– O Reino da Odebrecht e os Apelidos dos Políticos Corruptos. E quando todos os delatores falarem?

Não existiria traficante de drogas se não existissem consumidores. Da mesma forma, não existira empresa corrupta se não existissem corruptores.

Me chamou a atenção o executivo da Odebrecht Cláudio de Melo Filho ao dizer, em outras palavras, que procuravam políticos corruptos, políticos no poder e políticos em ascensão.

Ora, a quem não procuravam então? Quantos políticos honestos sobraram?

De propinas em locais comuns até o Palácio do Jaburu, a todos o dinheiro fácil correu solto. E me entristece ver que assim como Dilma, Lula, Gleise e tantos outros que estavam no poder, surge a nojenta mesma relação entre Temer, Jucá, Calheiros e demais.

Não há partido ou ideologia que tenha sido poupado. Em quem votaremos nas próximas Eleições? Qual nome é consenso no Brasil? Serra, Aécio e Alckmin estão em outras listas também.

Se tudo for provado, mais da metade do Congresso e do Senado irá para a cadeia (se a Justiça for feita). O que fazer?

A única certeza é que a Odebrecht reinava no Brasil. E sua lista de codnomes aos picaretas é hilária:

  • Amigo / Brahma – Lula (PT-SP) Ex-Presidente.
  • Angelina Jolie – Nekma Kodama. Doleira.
  • Angorá – Moreira Franco (PMDB – RJ).
  • Babel – Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). Exonerado da Secretaria de Governo de Michel Temer.
  • Batman – Pedro Barusco. Ex-Diretor da Petrobrás e Delator.
  • Bebê Johnson – Deputado Luiz Argolo (SD-BA).
  • Bitelo – Deputado Lúcio Viera Lima (PMDB-BA). Irmão de Geddel.
  • Bob – José Dirceu (PT-SP) Ex-Secretário da Casa Civil.
  • Boca Mole – Deputado Heráclito Fortes (PSB-PI).
  • Botafogo – Rodrigo Maia (DEM-RJ). Presidente da Câmara dos Deputados.
  • Caju – Romero Jucá (PMDB-RR). Ex-ministro da Casa Civil de Michel Temer.
  • Campari – Ex-senador Gim Argello (PTB-DF).
  • Caranguejo – Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Deputado cassado
  • Cerrado, Pequi ou Helicóptero – Senador Ciro Nogueira (PP-PI).
  • Comuna – Daniel Almeida (BA).
  • Corredor – Duarte Nogueira (PSDB-SP). Prefeito eleito de Ribeirão Preto.
  • Decrépito – Deputado Paes Landim (PTB-PI).
  • Diplomata – Hugo Napoleão – PI
  • Esfiha – Samir Assad (empresário)
  • Feia – Lídice da Mata – BA
  • Ferrari – Delcídio do Amaral (ex-PT-MS). Senador cassado.
  • Goleiro – Paulo Magalhães Jr – BA
  • Gremista – Deputado Marco Maia (PT-RS).
  • Índio – Senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE).
  • Italiano – Antonio Palocci (PT-SP)
  • Justiça – Renan Calheiros (PMDB-AL). Presidente do Senado Federal.
  • Kimono – Arthur Virgílio (PSDB-AM). Prefeito reeleito de Manaus.
  • Las Vegas – Anderson Dornelles. Assessor de Dilma Rousseff.
  • Leitoso – Eduardo Hermelino Leite.
  • Lindinho – Nestor Cerveró.
  • Mars – João Carlos Ferraz. Diretor da Sete Brasil.
  • Mercedão – João Cláudio Genu. Diretor da Petrobrás.
  • Misericórdia – Deputado Antônio Brito (PSD-BA).
  • Missa – Deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).
  • MT – Michel Temer – Presdiente da Repúplica (PMDB – SP).
  • Moch – João Vaccari Neto – Tesoureiro do PT.
  • Moleza – Jutahy Magalhães – BA.
  • My Way – Renato Duque. Ex-Diretor da Petrobrás.
  • Nervosinho – Eduardo Paes (PMDB-RJ). Prefeito do Rio.
  • Pino ou Gripado – Senador José Agripino Maia (DEM-RN).
  • Polo – Jacques Wagner (PT-BA). Ex-ministro de Dilma Rousseff e ex-governador da Bahia.
  • PR – Paulo Roberto Costa. Ex-Diretor da Petrobrás.
  • Primo – Eliseu Padilha (PMDB-RS). Ministro da Casa Civil.
  • Proximus – Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Ex-Governador do Rio.
  • Santo – Geraldo Alckmin (PSDB-SP) Governador de SP.
  • Todo Feio – Ex-deputado Inaldo Leitão.
  • Tuca – Deputado Arthur Maia (PPS-BA).
  • Véio – Rafael Ângulo – colaborador do doleiro Alberto Youssef
  • Velhinho – Francisco Dornelles – Vice Governador do RJ.

