– Quem é o consumidor que vai gastar de verdade?

Quem é o consumidor que realmente vai gastar as riquezas da Economia Global? Os Boomers, a Geração X ou os Millenials?

Muito bacana o artigo que compartilho abaixo, extraído de: https://www.istoedinheiro.com.br/consumidor-conectado-exigente-e-ansioso/

CONSUMIDOR CONECTADO, EXIGENTE E ANSIOSO

por Cecília Andreucci

Altamente digitalizado, pressionado por uma montanha de informações, consumidor desconfia das organizações e da propaganda

Não há mais como falar de consumo sem falar de tecnologia – aliás poucas coisas hoje escapam desta proposição. Nós, brasileiros, somos os mais ávidos por novas tecnologias, inovação e por consumir toneladas de informação disponibilizadas na rede (mesmo ficando ansiosos com tudo isso). O uso de smartphones disparou e nos colocou como uma das nações mais digitalizadas. Somos prodígios nas redes sociais, mas nos preocupamos muito com a possibilidade de nossos dados serem hackeados. E há razões concretas para essa preocupação. Especialistas concordam que não é uma questão de “se” os sistemas de informação serão atacados, mas “quando” e em “qual” proporção. Ninguém está protegido.

Essas informações foram reforçadas pelo presidente global para consumo e varejo de uma grande consultoria internacional em evento recente. Ele apresentou o resultado de uma ampla pesquisa sobre as profundas mudanças nas motivações, atitudes e expectativas do consumidor nesse século, realizada em oito países, dentre eles o Brasil.

O resultado de cada país retrata, naturalmente, seu momento social, econômico e político, mas seguem muitas tendências globais, dentre elas o protagonismo da internet como fonte de informação, a preocupação crescente com a segurança de dados pessoais, a expectativa por qualidade e conveniência, e experiências mais intuitivas e personalizadas.

Outro aspecto pesquisado foi a confiança nas instituições, que atinge 47%. As menos confiáveis são organizações governamentais e as de propaganda – 37% e 26%, respectivamente. Essa última poderia também ser explicada por uma sociedade cada vez mais letrada na disciplina, que nunca desconfiou tanto da comunicação publicitária. Bancos e empresas de saúde gozam o mais alto nível de confiança, ainda que não seja tão alto assim (aproximadamente 60%). No Brasil, saímos fora da curva, abaixo da média, em instituições governamentais, energia e serviços de utilidade pública. Fácil de entender. E confiamos mais nas empresas de tecnologia que os demais países, talvez porque façamos muito uso delas.

E, resultado dos nossos últimos anos complicados, desenvolvemos uma cultura de barganha, passamos por um down trade, procurando produtos com melhor custo-benefício. Com isso, baixamos nosso padrão de consumo. Também reportamos o mais alto nível de preocupação com a aposentadoria (em termos financeiros). E vemos como principal indulgência na vida, a boa comida, o que é bastante frugal.

Outra perspectiva interessante da apresentação tratou da nova demografia etária do planeta e suas peculiaridades em termos de motivação, atenção, conexão, uso do tempo e gastos. Apesar de os Boomers (pessoas nascidas entre anos 40 e meados dos anos 60) terem acumulado muita riqueza, é a geração seguinte, a X, que deve herdá-la e gastá-la. Estima-se que um trilhão de dólares. Geralmente negligenciada pelas estratégias de marketing, é apelidada de geração-sanduíche ou geração-esquecida. A primeira a cuidar de seus pais e de seus filhos simultaneamente, sofre mais pressões por recursos e tempo. Apesar de terem nascidos antes da internet, são bastante digitalizados. Produtos e serviços devem refletir essa realidade.

