– O Novo Aumento dos Combustíveis (já é outro, não o mesmo de ontem)!

Na 5a feira, falamos sobre a Petrobrás ter aumentado os preços dos combustíveis por conta do furacão Harvey (vide em: http://wp.me/p4RTuC-k9n).

Agora, outro aumento: esse simplesmente para acompanhar a necessidade de maior lucratividade da empresa.

E como fica o consumidor? O motorista é quem vai pagar a corrupção da empresa…

O mais triste de tudo é que sabemos que do nosso bolso é que saiu o dinheiro do Petrolão e que é desse mesmo bolso que o Governo quer cobrir o rombo da estatal.

bomba.jpg

Anúncios

– Convivência Sadia e Necessária. Viva a Tolerância!

Todos nós temos virtudes e fraquezas.

Todos nós somos iguais em respeito, mas diferentes quanto a opiniões.

Todos nós temos (ou não) um partido, uma religião, um time de futebol, uma preferência ou gosto diferente.

E principalmente, todos nós vivemos e dependemos de um mesmo planeta.

Por quê não respeitar a diferença do próximo?

Há aqueles que não conseguem viver ao lado do seu semelhante justamente por ter uma opinião política ou um comportamento diferente. Pra quê?

Somos todos humanos. Iguais e diferentes ao mesmo tempo. Assim, reflitamos tal verdade!

DIpWAK_XgAMIe51

– Não temos força nem mais na Conmebol? A propósito, os chefões do futebol brasileiro…

Puxa vida, neste próximo semana, por conta das datas FIFA, não teremos futebol para assistir e/ou ouvir. E sábado ou domingo sem futebol parecem “vazio” aos que gostam do esporte.

Em outros tempos, a CBF conseguiria mudar as datas para a “4a feira nobre”, dia tradicional de jogo para a TV à noite, além de uma partida aos domingos 16h00 (melhor horário, impossível). Hoje, nossos cartolas (sitiados em seus bunkers no Rio de Janeiro) não conseguem mudar mais nada.

Aliás, sabemos que se muitos dirigentes esportivos (procurados pelo FBI pelos escândalos de corrupção) tentarem sair do Brasil… PIMBA! A Interpool “pega” eles.

O mais interessante (e acredito que em breve se tornará real) é a provável “Operação Gramado” a ser deflagrada nos próximos dias. E as informações estão surgindo do sempre bem informado e excepcional jornalista Wanderley Nogueira: o FBI já juntou provas para a Polícia Federal realizar a maior operação da história contra as maracutaias do futebol, que envolveriam coisas ainda mais graves do que desvios de dinheiro. Uma espécie de “Lava-Jato do futebol”, com planilhas, senhas, códigos-secretos, laranjas e outros elementos de quadrilhas muito bem estruturadas.

Em breve, viveremos um momento histórico: o “antes do FBI” e o “depois do FBI”. Aguardemos!

bomba.jpg

– O Grito dos Excluídos no País e em Jundiaí

Tradicional ato de cidadania pela luta dos direitos populares acontecerá na próxima semana.

Saiba as motivações e conheça outros detalhes. Mais do que isso: participe!

Abaixo:

ATO PÚBLICO NO DIA 7 DE SETEMBRO – Grito dos Excluídos/as 2017

Por direitos e democracia, a luta é todo dia

Por Reinaldo Oliveira

Há 23 anos, em rodo o Brasil, no dia 7 de setembro é realizado um Ato Público, denominado o Grito dos Excluídos. Nascido lá em 1995, após a Campanha da Fraternidade que naquele ano tinha como tema “Fraternidade e os Excluídos/as” e o lema “Eras tu”.

Pensado e formatado para ser um momento, de em pleno Dia da Pátria, os excluídos da sociedade, pela desigualdade social, terem um espaço para se manifestar e gritar contra as muitas situações de exclusão.

Mais que um espaço para os excluídos, o Grito firmou-se como um momento de manifestação geral incorporando os Movimentos Sindicais, de Mobilização Popular, Organismos, Pastorais Sociais e outros, bem como a CNBB.

Por conta do grave momento social e político, no dia 12 de julho passado, o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sócio Transformadora da CNBB – Dom Guilherme Antonio Werlang, emitiu uma Carta a todos os bispos, manifestando a preocupação com o momento.