E faltam ainda outros nomes (tão gozados e tristes quanto) a serem descobertos e revelados. Parece bullying. Ou não?

Aliás, bolinaram é no bolso e no respeito de nós, eleitores e contribuintes desse país.

Agora, imaginaram quando TODOS os executivos da Construtora falarem? Foi apenas um até agora…

bomba.jpg

– Advento é tempo de Mudar! Hoje, Domingo da Alegria.

Estamos no Tempo do Advento, que significa: “espera por aquele que há de vir!

É uma espécie de “ano novo litúrgico” para os católicos, tempo de aguardar o Natal do Senhor Jesus. Época de esperança, de fé, de conversão.

Há 1600 anos aproximadamente, num primeiro domingo do advento, um jovem chamado Agostinho, após ouvir a leitura de Romanos 13, 11-14, convertia-se. E de desregrado cidadão passa a ser um grande santo, doutor da Igreja: Santo Agostinho!

A Leitura é essa (Carta de São Paulo aos Romanos):

“Irmãos: Vós sabeis em que tempo estamos, pois já é hora de despertar. Com efeito, agora a salvação está mais perto de nós do que quando abraçamos a fé. A noite já vai adiantada, o dia vem chegando: despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da luz. Procedamos honestamente, como em pleno dia; nada de glutonerias e bebedeiras, nem de orgias sexuais e imoralidades, nem de brigas e rivalidades. Pelo contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo.”

E nós, estamos prontos para a conversão nesse belo tempo litúrgico? A propósito, hoje, 3o domingo do Advento, é chamado de “Domingo da Alegria” (repararam nos paramentos de hoje?).

kjbsduf.jpeg

– A Triste Realidade dos Jogadores de Futebol no Brasil

Você acha que todo “boleiro” é rico, passeia o mundo e fica em hotel 5 estrelas?

Calma lá, não é bem assim…

Veja essa triste realidade, retratada no Estadão de domingo, em seu Caderno de Esportes:

NO BRASIL, JOGADOR DE FUTEBOL É AMEAÇADO E GANHA MAL

Estudo de entidade ligada aos jogadores constata que a situação dos atletas no País é de má condição de trabalho e instabilidade

Por Jamil Chade

Distante das grandes estrelas, a grande maioria dos jogadores de futebol no Brasil vive uma situação de vulnerabilidade, salários baixos e até ameaças. Isso é o que revela um levantamento recém-concluído da Federação Internacional dos Futebolistas Profissionais (FIFPro). O estudo envolveu entrevistas com quase 14 mil atletas pelo mundo e mostra que, se a indústria do futebol movimenta bilhões e enriquece cartolas, milhares de seus principais atores – os atletas – vivem à sombra desse cenário de riqueza, glamour e luxo.

Para realizar o maior levantamento já realizado em âmbito mundial sobre a real situação dos jogadores de futebol, o sindicato contou com a ajuda especialistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra.

O Relatório Global de Emprego da FIFPro convidou os jogadores a responderem a 23 perguntas, abordando temas como salários, contratos, transferências, treinamento, fixação de correspondências, violência, segurança no trabalho, saúde, bem-estar e educação. No caso dos dados referentes ao Brasil, eles foram coletados a partir de uma pesquisa inicial com cerca de 105 jogadores profissionais espalhados por clubes de todo o País.

O levantamento concluiu que, em média, 52% dos atletas nacionais sofreram atrasos no pagamento de seus salários nos últimos dois anos, um índice bastante alto.

No lado B do futebol brasileiro e longe da realidade de astros como Neymar, já independente financeiramente aos 24 anos, a ampla maioria dos jogadores – 83,3% – ganha menos de US$ 1 mil (R$ 3,5 mil) por mês. Muitos deles, segundo a pesquisa, precisam dividir seu tempo entre o futebol e outros empregos que possam ajudar a complementar a renda. Apenas 1,1% dos jogadores profissionais do Brasil recebem um salário maior que R$ 50 mil.

Levando-se em consideração os dados da CPI do Futebol no Senado, encerrada nesta semana sem pedir punição para nenhum dirigente do futebol brasileiro, pode-se concluir que o que José Maria Marin e Ricardo Teixeira, dois ex-presidentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ganharam em salários apenas como presidentes do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014 (cerca de R$ 11 milhões) seria suficiente para bancar dez clubes durante um ano inteiro.