Dentro da mesma casa que vive um “X”, há uma grande chance de viver um Millennial (nascido entre 1980 e 1999) e um “Z” (nascido depois de 2000). As nativas digitais cresceram na era da explosão das tecnologias de computação e de comunicação. Para a “Z” tudo ocorre, porém, numa dimensão e velocidade mais acentuadas. Se os Millennials queriam conhecer todas as possibilidades digitais, a geração “Z” chegou para fazer a curadoria, criar, projetar e mixar todas as mídias, conteúdos e experiências. Com baixíssima concentração, demandam que sejam seduzidos em segundos, ou outro estímulo vai atraí-los rapidamente.

Nessa casa hipotética, todos seguem se influenciando mutuamente, diariamente.

Não é fácil para a liderança das organizações capturar as necessidades destes grupos. Especialmente porque, como eu, muitos são da geração X, os imigrantes digitais. Para além das pesquisas e consultorias, que contribuem muito, aqueles que convivem de perto com as três outras gerações que habitam o planeta devem ter maior chance de sucesso.

(*) Cecília Andreucci é conselheira de administração, mercadologista e doutora em comunicação.

Consumidor conectado, exigente e ansioso

Anúncios

– E deu Athlético no 1o jogo da final da Copa do Brasil contra o Internacional

Com atuação muito boa de Raphael Claus no comando da arbitragem (mostrando que o VAR não precisa ser o protagonista do jogo), o Furacão venceu o Colorado e sai na frente pelo título da Copa do Brasil 2019.

Um fato a se debater: Tiago Retzlaff Nunes, 39 anos, é o cara! Um treinador moderno e que faz seu time jogar. Por ser jovem e parecer que gosta de estudar, tem tudo a ser um dos grandes nomes do futebol brasileiro. Odair Hellmann, seu adversário, tem outras caraterísticas, é mais vibrante – porém, abre mão de atacar quando joga como visitante.

Enfim: apesar da vantagem do time paranaense, os gaúchos são fortes demais no Beira-Rio. Tudo aberto para a finalíssima, desejando que Wilton Pereira Sampaio, o árbitro do segundo jogo, vá tão bem quanto Claus.

Resultado de imagem para Atlético Internacional

– A louvável iniciativa do Barco Hospital “Papa Francisco”

Que bacana! Em tempos tão tristes para a Floresta Amazônica, uma ação solidária precisa ser aplaudida: um barco-hospital para atender os pobres!

Abaixo (foi há quase 1 mês, mas pouco divulgado), extraído de: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2019/08/19/papa-francisco-comemora-inauguracao-de-barco-hospital-que-atendera-comunidades-na-regiao-amazonica.ghtml

PAPA FRANCISCO COMEMORA INAUGURAÇÃO DE BARCO HOSPITAL QUE ATENDERÁ COMUNIDADES NA REGIÃO AMAZÔNICA

Associação Lar São Francisco na Providência de Deus, em Jaci (SP), foi a idealizadora do projeto e responsável pela construção do barco. Ele deverá percorrer comunidades para levar serviços de saúde.

O Papa Francisco usou as redes sociais nesta segunda-feira (19) para comemorar a inauguração do Barco Hospital Papa Francisco, que foi construído pela Associação Lar São Francisco na Providência de Deus de Jaci, interior de SP, para atender comunidades ribeirinhas na região amazônica.

“É com grande satisfação que me uno a vocês neste momento de alegria e ação de graças a Deus pela inauguração do Barco Hospital Papa Francisco que levará a Palavra de Deus e oferecerá acesso a uma saúde melhor para as populações mais carentes, sobretudo os povos indígenas e ribeirinhos, que vivem ao longo de uma extensão de 1.000 quilômetros do Rio Amazonas”, escreveu o pontífice.

A ideia do projeto, que surgiu do presidente da associação, Frei Francisco Belotti, atendeu a um pedido do Papa Francisco, feito durante a última visita dele ao Brasil durante a Jornada Mundial da Juventude, em 2013. Em novembro de 2018, o frei visitou o Papa Francisco para entregar o convite da inauguração. 

