o uniforme e se transformam dentro dos gramados que imaginam.

Mas, definitivamente, acabou. Termina para sempre quando perde a motivação, e o desejo de voltar sucumbe à realidade. A saudade de estar em campo é enorme. A disposição em obedecer aos dirigentes burocráticos (e muitos, soberbos e irônicos) é nula.

Quanto tempo não há renovação dos cartolas? Maior do que o da renovação dos árbitros…

A distância entre o prazer da arbitragem é abissal em relação às humilhações que se têm que fazer e viver nas comissões de árbitros. Reuniões enfadonhas, falta de meritocracia, sacerdócio que se doa em vão. Contraste absurdo da paixão de apitar uma partida de futebol em meio a um segmento cada vez mais restrito a “donos de cargos”, onde a vida sindical se mistura ao ofício de dirigentes patronais. Questionar a quem e contra quem?

Enfim, vida que segue e família que se curte (coisa que não se consegue enquanto árbitro, que não é mais o conhecedor das regras do futebol, mas o atleta que deve somente correr, correr e correr dentro de campo, acatando orientações de “bola na mão que viram mão na bola”).

Hoje, mato a saudade do meio em que vivi falando de futebol e arbitragem na TV, no rádio, no jornal e na internet. E assim sou feliz!

Uma singela constatação: se a carreira de árbitro fosse mais justa, mais competentes os nomes seriam, menos árbitros de potencial teriam que encerrar suas trajetórias e trocaríamos a exigência física pela técnica. Aliás, como exigir algo, se os dirigentes não querem o profissionalismo verdadeiro, transformando a causa em discursos demagogos?

Férias, INSS, 13o e plano de saúde ao árbitro… Tudo ilusão e são causas que não estão na pauta dos Sindicatos! Afinal, quem quer brigar com a CBF e suas Federações aliadas?

O “INAMPS” (ou a Unimed, a Amil e tantos outros planos de saúde) estão aí para os árbitros lesionados…

Resultado de imagem para pendurar o apito

 

– Bom dia, 4a feira!

👊🏻 Quem cedo madruga, Deus ajuda!
Sendo assim, vamos correr para manter corpo, alma e mente em harmonia?
#Fui!
🏃🏻👟 #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando com a Sagrada Família de Nazaré:
Ó Jesus, Maria e José – a nossa família vossa é! Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de atividade física!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das flores. E essa delicadeza das pétalas?
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flores #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 05h55 – Desperte, #Jundiaí, com essa linda manhã.
Que a 4a feira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Já são 5017 mortos por Covid-19 no Brasil (474 hoje). Estamos no pico ou ainda não?

Morreram, somente hoje, 474 pessoas vítimas do Novo Coronavírus. A coisa está ruim. O pico chegou?

Aliás, me admiro ao ver tanta gente inteligente “fazendo de conta” que não entende a subjetividade da data. Se as pessoas não se previnem, a chegada do pico e os números mudam. Se conseguem se resguardar e evitar contato, adia o pico e o número de vítimas diminui devido a concentração de pessoas em casa. Mas ficam na bobagem de ironizar que ninguém acerta o pico. Claro que não! É previsão, não é número exato pois depende do comportamento e engajamento das pessoas.

Pior do que isso: negar a gravidade da doença. Cerca de 759 pessoas morreram de dengue no Brasil no último ano (números oficias). Somente hoje, quase 500 em nosso país de Covid-19. E há quem sugira de que “não se deve divulgar tais dados”… deve sim, uma população consciente é necessária. Ou desejamos ser alienados e desprecavidos?

Vacina contra coronavírus, estimada para setembro, começa a ser ...

– Quem é a sucessora do ditador da Coréia do Norte, caso ele pereça?

Ninguém sabe o que acontece na Coreia do Norte, por ser um país fechado e avesso à democracia. E como toda a informação é controlada, as especulações sobre o ditador Kim Jong Un, que estaria sumido por conta de problemas de saúde, aumentam.

A questão é: se ele morrer, quem assume?

Extraído de: https://exame.abril.com.br/mundo/quem-e-a-irma-que-suceder-kim-jong-un-na-coreia-do-norte/

COREIA DO NORTE: QUEM É A IRMÃ QUE PODE SUCEDER KIM JONG-UN

Kim Yo Jong, com pouco mais de 30 anos e educada na Suíça, é a mais cotada em meio a notícias desencontradas sobre a morte do líder da Coreia do Norte

As notícias sobre uma possível morte de Kim Jong-Un, o líder da Coreia do Norte, são tudo, menos conclusivas.

