– Dália!

A beleza (Sem Filtros na fotografia) desta Dália!

Por que o vermelho predomina e há algumas poucas pétalas brancas nesta flor? Seria charme?

Imagem

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– 615 mortos por Covid-19. Não podemos acostumar com isso!

Boa lembrança de William Bonner, há pouco, no Jornal Nacional: 205 pessoas morreram na tragédia da Brumadinho, na barragem que se rompeu. Mortes evitáveis. As pessoas se indignaram.

Hoje, em nosso país, 615 pessoas morreram de Covid-19. Mais de 8.500 mortos (por enquanto). E… parece que estamos nos acostumando.

Lamento que muitos estejam usando isso como briga política, deixando até mesmo a população confusa. E fique claro: não são pessoas que morreram de doenças inevitáveis, mas de uma enfermidade que requer atenção, pois pode ser fatal. Lamento ainda mais não ver um só esforço do Presidente da República Jair Bolsonaro em pedir para as pessoas tomarem precauções.

Neste momento, a doença que chegou através dos ricos que vieram de passeios internacionais ou a trabalho por quem tem que viajar, passou para as periferias das capitais e está chegando nas cidades pequenas do Interior. A tendência é o número de vítimas aumentar.

Não creia que são números falsos, forçados. Veja nos cemitérios: não há pessoas que deixaram de morrer de uma doença X ou Y e foram atestadas como Covid-19, são mortes a mais explicando, de tal forma, o colapso nos velórios e enterros.

Rezemos! Mas façamos a nossa parte, pois o Estado (e digo nas 3 esferas) parece estar perdido.

Como será o novo mundo depois que o coronavírus passar? | NeoFeed

– 17 anos de cadeia confirmados para Lula, “a alma viva mais honesta do Brasil”, segundo ele próprio.

O TRF-4 manteve hoje a condenação em segunda instância de 17 anos de prisão (pelo caso do sítio de Atibaia) a Lula, sendo esse um dos 7 processos de corrupção que o ex-presidente, chefe do Petrolão, responde.

E pensar que um dia esse cara enganou o povo direitinho, se reelegendo e dizendo sempre, a cada escândalo do PT, que “não sabia de nada”. Ousou dizer aquela frase de que era “a alma viva mais honesta do Brasil”.

Uma pessoa que age dessa forma, por incrível que pareça, consegue ter apreço de muita gente. É o fanatismo ao Lulismo que se assemelha ao fanatismo Bolosnarista, ou seja, o de colocar o político num pedestal e nunca aceitar seus erros.

Xô, fanatismo.

O ex-presidente Lula discursa durante evento em Recife, no dia 17 de novembro — Foto: Adriano Machado/Reuters

– O sabor da Lagosta azul seria igual à normal?

A chance de pescar uma Lagosta Azul e não a tradicional é de 0,00000005%. E há um ano, no Litoral Brasileiro (Maragogi-AL), um felizardo conseguiu tal proeza.

A dúvida que bateu: e o sabor dela? Qual seria? 

Poucas vezes comi Lagosta (até pelo alto preço). É bom! Mas eu gosto mesmo é de Lagostim (temperado com ervas, na manteiga… hum…) e de Camarão (de todo jeito, pois gosto demais!!!!)

Ops, deu fome. Porém, como esses crustáceos custam caro também, fica difícil experimentar sempre. Entretanto, acho que nunca terei a oportunidade de sanar essa dúvida: os sabores são diferentes entre as duas lagostas?

Aliás, tempos atrás, um cara passou por uma experiência extraordinária: pescou duas LAGOSTAS DE COR AZUL!

Relembrando esse fato raro: https://professorrafaelporcari.com/2016/08/13/lagosta-azul-voce-comeria-uma/

Resultado de imagem para lagosta azul

– Educar é Contar Histórias!

Cláudio de Moura e Castro, na sua coluna semanal em “Veja” – (pg 30, ed 10 de junho de 2009), trouxe um texto que talvez seja a essência da educação de hoje: Educar é contar histórias. Um artigo inteligente, que nos faz pensar: como professores, cativamos nossos alunos com nossa performance? Como alunos, sentimo-nos atraídos pelas narrativas e contos dos nossos mestres, a fim de aprendermos algo?

“Bons professores eletrizam seus alunos com narrativas interessantes ou curiosas, carregando nas costas as lições que querem ensinar”

Abaixo, o ótimo trabalho de Cláudio de Moura Castro:

EDUCAR É CONTAR HISTÓRIAS

De que servem todos os conhecimentos do mundo, se não somos capazes de transmiti-los aos nossos alunos? A ciência e a arte de ensinar são ingredientes críticos no ensino, constituindo-se em processos chamados de pedagogia ou didática. Mas esses nomes ficaram poluídos por ideologias e ruídos semânticos. Perguntemos quem foram os grandes educadores da história. A maioria dos nomes decantados pelos nossos gurus faz apenas “pedagogia de astronauta”. Do espaço sideral, apontam seus telescópios para a sala de aula. Pouco enxergam, pouco ensinam que sirva aqui na terra.