“Na jornada tivemos a honra de receber o Papa no nosso hospital São Francisco no Rio. Ele me perguntou se estávamos no Amazonas, e eu disse que não. Ele disse ‘então devem ir’”, contou o frei na época.

A inauguração oficial do projeto foi realizada no sábado (17), em Belém. Durante toda a tarde, o barco esteve ancorado aberto à visitação. A cerimônia contou com autoridades e recebeu a benção de um arcebispo de Belém.

Antes de chegar ao local, o barco já tinha passado por Santarém, no Pará, e também pelos municípios de Óbidos e Jurutí.

A embarcação batizada de “Papa Francisco”, tem 32 metros de comprimento e conta diversos centros médicos especializados. Ao todo, mais de cinco mil comunidades ribeirinhas devem ser visitadas a partir de setembro.

O barco hospital vai disponibilizar consultas médicas especializadas, atendimentos odontológicos, radiografias, mamografias, ultrassonografias, ecocardiogramas, testes ergométricos, exames laboratoriais, dispensação de medicamentos e vacinação.

Dez tripulantes e vinte voluntários sairão nas expedições que durarão dez dias. Depois, eles retornarão para a base que ficará na cidade de Óbidos, no Pará.

O projeto custou cerca de R$ 25 milhões. Além da ajuda de voluntários e colaboradores, os recursos vieram do Ministério Público do Trabalho, que repassou parte de uma milionária indenização trabalhista. (…)

“Uma saudação de coração a todos habitantes da Amazônia, um carinho muito grande por quem cuida da terra, ama a terra, ama a natureza e ama a Deus. Sigam adiante. Uma saudação aos que trabalham no barco-hospital, que vai fazer tanto bem nesses mil quilômetros ao povo. Rezo por vocês e vocês rezem por mim. Que o senhor os abençoe”, disse o papa.O barco vai levar o nome do Papa Francisco e vai começar a funcionar em fevereiro de 2019 no Rio Amazonas. A intenção do frei Francisco é que atenda mil comunidades ribeirinhas em 12 cidades do baixo Amazonas no Pará.

bomba.jpg

– Análise Pré-Jogo da Arbitragem para Amparo x Paulista

Da última vez que esteve no Jayme Cintra (Paulista 1×0 Bandeirante de Birigui), Leandro Carvalho da Silva deixou ótima impressão. E é ele quem está escalado para o difícil Amparo x Paulista no próximo sábado.

Sobre a atuação citada, clique em: https://wp.me/p4RTuC-mcD. Também atuou por aqui em 2017, na derrota do Galo para o São José dos Campos por 1×0 (onde foi apenas regular, vide aqui: https://wp.me/p4RTuC-i5G).

Leandro tem como característica o rigor em campo e a vibração. Se cumprir a expectativa, os ânimos serão controlados nesse embate. Está com 40 anos de idade, há 17 temporadas na FPF, sempre trabalhando na A3 e A2. Em 2019, apitou pela primeira vez na A1, no difícil Ponte Preta 1×1 Bragantino.

A ficha completa, com bandeiras e quarto-árbitro experientes, abaixo:

Árbitro: Leandro Carvalho da Silva
Árbitro Assistente 1: Alberto Poletto Masseira
Árbitro Assistente 2: Risser Jarussi Corrêa
Quarto Árbitro: Paulo Edson Andreato

Desejo um bom jogo e uma ótima arbitragem!

– CPMF de novo, não?

A nefasta cobrança sobre transações financeiras, que um dia foi IPMF e depois mudou de nome para CPMF (o “P” era de provisória), maltratou demais as contas do brasileiro. Começou na época de FHC e permaneceu no Governo Lula por um bom tempo. Dilma quis recriá-la, mas felizmente não teve sucesso. 

No ano passado, questionado se a ressuscitaria, Jair Bolsonaro negou veementemente alguma cobrança similar a essa. Aliás, até tuitou sobre esse assunto mais de uma vez. 