É até natural que assim seja, num dos países mais fechados do planeta. Até agora não se sabe sequer se a Coreia do Norte tem casos confirmados do novo coronavírus — o país diz que não. Mas uma probabilidade ganha força entre analistas internacionais. Se Kim estiver mesmo fora de combate, sua provável sucessora deve ser sua irmã, Kim Yo Jong, com pouco mais de 30 anos de idade.

No início da semana passada, um veículo de imprensa da Coreia do Sul noticiou que Kim estaria se recuperando de uma cirurgia no coração, feita no dia 12 de abril. Dias depois, ele não apareceu em uma das mais importantes celebrações do país: o aniversário do fundador do regime, e avô de Kim, Kim Il-Sung, em 15 de abril. De lá pra cá, os rumores só fizeram crescer.

Neste domingo, a agência Reuters noticiou que um trem possivelmente de propriedade do regime foi visto perto de um resort norte-coreano.

Quem é Kim Yo Jong?

Educada na Suíça, nos últimos anos Kim Yo Jong ganhou peso político ao participar ao lado do irmão de encontros com o presidente americano, Donald Trump, e com o chinês Xi Jinping, além de ter representado o país na abertura das Olimpíadas de Inverno, na Coreia do Sul, em 2018. Ela foi a primeira integrante da família que comanda a Coreia do Norte a visitar Seul.

A grande dúvida do momento é se o parentesco vai ser capaz de superar o machismo do país. “Cidadãos comuns poderiam resistir a uma liderança feminina”, disse Yoo Ho-yeol, professor de estudos norte-coreanos na Korea University, à agência Bloomberg.

Uma solução de fora da família, porém, tende a ser ainda mais revolucionária. Os Kim governam a Coreia do Norte desde a fundação do país, logo após Estados Unidos e União Soviética dividirem a província da Coreia em duas, após a Segunda Guerra. O Sul, como se sabe, floresceu para se tornar uma das economias mais desenvolvidas do planeta. E o Norte ficou para trás.

Kim Jong-Un assumiu o país com a morte do pai, em 2011, quando tinha menos de 30 anos de idade, segundo estimativas. De lá para cá, ganhou alguma legitimidade internacional com bem orquestrados teste de mísseis balísticos, aproximando-se, por exemplo, de Donald Trump. Internamente, consolidou o poder eliminando a iminência parda do regime, seu tio Jang Song Thaek, além de ser o principal suspeito de matar o meio-irmão Kim Jong Nam, numa cinematográfica emboscada com um produto químico num aeroporto na Malásia.

Há outros homens na linha de sucessão, como outro irmão mais jovem, Kim Jong Chol, e um sobrinho, Kim Han Sol, mas os dois não têm títulos políticos e nunca foram vistos envolvidos nas grandes questões nacionais. Kim Jong-Un tem três filhos, mas todos eles jovens demais para assumir o poder. E há outra possibilidade, apontada pela Bloomberg: o único filho vivo do fundador do país, Kim Il Sung, que retornou ao país ano passado após 40 anos de serviços no exterior.

Segundo relatório da consultoria política Eurasia, a irmã é de fato a mais provável sucessora — isso, claro, se Kim estiver mesmo morto. Segundo a Eurasia, a China tende a liderar uma necessária cooperação internacional para estabilizar o regime em caso de troca de comando. A Eurasia destaca que Pyongyang costuma ser ágil em eliminar especulações sobre seu líder, o que pode indicar que algo sério está de fato acontecendo.

Para a consultoria, uma possível transição tende a afetar a segurança e a geopolítica da Ásia por anos. Se o regime colapsar, diz a Eurasia, outros países podem intervir de alguma forma para evitar uma catástrofe humanitária e social. seria um cenário que pode ter, de um lado, China e Rússia e, de outro, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos.

“Sempre há também a possibilidade de que um colapso na Coreia do Norte leve a China a se mover para controlar o país como um estado satélite e/ou que a Coreia do Sul busque uma reunificação”, diz a Eurasia.

Seria uma tremenda bagunça, como reconhece a consultoria. Caso venha a ser a escolhida, Kim Yo Jong assumiria um dos trabalhos mais difíceis do planeta.