Tenho meus candidatos. Chamam-se Jesus Cristo e Walt Disney. Eles pareciam saber que educar é contar histórias. Esse é o verdadeiro ensino contextualizado, que galvaniza o imaginário dos discípulos fazendo-os viver o enredo e prestar atenção às palavras da narrativa. Dentro da história, suavemente, enleiam-se as mensagens. Jesus e seus discípulos mudaram as crenças de meio mundo. Narraram parábolas que culminavam com uma mensagem moral ou de fé. Walt Disney foi o maior contador de histórias do século XX. Inovou em todos os azimutes. Inventou o desenho animado, deu vida às histórias em quadrinhos, fez filmes de aventura e criou os parques temáticos, com seus autômatos e simulações digitais. Em tudo enfiava uma mensagem. Não precisamos concordar com elas (e, aliás, tendemos a não concordar). Mas precisamos aprender as suas técnicas de narrativa.

Há alguns anos, professores americanos de inglês se reuniram para carpir as suas mágoas: apesar dos esplêndidos livros disponíveis, os alunos se recusavam a ler. Poucas semanas depois, foi lançado um dos volumes de Harry Potter, vendendo 9 milhões de exemplares, 24 horas após o lançamento! Se os alunos leem J.K. Rowling e não gostam de outros, é porque estes são chatos. Em um gesto de realismo, muitos professores passaram a usar Harry Potter para ensinar até física. De fato, educar é contar histórias. Bons professores estão sempre eletrizando seus alunos com narrativas interessantes ou curiosas, carregando nas costas as lições que querem ensinar. É preciso ignorar as teorias intergalácticas dos “pedagogos astronautas” e aprender com Jesus, Esopo, Disney, Monteiro Lobato e J.K. Row-ling. Eles é que sabem.

Poucos estudantes absorvem as abstrações, quando apresentadas a sangue-frio: “Seja X a largura de um retângulo…”. De fato, não se aprende matemática sem contextualização em exemplos concretos. Mas o professor pode entrar na sala de aula e propor a seus alunos: “Vamos construir um novo quadro-negro. De quantos metros quadrados de compensado precisaremos? E de quantos metros lineares de moldura?”. Aí está a narrativa para ensinar áreas e perímetros. Abundante pesquisa mostra que a maioria dos alunos só aprende quando o assunto é contextualizado. Quando falamos em analogias e metáforas, estamos explorando o mesmo filão. Histórias e casos reais ou imaginários podem ser usados na aula. Para quem vê uma equação pela primeira vez, compará-la a uma gangorra pode ser a melhor porta de entrada. Encontrando pela primeira vez a eletricidade, podemos falar de um cano com água. A pressão da coluna de água é a voltagem. O diâmetro do cano ilustra a amperagem, pois em um cano “grosso” flui mais água. Aprendidos esses conceitos básicos, tais analogias podem ser abandonadas.

É preciso garimpar as boas narrativas que permitam empacotar habilmente a mensagem. Um dos maiores absurdos da doutrina pedagógica vigente é mandar o professor “construir sua própria aula”, em vez de selecionar as ideias que deram certo alhures. É irrealista e injusto querer que o professor seja um autor como Monteiro Lobato ou J.K. Rowling. É preciso oferecer a ele as melhores ferramentas – até que apareçam outras mais eficazes. Melhor ainda é fornecer isso tudo já articulado e sequenciado. Plágio? Lembremo-nos do que disse Picasso: “O bom artista copia, o grande artista rouba ideias”. Se um dos maiores pintores do século XX achava isso, por que os professores não podem copiar? Preparar aulas é buscar as boas narrativas, exemplos e exercícios interessantes, reinterpretando e ajustando (é aí que entra a criatividade). Se “colando” dos melhores materiais disponíveis ele conseguir fazer brilhar os olhinhos de seus alunos, já merecerá todos os aplausos.

Claudio de Moura Castro é economista claudio&moura&castro@cmcastro.com.br

imgres.jpg

– Lima Duarte sobre Flávio Migliaccio

Puxa, assistiram o depoimento de Lima Duarte sobre Flávio Migliaccio? Em um vídeo gravado, o artista veterano “conversou” com Flávio. É de arrepiar.

O depoimento é longo, mas o “Eu te entendo” e o “Lavar as Mãos com uma bacia de sangue” são impressionantes… Caramba!