INCERTEZA

A instabilidade é outra marca dos atletas de futebol no Brasil. Na pesquisa realizada em 54 países e com jogadores que atuam em 87 ligas na Europa, Américas e África, os brasileiros são os que têm em média os contratos mais curtos, de apenas 11 meses. E 47% deles sequer têm uma cópia de seu contrato de trabalho.

A vulnerabilidade ainda é reforçada pela alta taxa de jogadores que afirmam ter sido alvos de algum tipo de ameaça. Segundo a pesquisa, 29% dos que atuam no futebol brasileiro disseram que foram vítimas de ameaças físicas por parte de torcedores e mesmo treinadores.

Os dados nacionais, em muitas ocasiões, são ainda mais dramáticos que a média mundial. Segundo o estudo, mais da metade dos jogadores brasileiros registrou atrasos em seus pagamentos – a taxa internacional é de 40%.  As ameaças contra os brasileiros ainda seriam quase três vezes superiores à média mundial, de apenas 10%.

PREOCUPAÇÃO

O lado B do futebol mundial também preocupa o sindicato. “Não podemos aceitar esta situação’’, comentou o secretário-geral da FIFPro, Theo van Seggelen. Segundo ele, a média de salários no esporte oscila entre US$ 1 mil (R$ 3,5 mil) e US$ 2 mil (R$ 7 mil) por mês. “Nem todos os jogadores têm três carros de cores diferentes. São seres humanos normais, que merecem ser pagos a tempo e hora, porque também têm filhos e contas para pagar’’, alerta Van Seggelen.

Apenas 2% dos jogadores têm vencimentos acima de US$ 750 mil (R$ 2,6 milhões) por ano, patamar considerado como a fronteira entre os atletas da pequena elite mundial do esporte o restante dos milhares de profissionais. “Essa é a realidade de nossa indústria do futebol, que é completamente diferente do que a maioria dos torcedores pensam”, afirmou o secretário-geral da FIFPro.

bomba.jpg

– 15 semanas da nossa bebê!

Nossa Estelinha está completando 15 semanas na barriga da mamãe. E sabe o que acontece na décima quinta semana de gravidez?

Extraído de: http://www.pampers.com.br/gravidez/gravidez-semana-a-semana/serie-de-artigos/gravida-de-15-semanas

15 semanas de gestação

Seu bebê na 15ª semana de gravidez

Seu bebê tem o tamanho de uma maçã, pesando de 48 a 71 g e medindo de 10,5 a 11,5 cm da cabeça ao bumbum.

O cabelo hoje

O padrão de cabelo do seu bebê é estabelecido nesta semana, mas isso não é garantia de que ele vá nascer com uma cabeça cheia de cabelos. Pelos ultrafinos e macios, chamados de lanugo, também estão aparecendo em todo o corpo do seu pequeno. Esse pelo felpudo protege a delicada pele do líquido amniótico e, geralmente, desaparece imediatamente antes ou após o nascimento.

Pele fininha

Debaixo desse lanugo há uma fina camada de pele através da qual é possível ver vasos sanguíneos que já transportam o sangue. O desenvolvimento da boca continua e o rosto do bebê pode se mover mais e mais.  

Sua gravidez na 15ª semana

Superenergia

Muitas mulheres falam que se sentem energizadas neste momento da gravidez. Se você for uma das afortunadas com essa potência extra, aproveite! Faça uma caminhada, plante algumas flores ou comece a planejar o quarto do bebê. 

Mãos, pés e tornozelos inchados

Esse inchaço, ou edema, é causado pelo aumento do sangue que circula pelo seu corpo e pela pressão de seu útero em crescimento sobre as veias pélvicas. Exercícios leves são uma ótima maneira de controlar o inchaço, portanto, procure caminhar, nadar ou fazer aula de ioga. Se o inchaço aparecer no rosto, certifique-se de entrar em contato com o profissional de saúde. 

Você sabia?

Hora do cabelo! Nesta semana, o padrão de cabelo do couro cabeludo é estabelecido para sempre e o pelo macio (chamado lanugo) cobre o corpo para proteger a pele do bebê do líquido amniótico.

 

bomba.jpg

– Domingão de descanso ou de trabalho?

Pois, é. De trabalho

O “1o tempo”, da madrugada, tentando buscar forças para o corpo, para a alma e para a mente. 

O “2o tempo”, da manhã, de muita labuta no trabalho cotidiano. Microempresário sofre todos os dias.

O “3o tempo” (ufa), da tarde, de estudos e projeções da vida acadêmica para 2017.

À noite nós dormimos – e precisamos disso!

Nossa vida é de trabalho diário, mas com a família, saúde e Deus, v’ambora viver.

Mas que às vezes dá uma preguiça… Ô se dá!

imgres.jpg