Kim Yo Jong, irmã de Kim Jong Un: líder norte-coreano desapareceu dos olhos do público em abril

 

– A ideia das 5 substituições da FIFA por conta do calendário Pós-Covid.

Atenção: não é uma proposta de mudança definitiva da Regra 3 do Futebol (número de jogadores), mas uma atitude emergencial. Falamos do aumento de substituições que a FIFA sugere para a IFAB (International Board, as donas das Regras do Jogo) a fim de que os jogadores aguentem a maratona de confrontos pós-Covid.

Imagine a maratona de partidas que ocorrerão (por exemplo, no Brasil) se todas as partidas pendentes no calendário forem jogadas num espaço de tempo bem menor do o “saudável”, a fim de não atrasar competições futuras! Não há condição física que aguente… Dessa forma, além de 3 substituições durante a partida, a FIFA deseja que possam ocorrer mais 2 exclusivamente no Intervalo.

Eu acho uma ótima ideia. E você?

Tudo parado: último estadual em andamento, Roraimense é suspenso ...

– As mortes de Covid_19 já superam o bate-papo dos incrédulos Terra e Lorenzoni…

Osmar Terra e Onyx Lorenzoni: lembram da conversa desses dois senhores, dizendo que o Novo Coronavírus causaria 3000, no máximo 4000 mortes no Brasil?

Pois é… nem estamos no pico e já morreram mais de 4500 pessoas (sem contar as subnotificações). Quantas outras morrerão de Covid-19 em nosso país?

Fico muito triste quando vejo tal insensibilidade persistindo entre as pessoas, especialmente nas Redes Sociais. Talvez o pior vírus seja o da prepotência, desdenho e falta de humildade em assumir os erros.

Saída de Osmar Terra do Ministério da Cidadania é confirmada

– Como fica a Embraer sem a Boeing?

A Boeing gastaria até 20 bilhões de reais com a parceria junto a Embraer, separando em 80% as ações para ela no mercado comercial e uma fatia minoritária na área militar.

Com a saída da Boeing do negócio (pela crise mundial aérea e também motivada com a queda de valor das ações da empresa por conta do novo 737 MAX não ter “vingado”), como ficará a empresa brasileira agora?

Extraído de: https://www.infomoney.com.br/mercados/embraer-sem-boeing-os-caminhos-da-brasileira-sem-o-acordo-de-us-42-bi-e-o-que-esperar-para-as-acoes/

EMBRAER SEM BOEING

Parceria com chinesa e até ajuda do governo são alternativas aventadas pelo mercado; no curto prazo, mais pressão em cenário já complicado com coronavírus

Por Laza Rizério

SÃO PAULO – Ainda mais nebuloso. É assim que se define o futuro da Embraer (EMBR3) após a Boeing anunciar o fim do acordo de joint venture com a companhia brasileira no valor de US$ 4,2 bilhões, mais de um ano após o enlace inicial entre as empresas. Com isso, após uma queda de 10,68% das ações na última sexta-feira, quando as notícias ganharam forças, os ativos EMBR3 chegaram a cair até 16,55% na sessão desta segunda-feira (27), a R$ 6,91. Os papéis fecharam em uma baixa bem menos expressiva, de 7,49%, a R$ 7,66, mas, ainda assim, sendo a maior baixa do Ibovespa.

Boeing e Embraer planejavam uma joint venture composta pelo negócio de aviação comercial da Embraer e uma segunda joint venture para desenvolver novos mercados para a aeronave de transporte aéreo médio e mobilidade C-390 Millenium (as companhias, porém, manterão um acordo para que a Boeing faça a comercialização e manutenção conjunta do C-390).

Apesar do fim da joint venture, o desenrolar dos acontecimentos para as duas fabricantes de aeronoves está longe do fim.

Para justificar a desistência, a Boeing afirmou, entre outros motivos, que a brasileira não cumpriu as condições necessárias para que a data inicial de rescisão do acordo (24 de abril) fosse prorrogada. Contudo, horas depois que a americana anunciou a desistência, a Embraer classificou a medida como indevida e afirmou que a empresa americana fabricou falsas alegações para não pagar o preço de compra de US$ 4,2 bilhões acertado, e que buscará todas as medidas cabíveis pelos danos sofridos.

