– Pra quê, Feijão? E se acontece no tênis, por quê não crer que no futebol também?

Li sobre João Souza, o tenista brasileiro apelidado de Feijão, e me decepcionei. Esteve ele na posição 69 da ATP, e segundo o jornalista Fernando Sampaio (citação abaixo), casca grossa, competente e que participou do jogo mais longo na Copa Davis.

Pois bem: Feijão foi banido do esporte por manipular seus próprios resultados tudo visando sites de apostas. E a pergunta é: compensou?

Gostei do que escreveu Mário Marinho: João Souza, o Feijão, um ex-herói, em seu texto “O lado negro do esporte”. E é isso mesmo: criamos ídolos e nos arrependemos de ter torcido por eles.

Fico imaginando: se na ATP acontece isso, com a fiscalização que tem, imagine no esporte mais popular do planeta, jogado por todas as idades e cantos, com tantas divisões: o futebol?

Árbitros, jogadores, treinadores e dirigentes: todos devem ter o máximo de fiscalização possível.

Citações em: https://blog.jovempan.com.br/fernandosampaio/futebol/feijao-banido-do-tenis-lamentavel/ e http://www.chumbogordo.com.br/29998-o-lado-negro-do-esporte-blog-do-mario-marinho/

Joâo-Feijão-fotojump

Um comentário sobre “– Pra quê, Feijão? E se acontece no tênis, por quê não crer que no futebol também?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.