Pedindo apoio efetivo e que a Carta seja levada ao conhecimento dos fiéis nas

Dioceses, Paróquias Comunidades e Imprensa em geral, especial atenção onde ele cita o que disse o Frei Marcos Sasaltelli – doutor em Filosofia pela USP.

O Grito dos Excluídos/as é o Grito dos pobres e descartados/as da sociedade capitalista e neoliberal, que é estruturalmente injusta e perversa! O Grito dos Excluídos/a é o Grito do Brasil, é o nosso Grito e o Grito de Jesus de Nazaré”.

Em Jundiaí o Ato Público no dia 7 de setembro tem inicio às 15h com uma celebração eucarística na Catedral, presidida pelo bispo Dom Vicente Costa e após a celebração, o momento de “fritar”, de se manifestar na Praça Pedro de Toledo, em frente a Catedral.

A participação é aberta a todos e todas, com convites aos Movimentos Sindicais, Pastorais Sociais, Missionários das Santas Missões Populares, Organismos e demais entidades da sociedade civil organizada. Participem!

Por direitos e

– O país da impunidade no caso do reincidente tarado do metrô!

Uma vergonha! Um sujeito acusado 5 vezes (CINCO VEZES) por suspeita de estupro, ejaculou em uma mulher na Avenida Paulista, dentro de um ônibus. Mas a justiça (sim, com “j” minúsculo) o liberou por não considerar assédio sexual, mas importunação.

Ridículo. Compartilho, extraído de: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/justica-manda-soltar-homem-que-assediou-mulher-em-onibus-e-tem-5-passagens-por-estupro.ghtml

JUSTIÇA MANDA SOLTAR HOMEM QUE ASSEDIOU MULHER EM ÔNIBUS E TEM 5 PASSAGENS POR ESTUPRO

Rapaz de 27 anos foi liberado em audiência de custódia nesta quarta-feira (30). Juiz não viu ‘constrangimento tampouco violência’ no caso e considerou crime de menor potencial ofensivo.

Na tarde desta terça (29), uma mulher sofreu assédio sexual dentro de um ônibus em SP

O homem que ejaculou em uma mulher dentro de um ônibus na Avenida Paulista, no Centro de São Paulo, na tarde desta terça-feira (29), foi solto pela Justiça em audiência de custódia realizada nesta quarta-feira (30).

Ele havia passado cinco vezes pela polícia por suspeita de estupro, mas em nenhuma delas foi a julgamento.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto entendeu que não era necessária a manutenção da prisão. Para o magistrado, o crime se encaixa no artigo 61 da lei de contravenção penal – “importunar alguém em local público de modo ofensivo ao pudor” – e é considerado de menor potencial ofensivo.

A lei é de 1941. O agressor ficou menos de 24 horas detido.

Na decisão, embora afirme que “o ato praticado é grave”, e destaque o “histórico desse tipo de comportamento” do rapaz, o juiz diz não ver “constrangimento tampouco violência” e, por tal razão, defende que o crime “se amolda à contravenção e não estupro”.

“Entendo que não houve constrangimento tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado”, aponta o texto.

Ainda de acordo com o TJ, a Polícia Civil não pediu a prisão preventiva do acusado e o Ministério Público, durante a audiência de custódia, se manifestou pela liberação do rapaz.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) contesta a afirmação e afirma que a delegada Denise Orlandini do Prado, do 78º DP, solicitou à Justiça a prisão preventiva do suspeito. Procurado pelo G1 o Ministério Público disse que não irá se manifestar sobre o caso.

O caso ocorreu no início da tarde desta terça-feira (29), na altura da Alameda Joaquim Eugênio de Lima. A Polícia Militar foi acionada e o homem foi preso em flagrante por estupro e levado ao 78º Distrito Policial, no Jardins. Depois, encaminhado para carceragem do 2° DP, no Bom Retiro.

Chorando e em estado de choque, a vítima foi acolhida por outras mulheres. O assediador foi mantido dentro do ônibus até ser retirado por policiais militares. O local rapidamente reuniu dezenas de pessoas. Revoltados, muitos gritavam, xingavam e ameaçavam linchar o agressor.