Nesta segunda, a brasileira comunicou ter iniciado procedimentos arbitrais por conta da rescisão de contrato.

Vale destacar que o anúncio da Boeing se deu em meio a maior crise de sua história, que envolve dois acidentes com seu principal avião, o 737 MAX, e a paralisação do setor aéreo em decorrência do coronavírus. Nos Estados Unidos, são debatidas formas do governo americano ajudar a companhia, mas que o auxílio, caso fosse concedido, não deveria ser utilizado para fechar a compra da Embraer.

O rompimento do contrato, apesar de ser mal recebido no mercado, não foi visto exatamente como uma surpresa, pelo menos não dentro do governo brasileiro, que já tratava o desfecho como esperado, diante da crise enfrentada pela empresa americana e pelo baque que a pandemia do novo coronavírus provocou no setor aéreo. Na ala militar, conforme ressaltou o jornal O Estado de S. Paulo, o negócio não era unanimidade e, por esse motivo, o desmanche do acerto não foi lamentado, pelo contrário, foi até comemorado.

Isso ocorre por conta da expectativa de que a companhia recupere o controle de sua nova geração de aviões E2, o que pode dar um impulso a longo prazo. “A Embraer se sentiu um pouco apática sem a franquia de E-Jets”, destacou George Ferguson, analista da Bloomberg Intelligence. “Vai ser um ano difícil para todo mundo, mas esse é um gerador de caixa da Embraer”, avaliou à Bloomberg.

Porém, enquanto isso, o fim das negociações adicionam mais incertezas para a companhia, em um cenário que já era bastante complicado para ela. Após investimentos de R$ 485,5 milhões em 2019 no processo de separação do braço de aviação comercial, que iria para a Boeing, a demanda pelo E2, da sua nova família de aviões, está fraca. O setor aéreo, que enfrenta dificuldades por conta da pandemia do coronavírus, agrava a situação de baixa demanda para a companhia.

Assim, como impacto inicial do cancelamento do negócio, a fabricante de aeronaves deve ajustar os níveis de produção e as despesas de capital. Durante teleconferência aberta ao mercado na manhã desta segunda, os executivos disseram que a Embraer está trabalhando em iniciativas de redução de custos para preservar e reduzir as saídas de caixa em US $ 1 bilhão, o que foi visto como excessivamente otimista pelo Bradesco BBI, apesar dos analistas destacarem que a companhia tem caixa suficiente para 2020 e 2021.

Victor Mizusaki e Gabriel Rezende, analistas do banco, cortaram a projeção para encomendas de jatos comerciais e executivos em 49% e 10%, respectivamente, para 2020 levando a uma redução nas expectativas para a receita em 22%. Para 2021, a queda esperada é de 44% e 14%, também levando a uma baixa nas expectativas de receita em 22%. ” Em nossa opinião, a Covid-19 levará ao adiamento de entregas de aeronaves e novos pedidos. Além disso, a Embraer precisará competir com a Airbus no mercado de jatos regionais”, apontam.

Alguns caminhos são destacados para a Embraer após o fracasso da joint venture, uma delas sendo apontada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, o governo pode negociar a venda da Embraer com outra companhia e que a decisão cabe a ele, já que o governo federal tem a chamada golden share, que dá ao governo poder de veto em decisões estratégicas na empresa.

De acordo com o Bradesco BBI, um acordo de venda poderia acontecer na China, que quer crescer na aviação com a estatal China Commercial Aircraft (Comac), colocando o setor aeroespacial como de valor estratégico.

A Comac, cabe lembrar, enfrentou várias dificuldades com a certificação de seus dois modelos de aeronaves ARJ21 (70 a 80 assentos) e C919 (158 a 168 assentos) nos EUA e na Europa. A fabricante chinesa também analisou um possível acordo com a Bombardier em 2017, mas o governo canadense preferiu a união com a Airbus. “A Embraer possui um histórico comprovado em desenvolvimento e certificação de produtos, o que poderia explicar o interesse da Comac em buscar uma joint venture com a brasileira, nos mesmos moldes da usada pela Boeing”, avalia o Bradesco BBI. Para os analistas, essa transação não enfrentaria dificuldades para ser aprovada pelo Antitrust autoridades, pois deve fortalecer um terceiro ator para quebrar o duopólio da Boeing-Airbus.