Em: https://youtu.be/8hM0k1RhHlA

– O Casamento é uma viagem!

Recebi esse belo texto que, infelizmente, não tem autoria descrita tampouco referência qualquer. Mas achei belíssimo! Ele fala sobre a “vida a dois”, e começa com uma introdução do Papa Francisco. Começa assim:

“O matrimônio é uma longa viagem que dura toda a vida, e os cônjuges necessitam da ajuda de Jesus para caminharem juntos, com confiança, para acolherem um ao outro todos os dias, e perdoarem-se todos os dias também. E isto é importante nas famílias, saberem perdoar-se… porque todos nós temos defeitos. Todos!”

Papa Francisco.

Há ainda uma excepcional reflexão:

Um casal pode até ficar junto por estarem apaixonados, mas só se mantém juntos, mesmo, por amor. E esse amor, ao contrário do que muitos pensam ou fantasiam, é muito mais que um sentimento. Apesar de ser romântico, ele é por definição uma escolha. Algo que começa com uma troca de olhares ou um beijo sincero, não subsiste se não evoluir para um projeto de vida juntos.

Mais do que querer fazer o outro feliz, casamento é escolher ser feliz com o outro, como ele é. Numa vida a dois os pequenos detalhes é que fazem toda a diferença. É preciso ter momentos a sós, a dois, para que não ocorra um distanciamento residente na falsa ilusão da proximidade. Encontrar-se todo dia não é sinônimo de cumplicidade, e é preciso cumplicidade para ajustar as rotas e não remar cada um para seu destino, sem combiná-lo em comum. Além de muito respeito, o cuidado, a responsabilidade e a paciência são as bases para que o amor flua e renasça quantas vezes for necessário.

Arrumar as malas nessa viagem é tomar a decisão de que é melhor estar junto do que só, e, sabendo que mais importante do que aonde chegar é como se viaja, a forma como se caminha. Quem dá o prumo? O mapa é Deus e Sua Palavra. Dessa forma, um cordão com três dobras é muito difícil de romper!

Casamento romântico e cercado de verde no pôr do sol de Mairiporã ...

– Novas Invenções de Jogadas Ensaiadas no Futebol

Cobrar tiro livre com 6 batedores pode?

Aconteceu há alguns anos: o Kyoto Sanga (conhecido como “The Purple”), time da 2a divisão japonesa, mostrou que no futebol ainda há espaço para invenções.

Em um jogo da J-League 2 a equipe faz um golaço numa cobrança de falta. O detalhe: havia 6 batedores!

Parece hilário, mas resultou em gol e foi válido.

Importante- ao ver o curioso lance, já saiba de antemão: a artimanha pode ser feita em uma cobrança de falta, mas não pode em um pênalti, já que no tiro penal o jogador deve ser devidamente identificado.

No link: http://is.gd/T3B6H9

article-2622379-1DA437A200000578-900_634x354.jpg

– Dialogar é sempre bem melhor do que guerrear

Barack Obama, no ano passado, foi pontual ao responder sobre as questões militares americanas. A respeito das intervenções do Exército dos EUA em alguns conflitos, disse:

Termos o melhor martelo não significa que devemos tratar todos os problemas como se fossem pregos”.

Boa! O diálogo sempre deve sobrepor o uso da força!

lider-martelo.jpg

– Boa 4a feira!

👊🏻 Bom dia!
Desejando que hoje seja melhor do que ontem e pior do que amanhã, já de pé para suar a camisa.
Vamos correr?
🏃🏻👟  #Fui #RunningForHealth #run #cooper #corrida #sport #esporte #running

🙏🏻 Correndo e Meditando:
Ó #SãoDomingoSávio (celebrado hoje), discípulo de #DomBosco e servo da Virgem #Auxiliadora, rogai por nós. #Amém.
⛪😇  #Fé #Santidade #Catolicismo #Jesus #Cristo #MãeDeDeus #Maria #NossaSenhora #PorUmMundoDePaz #Peace #Tolerância #Fraternidade

🌺 Fim de #cooper!
Suado, cansado e feliz, alongando e curtindo a beleza das #flores.
🏁 🙆‍♂️ #corrida #treino #flor #flower #flowers #pétalas #pétala #jardim #jardinagem #garden #flora #run #running #esporte #alongamento

🌅 Desperte, #Jundiaí. Olhe só as incríveis nuvens de cores vibrantes de hoje!
Que a #QuartaFeira possa valer a pena!
🍃🙌🏻  #sol #sun #sky #céu #photo #nature #morning #alvorada #natureza #horizonte #fotografia #pictureoftheday #paisagem #inspiração #amanhecer #mobgraphy #mobgrafia

Ótima jornada para todos!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby