– Temer é o brasileiro do ano?

Até ele duvidou: o Presidente do Brasil, Michel Miguel Elias Temer Lulia, foi eleito o ‘Brasileiro de 2016’ pela Revista Isto É.

O que ele fez para merecer tal honraria?

bomba.jpg

– Tentando entender a liberação dos Estádios pela FPF… Qual é a Regra?

O Estádio Jayme Cintra foi interditado pela Federação Paulista de Futebol, junto com outras 56 praças esportivas, para os campeonatos profissionais promovidos pela entidade.

Entretanto, haverá a partida amistosa beneficente entre os amigos de Nenê x Amigos de Romário (com provável lotação) nesta semana. O mesmo estádio está liberado pela própria FPF para a Copa São Paulo de Futebol Jrs, cuja entrada é gratuita e certeza de grande público.

Parafrasearei a pergunta do amigo jornalista Heitor Freddo: por quê para as pessoas que pagarão o ingresso na A3 o estádio leva risco, e para os demais eventos (com muito maior número de torcedores) inexiste a preocupação?

Incoerência das autoridades que interditam para um tipo de torneio (com menor público) e liberam para os de maior apelo.

bomba.jpg

– Que confusão entre Senado e Judiciário. Renan “Forever”?

Renan Calheiros recebeu intimação para ser afastado da presidência do Senado, já que é réu.

Mas vai sair mesmo? Prometeu que não sai… Mexeu com quem não devia, tripudiando juízes. Foi traído pela vaidade?

Ele sempre se achou dono do Brasil, e agora dias piores (a ele) virão. A nós talvez também, pois Jorge Viana, Senador do PT, assume o Senado.

Aliás, há quantos anos e Governos Renan reina no Brasil? Quantos escândalos já surgiram contra ele? E sempre é eleito…

bomba.jpg

– Demagogia de quem prometeu…

Lembram quem criticamos/ duvidamos das homenagens prometidas pelos clubes à Chapecoense?

Parece que não aconteceram como alardeadas… O Corinthians não usará mais verde e o Palmeiras não mais jogará com a camisa da Chape.

Essa ilustração do Renato Peters é perfeita:

bomba.jpg

 

– A Escala do Jogo que não deveria existir!

Que coisa! Ao invés de cancelar oficialmente o jogo, a CBF resolveu escalar um quarteto de arbitragem para configurar o WO duplo na partida entre Chapecoense x Atlético Mineiro.

O árbitro Rodrigo Alonso Pereira irá ao estádio no horário marcado e confirmado da partida pela CBF, entrará uniformizado em campo, ficará melancolicamente olhando as arquibancadas vazias da Arena Condá, esperará o tempo regulamentar e configurará as ausências já anunciadas das equipes.

Detalhe: a Chapecoense terá que pagar as despesas normais da realização de uma partida de futebol.

Que insensatez… só para promover constrangimento e dar prejuízo ao time.

bomba.jpg