O banco suíço também aponta que, com o acordo agora quebrado e a lógica de reforçar seus negócios de aviação comercial ainda como meta, não é estranho que outras empresas conversem com a brasileira. Os analistas também apontam a China como uma possível interessada, destacando que a Embraer traria talento para o design e desenvolvimento mas, o que é mais importante, a experiência e a capacidade global em uma rede de serviços globais e suporte.

Outras possibilidades são aventadas pelo mercado, mas de mais curto prazo, e que envolveriam o governo: a brasileira pode precisar de socorro governamental em meio à crise (seguindo o exemplo da Boeing, que pediu ajuda de Washington).

Em vídeo enviado no sábado a funcionários, porém, o presidente da Embraer, Francisco Gomes Neto, afirma que a empresa tem liquidez “suficiente e acesso a fontes de financiamento para alavancar seus negócios”.

O Bradesco BBI aponta que a Embraer tem US$ 2,8 bilhões em caixa, suficiente para sobreviver a dois anos de zero encomendas. “Apesar da situação financeira confortável, a Embraer precisará reduzir seus custos fixos para superar o novo cenário, que pode reduzir o interesse das companhias aéreas em fazer pedidos com a Embraer, uma situação semelhante ao vivido pela Bombardier até o fechamento da parceria com a Airbus”, avaliam os analistas.

Mais pressão no curto prazo

Como já observado na sessão em que o rumor ganhou força no mercado e também no pregão desta segunda, a expectativa é de que os papéis da companhia sejam fortemente impactados no curto prazo por conta do enfraquecimento competitivo da Embraer sem a parceria com a Boeing, já somado ao cenário dificil com o coronavírus. Um dos argumentos para a união entre as duas companhias era de que a Embraer tinha ficado muito pequena em um mercado com grandes empresas se consolidando, o que tornava necessário o apoio da Boeing.

A empresa vai enfrentar uma competição ainda maior com a Airbus no segmento de aviões comerciais, empresa de maior escala e com amplo portfólio de clientes.

Desde que a Airbus comprou o controle do programa de aeronaves CSeries, da Bombardier (renomeado posteriormente para A220), a participação da Airbus atingiu 88%, ante os 12% do jato E2 da Embraer, apontam Mizusabi e Rezende.

“A Airbus utilizará seu relacionamento com companhias aéreas para conseguir novas encomendas pelo A220. Além disso, em sua intensa competição com a Boeing, a Airbus pode vender com desconto os A220 para conseguir novas encomendas, o que deve resultar em efeitos colaterais para a Embraer”, avaliam.

Em meio a esse cenário, somado ao impacto do coronavírus, o Bradesco BBI cortou a projeção de US$ 179 milhões para o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) para um valor negativo de R$ 217 milhões.

“Se as aéreas globais já estão ‘sangrando’ com o coronavírus, os efeitos para a Embraer são ainda mais sérios”, apontam os analistas.

Eles lembram ainda que a Covid-19 também tem implicações em novos pedidos de aeronaves com as fabricantes devido a: 1) excesso de aeronaves no mercado secundário e 2) baixos preços do petróleo reduzindo necessidade de comprar uma nova aeronave com baixo consumo de combustível. Por fim, as restrições regulatórias impostas para o setor de companhias aéreas, como a configuração do assento da aeronave, podem mudar substancialmente a economia de jatos regionais. A Aeromexico, por exemplo, reduziu a capacidade de assento dos jatos Embraer e aeronaves B737 em 50% e 33%, respectivamente, devido à necessidade de distanciamento de passageiros.

Com todo esse cenário no radar, os analistas do banco fizeram um corte duplo na recomendação para os American Depositary Receipts (ADRs na sigla em inglês, ou recebido de ações) negociados na bolsa americana, de outperform (desempenho acima da média do mercado) para underperform (desempenho abaixo da média do mercado), além de um corte no preço-alvo em 84%, passando de US$ 25 para US$ 4, uma queda de 31% frente o fechamento de US$ 5,82 da última sexta-feira (24).

O corte incorpora uma previsão de queda de 49% nas entregas de aviões comerciais em 2020 e de 50% no longo prazo. “Nossa recomendação de venda está baseada na covid-19 levando companhias aéreas a atrasar, em 2020 e 2021, recebimentos e novas encomendas, na intensa competição com a Airbus e um ‘valuation’ considerado pouco atrativo”, afirmam.