Procurada pelo G1, a SPTrans disse que “lamenta e repudia o ocorrido no início da tarde desta terça-feira em um ônibus do sistema municipal de transportes”. A empresa disse ainda que “nos casos de abuso sexual no interior dos ônibus, a SPTrans recomenda que o motorista seja comunicado imediatamente e conduza o veículo até a delegacia de polícia mais próxima. Lá, a vítima poderá registrar um boletim de ocorrência e receber amparo das autoridades policiais, que tomarão as providências cabíveis”.

Coincidentemente, nesta terça-feira a SPTrans, a CPTM, o Metrô e a EMTU, do governo do estado, lançaram a campanha “Juntos podemos parar o abuso sexual nos transportes”. O objetivo é “é unir instituições públicas e privadas para combater a violência sexual no transporte coletivo”, informou o Metrô.

Em menos de 24 horas, outro assédio

Na tarde desta quarta-feira (30), outra mulher foi vítima de assédio sexual dentro de um ônibus que também passava pela Avenida Paulista, na região central de São Paulo. A vítima relatou que o agressor passou a mão em seus seios. O motorista fechou a porta e chamou a polícia, que deteve o agressor.

“Ele passou a mão em mim e quis parecer que eu estava louca”, relatou Juliana de Deus, de 25 anos. “Estava sentada ao lado dele. Ele começou a passar a mão no meio seio e eu comecei a me ligar. ‘Sai de perto, sai de perto!’ As mulheres ao redor também começaram a se revoltar”, disse a vítima, que é cantora.

bomba.jpg

– A vantagem aplicada no pênalti sofrido por Gabriel Jesus em Brasil 2×0 Equador

Apesar da Seleção Brasileira não ter brilhado como nas outras apresentações (e da vontade excessiva de Neymar em querer mostrar serviço e às vezes ser “fominha”), tudo deu certo para o Escrete Canarinho e até mesmo para a arbitragem!

Mario Díaz de Vivar, o árbitro paraguaio que coincidentemente apitou Brasil 2×2 Equador (pelo Sulamericano Sub 20, há 8 meses), não marcou a penalidade em Gabriel Jesus e na sequência do lance resultou em um gol.

Sorte ou acerto?

Contrariando um mito popular de que não existe vantagem em pênalti, ela existe sim! É que, por ser um lance dentro da área e muitas vezes a marcação do pênalti ser a vantagem verdadeira (pela possiblidade de se marcar um gol), muitos árbitros abrem mão da sequência da jogada e marcam o pênalti (nem sempre POSSE DE BOLA é vantagem, pois para times com bons cobradores de falta, em um lance fora da área a real vantagem pode ser a marcação da falta).

Assim, o juizão não marcou o lance em que o zagueiro equatoriano vai no corpo de Gabriel Jesus após o cabeceio (não foi consequência da disputa de bola, foi falta mesmo e para cartão amarelo). Na sequência, a bola sobrou para Philippe Coutinho marcar o gol.

Resta saber: o árbitro fez uma perfeita leitura da jogada e assim aplicou a difícil e correta lei da vantagem em um lance de tiro penal, ou ele não viu nada e por sorte resultou em gol?

Se um lance desse ocorresse aos 48 minutos do segundo tempo no jogo Uruguai x Argentina e não resultasse em gol, o árbitro estaria no campo até agora cercado pelos atletas…

Veja o lance relatado abaixo:

– Nossa 6a feira gastando adrenalina!

Bom dia!

Hoje tive uma insônia muito grande. Porém, ela foi proveitosa, pois fui correr na madrugada. Nossa foto-motivação:

bomba.jpg

Durante a corrida, rezando pela intercessão de Santa Beatriz da Silva, uma corajosa serva de Deus, celebrada hoje. Nossa foto-meditação:

bomba.jpg

Pós-treino, alongando entre as flores. Hoje, com a nossa campeoníssima rosa vermelha. A foto-contemplação:

bomba.jpg

Enfim, indo trabalhar com o sol como energizante natural. Nossa foto-inspiração:

bomba.jpg

Sem antes finalizar, não posso deixar de “corujar” o sorriso da minha pequininha. Nosso vídeo-fofurice:

Ótima sexta-feira a todos!