E não é que a equipe de Paulo Guedes (que faz um bom trabalho, sejamos justos, apesar das declarações deselegantes como a da 1a dama francesa), está tendo a infeliz ideia de discutir uma nova contribuição como essa?

Faça-me o favor… Marcos Cintra, secretário da pasta foi demitido por não conseguir uma ideia diferente para a Reforma Tributária (e ele, tão idealizador do imposto único, seria incentivador da CPMF. Mas lembremos: palavra é algo que deve ser cumprida. Sempre! Nada de “imposto alternativo”, presidente (foi promessa de campanha).

Resultado de imagem para CPMF

– O VAR, um pênalti não marcado e um gol a ser revisto: a dúvida interessante!

Uma dúvida surgida pelo internauta Edson Rodrigues, que vale a discussão:

Boa noite
Gostaria q me esclarecesse uma dúvida. É o seguinte: uma equipe está no ataque e ocorre um lance de pênalti, porém o árbitro não marca e fica na análise do VAR. O jogo segue, sem q a bola saia de campo. Após algum momento o time q estava atacando no momento do lance duvidoso, marca um gol.
Nesse momento o VAR conclui q o lance era pra marcar pênalti. A questao é: marca-se o pênalti e anula o gol, ou o gol é validado ?
Aguardo resposta.
Obg

Pois bem, Edson, o VAR sugere que o árbitro reveja o lance, ele nunca determina, a decisão sempre é do árbitro. 

Mas nesse lance citado,

SENDO GOL DA OUTRA EQUIPE: se a bola não saiu em momento algum: o árbitro deve rever o lance anterior, não se confirma esse gol e volta-se lá atrás, marcando o pênalti. (E aguente confusão)… Motivo: se foi pênalti, nada daquilo que aconteceu depois do lance valia.

SENDO GOL DA MESMA EQUIPE: confirma-se o gol ignorando o VAR, pois houve vantagem da equipe (o gol saiu), não beneficiando o infrator (imaginou voltar atrás e marcar o pênalti, e a bola ser chutada pra fora, como falamos em nossa conversa?).

O futebol é apaixonante por essa gama de situações a se discutir…

Resultado de imagem para VAR imagem

– Uma boa 5a feira em 6 poses de inspiração!

Olá amigos!

Bem rapidinho, começando o dia com motivação. Nosso clique de incentivo à corrida:

Imagem

Durante o treino, rezando a Deus pedindo pela intercessão da Virgem maria (hoje, sob a invocação de Nossa Senhora da Piedade). Clique de meditação:

Imagem

Pós-treino, alongando com as flores do jardim, ainda no escuro. Clique de inspiração:

Imagem

Por fim, admirando 5 minutos o nascer do sol. Ô clique prazeroso…

Imagem

Mas, além dessas fotos incentivadoras de hoje não posso deixar passar batido esses dois retratos de ontem, pois mostram a generosa beleza da natureza:

1- O pé de ipê branco florescendo na tarde da 4a:

Imagem

2- O entardecer que dispensa comentários:

Imagem

Que tenhamos uma ótima quinta-feira!

#FOTOGRAFIAéNOSSOhobby

– Um #tbt que não é para chocar, mas para agradecer!

Há 2 anos, publiquei essa postagem, válida como um ótimo #tbt para hoje:

A imagem abaixo é da nossa caçulinha Maria Estela Porcari, com 15 dias de vida (à esquerda) e com 4 meses (à direita).

Repare na grossura dos bracinhos, na expressão do rostinho, na coloração da pele

Sabe porque ela está tão bochechudinha, saudável e feliz?

Foi por conta da misericórdia de Deus. Foi por conta das orações dos parentes e dos amigos. Foi por conta da vontade de viver

Não é para ficar tristemente impressionado com a imagem, mas sim para louvar e agradecer ao Céu. Em particular, nós, papai e mamãe, para testemunharmos a intercessão de Nossa Senhora da Saúde junto ao seu Filho Jesus Cristo.