O UBS, por sua vez, segue com recomendação neutra e preço-alvo de US$ 9 para os ADRs (com potencial de alta de 54%), também avaliando verem queda nos pedidos, com destaque para os E-Jets – a projeção atual é de 65 pedidos ante 89 em 2020. O Morgan Stanley, que tinha como cenário uma redução dos valores do acordo em 25% levando em conta os fracos resultados comerciais nos últimos dois anos, mas não uma suspensão, também possui recomendação equivalente à neutra e preço-alvo de US$ 9.

Apesar da pressão de curto prazo, o Morgan avalia que o que poderia limitar a queda das ações é que ela não possui grandes preocupações de liquidez a médio e longo prazo. Além disso, um pequeno fator atenuante do cancelamento do negócio é que o governo brasileiro poderia fornecer mais apoio ao a ela e efetuar pagamentos para o setor de defesa de maneira mais oportuna no futuro.

“Será um desafio, pois esse ambiente será um desafio para todos “, disse Ron Epstein, analista do Bank of America, acrescentando que não espera que o tráfego aéreo global volte aos níveis do ano passado até 2023. “Mas eu esperaria que eles [a Embraer] sobrevivessem e seguissem em frente”, avalia.

A Embraer ainda apontou um outro caminho após o fim da parceria. “Nosso negócio da aviação comercial continua forte, somos líderes no mercado de jatos regionais com mais de 60% de participação de mercado e acreditamos que os jatos regionais liderarão a recuperação do setor de aviação, à medida que as companhias aéreas retomarem suas operações por meio de rotas regionais e domésticas, que são nossos principais mercados. Outra vantagem para a Embraer é a exposição nos Estados Unidos que representa quase dois terços das nossas entregas no curto prazo”, disse a Embraer, em entrevista por escrito ao Broadcast.

Enquanto isso, outras questões estão no radar para a companhia. Entre os quase R$ 500 milhões gastos para completar o negócio com a Boeing, houve despesas com assessores financeiros e jurídicos, a criação de novas empresas para acomodar a parceria, adaptação de suas fábricas e migração de funcionários. Com a revisão de tudo isso, provavelmente haverá custos extras nas operações.

Além disso, uma questão pendente é que, se acordo fosse concretizado, previa-se o pagamento de um dividendo especial de US$ 1,6 bilhão aos acionistas da Embraer, o que não irá acontecer.

Também ganha destaque como será a disputa na Justiça entre as duas companhias, que terá como palco o Distrito Sul de Nova York, conforme as partes definiram no memorando de entendimentos.

A aplicação da lei de Nova York na disputa seria desfavorável para a brasileira, conforme apontaram fontes ao Broadcast. “A lei de NY tende a proteger o que está no contrato. É muito mais difícil declarar nula uma cláusula. No Brasil, caso se provasse que a Boeing agiu com culpa grave ou dolo, haveria uma chance muito grande que possíveis cláusulas de limitação de dano fossem revertidas”, afirmou uma das fontes. Todas as cláusulas do contrato, entretanto, ainda são desconhecidas. “Há alguns contratos em que até os custos com a operação de M&A não podem ser cobrados caso o acordo não aconteça”, explicou a fonte. De qualquer forma, a expectativa, conforme especialistas, é de um longo processo de litígio entre as concorrentes.

O cenário é de incertezas para os acionistas da Embraer, que ficarão de olho nas disputas entre a Boeing e a brasileira e também sobre uma possível ajuda do governo para o setor, assim como interesses de outras companhias em sua operação comercial. Até que mais definições aconteçam, a expectativa dos analistas é de maior pressão no curto prazo para os ativos.

– É crítica. Mas, ao mesmo tempo, elogio.

Disse Renan Calheiros sobre Sergio Moro, via twitter, ontem:

“Moro é transgressor confesso. Vazou áudios ilegais, grampeou advogados, escalou quem perseguir, desobedeceu soltura judicial, conspirou contra democracia. Invocar estado de direito agora é hipocrisia”.

Quando alguém com histórico em negociações políticas complicadas, denúncias e escândalos (como tem Renan) resolve atacar alguém, não se encare como ofensa. O suposto ofendido deve encarar como elogio, pois é indicador de que está no caminho certo, incomodando quem sempre foi suspeito.

bomba.jpg

– Boa 3a feira

👊🏻Bom dia!
Tudo pronto para suar mais uma vez em busca de #saúde.
Vamos correr a fim de produzir e curtir a tão necessária #endorfina?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻Correndo e Meditando:
“Ó #NossaSenhoraDasLágrimas, rogai por nós que recorremos a vós. #Amém.”
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅Desperte, #Jundiaí.
Que a #TerçaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Entardecer do Urubu!

Olhe só um urubu curtindo o entardecer. E lá do alto da árvore, cá entre nós, a paisagem deve ser entusiasmante!

Look at a vulture enjoying the sunset. And from the top of the tree, between us, the landscape must be exciting!

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Paternidade é algo divino.

Confesso: nos meus pensamentos na infância, nunca me imaginei sendo pai de meninas, sempre de meninos. Afinal, eu era uma criança também.

Na juventude, nos meus mais belos desejos de constituição familiar, eu, por motivo talvez de não ser tão maduro, imaginava ter garotinhos gritando: “pai, vem jogar bola com a gente”.

Adulto, casado, embora tendo falado para os médicos de que “tanto faz ser um ou uma bebê”, ao saber que seria pai da Marina… Surpresa! Inesperado, pois, no íntimo, provavelmente eu estava esperando que era um menininho. Mas me senti um super-herói, importante, responsável, orgulhoso… afinal, nunca tinha imaginado ser pai de menina. E é ótimo ser pai dela.

Daí veio a segunda gravidez. Mesmo discurso, tanto faz, mas… eu achava que seria um menino. Não que eu desejasse que fosse, realmente estava no “tanto faz, eu quero somente que consiga nascer saudável…”. Mas quando soubemos que estava vindo a Estela (que pelas dificuldades que passou virou Maria Estela pela graça alcançada junto a Jesus pela intercessão de Nossa Senhora), me senti duplamente um super-herói, importante, responsável, orgulhoso… E ser pai dela é ótimo também.

As duas filhas são idênticas em alguns momentos, e em outros, completamente diferentes. E isso não quer dizer que seja ruim, simplesmente diferente (e maravilhoso).

Eu amo estar com elas. Adoro ser pai, e com minhas meninas descobri que isso, a paternidade, é vocação e presente divino.

A responsável por isso? Andréia, a dona da pensão, minha tampa da panela, a esposa querida!

Obrigado, Deus. O que mais posso querer? Estes sorrisos me bastam.

– O hobby da fotografia não custa nada!

A fotografia é sempre um barato!

Há pouco, no meio do mato, uma beleza escondida e dando “sopa” para ser clicada. Fui lá, “bati a chapa”, não me custou nenhum centavo, fiquei feliz e realizado. Simples demais, não?

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Pacaembu, 80 anos!

O Estádio Dr Paulo Machado de Carvalho, o simpático Pacaembu, completa 80 anos nesse dia 29 de abril.

Aqui (abaixo), a foto dele ainda com a Concha Acústica (repare nas imediações, como era o entorno antes).

Por conta da Pandemia de Covid_19, a praça esportiva virou Hospital de Campanha e infelizmente não se tem como fazer um jogo comemorativo (nem clima para isso). Mas qual o jogo mais eletrizante / importante / de melhor qualidade que você assistiu nele?

Aqui para o pessoal de Jundiaí, apesar do vice-campeonato estadual de 2004 do Paulista FC ter acontecido lá, creio que a maior vitória / melhor jogo / partida emblemática do Galo da Serra do Japi tenha sido Santos 1×3 Paulista, em pleno Carnaval, com Neymar e tudo mais (2013).

E o seu jogo de lembrança, qual foi?

Pacaembú 70 anos!!! |

– Boa semana a todos!

👊🏻 Bom dia!
Verticalizando o esqueleto para correr e ter #ânimo. S’imbora suar logo bem cedo?
🏃🏻👟 #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running
Clique 1:

🙏🏻 Correndo e Meditando:
“Ó #NossaSenhoraDaAbadia, rogai por nós. Amém.
⛪😇 #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #Abadia #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade
Clique 2:

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores ainda no escuro.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento
Clique 3:

🌅 Desperte, #Jundiaí, com a beleza da sua #natureza.
Que a #SegundaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻 #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia
Clique 4:

Ótima jornada aos amigos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby